Você está na página 1de 18

Coleção

Harmonia
 Essencial
A Gramática da Música
Volume 5 parte 1

5 Prof. Silvio Ribeiro


contato@harmoniaessencial.mus.br -1-
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!! (19) 9-9635-9402

Apresentação
Bem-vindo à série “Harmonia Essencial – A Gramática da música”.

Permita-me entrar em sua casa amigo. Primeiramente, muito obrigado por adquirir este material.
Tenho absoluta certeza que será de grande valia e que agregará aos seus estudos e pesquisas
sobre este mundo da música.

A coleção “Harmonia Essencial – A Gramática da música”, faz uma analogia ao estudo da


gramática linguística, ou seja, o ensino de um idioma, com os conceitos do idioma da música, ou, a
gramática da música. Na era da internet, somos bombardeados de informações que, por vezes,
são “jogadas” aleatoriamente ao estudante que pesquisa determinado assunto. Na música não é
diferente, desta maneira, os livros “harmonia essencial” trazem uma sequência lógica a ser
estudada, assim como aprendemos inicialmente o alfabeto, as estruturas das palavras, a
ortografia, até chegar ao ponto de escrever, ler e falar algum idioma a ser estudado. Assim,
aprenderemos inicialmente o alfabeto da música, as sílabas e palavras musicais, até o ponto de
entendermos, escrevermos, e falarmos o idioma musical, ajudando a você, apaixonado pela
música, adquirir um vocabulário musical para harmonizar suas próprias canções além de obter as
ferramentas necessárias para analisar, re-harmonizar, sofisticar e improvisar sobre as canções que
gosta, e, automaticamente, melhorar sua performance em seu instrumento, ou seja, um livro
totalmente praticável.

A coleção “Harmonia Essencial – A Gramática da música” não têm o intuito de lhe ensinar a
linguagem do jazz, samba, bossa nova ou rock, mas sim, possui as ferramentas necessárias, dando-
lhe um sólido alicerce para que, posteriormente aos estudos destes livros, busque especialização
no estilo que mais lhe agrada.
Gostaria realmente que estudasse com calma, resolvendo os exercícios para que os assuntos
sejam melhores compreendidos e fixados, lembrando que, não é um “curso” que aprenderá a
linguagem musical em “45 dias”, “7 semanas” ou algo do tipo, levaram-se anos para escrever estes
materiais, e, portanto, não será compreendido em poucos dias, no entanto, convido-o a estudar e
se divertir em cada etapa dos livros, buscando colocar cada assunto em prática em seu
instrumento.

Um dos materiais mais completos e didáticos da atualidade sobre o assunto, acompanha áudio das
partituras e canções a serem analisadas além das vídeo-aulas, indicado para todos os
instrumentos. Conte também com nosso apoio técnico para sanar possíveis dúvidas agendando
uma aula presencial ou online.

De seu Amigo e professor

“Quem vence sem riscos triunfa sem glória”


Dr. Augusto Cury

“Dedicado especialmente a
José Ribeiro e Silvanira Ribeiro”


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br -2-
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!! (19) 9-9635-9402

Tópicos abordados neste livro:


- Capítulo 1 – Modos: As Sílabas ordenadas da escala menor _______ Pág 4

- Yo soy latino - Um pouso sobre o Mambo Pág ______________ 32

- Padrões das escalas menores Pág ___________________ 33

- Capítulo 2 Preparações em tonalidade menor: Os Verbos Pág __________36

- Yo soy latino - Um pouco sobre o Maracatu Pág _____________ 69

- Substituição por SubV7 Pág ______________________ 70

- Sites de Referência Pág____________________ 91

Após o estudo deste livro você será capaz de:


- Compreender os modos da tonalidade menor e seus respectivos padrões no
instrumento, assunto de extrema importância onde também entenderemos de
maneira prática as notas de tensões do acorde e da escala, evitadas etc...
- Compreender as peculiaridades das preparações V7; SubV7 e suas respectivas
escalas; como utilizá-las para embelezamento harmônico em relação à tonalidade
menor.

Este material abrirá o caminho do entendimento sobre a tonalidade menor,


principalmente a área dos modos, matéria que ajudará e muito a compreensão dos
tipos de acordes utilizados em tonalidade menor, assim como suas EV’s e tensões,
e com o estudo dos verbos musicais, suas canções, re-harmonizações e análises
irão realmente ficar mais ricas. Além disso, iremos conhecer os estilos latinos
Maracatu e Mambo na série Yo soy latino.

