Você está na página 1de 57

Como montar

uma empresa de
decoração de
eventos

EMPREENDEDORISMO

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br


Expediente

Presidente do Conselho Deliberativo

Robson Braga de Andrade – Presidente do CDN

Diretor-Presidente

Guilherme Afif Domingos

Diretora Técnica

Heloísa Regina Guimarães de Menezes

Diretor de Administração e Finanças

Vinícius Lages

Unidade de Capacitação Empresarial e Cultura Empreendedora

Mirela Malvestiti

Coordenação

Luciana Rodrigues Macedo

Autor

Paulo César Borges de Sousa

Projeto Gráfico

Staff Art Marketing e Comunicação Ltda.


www.staffart.com.br
TOKEN_HIDDEN_PAGE

Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Sumário

1. Apresentação ........................................................................................................................................ 1

2. Mercado ................................................................................................................................................ 1

3. Localização ........................................................................................................................................... 6

4. Exigências Legais e Específicas ........................................................................................................... 9

5. Estrutura ............................................................................................................................................... 10

6. Pessoal ................................................................................................................................................. 12

7. Equipamentos ....................................................................................................................................... 13

8. Matéria Prima/Mercadoria ..................................................................................................................... 15

9. Organização do Processo Produtivo .................................................................................................... 17

10. Automação .......................................................................................................................................... 20

11. Canais de Distribuição ........................................................................................................................ 22

12. Investimento ........................................................................................................................................ 23

13. Capital de Giro .................................................................................................................................... 27

14. Custos ................................................................................................................................................. 28

15. Diversificação/Agregação de Valor ..................................................................................................... 32

16. Divulgação .......................................................................................................................................... 34

17. Informações Fiscais e Tributárias ....................................................................................................... 36

18. Eventos ............................................................................................................................................... 38

19. Entidades em Geral ............................................................................................................................ 41

20. Normas Técnicas ................................................................................................................................ 44

21. Glossário ............................................................................................................................................. 44

22. Dicas de Negócio ................................................................................................................................ 45

23. Características .................................................................................................................................... 47

24. Bibliografia .......................................................................................................................................... 49

25. Fonte ................................................................................................................................................... 52

26. Planejamento Financeiro .................................................................................................................... 52


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Sumário

27. Soluções Sebrae ................................................................................................................................. 52

28. Sites Úteis ........................................................................................................................................... 52

29. URL ..................................................................................................................................................... 52


Apresentação / Apresentação / Mercado
1. Apresentação
Presta assistência aos noivos na hora de planejar a decoração de igrejas e salões de
festas. Confere requinte, bom gosto e romantismo aos eventos.

Os eventos são oficialmente classificados pela ABNT – Associação Brasileira de


Normas Técnicas, por: tipo, porte, abrangência e público. Sendo que os tipos de
eventos podem ser: assistencial, cívico, cultural, comercial, empresarial, esportivo,
folclórico, gastronômico, religioso, social ou técnico.

A empresa de Decoração de Eventos poderá atuar em quaisquer desses tipos de


eventos, se especializando em um ou vários, garantindo requintes, sofisticação, bom
gosto e até romantismo ao momento.

Esse setor é muito dinâmico, há novidades surgindo a todo momento e a inovação e a


qualidade devem ser uma premissa para o empreendedor que queria atuar com a
Decoração de Eventos. A empresa deverá ser concebida com visão profissional desde
o seu projeto embrionário, o que irá requerer uma avaliação objetiva sobre sua forma
de atuação, bem como as expectativas comerciais que esse tipo de empreendimento
requer.

2. Mercado
Tendências de mercado

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 1


Apresentação / Apresentação / Mercado
Com a crise econômica e o aumento do desemprego a tendência é economizar. Mas,
isso não significa abrir mão de realizar os eventos idealizados, basta adequá-los ao
orçamento. Basta olhar o mercado para perceber que o setor de festas e eventos vem
crescendo no país nos últimos anos, gerando novas oportunidades de negócios para
os segmentos inseridos neste mercado.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular e a Associação Brasileira de


Eventos Sociais (Abrafesta) revelou que o mercado de festas e cerimônias está em
expansão nos últimos anos, atingindo R$ 16,8 bilhões em 2014. O mesmo estudo
mostrou que os gastos com festas e cerimônias de casamento apresentam um
crescimento anual médio de 10,4%. Entre 2013 e 2016, o crescimento foi de 25% em
todo o Brasil.

O mercado de eventos sociais no Brasil é altamente maduro e registra uma demanda


crescente em todas as regiões do país. As empresas prestadoras de serviços estão
cada vez mais atentas as necessidades dos clientes e buscam novas tendências,
espaços especializados e produtos diferenciados.

Mercado consumidor

A fim de dimensionar o mercado de atuação para a empresa de Decoração de


Eventos, o empreendedor deverá pesquisar os indicadores econômicos e sociais da
região em que pretende atuar. É essencial que se analise alguns índices, como:

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 2


Apresentação / Apresentação / Mercado
tamanho da população, população economicamente ativa, índice de potencial do
consumo, índice de desenvolvimento humano, etc.

Sugere-se que essas informações sejam pesquisadas periodicamente nos sites do


IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada; do IBGE - Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatística; do PNUD - Programa das Nações Unidas para o
Desenvolvimento - da Fundação Getúlio Vargas e Prefeitura Municipal.

O estudo dos clientes é uma das etapas mais importantes na estruturação do


empreendimento. Eles não buscam apenas uma decoração, mas buscam soluções
para algo de que desejam realizar. O empreendedor deverá identificar essas soluções
e conhecer melhor seu cliente. Por isso, de uma maneira simples, o empreendedor
necessita saber:

• As características gerais dos clientes: faixa etária, sexo, qual a sua ocupação, quanto
ganham, escolaridade, onde moram;

• Quais são os interesses e o comportamento da clientela: a quantidade de serviço que


compram e com que frequência o fazem, onde costumam comprar, que preço pagam
ou estão dispostos a pagar pelo serviço;

• O que motiva as pessoas a contratar uma empresa de decoração: o preço, a


qualidade, as formas de pagamento, a comodidade, o atendimento;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 3


Apresentação / Apresentação / Mercado
• Onde estão os clientes: o tamanho do mercado em que irá atuar - será apenas no
bairro, na cidade inteira? Os clientes encontrarão o local com facilidade?

