Você está na página 1de 32

A Região do Barbelo

Escrito pelo instrutor gnóstico

Categoria: Defesa da Guerra Espiritual

Criado em: 15 de julho de 2018

A Região do Barbelo
Nesta palestra, vamos penetrar nos mistérios do que chamamos de Sol Espiritual. E, para isso,
temos que citar o Mestre Yeshua (Jesus) que, na Pistis Sophia, declarou:

“E Jesus - isto é Aberamentho - disse aos seus discípulos:“ Em verdade vos digo que, quando eu
vim, não trouxe nada ao mundo, senão este fogo, esta água, este vinho e este sangue. Eu
trouxe a água e o fogo para fora da região da Luz das luzes do Tesouro da Luz; e trouxe o vinho
e o sangue da região de Barbelo.

A região de Barbelo é o grande poder do Deus universal ... se podemos chamá-lo de Deus .

Quando lemos isto da Pistis Sophia, pelo Mestre Aberamentho, que foi chamado Jesus neste
planeta Terra - uma palavra que significa Salvador, Yeshua em hebraico - nós temos que
penetrar, ou perguntar sobre Barbelo. Barbelo é uma região que ele descreve como sendo
onde a luz está. Indubitavelmente, Barbelo é o que na Cabala é chamado de Ain Soph Aur, que
é o terceiro aspecto do Espaço Abstrato Absoluto. Também é chamado o Absoluto
Solar. Quando falamos sobre o Absoluto Solar (o Ain Soph Aur), temos que entender que está
sempre relacionado com o que chamamos de Sol Espiritual. O Sol Espiritual não é o Sol físico
que brilha sobre nós. O Sol físico é apenas o corpo físico do Sol Espiritual (o Absoluto Solar).

A palavra Barbelo vem da língua aramaica. Bar, que significa filho, e Bel (Belo ou Belus), que
significa sol. Em inglês, pronunciamos as duas palavras da mesma maneira. Então, Barbelo é
traduzido como "o filho do sol". E o Mestre Jesus de Nazaré (Mestre Aberamentho) disse que
veio daquela região. Quando lemos isso, temos que compreender que ele não está se
referindo a sua personalidade física, mas a sua própria força espiritual, seu próprio arquétipo,
que é um com aquele Absoluto Solar.

Agora, afirmamos que o Sol físico que brilha sobre nós neste mundo físico é apenas o corpo
físico de um desses Sóis (Espirituais). De fato, o Absoluto Solar não é formado por um Sol, mas
por muitos. Diremos que a união de todos os sóis do universo forma esse Absoluto
Solar. Mestre Samael Aun Weor chamou a morada do Absoluto Solar, em seu livro Inferno, o
Diabo e o Karma, o Protocosmos (o primeiro cosmos). O Protocosmos é formado por milhões
de Sóis. Todos esses Sóis, em si mesmos, formam aquele Protocosmos, que é o terceiro
aspecto desse Espaço Absoluto Abstrato, que em grego chamamos de Cristo Cósmico. Todos
os Sóis, em si, formam uma força singular, que é o Barbelo; o filho de Bel, o sol do sol. O
Mestre Jesus de Nazaré tornou-se um com nosso próprio Sol Comum Universal Cósmico nos
dias cósmicos passados.

Como conseqüência de meditar sobre este aspecto do Espaço Absoluto Abstrato, temos que
afirmar que cada um de nós, sem exceção, tem parte desse Sol Absoluto Abstrato dentro do
Espírito. Esse aspecto é um arquétipo que no cristianismo é chamado de Jesus Cristo. Jesus
significa Salvador e Cristo se relaciona com a luz. Então, como somos parte do universo, é
óbvio que somos parte dessa luz.

Há uma grande diferença entre o arquétipo que temos e o que o Mestre Aberamentho tem:
significado, nosso Jesus Cristo particular não é desenvolvido - é como um germe cósmico
(esperando para ser germinado) dentro de nós - enquanto no Mestre Jesus ( Aberamentho),
está completamente desenvolvido. É por isso que, quando você desenvolve esse arquétipo
completamente dentro de si mesmo, você se torna um com o Absoluto Solar. Você e o
Absoluto Solar tornam-se uma força, mesmo que você retenha sua individualidade.

Se alguém quiser investigar seu arquétipo ali, ou o átomo auto-realizado de Jesus de Nazaré,
essa pessoa descobrirá que seu arquétipo particular é um com todos os Sóis do universo, não
apenas com nosso Sol particular, mas com todos os os sóis do universo.

Eu disse a você que estava meditando sobre isso e enquanto meditava um amigo meu, cujo
nome é cristão, veio à minha experiência. Ele começou a perguntar: "Dê-me os 12 detalhes de
sua própria individualidade". E, quando eu estava prestes a responder, outro cristão apareceu
ao meu lado esquerdo e disse: "Ele não é cristão. Eu sou cristão". E então, a experiência
terminou. Então eu estava conversando com um amigo meu, e chegamos à conclusão de que o
meu próprio Cristo, individual e particular - porque a pessoa naquela experiência é chamada
de cristã, da palavra Cristo - estava se dirigindo ao meu próprio Cristo particular. Mas, o fato
de que, na minha experiência, um dos cristãos estava dizendo: "Ele não é cristão, eu sou
cristão" significa que ele também tem essa individualidade particular dentro de si. Eu não sou
único (em possuir esse arquétipo); cada um de vocês é único no sentido de que você tem esse
elemento particular, o arquétipo dentro de si. A grande esperança de qualquer iniciado é
desenvolver isso ... mas para isso, temos um longo caminho a percorrer.

Não é como as pessoas pensam; isso porque eles acreditam no Mestre Jesus que veio há 2000
anos atrás, que o seu arquétipo interior se desenvolverá ... Não. Isso é algo que é da sua conta,
que tem que ser realizado. O ponto é este: se Krishna afirmar que veio da região de Barbelo,
nós entenderemos, porque ele também faz parte desse Absoluto Solar Abstrato. Se algum
Mestre auto-realizado vier até nós e disser: "Eu faço parte daquela região de Barbelo",
entenderemos isso; qualquer mestre auto-realizado é parte disso. É assim que o Mestre Jesus
aborda isso na Pistis Sophia. Mas, temos que entender uma grande quantidade de Cabalá para
entender o que ele está abordando.

Mestre Samael afirma que nesse protocosmos existe o que chamamos de planetas de
Cristo. Quando dizemos planetas de Cristo, estamos novamente nos dirigindo àqueles Sóis; o
Sol é um planeta perfeitamente desenvolvido. Assim, nessas regiões existe um tipo de
natureza 100% perfeita em todos os seus reinos. Muitos meditadores, quando entram em
samadhi, têm a felicidade de entrar nessa região; eles experimentam esses planetas de Cristo e
permanecem lá como se estivessem de férias, como turista. Você pode experimentar essa
região como um "turista" ... mas isso não significa que você pertence lá. Para pertencer a esse
planeta, essa região de Barbelo, você precisa desenvolver seu próprio arquétipo individual,
que no cristianismo se chama Jesus Cristo. Entenda que Jesus é um hebreupalavra que significa
salvador (Yeshuah) e Cristo é uma palavra grega que se relaciona com a luz, com o fogo; é
desse ponto de vista que temos que entender esse nome, para compreender os evangelhos.

Agora, este Protocosmo emanou de outra parte do Absoluto. Na Cabalá , Mestre Samael Aun
Weor nos diz que o Ain Soph Aur é uma emanação do Ain Soph. O espaço abstrato absoluto
tem três aspectos:

1. Ain
2. Ain Soph

3. Ain Soph Aur

Nós estávamos nos dirigindo à região de Barbelo que é o Ain Soph Aur, que é chamado Bar-Bel
(o filho de Bel, o filho do Sol). Mas, claro, quando estamos nos dirigindo a Bel, estamos nos
dirigindo à luz. Mestre Samael Aun Weor diz em seu livro Ensinamentos Cósmicos de um Lama:

“No começo ou no amanhecer de cada universo, a eterna luz negra ou a obscuridade absoluta
é convertida no Caos. Está escrito e com palavras de fogo dentro de todos os livros sagrados do
mundo que o Caos é a semente do cosmos. O Nada, o Caos, é certamente e sem a menor
dúvida o Alfa e o Ômega, o começo e o fim de todos os mundos que vivem e palpitam dentro
do infinito inalterável ”.

Obviamente, tudo surge do caos. Para entender isso, vamos dar o exemplo do útero. Dentro
do ventre de qualquer mulher existem todos os elementos necessários para desenvolver a
vida. Mas esses elementos são desenvolvidos na escuridão. Não há luz lá. Da mesma forma,
Mestre Samael Aun Weor diz que o Ain Soph é o útero de onde vem o Caos; tudo está lá no
Caos, mas a partir desse Caos acabará por surgir qualquer universo; o mesmo aconteceu com a
gente. Como microcosmo, viemos do Caos, que é o ventre da mãe; nossa inteligência se
desenvolveu lá dentro de seu ventre.