#VemComigo


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br -3-
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!! (19) 9-9635-9402

Introdução capítulo 1

Modos
As sílabas ordenadas da escala menor

No estudo das “7 sílabas” analisamos que as escalas diatônicas maiores e menores


possuem “7” notas sem repetições. Nesse instante, assim como fizemos com a
escala maior, analisaremos os modos, uma maneira diferente e única de se
rearranjar as notas da escala menor formando assim, os “Modos da escala menor”.

Observe as “sílabas” (notas musicais) a seguir:

Lá – Si – Dó – Ré – Mi – Fá – Sol#

Ré – Mi – Fá – Sol# – Lá – Si - Dó

Repare que ambas as sequências possuem as mesmas “sílabas” (notas), porém,


iniciadas com “sílabas” tônicas diferentes, sendo provenientes de uma mesma
escala. Assim, cada modo de se rearranjar as sílabas da escala menor formará uma
palavra (ou acorde) específica, porém dentro de uma mesma tonalidade ou contexto
harmônico.

Assista em
#Aula23
www.harmoniaessencial.mus.br/cursos

www.harmoniaessencial.mus.br

www.harmoniaessencial.mus.br/cursos Ensino a distância

contato@harmoniaessencial.mus.br
(19) 9-9635-9402
Entre em contato conosco e
Harmonia_essencial_oficial
nos acompanhe nas redes
Harmonia Essencial sociais!!

www.harmoniaessencial.mus.br/blog

Harmonia essencial


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br -9-
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!! (19) 9-9635-9402

Exemplos em Lá menor harmônico:

Diminuto da menor harmônica


Lídio #9
Mixolídio b9 b13
#
#

Eólio 7M
Lócrio 13M
Jônico #5
Dórico #11
Modos
Eólio 7M Lá Si Dó Ré Mi Fá Sol#
Lócrio 13 Si Dó Ré Mi Fá Sol# Lá
Jônico #5 Dó Ré Mi Fá Sol# Lá Si
Dórico #11 Ré Mi Fá Sol# Lá Si Dó
Mixolídio b9 b13 Mi Fá Sol# Lá Si Dó Ré
Lídio #9 Fá Sol# Lá Si Dó Ré Mi
Dim. Menor h. Sol# Lá Si Dó Ré Mi Fá

• Eólio 7M - Modo menor harmônico (I grau – Im(7M) )

1 T9 b3 T11 5 b6 7M

Este Modo é parecido com o modo eólio da menor primitiva, exceto pelo VII grau
(7ªM). Possui a 6ªm como EV por formar intervalos de 9ªm com a NO anterior (5ªJ).

Para acordes do tipo Xm(7M) é preferível o uso do primeiro modo da menor melódica
pois não possui EV´s. Veremos logo a seguir.

• Lócrio 13ªM (II grau – Bm7(b5) )

1 b9 b3 T11 b5 T13 7


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br - 14 -
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!! (19) 9-9635-9402

Obs.: É um modo com função dominante muito frequente resolvendo em acordes


menores, como já estudamos em “Acordes diminutos” em “Volume 3 - parte 2”.
X° Ym

Escala diminuta da menor harmônica

Obs.2 Lembrando que a escala diminuta da menor harmônica não é simétrica, assim,
possui 12 escalas diferentes, distintamente da escala simétrica diminuta, esta, possui
somente “3 originais” e o restante são desdobramentos destas (Volte em “Acordes
diminutos” no “Volume 3 - parte 2” e reveja o assunto). Dessa maneira, a
substituição de acordes diminutos equivalentes provenientes da escala diminuta da
menor harmônica é válida, porém sob análise da melodia para que não haja conflito
com o acorde diminuto equivalente.