Mercado Concorrente

A fim de conhecer o concorrente, necessita-se identificar as empresas que trabalham


no ramo de atividade no raio de atuação de onde será localizado a nova empresa. A
partir daí, realizam-se visitas e examinam-se os pontos fortes e fracos dessas
empresas em relação a:

• Qualidade dos produtos utilizados;

• Decoração do ambiente;

• Espaço oferecido;

• Preço praticado para cada serviço;

• Localização;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 4


Apresentação / Apresentação / Mercado
• Condições de pagamento: prazos, descontos, etc.;

• Qualidade do atendimento prestado;

• Serviços adicionais: agendamentos, garantias oferecidas, horários de funcionamento,


etc.

Após essa análise, devem-se realizar comparações e visualizar se a nova empresa


poderá competir com as analisadas, se há espaço para mais um empreendimento do
mesmo ramo, e o que o novo empreendimento terá de diferencial para que os clientes
deixem de ir ao concorrente, etc.

Mercado fornecedor

Como todos os produtos e serviços associados ao mercado de eventos são


encontrados no Brasil, este não se torna um elemento de preocupação para o futuro
empresário, mas identificar e selecionar os fornecedores de equipamentos e matérias-
primas para o empreendimento não é tarefa das mais simples, tendo em vista a
variedade de opções disponíveis no mercado. O empreendedor deverá avaliar, em
pelo menos três empresas, de cada produto necessário, alguns aspectos do mercado
fornecedor:

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 5


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização
• Qualidade dos produtos;

• Preço;

• Condições de pagamento;

• Prazos para entrega.

É importante escolher mais de um fornecedor, pois nunca se sabe quando um


fornecedor pode ter dificuldades de atendimento.

3. Localização
O local para instalar uma empresa de Decoração de Eventos deve considerar o fácil
acesso e a boa visualização, de preferência que fique próximo a centros comerciais,
mas sem distanciar do seu público alvo.

Independentemente do tipo de negócio, a localização inadequada é responsável por


8% das empresas que fecharam as portas antes de completarem quatro anos de
funcionamento. Especialistas no assunto avaliam que a escolha do ponto adequado
responde por até 25% do sucesso do comércio.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 6


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização
Os principais pontos a considerar são:

• O preço do aluguel;

• A compatibilidade entre o público local e o padrão de serviço a ser prestado: maior


renda, maior sofisticação; menor renda, menor preço;

• Visibilidade: Se o cliente não enxerga naquela localização a empresa ele irá procurar
o concorrente;

• Conforto: se há necessidade de ir de carro, há que ter estacionamento.

Na definição do local ainda devem ser avaliados pelo empreendedor:

a) Ruas ou avenidas com grande fluxo de pedestres e também de veículos, num


espaço de fácil visualização do seu comércio, bem como espaço para estacionamento
dos clientes ou que pelo menos tenha estacionamento rotativo nas imediações;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 7


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização
b) Galeria de boa visitação de pessoas, principalmente naquelas que oferecem outros
tipos de serviços, de preferência que se vinculem de forma direta ou indireta com o seu
ramo de negócio, como por exemplo, lojas de trajes de festas, joalherias, vestidos de
noivas, boa praça de alimentação, salão de beleza, estúdio de fotografias e filmagens,
dentre outros.

c) Se o imóvel atende às necessidades operacionais referentes à localização,


capacidade de instalação do negócio, possibilidade de expansão, características da
vizinhança e disponibilidade dos serviços de água, luz, esgoto, telefone e internet;

d) Se o local está sujeito a inundações ou próximo a zonas de risco;

e) Se o imóvel está legalizado e regularizado junto aos órgãos públicos municipais;

f) Se a planta do imóvel está aprovada pela Prefeitura e se houve alguma obra


posterior, aumentando, modificando ou diminuindo a área primitiva;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 8


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas
g) Se as atividades a serem desenvolvidas no local respeitam a Lei de Zoneamento ou
o Plano Diretor do Município;

h) Se as taxas do IPTU referente ao imóvel encontram-se em dia;

i) Se a legislação local determina sobre o licenciamento das placas de sinalização.

4. Exigências Legais e Específicas


O empreendedor de uma empresa de decoração de casamentos deverá cumprir
algumas exigências iniciais e somente poderá se estabelecer depois de cumpridas,
quais sejam:

Registro da empresa nos seguintes órgãos:


• Junta Comercial;
• Secretaria da Receita Federal (CNPJ);
• Secretaria Estadual de Fazenda;
• Prefeitura do Município para obter o alvará de funcionamento;
• Enquadramento na Entidade Sindical Patronal (empresa ficará obrigada a recolher
por ocasião da constituição e até o dia 31 de janeiro de cada ano, a Contribuição
Sindical Patronal);
• Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema “Conectividade Social –
INSS/FGTS”;
• Corpo de Bombeiros Militar.

Visite a prefeitura da cidade em que pretende montar a sua empresa de decoração de


casamentos para fazer a consulta de local e emissão das certidões de Uso do Solo e

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 9


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura
Número Oficial.

Passos seguinte para a formalização da empresa:

• Após a liberação do contrato social devidamente registrado na Junta Comercial de


seu Estado, do CNPJ e da inscrição estadual, também, deve-se providenciar o registro
da empresa na Prefeitura Municipal para requerer o Alvará Municipal de
Funcionamento.

• Antes de iniciar a produção o empreendedor deverá obter o alvará de licença


sanitária. Para obter essa licença o estabelecimento deve estar adequado às
exigências do Código Sanitário(especificações legais sobre as condições físicas).
• O empreendedor deverá atentar que em âmbito federal a fiscalização cabe a Agência
Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA -, já em âmbito estadual e municipal fica a
cargo da Secretaria Estadual de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde,
respectivamente.