Há inteligência no Caos, é isso que temos que entender: é um tipo de inteligência que está
além da nossa compreensão, porque é abstrata. Essa inteligência é representada pela
letra Hei do nome sagrado de Deus na Cabalá ; Iod - Hei - Vav - Hei . Nós declaramos muitas
vezes que o primeiro triângulo da Árvore da Vida , chamado Kether - Chokmah - Binah , são
três aspectos da unidade única, que no Cristianismo é chamado Pai-Filho-Espírito Santo e que
se relaciona com o Iod - Hei - Vavdo santo nome de Deus . De onde este Iod - Hei -
Vav emanou? Do outro Hei , que estamos abordando aqui; o Espaço Absoluto Abstrato, a Mãe
divina não-manifestada. Ela não é manifestada, mas abstrata, uma força feminina. Essa força,
em sânscrito, chamamos Akasha (uma substância que permeia o espaço). Mas há outro
elemento sobre o qual falamos em outras palestras, chamado Prana (energia). Nós diremos
que Prana e Akash são a dualidade: energia e matéria. Mas Akash é matéria como
substância; não concreto, mas matéria que tem a possibilidade de ter forma. É assim que
temos que entender Akasha e Prana.

Agora, essas substâncias estão relacionadas com a letra Hei , é por isso que a letra Hei é
escrita Hei - Aleph . Em muitas palestras, as pessoas nos perguntam por que a Bíblia, o livro de
Gênesis, começa com a letra Beth e não a letra Aleph ... afirmamos que isso acontece porque a
letra Aleph se relaciona com o aspecto não manifestado da criação. O fato é que o primeiro
aspecto do Absoluto é chamado Ain, que significa "nada". A primeira letra de Ain é Aleph . O
segundo aspecto é o Ain Soph; lá vemos a letra Aleph novamente. O terceiro aspecto é Ain
Soph Aur; outro A, outro Aleph. Então, a letra Aleph é relacionada com ‫ אין‬Ain, que é o que
chamamos de Abstract. Assim, dentro da letra Aleph está escondido ‫ אאלהים‬Aelohim, a fonte
misteriosa da palavra de Deus - ou melhor, o criador, Elohim - que é desconhecido. ‫אאלהים‬
Aelohim refere-se ao que Moisés disse quando proclamou:

“Eu sou Iod - Hei - Vav - Hei (26 = 8, o infinito) ‫ יהוה‬teu ‫ אלהים‬Elohim, que te tirou da terra de
‫ מצרים‬Mitzrayim, da casa da servidão. Não terás outro (26 = 8, infinito, ‫ )יהוה‬Elohim além do
meu rosto. Tu não farás para ti qualquer imagem esculpida, ou qualquer semelhança de
qualquer coisa que esteja no (espaço do) céu acima, ou que esteja no (espaço da) terra abaixo,
ou que esteja no (espaço do) água debaixo da terra. "- Êxodo 20: 2-4

Como poderíamos personificar o espaço abstrato absoluto? É impossível. Nós podemos apenas
nomear, porque é o espaço.

No entanto, na língua asteca, a língua dos nahuas que foi falada pelos toltecas na Atlântida,
eles chamaram esse aspecto que estamos abordando aqui, Omeyocan.

“No Omeyocan há apenas vento e escuridão.

O Omeyocan é também chamado de Yoalli-Ehecatl, por causa do vento e da escuridão.

No Omeyocan, a quietude infinita gira antes da manifestação do Logos Solar.


O Omeyocan é o umbigo cósmico do Universo, onde o infinitamente grande irrompe no
infinitamente pequeno, em redemoinhos recíprocos.

O Omeyocan é o Tloque-Nahuaque, é a tempestade noturna de todas as possibilidades.

O Omeyocan é o umbigo onde o diverso se torna o universo.

O Omeyocan é o Senhor da Noite, o Tezcatlipoca negro que ao negar seu Self, irrompe na Luz e
nasce no Universo que fecunda Quetzalcoatl, o Logos Solar. - Samael Aun Weor

O Omeyocan é o lugar onde encontramos apenas escuridão e vento em redemoinhos


recíprocos, como o caos. Esse é o Omeyocan. Nós diremos que o Omeyocan é aquele Caos
dentro do segundo aspecto do Espaço Absoluto Abstrato.

Vamos examinar a letra Aleph . A forma da letra Aleph é formada por dois iodos; um acima e
outro abaixo. Esses dois Iods são cortados pela letra Vav , que é o número 6. A letra Iod é o
número 10. Se você somar essas três letras - Iod + Iod + Vav - você encontrará o número 26. O
número 26, cabalisticamente, adiciona ao número 8. O número 8 é o símbolo do infinito. O
número 8 (26) refere-se ao nome sagrado de Deus : Iod - Hei - Vav - Hei. Quando você adiciona
as letras do nome de Deus, você acha que o Tetragrama Sagrado, o poder desse Tetragrama
está escondido na letra Hei de Seu próprio nome. É por isso que, quando nos dirigimos ao
Santo Tetragrama ( Iod - Hei - Vav - Hei ) entendemos que ele está relacionado com a
letra Aleph , em sua forma: isto é, através dos valores das letras que juntos formam a forma
de Aleph. que é o Santo Tetragrama.

Agora, que Hei está em cada um de nós também. Nós temos nosso próprio indivíduo, Ain
Soph, e, dentro desse Ain Soph, está oculto o Infinito, como o Tetragrammaton, que tem que
se manifestar no universo. Isso é necessário para entender, porque estamos nos dirigindo à
luz, que é a luz do alto. Compreender que os cientistas afirmam que a energia e a matéria são
aspectos da mesma coisa, que eles pensam conhecer muito bem e que estamos estudando
aqui, a partir dessa perspectiva cabalística.

Mestre Samael Aun Weor, ao falar sobre o universo, disse:


"As Sephiroth são atômicas. As dez Sephiroth podem ser reduzidas em três tabelas:

"1. Uma tabela quântica da energia radiante que vem do sol"

É disso que estamos falando: estamos falando da energia radiante que vem do Sol, mas
entendendo que o Sol que brilha sobre nós é o corpo físico de um Sol Espiritual que é o
Absoluto Solar, que é formado por todos os seres humanos. Sóis do universo. Se
compreendermos que, desta forma, não há problema em entender que:

"2. Uma tabela de peso atômico dos elementos da natureza."

Que natureza? Qualquer natureza.

3. "Uma tabela de peso molecular de compostos."

Esta é a ciência que aprendemos na escola: que um elemento composto é formado pela união
de elementos simples. Essa é a complicação que chamamos de natureza; isso é o que a vida é,
em nós e no universo.

"Esta é a escada de Jacó, que vai da Terra ao céu. Todos os mundos da Consciência cósmica são
reduzidos às três tabelas."

No começo da Bíblia, sempre nos dirigimos ao primeiro verso, que diz:

‫הארץ ואת השמים את אלהים ברא בראשית‬

"‫ אשית בר‬- Barashith - O Filho Mais Íntimo

‫ אאלהים בר‬- Bara Elohim - O filho de AElohim

‫ שמים אתה‬- Aleph - Tav no Hei de Schamayim - Tu céus

‫ ארץ ואתה‬- E Aleph - Tav no Hei de Aretz - E tu terra "- Gênesis 1: 1

Traduzido literalmente como; No começo, Deus criou os céus e a terra.

Mas sempre afirmamos que esse verso é um anagrama. O Zohar aborda esse anagrama de
diferentes maneiras. Aqui, estamos abordando isso de uma maneira cósmica objetiva:

Quando você divide a palavra Berashith ‫בראשית‬, extraindo dela a barra ‫בר‬, então vemos que
ela está se dirigindo àquele particular, filho individual (‫ בר‬Bar) dentro de nós. Esse Bar ‫בר‬
(filho) é aquele arquétipo que chamamos de Jesus Cristo; o nome desse arquétipo em
aramaico é Bar. Ashith ‫ אשית‬significa algo pessoal, individual, particular para você: assim, Bar
Ashith ‫ אשית בר‬é seu próprio Cristo particular. Na minha experiência, eles estavam
perguntando sobre meu próprio desenvolvimento cósmico, e eu estava prestes a responder,
quando o outro cristão disse: "Não, eu sou cristão". Isso significa que a individualidade
particular está em todos. Bar Aelohim ‫ אאלהים בר‬é o que o livro de Gênesis chama de ‫ברא‬
‫ אלהים‬Bara Elohim. Bar Aelohim significa o filho de Aeholim. O primeiro Aleph de ‫אאלהים‬
Aelohim representa ‫ אין‬Ain, o incognoscível; como dissemosAleph se relaciona com o
resumo. Assim, ‫ אאלהים‬Aelohim significa "não Elohim"; junto com ‫ בר‬Bar - Jesus Cristo, o
arquétipo - é uma emanação de ‫ אאלהים‬Aelohim, e ‫ בר‬Bar é o Logos (‫ את‬Att) no He Hei do
Céu: Atta HaSchamayim ‫ שמים אתה‬significa "Seu Céu" e Ve-Atta Haretz ‫ארץ ואתה‬, "E o Logos
(Att ‫ )את‬no ‫ ה‬Hei da sua fisicalidade (Terra)." Então, o Logos (‫ את‬Aleph Tav ) é a energia
radiante que vem do Sol; está em seu Céu, seu próprio Espírito, sua própria alma e também
em sua fisicalidade - mas ainda não desenvolvida, e é por isso que o versículo seguinte diz:

‫ובהו תהו היתה והארץ‬

"E (' Vav ' o ventre de) a terra (sua fisicalidade) era sem forma e vazia"

Depois disso, Gênesis diz.

‫תהום על־פני וחשך‬

“E a escuridão (a luz abstrata do Ain Soph) estava sobre ( Yesod , sexo) a face do profundo”.

Então, vamos entender que em Yesod , sexo, é onde temos esses arquétipos, mas que eles
ainda estão na escuridão.