1.3 Modos derivados da “Escala Menor melódica”

Como já analisamos, na prática, os acordes mais usuais da tonalidade menor melódica


são o Im(7M); Im6; bIII7M(#5) e IV7 :

Im(7M) IIm7 bIII7M(#5) IV7 V7 VIm7(b5) VIIm7(b5)


Im6

Os modos dos demais acordes serão utilizados como “escalas substitutas” para tal
categoria de acorde. Veremos a seguir com exemplos em Lá menor melódico:
Superlócrio ou alterada
Lócrio 9M
Mixolídio b13
# #

# #

Menor melódico
Dórico b9
Lídio #5
Lídio b7
Modos
M. melódico Lá Si Dó Ré Mi Fá# Sol#
Dórico b9 Si Dó Ré Mi Fá# Sol# Lá
Lídio #5 Dó Ré Mi Fá# Sol# Lá Si
Lídio b7 Ré Mi Fá# Sol# Lá Si Dó
Mixolídio b13 Mi Fá# Sol# Lá Si Dó Ré
Lídio 9M Fá# Sol# Lá Si Dó Ré Mi


Alterada Sol# Lá Si Dó Ré Mi Fá#

D´ Harmonia Essencial Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br - 24 -
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!! (19) 9-9635-9402

Principais escalas que podem ser utilizadas sobre tipos de acordes:

• Xm7 Escala eólia / Dórica

• Xm(7M) / Xm6 Escala menor melódica

• X7M Escala Jônica / Lídia

• X7M(#5) Escala Lídia #5

𝟗
• X7(𝟏𝟑 ) Escala Mixolídia

𝒃𝟗
• X7(𝒃𝟏𝟑 ) Escala Mixolídia b9 b13

• X7(#11) Escala Lídia b7

• X7(alt) Escala Alterada

• Xm7(b5) Escala Lócria / Lócria 9ªM / Lócria 13ªM

• X° Diminuta da menor harmônica (Para aqueles com fç. Dominante


e que resolvem em acordes menores. Veja “Acordes diminutos” no “Volume 3 - parte 2”)

Concluindo:
- O campo harmônico menor primitivo gera determinados modos e todos estes são
utilizados, porém, não possui dominante, sendo assim, fora criada a escala menor
harmônica.

- A menor harmônica gera o V7 dominante, responsável pela tensão e o retorno para


o I grau, porém, seus modos, ou seja, suas escalas, não são utilizáveis, na verdade,
como já dito anteriormente, a escala menor harmônica é “boa” para gerar os acordes
(Dominantes), por isso é denominada “Harmônica” (“BOA” para a harmonia).

- Assim, fora criada a menor melódica, onde, como o próprio nome diz, é boa para a
parte melódica, ou seja, escalas. Assim, quase todos os seus modos ou escalas são
utilizadas, no entanto, são utilizadas como escalas substitutas, ou seja, sobre
determinados tipos de acordes e não especificamente sobre seus acordes de origem,
na verdade, o campo harmônico menor melódico não gera por si só acordes
responsáveis por criar uma tonalidade menor específica, por isso a importância da
junção das 3 escalas estruturais menores, uma complementa a outra.


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br - 33 -
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!! (19) 9-9635-9402

1.4 Padrões dos modos das escalas menores

Analisamos no “Volume 3 - parte 1” os padrões dos modos da escala maior no braço


da guitarra/violão. Neste momento, iremos analisar os padrões dos modos das
escalas menores e irá perceber que há uma pequena diferença entre ambos,
facilitando o estudo. Os modos provenientes da menor primitiva serão os mesmos
modos da escala maior iniciado pelo VI grau como já analisamos. São eles: Eólio,
Lócrio, Jônico, Dórico, Frígio, Lídio, Mixolídio. Volte ao material e relembre-os.

Sendo assim, nesta etapa vamos identificar os padrões dos modos da escala menor
harmônica e menor melódica. Iremos nomear os padrões como “Padrão 1”, “Padrão
2” ... de acordo com seu respectivo grau na escala, assim, teremos 7 padrões em
cada.

Obs.: Padrões são modelos fixos de escalas (ou desenhos, shapes) que se encontram
em toda extensão do instrumento.

1.4.1 Padrões dos modos referentes à Menor Harmônica

Padrão 1 (parecido com modo eólio, iniciando pelo I grau da escala)


1 2 4
1 3 4
1 2 4
1 2 4
1 3 4
1 3 4
Padrão 2 (parecido com modo Lócrio, iniciando pelo II grau da escala)
1 2 4
1 2 4
1 3 4
1 3 4
1 2 4
1 2 4
Padrão 3 (Parecido com modo Jõnico, iniciando pelo III grau da escala)
1 3 4
1 3 4
1 2 4
1 2 4
1 3 4
1 2 4


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br
- 49 -
(19) 9-9635-9402
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!!
Introdução capítulo 2

Preparações em tonalidade menor


Os Verbos

Verbo é a palavra que expressa processos, ação, estado, mudança de estado,


fenômeno da natureza, conveniência, desejo de existência. Desse modo, enquanto
os nomes (substantivo, adjetivo) indicam propriedades estáticas dos seres, o verbo
denota os seus movimentos, por isso sua característica de dinamicidade.
O verbo pode indicar, entre outros processos:

• ação (correr);
• estado (ficar);
#Aula24
• fenômeno (chover);
Assista em
• ocorrência (nascer);
www.harmoniaessencial.mus.br/cursos
• desejo (querer).