5. Estrutura
A estrutura para uma empresa de decoração tem que ser pensada e implantada
considerando o seu público-alvo. Mas independentemente desta premissa, é
fundamental que a estrutura mínima seja concebida com pelo menos o seguinte:

- Local de atendimento ao cliente: por se tratar de segmento empresarial em que


praticamente tudo é terceirizado, algumas pessoas têm a visão distorcida de que basta
um simples escritório para atendimento de ligações telefônicas para resolver a questão
de espaço ambiental. Nesse mercado os clientes “compram” a imagem da empresa,
portanto, torna-se importante que a estrutura funcional tenha uma ótima apresentação.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 10


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura
- Estrutura física: o local de trabalho deve ser limpo e organizado. O piso, a parede e o
teto devem estar conservados e sem rachaduras, goteiras, infiltrações, mofos e
descascamentos. O piso deve ser de alta resistência e durabilidade, além de fácil
manutenção. Paredes pintadas com tinta acrílica facilitam a limpeza. Texturas e tintas
especiais na fachada externa personalizam e valorizam o ponto. Sempre que possível,
deve-se aproveitar a luz natural. No final do mês, a economia da conta de luz
compensa o investimento. Quanto às artificiais, a preferência é pelas lâmpadas
fluorescentes. Profissionais qualificados (arquitetos, engenheiros, decoradores)
poderão ajudar a definir as alterações a serem feitas no imóvel escolhido para
funcionamento da empresa, orientando em questões sobre ergometria, fluxo de
operação, design dos móveis, iluminação, ventilação, etc.

- Banheiros para clientes e funcionários, limpo e organizado.

- Visual dos funcionários: por se tratar da extensão da empresa os funcionários devem


externar uma aparência de similaridade em suas vestimentas, ou seja, o ideal é que a
empresa forneça uniforme estilizado para os seus colaboradores.

A definição de uniforme para os funcionários demonstrará organização visual na


empresa, o que gera no cliente uma maior segurança em ter um grupo visualmente
homogêneo em seu evento.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 11


Pessoal
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
6. Pessoal
A necessidade de pessoal variará diretamente com o tamanho do evento e do serviço
contratado. A empresa deverá contar com profissionais fixos para venda e atendimento
a clientes, administração das atividades de compra de suprimentos e gestão da
contratação de profissionais terceirizados. O número de funcionários oscilará de
acordo com o tamanho do empreendimento.

Para uma microempresa, bastam o proprietário e alguns assistentes. O restante da


equipe pode ser contratado por evento, conforme as características do serviço a ser
prestado. O empreendedor deve ser exigente na contratação do pessoal terceirizado:
ter experiência na área, ser educado e ser prestativo são qualidades indispensáveis
aos profissionais envolvidos com decoração. É fundamental formar um banco de
talentos composto por profissionais confiáveis e versáteis.

Normalmente, o escritório funciona em horário comercial de 9h às 18h. Dependendo


do movimento e da época do ano, pode ser necessária a ampliação do horário de
atendimento. Esta expansão do negócio precisa ser planejada conforme o aumento da
receita. O atendimento é um item que merece atenção especial do empreendedor,
visto que nesse segmento de negócio o vendedor precisa lidar pessoas estressadas e
indecisas. A qualificação dos profissionais aumenta o comprometimento com a
empresa, eleva o nível de retenção de funcionários, melhora a performance do negócio
e diminui os custos trabalhistas com a rotatividade de pessoal.

O treinamento dos colaboradores deve desenvolver as seguintes competências:

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 12


Pessoal / Equipamentos
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
- Capacidade de percepção para entender e atender as expectativas dos clientes;

- Agilidade e presteza no atendimento;

- Capacidade de apresentar e vender os serviços da empresa;

- Motivação para crescer juntamente com o negócio.

7. Equipamentos
Os principais equipamentos para iniciar uma empresa de decoração são os seguintes:

1. Veículo utilitário;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 13


Pessoal / Equipamentos
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
2. Prateleiras para guardar os itens básicos de enfeites;

3. Utensílios diversos (tesouras; grampeadores comum e de pressão, estiletes, potes,


cortadora de isopor, serra tico-tico, etc.);

4. Rádios intercomunicadores para uso das pessoas envolvidas diretamente na


realização do evento;

5. Local para recepção dos clientes dotados de sala de reunião, área financeira,
estúdio fixo, entre outros;

6. Computador;

7. Impressora;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 14


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
8. Telefone;

9. Mesas e cadeiras de escritório;

10. TVs com tecnologia para reprodução de fotos e vídeos de eventos decorados pela
empresa para apresentação do portfólio;

11. Sofás.

8. Matéria Prima/Mercadoria
A gestão de estoques no varejo é a procura do constante equilíbrio entre a oferta e a
demanda. Este equilíbrio deve ser sistematicamente verificado por meio indicadores de
desempenho. Entre vários indicadores chamamos atenção especial para os três
seguintes:

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 15


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
1 - Giro dos estoques: o giro dos estoques é um indicador do número de vezes em que
o capital investido em estoques é recuperado através das vendas. Usualmente é
medido em base anual e tem a característica de representar o que aconteceu no
passado.

Obs.: Quanto maior for a frequência de entregas dos fornecedores, logicamente em


menores lotes, maior será o índice de giro dos estoques, também chamado de índice
de rotação de estoques.

2 - Cobertura dos estoques: o índice de cobertura dos estoques é a indicação do


período de tempo que o estoque, em determinado momento, consegue cobrir as
vendas futuras, sem que haja suprimento.

3 - Nível de serviço ao cliente: o indicador de nível de serviço ao cliente para o


ambiente do varejo, isto é, aquele segmento de negócio em que o cliente quer receber
a mercadoria, ou serviço, imediatamente após a compra; demonstra o número de
oportunidades de venda que podem ter sido perdidas, pelo fato de não existir a
mercadoria em estoque ou não se poder executar o serviço com prontidão.

Portanto, o estoque dos produtos deve ser mínimo, visando gerar o menor impacto na
alocação de capital de giro. O estoque mínimo deve ser calculado levando-se em conta
o número de dias entre o pedido de compra e a entrega dos produtos na sede da
empresa.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 16


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
O ramo de Decoração de Eventos é uma empresa prestadora de serviço e não possui
venda (direta) produtos e/ou mercadorias, somente a venda de serviços, no entanto
terá que prever o estoque de mercadorias (peças, utensílios) necessárias para o
atendimento dos eventos contratados e produtos de manutenção e limpeza do
escritório.

