ICMS – Escrituração Fiscal - Substituição Tributária

http://www.portaltributario.com.br/guia/clientes/i...

ICMS – ESCRITURAÇÃO FISCAL - SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA As normas básicas de escrituração, relativas ao regime de substituição tributária, se encontram respaldadas no
Ajuste SINIEF 04/1993 e alterações posteriores.

PROCEDIMENTOS DO SUBSTITUÍDO (COMPRADOR) Nota Fiscal O contribuinte substituído, na operação que realizar, relativamente à mercadoria recebida com imposto retido, deverá emitir documento fiscal de subsérie distinta ou única, sem destaque do imposto, contendo, além dos demais requisitos, a seguinte declaração "Imposto retido por substituição - Convenio ICMS nº ____". Escrituração dos Documentos de Entrada e Saída O contribuinte substituído, relativamente às operações com mercadorias recebidas cujo imposto tenha sido retido, deverá escriturar no livro Registro de Entradas e no livro Registro de Saídas, na forma prevista no Convênio s/nº, de 15.12.1970, utilizando a coluna "Outras", respectivamente, de "Operações sem Crédito do Imposto" e de "Operações sem Débito do Imposto". Deverá ser indicado, na coluna destinada a "Observações", o valor do imposto retido, ou, se for o caso, na linha abaixo do lançamento da operação própria. PROCEDIMENTOS DO SUBSTITUTO (VENDEDOR) Escrituração dos Documentos de Saída O sujeito passivo por substituição deve escriturar no livro Registro de Saída os correspondentes documentos fiscais, observando: a) nas colunas próprias, os dados relativos à sua operação, na forma prevista no Convênio s/nº, de 15.12.1970 (SINIEF); b) que os valores relativos ao imposto retido e à respectiva base de cálculo serão lançados na linha abaixo do lançamento da operação própria, sob o título comum "Substituição Tributária" ou o código "ST". Os valores constantes nas colunas relativas ao imposto retido e à sua base de cálculo deverão ser totalizados no último dia do período de apuração para lançamento no livro Registro de Apuração do ICMS, separadamente por: a) operações internas e b) operações interestaduais. Devoluções Ocorrendo devolução ou retorno de mercadoria que não tenha sido entregue ao destinatário, cuja saída tenha sido escriturada, o sujeito passivo por substituição deverá lançar no livro Registro de Entradas: a) o documento fiscal relativo à devolução, com utilização das colunas "Operações com Credito do Imposto", na forma prevista na legislação; e b) os valores relativos ao imposto retido e à respectiva base de calculo, lançados na linha abaixo do lançamento da operação própria, sob o titulo comum "Substituição Tributaria" ou o código "ST". Os valores constantes na coluna relativa ao imposto retido serão totalizados no último dia do período de apuração,

1 de 2

27-09-2010 10:38

os quadros "Débito do Imposto". do Ajuste SINIEF 04/1993 prevê que o sujeito passivo por substituição deverá entregar guia de informação e apuração do imposto relativamente ao ICMS retido.Substituição Tributária http://www.Substituição Tributária Clique aqui se desejar imprimir este material. o registro deverá ser realizado em folha subseqüente às operações internas.Aspectos Gerais SIMPLES NACIONAL . nas colunas "Base de Calculo" (para base de calculo do imposto retido). no campo “Por Saídas com Débito do Imposto”. no último dia do respectivo período.com. para lançamento no livro Registro de Apuração do ICMS. Livro Registro de Apuração O sujeito passivo por substituição deverá apurar os valores relativos ao imposto retido. cláusula 8a. no que couber.Substituição Tributária . c) para as operações interestaduais.relativamente às operações internas.. Guia de Informação e Apuração do Imposto GIA-ST O parágrafo único. II . "Crédito do Imposto" e "Apuração dos Saldos" devendo lançar: a) o valor totalizado das colunas relativas ao imposto retido e à sua base de cálculo. Os valores serão declarados ao Fisco.. no livro Registro de Apuração do ICMS. com a indicação da expressão "Substituição Tributaria". TÓPICOS RELACIONADOS Veja também os seguintes tópicos relacionados ao tema: ICMS . identificando a Unidade da Federação na coluna "Valores Contábeis"). Em decorrência foi instituída a GIA-ST a ser utilizada para a informação e apuração do ICMS devido por substituição tributária à unidade federada diversa daquela do domicílio fiscal do substituto. separadamente dos valores relativos às operações próprias: I . Clique aqui para retornar.portaltributario. b) o valor totalizado das devoluções no campo "Por Entradas com Crédito do Imposto". em folha subsequente à destinada a apuração relacionada com as suas próprias operações. por meio de listagem a que se refere a clausula 13a (décima terceira) do Convênio ICMS 81/1993.br/guia/clientes/i. "Imposto Creditado" e "Imposto Debitado" (para imposto retido. Os campos e detalhes de preenchimento se encontram especificados na cláusula 10a.Índice 2 de 2 27-09-2010 10:38 .ICMS – Escrituração Fiscal . detalhando os valores relativos a cada Unidade da Federação nos quadros "Entrada" e "Saída". Guia Tributário .relativamente às operações interestaduais. pelos valores totais. do Ajuste SINIEF 04/1993 . utilizando.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful