Você está na página 1de 3

A Regressão do Demoliberalismo

Demoliberalismo - Regime que coloca em prática a doutrina liberal, sendo este em específico,
de cariz mais popular.

 Alguns países substituíram o sistema monárquico por um regime político republicano;


 O sufrágio censitário foi substituído pelo sufrágio Universal. A soberania Nacional
dava lugar à soberania popular ;
 A idade de voto foi antecipado;
 O voto passou a ser secreto;
 Os cargos políticos passaram a ser remunerados;

1918 – Fim da 1ª Guerra Mundial

 Vitória dos regimes liberais e Queda dos Grandes Impérios.


 Os novos Estados que se formaram depois do pós-guerra constituíram-se como
repúblicas parlamentares, consolidando o triunfo das democracias liberais.

Apesar de tudo o Demoliberalismo revelou-se Frágil/Instável

Regressão do Demoliberalismo

 Conjuntura Social e económica do pós-guerra (destruição da Europa, Inflação,


desemprego, fome, miséria,…);
 Instabilidade Política;
 Agitação Revolucionária Socialista;
 Afirmação de forças conservadoras (exaltação nacionalista);

O Impacto do Socialismo Revolucionário

Crise Económica/ Social Vívida na Europa

Proporcionou Total Liberdade para a formação de novos partidos;

Muitos deles de Inspiração Socialista

Marxismo – Leninismo » Teve como um dos Objetivos estender a ação revolucionária a todos
os países, com vista a acabar com todos os regimes burgueses e capitalistas.

Difusão dos Ideais Socialistas

Fundação em 1919 da III Internacional – A Internacional Comunista ou Komintern.


Principal Objetivo: Promover a união da classe Operária internacional e impor no mundo
operário o socialismo marxista leninista;

Obrigatoriedade de condução de todos os partidos comunistas através do modelo soviético e


da III Internacional.

Divisão definitiva dos Socialistas:

Os que aceitavam os principios do Komintern passaram a designar-se comunistas;

Os que apoiaram a via reformista ficaram conhecidos como socialistas;

Dificuldades Económicas e Radicalização dos Movimentos Sociais

A Europa, em 1918, era um continente assolado por sérias dificuldades económico-financeiras:

 A Burguesia Industrial e Financeira viu o seu Património profundamente desvalorizado,


alguns setores não conseguiram evitar a falência;
 Centenas de milhares de Agricultores foram à ruina;
 As classe médias urbanas, dependentes de salários ou de outros rendimentos fixos,
entraram em grande dificuldade;
 O operariado Urbano e rural mergulhou na miséria, em consequência do desemprego
que não parou de crescer;

Sentimento de descontentamento e de agravamento de tensões que conduziu à revolta e ao


afrontamento político. ( Conservadorismo Burguês vs. Movimentos Revolucionários Socialistas)

A Emergência dos Autoritarismos

Ação Revolucionária da III Internacional » Eclosão de movimentos fascistas

Os setores conservadores organizaram-se em movimentos de reação ao avanço do


comunismo:

 Lançam Violentas e Agressivas campanhas anticomunistas;


 Apelam ao orgulho nacional e à grandeza do passado;
 Denunciam a incapacidade dos governos democráticos de resolverem situações de
crise económica e de instabilidade social;
 Denunciam as fragilidades do parlamentarismo geradas nas permanentes lutas
partidárias que inviabilizavam a ação governativa;
 Organizam e financiam milícias populares que espalham o terror entre as organizações
socialistas;

Você também pode gostar