Assim, em termos musicais, considero os verbos como sendo os acordes


dominantes, isso, por possuírem propriedades que geram ação, movimento,
dinamicidade ao contexto harmônico. São acordes que “pedem” resolução,
que necessariamente, e, de certa forma, naturalmente, caminham no sentido dos
acordes de repouso.

Os principais acordes dominantes são o “V7” e o “SubV7” primários e secundários,


que, assim como os verbos nos termos da gramática linguística, também possuem
suas propriedades na gramática musical.

Nesta etapa, iremos estudar tais tipos de acordes no contexto harmônico menor.

www.harmoniaessencial.mus.br

www.harmoniaessencial.mus.br/cursos Ensino a distância

contato@harmoniaessencial.mus.br
(19) 9-9635-9402
Entre em contato conosco e
Harmonia_essencial_oficial
nos acompanhe nas redes
Harmonia Essencial sociais!!

www.harmoniaessencial.mus.br/blog

Harmonia essencial


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br
- 55 -
(19) 9-9635-9402
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!!
- A cifra analítica está relacionada com o grau pertencente do acorde na respectiva
tonalidade:

Im7 bIII7M(#5) bVII7 IVm7 V7 Im6


|| Am7 | C7M(#5) | G7 | Dm7 | E7 | Am6 ||

Obs.: Os dominantes diatônicos da tonalidade possuem função dupla e podem ser


analisados nas duas maneiras:

Im7 bVI7M bVII7 bIII7M IV7 bVII7 Im6


|| Am7 | F7M | G7 | C7M | D7 | G7 | Am6 ||

Ou

Im7 bVI7M V7 bIII7M V7 bVII7 Im6


|| Am7 | F7M | G7 | C7M | D7 | G7 | Am6 ||

Como já estudamos no “Volume 3 - parte 1”, os principais caminhos, ou resoluções


mais comuns do acorde de V7 são:

(1)
𝟗
V7(𝟏𝟑 ) X7M ou X7
(3)
(4)

𝒃𝟗 (2)
V7(𝒃𝟏𝟑 ) Xm7

𝟗
(1) – Resolução “V7” tradicional em acordes maiores (𝟏𝟑 ).

𝟗 Áudio 20
G7(𝟏𝟑 ) C

𝒃𝟗
(2) – Resolução “V7” tradicional em acordes menores (𝒃𝟏𝟑 ).

𝒃𝟗 Áudio 21
G7(𝒃𝟏𝟑 ) Cm

 
D´ Harmonia Essencial Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br
- 59 -
(19) 9-9635-9402
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!!
Exemplos de trechos de canções em tonalidade menor contendo dominantes
primários e secundários:
As rosas não falam
Áudio 30
Cartola

Áudio 31


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br
- 67 -
(19) 9-9635-9402
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!!
15) (1) Verifique a possibilidade de anteceder os acordes pelos seus respectivos
V7; (2) Analise a harmonia com a cifra analítica e sinalização analítica; (3) Analise
as melodias.

a) Áudio 37
Am7 F7M E7
G7

b)
Áudio 38

c)
Áudio 39


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br
- 70 -
(19) 9-9635-9402
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!!
2.4 Resolução “SubV7” – Substituição por Trítono
Analisamos no “Volume 3 - parte 1” que o trítono é um intervalo simétrico, ou seja,
em um trítono “K – L”, a distância de “K” para “L” é a mesma de “L” para “K”.

Com isso, entende-se que um mesmo trítono pode pertencer a dois acordes
dominantes “X7” equivalentes, em um momento o “K” sendo a “3ªM” e o “L” a “7ªm”
de um determinado “X7”, e por outro lado, podendo o “K” ser a “7ªm” e o “L” a
“3ªM” de outro acorde “X7” similar.