‫המים על־פני מרחפת אלהים ורוח‬

“E o Espírito de El-Ha-Yam (o Mar- Deus , Binah ) moveu-se sobre a face das águas (sexuais).”
Depois disso, Gênesis continua:

‫ויהי־אור אור יהי אלהים ויאמר‬

“E El-Ha-Yam (o Mar- Deus , Binah ) disse, Haja luz: e houve luz.”

Assim, por meio do Prana de Akash, as águas sexuais, é como nosso ‫ אלהים רוח‬Ruach Elohim, o
Espírito de El-Ha-Yam (o Mar- Deus , Binah ) faz luz na escuridão.

O Prana de nossas águas criativas é sempre representado pelos dois iodos mostrados na forma
da letra Aleph, que está escondida dentro da grafia da letra Hei , isso, para entendermos que a
letra Aleph (que é vista vezes no primeiro verso da Bíblia) é de onde tudo emerge:
o Aleph do Hei .
Agora, quando abordamos a Árvore da Vida , no mundo de Atziluth, nomeamos cada Sephirah
com um nome sagrado - que temos escrito em Inglês (com letras latinas) e em hebraico , e nós
colocamos a palavra ‫ אלהים אין‬Ain-Elohim (Aelohim) para mostrar como isso está oculto nas
escrituras. No livro de Isaías, capítulo 44: 6 está escrito:

‫מלך־ישראל יהוה כה־אמר‬

Assim disse ‫יהוה‬, rei de Israel,

‫צבאות יהוה וגאלו‬

E seu Redentor, Jeová Tzabaoth:

Tzabaoth em hebraico significa host, exército. No começo do verso, diz que o rei de Israel
é Iod - Hei - Vav - Hei . Em muitas palestras, explicamos que Israel está relacionado com todos
os arquétipos daquele Sol particular que é colocado em nós; no nosso céu e na nossa terra (a
fisicalidade), na potencialidade. É por isso que o verso seguinte diz: Jeová Tzabaoth, que
significa o exército de Jeová, o exército de todos os elementos que existem em cada um de
vocês. Esse é o redentor.

E ‫ יהוה‬diz:

"‫אחרון ואני ראשון אני‬

`Eu sou ( Aleph ) o primeiro, e eu sou ( Tav ) o último”

Que, como explica o mestre Samael, é o grego e o ômega, mas da língua hebraica é traduzido
como "eu sou o primeiro e o último".

‫אלהים אין ומבלעדי‬

“E acima de mim está Aelohim.” - Isaías 44: 6

A palavra Aelohim é formada por duas palavras. O primeiro é ‫ אין‬Ain, que não significa nada,
zero. O segundo é ‫ אלהים‬Elohim. Colocando o Aleph na frente da palavra Elohim, encontramos
a palavra Aelohim. Isso está dizendo que acima de Jeová é Aelohim. Nós explicamos que a
letra Aleph é igual a 26 e que 26, kabbalisticamente, é 8, que é o número que é sintetizado em
Cristo. Então, é assim que você tem que entender o desdobramento, a descida dessa luz,
pouco a pouco em nós.

Aqui temos outra citação do Salmo 16: 2:

‫אדני ליהוה אמרת‬

Você disse ao Senhor Jeová

‫טובתי אתה‬

Você é meu Deus

‫עליך בל‬
Bel o supremo.

(Aramaico: ‫ עליא בל‬Bel Elija)

Bel significa a luz solar. Elija (‫)עליא‬, em aramaico, significa o supremo, o mais alto. Em muitos
versos da Bíblia, afirma: "Vocês são os arquétipos dos filhos do mais elevado (Elija)". Elija ‫עליא‬
é semelhante ao nome hebraico Elias, que sempre se relaciona com o grego ēλίας (Hēlías), ou
‫ אליהו‬Eliao, Hēlios Ἠέλιος no grego antigo, a luz solar. Está escrito que antes do Senhor se
manifestar, Elias tem que se manifestar primeiro. Mas, que Elias que está sendo endereçado
aqui não é uma pessoa, mas a luz solar que tem que construir, dentro de cada um de nós, os
corpos solares. Isso é El‫ ליא‬Elija. Quando nos dirigimos a Elija, estamos abordando a luz solar, o
Logos Solar em outras palavras, que é precisamente Barbelo.

Agora, do Omeyocan, daquele Espaço Abstrato Absoluto, surge qualquer infinito. Na ciência
atualmente aceita, eles chamam o infinito de algo que está se expandindo no espaço: eles
dizem que o infinito é algo que se expande da esquerda para a direita, de cima para baixo, de
trás para frente ... mas, no gnosticismo, Mestre Samael Aun Weor declarou :

"O Sol Central ou Centro Intergaláctico deste infinito governa todo o nosso infinito com suas
cem mil galáxias e milhões de mundos e sóis."

Veja como a inteligência do Espaço Abstrato Absoluto se torna o centro de um infinito.

Ele continua afirmando:

"O Universo é sustentado pela música."

Agora, antes de continuar com isso, deixe-me contar uma outra experiência que tive enquanto
meditava sobre isso. Meu Ser, meu luminar interior, me levou para o Espaço Abstrato e me
mostrou um rio de música. Você pode perguntar: "Um rio de música?" Aqui neste mundo físico
isso é algo impossível de ver ... mas a música estava fluindo do espaço abstrato para o
espaço. Eu ouvi o som e vi o rio do som, com figuras geométricas. Aquele rio era a sétima
sinfonia de Beethoven. Ninguém estava jogando, mas soava bonito. Se você não sabe qual é a
7ª sinfonia de Beethoven, aconselho-a a ouvi-la; isso é lindo ... mas, em comparação com ouvir
isso no espaço; tudo estava completamente escuro, apenas o rio do som era o que eu via e
ouvia. Foi um lindo espetáculo; um samadhi.

É por isso que o Mestre disse que o universo é sustentado pela música; Pelo que entendi, vejo
que é verdade. Essa música, esse som, faz qualquer infinito.

Agora, o que é um infinito? É o que é chamado na língua Nahua, o Teuhtlampa. O Teuhtlampa


é uma esfera; é isso que um infinito é. O Mestre Samael diz:
“As esferas e luminares se estendem através do Teuhtlampa. O infinito é quantitativo, embora
necessariamente esférico (e não quantificável). As esferas se multiplicam para fora e para
dentro, tanto no infinitamente grande quanto no infinitamente pequeno. O infinito é reversível
para o umbigo, isto é, em todos os pontos quantificáveis. Tudo emerge do Omeyocan, tudo
retorna ao Omeyocan. ”

Um infinito é uma esfera. Do centro dessa esfera, flui todas as galáxias para a superfície, ou
diremos, a periferia, e da periferia para o centro. Isto é o que os cientistas vêem nos seus
telescópios; as galáxias movendo-se umas das outras no espaço infinito. Mas, eles pensam que
estão apenas se afastando cada vez mais uns dos outros, para o espaço vazio de um modo sem
fim ... Não: O infinito tem um limite; é chamado o Teohtlampa. É claro que esta esfera, que
estamos mostrando neste gráfico, não é fácil de perceber - como quando percebemos a
Terra; a esfera da Terra, em comparação com o infinito, não é nada.

Vamos entender que o infinito é uma esfera, em seu movimento. Não é estático; está se
movendo do centro para a periferia e da periferia para o centro, num movimento
gigantesco. Isso é algo impossível de entender, a menos que estejamos usando nossa
intuição. A intuição é aquele senso comum, sobre o qual muitas pessoas falam.

Qual é esse senso comum que as pessoas falam? Nós vemos animais que usam esse bom
senso. Esse senso comum, nos animais, é chamado de instinto. Mas, os animais usam o
instinto para se defender, para fazer o que têm que fazer ... esse instinto é a inteligência que
está relacionada com a Consciência.daquele animal, ou anima em latim, que significa
"alma". As pessoas falam sobre bom senso, referindo-se ao nosso instinto, porque ainda
somos animais. Mas nosso dever, nesse caminho, é transformar esse senso comum - que é
instintivo - em intuição. O que é intuição? É o mesmo instinto que temos, mas desenvolvido no
coração, em relação à glândula pineal: isto é, a intuição e o que chamamos de "senso
comum". Deixe-me dizer-lhe que tudo isso que estamos falando aqui, tenho experimentado
com o meu bom senso. Eu trabalhei com isso e estou desenvolvendo isso. O senso comum
realmente pode se tornar muito bem desenvolvido; de acordo com o nosso trabalho. É muito
triste ver, neste dia e época, as almas intelectuais ou animas intelectuais, os animais
intelectuais, não têm intuição; eles têm instinto.ego muito forte dentro de nós. Obviamente,
se desintegrarmos o ego sem desenvolver a intuição interior, teremos o senso comum em
relação ao nosso instinto. É assim que Deus fala conosco, como um animal; através do
instinto. Mas, quando aprendemos a desenvolver a intuição, esse instinto se torna um sentido
intuitivo e dizemos: "Eu ouço a palavra de Deus ". É assim que entendemos isso.