9. Organização do Processo Produtivo


O processo produtivo de uma empresa de Decoração de Eventos varia muito de
acordo com o tipo de evento, mas de uma maneira geral podem ser agrupados em
cinco grandes etapas:

1) Prospecção de negócios: é uma das fases mais importantes para o


empreendimento. A prospecção de negócios é um indicador das tendências de vendas
futuras. Será nessa etapa que iniciará os negócios do empreendimento. Mas atenção,
não se deve prospectar vendas além da capacidade instalada, isto tenderá a riscos na
qualidade de atendimento e implementação do serviço. No entanto a falta de contratos
a executar, poderá ensejar em grandes dificuldades do negócio. Deve-se buscar uma
estrutura operacional em conformidade com os negócios, se necessário expande-se o
empreendimento, mas evite custos “ousados” sem obter o resultado mínimo projetado.

2) Visita técnica e orçamento: nesta fase do negócio deve-se levantar todas a


informações e expectativas do cliente, como exemplo: anseios, preferências, idéia de
investimento, entre outros. Por outro lado, o atendente (empreendedor) deverá mostrar
as tendências do mercado, apresentar fotos de cenários, decorações e outros eventos
relacionados a seu trabalho. Conjuntamente a esse processo, deve-se recorrer a

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 17


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
revistas e sites especializados para identificar projetos bem-sucedidos e servir de base
de apoio a estruturação de novos e inovadores projetos.

3) Venda: a organização é fundamental para o cliente encontrar com rapidez o que


procura. Nesta fase o orçamento deve estar pronto, além do contrato (com os níveis de
serviço acordados) e também as garantias oferecidas.

4) Execução do serviço: o empreendedor deve estar apto para realizar o serviço


contratado, cumprindo com maestria o que foi definido no contrato seguindo os prazos.
Os funcionários devem estar munidos de uniformes e crachás, devem ser educados,
ter higiene e acima de tudo ser comprometidos com o serviço.

5) Pós-venda: a relação pós-venda é necessária para a longevidade do


empreendimento, pois é através da satisfação do cliente que o negócio vai para frente.

Todo o processo dependerá do volume de investimento disponível e do tipo de


decoração que foi contratado pelo cliente. E para se alcançar uma posição
diferenciada no mercado a empresa deve criar mecanismos que ofereçam garantias
específicas do que foi contratado. Com esta prática cria-se uma relação de confiança,
essencial para que o trabalho seja produtivo. Pensando nisto, discriminar os serviços
ofertados (e pelos quais a empresa é responsável), o compromisso com os cuidados
para preservação do imóvel, entre outras questões, por meio de um contrato que
contemple todas estas questões, apresenta-se como uma prática aconselhável.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 18


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Outras dicas interessantes:

- Ter um “breafing” (resumo) do evento, adotar um questionário que identifique as reais


necessidades do contratante e identifique eventuais falhas “pós-evento”.

- Algumas falhas que eliminam o empreendedor do mercado são: não planejar o passo
a passo do serviço, abrindo espaço para imprevistos inconcebíveis, desconhecer
técnicas de decoração, mobilizar inadequadamente o público para o tipo de evento, se
entregar ao amadorismo e à improvisação, ou abrir espaço para a projeção
orçamentária incorreta.

- No caminho para o sucesso, estão o planejamento técnico do trabalho, com definição


de objetivos, público, estratégias, gestão econômico-financeira e resultados;
profissionalismo; transparência no relacionamento com o cliente; conhecimento das
normas relativas a eventos, protocolo e regras de etiqueta; gerenciamento; melhorias
de resultados e da relação custo/benefício; atualização e reciclagem de
empreendedores e profissionais. Enfim, o importante é trabalhar com muito
profissionalismo, ter experiência em diversas áreas, manter uma ampla rede de
contatos selecionar bem os fornecedores e, principalmente, ter disponibilidade integral.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 19


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
É importante lembrar também que o sucesso de um evento depende de quem está por
trás dele. Portanto, neste ramo, ser amador está fora de questão, é importante ter
experiência na área. Não há lugar para improvisações.

10. Automação
A automação para esse tipo de empreendimento é importante, mas não fundamental,
já que o processo é essencialmente manual. Mas, mesmo não sendo fundamental, o
empreendedor deverá buscar no mercado software de gerenciamento para a empresa.

Atualmente, existem diversos sistemas informatizados (softwares) que podem auxiliar


o empreendedor na gestão do empreendimento. Há no mercado uma boa oferta de
sistemas para gerenciamento de pequenos negócios. Para uma produtividade
adequada, devem ser adquiridos sistemas que integrem as compras, as vendas e o
financeiro. Os softwares possibilitam montar o cadastro de clientes e fornecedores,
histórico dos serviços prestados para cada cliente, controle de estoque de matéria-
prima, equipamentos, ferramentas, orçamento, cronograma físico financeiro, serviço de
mala-direta para clientes e potenciais clientes, cadastro de móveis e equipamentos,
gerenciamento de serviços dos empregados, controle de contas a pagar e a receber,
fornecedores, folha de pagamento, fluxo de caixa, fechamento de caixa, etc.

Deve-se procurar softwares de custo acessível e compatível com uma pequena


empresa. Pesquisas nos principais sites de busca indicarão uma grande variedade de
softwares destinados à gestão integrada dos diversos setores de uma micro e/ou
pequena empresa. O empresário poderá optar por download de sistemas sem custo,
com custo mensal, com valor fixo, podendo incluir custo de assistência técnica e
customização.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 20


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Para a busca na internet basta pesquisar “Sistemas de Gestão Empresarial” e avaliar
as alternativas apresentadas.

Antes de se decidir pelo sistema a ser utilizado, o empreendedor deve avaliar o preço
cobrado, o serviço de manutenção, a conformidade em relação à legislação fiscal
municipal e estadual, a facilidade de suporte e as atualizações oferecidas pelo
fornecedor, verificando ainda se o sistema possui funcionalidades, tais como:

- Controle de mercadorias;

- Controle de taxa de serviço;

- Controle dos dados sobre faturamento/vendas, gestão de caixa e bancos (conta


corrente);

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 21


Canais de Distribuição
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
- Emissão de pedidos;

- Lista de espera;

- Organização de compras e contas a pagar;

- Relatórios e gráficos gerenciais para análise real do faturamento da empresa.

11. Canais de Distribuição


Para esse segmento empresarial praticamente não existe uma formatação de canais
de distribuição.