Exemplo com o trítono “Si – Fá”:

No acorde “G7”, a nota “Si” é a “3ªM” e o “Fá” a “7ªm”. Esse mesmo trítono
interpretado inversamente (“Fá – Sí”), pertence ao acorde de “Db7”, onde a nota
“Fá” é a “3ªM” e o “Si” a “7ªm”, ou seja, os acordes “G7” e “Db7” possuem o mesmo
trítono em suas estruturas, porém, de forma inversa.

G7 Db7

7ªm 3ªM
Esse mesmo 7ªm
3ªM
trítono pode ser
analisado
inversamente

Já que ambos possuem o mesmo trítono, podemos concluir que “Db7” pode ser um
substituto de “G7” em suas respectivas resoluções e vice-versa. A esse acorde
nomeamos como “SubV7”, ou simplesmente “SubV”, ou seja, substituto do acorde
de V7.

Veja:

- O acorde de “G7” resolve naturalmente “5ªJ” abaixo em “C”; “Cm”:

G7 C G7 Cm
7ªm 7ªm
3ªM 3ªm
3ªM Fund. Fund.
3ªM


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br
- 79 -
(19) 9-9635-9402
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!!

Áudio 51

Obs.: Interpreto “E7/B” como sendo um dominante sem função de dominante, não
possuindo a intenção de resolver em A7(b13).

Sempre que a melodia permitir, podemos fazer a substituição do tradicional V7 pelo


seu substituto, ou seja, o SubV7:

a) Em relação a acordes maiores:

A escala dominante tradicional para resolução em acordes maiores, como já


estudamos, é a “Mixolídia”. Comparando-a com a escala de seu respectivo acorde
substituto “lídia b7”.
V7 SubV7
Exemplo com “G7 - C” “Db7 – C”

Sol Mixolídio
1 T9 3 4 5 T13 b7

Réb Lídio b7
1 T9 3 T#11 5 T13 b7

Note que ambas as escalas possuem “3” notas em comum:


Mixolídia Lídia b7
1 #11
3 b7


b7 3


D´ Harmonia Essencial Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br
- 87 -
(19) 9-9635-9402
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!!
8) Pela análise, escreva as cifras a partir da tonalidade. Execute todas as sequências.

a) Lá menor

IVm7 SubV7 V7/I V7 bVII7 SubV7 bIII7M SubV7 Im6


|| | | | | | | | | ||

b) Fá menor

V/7ª bVI6 SubV7/IV V7/V SubV7 bIII6 IIm7(b5) SubV7 Im(7M)


|| | | | | | | | | ||

c) Sib menor

SubV7 V7/I SubV7 bVII7 V7/3ª bVI7M/5ª SubV7 Im6


|| | | | | | | | | ||

d) Mi menor

SubV7 bVI7M SubV7 IVm7 SubV7 V7 IIm7(b5) SubV7 Im(7M)


|| | | | | | | | | ||

e) Sol menor

SubV7 IV7/5ª SubV7/bIII V7/bVI SubV7 bVII/7ª SubV7 Im(7M)


|| | | | | | | | | ||

f) Sol# menor

Im6 SubV7 IV7 SubV7/I SubV7 bIII7M V7/bVI SubV7 bVI7M/3ª


|| | | | | | | | | ||

g) Ré menor

SubV7/bVII V7 bVI7M/3ª SubV7 Im7 SubV7 V7 SubV7 Im(7M)


|| | | | | | | | | ||

h) Dó# menor

SubV7 bVI6 bIII7M/3ª SubV7 IV/7ª SubV7 IVm7 SubV7 Im7


|| | | | | | | | | ||

i) Dó menor

SubV7 bIII6/5ª SubV7/bVII IV7 SubV7 V7 Im6


|| | | | | | | | | ||


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br
- 91 -
(19) 9-9635-9402
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!!
Sites de Referência
• http://meusanimais.com.br/musica-classica-reduz-estresse-animais/
• http://www.conexaodanca.art.br/
http://www.musicacubana.com.br/ritmos.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mambo
• http://www.salsabraga.com/blog/267/historia-do-mambo
• http://guiadoestudante.abril.com.br/universidades/13-dicas-para-se-
concentrar-na-hora-dos-estudos/
• http://www.bibliotecaderitmos.com.br/ritmo/maracatu/
• https://educacao.uol.com.br/disciplinas/cultura-brasileira/ritmos-do-
brasil-samba-frevo-maracatu-forro-baiao-xaxado-etc.htm
• https://pt.wikipedia.org/wiki/Maracatu_(ritmo)
• https://dancasfolcloricas.blogspot.com.br/2011/02/maracatu.html
• https://noticias.bol.uol.com.br/bol-listas/15-curiosidades-sobre-bandas-e-
musicas-que-vao-te-surpreender.htm