Por exemplo, está escrito na Bíblia que Moisés poderia conversar face a face com Deus . As
pessoas pensam que isso significa que Moisés estava literalmente falando cara a cara
com Deus ... sobre o que? Na própria linguagem de Deus . Moisés desenvolveu a intuição -
Moisés em si mesmo é intuição, que temos que desenvolver. Moisés representa esse
arquétipo chamado corpo causal . Quando isso é desenvolvido, então entendemos o
que Deusestá fazendo, no nosso próprio nível. Então, diremos que existem muitos níveis no
senso comum. É por isso que, quando as pessoas dizem que o senso comum é o mais comum
dos sentidos, digo que está errado. Não é o mais comum dos sentidos. O mais comum dos
sentidos são a visão, o olfato, o tato, a audição ... mas o senso comum em si? É muito difícil de
desenvolver. Mas todos são bem-vindos para desenvolvê-lo.

Imagine com o seu senso comum, o infinito: é uma esfera. É por isso que os cientistas pensam
que as galáxias estão se expandindo para o espaço; é verdade. Mas, se eles dizem que a
origem dessa expansão é o big bang, uma explosão, isso está errado. As galáxias estão se
expandindo e girando de maneira esférica, do centro para a periferia e da periferia para o
centro: é assim que um infinito é. Quantos infinitos existem no espaço? Muitos. Não existe
apenas um. Vivemos neste infinito, com, como diz o Mestre, suas centenas de milhares de
galáxias ... mas existem outros infinitos.

Então, a Consciência , o senso comum, é aquilo que tem que penetrar em tudo isso - como os
quanta, a energia que emerge do Sol, explica. Tudo é quanta.

Mestre Jesus de Nazaré (Mestre Aberamentho) percebe com seu senso comum (com
sua Consciência , que é chamada de "Paramartha") muitos infinitos. Não apenas nosso
infinito; muitos infinitos. É por isso que, quando nos dirigimos ao Mestre Jesus de Nazaré,
ficamos surpresos: ele tem em sua Consciência a percepção de muitos infinitos. É por isso que
temos que respeitar esse tipo de ser. Também diremos que ele não é o único que tem esse
tipo de percepção; Existem muitos Paramarthasatyas que têm esse tipo de percepção - a
percepção de muitos infinitos. Mestre Samael diz que o infinito é simbolizado com o 8. 8 + 8 =
8. E, 8 é igual ao pentalpha. Lá nós temos algo para meditar. O que ele disse é
verdade. Quando meditamos, quando compreendemos isso com
nossa Consciênciaentendemos esse tipo de mentalidade; raciocínio objetivo. Não o raciocínio
subjetivo dos dias de hoje, dos cientistas que tentam explicar essas coisas e, ao fazê-lo,
explicá-las de maneira errada.

Entenda que o centro desse infinito é o que o Mestre Samael chama, o Sol Central ou Centro
Intergaláctico deste infinito. Esse é um tipo de inteligência que controla este infinito e que está
em união com todos os Sóis deste infinito, os quais, por sua vez, estão relacionados com todas
as galáxias deste infinito, incluindo o nosso sistema solar.

Estamos penetrando no que chamamos de Cristo; a Consciência Cósmica . Vamos entender


que quando as pessoas dizem que são cristãs, nós entendemos que elas não compreendem o
que Cristo, a Consciênciacósmica é ... ser cristão é perceber isso, penetrar nisso; não
intelectualmente, mas conscientemente. O Mestre Samael diz, quando descendo para uma
galáxia particular em particular:

“Precisamos preencher a bolsa inesgotável de grandes possibilidades. A bolsa inesgotável de


grandes possibilidades tem a forma de uma galáxia espiral ... ”
Precisamos preencher isso em nós. Aqui não estamos nos dirigindo ao infinito; estamos apenas
abordando nossa própria galáxia em particular. O Sol Central desta galáxia que controla todas
as suas estrelas, é chamado Sirius. Esse é o Sol Central da nossa galáxia. No gráfico vemos esta
bela imagem da galáxia que é a vizinha da nossa, que se chama Andrômeda:
linda. Naturalmente, no centro de Andrômeda está o Sol que controla a galáxia de Andrômeda,
mas, na nossa galáxia, o Sol Central é Sirius. Sirius é falado em muitos textos do antigo
Egito; no passado, eles sabiam disso. Tudo isso é Bar-Belo. Quando falamos de alguém que por
exemplo se chama Sam; Sam tem três cérebrosmas todo o corpo, todo o organismo, é
formado por muitos órgãos; e cada um desses órgãos por muitas células. E, se investigarmos
uma célula - que é para o corpo físico o que uma galáxia é para o infinito - dessa pessoa
chamada Sam, descobrimos que ela pertence àquele corpo, mas também tem sua própria
inteligência particular. É um com todo o infinito, é um com as outras galáxias - assim como
nossas próprias células particulares, em nosso corpo físico, são uma com o funcionalismo de
nossa fisicalidade; da mesma forma nossos corpos internos. É isso que temos que entender
sobre o que é o Absoluto Solar: está em todo lugar. Estamos nesse espaço também. O que
chamamos de Elija (‫)עליא‬, a divindade mais suprema, é o espaço - não é nem mesmo um Sol
físico ou espiritual; está além.

Agora, vamos penetrar, da galáxia, no nosso sistema solar. Nosso sistema solar é governado
por Barbelo. Este Sol particular, o Sol do nosso sistema solar, que se chama Ors, é uma
daquelas partículas de Barbelo. Se formos lá, nos tornaremos um com todo o Sol do
universo; não só desta galáxia, não só deste infinito, mas de todos os infinitos - é isso que
Cristo é.

Mestre Samael declarou:


"O Sol Astral Equatorial está localizado nas Plêiades, porque o Sol físico que ilumina e nos dá
vida é o sétimo Sol das Plêiades. Esse Sol unifica e coordena as Plêiades em sua totalidade."

As Plêiades são compostas por sete Sóis; o nosso é o sétimo. É, em outras palavras, uma
constelação. Se você observar da Terra as muitas constelações no espaço, descobrirá que as
nomeamos; a constelação de Touro, a constelação de Áries, a constelação de Virgem ... e
muitas outras constelações feitas de muitas estrelas. Nós pertencemos à constelação das
Plêiades, da qual nosso Sol é o sétimo. Nosso Sol gira em torno do centro das Plêiades, cujo Sol
Central é chamado Alcione. É isso que somos; tudo está matematicamente
relacionado. Aquela Alcyone é Barbelo. Aquele Sol que gira em torno de Alcyone também é
Barbelo; qualquer Sol é Barbelo, "o filho do sol".

Agora você entende, quando você anda no caminho, porque é que você está desenvolvendo a
força solar. Se nos tornarmos homens solares, isso é o que o Absoluto quer; para nos
tornarmos homens solares, seres humanos solares, a fim de ser um, como Jesus é, com o
infinito. Há homens que são homens solares; outros homens que são homens
galácticos; outros homens que são homens infinitos e outros homens que são homens multi-
infinitos, cuja Consciência penetra muitos infinitos, universos inteiros. Então, qual é a esfera
que estamos penetrando? Pelo menos, nossa própria esfera, que é nossa própria fisicalidade.

Me vem à mente, uma das palestras do Mestre Samael Aun Weor, que disse; temos que nos
conhecer e, se nos conhecermos, conheceremos os deuses e o universo - esse é o axioma
grego: Homo Nosce Te Ipsum. Uma das pessoas da platéia disse: "Eu me conheço!" O Mestre
olhou para ele e disse: "Então, você conhece a si mesmo? Você pode me dizer, já que você
conhece a si mesmo, quantos átomos existem em apenas um fio do seu bigode?" E o homem
estava congelado. Ele não sabia a resposta. O Mestre disse: "Se você não sabe quantos átomos
compreendem até mesmo um único pêlo do seu bigode, como ousa dizer que você conhece a
si mesmo!" Ele não perguntou sobre todas as partes do corpo, apenas um único pêlo do
bigode. Então, obviamente, o tipo de consciência, o tipo de penetração que temos que ter
para desenvolver a intuição, o senso comum, é por que estamos aqui; é por isso que
meditamos.

O Mestre relatou uma história sobre uma rainha que perguntou a um homem sábio sobre a
intuição. Ela disse; "Eu não entendo o que é a intuição. Dê-me, fisicamente, um exemplo
daquilo que vocês chamam de intuição, a faculdade de interpenetração. Como pode
minha Consciênciacom intuição, interpenetra tudo? ... Eu não entendo. "O sábio disse à rainha
para que seus súditos juntassem 100 espelhos. Então, os súditos daquela rainha trouxeram
aqueles 100 espelhos, e o sábio disse: "Coloque esses espelhos em um círculo de frente um
para o outro. Em seguida, formar outro círculo fora do que, e outro fora do que, etc "E então,
no centro desses espelhos, o homem sábio colocou uma vela, e acendeu. Ele disse:" Agora,
olhe para a luz do que vela "porque a luz estava agora refletida em cada um desses espelhos, e
os reflexos estavam refletindo de volta nos outros espelhos e cada espelho estava cheio com a
luz daquela vela." Aquela luz "disse o sábio", é a mesma luz da vela, refletida em todos os
espelhos; isso é intuição, o senso comum.