O principal canal é o próprio estabelecimento da empresa de decoração de eventos


que precisa estar organizada, bem decorado e a equipe de trabalho prestando um
ótimo atendimento aos clientes.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 22


Canais de Distribuição / Investimento
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Para divulgação da empresa o site na internet também é uma das principais
estratégias (ver item Divulgação).

12. Investimento
O investimento estimado para montar uma empresa de Decoração de Eventos, de
porte médio, deverá girar em torno dos seguintes itens:

- Veículo utilitário – 1 – R$ 45.000,00

- Prateleiras para guardar os itens base de enfeites – 10 – R$ 6.500,00

- Utensílios diversos (Tesouras, grampeadores comum e de pressão, estiletes, potes,


cortadora de isopor, serra tico-tico) – R$ 3.000,00

- Rádios intercomunicadores auriculares, para uso das pessoas envolvidas diretamente


nos trabalhos de decoração – 10 – R$ 2.000,00

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 23


24
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Canais de Distribuição / Investimento

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br


- Mesas para reunião – 1 – R$ 1.800,00
- Mesas de escritório – 4 – R$ 2.400,00
- Computador – 2 – R$ 3.800,00

- Impressora – 2 – R$ 1.000,00
- Notebook – 2 – R$ 4.000,00

- Telefone – 2 – R$ 100,00
Canais de Distribuição / Investimento
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
- Cadeiras com rodízios – 16 – R$ 6.300,00

- Sofás – 1 – R$ 2.600,00

- Impressora de cupom fiscal - 1; R$ 900,00

- Mesas e cadeiras para convidados; R$ 2.000,00

- Móveis e utensílios de escritório; R$ 10.000,00

- Uniformes; R$ 3.000,00

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 25


Canais de Distribuição / Investimento
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
- Reforma do local - R$ 20.000,00;

- Capital de giro – R$ 35.000,00

Total estimado de investimentos: R$ 150.000,00

Não estão considerados os gastos relativos à aquisição do imóvel escolhido para a


instalação da empresa, pois ele poderá ser alugado.

Antes de montar a empresa, é fundamental que o empreendedor elabore um Plano de


Negócios, onde os valores necessários à estruturação da empresa podem ser mais
detalhados, em função dos objetivos estabelecidos de retorno e alcance de mercado.
O capital de giro necessário para os primeiros meses de funcionamento do negócio
também deve ser considerado neste planejamento.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 26


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Nessa etapa, é indicado que o empreendedor procure o Sebrae para consultoria
adequada ao seu negócio, levando em conta suas particularidades. O empreendedor
também poderá basear-se nas orientações propostas por metodologias de modelagem
de negócios, em que é possível analisar o mercado no qual estará inserido, mapeando
o segmento de clientes, os atores com quem se relacionará, as atividades chave, as
parcerias necessárias, sua estrutura de custos e fontes de receita.

Os valores acima relacionados são apenas uma referência para constituição de um


empreendimento dessa natureza. Além disso, eles irão variar conforme a região
geográfica que a empresa irá se instalar, da necessidade de reforma do imóvel, do tipo
de mobiliário escolhido, da diversidade de produtos que serão produzidos, etc.

Por meio da internet o empreendedor poderá adquirir e cotar os preços de quase todos
os equipamentos e móveis necessários. Contudo, a depender do volume de compras,
o futuro empresário poderá, de posse dessas cotações, ir conversar diretamente com
algum fornecedor de sua região, a fim de analisar a realidade de valores do mercado.

13. Capital de Giro


Capital de giro é o montante de recursos financeiros que a empresa precisa manter
para garantir fluidez dos ciclos de caixa. O capital de giro funciona com uma quantia
imobilizada no caixa (inclusive banco) da empresa para suportar as oscilações de
caixa.

O empreendedor deverá ter um controle orçamentário rígido, de forma a não consumir

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 27


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
recursos sem previsão, inclusive valores além do pró-labore. No início, todo o recurso
que entrar na empresa nela deverá permanecer, possibilitando o crescimento e a
expansão do negócio. O ideal é preservar recursos próprios para capital de giro e
deixar financiamentos (se houver) para máquinas e equipamentos.

Um fluxo de caixa, com previsão de saldos futuros de caixa deve ser implantado na
empresa para a gestão competente da necessidade de capital de giro. Só assim as
variações nas vendas de eventos e nos prazos praticados no mercado poderão ser
geridas com precisão.

Nesse segmento, de acordo com empresários do ramo, normalmente a necessidade


de capital de giro é de nível alto e tenderá a variar na ordem de 20% a 30% do
investimento total.

14. Custos
Os custos dentro de um negócio são empregados tanto na elaboração dos serviços ou
produtos quanto na manutenção do pleno funcionamento da empresa.

Entre essas despesas, estão o que chamamos de custos fixos e custos variáveis.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 28


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Custos variáveis

São aqueles que variam diretamente com a quantidade produzida ou vendida, na


mesma proporção.

Custos fixos

São os gastos que permanecem constantes, independente de aumentos ou


diminuições na quantidade produzida e/ou vendida. Os custos fixos fazem parte da
estrutura do negócio.

Esses custos são todos os gastos realizados na manutenção da empresa e na


decoração de um evento e que serão incorporados posteriormente no preço dos
serviços, como: aluguel, água, luz, salários, honorários profissionais, despesas
comerciais, insumos consumidos no processo de prestação e execução de serviços,
depreciação de maquinário e instalações. O cuidado na administração e redução de
todos os custos envolvidos na compra, prestação e venda de serviços que compõem o
negócio, indica que o empreendedor poderá ter sucesso ou insucesso, na medida em
que encarar como ponto fundamental a redução de desperdícios, a compra pelo
melhor preço e o controle de todas as despesas internas. Quanto menores os custos,
maior a chance de ganhar no resultado final do negócio.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 29


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Os custos mensais típicos deste tipo de empreendimento devem ser estimados
considerando, pelo menos, os itens listados abaixo:

1.Salários, comissões e encargos;

2. Tributos, impostos, contribuições e taxas;

3. Aluguel, taxa de condomínio, segurança;

4. Água, luz, telefone e acesso à internet;

5. Produtos para higiene e limpeza da empresa e funcionários;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 30


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
6. Recursos para manutenções corretivas;

7. Assessoria contábil;

8. Propaganda e publicidade da empresa;

9. Aquisição de material de escritório;

10. Aquisição de matéria-prima, se for opção do empreendedor;

11. Despesas com vendas;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 31


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
12. Despesas com armazenamento e transporte de equipamento, se houver.