Um abraço a todos e até o “Volume 5 - parte 2”


Prof. Silvio Ribeiro

Conteúdos abordados em “Volume 5 - parte 2”:

- V7 e SubV7 estendidos (Continuação)


- II cadencial em tonalidade menor – Os advérbios
- Acorde diminuto em tonalidade menor – As conjunções
- Acorde de empréstimo modal em tonalidade menor – Os empréstimos linguísticos

Com estes estudos, conhecerá o V7 e SubV7 estendidos e suas peculiaridades em relação a tonalidade
menor, conhecendo-os e aplicando-os. Entrará no mundo dos II cadenciais em tonalidade menor, as
interessantes maneiras de aplicação e suas particularidades, enriquecendo as linhas harmônicas e
melódicas de suas próprias canções, sofisticações harmônicas e re-harmonizações. Além disso,
iremos conhecer os acordes diminutos e de empréstimo modais na tonalidade menor, um assunto
fantástico e esclarecedor, com muito conteúdo e aplicabilidade. Ora, veremos os estilos latinos Zouk
e Frevo na série Yo Soy Latino, e muita curiosidade do mundo da música

#VemComigo

Harmonia Essencial – A Gramática da música

SagGezzA


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
contato@harmoniaessencial.mus.br
- 92 -
(19) 9-9635-9402
Dúvidas? Será um prazer atendê-lo (a)!!!

Sobre o autor
Silvio Ribeiro, músico, professor, escritor e empresário nasceu na região metropolitana de
Campinas-SP. Vindo de uma família de músicos, começou seus estudos no violão ainda jovem, por
volta dos 12 anos de idade com o seu pai. Sempre muito disciplinado, posteriormente teve contato
com a música erudita e deu início aos estudos na guitarra, conhecendo diversos estilos como blues,
jazz, Bossa nova, música latina entre outros.

Se interessou pelo mundo da harmonia, percebendo que o assunto era realmente fundamental para a
formação de todo musicista, considerando um manual prático a ser seguido. Dessa maneira,
começou seus longos e rotineiros estudos sobre o assunto, pesquisas em livros nacionais e
internacionais, estudando com os maestros Turi Collura, Alan Gomes entre outros.

Em 2017, lançou a série de livros “Harmonia essencial – A Gramática da música”, um dos


materiais mais completo, moderno e didático da atualidade sobre o assunto “Harmonia funcional”,
sendo livros impressos, áudios e vídeo-aulas.

Leciona há 12 anos e está em constante desenvolvimento profissional e musical, buscando novos


conhecimentos, ultrapassando seus limites e sempre aberto ao novo.

www.harmoniaessencial.mus.br

www.harmoniaessencial.mus.br/cursos Ensino a distância

contato@harmoniaessencial.mus.br
(19) 9-9635-9402
Entre em contato conosco e
Harmonia_essencial_oficial
nos acompanhe nas redes
Harmonia Essencial sociais!!

www.harmoniaessencial.mus.br/blog

Harmonia essencial


D´ Harmonia Essencial
 Prof. Silvio Ribeiro
A gramática da música
A coleção “Harmonia Essencial – A Gramática da música”, faz uma
analogia ao estudo da gramática linguística, ou seja, o ensino de um
idioma, com os conceitos do idioma da música, ou, a gramática da
música. Na era da internet, somos bombardeados de informações que,
por vezes, são “jogadas” aleatoriamente ao estudante que pesquisa
determinado assunto. Na música, não é diferente, desta maneira, os
livros “harmonia essencial”, traz uma sequência lógica a ser estudada,
assim como aprendemos inicialmente o alfabeto, as estruturas das
palavras, a ortografia, até chegar ao ponto de escrever, ler e falar
nosso idioma.
Assim, aprenderemos inicialmente
o alfabeto da música, as sílabas e
palavras musicais, até o ponto de
entendermos, escrevermos, e
falarmos o idioma musical,
ajudando a você, apaixonado pela
música, adquirir vocabulário
harmônico para harmonizar suas
próprias canções, além de obter
as ferramentas suficientes para
analisar, re-harmonizar e
sofisticar as canções que gosta, e,
automaticamente, melhorar sua
performance em seu instrumento,
ou seja, um livro totalmente
praticável.