Você está na página 1de 6

PROJETO DA FUNDAÇÃO DO ELEVADOR

ELEVADOR CREMALHEIRA SC200

O presente Projeto de Fundação desenvolvido pela empresa SOLID RENTAL


LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS, situada à Av. Juscelino Kubistcheck, Quadra 10, Lt
09/10/27 e 28 – S/N, Setor Vila Maria, Aparecida de Goiânia/GO, engenheiro mecânico
RAFAEL FILIPE LAPORENE DUTRA, CREA 28614/V, visando o dimensionamento
da fundação para receber o elevador cremalheira SC 200.
FUNDAÇÃO

1) Dados Iniciais

A fundação do elevador deve atender a exigência do projeto e de regulamento de


segurança local.
A carga na fundação não pode ser menor que P. Obs.:Drenagem cuidadosa é necessária
ao redor da fundação.

Cálculo da Carga Estática na Fundação

 Cálculo do peso total

G = GC + GE + GM + GCW + GR (kg)

EX. SR200, H=100m:

GC: Peso da caixa → 2000kg/conjunto

GE: Peso do anexo → 1480kg/conjunto

GM: Peso do mastro → 170kg/peça

GW: Peso do contrapeso →1200kg/peça

GR: Carga nominal → 2000kg/conjunto

G = GC + GE + GM + GCW + GR

G = 2000 + 1480 + (66×170) + 2000

G = 16700 kg

 Cálculo da carga estática na base

P=nG, n: Fator do cálculo

Considerando o cálculo errado da carga dinâmica, o peso bruto e a pressão da ação de


carga de vento na base, considere n=2 e P=2G=33400 kg. Assim, coloque a fundação de acordo
com a pressão máxima suportada acima de 33400 kg, pode acontecer utilizando a solicitação.

Observação: O solo sob a fundação de concreto deve suportar uma pressão de mais que
0,15MPa.

2) Preparação da Base

Altura I:
 Placa de concreto no chão.
 Vantagem: não é necessária a drenagem.
 Desvantagem: Soleira alta.

Altura II:

 Placa de concreto iguala-se com o chão.


 Vantagem: Drenagem necessária.
 Desvantagem: Soleira, usada em combinação com uma ponte de madeira
simples, que é construída no nível da soleira.

Altura III:

 Placa de concreto abaixo do nível do chão.


 Vantagem: Chão nivela-se à base de assentamento da cabine.
 Desvantagem: Alta corrosão se ficar água na base. Requer drenagem
cuidadosa.
Altura IV:

 Conforme. Altura. III, utilizada para o dispositivo de guia do cabo do tipo


B.

Observação: Alt. I ~ III serão usadas para cesta do cabo um dispositivo de guia de cabo do
tipo A.
Fundação – Cabine simples:

DIMENSÕES DO
Tipo DISTÂNCIA L A B H
ELEVADOR(L X W)
Conexão II 2900 ~ 3600
Conexão III 1800 ~ 2100
SC 200 3000;1300 4000 3600 300
Conexão IV 1800 ~ 2500
Conexão V 2250 ~ 2500

1. A carga na fundação deve ser acima do P.


2. O chão abaixo da fundação deve aguentar pressões acima de 0,15MPa.
3. Na fundação: barra de aço de dois níveis com um diâmetro de 12mm ligada vertical e
horizontalmente, o intervalo deve ser de menos que 200 mm.
4. A distância L é determinada pelo tipo de conexão.
5. Escolha a forma e a dimensão da fundação em linha com a especificação da caixa.
6. O parafuso incorporado exposto deve estar 150 mm mais alto que a superfície da fundação, o
erro do intervalo entre os parafusos deve ser menor que 2 mm.
7. A fundação é fundida por concreto C30 e a planura: [ilegível].
8. Fornecida com drenagem ao redor da fundação, não são permitidos canais ou buracos encobertos
embaixo da fundação.
9. Não é permitida nenhuma barreira acima da fundação e a linha de alta voltagem não é permitida
próximo à fundação.
DADOS ELÉTRICOS

Requisitos para o abastecimento de energia no local de instalação do elevador para construção são
demonstrados como segue:

Tensão de alimentação: AC, trifásico de cinco fios, 380V ± 5%;


Frequência: 50HZ;
Capacidade da fonte de alimentação: ≥60KVA;
Disjuntor: 100 Amp.

FORÇA DE REAÇÃO NA PAREDE (F)


A força na parede pode ser calculada a partir da seguinte fórmula (KN)
F= L x 0,021 (KN)
Para uma distância L = 1900mm
F = 1900 x 0,021 = 39,9 KN

Goiânia, 18 de Junho de 2019.

_________________________________________ _____________________________
Rafael Filipe Laporene Dutra Assinatura do Responsável pela Obra
Engenheiro Mecânico/Segurança do Trabalho
Responsável Técnico Solid Equipamentos
CREA – GO – 28614/V

Interesses relacionados