Você está na página 1de 20

PUB

Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • 970•1


26 julho 2018
Ano 18
quinta-feira
 0.70 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

Renúncias fazem cair Junta


de Freguesia do Marmeleiro
A falta de entendimento entre os elementos da Junta de Freguesia do Marmeleiro (Guarda) resultou na
renúncia dos candidatos do CDS-PP e do PS. A autarquia deverá agora ser gerida por uma comissão
administrativa até às eleições intercalares, que ainda não têm data marcada Pág.7

Piscina do Caldeirão sem data para


GUARDA
Câmara vai
integrar 37
precários
Um mês depois de ter anunciado
na Assembleia Municipal a saída
abrir um ano após início das obras
Os banhistas já tomaram conta da piscina fluvial do Caldeirão, a poucos quilómetros da Guarda, mas o equipamento
de 41 trabalhadores precários, o
presidente da Câmara anunciou ainda não abriu oficialmente por atrasos nas obras. A situação desagrada a Álvaro Amaro, que fez um ultimato: «Ou fica
que vai regularizar a situação de pronta até dia 3 de agosto, ou paro imediatamente os trabalhos». A estrutura de lazer custou pouco mais de 137.528
37 desses avençados e contrata- euros (mais IVA) e vai incluir um bar de apoio e sanitários, as infraestruturas em falta Pág.5
dos, que terão «emprego para a
vida em 2019» ____________ 5

ENSINO SUPERIOR
Mais vagas
para UBI e IPG
Na primeira fase do concurso
nacional de acesso ao ensino
superior, que termina a 7 de
agosto, a Universidade da Beira
Interior conta com mais 62 va-
gas do que em 2017, enquanto o
Instituto Politécnico da Guarda
passou das 680 para as 699
vagas _______________________ 4

CULTURA
Festival Mêda +
começa hoje ______ 13
PUB

PUB
2• • Quinta-feira • 26 de julho de 2018

CARA
ENTREVISTA
navalha

A P E R F I L
CARA

«A Guarda não
Isabel Fonseca
UBI Presidente da concelhia da Guarda do
CDS-PP

consegue atrair
Cem biciletas elétricas vão estar à dispo-
da

sição da comunidade ubiana, já no próximo Idade: 50 anos


ano letivo, no âmbito do projeto O U-BIKE

investimento e gerar
UBI. Uma aposta inédita da Universidade Naturalidade: Trinta (Guarda)
fio

da Beira Interior para facilitar a deslocação


de alunos, professores e funcionários pelas Profissão: Professora de Física e Química
subidas íngremes da cidade, e que, ao mes-

emprego que fixe


no

mo tempo, se alia à sustentabilidade. Mais Currículo: Licenciada em (ensino de)


uma iniciativa da UBI que marca a diferença Física e Química e bacharel em Engen-
e poderá tornar a instituição mais atrativa. haria Química Industrial

as pessoas e essa é Filme preferido: “Uma mente brilhante”


e “Forrest Gump”

a grande “pedra no Livro preferido: “O Alquimista”

Câmara de Manteigas Hobbies: ler, jardinagem

O município de Manteigas está a de-


safiar a população e demais interessados a
sapato” da gestão entidades bancárias que sinalizam a anemia
económica que todos sentimos. O abandono

autárquica atual»
participar numa ação de limpeza de vários do centro histórico, onde ruas inteiras estão
pontos turísticos do concelho serrano. A desabitadas e em ruínas! Os elevados valores
iniciativa vai levar os participantes a locais de IMI, da água e saneamento e da eletricid-
como o Covão d’Ametade, Covão da Ponte, ade – tendo em conta que vivemos numa zona
Fonte Paulo Luís Martins, Ribeiro das Fór- P - Qual a sua primeira atividade/ com praticamente nove meses de Inverno de-
neas, Ribeiro da Vila e Poço do Inferno. São decisão na Concelhia da Guarda? veria haver uma política energética adequada.
locais com uma beleza natural ímpar, mas R - A primeira atividade/decisão na
que está muitas vezes conspurcada pelos concelhia foi reunir com militantes para dar P - Passado nove meses da tomada
seguimento a um pedido dos órgãos nacio- de posse do segundo mandato de Álvaro
detritos de quem as visita.
nais do partido, tendo em vista a recolha Amaro, qual o balanço que faz da maioria
de contributos para a elaboração do pro- PSD na Guarda?
grama eleitoral para as próximas eleições R - Penso que o balanço já foi de alguma
legislativas, e que fez deslocar à Guarda o forma feito na resposta anterior, ou seja, é um
vice-presidente Adolfo Mesquita Nunes. mandato em que se percebe que para além
Por outro lado, estamos muito atentos à da realização de um conjunto de eventos,
evolução de situações muito preocupantes que considero episódios sem consequência
Carlos Luiz para as pessoas do nosso concelho, como
é o caso da falta de respostas no setor
económica duradoura, e de outras iniciativas
nada diferenciadoras e de urgência duvidosa,
O histórico socialista da Guarda, “com- da saúde, aguardando as respostas do que se resumem ao óbvio, que qualquer um
pagnon de route” de Mário Soares, está de ministro da Saúde às perguntas que poderia fazer, como é o caso do embeleza-
regresso à política ativa com a eleição para o grupo parlamentar do CDS lhe mento de rotundas, pouco tem sido feito
presidente honorário do PS Guarda. O antigo colocou e para as quais ainda não para elevar o bem-estar dos guardenses.
deputado Carlos Luiz, que mantém influência obtivemos resposta, para perceber- Parece-me claramente que deve ser
na estrutura nacional do partido, tem agora mos que outro tipo de iniciativas feita uma avaliação séria e honesta
outra missão, a de apoiar e orientar os seus vamos levar a cabo. das prioridades da população, para
camaradas nos caminhos sinuosos da luta aplicar o orçamento da autarquia de
pela conquista do poder num distrito que já P - Disse que tinha como forma profícua. O diagnóstico das
objetivo «fazer crescer o CDS necessidades da Guarda está feito, o
foi mais rosa.
na Guarda», como tenciona que precisamos é de investimento e
fazê-lo? P - Quais são as matérias que mais a emprego e, nesse aspeto, para além
R - O crescimento do partido é sempre preocupam na Guarda? do crescimento das empresas já instaladas,
um objetivo que tem que ser assumido. R - Como já referi anteriormente, a situa- nada de novo tem chegado ao nosso concelho
Vamos fazê-lo de forma semelhante à que ção do Hospital Sousa Martins, a falta de médi- neste domínio.
tem vindo a ser seguida, isto é, envolvendo cos e de enfermeiros e o encerramento de
cada vez mais pessoas na vida do partido, algumas valências é muito preocupante para P - É possível repetir uma coligação
simpatizantes e independentes, que quei- todos, pois os cuidados de saúde são um bem com o PSD para a Câmara, ou o CDS tem
ram contribuir com ideias/ sugestões e fundamental para as pessoas. Acresce ainda o condições para avançar sozinho nas próxi-
estratégias, enriquecendo o debate que facto de termos uma população envelhecida a mas autárquicas?
com alguma regularidade iremos promover precisar ainda mais de cuidados e assistência R - O CDS é um partido responsável e
internamente, numa conjugação de esforços médica, maioritariamente de baixos recursos preocupado sobretudo com as pessoas do
Junta do Marmeleiro para apresentarmos alternativas sérias,
estruturadas e exequíveis, respeitando a
económicos, agudizado pelas “longas” distân-
cias aos centros de recursos disponibilizados.
nosso concelho, daí que qualquer solução
que seja boa para os nossos concidadãos e
Perderam-se nove meses desde as au- integridade e os princípios do partido numa O encerramento de escolas resultante da que permita implementar políticas diferen-
tárquicas por falta de entendimento entre perspetiva de que o CDS é um partido onde diminuição de alunos, pelo facto do nosso ciadoras e promotoras do bem-estar de todos
quem ganhou e quem perdeu as eleições se está bem, onde se está porque se gosta concelho não conseguir atrair investimento nós serão soluções possíveis para nós. Da
de outubro. Os candidatos do CDS-PP e PS, de estar, por ser um espaço de liberdade e e de gerar emprego que fixe aqui as pessoas. mesma forma, como ficou bem evidente nas
que reclamavam um lugar no executivo da modernidade onde cabemos todos. Esta falta de investimento é a grande “pedra autárquicas de 2017, o CDS tem capacidade
Junta, renunciaram ao mandato e forçaram no sapato” da gestão autárquica atual e sem de liderar e apresentar candidaturas au-
P - Quantos militantes tem o CDS o qual não conseguimos virar a página do de- tárquicas, seja sozinho, seja em conjunto com
a queda da Junta, bem como a marcação
na Guarda? clínio económico e populacional que se está a independentes ou outras forças políticas, com
de novas eleições. Até lá, a Junta será
R - O CDS tem atualmente 153 militan- tornar crónico para a Guarda, agudizado pelo quem possa reunir um conjunto de ideias e
gerida por uma comissão administrativa,
tes com capacidade eletiva, e tem muitos elevado preço dos combustíveis e das por- princípios políticos de mudança da realidade
que também ainda não foi definida. É a outros que aderiram recentemente ao tagens nas autoestradas, que afastam ainda do concelho da Guarda.
política e a falta de bom senso a imiscuir- partido e que, por razões estatutárias, ai- mais o interior do litoral, sem outras alterna-
se no dia-a-dia das pessoas. nda estão a cumprir o período de tempo a tivas válidas. Sem pessoas não há economia e P - Quantos eleitos tem nas fregue-
que todos estamos obrigados para sermos é precisamente isso que está a acontecer no sias?
membros de pleno direito desta organiza- nosso concelho, onde assistimos a um regular R - Neste momento o CDS tem oito
ção, que é a única não socialista e de alter- encerramento de atividades comerciais a autarcas de freguesia eleitos no concelho da
nativa ao socialismo, em Portugal. que se soma também o desaparecimento de Guarda.
Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

O aquecimento global
1
A tragédia abateu-se sobre os gregos como há um ano
caiu sobre os portugueses. O flagelo do fogo é um inferno
que leva tudo à frente deixando um rasto de destruição e
morte por onde passa. Ao vermos as imagens do fogo na Grécia,
onde dezenas de pessoas morreram, recordamos Pedrógão
Grande ou o 15 de outubro de 2017, em que a região Centro
ardeu um pouco por todo o lado. Ao vermos a tragédia grega
recordamos o cheiro a terra queimada dos fogos que varreram
a nossa região. E choramos! Choramos em memória dos que
morreram nas nossas aldeias indefesas, dos que pereceram à
força bruta das chamas, e por quem nada fizemos. Por quem
nada fazemos. Porque passado um ano de lágrimas e desas-
sossego, de solidariedade intensa e dor envergonhada, tudo
continua na mesma nas nossas terras, nas nossas aldeias e
vilas queimadas onde ainda sentimos o cheiro lúgubre dos
corpos mas onde adiamos intervir, salvar, dar futuro… Que
país é este que tanto fala de prevenção, mas nada prevê nem
responsabiliza, solidário, mas que, enterrados os corpos, se
acotovela para sacar algum subsídio, que aproveita o flagelo
para fazer a casa de campo, que mente em nome dos euros
oferecidos para acalmar consciências.

2
Mas se na Grécia esta é a pior vaga desde 2007, com
focos de incêndio a chegarem a zonas turísticas junto
ao mar, no norte da Europa, e nomeadamente na Suécia,
nunca se viu nada assim. Milhares de hectares ardem de forma

“O preto da casa continuada numa floresta impenetrável, autóctone, extensa e


normalmente húmida, na região ártica, fria por definição, e
onde o fogo, supunha-se, nunca seria um problema… É com
opinião
Fidélia Pissarra Africana” surpresa que vemos os meios portugueses irem socorrer as
florestas suecas e é inacreditável ver como a vaga de calor se
Entre a polémica com um Museu dos Descobrimen- cão estivessem lá dentro, pensei. estende por toda a Europa continental em contraste com o que
tos e a profusão de efusivas evocações da personalidade Meia dúzia de anos depois, Lucien Febvre ensinou- se passa na Península Ibérica. O anticiclone dos Açores tem
de Nelson Mandela, lembrei-me de quando me diziam me – ou melhor, Ana Branco ensinou-me que Lucien Fe- estas consequências surpreendentes e inesperadas.
que parecia o “preto da casa Africana” de tão carregada bvre ensinara – que a história é sempre feita no presente Como facilmente se percebe, os fogos na Suécia evidenciam
que ia. Nunca conheci o bom do preto, mas sempre achei e a partir das interrogações, ansiedades e problemas que a pacóvia e habitual afirmação de que os incêndios são
que devia ser o namorado de todas as “pretinhas” que com que ele nos confronta e interpretei então o nome “tudo mão criminosa” é uma patranha – há fogo-posto às mãos
alguns militares e antigos colonos traziam, caridosa e de “pretinhos”, do da casa Africana e das de casas de de criminosos e doentes, mas há, fundamentalmente, fogos
abnegadamente, de África para ajudar mães e mulheres família, como eufemismo. É que, bem vistas as coisas, por acidente, incúria, abandono do campo, despovoamento,
nas lides lá de casa. Imaginava-os, ao da casa Africana pouco haverá de mais ideológico e político no sentido desleixo ou porque as altas temperaturas mirram a natureza e
e às “pretinhas”, sozinhos no meio do mato africano, mais pleno do termo do que a linguagem. Daí que, penso qualquer faísca (natural ou provocada) pode causar uma ignição
muito assustados à frente de um leão, a ser salvos por eu, num Portugal que até tinha abolido a escravatura no e um incêndio. E há sobretudo alterações climáticas, com o
heroicos soldados e patrões brancos. Sem pai, nem séc. XVIII a palavra “escravos” tenha sido substituída aquecimento global e fenómenos extremos, de consequências,
mãe, os “pretinhos” não podiam ser irmãos, mas, na por “pretinhos” durante tanto tempo. Maquilhavam- todavia, imprevisíveis, mas que contribuem para o degelo polar
minha cabeça, haveriam de se encontrar na metrópole se, assim, as relações de prepotência e racismo para e as temperaturas anormalmente elevadas como as que nos
para serem namorados. Por essas alturas nunca tinha descanso moral das consciências religiosas com que se surpreendem na Suécia. Ou as secas prolongadas, como a que
ouvido falar em escravatura, nem em descobrimentos, pretendiam salvar estas “almas” encontradas nos matos vivemos em Portugal no ano transato. Ou, no inverso, cheias
mas conhecia muito bem África. Estava lá o pai, a tia, os africanos. Maniqueísmo que, a julgar pelos recentes intensas e em zonas menos habituais.
tios, os primos e os pretos que cuidavam de todos com argumentos de alguns (pese embora o entusiasmo com Entretanto, e enquanto o anticiclone dos Açores nos impede
a ajuda de um pastor alemão. que evocam Mandela), perdura até hoje. Só nisto consigo de disfrutar das condições meteorológicas habituais para a
Um dia, tinha que haver um dia, a família veio, de encontrar explicação para que, num país que foi pioneiro época, de calor intenso, percebemos que afinal a falta de meios
vez, para a metrópole e choraram muito por lá terem do tráfico transatlântico de escravos, haja ainda quem de combate a incêndios é um problema comum a qualquer país,
deixado os “pretinhos” e o cão. Em boa verdade, nunca queira preencher essa página da nossa história com a porque para combater o fogo os meios são sempre escassos.
percebi por que não os meteram também nos contento- manipulação da verdade. Esperemos que o verão, que entre nós ainda nem começou,
res da mobília, sempre teriam dado uma ajuda a abri-los Se o fazem por ignorância militante, ou pelo recru- seja suficientemente húmido para não sofrermos de novo com
e a carregar as tralhas da Ratoeira para Celorico da Beira. descer de uma ideologia de má memória, é coisa que o flagelo dos fogos, porque o propalado planeamento foi dimi-
É que o camião, que trouxe os contentores de Lisboa, só a história, a dos “Annales”, nos dirá. Mas lá que, às nuto, a prevenção é conversa e a limpeza do mato por decreto
não cabia nas ruelas da vila e teve de se pedir à santa vezes, me parece ver recrudescer na sociedade portu- pouco travará perante o estado de despovoamento e abandono
que os guardasse atrás de si durante os dias que se guesa as saudades “dos pretos da casa Africana” e das do mundo rural.
levaram a esvaziá-los. Tudo escusado, se os pretos e o “pretinhas”, parece.
PUB
4• • Quinta-feira • 26 de julho de 2018

