Você está na página 1de 6

CONTEÚDO COMPLETO

TREINAMENTOS 2016

INTERPRETAÇÃO DE CERTIFICADOS DE CALIBRAÇÃO E DEFINIÇÃO DOS ERROS MÁXIMOS ADMISSÍVEIS


PARA UM INSTRUMENTO DE MEDIÇÃO

PROGRAMA:

1. Histórico da Metrologia;

2. VIM 2012 – Vocabulário Internacional de Metrologia – Conceitos Fundamentais e Gerais e Termos


Associados – 1ª Edição Luso-Brasileira;

3. SI – Sistema Internacional de Unidades - 8ª edição (Revisada) 2007;

4. Noções sobre o cálculo de incerteza de medição (Incerteza do Tipo A, Tipo B, Combinada e Expandida)
com exercícios práticos;

5. Requisitos mínimos que devem conter em um certificado/relatório de calibração, conforme diretrizes do


item 5.10 da norma ABNT NBR ISO/IEC 17025;

6. Seleção de um instrumento de medição;

7. Metodologia para a definição dos erros máximos admissíveis para um instrumento de medição;

8. Apresentação e análise de vários certificados de calibração;

9. Exercícios para a definição dos erros máximos admissíveis para instrumentos de medição.

INFORMAÇÕES PERTINENTES

Material Carga Investiment


Data Horário Ministrante
Indispensável Horária o
09 e 10 de Junho Das 09h00 as
Calculadora Científica 14 h R$ 690,00 Flávio Arruda
15 e 16 de Setembro 16h00

METROLOGIA BÁSICA

Página 1 de 6
CONTEÚDO COMPLETO
TREINAMENTOS 2016

PROGRAMA:

1. Conceitos fundamentais/Terminologia.
Medição, Metrologia, Resolução, calibração, ajuste, regulagem, rastreabilidade, repetitividade, exatidão de
um instrumento de medição, faixa nominal, instrumento (de medição) mostrador, resultado de uma medição,
sistema de medição, valor de uma divisão, padrão, padrão (internacional, primário, de referência, de
trabalho).
2. Definição do Metro Padrão.
Definição atual, anterior e protótipos e réplicas do metro/A cópia do Brasil;
3. Critério de seleção do instrumento de Medição.
4. Classificação dos instrumentos de medição.
5. Principais fontes de erro na medição.
Variação da temperatura, força de medição, forma da peça, forma de contato, erro de paralaxe, estado de
conservação do instrumento e habilidade do operador.
6. Tipos de instrumentos de medição.
Paquímetros, medidor de altura, micrômetros, relógio comparador, relógio apalpador, comparador de
diâmetro interno (súbito), esquadro combinados;
Nomenclatura, recursos de acesso ao lugar da medida, sistema de graduação para leitura, conceito de
resolução ou leitura, resultado de uma medida, exemplos de leitura, recomendações especiais para uso,
exatidão e tolerância admissível, calibração e ajuste, cuidados na armazenagem.
Exemplos de aplicação prática na sala de treinamento, utilizando padrões da Aferitec.

INFORMAÇÕES PERTINENTES

Material Carga Investiment


Data Horário Ministrante
Indispensável Horária o
14 e 15 de Junho Das 09h00 as
Calculadora Científica 14 h R$ 620,00 Adilson Barbosa
20 e 21 de Setembro 16h00

TÉCNICAS DE MEDIÇÃO POR COORDENADAS – MÓDULO 1

Página 2 de 6
CONTEÚDO COMPLETO
TREINAMENTOS 2016

PROGRAMA:

1. Fundamentos de Metrologia Científica, Industrial e Legal;

2. Evolução da Metrologia Dimensional;

3. Garantia de um Processo de Medição Confiável;

4. Evolução da Tecnologia de Medição por Coordenadas;

5. Conceituação Teórica da Medição por Coordenadas;

6. A Máquina de Medir por Coordenadas;

7. Técnicas de Medição por Coordenadas;

8. Preparação da Peça e da Máquina;

9. Manutenção da Confiabilidade Metrológica e Cuidados com o 6 M’s;

10. Introdução ao GD&T;

11. Exercícios de Fixação;

12. Exemplos Práticos em Máquina de Medir por Coordenadas.

PRÉ-REQUISITO:

Conhecimento básico em geometria e desenho técnico.