15. Diversificação/Agregação de Valor


O empreendedor deverá ter em mente que seu negócio terá maior possibilidade de ser
sucesso se for criativo e prestar serviços com diferenciação dos demais prestadores
que já estão no mercado.

Uma oferta de serviços diferenciados motivará o cliente a migrar ou utilizar os serviços


da sua empresa bem como indicá-la para outras pessoas. A inovação, criatividade e
prospecção de novas estruturas, materiais, tecnologias e serviços a serem ofertados
auxiliará também na divulgação de seus serviços.

Como forma de agregar valor ao serviço pode-se citar alguns pontos chaves neste
processo, que são:

- Cumprimento de prazo e horário de entrega do serviço contratado, buscando sempre


agregar itens complementares que enriquecem o resultado final, de forma a superar as
expectativas dos clientes e seus convidados;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 32


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
- O encarregado de elaborar o projeto da decoração do evento deverá avaliar
criteriosamente alguns itens, tais como: local do evento, expectativa do clima, ou seja,
se chuvoso ou seco, quente ou frio, nível social dos convidados, pois o decorador não
poderá criar situações embaraçosas para os convidados.

O empreendedor de uma empresa de decoração poderá diversificar os seus serviços


por meio de:

- Montagem de cenários exclusivos, evitando repeti-los em outras cerimônias, de forma


a garantir que um ambiente criado por sua empresa não irá se repetir em outros
eventos.

- O empreendedor poderá incrementar em seu book de serviços a montagem de


decorações temáticas, segundo o interesse dos clientes.

- Oferecer aos clientes o envio de save the date, que é um pré-convite que pode ser
enviado 6 (seis) meses antes do evento. Dessa maneira, os convidados já sabem
exatamente a data da cerimônia e entram no espírito da festa! Menos formal que o
convite, o save the date pode ser enviado por e-mail, correio ou entregue em mãos.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 33


Divulgação
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
16. Divulgação
A divulgação de uma empresa de Decoração de Eventos estará diretamente ligada ao
seu público-alvo. Isto porque irá depender do público a ser atingido pela empresa, o
que poderá direcionar as ações de propaganda e publicidade do negócio.

A propaganda é um importante instrumento para tornar a empresa e seus serviços


conhecidos pelos clientes potenciais. O objetivo da propaganda é construir uma
imagem positiva frente aos clientes e tornar conhecidos os serviços oferecidos pela
empresa.

A mídia mais adequada é aquela que tem linguagem adequada ao público- alvo, se
enquadra no orçamento do empresário e tem maior penetração e credibilidade junto ao
cliente. Poderão ser usados todos os canais de propaganda, de acordo com o porte do
empreendimento e a capacidade de investimento do empreendedor.

Um estabelecimento de médio porte poderá utilizar-se de panfletos a serem


distribuídos de forma dirigida, em locais de grande circulação de pessoas (próximos ao
estabelecimento), ou no bairro onde está localizado. Possuir cartões de visitas para
entregar aos clientes e potenciais clientes é bastante recomendado.

A divulgação através de site na internet representa uma possibilidade de comunicação

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 34


Divulgação
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
muito interessante, agregando serviços ao site tais como convites virtuais, orçamentos
on-line, informações sobre os tipos de decoração e pacotes oferecidos. A identidade
visual do site deve ser planejada para oferecer os serviços, aproximar e fazer contatos
com novos e potenciais clientes. Atualmente, o uso das redes sociais (Facebook,
WhatsApp, Instagram) é imprescindível, pois são ótimas ferramentas de comunicação
com o cliente e têm, de modo geral, custo zero.

Abaixo, algumas ações mercadológicas acessíveis e eficientes:

- Participação em feiras e eventos de casamentos;

- Oferecer brindes para clientes que indicam outros clientes;

- Anunciar em jornais de bairro e revistas locais;

- Divulgar a empresa em casas de festas, bufês e estúdios fotográficos;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 35


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
- Disponibilizar (discretamente) cartões de visitas nos eventos atendidos pela empresa.

O empreendedor deve sempre entregar o que foi prometido e tentar superar as


expectativas do cliente. Ao final, a melhor propaganda será feita pelos clientes
satisfeitos e bem atendidos.

17. Informações Fiscais e Tributárias


O segmento de DECORAÇÃO DE CASAMENTOS, assim entendido pela CNAE/IBGE
(Classificação Nacional de Atividades Econômicas) 8230-0/02 como a atividade de
organização de festas e eventos, familiares ou não, poderá optar pelo SIMPLES
Nacional - Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições
devidos pelas ME (Microempresas) e EPP (Empresas de Pequeno Porte), instituído
pela Lei Complementar nº 123/2006, desde que a receita bruta anual de sua atividade
não ultrapasse a R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) para micro empresa,
R$ 3.600.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais) para empresa de pequeno porte
e respeitando os demais requisitos previstos na Lei.

Nesse regime, o empreendedor poderá recolher os seguintes tributos e contribuições,


por meio de apenas um documento fiscal – o DAS (Documento de Arrecadação do
Simples Nacional), que é gerado no Portal do SIMPLES Nacional (http://www8.receita.f
azenda.gov.br/SimplesNacional/):

• IRPJ (imposto de renda da pessoa jurídica);


• CSLL (contribuição social sobre o lucro);
• PIS (programa de integração social);
• COFINS (contribuição para o financiamento da seguridade social);
• ISSQN (imposto sobre serviços de qualquer natureza);
• INSS (contribuição para a Seguridade Social relativa a parte patronal).

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 36


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Conforme a Lei Complementar nº 123/2006, as alíquotas do SIMPLES Nacional, para
esse ramo de atividade, variam de 6% a 17,42%, dependendo da receita bruta auferida
pelo negócio. No caso de início de atividade no próprio ano-calendário da opção pelo
SIMPLES Nacional, para efeito de determinação da alíquota no primeiro mês de
atividade, os valores de receita bruta acumulada devem ser proporcionais ao número
de meses de atividade no período.