UBI e IPG com mais vagas 1.605 bolsas


para quem for
Sara Guterres
DR
estudar para o
interior do país
Na primeira fase do
O Governo vai disponi-
concurso nacional
bilizar 1.605 bolsas de estudo
de acesso ao ensino
ao abrigo do programa “+
superior, que termina
Superior”, assistindo-se a um
a 7 de agosto, a
aumento de 11 por cento face
Universidade da Beira
ao último ano letivo e de mais
Interior conta com
de 70 por cento em relação a
mais 62 vagas do que
2014/15.
em 2017, enquanto o
A verba destinada a apoiar
Instituto Politécnico da
os estudantes tem uma ma-
Guarda passou das 680
joração, que pode chegar a
para as 699 vagas.
mais 225 euros por ano, para
quem ingressa no ensino supe-
Por decisão do Ministério da
rior através do concurso para
Ciência e do Ensino Superior, as
Educação Básica do IPG com menos duas vagas em relação a 2017 maiores de 23 anos e para os
instituições de ensino superior de
alunos dos cursos técnicos
Lisboa e Porto ficaram com menos 60), Ciências do Desporto (de 57 acesso há 699 lugares, mais 19 que curso do Politécnico com mais
superiores profissionais. As
cinco por cento das vagas, que este para 60) e Marketing (de 33 para em 2017, sendo que Gestão foi o sucesso no mercado de trabalho,
candidaturas são feitas atra-
ano foram redistribuídas pelas res- 35). Quanto à empregabilidade des- curso que mais aproveitou, tendo segundo o vice-presidente, que
vés da plataforma BeOn, da
tantes instituições, nomeadamente tas licenciaturas, António Fidalgo subido de 40 para 45 vagas. Já recorda que, depois dos anos
Direção-Geral do Ensino Su-
do interior. A UBI aproveitou na considera que, no geral, «os cursos Enfermagem passou de 70 para 74 de crise no setor, «já há abertu-
perior, e estão abertas até 15
totalidade esta alteração e ganhou da UBI têm todos uma empregabi- e Informática de 44 para 46. «Aca- ra de vagas e normalmente os
de novembro. O “+ Superior”
mais 62 lugares, passando de 1.245 lidade elevada». bámos por aumentar o número de estudantes arranjam emprego
é um programa de incentivo à
vagas do ano transato para 1.307. A grande novidade é a reaber- vagas em Enfermagem, mas não é facilmente». Do lado oposto está
frequência do ensino superior
Ainda que veja esta decisão do tura da licenciatura em Engenharia um número muito significativo», Comunicação Multimédia que
público em regiões do país
Governo «pela positiva», António e Gestão Industrial (EGI), com 22 constata o vice-presidente Pedro tem a segunda taxa de desempre-
«com menor procura e menor
Fidalgo garante que é uma medida vagas. O curso foi reformulado e Cardão, para quem «não serão go mais elevada (22,1 por cento),
pressão demográfica» e abran-
que exige outras que lhe deem passou a integrar conhecimentos essas quatro vagas que vão afetar a segundo informação do portal
ge também os estudantes que
«consistência». O reitor acredita multidisciplinares, nomeadamente qualidade», pois este curso é o que Infocursos 2018, onde são con-
interromperam os estudos.
que a UBI «tem boas probabilida- das ciências exatas, das ciências tem mais vagas e mais procura no siderados os diplomados entre
As bolsas, num valor de 1.500
des de acompanhar essa transfe- sociais e humanas e da engenharia IPG.. Já os cursos de Comunicação e 2012/13 e 2015/16 inscritos no
euros anuais, podem ser requi-
rência de vagas e de as encher»,pois para contribuir para a eficiência Relações Públicas, Farmácia, Gestão IEFP em 2017. «É um dos cursos
sitadas quer por estudantes
«reforçámos vagas nos cursos que industrial. Esta formação vem de Recursos Humanos e Turismo que tem grande procura, normal-
que reingressam no mesmo
tinham maior procura, que é onde complementar a oferta do Depar- e Lazer têm mais duas vagas, en- mente enche. Mas depois tem esse
curso que frequentaram ante-
temos capacidade de resposta». tamento de Engenharia Eletrome- quanto que Desporto e Marketing handicap porque, pelo menos na-
riormente, quer por aqueles
Segundo os dados oficiais, Medicina cânica nesta área científica, uma vez beneficiaram de apenas mais uma. quela fase inicial, o mercado não
que mudam de instituição de
continua a ser o curso da UBI com que já ministra os 2º e 3º ciclos em «Evidentemente que as Engenha- absorve todos os diplomados»,
ensino e/ou curso.
mais vagas (140), mas não teve EGI, ambos com «elevada procura» rias são os cursos com menos vagas lamenta Pedro Cardão.
mais lugares. Isso verificou-se em na UBI. porque normalmente não têm
Engenharia Aeronáutica (de 40
vagas em 2017 passou para 45), Mais 19 vagas em cursos
tanta procura. Temos cursos com
23/24 vagas, um número idêntico Universidade da Beira Interior
Bioquímica (de 40 para 45), Ar- do IPG ao do ano passado», acrescenta o Curso Vagas 2018 Vagas 2017
quitetura (de 55 para 60), Ciências responsável. Optometria e Ciências da Visão 35 35
Farmacêuticas (de 55 para 60) e Já o Instituto Politécnico da Em termos de empregabili- Engenharia Aeronáutica 45 40
Ciências Biomédicas (de 55 para Guarda beneficiou “timidamente” dade, Enfermagem é também o Bioquímica 45 40
60). Com um aumento menos sig- do corte de vagas nas universi-
Biotecnologia 45 45
nificativo ficaram, por esta ordem, dades de Lisboa e Porto, tendo AAUBI descontente Ciência Política e Relações Internacionais 35 32
Sociologia (de 36 para 40), Ciência conseguido um aumento de três
Política e Relações Internacionais por cento relativamente ao ano com redistribuição Ciências da Comunicação 45 45
(de 32 para 35), Gestão (de 57 para passado. Nesta primeira fase de Ciências da Cultura 20 20
de vagas Cinema 45 45

Instituto Politécnico da Guarda «Eis que aquilo que de-


veria ser uma medida de
Design de Moda
Design Industrial
50
35
50
35
Curso Vagas 2018 Vagas 2017 reequilíbrio territorial e de Design Multimédia 40 40
Comunicação Multimédia 50 50 combate à desertificação Economia 45 45
Animação Sociocultural 23 23 do interior do país se torna Engenharia e Gestão Industrial 22
Desporto 55 54 exatamente no oposto: 52,6 Engenharia Eletromecânica 30 30
Comunicação e Relações Públicas 50 48 por cento das vagas que fo- Engenharia Eletrotécnica e de Computadores 20 20
Educação Básica 23 25 ram cortadas em Lisboa e no Engenharia Informática 65 65
Porto serão distribuídas por
Enfermagem 74 70 Gestão 60 57
cursos de instituições sedia-
Farmácia 42 40 Marketing 35 33
das no litoral. Não se estará
Contabilidade 35 35 a promover um ensino elitis- Psicologia 50 50
Design de Equipamento 24 24 ta?», questiona a Associação Química Industrial 25 25
Engenharia Civil 24 24 Académica da Universidade Sociologia 40 36
Engenharia Informática 46 44 da Beira Interior em comu- Arquitetura 60 55
Engenharia Topográfica 20 20 nicado. Esta situação «de- Ciências Biomédicas 60 55
Gestão 45 40 sagrada» à AAUBI, que não Engenharia Civil 25 25
Gestão de Recursos Humanos 37 35 tenciona «desistir desta luta» Ciências Farmacêuticas 60 55
Marketing 28 27 e considera que o ministro Bioengenharia 20 20
Energia e Ambiente 24 24 Manuel Heitor está «clara- Ciências do Desporto 60 57
Gestão Hoteleira 43 43 mente indiferente à opinião Medicina 140 140
Turismo e Lazer 30 28 da comunidade estudantil e Estudos Portugueses e Espanhóis 25 25
Restauração e Catering 26 26
do movimento associativo». Informática Web 25 25
Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • •5

Câmara da Guarda vai


SERRA DA ESTRELA
Turistrela move
ação contra a

regularizar situação de
Câmara da Covilhã
A alegada ocupação inde-
vida do solo a propósito da
empreitada de colocação das

37 precários
condutas de água da futura
barragem das Penhas motivou
uma ação da Turistrela contra a
Câmara da Covilhã no Tribunal
Administrativo e Fiscal de Cas-
telo Branco, onde é pedida uma AR
Luis Martins
indemnização ao município.
Em reação, o presidente da
autarquia, espera que «ainda
seja possível um acordo», refe-
Medida foi aprovada
rindo, no entanto, que «temos
por unanimidade na
de defender o interesse do mu-
reunião do executivo
nicípio». Segundo Vítor Pereira
de segunda-feira e vai
«entendemos que já lá passavam
determinar a abertura
condutas, que está em causa
de um concurso
o interesse público e que não
público para o efeito.
está em causa qualquer dano
Dez dos 41 avençados
ou prejuízo».
dispensados em
julho não vão ser
reintegrados ao abrigo
VIDEMONTE deste procedimento.
Pão dá mote a Um mês depois de ter anun-
festival no fim de ciado na Assembleia Municipal
a saída de 41 trabalhadores
semana precários, o presidente da Câ-
Os festivais de cultura popu- mara da Guarda anunciou que
lar prosseguem no concelho da vai regularizar a situação de 37
Guarda. Este fim de semana é a desses avençados e contratados.
vez de Videmonte celebrar o pão A medida foi aprovada por
«Espero que estas 37 pessoas tenham emprego para a vida em 2019», disse Álvaro Amaro
com animação de rua, uma rota unanimidade na reunião do
dos fornos, música, teatro, uma executivo de segunda-feira e vai tal procedimento de regulariza-
mostra etnográfica, artesanato,
uma feira do pão, percursos,
determinar a abertura de um
concurso público para o efeito.
ção. Espero que estas 37 pessoas
tenham emprego para a vida em Piscina fluvial do Caldeirão
oficinas e gastronomia. «Em regime de avença havia 2019», declarou o presidente
O festival “Pão Nosso - Festa
da Natureza” resulta de uma par-
na autarquia 36 pessoas, mas
vamos reconhecer 37 postos
do município. Para Eduardo
Brito, esta decisão «só peca por
sem data para abrir
ceria que inclui a Junta de Fre- de trabalho que configuram tardia» porque a lei permite esta Um ano depois do arranque das obras, ainda não há data para
guesia de Videmonte, a Câmara necessidades permanentes en- regularização dos precários, a abertura da piscina fluvial da barragem do Caldeirão. Ques-
da Guarda e a Associação para quanto dez situações não serão pelo que «só há que resolver tionado por O INTERIOR no final da reunião de Câmara, Álvaro
o Desenvolvimento Integrado regularizadas», adiantou Álvaro a situação». Nesta sessão os Amaro deixou o aviso: «Ou fica pronta até dia 3 de agosto, ou
da Rede das Aldeias de Monta- Amaro. De fora ficam cinco socialistas congratularam-se paro imediatamente as obras para não prejudicar quem procura
nha (ADIRAM), com o apoio do trabalhadores que prestavam com a abertura da nova sede aquele local paradisíaco nesta altura do ano».
Turismo Centro de Portugal e serviço em regime parcial, «pelo da Comunidade Intermunicipal O equipamento custou pouco mais de 137.528 euros
do Aspiring Geopark Estrela. O que, cumprindo a lei, iremos das Beiras e Serra da Estrela na (mais IVA), segundo a informação disponível no portal Base,
evento começa amanhã (19 ho- abrir concurso para um lugar Guarda, com Pedro Fonseca a e será complementado com um bar de apoio e sanitários, as
ras) com a atuação do Grupo de e quatro não serão incluídos», considerar que «reforça a ca- infraestruturas em falta neste momento. «Este atraso deve-se
Cavaquinhos do Centro Cultural justificou o autarca. Os restantes pitalidade regional» da cidade. a contratempos no fornecimento de materiais, o que não é
do Mileu (Guarda), seguindo-se foram excluídos por motivos de A este propósito, Álvaro Amaro admissível acontecer passado um ano», criticou o edil, que re-
o grupo de Cantares de Vide- aposentação, cidadania estran- anunciou que vai propor uma jeitou responsabilidades da Câmara. A abertura desta estrutura
monte e o Grupo Batuufole. Na geira e não estarem ao serviço alteração estatutária para fixar de lazer já teve várias datas agendadas, a primeira das quais
manhã de sábado realiza-se a entre 1 de janeiro e 4 de maio de a sede da CIMBSE. «É preciso em agosto do ano passado. Contudo, nada tem impedido que
rota dos fornos, com visita a seis 2017. A autarquia aproveita esta consagrar a Guarda como sede, os banhistas usem o equipamento. A piscina fluvial faz parte
fornos de Videmonte, incluindo oportunidade para regularizar o sobretudo depois destas obras. do projeto de valorização da barragem que inclui um centro
o comunitário, onde o visitante vínculo laboral de 15 assisten- Ela não pode ficar refém da ale- náutico e poderá funcionar no Verão de 2019, espera o autarca.
vai assistir e participar na con- tes operacionais da Divisão da atoriedade. Acho também que Na reunião de segunda-feira, o vereador Pedro Fonseca (PS)
feção do pão. Durante a tarde vai Educação contratados através chegou o tempo de acabar com quis saber como está o processo do centro oficial de recolha
decorrer uma mostra etnográfica de programas do IEFP, como o a rotatividade da presidência de animais na Guarda dado que a nova lei que impede o abate
da ceifa (16h30) e à noite há SEI (Suporte ao Emprego In- da CIM, uma opinião que é par- de animais, para controlo da sua população, entra em vigor a
teatro pelo grupo do Manigoto tegrado) e o SEI+. «Fazemo-lo tilhada por muitos autarcas», 22 de setembro. Na resposta, Álvaro Amaro anunciou que será
(Pinhel), que apresenta a peça “O em nome da estabilidade e do disse o edil. necessário fazer um protocolo com as clínicas veterinárias
doido e a morte” (21h30), seguida apoio às crianças e aos profes- O presidente do município para a esterilização de animais, enquanto o vereador Sérgio
do concerto do grupo Roncos do sores», afirmou o presidente, revelou também que tenciona Costa acrescentou que outras medidas são uma campanha de
Diabo (22h30). acrescentando que a lista dos 37 desafiar os restaurantes da ci- adoção e a melhoria das condições do canil municipal, tendo
No domingo, o festival ter- casos inclui ainda um assistente dade a criarem o prato típico da sido apresentada uma candidatura aos apoios do Governo.
mina com uma feira do pão e técnico para a divisão de Obras. cidade mais alta, isto depois da Já Eduardo Brito sugeriu à Câmara que candidate a Guarda
outra de artesanato, a partir Segundo Álvaro Amaro, a Guarda ser uma das 49 pré-fina- para sede da escola de formação do SEPNA da GNR, medida con-
das 10h30. A animação estará a abertura do concurso público listas do concurso “7 Maravilhas templada no novo Programa de Valorização do Interior aprovado
cargo do Grupo de Bombos do vai ocorrer após a Assembleia à Mesa”, que será transmitido no no último Conselho de Ministros. «É uma boa oportunidade para
Rancho Folclórico “As Cantari- Municipal de setembro, onde domingo na RTP1. «A gastrono- a Guarda dadas as suas características naturais. O PS está dispo-
nhas do Telhado” (Fundão), do serão aprovadas as alterações mia também é um elemento de nível para trabalhar nisso», disse o vereador, mas o presidente
Quinteto Reis, do grupo Beira necessárias no quadro de pes- atração, precisamos de cativar respondeu dizendo que não faz a «política de escrever ao ministro
Brass Band e do Rancho Folcló- soal da edilidade. «Só depois os turistas também pela boca», a reclamar isto ou aquilo».
rico de Videmonte. disso é que poderemos abrir o declarou Álvaro Amaro.
6• • Quinta-feira • 26 de julho de 2018

