Você está na página 1de 4

FACULDADE MATER DEI

CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA CIVIL

CLEIDIANE MASSAROLI
FRANCILVIO ROBERTO ALFF

RESENHA

PATO BRANCO, PR
2017
CLEIDIANE MASSAROLI
FRANCILVIO ROBERTO ALFF
ENGENHARIA CIVIL - 3° PERÍODO - NOTURNO

RESENHA

Trabalho apresentado ao Curso de Engenharia Civil,


Faculdade Mater Dei, como atividade avaliativa da
disciplina de Metodologia Cientifica.

Professor(a): Marlete Outeiro


PATO BRANCO, PR
2017

História breve da Engenharia Civil Pilar da Civilização Ocidental

Maria Fernanda Rollo, Professora do Departamento de História da Faculdade


de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, publicou na revista
Ingenium N°. 100 – Julho/Agosto de 2007, uma resenha do livro “História Breve da
Engenharia Civil Pilar da Civilização Ocidental” que explica como surgiu a
Engenharia através dos tempos, partindo dos engenhos e dos construtores da
antiguidade passando pela Idade Moderna até a Revolução Industrial onde o avanço
tecnológico e científico de tal fez surgir o Engenheiro Civil para absorver a demanda
que tantos avanços trouxeram, antes mesmo da institucionalização universitária dos
cursos de engenharia. O livro também aborda a evolução da engenharia através dos
anos, as edificações, obras pré-históricas, qual o contexto da engenharia em cada
civilização e como toda a evolução desse ramo influenciou nossa sociedade e
civilização contemporânea.

Segundo Rollo, a obra “História breve da Engenharia Civil, Pilar da civilização


moderna”, aborda acontecimentos cronológicos que compõem a história da
Engenharia Civil e sua importância de fronte ao desenvolvimento das civilizações
ocidentais, traçando em específico a jornada de institucionalização legal do curso de
Engenharia Civil em Portugal, culminando por seu fim com a criação em 1910 da
Escola de Engenharia da Academia Politécnica do Porto, que em 1926 foi
reconhecida como Faculdade de Engenharia. Ao mesmo passo das evoluções
acadêmicas ocorridas em Porto durante as décadas de 1910 e 1920, desenvolveu-
se também em Lisboa a institucionalização do curso de Engenharia Civil através da
criação do Instituto Técnico, tento como curador e idealizador o Engenheiro Alfredo
Bensaúde.

Diante dos argumentos apresentados pela autora, o conteúdo apresentado na


obra resenhada é de importância incontestável para entendermos as contribuições
históricas das ciências relacionadas às engenharias ao longo dos séculos para o
desenvolvimento evolutivo da civilização e da sociedade, ao ponto de concretizar à
realidade que podemos presenciar hoje em nosso meio.
A obra é de grande importância para ingressos das faculdades de
Engenharia, pois aborda como os mestres e construtores da antiguidade
conseguiam erguer obras monumentais sem os cálculos usados atualmente, como
conseguiam através do conhecimento empírico levantar pedras e deslocar blocos e
quais suas técnicas de estruturação. A sociedade como a vemos hoje é
conseqüência de anos de avanço de materiais e técnicas construtivas no ramo das
Engenharias.