Agora, vamos mergulhar ainda mais através do cosmos, em nosso planeta Terra. O planeta
Terra é também o resultado de toda essa luz solar. É por isso que, na Cabala ,
chamamos Malkuth(a terra), a mistura. É a mistura de todas as forças, de toda a luz solar. Sem
a luz solar, não pode haver vida neste planeta. Você acha que a luz solar no vulcão
Kilauea; esse vulcão está vomitando a luz solar na forma de lava, que está em erupção de seu
centro, dentro da terra. Aquela lava é luz solar coagulada. Encontramos a luz solar em todo o
reino mineral; como no exemplo do Kilauea e outros vulcões. Encontramos a luz solar no reino
vegetal; quando comemos qualquer planta, absorvemos as vitaminas dessa planta. O que é
uma vitamina? É a luz solar dentro do reino vegetal. Quando comemos animais, que também
coletam a luz solar, ganhamos essa luz. É por isso que a lei, que é chamada de Cósmico-
Comum-Trogo-Auto-Egocrata - a lei da alimentação recíproca de todas as espécies, em todos
os planetas; "comer e ser comido" - está relacionado com a luz solar. Nós precisamos estar
vivos; nós precisamos comer. A luz solar também se transforma em nós. Somos, em outras
palavras, pacotes de energia solar. Como máquinas, alimentamos o planeta. Mas, se formos
inteligentes, podemos tirar proveito dessa energia solar em nós, para nos tornarmos homens
solares. Esse é o propósito de ter um corpo físico; transmutar essa luz solar. É por isso que essa
mistura de forças é o que a Bíblia chama de Balal. A Bíblia diz em Gênesis 11: 9: Esse é o
propósito de ter um corpo físico; transmutar essa luz solar. É por isso que essa mistura de
forças é o que a Bíblia chama de Balal. A Bíblia diz em Gênesis 11: 9: Esse é o propósito de ter
um corpo físico; transmutar essa luz solar. É por isso que essa mistura de forças é o que a
Bíblia chama de Balal. A Bíblia diz em Gênesis 11: 9:
"Portanto, é o nome dele chamado ‫ בבל‬Babel;"

Babel é formada por duas palavras: Ba ‫ב‬, que significa portão, e Bel ‫בל‬, que significa sol. Assim,
Babel, é o portão do sol.

"porque ‫ יהוה‬fez lá (‫ בלל‬balal) confundir (misturar, misturar, misturar; mash) a linguagem de


toda a terra: e dali ‫ יהוה‬os espalhou sobre a face de toda a terra".

A palavra Balal é semelhante à palavra Babel.

Isso está relacionado com o que chamamos de período após a construção da Torre de Babel; a
dispersão das línguas. Mas isso não é algo que só aconteceu no passado; isso é algo que está
acontecendo agora. Todas as línguas desta Terra são desenvolvidas em diferentes partes do
mundo, de acordo com a luz solar. Essa luz solar, Bel, está no cristianismo chamada Belen.

No Matrimônio Perfeito, Mestre Samael Aun Weor escreveu:

“O local de nascimento de Jesus foi (o estábulo de) Beth- Lehem. Este nome vem do nome
do deusdo povo babilônico e germânico, que nomeou seu deus do sol Bel ou Beleno. Portanto,
o nascimento em (‫ )בלן‬Belen ou (‫ לחם‬-‫ )בית‬Bethlehem foi para tornar compreensível a
realidade de um homem que encarnou (‫ בל‬Bel) o Cristo-Sol. ”
Se você observar a palavra Beth- Leu, ela é formada por duas palavras. Beth , que significa
casa; e Lehem, que significa pão. Assim, Beth- Lehem é a casa do pão. Mas, se você tomar o
começo das duas palavras, é Bel. Belém está mostrando a luz solar; a casa do pão da vida.

O que o trigo precisa para crescer? Luz solar. Quando você colhe esse trigo, você faz farinha e
com essa farinha você faz pão. Isso é o que você come. Pão, ou a luz solar, está no Oriente
Médio simbolizado com trigo. Mas, aqui na América, essa luz solar é simbolizada com milho; o
povo da América não comeu pão, mas tortilhas, feitas com milho. Tem a mesma energia. Na
China, dizem que não gosto de tortilhas, nem de pão, me dê arroz. É a mesma coisa. A energia
solar também está no arroz. Seja arroz, trigo ou milho, é o mesmo símbolo; Beth -lehem.

O que é esse estábulo de Belém? O estábulo é feito, como você sabe, de muitos
ingredientes. Quando você entra em um estábulo, não só encontra animais lá; você encontra
feno, encontra os muitos grãos que as pessoas colecionam, que é a energia solar. Então, o
estábulo de Belém é um símbolo do planeta Terra; esse é o estábulo onde todas as luzes
solares do nosso sistema solar, da nossa galáxia, da nossa constelação, do nosso infinito estão
reunidas - lembre-se que diferentes tipos de plantas coletam diferentes formas de energia
solar de diferentes partes, diferentes níveis dos cosmos permanecer dentro do Espaço
Absoluto abstrato, e é com isso que nos alimentamos. Como o Mestre Samael declarou em seu
livro “Ensinamentos Cósmicos de um Lama”:

“A partir desta totalidade incognoscível, ou zero radical, emana no começo qualquer universo
sideral, Mônada Pitagórica, Pai / Mãe Gnóstico, Purusha-Prakriti Hindu, Osíris-Ísis Egípcio,
Protocosmos dual ou Adão Kadmon Cabalístico, o Teos-Caos da Teogonia de Hesíodo, o
Chaldean Ur-Anas ou fogo e água, Semítico Iod -Heve, Parsi Zeru-Ama, Único-Um, Budista
Aunadad-Ad, Ruach Elohim ou Espírito Divino do Senhor flutuando nas águas de Gênesis do
primeiro instante.

Na noite profunda ...

“Somente as trevas encheram o ilimitado, pois pai, mãe e filho foram uma vez mais, e o filho
ainda não havia despertado para a nova roda e sua peregrinação sobre ela.” - Estâncias de
Dzyan 1: 5

Esta é a razão pela qual o universo é chamado de Elohim ou ‫ אאהים בר‬Bar Aelohim - O filho de
‫ אאלהים‬Aelohim.

Então, quando você pergunta: "Onde fica a região de Barbelo?" Está acima, está abaixo, no
meio: está em todo lugar. Barbelo, a luz solar permeia o espaço; Bel está em toda parte, assim
como Prana está em toda parte, como quanta está em toda parte, na forma de
energia. Quanta e matéria.

Agora, vamos ler o que o Mestre Huiracocha - cuja personalidade se chamava Arnold Krumm-
Heller, e que vivia no México - escreveu sobre esse assunto, mas primeiro, uma citação da
Bíblia:

“E Adão (o cérebro) novamente soube (‫ את־אשת‬Ath Eshoth) sua esposa (através da


transmutação sexual), e ela tem um filho, e chamou seu nome (‫ )שת‬Seth, pois Elohim designou
para mim outra semente ao invés de ( ‫ )הבל‬Abel: Para (‫ )קין‬Kain tinha matado ele. E para Setá,
para ele também nasceu um filho, e ele chamou seu nome Enosh (ser humano ‫ ;)אנוש‬então eles
(aqueles iniciados) começaram a ser nomeados como o nome de (‫ יהוה‬Chokmah ). ”- Gênesis 4:
25, 26

Então, quando através da transmutação sexual você se torna um ser humano real, Deus ( Iod -
Hei - Vav - Hei) está em você, personalizado, e você é chamado Jeová ‫יהוה‬. Esse é o significado
de Gênesis 4: 25, 26.

Agora, a razão pela qual citamos isso da Bíblia é mostrar que em hebraico o nome Abel é
escrito com a letra Hei seguida da palavra Bel ... as pessoas traduzem essa palavra como Abel,
mas na realidade, em hebraico , dizemos Habel , que significa "o sol". Habel é o Sol em
nós. Habel está relacionado com a nossa Consciência . Mas, agora, vamos ler o que o Mestre
Huiracocha afirmou;

“Os Iniciados Sethis adoraram a Sabedoria Divina (‫ יהוה‬Chokmah ), eles foram sem dúvida os
primeiros Teosofistas. Eles disseram que (‫ )שת‬Seth era o filho de (‫ יהוה‬Chokmah )
Sabedoria. Sua tríade foi representada por (‫ )שת‬Seth, (‫ )קין‬Kain, e (‫ )הבל‬Abel; Kain (‫ קין‬ninho)
representou a carne e Abel (‫ הבל‬vaidade, o Bel) o mediador (o mediador é o Cristo, o Filho, a
força solar). Ainda assim, Seth era o Deus da Sabedoria. Eles alegaram que Jesus Cristo e Seth
eram os mesmos, pois ambos eram filhos da sabedoria (‫ יהוה‬Chokmah ).

Claro, entendemos que: Yeshuah, o salvador, vem de Chokmah (sabedoria), como Seth.

"Quando o sarcófago de Seth foi encontrado, a Igreja Católica escondeu o Livro dos Mortos no
Vaticano, perdendo com ele uma infinidade de ensinamentos de valor inestimável."

“Os Setianos adoraram a Grande Luz (Bel, Cristo), eles disseram que as emanações de luz da
substância divina do Sol formam um ninho em nós (em outras palavras, formam Kain em nós) e
que isso constitui a Serpente (a Kundalini). ). Eles disseram que a humanidade deveria apenas
temer o que a Escuridão representa, que é o inferno (nenhum desenvolveu germes de
sementes), uma vez que a Luz é aprisionada pela própria Escuridão e tenta libertar-se
dela. Esta Escuridão está contida dentro do Útero e que o Grande Vento, o Grande Fôlego,
(Ruach Elohim - o nosso, o particular Chesed , o Espírito de Deus ) deve vir a fim de libertá-
lo. Nestes Mistérios, a Luz era representada por um Ancião e Escuridão por uma jovem e bela
mulher. Os Poetas Setianos, em suas Odes, cantaram tal perseguição ... ”

Então, agora você entende que quando a Bíblia fala com Seth, diz: "E Adão tem um filho, e seu
nome é Seth". Não fala sobre Kain e Abel; fala sobre Seth. Por quê? Porque Kain e Abel são
símbolos de uma permutação com a qual temos que trabalhar. Abel - o Bel, o Sol - está
localizado na glândula pineal. Descartes afirmou que a glândula pineal é a sede da alma, e
Moisés chamou a alma Ba-Bel, a torre de fogo. Kain, que significa ninho, forma um ninho no
chakra Muladhara. É energia solar também. Mas, o que os animais intelectuais fazem com
aquele fogo, essa energia solar? Eles fornicam; eles desperdiçam Kain. Com essa Fornicação ,
eles desenvolvem a mente animal intelectual - é o que Kain representa.