Bicicletas eléctricas já
S
Sociedade
circulam na Covilhã
Reitor, professores, alunos e funcionários da UBI pedalaram pela cidade
na apresentação do U-BIKE
AEI
No próximo ano letivo cem
bicicletas elétricas vão estar
à disposição de estudantes,
docentes e funcionários da
GUARDA Universidade da Beira Interior,
no âmbito do projeto U-BIKE.
38º Festival de Os velocípedes já chegaram à
Folclore no sábado Covilhã e na passada segunda-
feira foram usados entre o polo
Decorrerá este sábado,
principal da UBI e a Faculdade
na Alameda de Santo André,
de Ciências da Saúde, na apre-
o 38º Festival de Folclore da
sentação da iniciativa.
Guarda, que contará com a
Com esta alternativa de
participação do Grupo Folcló-
transporte, a reitoria da UBI
rico e Etnográfico da Vimiei-
pretende incentivar uma mo-
ra (Mealhada), do Rancho
bilidade mais sustentável da
Folclórico de S. Mamede de
comunidade académica e obviar
Negrelos (Santo Tirso), do
as características naturais de
Grupo Folclórico e Recreativo
uma cidade de montanha. An-
de Albergaria-a-Velha e do
tónio Fidalgo acredita que esta
Rancho Folclórico do Centro
poderá ser também uma forma
Cultural da Guarda. Pelas
de tornar a universidade «mais
19 horas haverá um jantar Comunidade ubiana terá à disposição cem bicicletas elétricas
atrativa». As cem bicicletas ad-
convívio, seguido (20h30) do
quiridas pela UBI no âmbito do entre o local de residência e os permite, por exemplo, que os alu- de mobilidade na Covilhã, já que
desfile etnográfico que fará o
Programa Operacional Sustent- diferentes polos da universidade. nos carreguem as suas bicicletas a autarquia está a trabalhar no
percurso desde a Rua Alves
abilidade e Eficiência no Uso de Os interessados em usar enquanto estão em aulas. A UBI é projeto “Covilhã em duas Rodas”,
Roçadas até à Alameda de
Recursos (PO SEUR) são também este meio de transporte deverão uma das primeiras instituições de que tem previstos 38 quilómetros
Santo André. O 38º Festival
uma alternativa de transporte fazer a inscrição através da inter- ensino superior a disponibilizar de ciclovia e que deverá está con-
de Folclore da Guarda come-
mais económica e podem fo- net, no portal do U-BIKE. Cada estes veículos, de um total de 15 cluído até à próxima Primavera.
çará pelas 21 horas.
mentar hábitos de vida saudável, bateria tem autonomia para 60 universidades e/ou politécnicos A cerimónia de apresentação do
reduzindo o tempo de deslocação, quilómetros, sendo que todos envolvidos no U-BIKE. Este é tam- U-BIKE contou com a presença do
DESENVOLVIMENTO sobretudo dos estudantes que os polos estarão dotados de um bém o primeiro passo para a in- secretário de Estado Adjunto e do
fazem a pé muitos dos percursos sistema de carregamento, o que trodução de um novo paradigma Ambiente, José Mendes.
AMCB e
Comunidade GUARDA SAÚDE
BIN-SAL
apoiam jovens Turista resgatada na Sé da Guarda pelos Alzheimer Portugal lança nova campanha
empreendedores bombeiros após fraturar clavícula DR
na Guarda
A Associação Alzheimer os cidadãos a compreenderem
A Associação de Municí-
Portugal vai lançar segunda- como é que a demência afeta
pios da Cova da Beira (AMCB)
feira, Dia Internacional da Am- as pessoas e contribuir para
e a comunidade de trabalho
izade, na Guarda uma campanha alterar comportamentos que
BIN-SAL, formada com a
pioneira em Portugal, que di- tornem a sociedade mais amiga
província de Salamanca, es-
funde uma mensagem positiva e das pessoas com demência».
tão a selecionar dez jovens
inclusiva sobre a demência e que Nesse sentido, voluntários da
empreendedores para o de-
tem como objetivos aumentar a associação vão estar na Praça
senvolvimento de iniciativas
compreensão sobre a demência Velha, a partir das 10 horas,
empresariais neste espaço
e convidar todos os cidadãos a para apresentar a campanha e
transfronteiriço.
comprometerem-se ativamente convidar as pessoas a aderir. A
A iniciativa, já levada a
na melhoria do dia a dia das pes- iniciativa será também apresen-
cabo no ano passado, está
soas com demência. tada em mais 19 pontos do país,
integrada no “Programa de
Segundo José Carreira, entre praias e cidades.
Apoio ao Empreendedoris-
presidente da Alzheimer Por- A Alzheimer Portugal é a
mo” e abrange os municípios
tugal, «é importante combater única organização em Portugal,
da província de Salamanca e
o desconhecimento e o estigma de âmbito nacional, especifica-
da Beira Interior. Os jovens
associados à demência, as- mente constituída com o objetivo
selecionados vão receber for-
sim como aumentar o nível de de promover a qualidade de vida
mação e acompanhamento
consciencialização sobre este das pessoas com demência e dos
especializado por parte da
tema». Com esta iniciativa, que seus familiares e cuidadores. Tem
Fundación General de la Uni-
visa mudar a forma como o nos- como visão uma sociedade que
versidad de Salamanca e do
so país pensa, age e fala sobre integre as pessoas com demência
Instituto Politécnico da Guar-
Desta vez não foi um simu- daria que dá acesso à cobertura da a demência, «queremos ajudar e reconheça os seus direitos.
da, associados do projeto, que
lacro, mas sim de uma ação real catedral. A visitante foi estabilizada
vai durar nove meses. Segundo
protagonizada pelos bombeiros no local e, por causa dos acessos
a AMCB, os selecionados terão
da Guarda na passada quarta-feira estreitos e difíceis, teve que ser
uma bolsa mensal de 800 eu-
junto à Sé da Guarda. retirada pela parte superior da
ros e as candidaturas devem
O motivo era o resgate de uma Sé com recurso à autoescada da Contacte-nos!
ser feitas na sede da associa-
turista que fraturou a clavícula na corporação guardense. A turista foi Tel: 271212153 • Tlm: 964246491
ção, em Belmonte.
sequência de uma queda na esca- transportada para o hospital local.
Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • •7

Eleições à vista na ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA


Fim das portagens novamente chumbado

Junta do Marmeleiro
A Assembleia da República PCP e o BE deveriam ter usado
rejeitou no dia 18, com votos a figura regimental do projeto
contra de PS e PSD, dois proje- de lei, «que a ser votado favora-
SG
tos de resolução que visavam velmente obrigava e vinculava
a eliminação das portagens na o Governo, não apenas o convi-
A23, apresentados por PCP e BE. dava». Por isso, o também líder
As propostas, votadas em da distrital guardense constata
conjunto, tiveram os votos con- que «a hipocrisia política não
tra do PSD e PS, a abstenção tem limites», pois «em vez de
do CDS-PP e os votos a favor assumirem com coragem e
das restantes bancadas e dos frontalidade a sua oposição às
três deputados do PS da Guar- portagens, esses partidos avan-
da e Castelo Branco, Santinho çaram com um “faz de conta”,
Pacheco, Hortense Martins e pois sabem de antemão que o
João Marques, respetivamente. caminho aparenta ser um e o
Numa declaração de voto, os resultado final vai ser o oposto».
socialistas justificam que não Carlos Peixoto também não pou-
votaram com a restante bancada pa o PS, dizendo que «quis ficar
por sentirem «convictamente bem com Deus e com o Diabo»
que é uma questão de inteira ao votar contra e permitir que
justiça para com esta região do alguns deputados, para «“inglês
Eleitos do CDS e do PS renunciaram ao mandato e provocaram novas eleições interior quanto a uma autoes- ver”», furassem a disciplina de
trada construída em regime de voto. «Mais outro embuste. Se
Sara Guterres ficou-se pelos 14,53 por cento e que não seja um processo moroso,
SCUT e sem portagens». Os três o voto de alguns fosse deter-
conseguiu um mandato. Perante pois a gestão da freguesia não se
deputados lembram também minante para a decisão final de
este resultado, tanto o CDS-PP compadece com perdas de tempo,
que o PS assumiu o compromisso acabarem as portagens, o voto
A falta de entendimento como o PS «sempre estiveram que já perdemos demais», subli-
desde a campanha eleitoral de seria unanimemente contra,
entre os elementos da disponíveis para constituir uma nha a centrista, que se escusou a
«redução das portagens nas SCUT sem exceções», garante o vice-
Junta de Freguesia do equipa de trabalho para respon- comentar a possibilidade de CDS-
do interior». E apontam o dedo presidente da bancada parla-
Marmeleiro (Guarda) der aos anseios e vontade dos PP e PS concorrerem coligados.
aos eleitos do PSD pelos círculos mentar do PSD no Parlamento.
resultou na renúncia nossos eleitores», recorda Edite «Aguardamos a convocatória do
da Guarda e Castelo Branco, que «O PS, que está no poder,
dos candidatos do CDS- Barbeira, constatando que essa ato eleitoral para tomarmos as
votaram contra as propostas do sabe bem que na atual conjun-
PP e do PS. A autarquia intenção não foi aceite pelo pre- nossas decisões», disse Edite
PCP e Bloco de Esquerda, «voltan- tura (4, 5 anos ou ainda mais)
deverá agora ser gerida sidente eleito, que recusou abrir Barbeira.
do mais uma vez costas às nossas é inexequível o fim das por-
por uma comissão mão de dois lugares no órgão Quanto ao futuro da fregue-
populações e territórios». tagens. Com os custos destas
administrativa até às executivo da Junta. «Preferiu sia, a eleita reitera quer quer
Questionado por O INTE- PPP, nenhum Governo está em
eleições intercalares, manter-se sozinho, impedindo a trabalhar para «a valorização da
RIOR, Carlos Peixoto, deputado condições de abdicar destas
que ainda não têm data constituição dos órgãos autárqui- freguesia de uma forma transpa-
social-democrata eleito pela contraprestações. Para o PSD
marcada. cos e prejudicando os nossos con- rente, competente e responden-
Guarda, começa por esclarecer a lógica é a do princípio do uti-
cidadãos», lamenta a candidata, do às necessidades dos nossos
que um projeto de resolução lizador pagador, embora com
Nove meses após as autár- segundo a qual todas as tentativas concidadãos». Edite Barbeira
é uma «mera recomendação – descriminação positiva para as
quicas, a Junta e a Assembleia de formar a Junta «esbarraram na disse-se também «convicta» de
não vinculativa, portanto – ao nossas regiões», lembra Carlos
de Freguesia ainda não tomaram obstinação» do presidente. que a população «saberá dis-
Governo». E acrescenta que o Peixoto.
posse e, brevemente, os habitan- «Para além disso, os do- tinguir o trigo do joio na hora
tes serão novamente chamados cumentos relativos à gestão da de votar e o que é melhor para
às urnas para escolher os seus freguesia, tal como as contas, a freguesia». E no caso de se COVILHÃ
representantes. Isto porque, em atas e outras informações im- repetir o resultado de outubro
junho passado, Edite Barbeira portantes e pertinentes, nunca passado nas eleições interca- BE crítica intervenção na Ponte do Corge DR
(CDS-PP) e Joaquim Martins (PS), foram disponibilizadas», denun- lares, a centrista e o socialista
segundo e terceiro candidatos cia Edite Barbeira, para quem garantem que vão assumir uma
mais votados, respetivamente, o social-democrata fez da Junta posição «de conciliação e de
renunciaram ao mandato dado o um «quintal pessoal» e achou disponibilidade» para trabalhar
impasse governativo que se vive que «não tinha que prestar con- pela freguesia. Contrariando o
na freguesia desde outubro. tas a ninguém». No início do mês que foi defendido pelo presi-
Nas últimas eleições David passado os candidatos do CDS-PP dente em maio (ver O INTERIOR
Barbeira (PSD) ganhou com e do PS resolveram renunciar ao de 03-05-2018), Joaquim Alves
42,56 por cento dos votos e três mandato e, por agora, aguardam acredita que com os três eleitos
mandatos na Assembleia de Fre- que as entidades competentes no órgão executivo a Junta «ia
guesia, os mesmos que a centrista, cumpram as formalidades «a que funcionar às mil maravilhas» e «A demolição da Ponte do sido objeto de comunicações
que obteve 35,64 por cento dos estão obrigadas» para marcar reitera que «sempre estivemos Corge é um atentado ao patri- e estudos técnicos, tendo em
sufrágios, enquanto o socialista eleições intercalares. «Esperamos abertos e disponíveis» para o mónio ferroviário nacional e conta a sua importância para
diálogo. «Não é por mim nem ao património identitário do a história e evolução da enge-
município da Covilhã», consi- nharia de pontes», pelo que a
David Barbeira «tranquilo» com a situação pela Edite que a Junta não é
formada», sublinha o socialista, dera o Bloco de Esquerda em sua destruição é «uma perda
que considera que David Bar- comunicado. irreparável para a memória
«Eu não sei de mais nada, só estou à espera que o Ministé- A referida ponte está a ser histórica» da construção da
beira «não está preparado» para
rio da Administração Interna marque as eleições», disse David intervencionada no âmbito linha. Os bloquistas sustentam
assumir o papel de presidente.
Barbeira, adiantando que vai concorrer de novo para não «desa- da modernização da Linha que a autarquia deveria «ter
«Teve hipótese de abdicar só
pontar» as pessoas «que confiaram em mim». O social-democrata, da Beira Baixa, mas para os encetado todos os esforços
de um lugar, mas disse que não.
eleito presidente em outubro, considera que este impasse era bloquistas a infraestrutura para a classificação patrimo-
Só em abril é que abriu mão de
«desnecessário» e garante que se mostrou disponível para formar «é uma obra da engenharia nial do imóvel visando a sua
um lugar», confirmou Joaquim
uma coligação com um dos dois candidatos: «Propus à candidata dos finais do século XIX que preservação» e que a ausência
Alves, lembrando que o CDS-PP
do CDS e ao do PS fazer uma coligação comigo. Eles entenderam merecia ser preservada», con- dos mesmos revela «incúria»
e o PS “formaram” uma «maioria
que não, que tinham que entrar os dois», lamenta David Barbeira. cluindo que «o município ficou e «desinteresse». Também a
democrática e não uma maioria
Quanto às eleições que se avizinham, «não sei se vão concorrer mais pobre». Para o núcleo REFER não escapa às críticas
de bloqueio». «Sempre estive e
coligados ou separados, mas quem escolhe é o povo», afiança o concelhio do BE, a ponte ferro- do BE, que acusa a empresa
sempre estarei [disponível para]
social-democrata, que se mostrou «tranquilo» com a situação. viária do Corge é «de elevada de «irresponsabilidade», pois
um entendimento com todos em
«As expectativas são as mesmas, é servir a freguesia», reforçou complexidade para a época, é deveria ter sido «encontrada
prol da freguesia» do Marmeleiro,
David Barbeira. uma obra imponente que tem uma solução alternativa».
acrescenta o socialista.
8• • Quinta-feira • 26 de julho de 2018 Especial Ensino

Estudantes satisfeitos com Cooperação com a Guiné Bissau


a escolha do Politécnico
O Instituto Politécnico da Guarda (IPG)
e o Ministério da Educação, Ensino Superior,
Juventude e Desporto da República da Guiné
Bissau assinaram, esta segunda-feira, um

da Guarda
A primeira fase de candidaturas ao ensino em muitas mudanças mas acabou por ter um
protocolo de cooperação.
O Ministério da Educação da Guiné foi
representado pelo Embaixador Extraordinário
e Plenipotenciário da República da Guiné-
superior está a decorrer até 7 de Agosto. O balanço bastante positivo a nível escolar”, disse- Bissau em Portugal, Hélder Jorge Lopes.
Instituto Politécnico da Guarda (IPG), com uma nos Guilherme Crucho. O presente protocolo de cooperação tem
alargada oferta formativa (cursos técnicos supe- Questionado sobre o conselho que daria como objetivo ajudar a promover a formação e
riores profissionais, licenciaturas e mestrados) aos candidatos ao ensino superior respondeu qualificação superior dos jovens da República
é a opção de muitos alunos. sem hesitações: “o maior conselho que posso dar da Guiné-Bissau, abrindo oportunidades de
Aqueles que estão já a frequentar o IPG evi- será não terem receio de vir ou ficar a estudar no formação de ensino superior e profissional
denciam a qualidade formativa, o bom ambiente interior; isto porque não tenho qualquer dúvida em Cursos Técnicos Superiores Profissionais,
de estudo, a vivência estudantil, a multicultur- que o IPG e a Guarda os surpreenderá cada dia!” Licenciaturas e Mestrados. da Embaixada da Guiné-Bissau em Portugal,
alidade e o apoio permanente ao processo de O Ministério da Educação, Ensino Superi- dos processos de candidatura dos estudantes
qualificação académica. “Estamos em casa” or, Juventude, Cultura e Desporto da República ao IPG para o ingresso nos Cursos Técnicos
Sara Franco da Guine Bissau responsabilizar-se-á pela re- Superiores Profissionais (CTeSP) e nos ciclos
Uma excelente opção entrou no pas- colha documental e encaminhamento, através de estudos de Licenciatura e de Mestrado.
“A c i d a d e sado ano para
da Guarda e o o Politécnico da PUB
próprio Insti- Guarda. “É uma
tuto Politéc- escola excelente
nico da Guarda que proporciona
brindaram-me uma formação
com um misto de qualificada e
sensações”. Estas múltiplas ativi-
palavras são de dades que com-
Cláudia Mendes plementam essa
que no próximo formação”, afirmou-nos esta jovem, aluna do
ano letivo vai frequentar o terceiro do curso de curso de Comunicação Multimédia.
Comunicação e Relações Públicas. “O meu curso é fantástico pois pode abrir
“Desde o início que o próprio Instituto várias portas para o futuro, em diversas áreas”,
mostrou que tinha capacidade para corre- salientou-nos Sara Franco, para quem o ano
sponder às minhas expectativas como aluna, letivo agora concluído “foi cheio de experiên-
como às dos restantes estudantes que perten- cias positivas, enquanto aluna do IPG. Tive a
cem às quatro escolas do Politécnico da Guarda”, oportunidade de colaborar com o Gabinete de
acrescentou esta jovem. Informação e Comunicação na divulgação da
Relativamente ao seu curso, Cláudia oferta formativa, em vários locais do país, e de
Mendes disse ter-lhe despertado grande in- participar noutras atividades que me enriquece-
teresse “devido às unidades curriculares que ram muito. Conheci pessoas espetaculares,
integra. Os professores que lecionam cada uma frequentei um curso que adoro lecionado por
dessas unidades mostraram-se sempre bastante professores que tudo fizeram para nos ajudar
prestáveis para ensinar todos os conteúdos” e incentivar”
Para esta aluna de CRP, “um dos aspetos Satisfeita com a instituição de ensino
fundamentais que completa o curso é o estágio superior que frequenta, e igualmente rendida
integrado na própria licenciatura; ajuda-nos, à cidade, esta jovem (natural de Guimarães)
desta forma, a ingressar no mercado de trabalho aconselha aos candidatos ao ensino superior
e a colocarmos em prática todos os saberes a fazerem também a opção pelo Politécnico da
adquiridos”. Guarda.
O envolvimento dos atuais alunos na divul- “Aqui estamos em casa, temos tudo para a
gação dos cursos do Politécnico da Guarda, junto nossa formação académica, apoio dos profes-
das escolas secundárias, é encarado por Cláudia sores e funcionários, um ambiente muito bom.
Mendes como uma “boa iniciativa. Manifestei Apesar de a Guarda ser uma cidade pequena é
a minha disponibilidade em colaborar nestas muito acolhedora”.
ações, junto do Gabinete de Informação e Co-
municação, e considero ter sido uma experiência Multiculturalidade e conhecimento
encantadora, visto que me insiro num curso da Para Daniela
área da comunicação.” Guilherme, natu-
Nas suas declarações ao nosso jornal, ral da ilha Tercei-
Cláudia Mendes deixou ao desafio aos jovens ra (Açores), uma
que pretendem ingressar no ensino superior das coisas mais
para “visitaram este Instituto e a própria ci- importantes para
dade, para conhecerem a beleza estudantil que quem escolhe o
existe no interior do nosso País. E o IPG é uma Politécnico da
excelente opção”. Guarda é “a mul-
ticulturalidade e
Preparados para o futuro o conhecimento
Guilherme que se adquire,
Crucho, que fre- por existirem pes-
quentou este ano soas de várias partes do mundo; também pelos
letivo o primeiro professores que nos acompanham, pois são
ano do Curso de dedicados e preocupam-se com os alunos”.
Contabilidade do Daí que esta aluna, finalista de CRP no
IPG comentou- próximo ano letivo, sugira aos novos estudantes
nos que “é um do Politécnico da Guarda que aproveitem ao
ótimo politécnico máximo “as experiências que o IPG e a Guarda
p a ra e s t u d a r, oferecem, as amizades que se ganham ou até
com excelentes mesmo a partilha dos momentos com todos os
docentes, que nos alunos da Escola”.
capacitam de ótimas ferramentas para um dia Do ano agora concluído, e para além da
entrarmos no mercado de trabalho”. aprendizagem normal, lembra “experiências
Sobre o seu curso disse-nos que lhe “pode gratificantes” onde enquadra a divulgação da
abrir imensas portas no futuro, dado o conjunto oferta formativa do IPG em “escolas secundárias,
de unidades curriculares oferecidas ao longo dos a participação na Qualifica (Porto) e na Futurália
três anos da licenciatura, as quais vão da área de (Lisboa), pois o encontro de estudantes de
economia, gestão, direito, e, claro, contabilidade”. outras Universidades ou Politécnicos é sempre
O ano que agora terminou “traduziu-se interessante”.
Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • •9

«O interior é
POLÍTICA
Carlos Luiz eleito presidente
honorário do PS Guarda

uma urgência»
DR
O antigo deputado Carlos
Luiz foi eleito presidente hono-
rário do PS Guarda na reunião
da Comissão Política Distrital
da Federação, que decorreu
AEI
em Fornos de Algodres, na
quinta-feira.
O nome do histórico so-
cialista foi proposto pelo pre-
sidente da Federação, Pedro
Fonseca, e pelo presidente
da CPD, Carlos Filipe Camelo.
Para o líder distrital, Carlos
Luiz teve um «percurso políti- Guarda» e prometeu colaborar
co imaculado e exemplar nas «ativamente nas atividades e
diversas funções que desempe- contribuir para a resolução
nhou» e destacou-se por fazer dos principais problemas que
«sempre questão de prestar hoje afetam as populações e
contas aos eleitores dos cír- os territórios do distrito da
culos eleitorais pelos quais Guarda». Natural de Vila do
foi eleito do trabalho político Touro (Sabugal) e formado em
desenvolvido em cada man- História, Carlos Luiz desem-
dato». Também Carlos Filipe penhou funções no Governo
Camelo referiu que esta eleição Civil da Guarda, no Ministério
«constitui um reconhecimento dos Negócios Estrangeiros,
do excelente trabalho político nas Embaixadas de Portugal
Vice-presidente do CDS-PP esteve na redação de O INTERIOR. desenvolvido por Carlos Luiz em Paris, Bruxelas e Guiné-
Ana Eugénia Inácio a Adolfo Mesquita Nunes perce- negociar até à apresentação do ao longo de décadas, um traba- Bissau e em diversas missões
ber que a administração «está OE», justificou o vice-presidente lho político que deve servir de diplomáticas. Foi Presidente
claramente motivada em manter do partido. A avançar, a proposta referência e motivação para o da Assembleia Municipal do
Adolfo Mesquita Nunes os mesmos níveis de qualidade prevê uma baixa no IRS de quem presente e para o futuro». Sabugal e deputado à Assem-
visitou O INTERIOR na de serviço e a fazer escolhas de vive no interior e no IRC das em- O recém-eleito presidente bleia da República, entre 1985
sexta-feira e falou sobre gestão para garantir a melhor presas, a dedução dos impostos, honorário comprometeu-se e 2005. No PS pertenceu à
os problemas na área afetação de recursos», mas cons- das portagens e dos custos com a estar «fortemente empe- Comissão Nacional, Comissão
da saúde na região, tatou, no entanto, que «a lei não transporte e ainda a alteração do nhado no bom desempenho Política e Comissão Nacional
bem como sobre as foi acompanhada das medidas ne- regime de captação de investi- do trabalho político do PS de Jurisdição.
medidas anunciadas cessárias para que as populações mento estrangeiro, tornando mais
recentemente para o não sentissem qualquer efeito». O fácil que esses contratos sejam AGUIAR DA BEIRA
interior. dirigente do CDS voltou a acusar o celebrados se forem no interior
governo de «irresponsabilidade» do país. XVII Feira das Atividades Económicas
Adolfo Mesquita Nunes, vice-
presidente do CDS-PP e vereador
e criticou o Ministério das Finan-
ças por «continuar a não autorizar
O centrista disse estar «con-
victo de que vai ser possível
a partir de hoje
da Câmara da Covilhã, afirmou a contratação de profissionais, introduzir pelo menos algumas A partir de hoje e até do- Piçarra subir ao palco e no
que a reunião realizada nesse dia apesar de haver cabimentação destas medidas» no OE de 2019 mingo vai decorrer, em Aguiar domingo será celebrada uma
com a administração da Unidade orçamental». e sublinhou que «o interior é uma da Beira, a XVII Feira das Ativi- missa na Igreja Matriz de Aguiar
Local de Saúde da Guarda re- Durante a visita a O INTE- urgência». Na sua opinião, «os dades Económicas. da Beira dedicada ao Dia do
forçou a «convicção» de que «as RIOR, Adolfo Mesquita Nunes partidos têm uma responsabilida- Ao longo de quatro dias os Emigrante. Segue-se um pique-
esquerdas» avançaram com o re- abordou também o estatuto fiscal de própria e têm que apresentar visitantes poderão participar nique intergeracional e, às 20
gime das 35 horas «sem primeiro para o interior que o partido su- medidas que estejam acomoda- e assistir a diversas atividades horas, haverá música com Luís
acautelar que os serviços estavam geriu na discussão do Orçamento das no OE e nas condições em de índole cultural e recreativa, Filipe Reis. O certame, além de
preparados e tinham os recursos de Estado (OE). «O interior neces- que o país se encontra» e isso apreciar os mais típicos pratos mostrar o tecido económico do
necessários para não falharem às sita de um estatuto próprio para explica o facto do CDS ter optado da região e ainda conhecer me- concelho, conta também com
populações». combater a desertificação», disse, pela dedução das portagens nos lhor o tecido económico, social e a participação de expositores
O centrista não põe em causa acrescentando que é com este ob- impostos «em vez de nos pugnar- cultural do concelho, bem como (desde o artesanato a empresas
«a justeza da medida», mas crítica jetivo que o CDS sugere «a criação mos pelo fim da cobrança, porque os seus recursos endógenos. de serviços) de vários pontos
que não tenha sido «preparada de uma zona franca regulatória do conhecemos a realidade do país A nível musical está prevista do país, «o que demonstra que o
com tempo para que as unidades interior, onde seja cada vez mais e há algumas forças políticas que a atuação do grupo Raízes da evento está já inscrito não só no
hospitalares tivessem condições fácil começar um negócio, mas repetem exaustivamente essa Terra (esta noite). Amanhã a calendário local e regional, mas
de manter, pelo menos, o nível também um estatuto fiscal pró- proposta quando sabem que não feira abre pelas 17h30 e, pelas também no calendário nacional
de serviço que estavam a prestar prio». Contudo, reconheceu que pode ser cumprida já». Quanto às 22 horas, haverá um concerto e que, ano após ano, tem vindo a
às populações», recordando que esta medida necessita primeiro medidas apresentadas no passa- de João Pedro Pais. No sábado crescer em qualidade e em popu-
a região «já se confronta com de ser negociada com a Comis- do mês de maio pelo “Movimento (22h30) será a vez de Diogo laridade», segundo a autarquia.
fortes carências e os utentes não são Europeia: «Antecipámos a pelo Interior”, considera que «al-
têm outras alternativas». De resto, apresentação desse estatuto fis- gumas são realizáveis, outras são
esta ida à ULS guardense permitiu cal para que o Governo pudesse mais inspiracionais». BOIDOBRA
Fim de semana dedicado às Papas
SAÚDE de carolo de milho
CHCB apoia prisões da região na luta contra as doenças infecciosas As tradicionais papas de
carolo de milho são o mote para
fixação de algumas tradições da
vila e divulgar este doce típico
O Centro Hospitalar Cova da dos Serviços Prisionais. O objetivo é diminuir a prevalên-
mais uma edição da Festa das da Beira Baixa. Entre amanhã
Beira (CHCB) vai dar apoio a to- O protocolo destina-se a «cui- cia das doenças infecciosas nas
Papas, que decorre este fim de e domingo há artesanato, gas-
dos os estabelecimentos prision- dar melhor, acabar com o estigma prisões, nomeadamente HIV,
semana na Boidobra (Covilhã). tronomia e animação musical.
ais da Beira Interior, no âmbito de e humanizar os cuidados de saúde Hepatite B e Hepatite C, que deve
Organizado pela Associação A 10º edição da Festa das Papas
um protocolo assinado na semana prestados aos reclusos», através ser erradicada «no mais breve
Rancho Folclórico local, a ati- inclui também o XXIVº Festival de
passada entre algumas unidades de uma nova abordagem de pre- espaço de tempo», sob o lema
vidade tem como objetivo a Folclore, no sábado (22 horas).
de saúde do SNS e a Direção Geral venção, diagnóstico e tratamento. “Prisões sem Hepatite C até 2020”.
10 • • Quinta-feira • 26 de julho de 2018

PUB TRANCOSO

Festival de Música no Castelo


atraiu centenas de pessoas DR
Várias centenas de pessoas acorreram
a Trancoso para assistir aos concertos da
terceira edição do Festival de Música no
Castelo, que aconteceu no fim-de-semana.
Organizado pela autarquia, o evento
apostou em dois nomes sonantes do pop
nacional e da “world music”: Miguel Araújo
e Tito Paris. Criado em 2016, o festival já
é um «grande evento» e esta edição «foi a
melhor» de todas, segundo o presidente bilizar uma oferta cultural diferenciada e
da Câmara. «Estamos muito satisfeitos. As de qualidade». Terminada esta edição já se
pessoas vêm cada vez mais a este festival, pensa na seguinte e o edil trancosense as-
que procura ter uma identidade única que sume que o objetivo «é manter este evento
o distinga de todos os outros festivais que diferenciador, com artistas de grande quali-
se vão fazendo pela região e pelo país», des- dade e num cenário maravilhoso e único».
taca Amílcar Salvador, garantindo que esta Amílcar Salvador adianta que próximo
iniciativa é um «contributo decisivo» para Festival de Música no Castelo vai decorrer
a economia local e visa também «disponi- no terceiro fim-de-semana de julho.

GOUVEIA
Romaria cultural anima centro da “cidade-jardim”
A GO Romaria Cultural acontece entre Cassete Pirata, Souq e Ena Pá 2000. E no
amanhã e domingo em Gouveia com ati- domingo há um concerto de Joana Guerra
vidades artísticas e culturais nas ruas da na Igreja da Misericórdia, seguido, pelas
“cidade-jardim”. 18 horas, de uma romaria tradicional ao
O evento vai na quinta edição e começa Senhor do Calvário em que artistas, público,
amanhã (18 horas) com a peça de teatro organização e parceiros cumprem o ritual
“Rosa dos Ventos”, pelo grupo UmColetivo. de darem três voltas à capela. No local será
À noite haverá cinema ao ar livre e con- devolvida à natureza uma águia por parte do
certos de Earth Drive, GEE-AITCH e Ogata CERVAS - Centro de Ecologia, Recuperação e
Tetsuo. Para sábado estão programadas Vigilância de Animais Selvagens. A GO Roma-
exposições, tertúlias e um mercado de rua, ria Cultural termina com uma merenda co-
bem como as atuações de Maíra Baldaia, munitária na escadaria do Monte do Calvário.
Promoção de Verão

Válido até dia 10 de agosto.

Identificação:
VERÃO NACIONAL ____ Semestral.(12,5€)
Nome: _____________________________________________________________________________________________________ ESTRANGEIRO Semestral....(15€)
Cupão de Assinatura
Anual.(25 • 20)
Anual.(30 • 25)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias. Promocão válida até 20 de julho.
Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • • 11

MANTEIGAS PINHEL
Populares vão limpar locais turísticos Dois milhões de euros para requalificar
do concelho
O município de Manteigas
desafia a população e demais
pantes a locais como o Covão
d’Ametade, Covão da Ponte,
escola secundária DR
Foi consignada na semana
interessados a participar, no Fonte Paulo Luís Martins,
passada a empreitada de requal-
domingo, numa ação de limpe- Ribeiro das Fórneas, Ribeiro
ificação da Escola Secundária
za de vários pontos turísticos da Vila e Poço do Inferno. O
de Pinhel, construída há cerca
do concelho serrano. A ini- ponto de partida para esta
de 20 anos, que representa um
ciativa, intitulada “Manteigas ação de sensibilização am-
investimento da ordem dos dois
ainda + verde”, tem início pelas biental está marcado para a
milhões de euros.
8h30 e vai levar os partici- Câmara Municipal.
A obra vai ser realizada
pela Biosfera, construtora do
SABUGAL concelho, e tem um prazo de
execução de 13 meses. O investi-
Evento “Surpreender os Sentidos” mento é da responsabilidade do
agitou centro histórico DR
município e é comparticipado
pelo Programa Operacional do
Centro 2020. Segundo a au- Está prevista a reformulação está prevista a construção de um
tarquia, com esta intervenção, e reabilitação dos vários edifí- auditório. A assinatura do auto
alunos, professores e pessoal cios do complexo escolar para de consignação foi integrada
não docente do estabelecimen- melhorar a sua funcionalidade, na sessão de tomada de posse
to de ensino terão «espaços as condições térmicas e as aces- da direção do Agrupamento de
mais modernos e adequados sibilidades. Além da ampliação Escolas de Pinhel, que continua
às necessidades do presente». do número de salas, também a ser presidida por José Vaz.

Terminou no domingo o e de David Fonseca no castelo,


evento “Sabugal, Surpreenda os bem como aos espetáculos “O
SEIA
Sentidos”, que contou com arte- Salto”, pela companhia Chapitô, Passeios do CISE divulgam Serra da Estrela
sanato, gastronomia, animação e “Fragmentos Sonoros”, uma O Centro de Interpretação da está agendado para 2 de agosto e até à Torre. O trajeto proporciona-
musical e infantil, dramatização criação Coruja do Mato para a Serra da Estrela (CISE) realiza em vai seguir pela Rota das Canadas, rá a visita a diversos locais molda-
e artes circenses junto ao castelo Comunidade Intermunicipal das agosto dois passeios pedestres em Alvoco da Serra, um trilho com dos pelo último período glaciário.
da cidade raiana. Beiras e Serra da Estrela. No úl- pelo Parque Natural da Serra da pouco mais de 6 quilómetros. O As inscrições custam cinco euros
A iniciativa atraiu alguns timo dia houve ainda uma visita Estrela e pela rede das Aldeias de segundo decorre no último dia do e devem ser feitas no CISE, mas
milhares de visitantes, que tam- encenada ao centro histórico do Montanha. mês e terá como cenário o plan- cada atividade é limitada a um
bém puderam assistir aos con- Sabugal. A iniciativa foi promov- Trata-se de pequenas rotas, alto superior da Serra da Estrela, máximo de 15 participantes e a
certos da fadista Katia Guerreiro ida pelo município do Sabugal. sendo que o primeiro percurso numa extensão de 6 quilómetros um mínimo de seis.

PUB PUB
12 • • Quinta-feira • 26 de julho de 2018

AMBIENTE MANTEIGAS

Resiestrela renova Feira Moura tomou conta do


certificação de qualidade
A Resiestrela, empresa
multimunicipal de resíduos
bem como as estações de
transferência e ecocentros
centro histórico por três dias AEI

sólidos urbanos da Cova da situados nos municípios que


Beira, renovou a certificação integram o sistema. A Re-
do seu sistema integrado de siestrela, S.A. é responsável
gestão da qualidade, ambiente pela concessão do sistema
e segurança, higiene e saúde no multimunicipal de triagem,
trabalho. recolha seletiva, valorização
O procedimento envolve e tratamento de resíduos
todos os processos e ativida- sólidos urbanos provenientes
des da Resiestrela (gestão, de 14 municípios: Almei-
valorização e tratamento de da, Belmonte, Celorico da
resíduos sólidos, recolha e Beira, Covilhã, Figueira de
processamento de materiais Castelo Rodrigo, Fornos de
recicláveis, produção de ener- Algodres, Fundão, Guarda,
gia elétrica, procedimentos Manteigas, Meda, Penamacor,
administrativos e financei- Pinhel, Sabugal e Trancoso. O
ros, entre outros) e abrange sistema serve atualmente uma
as instalações do centro de população de cerca de 194 mil
tratamento da Cova da Beira, habitantes.

