Você está na página 1de 1

Guerra espiritual no plano familiar

Gênesis 13:1-18

A família tem sido alvo de guerras constantes. Cada uma, decidiu andar pelo seu próprio caminho, pelo seu
próprio coração, por aquilo que lhe era agradável e parecia muito bom, lucrativo aos seus próprios olhos.
Escolhemos o nosso próprio caminho, andando segundo a nossa própria carne, e entramos nos problemas. A
escolha pela carne nos tira da proteção, leva-nos a ter perdas, à destruição e a colher os frutos dessa escolha
(Gl 6:8). Quando andamos no caminho do Senhor, Ele se responsabiliza por nós.

1. ESCOLHA AS ROTAS QUE TE LEVAM À PROMESSA; Gn 13:10.


Ló fez uma escolha segundo os seus olhos, porque viu que as campinas do Jordão pareciam férteis,
prósperas, e estendeu suas tendas até Sodoma e Gomorra, a terra da perdição. Abraão escolheu ficar no lugar
oposto de Ló. Abraão escolheu a rota da promessa. Saiba que o fruto da sua escolha pode nos levar à
promessa ou a destruição.

Anule toda síndrome de Ló da sua vida, e abrace a herança de Abraão. Corte as ramificações de Ló, e se
desvie da rota do pecado, da destruição e guie-se pelo caminho da promessa. Escolha a rota que te leva para
a terra que Deus te prometeu, para a santidade, para a adoração ao Senhor.

2. ESCOLHA AS ROTAS QUE TE LEVAM PARA O CÉU; Gn 14:12.


Ainda que um membro da nossa família não esteja no caminho do Senhor, devemos orar e fazer guerra
espiritual para que ele entre nesse caminho. Sair dos princípios de Deus é entrar numa guerra espiritual sem
condições de vitórias. Fora dos princípios ficamos escravos.

Ló vivia apenas no físico. Abraão, não perdia a visão do físico, mas estava no plano espiritual. Quando
entramos nas escolhas do nosso coração, (1João 2:16) somos seduzidos pelo que é passageiro, natural,
físico, e sofreremos as consequências.

Quantos membros de sua família estão na mão do diabo? E quantas pessoas caminham no Reino totalmente
descompromissadas com Deus, só porque ficaram decepcionadas com alguém da Igreja. Devemos orar e
guerrear em todo o tempo. Não existe nenhuma promessa de restauração de coração na Bíblia que não
envolva o coração da família.

3. ESCOLHA AS ROTAS QUE CONSOLIDAM A FAMÍLIA; Gn 14:14.


Os territórios por onde andamos podem geram inimigos até dentro de casa. Geralmente, escolhemos lugares
tenebrosos para estar, até mesmo por causa dos os mecanismos deste século que usamos. Você é o
responsável pela formação da sua família e por apresentá-la a Deus.

Nenhuma agenda cheia deve anular seu tempo com a família, com a igreja e como o seu povo. O nosso
tempo foi criado por Deus para ser investido na família, nos cultos da igreja e na convivência familiar. Ainda
que um membro da sua família não esteja correto, você precisa acreditar e fazer guerra para libertá-lo. A escravidão do
pecado não é maior do que a promessa de Deus. Quando entramos em guerra pela nossa família, temos a vitória na
autoridade do nome de Jesus.

CONCLUSÃO;
Muitos dos nossos irmãos são "Lós", e devemos guerrear pela causa deles. Duas coisas devem estar casadas
no nosso coração por eles: compaixão e responsabilidade. A unção que estava sobre Abraão, estar sobre
você para resgatar seus irmãos.

Malaquias 4:6 é o último versículo do Antigo Testamento e o Senhor diz: "e ele converterá o coração dos
pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição". É
uma promessa para a família e para uma nação. Isto mostra Deus se importando com a sua família, para que
a terra seja curada.