Se o Estado em que o empreendedor estiver exercendo a atividade conceder


benefícios tributários para o ICMS (desde que a atividade seja tributada por esse
imposto), a alíquota poderá ser reduzida conforme o caso. Na esfera Federal poderá
ocorrer redução quando se tratar de PIS e/ou COFINS.

Se a receita bruta anual não ultrapassar a R$ 60.000,00 (sessenta mil reais), o


empreendedor, desde que não possua e não seja sócio de outra empresa, poderá
optar pelo regime denominado de MEI (Microempreendedor Individual) . Para se
enquadrar no MEI o CNAE de sua atividade deve constar e ser tributado conforme a
tabela da Resolução CGSN nº 94/2011 - Anexo XIII
(http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/resolucao/2011/CGSN/Resol94.htm ).
Neste caso, os recolhimentos dos tributos e contribuições serão efetuados em valores
fixos mensais conforme abaixo:

I) Sem empregado
• 5% do salário mínimo vigente - a título de contribuição previdenciária do
empreendedor;
• R$ 5,00 a título de ISS - Imposto sobre serviço de qualquer natureza.

II) Com um empregado: (o MEI poderá ter um empregado, desde que o salário seja de
um salário mínimo ou piso da categoria)

O empreendedor recolherá mensalmente, além dos valores acima, os seguintes


percentuais:
• Retém do empregado 8% de INSS sobre a remuneração;
• Desembolsa 3% de INSS patronal sobre a remuneração do empregado.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 37


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
empreendimento incluído no sistema SIMPLES NACIONAL.

Para este segmento, tanto ME, EPP ou MEI, a opção pelo SIMPLES Nacional sempre
será muito vantajosa sob o aspecto tributário, bem como nas facilidades de abertura do
estabelecimento e para cumprimento das obrigações acessórias.

Fundamentos Legais: Leis Complementares 123/2006 (com as alterações das Leis


Complementares nºs 127/2007, 128/2008 e 139/2011) e Resolução CGSN - Comitê
Gestor do Simples Nacional nº 94/2011.

18. Eventos
•O empreendedor deve estar sempre em contato com as entidades e associações da
área para obter informações sobre os eventos que irão ocorrer. Eventos como feiras,
rodada de negócios, congressos, etc., são muito importantes para o empresário ficar
por dentro das tendências de mercado, conhecer novos produtos e tecnologias,
realizar parcerias e fazer bons negócios.

Onde procurar: www.ubrafe.org.br; www.expofeiras.gov.br e ainda no Catálogo


Brasileiro de Exposições e Feiras, disponível na internet.

Alguns eventos importantes:

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 38


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /

39
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos
Exposição de Produtos e Serviços para Casamentos, Festas de 15 anos, Bodas e

BRAZIL PROMOTION - Exposição de Marketing Promocional


FEIRA BEM CASADOS - Feira para Casamentos e Festas

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br


EXPO NOIVAS & FESTAS SP

http://feirabemcasados.com.br
http://www.exponoivas.com.br
Eventos Corporativos
Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Linhas de Produtos e/ou Serviços: brindes, produtos e serviços promocionais,
presentes corporativos, embalagens, soluções gráficas, serviços para eventos,
materiais para merchandising no ponto de venda, marketing digital, novas

Tecnologias.

http://www.brazilpromotion.com.br/

FEIRA CASAR - A feira conta com a presença dos mais requintados expositores que
expõem produtos e serviços, sempre na busca de realizar todos os sonhos que
envolvem os preparativos de um casamento.

www.eventos.casar.com

ABEOC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE EVENTOS. Realiza de


forma regionalizada vários eventos, sendo necessário o contato com tal Associação
visando identificar aquele que melhor se adéqua a sua empresa.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 40


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
http://www.abeoc.org.br/

19. Entidades em Geral


•Aqui estão listadas algumas instituições as quais o empreendedor necessitará se
relacionar em algum momento da execução da sua atividade.

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Para descobrir a unidade do SEBRAE mais próxima acesse:


http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/Contato ou Tel.:0800 570 0800

ABEOC – Associação Brasileira de Empresas de Eventos

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 41


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /

42
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral
Rua Ernesto da Fontoura, 578, bairro São Geraldo – Porto Alegre/RS. CEP 90230-090.

Fone/fax: (51) 3085-0578. E-mail: abeoc@abeoc.org.br

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br


http://idg.receita.fazenda.gov.br/
http://www.abeoc.org.br

RECEITA FEDERAL

Sede Brasília/DF
Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
SINDIEVENTOS – Sindicato dos Trabalhadores de Eventos do Estado de São Paulo.

Rua Tácito de Almeida, 119, Sumaré – São Paulo/SP

Fone: (11) 3259-8693 -Fax: (11) 3258-4384

http://www.sindieventos.org.br

CAES – CLUBE DE ASSESSORIES DE EVENTOS SOCIAIS. Disponível em:


http://www.clubedeassessores.com.br/

SINDIPROM - Sindicato de Empresas de Promoção, Organização e Montagem de


Feiras, Congressos e Eventos do Estado de São Paulo. Disponível em:
http://www.sindiprom.org.br/.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 43


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
20. Normas Técnicas
Não existem normas técnicas aplicáveis ao negócio.

21. Glossário
Buffet - forma de servir comida a uma grande quantidade de pessoas. De maneira
geral a comida é exposta em uma ou mais mesas para que os convidados se sirvam.

Buquê – ramalhete de flores.

Cinegrafista - profissional responsável pelo registro das imagens de qualquer


cerimônia.

Cerimonialista - profissional responsável pela apresentação de evento: cerimônias


oficiais ou de público-privado.

Outdoor – cartaz ou painel publicitário.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 44


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Prospecção - estudo das saídas que um mercado oferece.

Requinte – perfeição.

Sazonalidade – própria de uma estação do ano.

Tendências – inclinação, disposição.

22. Dicas de Negócio


Este ramo de negócio requer a análise de alguns tópicos que elevam a qualidade das
atividades da empresa na realização de uma decoração, conforme segue:

• Todo e qualquer evento, seja de que porte for, precisa contar com um planejamento
completo, tanto no que tange a parte técnica quanto financeira, principalmente o

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 45


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
levantamento dos custos e o resultado final, pois após o fechamento do contrato o que
já tenha sido acordado terá que ser cumprido.