CELORICO DA BEIRA
Visitas encenadas no centro Durante o último fim-de- também da evolução do próprio parativamente à edição anterior,

histórico semana Manteigas foi invadida


pela Feira Moura, que incluiu
território», e está confiante de
que essa mensagem passou.
Esmeraldo Carvalhinho disse
estar «satisfeito» com o evento,
Depois da Guarda é a vez onde também dinamiza visitas encenações e demonstrações da Mais do que o fator económico, adiantando que «em cada um
de Celorico da Beira promover encenadas. O objetivo é divul- época no Largo Dr. João Isabel e a Feira Moura serviu para atrair dos dias, nos espectáculos no-
visitas encenadas ao seu cen- gar “in loco”, «de uma nova per- na Praça Luís de Camões. visitantes com o objetivo de que turnos, juntámos cerca de 600
tro histórico. A atividade, que spetiva e de forma interativa, Entre sexta-feira e domingo «todos aqueles que nos visitam pessoas a assistir». Mas o edil
começou no sábado passado, as figuras, o património e os o centro histórico foi palco de voltem mais tarde». Apesar quer «mais» e por isso no pró-
será guiada por personagens acontecimentos que marcaram atividades como o “souk” mou- deste ano não ter verificado ximo ano a feira poderá voltar
ligadas a episódios que se de- a história de Celorico da Beira ro, falcoaria, lutas entre mouros tanta afluência de público com- «mas com alguma evolução».
senrolaram na vila. ao longo do tempo», refere e cristãos, danças orientais, ma-
As visitas vão repetir este
sábado e a 5,11,18 e 25 de
a autarquia em comunicado.
A iniciativa é promovida no
labares, artes e ofícios, acampa-
mentos, espetáculos, animação
Construção do hotel Vila Galé pode
agosto, sempre pelas 21h15 âmbito do projeto Cultura em de rua e gastronomia. A iniciati- arrancar em agosto
e com ponto de partida no Rede das Beiras e Serra da va trouxe turistas à vila serrana:
Poderá ser já em agosto que terão início as obras do hotel Vila
posto de turismo, estando a Estrela e tem a colaboração «Entre as caras que estamos
Galé Serra da Estrela, em Manteigas. O projeto de arquitectura já
encenação a cargo da Asso- da Associação de Municípios habituados a ver, notava-se a
teve luz verde por parte Câmara Municipal e falta agora a licença
ciação Hereditas, da Guarda, da Cova da Beira. presença de pessoas de fora»,
de construção. O presidente da autarquia garante que se trata de
afirmou o presidente da Câmara,
«um processo absolutamente normal, que tem de seguir os trâ-
que faz «um balanço positivo»
FERNÃO JOANES mites legais e ao qual não terá sido colocado qualquer entrave».
da atividade realizada com a
O empreendimento vai surgir junto ao Viveiro das Trutas,
Mural homenageia pastores DR
colaboração da ACTIVA - Asso-
ciação de Artes e Património de
no sopé do Vale Glaciar, e terá 81 quartos, um spa com piscina
exterior aquecida, um restaurante, lobby bar, spa, salão de even-
Manteigas. Segundo Esmeraldo
tos e estacionamento. O edifício terá oito pisos, construídos em
Carvalhinho, «os objetivos fo-
socalcos. O investimento previsto ronda os 6 milhões de euros e
ram atingidos». Na sua opinião,
permitirá criar 40 postos de trabalho. O Vila Galé Serra da Estrela
«Manteigas evoluiu, fruto das
será o primeiro hotel de montanha do grupo.
atividades que desenvolvemos e

PAUL TURISMO
Festival da Truta até domingo Perfil dos turistas monitorizado
A Junta de Freguesia do Paul organiza no fim em tempo real na região
de semana a quinta edição do Festival da Truta, O Turismo Centro de Portugal implementou
uma especialidade gastronómica e recurso natural um sistema informático que possibilita a monito-
daquela vila do concelho da Covilhã. rização em tempo real do perfil dos turistas que
A partir de sexta-feira, haverá no Largo da visitam a região.
Praça várias iguarias para degustar, da sopa de Para tal, os postos de turismo de Aveiro, Caste-
truta à truta com cogumelos selvagens e bacon, lo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Viseu, Covilhã,
A inauguração, no domin- como as suas artes e ofícios,
passando pela truta grelhada com molho de limão Fátima e Vilar Formoso disponibilizam aos visitan-
go, do mural de homenagem e contou com gastronomia,
e os filetes de truta com arroz de feijão. A organi- tes tablets equipados com o software Regis4Tour
aos pastores de Fernão Joa- passeios pedestres e música
zação preparou um programa de animação que que, através de um inquérito, permite a obtenção
nes foi um dos pontos altos de popular. A organização re-
inclui as atuações do Grupo Danças e Cantares do de dados em tempo real do perfil e motivação dos
mais uma edição da Festa da sultou de uma parceria entre
Paul, duo Luís e Ilda, Banda Filarmónica do Paul, turistas. O objetivo deste sistema é monitorizar a
Transumância, que decorreu o município da Guarda, a
grupo ADN, acordeonistas, Grupo Etnográfico e de atividade turística regional e sub-regional e contri-
no fim de semana naquela Junta de Freguesia de Fernão
Convívio do Centro Paroquial da Nossa Senhora buir para «um melhor conhecimento integrado do
localidade do concelho da Joanes, a Associação Cultural
das Dores e o grupo Emídio. Este ano o festival terá setor, complementando uma lacuna identificada»,
Guarda. O evento destinou- e Recreativa local e a Asso-
uma vertente solidária com a venda de pulseiras “Tru adianta o organismo presidido por Pedro Macha-
se a divulgar e valorizar os ciação de Desenvolvimento
Tás Solidário”, cuja receita reverte para um banco do. O Regis4Tur foi desenvolvido pela ClickPink,
produtos e tradições singu- Integrado da Rede Aldeias de
de ajuda técnica para carenciados que precisem de empresa de software da região Centro de Portugal.
lares desta comunidade, bem Montanha.
utilizar cadeira de rodas, andarilhos, canadianas, etc. Esta é uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020.
Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • • 13

Tudo a postos para o Mêda +


Opinião
OVO DE COLOMBO

“Mamma Mia 2”! Moullinex, Samuel Úria, Sean Riley, B Fachada e You Can’T Win, Charlie
Brown são os cabeças de cartaz da nona edição que começa hoje
Apesar de tudo, How can Três dias de música repartida
DR

I resist you! DR
por dois palcos é assim o Mêda +,
que começa hoje naquela cidade
do distrito da Guarda. Organizado
pela Associação Juvenil Mêda +,
com o apoio da autarquia, o festi-
val de verão mais antigo da região
acontece pelo nono ano consecu-
tivo e volta também a ter entrada
livre e campismo gratuito.
Como sempre, o evento é
totalmente dedicado às bandas
portuguesas com quinze con-
certos agendados para o parque
municipal (durante a tarde),
pensados para todas as idades,
e para o recinto da Santa Cruz
Moullinex atua esta noite no palco da Santa Cruz
(noite). No primeiro dia cabe a
Príncipe e Mathilda abrirem as a noite principal do festival. mento de cerca de 50 mil euros,
Miguel Moreira exuberante Cher, o melhor mo- hostilidades musicais no palco No sábado os festivaleiros vão suportado por receitas próprias e
mento da película – ainda que a do parque e darem o pontapé despedir-se da Mêda ao som de apoios da autarquia e de patroci-
Não é considerado muito essência delicada da canção fique de saída para a nona edição do Valter Lobo e Monday no palco nadores locais. Tal como nos anos
cool gostar de ABBA, provavel- um pouco tremida). Mêda +. À noite vão atuar os do parque, enquanto B Fachada, anteriores, será possível utilizar o
mente só por que é um grupo Aquilo que me fez só gostar Stone Dead, Galgo e Moullinex. You Can’t Win, Charlie Brown e complexo de piscinas municipais
pop. Enfim... Este estigma que e não enlouquecer foi mesmo O cartaz de amanhã inclui Filipe Cave Story encerram o evento durante todos os dias do festival.
os circunda é injusto, não fos- a melancolia que percorre todo Sambado e os Primeira Dama na Santa Cruz. Em 2017 passaram pela cidade
sem os ABBA o melhor grupo o “plot”. Para mim, o “Mamma no parque municipal, seguidos Segundo os promotores, o os Quinta-Feira 12, Trêsporcento,
pop da história. Conseguiram Mia” sempre foi um refúgio às de Samuel Úria, Sean Riley e cartaz deste ano é «um dos mais Best Youth, We Bless This Mess,
compor melodias intemporais, agruras da vida. Julgava que a Fugly no recinto da Santa Cruz ambiciosos de toda a história do Surma e Gobi Bear, entre outros
“catchy” (adoro “catchy”) e, nos sequela também assim o seria, para aquela que é considerada festival». O Mêda + tem um orça- nomes.
seus últimos anos, tornar o pop mas não. De todo. A sua tristeza
realmente sofisticado em termos envolvente começa (atenção,
técnicos e de estilo. Como sa- “spoiler” à vista!) pelo facto da
ARTE
bem, estou deveras habituado a
gostar daquilo que é visto como
personagem de Meryl Streep
estar morta. Depois, existem as Últimos dias para ver obras de Paula Rego
“careta” ou que não caracteriza a
minha geração (vejo musicais te-
situações da própria história e
as canções que a acompanham, e Fernanda Fragateiro no Museu da Guarda
chnicolor da Esther Williams em todas mais macambuzias que no Há pintura e escultura que MvdR] and other sculptures”, daquele edifício histórico. De
vez de “Star Wars”, assim como primeiro filme. Tem-se dito que não pode perder no Museu da de Fernanda Fragateiro, e regresso ao museu, também
oiço ABBA em vez de Metallica), a história de “Mamma Mia 2” é Guarda, mas tem até terça-feira “Corpo sólido, Corpo aquoso”, a exposição “Coisas mínimas
mas, de facto, o preconceito melhor que a do primeiro filme. para visitar três grandes ex- de Susana Miranda. Mas há & outras coisas”, de Jorge Vel-
em torno do grupo sueco é-me É verdade que é mais sólida e posições de artistas portuguesas mais arte para ver na cidade hote, fecha na terça-feira. Já o
particularmente desconcertante. profunda, mas, sinceramente, muito conceituadas. mais alta, nomeadamente as núcleo de Arte Contemporânea
Se tenho os ABBA como isso pouco interessa para quem É o caso de Paula Rego, instalações de Beatriz Cas- em depósito do Novo Banco
banda preferida, é óbvio que gosta de “Mamma Mia”. Eu cuja retrospetiva intitulada “As tela (“The nature of things | continua patente na instituição
assisti fervorosamente à estreia desejo apenas um “plot” leve e Infâncias Perduráveis” pode La naturaleza de las cosas”) guardense com cinco obras de
de “Mamma Mia 2: Here We Go divertido com “Dancing Queen” ser vista até dia 31 na Guarda. no Solar dos Póvoas, junto à José de Guimarães, Júlio Re-
Again”, realizado por Ol Parker, à mistura. Nada mais. Na mesma data terminam tam- Praça Velha, e de António Na- sende, Luís Pinto Coelho, João
na passada quinta-feira (o filme Ainda assim, este musical bém as mostras “Recliner [after varro (“El Silencio”) na capela Hogan e Nikias Sapinakis.
que, através de “fl ashbacks”, não é só tristezas. Há diálogos
conta a história de como Donna divertidíssimos (mais uma vez,
PUB
conheceu, na sua adolescência, Christine Baranski e Julie Wal-
os três “pais” de Sophie). É ters ofuscam tudo e todos), e os Av. S.Miguel
Pinhel
igualmente óbvio que gostei, números de dança são bastante A23 A25
a
rej

principalmente pela banda bem executados e filmados. Os


. Ig

sonora que tanto me diz. Ainda atores, na sua generalidade, es- PSP
Av

assim, não delirei como no tão bastante bem, principalmente Estação


primeiro filme. Algumas críticas nas cenas cómicas. Devo desta- REJA
Caminhos
de Ferro
IG
têm considerado que “Mamma car, no entanto, a atriz Lily James sta ção
Av. E
Mia 2” peca por não ter um pela frescura e naturalidade tão
catálogo de canções dos ABBA essenciais que confere ao papel A25
A23
tão emblemáticas quanto o de Donna enquanto adolescente
seu antecessor. Embora isso (além de cantar muito bem). De Av. Igreja Ed. S. Miguel nº14 | 6300-399 Guarda-Gare
seja verdade, confesso que facto, James é o ponto solarengo
não é algo que me tenha inco- do filme e qualquer cena com ela
modado. Há boas e famosas é bem-vinda.
canções em “Mamma Mia 2” Em suma, “Mamma Mia 2” é
como “Knowing me, Knowing um bom musical despretensioso
you”, “One of Us” e, como não, que satisfaz relativamente bem
“Fernando”, a única obra-prima um fã dos ABBA. Mas a espon-
absoluta dos ABBA que não foi taneidade, o regozijo empolgante
inserida no primeiro filme (fe- e, claro, a própria Meryl Streep,
lizmente, a sequela – e também do primeiro filme estão em falta.
prequela –remedeia-se ao fazer E isso nota-se de um modo
de “Fernando”, interpretado pela inquietante. AGORA ABERTOS TAMBÉM À HORA DE ALMOÇO E SÁBADOS À TARDE
14 • • Quinta-feira • 26 de julho de 2018 Publicidade

PUB

Prof. Doutor
PUB
MÉDICO
Diogo Cabrita
Cirurgião geral L. Taborda Barata
tratamento de varizes
e suas complicações, Imunoalergologista
pequenas cirurgias,
hérnias, hidrocelos,
vesícula Litiásica.
Asma e Doenças Alérgicas
Marcações : (Clínica
Cembi) Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
Tel: 275334876
Telef.: 271213445
Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
Protocolo com a Médis Tel: 271211905

Consultas de Otorrinolaringologia,
Pneumologia/Doenças Alérgicas
Exames de Audiologia e Terapia da Fala
Contacte-nos! UNIDADE DE OTORRINOLARINGOLOGIA DA BEIRA INTERIOR
Tel: 271212153 Alameda Pêro da Covilhã, 29, r/c Esq – COVILHÃ
Tlm: 964246413 Telf: 275 324 236 www.uobi.pt 2ª a 6ª feira 10-13h e 14-19h

Dr. José João Dr. Luís Teixeira J. Alexandre Marques


Garcia Pires Médico especialista em ortopedia ORTOPEDISTA
Especialista pelos Hospitais da Universidade de Coimbra e traumatologia pelos hospitais da Médico Especialista pelo H.U.Coimbra
Universidade de Coimbra.
ORTOPEDIA Patologia da coluna vertebral.
Assistente da Faculdade de Medicina.
271 211 368
968 731 860
Consultas: CLIFIG – Clínica Fisiátrica da Guarda
Rua Pedro Álvares Cabral, Edíficio Gulbenkian Consultas na Egiclínica Guarda GUARDA - Rua Batalha Reis, 2B, 1º

Telef.: 271 231 397 Telefone: 271211416 ( Edifício da Farmácia da Sé )

PROF. CELSO PEREIRA Dra Assunção Vaz Patto


Imuno-Alergologia
(Doenças Alérgicas) NEUROLOGISTA
Ass Graduado HU Coimbra /
Fac Medicina UC Consultas de Neurologia
Exames: Electromiografia
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela e Potenciais Evocados
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96 Edifício Gulbenkian, s/n
Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 6300-745 Guarda

VENDE-SE
ADVOGADOS António Gil
PUB

Advogado
António Ferreira, Paula Camilo Tel. / Fax 271 238 344
& Associados R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda
T3 duplex, usado, Sociedade de Advogados, RL
antonio.gil-5388C@adv.oa.pt
sito nos Castelos Velhos, Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765
e_mails:
Guarda. antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com
Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
Contacto: 935601979 (ao lado da loja MANGO)
6300-663 Guarda

CLASSIFICADOS
Imobiliário Vende-se/Arrenda-se/Diversos Emprego Diversos
Férias. Praia da Oura - Albu- STA CRUZ, Guarda: 5,69 ha - Cul- SENHORA desempregada, soz- EXPLICAÇÕES Bio/Geo, ensino CAVALHEIRO com 72 anos pro- EXECUTAM-SE trabalhos de con-
feira. T2. A 200 metros da praia. tura - Água - Lameiro - Pastagem. inha, séria e competente, procura personalizado - 1 ou 2 alunos (max). cura senhora com idade inferior. strução civil, pinturas, aplicação
Telef.289367024 Vendo. Tlm. 964278087 trabalho, nem que seja umas horas Prof. com 20 anos de experiência. Assunto sério. Preferência por de pladur, azulejos/mosaicos, en-
de limpeza. Tlm. 968339121 Guarda-Gare. T. 914617113 senhora com boa apresentação e tre outros. Contacto: 960136446
VENDE-SE Casa c/ terreno, água ARRENDAMENTO PARCIAL, honesta, como eu sou. De Guarda
e árvores de fruto. Mizarela. Bons Apartamento Mobilado na Guar- PROCURO TRABALHO como OFERECE-SE Senhora desem- até Covilhã. Tenho casa mobilada, SENHORA procura cavalheiro,
acessos. Tlm. 965199646 da-Gare. Tlm.: 968362728 limpezas, passar a ferro, con- pregada cuida de senhora idosa carro e ordenado acima da média, dos 50 aos 50 anos. Assunto
domínios, umas horas na res- e trabalhos domésticos. Zona da entre outras coisas. Ainda ligado sério. Tlm.: 965210062
VENDE-SE Apart. Duplex c/ cobe- tauração, cuidar de idosos ou Guarda ou Covilhã. Tlm. 911996779 à vida profissional em Esculturas.
rtura, 4 quartos, 3 WC, terraço, crianças, etc. Contacto móvel: Contacto: 932263293
garagem, 230m2, acab. de luxo. 969497622 CAVALHEIRO solteiro, reformado,
Centro de Viseu. Telm. 910491439 sem filhos, deseja encontrar compa- BANDA Mega Star - Grandes
nheira dos 50 aos 55 anos. Escrever Músicas - João Marques Almeida.
para Luís Duarte Rato, Travessa das Tlm. 914889442/919546447 (24h)
Moitinhas nº8, 6200-684 Teixoso
Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • • 15

Senhora do Desterro vence


Nacional de clubes da IIª Divisão
Equipas masculinas do CA Seia e ACRSD tiveram sorte diferente na Iª Divisão, dominada pelo Benfica
DR
A equipa feminina da As-
sociação Cultural Recreativa
Senhora do Desterro (ACRSD),
de São Romão (Seia), sagrou-se
campeã nacional de clubes da
IIª Divisão no fim de semana,
em Braga.
A formação terminou a
competição com 119 pontos,
mais três que o União Clube
Eirense, segundo classificado.
O título garante o regresso da
ACRSD à Iª Divisão, tendo con-
tribuído os primeiros lugares de
Sónia Alves no martelo (52,53
metros) e de Yolanda Xavier
no triplo salto (12,80 metros),
bem como as segundas posições
de Diana Hernandez no lança-
Atletas do clube de São Romão carimbaram regresso à Iª Divisão
mento do peso (11,13 metros),
de Nânci Sousa no dardo (36,82 metros barreiras 14s67’) nos Outro resultado de destaque foi Em termos individuais os triplo salto (14,23 metros), Vítor
metros) e de Cláudia Rodrigues 100 metros barreiras. obtido por Rita Mineiro, quarta atletas senenses não tiveram Rodrigues (CAS) no lançamento
no salto em altura (1,58 metros). A atleta também subiu dos 3.000 metros obstáculos hipóteses face ao poderio das do peso (14.94 metros) e Bruno
A mesma atleta foi também se- ao pódio, mas no terceiro lu- (12m43s76’). Na Iª Divisão do equipas da capital, mesmo assim Mineiro (CAS) no lançamento
gunda classificada no salto em gar, nos 400 metros barrei- Nacional de Clubes o distrito realce para os terceiros lugares do dardo (58,90 metros). Nestes
comprimento (5,51 metros), o ras (1m07s22’), tal como da Guarda esteve representado de Rui Coelho (CAS) nos 5.000 nacionais dois atletas oriundos
mesmo resultado conseguido Elsa Gomes nos 400 metros pelo Centro de Atletismo de Seia metros marcha com o tempo de da região voltaram a dar nas
por Alexandra Lamas nos 3.000 (1m01s68’), Diana Hernandez (CAS) e pela ACR Senhora do 20m57s43’ e do colega de equipa vistas: a guardense Andreia Cre-
metros marcha (15m15s74’), no lançamento do disco (35,67 Desterro, sexta e oitava classifi- Vítor Rodrigues no lançamento spo (Sporting) venceu a corrida
pela estafeta dos 4x100 metros metros), Margarida Dionísio cadas, respetivamente. A prova do disco (46,51 metros). Na quar- dos 400 metros barreiras com a
(51s66’), por Margarida Dionísio nos 3.000 metros (10m59s32’) foi dominada pelo Benfica, com ta posição ficaram Marco Ribeiro marca de 58s96’ e o covilhanense
nos 5.000 metros (18m44s22’) e pela estafeta da ACRSD nos Sporting e Sp. Braga a comple- (ACRSD) nos 400 metros barrei- Samuel Barata ganhou nos 5.000
e por Cristiana Cunha nos 100 4x400 metros (4m12s17’). tarem o pódio por esta ordem. ras (54s12’), Isaac Lopes (CAS) no metros em 13m57s30’.

RALIS PUB

Bruno Magalhães continua a lutar


pelo título europeu DR

Bruno Magalhães (Skoda ainda está longe do fim, faltando


Fabia R5) e a ARC Sport, de Aguiar correr mais três ralis, sendo que
da Beira, continuam na luta pelo o próximo terá lugar na Repúbli-
título europeu de ralis apesar de ca Checa de 26 a 28 de agosto.
uma prova menos conseguida no «Tivemos a junção de dois cam-
Rali de Roma, no passado fim de peonatos fortíssimos (Europeu e
semana. italiano) com um enorme lote de
O piloto português foi quin- grandes pilotos e máquinas. Foi
to classificado no exigente rali um enorme desafio correr em
italiano e perdeu a liderança do Itália contra grandes especialistas
campeonato para Alexey Lukya- em piso de asfalto. Gostaríamos
nuk (Ford Fiesta R5), vencedor de ter terminado no pódio, no
da quinta jornada do ERC. O russo entanto o tempo perdido numa
ganhou com 7.5s de vantagem especial de sábado, em que o car-
sobre o italiano Giandomenico ro se desligou durante bastante
Basso (Skoda Fabia R5) e conta tempo, fez com que não fosse
agora 120 pontos no Europeu, possível lutar por esse objetivo»,
mais nove que Bruno Magalhães, declarou Bruno Magalhães no
segundo classificado. Mas o ERC final do Rali de Roma.
16 • • Quinta-feira • 26 de julho de 2018 Publicidade

VIDENTE
Com longos anos de experiência Tribunal Judicial da Comarca da Guarda
RuadodoCampo,
Rua Campo,55––1º1ºDto
Dto- -6300-672
6300-672Guarda
Guarda Lic.Nº
Lic. Nº2890
2890––AMI
AMI Juízo de Competência Genérica de Celorico da Beira
Telefone: 271211730 -- 964126775
Telefone:271211730 967543140 www.predialdaguarda.pt
www.predialdaguarda.pt Trata inveja, mau olhado, espiritual, estudos, negócios, Palácio da Justiça • Praça da República
6360-306 Celorico da Beira
VENDE empresas, amor, problemas familiares, saúde, etc. Telef: 271747490 Fax: 271090249 Mail : cbeira.judicial@tribunais.org.pt
T2 Guarda Bem localizado,1 wc, sala e um grande terraço….. .45.000€
Sempre pronto a dar resposta aos seus problemas.
D:1003
ANÚNCIO
ID:1231 T3 Guarda Lareira e despensa na cozinha,2 wc´s, sótão…. ....53.500€
ID:0561 Armazém No centro da cidade com 380m² para garagem….....54.500€ Saiba tudo sobre o seu futuro e o porquê que tudo Processo: 11/14.9T8CLB
ID:0861 Casa Rustica Moradia p/restaurar, a cinco minutos, quintal…..55.000€ Ação Popular
ID:1119 T3 Centro Cozinha mobilada,3 quartos,2wc´s.Oportunidade.. ..60.000€ corre mal em sua vida?
Autora: Maria Augusta Lopes Bernardo, residente na Freguesia de Açores (União de
ID:0842 V2 Guarda Moradia no centro histórico, com 2 quartos,2 wc´s.60.000€ Não hesite, fale com quem sabe. Tenha FÉ: Freguesias de Açores e Velosa), concelho de Celorico da Beira
ID:1181 V3 Guarda Fracção de moradia, garagem p/2carros, quintal.…69.900€
ID:1227 Prédio Possibilidade de fazer 3 fracções independentes…...…75.000€ 271238451 ou 969012923 Réu: Joaquim Antero Batista e esposa Otilia da Conceição Ascensão da Fonseca,
residentes na Rua do Paço n° 14, Aldeia Rica- Cela rico da Beira.
ID:0577 V3Guarda C/3,em fase de acabamentos,quintal.Oportunidade 75.000€
Réu: Municipio de Cela rico da Beira
ID:0614 T3 Guarda Lareira, roupeiros embutidos, sótão, garagem….....90.000€
Ré: Freguesia de Açores e Velosa
ID:0829 T3 Duplex Com lareira, 3quartos, 2wc´s, lugar de garagem…. .95.000€
ID:0122 T3 Centro Coz. mobilada, aquec. central, 2 wc´s, garagem. .…99.000€ Nos autos acima identificados, veio a autora veio dizer que a mesma é possuidora do
ID:1105 Casas Rústicas Em pedra c/ 710m de terreno envolvente... .100.000€
2
seguinte prédio rústico:- Terra de cultura, mato e pastagem com oliveiras, sobreiros
ID:0956B V4 Guarda C/4 quartos, sótão habitável, garagem, quintal... 179.900€ e macieira, com a área de 42.680m2, sita “Cardadeira, freguesia de Açores e Velosa,
ID:1229 V4 Guarda Cozinha c/lareira, 3wc´s, garagem, sótão quintal..190.000€ a confontar do norte e poente com caminho e do sul e nascente” ora com os réus,
ID:1230 V4 Guarda Painéis solares,3wc´s, garagem,sótão,logradouro240.000€ inscrito na matriz sob o artigo 984, anterior 590.
Este Prédio era pertença dos pais da autora, Aurélio Bernardo. e esposa Ana Bernardo
ARRENDA Lopes, seus legitimas donos e propriétários e coube à autora por óbito deles, passando-a
ID:1133C Garagem Lugar de garagem com entrada pela R. António Sérgio. 30€ usufrui-lo, após o seu falecimento, só não tendo ainda formalizado a partilha com os
ID:0972C Escritório Guarda Centro Com 30m² e óptimas vistas………….150€ demais herdeiros, seus irmãos por questões meramente burocráticas.
ID:1039 Escritório Com grande área e boa exposição solar………......…...200€ Só que a Autora tem legitimidade para propor a presente ação, independentemente
ID:1081B T3 Guarda Cozinha c/lareira,3 quartos,1wc´s,arrecadação….…..200€ do prédio ser ou não sua pertença, embora, de facto, esteja na sua posse, além de
ID:0489C T1 Centro Totalmente mobilado e equipado. Ótima localização. ..200€ que está no gozo dos seus direitos civis e politicos.
ID:0221 T2 Guarda Cozinha mobilada, lareira, 2 quartos, sala, 1wc……….250€ Os 1ºs Réus são donos e legitimos proprietários de um prédio rústico composto de terra de
ID:1069D Loja R/Chão Guarda Bem situada com excelente visibilidade.....275€ cultura, vinha, pinhal , mato e pastagem com oliveiras, sobreiros e macieiras, com a área
ID:1005 T3 Guarda Cozinha mobilada, 2 quartos c/ roupeiros, sala, 2wc....275€ de 79.964m2, no mesmo sítio e limite, a confrontar do norte com o prédio supra do qual
ID:1042 T3 Guarda Próximo do Forninho,3 quartos, roupeiros,2wc´s…......330€ a autora é possuidora sul com António Batista, nascente com José Marques Alexandre e
ID:1171 T3 Guarda Cozinha mobilada e equipada, 3 quartos, 2wc´s….......350€
poente com Rio (Mondego), inscrito na matriz da dita freguesia sob o artigo 980, anterior 588.

VIDENTE E LANÇADORA
ID:1069 Loja Guarda Com dois andares com 110m , 1 escritório e 2 wc´s .380€
2
Ambos estes prédios, confinantes entre si, situam-se junto à povoação mencionada
ID:0050 T4 Centro Mobilado com excelente localização………………. ..….400€
de Aldeia Rica, “paredes meias” com ela.
Predial da Guarda, VENDE, ARRENDA E ADMINISTRA IMÓVEIS
desde 1998 – IMOBILIÁRIA DE CONFIANÇA -
DE BÚZIOS Este caminho, também conhecido por caminho das Poldras, tomando o sentido nascente-
poente, parte do dito aglomerado populacional de Aldeia Rica, próximo da casa de habitação
da Autora e prossegue, com uma largura média de 4 metros, e percorridos cerca de 1.000
Se precisa de ajuda ou tem problemas cruza com um caminho, com largura média superior a 5 metros, e que para o lado direito

ARRENDA-SE familiares, precisa de aconselhamento.


prossegue para a freguesia de Baraçal do concelho de Celorico da Beira, e para o lado
esquerdo vai dar à parte sul de Aldeia Rica’, junto à estrada municipal que liga a Açores.
Desta bifurcação continua numa extensão de cerca 150 metros, ladeado de paredes
LOJA na Rua Comandante Salvador Não baixe os braços... altas em pedra, com a mesma largura até ao Rio do Mondego, a poente.
do Nascimento, Nova com 300m2. Veio a mesma requerer que a presente ação deve ser julgada procedente por provada
Boa localização. Contacte-me 271817267 e, por via disso, os Réus condenados:
a) A reconhecer que o caminho identificado nesta petição, denominado caminho das
Contacto: 964713291 Poldras, é um caminho público ou seja, a reconhecer a pública dominialidade dessa via;
••• Consultas so por marcacao ••• b) A reconhecer que a parte que os 1ºs RR. obstruíram, a nascente-norte, é parte

VENDE-SE
integrante deste mesmo caminho;
c) A repor, os lºs RR., a parte que obstruíram do caminho de forma a este ficar em
Empresa de transportes recruta: estado igual ao que se encontrava antes da sua intervenção;
Quinta com Casa, cerca de 12 ha d) A reconhecer, os Iºs RR., que o leito do caminho, em quaisquer circunstâncias é
à beira do rio Mondego, perto das rotundas COMERCIAL pertença exclusiva da autarquia (2º e 3ª RR.);
Procuramos profissional com o seguinte perfil: e) A absterem-se, os 1as RR., de praticarem qualquer ato que impeça, obstrua ou
da A25 e IP2 • Lageosa do Mondego dificulte o livre trânsito pelo referido caminho; e
Contactos: 966473371 • 271926638 • Fluente na língua francesa (imprescindível); 1) Em custas, procuradoria condigna (artº2 I da Lei 83/95) e demais encargos legais
• Conhecimentos de língua inglesa; pelos RR.
• Informática na ótica do utilizador; Nos presentes autos foi proferida douta sentença que teve o seguinte dispositivo:
Filipe Pinto • Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais “Pelo exposto, e nos termos dos fundamentos de direito invocados, julgo a presente
Fotojornalista no setor de transportes; acção totalmente improcedente, por não provada, e, em consequência absolvo os
réus JOAQUIM ANTERO BATISTA e esposa OTILlA DA CONCEiÇÃO ASCENSÃO
Oferecemos: DA FONSECA, MUNICIPIO DE CELORICO DA BEIRA e FREGUESIA DE AÇORES
• Formação; E VELOSA dos pedidos formulados pela autora.
Rua Combatentes da Grande Guerra, nº41 • 6200-076 COVILHÃ • Disponibilização de computador portátil; Custas pela autora.
Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950 • Trabalho a partir de casa; Registe e notifique.
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA Celorico da Beira, 24 de Agosto de 2016
A Juiz de Direito
Ass . Drª Inês Azevedo Aguiar Soares
PUB
Mais se consigna gue a douta sentença transitou em julgado em 22-11-2017.
Celorico da Beira, 08-02-2018
N/Referência: 25855406
A Juiz de Direito,
EDITAL
Drª. Eisa M. Oliveira
Anselmo Antunes de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Mêda, torna público,
O Oficial de Justiça,
nos termos e para os efeitos, do disposto no nº 76.º nº 1, conjugado com o artigo 192.º
Carlos Lopes
nº 2 do Decreto Lei n.º 80/2015, de 14 de maio, que a Câmara Municipal na sua reunião
O Interior, nº 970 de 26/07/2018
ordinária realizada em 08 de junho de 2018 deliberou, por maioria e por minuta dar
início ao procedimento respeitante à terceira alteração ao Regulamento do Plano Diretor
Municipal de Mêda alterado pelo Aviso nº 8136/2012 no Diário da República 2ª Série nº
114, de 14 de junho e Aviso nº 14837/2017, no Diário da República 2ª Série nº 236, de PROCURO TRABALHO como limpezas, passar a
11 de dezembro de 2017 e que consiste na alteração parcial da redação do artigo 35.º do ferro, condomínios, umas horas na restauração, cuidar de
Regulamento do PDM de Mêda:, alínea b) do n.º 1 e nº 3. Foi ainda deliberado por maioria
que a alteração proposta não será sujeita a Avaliação Ambiental Estratégica nos termos do idosos ou crianças, etc. Contacto móvel: 969497622
disposto nos nº 1 e 2 do artigo 102.º decreto lei 80/2015, de 14 maio; Estabelecer o prazo
de 60 dias para elaboração da alteração proposta (vide nº 1 do artigo 76.º) e estabelecer
o prazo de 15 dias para o período de participação pública nos termos do disposto no nº 1
do artigo 76.º e nº 2 do artigo 88.º do mesmo decreto lei , a qual que terá início após o 5.º
dia útil a seguir à publicação do aviso número 9646/2018, publicado no Dário da República, Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins
2ª Série, nº 137, de 18 de julho, (o qual decorrerrá no período compreendido entre 26 de Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda
julho e 16 de agosto) durante o qual os interessados, poderão formular sugestões e ou Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Ana Eugénia Inácio.
Conselho Editorial: António Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José Carlos Alexandre,
apresentar informações sobre quais-quer questões que possam ser consideradas no âmbito Diogo Cabrita e Maurício Vieira.
da referida alteração as quais podem ser enviadas por correio para o endereço Município Colunistas e Colaboradores: Albino Bárbara, Américo Brito, António Ferreira, António Costa, António Godinho,
de Mêda, Largo do Município, 6430-197 Mêda ou através do correio eletrónico para o Cláudia Quelhas, Cláudia Teixeira, David Santiago, Diogo Cabrita, Fernando Pereira, Frederico Lucas, Hélder Sequeira,
endereço: dsu@cm-meda.pt. Mais se informa que a justificação, o enquadramento e os Honorato Robalo, Joaquim Igreja, João Canavilhas, Joaquim Nércio, Jorge Noutel, José Carlos Lopes, José Pires
termos da deliberação referida podem ser consultados na página eletrónica do Município: Manso, Júlio Salvador, Marcos Farias Ferreira, Miguel Sousa Tavares e Norberto Gonçalves. Desporto: António
http://www.cm-meda.pt. Pacheco, António Silva, Arlindo Marques, Daniel Soares, José Ambrósio, José Luís Costa e Miguel Machado. Cartoon:
Maurício Vieira. Paginação: Jorge Coragem Projeto Gráfico: Maurício Vieira. Departamento Comercial: Joana
E para constar, se publica o presente Edital, que vai ser afixado nos lugares habituais
Santos Impressão: FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua Adriano Lucas – 3020-265 Coimbra • Telefone 239 499 922
no concelho de Mêda e publicitado no site da Autarquia de Mêda supra identificado. • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.pt Sede, Redação e Publicidade: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-
Paços do Concelho de Mêda, 20 de Julho de 2018 825 Guarda N.I.P.C. – P-504847422. Nº de registo na ERC: 123436 Depósito Legal:146398/00 Tiragem desta
edição: 7.200 exemplares Periodicidade: Semanário Edição Internet: O Interior Propriedade: JORINTERIOR
O Presidente da Câmara Municipal de Mêda
- Jornal • O Interior, Ldª. Detentores de mais de 10% do capital da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de
Almeida e Luís Baptista-Martins.
________________________________________________ Estatuto Editorial: http://www.ointerior.pt/jornal/fichatecnica.asp
(Anselmo Antunes de Sousa, Drº) Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 www.ointerior.pt
publicidade@ointerior.pt
O Interior, nº 970 de 26/07/2018
Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • • 17