Temos que controlar Kain, que é o ninho de energia solar que temos no chacra Muladhara,
para desenvolvê-lo. Quando você fornica, você destrói seu senso comum: a intuição está
relacionada com a glândula pineal. É assim que matamos o Bel, Habel, Abel. É por isso que se
afirma que Kain e Abel eram irmãos por causa do relacionamento íntimo das glândulas sexuais
com a glândula pineal. O desenvolvimento da glândula pineal (Habel, o Bel) depende dos
órgãos sexuais. O desenvolvimento dos órgãos sexuais depende da glândula pineal, porque é
através da glândula pineal que recebemos a luz solar, que então desce aos nossos órgãos
sexuais. Assim, realizando essa permutação, essa transmutação, é como desenvolvemos Seth,
que Krumm-Hellar afirmou ser o mesmo Cristo. Mas temos que controlar essas duas
forças; Kain e Abel. Obviamente, na maioria das pessoas, Kain sempre mata o senso comum, a
alma, a intuição. Quanto mais fornicamos, mais destruímos a glândula pineal, a glândula que
se relaciona com o desenvolvimento da intuição, com o senso comum.

Seth substitui Habel quando transmutamos a luz solar, quando controlamos Kain e matamos
Kain. Matar Kain significa matar nosso instinto animal e transformá-lo em intuição. Essa é uma
permutação que está escrito no livro de Gênesis que as pessoas não entendem. É por isso que
é declarado que aquele que deu à luz Kain e Abel foi Havah (Eva). Eva representa nossa
fisicalidade e nossos órgãos sexuais; enquanto, Adam representa o cérebro. Então, quando o
cérebro se desenvolve e cria Seth, nós terminamos. Porque, de Seth, nós temos Enosh; Enosh
é chamado o ser humano, os verdadeiros iniciados auto-realizados. Lembre-se que Enosh (ou
Enoque, que é o mesmo nome), foi levado por Deus para o céu.
Temos afirmado em outras palestras que a palavra Bar-Belos é formada por duas palavras: Bar,
que em aramaico significa filho: E, Belos que deriva de Bel, que em grego é escrito como Belos,
e em latim como Belus, e são enraizada na palavra caldaica Bel, que significa torre de
fogo. Entre os gauleses, Bel era o nome do sol. Então, Bar-Belos é o filho de Belos, a torre de
fogo. Bel também representa a luz solar, que uma tigela, uma ânfora ou a runa Ingwaz podem
reunir. Colocamos na Árvore da Vida a runa Ingwaz, para que você possa ver sobre o que
estamos falando. A runa Ingwaz é feita por duas cruzes em X, de duas forças; o acima e o outro
abaixo. O anterior está enraizado em Kether e o abaixo em Yesod .

Se você observar estas duas palavras, Kether e Yesod , dizemos que Kether está sempre
relacionado com a letra Iod , de Iod - Hei - Vav - Hei . Assim, recebemos a energia do Sol,
o Kether solar , do ângulo superior ou superior da runa Ingwaz. Mas, do ângulo inferior de
Ingwaz, recebemos a energia solar de Yesod . Nós lhes dissemos muitas vezes que dentro da
palavra Yesod está escondida a palavra Yod, e também a serpente, que é a letra Samech.. Ye-S-
Od é formado pela serpente Kain, que representa esse ninho, junto com o Yod. Então, o ninho
do Yod, em nós, como uma serpente, são os órgãos sexuais. Então, o ângulo baixo que
também é a runa Ar, na ânfora, representa o aspecto feminino; a Lua, a Divina Mãe Kundalini ,
a esposa de Belos (o Sol) cujo nome era Belit-ili, a dama dos Deuses entre os acadianos.

Assim, a base da runa Ingwaz é uma V de cabeça para baixo, uma runa de cabeça para baixo
Kaum, ou mais especificamente, uma runa AR. A runa Ar refere-se a Bar, Baron, o filho. O bar é
Ing, filho da terra. Em inglês, o sufixo "ing" é adicionado a qualquer verbo, quando esse verbo
está em ação. Eu falo, mas estou falando ... que o ING é o "filho" da minha garganta, porque é
da minha garganta que as palavras emergem. É por isso que o Filho é chamado a Palavra, que
é encontrada na parte superior do Ingwaz. Nós diremos que a terra daquele Ing está aqui na
garganta - Ing-Land. E esta é a língua que falamos, Inglês, Inglês. Mas, que Ing-Land não é
apenas na parte superior da Árvore da Vida , mas também é encontrado em Yesod; quando um
homem se desenvolve, sexualmente falando, de uma criança até a maturidade, sua garganta e
voz mudam, tornando-se muito mais profundas como resultado da testosterona. Que o
desenvolvimento sexual ocorre na mulher também.

Então, você vê o relacionamento de Yesod com Daath , na garganta; Ing-Land. Claro, estamos
falando da Ing-land, na Inglaterra, dos tempos antigos. Hoje em dia, o inglês que usamos, da
Inglaterra moderna, é a língua universal. É usado por muitos povos, a fim de tornar
compreensível todo o Balal - a confusão de línguas, de línguas. Isso é especialmente
verdadeiro em Nova York, onde há muitos idiomas falados; há uma grande confusão aqui.

Você entende isso? A relação entre sexo, energia solar e garganta? Se desenvolvermos a
capacidade de falar a linguagem universal dourada, então entenderemos todas as línguas,
porque todas as línguas derivam da linguagem original e universal.

Assim, você pode ver a beleza desse Ing, que é o filho, o resultado do verbo; é a ação. Aqui, o
mundo de Assiah, é o mundo da matéria e ação. Graças a essa ação, estou me comunicando
com você, em Inglês, Inglês. Eu também posso falar espanhol, mas, em inglês, você entende
isso muito bem.

A praça no centro de Ingwaz se refere a Tiphereth ; a alma humana, ou Bel-Ing - o filho de


Bel. O ING (filho) de Bel, o filho do Sol, ou Bar-on, o filho da Terra. A alma humana, ou em
outras palavras Tiphereth , recebe de cima e de baixo. O homem acima, a mulher
abaixo. Malkuth e Yesod abaixo, e Kether acima. Através da base da ânfora - ou seja, através
da Alquimia Sexual - Bar (ou Ing), o filho de Bel, recolhe a luz solar, a força de Yesod , a energia
sexual, a força de Malkuth (a Terra). Yesod e Malkuthjuntos são uma sephirah feminina; eles
são chamados de corpo físico e corpo vital - eles são um só corpo. Essas barras, ou Ings, são os
filhos de Belit-Ili (a Lua e a Terra) e Bel (o Sol). Nossa fisicalidade são ânforas que recebem a
força de Bar-Bel (o filho de Bel) em nossa tigela ou torre de Adão (a cabeça), para efetuar a
obra de salvação que Bar ( Chokmah , o Filho) ou Ing (Filho de) tem. para nos
apresentar. Então, você entende o que é salvação: é a união de duas forças - Mãe e Pai - e isso
entra em Tiphereth , o Filho, Bel-Ing.

Com isso, você entende por que o Mestre Samael nos ensinou sobre essa
conjuração; Belilin. Se nos perguntamos, o que é Belilin? É um espírito? Um anjo? Um
mestre? E nós respondemos; Belilin é Bel, Cristo, a luz solar, que está em toda parte. Está em
todo lugar no espaço; em todo lugar no infinito; em todos os lugares da galáxia; em todos os
lugares em qualquer constelação; em todo lugar em qualquer sistema solar; em todos os
lugares, em qualquer natureza, e está em nós. Tem que estar em nós também, porque somos
parte desse cosmos. Nós somos o microcosmo.

Agora, onde você encontra a palavra Belilin na Bíblia? Você encontra Belilin no Salmo 49: 12.
Ali está escrito:

‫בלילין ביקר ואדם‬


‫נדמו כבהמות נמשל‬

E Adão, (relacionado àquele Adão que caiu), comparável às feras que perecem, não honra a
morada de Bel.