• O sucesso de qualquer evento está intimamente ligado ao profissionalismo, seja do


empresário, dos funcionários da empresa e também dos terceirizados, sejam eles
fornecedores de mão de obra, Buffet, etc.

• A empresa de Decoração de Eventos precisa ter um seleto grupo de pessoas


envolvidas na realização do evento, já que o sucesso ou fracasso de um evento
sempre será da empresa contratada e nunca dos prestadores de serviços ou de seus
funcionários.

• A felicidade dos clientes é a parte mais importante do contrato firmado, por isso
mesmo precisa ser tratada com total decência, transparência, respeito e sempre
valorizar seus “sonhos”.

• Por se tratar de um evento é determinante a aplicação de todas as normas de


cerimonial, protocolo e regras de etiqueta, bem como ter qualidade em todos os itens
integrantes da decoração.

• O empreendedor deverá ter sensibilidade para lidar com flores, cores, tecidos e
outros.

• Ter uma estrutura comercial de alto nível.

• Sugere-se que a empresa somente deverá pegar um evento, caso tenha certeza que
o seu serviço realmente tem condições de ser sucesso.

• Veículos da empresa - Caso a empresa venha a ter veículos próprios para


desempenho de suas atividades é importante que estes sejam estilizados, pois é uma
forma de apresentação da empresa e também representará divulgação.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 46


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
• Atendimento de garçom: como ponto fundamental de “encantamento do cliente” é
importante a presença de garçom fazendo o atendimento dos ambientes em que
ocorrem reuniões da equipe da empresa com os clientes.

23. Características
O empreendedor de uma empresa de Decoração de Eventos deve ter algumas
características básicas, tais como:

1. Ter conhecimento específico sobre projetos de decoração. Este conhecimento


poderá ser adquirido com a participação em cursos sobre decoração, flores, projetos
estruturados, eventos em geral, cursos com designers, eventos de moda, feiras
diversas, entre outros;

2. Este conhecimento requer habilidades para entender como elaborar um projeto de


decoração, e na sequência como transportar o referido projeto para o espaço físico;

3. Ter habilidade com softwares de ilustração e recursos em 3D para ajudar nos


projetos;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 47


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
4. Ter uma idéia completa e detalhada do seu empreendimento, conhecer os
concorrentes, fornecedores e possíveis parceiros;

5. Ter a capacidade de transformar boas ideias em um negócio rentável, dispondo de


um mínimo de conhecimentos gerenciais e técnicos para levar a frente um
empreendimento destacando: criatividade, liderança, perseverança, flexibilidade,
vontade de trabalhar, automotivação, formação permanente, organização e senso
crítico, etc.;

6. Estar atento às tendências de mercado relacionadas a decoração, casamentos,


flores da estação, formas e formatos de bolos, devendo ser capaz de elaborar um
projeto que desperte a atenção dos clientes, pois será esse contato visual que
motivará pessoas a contratar os serviços de sua empresa;

7. Ser uma pessoa que sempre busca melhorar o nível de seu negócio, tanto com a
participação em cursos específicos de decoração, quanto de gestão empresarial. Pois
não basta ter conhecimento apenas sobre decoração, é necessário também estar
preparado para gerir o seu empreendimento;

8. Ter habilidade no tratamento com pessoas, tanto com seus colaboradores quanto
com clientes, fornecedores. Enfim, com todos que de forma direta ou indireta tenha
ligação com a empresa;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 48


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
9. Ser empreendedor com visão prospectiva, ou seja, atuar com antecipação de
tendências, ter visão de futuro no que tange a novos estilos e formas de decoração.

10. Além das características acima listadas, o empresário da área de decoração tem
que ser uma pessoa extremamente criativa, sempre com capacidade de sugerir ou
mesmo criar formas inovadoras de decoração, tendo como foco e objetivo estar
sempre à frente de seus concorrentes.

As características indicadas são apenas direcionamentos, isto não quer dizer que um
empreendedor que talvez não se sinta com tais características tenha que desistir de
investir neste ramo.

24. Bibliografia
Normas do cerimonial público e ordem geral de precedência. 2. ed. Brasília: Câmara
dos Deputados, Coordenação de Publicações, 2004.

BRASIL. Ministério de Indústria e Comércio. Calendário brasileiro de exposições e


feiras. Brasília, 2017. 164p.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 49


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
CESCA, Cleuza G. Gimenes. Organização de eventos: manual para planejamento e
execução. São Paulo: SENAC, 1996.

Decreto Lei nº 70.274, de 9 de março de 1972. Disponível em:


http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/d70274.htm>. Acesso em 24 outubro de
2017.

GIÁCOMO, Cristina. Tudo acaba em festa: evento, líder de opinião, motivação e


público. São Paulo: Summus, 2007.

SEBRAE. Como elaborar um plano de negócios. Brasília, 2013. 159p.

Tendências para casamento moderno. Disponível em: . Acesso em: 07 março 2011.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 50


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Principais Feiras. Disponível em: . Acesso em: 07 março 2011.

Industria do casamento. Disponível em: . Acesso em: 07 março 2011.

Empresa organizadora de casamento. Disponível em: . Acesso em: 08 março 2011.

Escritório de Decoração.Disponível em: . Acesso em: 10 março 2011.

Empresas que organizam casamento se destacam no mercado. Disponível em: .


Acesso em:10 março 2011.

Receita Federal - http://idg.receita.fazenda.gov.br/. Acesso em 20 outubro 2017.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 51


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
https://meucontadoronline.com.br/novas-alteracoes-simples-nacional-2018/. Acesso
em: 22 outubro 2017.

COMITÊ Gestor aprova a Resolução 135 e a Recomendação 7. Disponível em: .


Acesso em 22 outubro 2017.

25. Fonte
Não há informações disponíveis para este campo.

26. Planejamento Financeiro


Não há informações disponíveis para este campo.

27. Soluções Sebrae


Não há informações disponíveis para este campo.

28. Sites Úteis


Não há informações disponíveis para este campo.

29. URL
http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/Como-montar-uma-empresa-de-
decora%C3%A7%C3%A3o-de-casamentos

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 52


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /

53
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br