FUTEBOL LASER RUN


Sp. Covilhã afastado da Taça da Liga Três atletas do Penta Clube da Covilhã
convocados para o Mundial
na primeira eliminatória Três atletas do Penta Clu-
be da Covilhã foram convoca-
nacional após três etapas do
Circuito Nacional da modali-
DR
Ficha de Jogo dos para representar Portugal dade. Recorde-se que Juliana
Árbitro: António Nobre (AF Leiria)
no Campeonato do Mundo Guerreiro é a atual campeã
Árbitros assistentes: André Dias e de Laser Run, agendado para nacional, enquanto Maria Car-
Luciano Maia Dublin (Irlanda) no final de reira e Diogo Salvado são vice-
setembro. campeões nacionais. O PCC é o
Marque Desportivo
A chamada de Maria Car- clube mais representado nesta
Municipal de Mafra
reira (sub-15), Juliana Guer- convocatória da Federação
Mafra............................ 2 reiro (sub-17) e Diogo Salvado Portuguesa de Pentatlo Mo-
João Godinho, Rúben Freitas, Hugo (sub-19) à seleção nacional derno com três representantes
Ventosa, Juary Soares, Guilherme acontece numa altura em que em seis atletas dos escalões de
Ferreira, Rui Pereira, Mauro Antunes os jovens lideram o ranking sub-15, sub-17 e sub-19.
(Flávio Silva, 71’), Sérgio Ministro, Zé
Tiago (Cuca, 87’), Bruninho e Gonçalo
Abreu (Ruca, 69’) TODO-O-TERRENO
Treinador: Filipe Martins
Mário Patrão sexto na Baja Aragon
Sp. Covilhã................. 0 DR

O Sp. Covilhã foi eliminado da e conseguiu-o aos 68’ com Jaime Mário Patrão (KTM) foi sex-
Vítor São Bento, Jean Batista, Jaime,
Taça da Liga no sábado ao perder a fazer autogolo quando tentava Zarabi, Henrique Gomes, Caio to classificado na Baja Aragon/
2-0 em Mafra, recém-promovido cortar um cruzamento longo de Quiroga (João Cunha, 84’), Gil- Teruel, prova pontuável para o
à IIª Liga. Gonçalo Abreu. A jogar a favor do berto, Soares (Bonani, 69’), Makouta, Mundial de Bajas que decorreu
Adriano Castanheira e Onyeka no último fim de semana naque-
O primeiro tempo decor- vento, os locais chegaram ao 2-0 Treinador: Dito
reu sem grandes jogadas e teve aos 83’, com Flávio Silva a respon- la região espanhola.
apenas uma oportunidade de der a uma assistência de Zé Tiago. Golos: Jaime (68’, p.b.) e Flávio Silva Foi a primeira vez que o
golo para cada equipa. Aos 34’, Depois de arranque em fal- (83’) piloto de Paranhos da Beira
Bruninho isolou-se pela esquer- so na Taça da Liga, os serranos (Seia) participou nesta prova,
Ação disciplinar: Cartão amarelo para a segunda da Taça do Mundo,
da, cruzou com perigo, mas a prosseguem a preparação da nova Gonçalo Abreu (41’), Gilberto (43’),
cabeçada de Zé Tiago saiu dema- época e no sábado vão defrontar Henrique Gomes (59’).
com o objetivo de se preparar
siado frouxa e à figura de Vítor o Sp. Mêda, campeão distrital da para o Rali Dakar de 2019 e
São Bento. Do lado dos serranos AF Guarda e recém-promovido ao reforço: o avançado Kisley, de 27 aumentar a sua internaciona-
registo para um remate fortíssimo Campeonato de Portugal. O jogo anos, que na temporada passada lização. A Baja Aragon teve três
de Gilberto aos 40’ que saiu por está marcado para as 11 horas no representou a equipa francesa etapas, uma em cada dia, com dos. Recorde-se que em abril
cima da barra. Na segunda parte, complexo desportivo da Covilhã. do US Lusitanos após um ano ao um total de 818 quilómetros, Mário Patrão venceu o Moroc-
o Mafra entrou decidido a marcar E vão poder contar com um novo serviço do Famalicão. 529,5 dos quais cronometra- co Desert Challenge.

MATRAQUILHOS FUTEBOL
Terceiro título consecutivo para Ângela Costa e Beatriz Rodrigues Ex-Vilanovenses Bura assina
pelo Desportivo das Aves
DR
Os representantes da As-
sociação de Futebol Mesa do Bura, médio guineense nacionais e internacionais».
distrito de Castelo Branco con- que se estreou em Portugal há Disso não duvida António Gou-
quistaram três títulos nacionais dois anos ao serviço dos Vi- veia, o presidente e treinador
e dois terceiros lugares em sete lanovenses, clube do Distrital do Vilanovenses responsável
categorias possíveis na Taça de da Iª Divisão da AF Guarda, foi pela contratação de Bura na
Portugal da modalidade, dispu- contratado pelo Desportivo época de 2016/17. Na altura, o
tada recentemente em Vizela. das Aves, da Iª Liga. dirigente considerou tratar-se
Ângela Costa e Beatriz Ro- Jorge Braíma Nogueira de um jogador de enorme po-
drigues (NumerSpiral) venceram é um médio de 22 anos que tencial: «Quando um atleta alia
pela terceira vez consecutiva na na época transata alinhou no a qualidade, a humildade, a edu-
categoria de doubles femininos Oriental, equipa de Lisboa cação e a vontade de trabalhar,
e Francisco Adriano (Estela do vez consecutiva o título nacional zada pela Federação Portuguesa que disputa o Campeonato de estão criadas as condições para
Zêzere) fez o mesmo nos juniores, da Taça de Portugal. Por sua vez, de Matraquilhos e Futebol Mesa Portugal, e chega à formação alcançar os objetivos preten-
obtendo o segundo título da Taça a dupla Luís Clemente e Francisco e pela Associação do Distrito nortenha por empréstimo, didos», disse António Gouveia.
de Portugal. Ângela Costa (Nu- Adriano (Estrela do Zêzere) foi de Braga, tendo contado com a com opção de compra no fi- Do Distrital guardense
merspiral) voltou a subir ao lugar terceira, a mesma classificação participação de uma centena de nal da temporada. O jogador saiu também André Jesus (ex-
mais alto do pódio em termos in- obtida por Luis Clemente em atletas de todo o país. deu das vistas ao serviço dos Vila Cortês do Mondego) rumo
dividuais ao ganhar pela terceira seniores. A competição foi organi- marvilenses ao marcar oito ao Desportivo de Chaves. Com
golos em 30 jogos no último 18 anos, o melhor marcador
MONTANHA campeonato e, segundo o Des- da Iª Divisão na época passada,
portivo das Aves, «despertou com 23 golos, vai jogar nos
Tiago Pereira e Rosa Madureira vencem na Malcata o interesse de vários clubes juniores da formação flaviense.
Tiago Pereira e Rosa Madurei- Corrida de Montanha “Trilhos do Silva (Maratona Clube Vila Chã),
ra, ambos do FC Penafiel, venceram Lince”, com exceção de Tiago Pe- com a marca de 49m07s.
a derradeira jornada da Taça de reira, segundo classificado atrás Já Deolinda Oliveira (EA Tro- XCO
Portugal de Montanha, corrida no do alentejano Bruno Paixão (Beja fa) e Luís Magalhães (Jobra) Senenses no pódio do Nacional
sábado em Malcata (Sabugal). Atlético Clube). No sábado teve venceram a prova do Campeonato
Rúben Almeida (na foto) das Arcas/Jetclass/Xarão)
O vencedor cumpriu os ainda lugar o 15º Campeonato Nacional de Corrida em Monta-
e Ângela Gonçalves, ambos do e Joana Monteiro (Brujula
12.220 metros da prova, reali- Distrital de Corrida em Montanha, nha para Masters, da Associação
BTT de Seia, foram terceiros Bike Racing Team), vencedo-
zada no sistema “subir/descer”, organizado pela Associação de Nacional de Atletismo Veterano
nas provas de elite do Cam- res incontestados das corri-
em 44m49s, enquanto a colega Atletismo da Guarda, tendo ganho (ANAV). A jornada foi organizada
peonato Nacional de Cross das masculinas e femininas.
de equipa cortou a meta após Afonso Mendonça (Maratona pela Associação Cultural e Des-
Country Olímpico (XCO), dis- Rúben Almeida terminou a
um percurso de 8.370 metros em Clube Vila Chã) com o tempo de portiva de Malcata, Federação
putadas no domingo na pista 2m58s do vencedor, enquan-
33m56s. Em juniores ganharam 1h02m28s. Em masters, os novos Portuguesa de Atletismo, Asso-
de Marrazes (Leiria). to Ângela Gonçalves cortou a
Eva Fernandes (GC Bragança) e campeões distritais são Sabina ciação de Atletismo da Guarda e
Os títulos foram para meta 4m41s depois da cam-
Tiago Fonseca (GCA Donas). Estes Neca (NS Leões da Fronteira, Vi- Associação Nacional de Atletismo
Ricardo Marinheiro (Quinta peã nacional.
atletas foram os vencedores da 7ª lar Formoso), em 38m34s, e José Veterano.
18 • • Quinta-feira • 26 de julho de 2018

opinião
David Santiago opinião
Santinho Pacheco * A Guarda e o Cuco
Costa(s) largas O Cuco-Canoro é uma ave que, em vez de construir
ninho, deposita os seus ovos nos ninhos de outras aves. É
E não eram um outro qualquer, para serem omitidos do
convite; são quem vai pagar o total dos 4 milhões de euros
A chegada das férias de Verão (que este o que se chama chico-espertice. que custa a Variante da Sequeira e ainda 750 mil euros de
ano não o tem sido) é ocasião propícia a Na semana passada o senhor presidente da Câmara uma intervenção de um milhão de euros na rede viária da
balanços. Mas com a negociação do último Municipal da Guarda convidou para uma sessão pública zona da Estação.
Orçamento desta legislatura já em curso, é destacando os seguintes pontos: Para a Guarda tudo e ainda bem que assim é.
também um momento para antecipar o que - Assinatura do acordo de supressão das passagens de Estação talismã no programa Ferrovia 2020, no lan-
será o próximo ano político. nível da linha da Beira Baixa e da Linha da Beira Alta-estrada çamento das obras de modernização das Linhas da Beira
O balanço é como a pescada: antes de ser Variante da Sequeira; Baixa, da Linha da Beira Alta, da Concordância das Beiras,
já o era. É que depois do maior crescimento - Apresentação da Minuta de Acordo de Colaboração no projeto de uma plataforma ferroviária enquanto âncora
do século, do menor défice da democracia para a melhoria das Acessibilidades à Estação Ferroviária do desenvolvimento da região, o acordo histórico agora
(excluindo a recapitalização da CGD) e na e ao Terminal Rodoferroviário da Guarda. alcançado só é possível graças à visão estratégica do atual
antecâmara do frenético ciclo eleitoral de Estranho convite este! Assinatura de acordo com Governo.
2019 (europeias, legislativas e regionais na quem? Acordo de colaboração? Quem é o colaborante? Dá Por ser assim – factos são factos – alguém quis tirar
Madeira), 2018 seria necessariamente um ideia que o objetivo era focar tudo no senhor presidente e o Governo do convite e da cerimónia.
ano para deixar andar. Ou seja, um ano mais que aquilo era só obra da Câmara. A imitação do Cuco? Não havia necessidade!
sem custos eleitorais vindos de qualquer Sabemos agora que afinal havia outros: a Infraestruturas
reforma no ou do Estado. Uma economia de Portugal, empresa pública sobre a tutela do Governo e do * Deputado do PS na Assembleia da República eleito
europeia a abrandar e uma União Europeia ministro Pedro Marques, e o seu presidente António Laranjo. pelo círculo da Guarda
imobilizada pelos seus próprios fantasmas
fizeram o resto.
O custo conjuntural de fazer ou mudar
é sempre muito superior ao do adiamento
para a “altura própria”. Pelo contrário, o pro-
gressivo adiamento acarreta consequências www.ointerior.pt
estruturais mais graves – veja-se o exemplo
do adiado aeroporto de Lisboa. Como diria
Keynes, no longo prazo estaremos todos
mortos. Mas, até lá, há eleições que disputar.
Essa disputa já começou. Primeiro com agoradigoEU O embuçado que deu brado
o secretário-geral socialista, António Costa,
a tentar reaproximar-se do centro político
– aí contando com a colaboração do novo
presidente do PSD, Rui Rio – para afirmar
opinião
Albino Bárbara nas toiradas…
o PS como partido charneira do quadro A abolição, pura e simples, das toiradas em Portugal, rível e venal arte de torturar e matar animais em público.
político português. A ideia é simples: tudo proposta pelo PAN, tinha rejeição assegurada pois todos Desnaturaliza a relação entre o homem e o animal, afronta
(todos) com o PS, nada (ninguém) contra o os interesses tauromáquicos e o comércio que lhe está a moral, a educação, a ciência e a cultura». Também a
PS. Por outras palavras, garantir que o PS associado é deveras superior a qualquer padrão ético. Declaração dos Direitos do Animal, datada de 15 de outu-
é o eixo em torno do qual qualquer solução Para a direita, a que ultimamente tem por aliado o PCP, bro de 1978, no seu artigo 3º refere que “nenhum animal
governativa tenha de ser encontrada, seja à «as touradas são um legado histórico, social e cultural» será submetido a maus tratos nem atos cruéis» para mais
esquerda seja à direita. e, que reconhecidamente todos percebemos que são um adiante, no artigo 10º, adiantar «nenhum animal deve ser
Nas últimas semanas, Bloco de Esquerda espetáculo violento que implica sofrimento, sangue e morte. explorado para divertimento do homem» e acrescentar no
e PCP também entraram, para ficar, nessa Se por um lado a Assembleia da República aprova artigo seguinte: «Todo o ato que implique a morte de um
disputa. Os dois partidos esforçam-se, agora legislação prevendo penas para quem abandone e pratique animal, sem necessidade, é um biocídio, isto é um crime
ainda mais, por se distanciarem e distinguirem maus tratos em animais, que dizer quando obstinadamente contra a vida».
do Governo, num crescendo retórico que já não se espeta uma série de ferros pontiagudos no lombo de Cabe aqui e agora interpretar as estatísticas da Asso-
baixará. Mas ruído é e sempre foi de esperar um touro? É esse o conceito histórico de cultura de Suas ciação Prótoiro e verificar que em 2017 realizaram-se, em
numa geringonça por melhor oleada que esti- Senhorias ou é efetivamente a contradição de todas as todo o território nacional, 205 espetáculos tauromáquicos,
vesse, e não será isso a provocar disrupções. contradições? numa área de intervenção de apenas 80 municípios, com
No debate do estado da nação, bloquistas e O tema toiradas não é novo. Tem história e barbas a presença de um total de espectadores que pouco ultra-
comunistas deixaram um caderno de encargos brancas. Assim, a 19 de setembro de 1836, a rainha, Dª passou os 400 mil.
suficientemente amplo e genérico (reforço dos Maria II assina um decreto proibindo as corridas de touros Se assim é, e a acreditar nos números da tal dita
direitos dos trabalhadores, acesso à habitação e em Portugal. Claro está que nem um ano passou e o decreto associação, conclui-se que apenas 4% da população por-
mais investimento público, com destaque para foi revogado pela lei de 30 de junho de 1837 autorizando tuguesa esteve presente em praças de toiros e há cada vez
a saúde e transportes) para afastar do horizonte as touradas, mas sem touros de morte. mais Câmaras Municipais a impedirem este triste e bárbaro
um cenário de chumbo do próximo documento A lei nunca foi cumprida e já em plena República o espetáculo.
orçamental. E apesar da insatisfação decorrente governo viu-se obrigado a legislar atribuindo penas e mul- Manda o bom senso que não haja necessidade de
do Governo ter aprovado, com apoio do PSD, tas aos prevaricadores, conforme disposições do Decreto aprovar outra, e, quiçá, nova legislação, pois para além
os diplomas que operacionalizam a descentra- 5:650, de 10 de maio de 1919, para se perceber que poucos de serem cada vez menos adeptos, é só mesmo impedir
lização (Lei das Finanças Locais e Lei-quadro) ou quase nenhuns ligaram à legislação, o que fez com que a transmissão televisiva para que a divulgação deste
– que na vez de reforma é ainda somente uma o governo, através da portaria 2:700, de 6 de abril de 1921, deplorável e estúpido divertimento não chegue a casa de
burocrática transferência de competências não determinasse que as polícias cumprissem as disposições todos nós. É uma sugestão e seguramente um retrocesso
decisórias – tanto o BE como o PCP já mani- do decreto de 1919. nas pretensões “culturais” dos adeptos da tal dita afición.
festaram disponibilidade para reeditar a atual Mesmo assim os toiros continuaram a ser mortos nas Vem aí o mês de agosto. Mês de todas as festas. Festas
plataforma parlamentar que suporta o Executivo praças, de norte ao sul de Portugal, e, em abril de 1928, o em honra do santo padroeiro, com missa, procissão, a
socialista, tendo inclusivamente apoiado Costa decreto 15:355 referia taxativamente «Em todo o território normal permissividade católica, apostólica, romana, banda,
na votação do ISP. da República Portuguesa ficam absolutamente proibidas bailarico, boa comida, muita bebida e, claro está, toiros no
O estado da arte aponta para que, mesmo as touradas com touros de morte». Exceção feita por uma largo ou na praça.
debaixo de uma chuva de críticas por falta de permissiva e oportunista “lei de exceção” em 2002, que a A tradição tem destas coisas. A tradição vence porque
ambição, o Orçamento do Estado para 2019 direita e o PCP aplaudiram. A direita, porque é essa a sua é tradição. Porque é mais forte. Porque tem raízes, tem fé e
seja aprovado com o guarda-chuva do medo filosofia e está sempre à rasca no Alentejo, necessitando porque para além de ser proibido proibir, só desta maneira,
do ónus de uma crise política. Mesmo sem a de apoios e votos e, o PC, logicamente, para tentar manter o tal embuçado há de neste verão, neste mês de agosto,
almejada maioria absoluta, será Costa a es- o status. continuar a cantar de galo no seu já tradicional, típico e
colher como quer – ou consegue – governar. Em 1980, a UNESCO declara «a tauromaquia é a ter- muito bem aceite brado nas toiradas…
Quinta-feira • 26 de julho de 2018 • • 19