INFORMAÇÕES PERTINENTES

Material Carga Investiment


Data Horário Ministrante
Indispensável Horária o
21 e 22 de Junho Das 08h00 as
Calculadora Científica 16 h R$ 980,00 Wanderson Stoco
27 e 28 de Setembro 17h00

TÉCNICAS DE MEDIÇÃO POR COORDENADAS – MÓDULO 2

Página 3 de 6
CONTEÚDO COMPLETO
TREINAMENTOS 2016

PROGRAMA:

1. Especificação Geométrica de Produtos;

2. Tolerâncias de Ajuste;

3. Conceituação Teórica do GD&T;

4. Simbologia;

5. Modificadores da Condição de Material;

6. Graus de Liberdade;

7. Controle de Tolerâncias de Posição;

8. Controle de Tolerâncias de Orientação;

9. Controle de Tolerâncias de Forma;

10. Controle de Tolerâncias de Batimento;

11. Exercícios de Fixação;

12. Exemplos Práticos em Máquina de Medir por Coordenadas.

PRÉ-REQUISITO:

Ter cursado o módulo 1.

INFORMAÇÕES PERTINENTES

Material Carga Investiment


Data Horário Ministrante
Indispensável Horária o
23 e 24 de Junho Das 08h00 as
Calculadora Científica 16 h R$ 980,00 Wanderson Stoco
29 e 30 de Setembro 17h00

CÁLCULO DE INCERTEZA DE MEDIÇÃO

Página 4 de 6
CONTEÚDO COMPLETO
TREINAMENTOS 2016

PROGRAMA:

1 Estimativa de incerteza de medição - Conceitos

2 Principais componentes de incerteza em medições práticas ou rotineiras.

3 Estatística Básica: Algarismos Significativos e arredondamento:

4 Tipos de Distribuição: Normal, Distribuição Retangular, Distribuição Triangular;

5 Avaliação tipo A da incerteza de medição.

6 Avaliação Tipo B da incerteza de medição.

7 Determinação da incerteza padrão combinada.

8 Graus de liberdade efetivos.

9 Derminação da incerteza de medição expandida.

10 Determinação da incerteza padrão combinada.

11 Compatibilidade entre resultados de medição.

12 Exemplos e exercícios;

INFORMAÇÕES PERTINENTES

Material Carga Investiment


Data Horário Ministrante
Indispensável Horária o
07 e 08 de Junho Das 08h00 as
Calculadora Científica 16 h R$ 790,00 Cristiano Alves
13 e 14 de Setembro 17h00

INTERPRETAÇÃO DA NORMA ABNT NBR IEC/ISO 17025 Requisitos gerais para a competência de
laboratórios de ensaio e calibração

Ministrante: Vinicius Nunes

Página 5 de 6
CONTEÚDO COMPLETO
TREINAMENTOS 2016

4 Requisitos da direção:
4.1 Organização
4.2 Sistema de Gestão
4.3 Controle de Documentos
4.4 Análise Crítica de Pedidos, Propostas e Contratos
4.5 Subcontratação de Ensaios e Calibrações
4.6 Aquisição de Serviços e Suprimentos
4.7 Atendimento ao Cliente
4.8 Reclamações
4.9 Controle de Trabalhos de Ensaio e/ou Calibrações Não-Conforme
4.10 Melhoria
4.11 Ação Corretiva
4.12 Ação Preventiva
4.13 Controle de Registros
4.14 Auditorias Internas
4.15 Análise Crítica pela Direção

5. Requisitos Técnicos
Ministrante: Vinicius Nunes
5.1 Generalidades
5.2 Pessoal
5.3 Acomodações e Condições Ambientais
5.4 Métodos de Ensaio e Calibração e Validação de Métodos
5.5 Equipamentos
5.6 Rastreabilidade de Medição
5.7 Amostragem
5.8 Manuseio de Itens de Ensaio e Calibração
5.9 Garantia da Qualidade de Resultados de Ensaio e Calibração
5.10 Apresentação de Resultados

INFORMAÇÕES PERTINENTES
Material Carga Investiment
Data Horário Ministrante
Indispensável Horária o
16 e 17 de Junho Das 08h00 as
- 16 h R$ 690,00 Vinícius Nunes
22 e 23 de Setembro 17h00

Página 6 de 6