É claro que, na Bíblia, eles traduzem a palavra hebraica ‫ בל‬Bel como 'não', no entanto, Belilin
significa "a morada de Bel". Em hebraico , a palavra ‫ לין‬Lin, Leen significa; para alojar, parar,
passar a noite, habitar, permanecer, murmurar, parar (geralmente durante a
noite); permaneça (a noite toda), continue, habite, seja deixado, permaneça a noite toda,
(causa para) hospede-se (a noite toda, nesta noite), permaneça, permaneça (a noite toda,
naquela noite). Claro, Ileen, Ilin, a palavra Leen com o Yod na frente, significa "seu Yod - acima
e abaixo". Bel-I-Lin. É por isso que é cantado três vezes, porque você tem em seu coração o
resultado do seu trabalho; seu Bel, o Sol ... como você sabe, Tiphereth é governado pelo
Sol. Mas, você tem um Absoluto Solar acima, também, que envia a energia atravésKether , que
é o superior Bel. E você sabe que também temos a energia solar que coletamos da Mãe,
abaixo, que é a Belit-ili - a esposa de Bel.
Estamos falando aqui sobre energias. Se disséssemos que Belilin é um Espírito, seria verdade,
porque é um espírito solar, que está em toda parte. Mas, quanta energia solar temos dentro
depende da qualidade do trabalho que fazemos, a fim de reunir essa força. Nós reunimos essa
energia interiormente e projetamos isto externamente; essa projeção externa é chamada de
nossa AU-RA, a aura. A palavra Aura vem da palavra hebraica Aur, que significa luz. Nossa aura
é o resultado desse Belilin. Então, esse mantra, essa conjuração, é muito forte. É assim que
reunimos essas forças. A palavra Belilin significa a maneira e o resultado da reunião daquelas
forças, essas energias de Bel.

Aqui está como nós cantamos este mantra;

Belilin, Belilin, Belilin,

Ânfora da Salvação, eu gostaria de estar ao seu lado,

O materialismo não tem poder sobre mim

Belilin, Belilin, Belilin.


Ânfora da Salvação, eu gostaria de estar ao seu lado,

O materialismo não tem poder sobre mim

Belilin, Belilin, Belilin.

Quando cantamos esse mantra, entendemos que Bel é a energia solar que está entrando em
nossos três cérebros.. É por isso que esta é a mais poderosa conjuração para rejeitar a
escuridão. Quando você canta isso internamente, você está trazendo a luz solar de cima, do
ambiente que o rodeia, da Terra e de você mesmo. Somos, naturalmente, indivíduos de três
cérebros. É por isso que temos que entender que quando estamos cantando esse mantra,
temos que estar muito concentrados em nossos três cérebros. O primeiro Belilin que cantamos
traz as forças de cima. O segundo Belilin traz as energias do coração. E o terceiro, as forças da
Mãe, que são nossos órgãos sexuais ... que você tem que transmutar, se você quiser receber
essa energia. Se você canta isso, com concentração, você traz para si uma grande quantidade
de energia solar. Ao fazer isso, você entende que é a runa Ingwaz, cuja forma é uma ânfora. A
ânfora absorve, retira a energia de sua base e, da tigela que está acima, para o nosso
coração; é por isso que nós cantamos, "Ânfora da Salvação, eu gostaria de estar ao seu lado ..."
Quem é esse "você"? É Bel, a luz solar. "O materialismo não tem poder sobre mim", porque
estou cheio da luz solar. Isso é compreensível, certo?

Obviamente, você tem que cantar isso com concentração. Você não pode cantar
mecanicamente, porque você receberá pouco benefício disso. Quanto maior a concentração
com que você canta o mantra, concentrando-se no que Bel é, e o que Ilin significa, quanto
mais poderoso ele é, mais forças você acumula. Você reúne o Bel, a força solar em você ... Bel-
Ilin. Você reúne essas forças em sua cabeça, em seu coração e em seu sexo. O que você
recolhe interiormente, você envia externamente; é por isso que você canta:

Aqui está como nós cantamos este mantra;

Belilin, Belilin, Belilin (você reúne essas forças solares internamente),

Ânfora da Salvação (você é a ânfora), eu gostaria de estar ao seu lado,

O materialismo não tem poder sobre mim (porque você está cheio da luz solar),

Belilin, Belilin, Belilin (e cantando isso, você envia essa energia solar para fora, de seus três
centros - seu Iod- Hei - Vav , a Trindade, os três cérebros ).

Para compreender essa conjuração, precisamos entender que nossas fisicalidades são
cristalizações da energia solar que veio do espaço. Quando você está cantando esse mantra,
você está tirando essa energia do espaço. Quando dizemos, "espaço" as pessoas pensam que
estamos nos referindo ao espaço acima, no cosmos, nos céus ... Não, o espaço está em todo
lugar. Quando você vai para o inferno, há espaço até lá. Como um exemplo da onipresença do
espaço; aquela 7ª sinfonia de Beethoven sobre a qual falei anteriormente, emanava do
espaço. Mas que espaço? O espaço acima, é claro, é a 7ª dimensão, que é onde reside o Logos,
a Palavra; isso é música. Mas, no inferno, também há música ... mas é barulho. Nos dias de
hoje, muitas pessoas trazem esse ruído daquele espaço que chamamos de Inferno. É isso que o
Mestre Huiracocha chamou de escuridão abaixo. Lembre-se, também há escuridão acima, o
espaço, mas a escuridão é uma luz escura, que é a Mãe divina e não-manifestada.

Então, rock and roll, rap, etc, que vem do espaço, mas de lá embaixo, o espaço abaixo. Do
espaço acima, se você meditar e tiver um samadhi, ouvirá uma bela música. Mas, a música
sem sentido que você ouve hoje em dia vem do espaço abaixo, e infelizmente, todo mundo
vibra com essa música, porque nós temos muito disso, muito ego dentro.

Questões?

Audiência: Quando você está enviando a energia solar, cantar o mantra Belilin, é a forma que
essa energia assume, a aura, que lembra a forma do universo, da maneira que se expande para
fora e, em seguida, flui de volta para o interior. Centro.

Instrutor: Sim; a forma do infinito, como explicamos, certo? Cada um de nós, em nós mesmos,
é uma ânfora, que absorve e envia. Mas, quando falamos sobre esse tipo de interpenetração, a
luz solar penetrando e saindo, é o que é chamado de Cosmo-Comum-Trogo-Auto-Egocrata, a
lei da nutrição recíproca de todos os cosmos vivos. Todas as coisas recebem e
dão. Obviamente, o planeta Terra, em si, é uma ânfora. Qualquer planeta, em si, é uma ânfora
que recebe e dá. Nós, fisicamente, psicologicamente, somos ânforas.

Imagine, se o Mestre Jesus fosse cantar Belilin, ele reuniria a energia de muitos infinitos e
enviaria a partir de si mesmo para fora. Toda a escuridão correria. É por isso que ele é um
grande mestre. Então, em outras palavras, a energia que coletamos, cantando Belilin, está de
acordo com o nosso nível de Consciência . Se você cantar mecanicamente, não terá nada. Você
tem que colocar sua Consciência no que você está fazendo; então sua ânfora, seu corpo, seus
três cérebros estarão cheios. Sua ânfora, o sinal do infinito, tem que ser parte do centro, o
topo e a base do sinal do infinito, que é o centro da Terra também, o Sol também. Se você
observar uma galáxia, também é uma ânfora, ou como o Mestre chamou, a bolsa inesgotável
de todas as possibilidades.

Então, essa é a expansão de que precisamos. Quando começamos a fazer isso, expandindo
nossa Consciência, é quando nos tornamos o que chamamos de cristão. Ser cristão não é
meramente dizer: "Eu sou cristão porque nasci no cristianismo". Não; Ser cristão é andar no
caminho. Existem muitos níveis de cristãos.

Audiência: Falando sobre os sóis centrais das galáxias, também é dito que observamos buracos
negros, eles têm alguma relação com isso?

Instrutor: Os buracos negros que os cientistas dizem que descobrem no centro de qualquer
galáxia? Bem, vamos afirmar, de acordo com o meu entendimento, que esses buracos negros
são o que chamamos de Omeyocan. Que Omeyocan está em todo lugar; não é apenas no
centro de uma galáxia, ela também está no centro de qualquer sistema solar e também no seu
próprio centro. Mas, embora chamemos isso de buraco negro, na verdade não é realmente
negro. É apenas preto à nossa vista, porque com a nossa visão física só percebemos uma
estreita faixa de luz. Nós não vemos a luz ultravioleta. Você vê, nós chamamos isso de
ultravioleta ... violeta é sempre escuro, mas brilha.
Tive muitas experiências nos mundos interiores, onde a luz ultravioleta é, para mim, escuridão,
porque ainda não possuo o senso comum necessário para penetrar nessa luz. Mas, um
Paramarthasatya, como Mestre Jesus, penetra nessa luz. Para o Mestre Jesus, aquilo que
chamamos de buraco negro não é um buraco negro; é muita luz, concentrado. Nós diremos, é
o Caos; é um caos em repouso.

Audiência: Segundo os cientistas, 96% do universo observável é o que eles chamam de


"matéria escura" ou "energia escura". Tudo o que eles sabem do universo, de acordo com suas
próprias medições, é de cerca de 4%.

Instrutor: De acordo com as medições do seu intelecto, o que é muito subjetivo. Mas deixe-me
dizer-lhe; quando você desenvolve seu senso comum, sua intuição, o tipo de intelecto que
você desenvolve se expande em outro nível, e é difícil para a pessoa que é um fornicador
entender esse tipo de intelecto. Isso ocorre porque esse tipo de intelecto não é apenas nutrido
com os cinco sentidos, como o intelecto comum que os povos da Terra possuem - cujo
intelecto é governado, informado e nutrido pelos cinco sentidos e pelo que é observável
através dos instrumentos que eles inventam. com seu intelecto - a intuição, o senso comum
sobre o qual estamos falando aqui, é nutrido com a medula espinhal. A intuição, o senso
comum, alimenta os cinco sentidos, e todos os sentidos relacionados com a medula espinhal,
oVav .