FIOdePRUMO Investir no interior


é rentável
opinião opinião
Maria Afonso Acácio Pereira

A inutilidade das coisas


Na era das tabelas Excel, da aritmética do imediatismo mobiliário às celuloses, se situam no litoral.
e da sacralização do lucro fácil, há a tendência para reduzir Este é só um exemplo, entre muitos, do ponto que é
tudo a números e considerar os recursos públicos aplicados necessário ficar claro. Os recursos aplicados no interior
Afunilava-se a visão da luz sob a ponte Vecchio. Entardecia e o tom nas regiões de baixa densidade populacional como dinheiro não são gastos (nem esmolas), são investimento. E são
dourado moldava-se às águas e aos azuis. Era uma luz feita de silêncio mal gasto. Esse gasto é rotulado como um peso para o país, investimento que gera produtos competitivos no mercado
capaz de instigar à dança. Não era raro ver-se uma ou outra mulher voltear uma aplicação sem retorno e a fundo perdido. Um gasto da global, como o papel. São, portanto, investimento rentável.
ao som da luz. Bastaria encontrar o degrau de pedra com um coração receita obtida no litoral. O problema de despovoamento dos territórios de
gravado. Uma poesia visual a vigiar cúpulas de capelas onde as vozes se Como a verdadeira ignorância é sempre atrevida, é baixa densidade não é de hoje, nem é recente, como alguns
disseminam até serem recolhidas por anjos. O dia escondia-se, devagar, necessária paciência e espírito franciscano para explicar parecem fazer crer. Na verdade, trata-se de um processo de
nas mãos daqueles que na manhã seguinte as abririam para que a luz se onde está o erro. Talvez os incêndios do ano passado, muitas décadas. A questão é que estes territórios há muito
cumprisse. pelo seu dramatismo e dimensão trágica, ajudem a ver as não conseguem garantir o mais básico dos direitos aos seus
O poeta tinha um furor convergente nas veias. Todo o corpo expelia coisas como elas são. Não falando agora na perda de vidas cidadãos: a garantia de igualdade de oportunidades face às
cuspo de vulcão imprevisto. Enquanto amarrotava folhas rasuradas humanas – que é o mais importante de tudo – e fixando demais regiões do país. Foi por não a terem que as pessoas
de tinta preta, as sombras alargavam-se sitiando o espaço. A visão de apenas os aspetos economicistas, Portugal teve uma brutal foram saindo. E é por isso que continuam a sair.
Beatriz abria-lhe golpes na pele. Esse amor tornar-se-ia a razão de ser destruição de valor naquilo que é, não só a sua segunda Neste momento já é claro para todos, nomeadamente
da sua poesia. Da própria vida. Numa viagem criaria uma comédia. Teria maior exportação de produtos (a seguir aos combustíveis para o Governo, que só haverá solução trazendo gente, isto é:
um final feliz. Seria guiado por Beatriz através de um paraíso carregando refinados), mas o seu único recurso natural de volume com criando condições estruturais para atrair, consistentemente,
visões místicas onde só um estado de êxtase seria capaz de exprimir os aplicação industrial: a floresta. sucessivas vagas de imigração para o interior. A questão é
inexplicáveis simbólico e sagrado. Ou seja, mesmo vendo as coisas apenas pela ótica que, mesmo com esta solução expedita – só com a natali-
Sempre se soube que a alma de Galileu pairava sobre as águas do do Excel, o investimento na proteção da floresta e da sua dade nunca mais lá chegávamos... – os problemas, mesmo
rio Arno. A lei dos corpos em queda não se aplica a uma alma. Uma alma fileira que está a começar a ser feito este ano no interior que tudo corra bem, e relativamente depressa, também irão
não é um corpo. Um qualquer deus teria que apartar as águas para o vácuo do país é, e será, sempre muito rentável. E, neste caso, demorar décadas a resolver.
viabilizar a gravidade. Caminha-se pela margem do rio e, das impressões a maior parte da rentabilidade até nem ficará no interior,
digitais, crescem flores que colonizam o chão verde-escuro da Primavera uma vez que a maioria das unidades industriais, do * Dirigente sindical
de Botticelli. Um bosque ali ao lado. Algumas entradas de luz. Duas delas,
ora parecem olhos, ora parecem pulmões. Uma das três graças vira costas
opinião
para a cena e acredita não estar cupido sujeito à lei da gravitação.
O escultor conquista uma dimensão cósmica e universal. Exibe o belo
que só ele vira num bloco de mármore abandonado há mais de quarenta Mas e depois dos 30 o quê?!
anos. Com outro bloco há-de atingir o sublime. Um cristo pesado demais
Estava deitada no meu sofá a - Pérolas;
a cair tragicamente das mãos de Maria e José. Divinos os degraus que
fazer um “scroll down” quando - Contorno da boca mais escuro do que o interior;
nos levam à sua casa, para onde o foco de luz nos guia. A penumbra
me deparo com o seguinte - Base e pó compacto de efeito mate;
a tingir os passos. É por ela que iremos às casas que levantou para a
título: “Moda depois dos 30”. - Cabelo armado com laca;
eternidade de outros.
Fiquei em estado de choque! - Rabo de cavalo baixo.
Cobiçamos o cair da noite e aquela bruma sob a ponte. Que as
Então agora aos 30 anos já é
fogueiras acesas nos removam o bolor dos dedos cansados de escre-
preciso ter cuidados espe- O que nos faz parecer mais jovens?
ver. De talhar. De pintar. Que mais nenhum lume se ateie para incinerar
ciais? Eu não quero! - Roupa de cores vivas;
pessoas. Na praça ainda se cruzam carroças. O som das rodas sobre a
Ah! É que não quero - Camisas e t-shirts modernas/divertidas;
calçada arrasta-nos. Um ou outro pombo mostram-nos o indício do vôo.
mesmo! - Jeans rasgados;
Queremos atingir a torre. Segurar os ponteiros do relógio. Que o tempo
Que digam que há coisas que nos fazem - Sapatilhas (ou ténis);
não se afaste. Ainda temos que entrar pelas portas do paraíso. Tactear
parecer mais “novas” do que outras, eu - Anéis no polegar e no indicador;
com a língua o bronze. Saber ao que sabe o amor. Entender a densidade
aceito (que remédio!). Agora, dizerem-me - Dentes brancos;
dos corpos. Insistir para que os homens acreditem no que vêem.
que há uma moda especial para quem fez 30, - Sobrancelhas em dia (levantam o
Turistas fazem fotografias nas mais diversas poses. Alguns reconhe-
RECUSO-ME! olhar);
cem o perfume que a ponte exala. Ninguém se lembra de depositar os
O que nos faz parecer mais velhas? - Delineado “gatinho” (aumenta os olhos e
restos mortais de Miguel Ângelo. Roubam o ouro dos lojistas da ponte
- Tailleur de manga curta e/ou saia abaixo do joelho também levanta o olhar);
Vecchio. Acredita-se que será fundido para cobrir os cabelos da Vénus que
com sapatos rasteiros; - Gloss suave nos lábios (rosa ou pêssego);
emerge do mar. Reavemos a concha das paixões espirituais que o vento
- Tailleur de corte ultrapassado e/ou demasiado largo; - Base líquida e pó compacto com efeito ilumi-
oeste aporta. E ardemos na sombra. Como papel caligrafado a caneta de
- Jeans ou calças com cinto fino a combinar com os nador;
aparo. Ou belíssimos sobrescritos.
sapatos; - Cabelo com movimento (franja e/ou escadeado);
A nossa casa tem um terraço. Ali damos as mãos e lemos livros em
- Jeans vincados; - Rabo de cavalo alto.
braile. Sabemos de cor a forma triangular da Toscana, serpenteada de
- Collants cor da pele, brancos ou champanhe;
morros e colinas. Desconhecemos a orientação do Mar Lígure e do Mar
- Óculos com armação pesada; Assim doí menos e surte efeito na mesma, sff!
Tirreno. Pressentimos o marejar nas madrugadas de marés distantes. Do
- Óculos de leitura pendurados ao pescoço;
terraço avistamos a cúpula da catedral onde um dia chorámos. Porque
- Conjunto de sapatos e mala; * @pitangaboss
não cabíamos dentro. Porque não nos cabia dentro.
- Xailes; Jurista / Makeup Artist / Fashion Stylist

ESPAÇO
PÚBLICO DO LEITOR
Carta aberta ao Conselho de Administração do Hospital Sousa Martins
Na qualidade de utente, mas e sobretudo, mais desfavorecidas. Se assim é, então porque fica que, embora de baixa densidade populacional, coração, enfartes, arritmias graves, etc., não se
na qualidade de cidadão da Beira Interior, venho são encerradas as valências hospitalares de que abrange um vasto conjunto de residentes. compadecem com perdas de tempo, devidas
questionar Vªs Exªs relativamente à unidade mais necessitamos? Para que serve a construção Até ao início do corrente mês existia uma à inexistência de um serviço que um Hospital
hospitalar que administram, mas que a todos de um novo hospital se, algum tempo depois, unidade de Cardiologia, com instalações funcio- Distrital obrigatoriamente deve disponibilizar
nós diz respeito. Assim, muito gostaria eu e todos quem o administra entende proceder ao encerra- nais e com diversos doentes internados, onde aos residentes. Daí que uma pergunta simples,
os residentes na região de saber se os critérios mento de serviços absolutamente indispensáveis eram medicados e monitorizados. Foi também o se imponha: se um qualquer residente morrer
economicistas se sobrepõem às necessidades e aos seus utentes? meu caso há cerca de dois anos. Acresce ainda já depois de ter dado entrada no hospital, pelo
mesmo ao direito à saúde que nos é, constitu- Porque razão o HSM tem dispensado pro- que o Hospital dispõe mesmo de um ginásio simples facto de não ser tempestiva e correta-
cionalmente, reconhecido. fissionais médicos que são prontamente aceites completamente apetrechado com equipamento mente atendido, por inexistência de um serviço
Como bem sabem, é com enorme orgulho, e contratados pela unidade hospitalar da Covilhâ? dedicado à reabilitação cardíaca, pós enfarte, de Cardiologia, a quem deveremos imputar a
a julgar pela ênfase colocada na divulgação e O C.A. deve ter a estatística e terá, por certo, existindo também profissionais com formação responsabilidade. Ao Conselho de Administração
publicitação da construção de novas unidades justificação para tal. Também gostaríamos que específica, feita no exterior, alguns mesmo no do Hospital? Ao ministro da Saúde? Precisamos
hospitalares, nomeadamente no interior, que os fosse partilhado connosco. estrangeiro, para operacionalizar esses equipa- saber… De imediato, somos a exigir a reabertura
governantes procuram levar as populações a Centremo-nos, por agora, na unidade de mentos – pura e simplesmente nunca foram do serviço ora encerrado.
pensar quanto estes se preocupam com o bem Cardiologia do Hospital Sousa Martins da Guarda, utilizados, encontrando-se o ginásio encerrado.
estar e a saúde dos residentes destas regiões capital de distrito, e servindo uma vasta área geográ- Todos sabemos que os problemas de Manuel Mariano, Guarda
publicida

opinião
20 • • Quinta-feira • 26 de julho de 2018

rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C 6300-825 Guarda bilhete postal


Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt • publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt

VILAR FORMOSO dcabrita@iol.pt


Diogo Cabrita

“Sécur’Eté 2018:Verão em Portugal” este fim-de-semana


na fronteira Sardinha na salada
Depois do lançamento ofi-
cial da campanha “Sécur’Eté
2018”, a 7 de julho, em Argen-
gellan chega este fim de semana
a Vilar Formoso, a principal
fronteira terrestre de Portugal.
estarão presentes, entre outros,
o secretário de Estado da Pro-
teção Civil, José Artur Neves;
russa?
O princípio da Macedónia é a estrutura da salada de atum
teuil (França), a campanha de No domingo, pelas 11 horas, no e o secretário de Estado das
conhecida entre nós pelo código “russa”. A salada Russa leva
segurança rodoviária da asso- posto fronteiriço haverá uma Florestas e do Desenvolvimento
uma mistura irracional de legumes, batata, cenoura, tomate,
ciação luso-francesa Cap Ma- cerimónia de abertura onde Rural, Miguel Freitas.
as imperdoáveis ervilhas e seguramente alguns detalhes que
fazem o “toque mágico de cada um”. O ovo cozido cortadinho
SABUGAL aos bocados, a maionese parecida com a da avó, o milho cozido
em lata ou trabalhado cuidadosamente pela cozinheira, criam
Ciclo das capeias arraianas começa em Quadrazais uma taça de mistura que se come fresca numa tarde de Verão.
DR A salada de atum que pode levar uma macedónia de peixes
Quadrazais abre, no do-
enlatados como cavala, mas nunca com sardinha. A sardinha
mingo, mais uma época de
não mergulha neste prato e a sua presença transformaria
capeias arraianas no concelho
o sabor expectado desta taça fria que chamamos Russa. A
do Sabugal.
salada de atum com uma sardinha torna-se uma coisa que
Trata-se de uma tradição
lembra a mosca na sopa, que recorda a drosófila na fruta, que
sem par no país e que atrai todos
faz corar de inveja o cabelo no creme de marisco. Por esta
os anos milhares de aficiona-
razão a sardinha enlatada é uma coisa especial, um petisco
dos e apreciadores às aldeias
que tem suas particularidades e pode ser servida com tomate,
fronteiriças daquele município.
sem ele, com vinagrete e com azeite. A sardinha fresca é uma
A capeia é a lide de touros com
festa na grelha e depois sobre uma fatia de broa. O que não
um forcão, uma prática exclusiva
pode acontecer é mergulhar com a intensidade que tem, com a
das gentes da raia sabugalen-
profusão de sabor que imana numa maravilhosa salada russa.
se que é Património Cultural
Isto tudo para dizer que nunca devemos ser, apesar do brilho
Imaterial e está registada no
que temos, da idiossincrasia, a sardinha a estragar o petisco
respetivo Inventário Nacional 15), Vale de Espinho (dia 16), o “campeonato do mundo” da
de todos. Há quem não perceba o excesso de ruído próprio,
desde 2011. Lageosa da Raia Alfaiates (dia 17), Forcalhos capeia, decorre a 18 de agosto
quem não ocupe apenas o seu espaço, quem arrume em dois
(6 de agosto), Soito (dia 7), Re- (dia 20), Foios (dia 21) e Aldeia na praça de toiros do Soito. Ali,
lugares, quem interrompa uma boa conversa com piadas fáceis,
bolosa (dia 8), Aldeia do Bispo Velha (dia 25) são as restantes as aldeias com mais tradição
quem atire uma pedrada num post do Facebook. Anda muita
(dia 13), Nave (dia 14), Aldeia datas deste ciclo. Já o festival “Ó no forcão vão medir forças pela
sardinha por aí.
da Ponte (dia 15), Ozendo (dia Forcão, Rapazes!”, denominado melhor lide.

PUB

DUAS FORÇAS,
UM FUTURO.
NOVOS HÍBRIDOS PLUG-IN
BMW iPERFORMANCE.

O futuro está aí e vem cheio de vantagens para a sua Empresa, consulte-nos.

Matos & Prata, S.A.


Rua Vila de Manteigas, 1
6300-617 Guarda
Tel.: 271 208 608