Na medula espinhal, temos as sete igrejas. Por que o livro do Apocalipse chama os sete
chakras da medula, as sete igrejas de Assiah? O que é uma igreja? Existem muitas igrejas
bonitas, templos, etc das diferentes religiões; se os adeptos dessas religiões realmente
praticassem o que pregam, aqueles templos, sinagogas, mesquitas ou quaisquer templos de
qualquer religião reuniriam Cristo. Não importa que nome você dê a essa força, se você não é
cristão, não precisa chamá-lo de Cristo; é Ahura-Mazda, é Krishna, é Osíris ... Os egípcios
chamam o Absoluto Solar, junto com a Trindade, Osiris-Ra. Ra é a luz solar. Mas, hoje em dia,
ignorantes pensam que os egípcios eram tão ignorantes, que estavam adorando o sol
físico. Não, eles sabiam que o Sol era o corpo físico de um desses Sóis, do Absoluto Solar, que
eles chamavam de Ra. É por isso que Osíris era "sombrio", eles o chamavam de escuroDeus ; se
você olhar para qualquer foto de Osíris, ele está escuro. Por quê? Porque essa luz é escura
para os nossos olhos. Osiris é um Deus sombrio para nós, porque não vemos essa luz.

Agora, quando essa luz desce, e depois se desdobra em Osíris-Isis-Aurus (Hórus) ... você vê
isso? AURUS, é a luz. Osíris-Ísis-Hórus é a Trindade, mas há outra Trindade ... há muitas
Trindades que estão na Teosofia, ou na Cabalá , que temos que entender: Osíris-Ísis-Hórus é a
Trindade de Briah, o mundo da criação. Acima disso é outra Trindade; e nós estamos
mostrando isso com a palavra Hei .

Audiência: Falando sobre isso, minha pergunta, me corrija se eu estiver errado, mas sobre o
incriado. Então, nós temos Kether - Chokmah - Binah . Então, do meu entendimento, isso é Pai-
Mãe-Filho; o Ain Soph Aur é Cristo, e o Ain Soph é a mãe não-manifestada, e o Ain é ...

Instrutor: O Pai não manifestado. Ain, o pai incriado; o Ain Soph, a mãe incriada; e o Ain Soph
Aur, o Filho incriado, o terceiro Aspecto Abstrato do Absoluto. Nós afirmamos, como o Mestre
Samael declarou; quando nos auto-percebemos como Cristos, quando Jesus Cristo, como
arquétipo, se desenvolve completamente em nós, então entramos no Exército da Voz, o
Exército do Logos, a Palavra. Esse exército é formado por muitos milhões de Mestres auto-
realizados. Não só deste sistema solar, mas também de muitos sistemas solares. Eles se
tornam um e todos juntos são o Filho; o Filho do Sol

Se aquele iniciado do Absoluto Solar, se aquele Barbelo - você também pudesse chamá-lo de
Barbelo, individualmente falando ... mas Barbelo é algo expandido, está além do infinito. Todo
Senhor, todo infinito tem seu próprio Barbelo. A união de muitos Barbelos é o Barbelo, o
Absoluto Solar - queria entrar no ventre da Mãe não-manifestada, eles podem fazer isso
depois de penetrar em Aur, o Aurus, Horus. Você tem que ser um Aurus para entrar no Ísis
não-manifesto. E, do Isis não-manifesto, o Ain Soph, muitos iniciados se preparam para entrar
no Ain, o seio do Pai, que está além do Ain Soph. Quantos Mestres conseguem entrar no seio
do Pai, o Ain? Muito pouco. Mas há alguns; Mestre Jesus de Nazaré é o único exemplo que
encontramos aqui.

Mestre Samael Aun Weor nos ensinou isso quando ele estava vivo; Fiz o grande trabalho três
vezes e, em épocas anteriores, penetrei apenas no Ain Soph. Eu quero que desta vez entre no
Ain, mas isso depende da vontade do meu Deus . O único que conheço que penetrou no Ain, e
depois saiu para nos ajudar, é o Mestre Aberamentho, Jesus de Nazaré.

Imagine o nível de interpenetração que o Mestre Jesus tem ... é enorme. E esse é
precisamente o objetivo; para desenvolver esse nível de intuição, de Consciência , porque não
é como se somente ele pudesse alcançar isso, e que nós não somos capazes disso. Somos
capazes de conseguir isso também. Ele não começou no nível em que está agora. Ele começou
como qualquer um de nós. Claro, ele é um mestre de muitos dias cósmicos anteriores, e agora
ele está se manifestando como Paramarthasatya neste dia cósmico; mas ele lutou por isso.

E, claro, temos que ter paciência, porque pouco a pouco podemos penetrar em todos os
firmamentos. Ou, diremos, na língua Nahua, podemos penetrar em todos os Teuhtlampas,
infinitos. Essa é uma bela palavra, Teuhtlampa. Damos ao encontro de muitas galáxias o nome
"infinito" - não há nome real para isso, em inglês. Mas, na língua asteca, eles chamam de
Teuhtlampa, e chamam o espaço de Omeyocan - e assim usamos essas palavras, porque não
há nenhuma em inglês. Inglês é apenas para Ing-Land, Hyperborea, a terra do sol.

Audiência: O embrião áurico se desenvolve em Aurus?

Instrutor: Sim O embrião áurico é o próprio Aurus, investido dos corpos solares e não
possui ego .

Audiência: Então, o verdadeiro Aurus é ...

Instrutor: o embrião áurico. É a conclusão de todo o trabalho. Como um Aurus, entramos no


Ain Soph Aurus, o Ain Soph Aur.

Audiência: Você poderia explicar o primeiro slide com o extrato da Pistis Sophia, mencionando
que apenas um elemento é trazido de Barbelo, e que os outros são da tesouraria da Light?

Instrutor: Bem, o primeiro slide diz:


“E Jesus - isto é Aberamentho - disse aos seus discípulos:“ Em verdade vos digo que, quando eu
vim, não trouxe nada ao mundo, senão este fogo, esta água, este vinho e este sangue. Eu
trouxe a água e o fogo para fora da região da Luz das luzes do Tesouro da Luz; e trouxe o vinho
e o sangue da região de Barbelo.

O fogo é o Barbelo. O tesouro da Luz é o Barbelo. Estes são títulos diferentes para a mesma
coisa; o que é o Tesouro da Luz? É o Barbelo. Ele os nomeia de diferentes maneiras para
entendermos ... o que é o Tesouro da Luz? É o Absoluto Solar. Onde está o Tesouro da Luz,
fisicamente em nós? Onde está o Solar Absolute, Barbelo, em outras palavras, em nós? Onde
em nós podemos extrair a luz? Os órgãos sexuais, a genitália. Lá é onde encontramos a região
de Barbelo, em nós. Então, se ejacularmos a energia solar, a energia sexual, permaneceremos
na escuridão. Mas, se a transmutarmos, fazemos essa permutação, obviamente a luz solar vai
brilhar em nós, porque o Barbelo estará conosco, em diferentes níveis ... de acordo com o
nosso nível de iniciação. Aqueles que fornicam se tornam Belzebu. Há muitos anjos caídos
cujos nomes contêm a palavra Bel ... Belial. Isso não significa que esses nomes sejam
negativos. Não, esses são os nomes dessas Mônadas, mas obodhisattva caiu, infelizmente. É
por isso que, quando você estuda esses nomes, você tem que entender que existem muitos
anjos caídos que têm Bel no início de seu nome. Mas, lembre-se que Jesus nasceu em Beth-
Lehem, Bel-en, e ele é o filho de Bel. Então, há muitas maneiras de entender isso.

Audiência: Quando você diz a palavra Belém, vem a mim a oração do Senhor; "o pão nosso de
cada dia nos dai hoje."

Instrutor: Esse pão diário da oração do Senhor não é o pão que comemos fisicamente. Significa
que o Bel é a luz: "dá-nos essa luz, que é nosso pão de cada dia em nossa meditação ". Nos dê
este dia, esse Bel, o pão.

Quando nos alimentamos com esse pão, que é simbolizado no ritual da Eucaristia, você leva a
luz solar em você, através de sua boca. Nós nos alimentamos com a luz solar de várias
maneiras. Mas, o ritual da Eucaristia, quando celebrado por alguém que verdadeiramente
segue Barbelo, é poderoso. Isso depende do padre.

Audiência: Seth tem dois significados diferentes?

Instrutor: Bem, Seth é a luz negra. Seth era o irmão de Osíris, de acordo com a mitologia
egípcia, e Seth matou Osíris, que é a luz solar. Se você entende o significado de Seth, você
entende como ele o matou e o cortou em vários pedaços; porque ele queria ser o rei daquele
reino, e assim cortou Osiris em 13 pedaços, e espalhou-os no Nilo. Então, Ísis reuniu todas
essas peças, a fim de ressuscitar Osíris, com a ajuda de Hórus. Ela colecionou 12 pedaços e
havia uma parte eles não puderam achar; o 13º. E qual foi a 13ª parte de Osíris que eles não
conseguiram encontrar? A genitália, porque todas as coisas luxuriosas já estavam mortas
dentro dele. Ele ressuscitou na luz. Na mitologia egípcia, Seth tem dois significados; positivo e
negativo, depende do ângulo a partir do qual você estuda essas coisas.

Agora, na Bíblia, Seth é semelhante a Jesus Cristo, dessa forma. Mas, se falar sobre isso do
ponto de vista egípcio, tem outro significado.

Muito obrigado.