Você está na página 1de 222

Proposta de Implantação do Curso Técnico em

Administração

Ministério da Educação

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO TÉCNICO EM


ADMINISTRAÇÃO INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO

PROEJA

Capivari
Julho / 2016

9
PRESIDENTE DA REPÚBLICA, INTERINO
Michel Miguel Elias Temer Lulia

MINISTRO DA EDUCAÇÃO

José Mendonça Bezerra Filho

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA- SETEC


Marcos Antônio Veiga Filho

REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO


Eduardo Antônio Modena

PRÓ-REITOR DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL


Whisner Fraga Mamede

PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO
Paulo Fernandes Júnior

PRÓ-REITORA DE ENSINO
Reginaldo Vitor Pereira

PRÓ-REITOR DE PESQUISA E INOVAÇÃO


Elaine Inácio Bueno

PRÓ-REITOR DE EXTENSÃO
Wilson de Andrade Matos

DIRETOR GERAL DO CÂMPUS


Waldo Luis de Lucca

10
Equipe responsável pela elaboração do Modelo de Elaboração de Projeto Pedagógico de Curso
Técnico do IFSP

PRÓ - REITORIA DE ENSINO

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA


DIRETORA DE EDUCAÇÃO BÁSICA–DEB

Cláudia Abboud Aranega


PEDAGOGAS

Anete Silva dos Santos Ferreira


Danielle de Sousa Santos
Érika de Souza Barreto
Janete da Silva Santos
Michelle Chaves da Silva
TÉCNICA EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS

Marcela K. N dos Santos


DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - DED
DIRETORA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Marilene Esquiavoni
PEDAGOGA

Suellen Oliveira da Silva


TÉCNICA EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS

Soraya Menezes de Queiroz


DIRETORIA DE PROJETOS ESPECIAIS - DPE
DIRETOR DE PROJETOS ESPECIAIS

Paulo Sérgio Garcia


PEDAGOGA

Clair Ramalho
REVISORA DE TEXTOS
Nábila Pinto Corrêa
BIBLIOTECÁRIA/DOCUMENTALISTA
Angela Halen Claro Bembem

11
RESPONSÁVEIS PELA ELABORAÇÃO DO CURSO

Conforme Portaria nº CPV.0024/2016, de 24 de fevereiro de 2016, integram a comissão


responsável pela elaboração deste PPC:

_____________________________
André Luis Della Volpe
Docente da Área de Química

___________________________
André Valente Barros Barreto
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Carlos Roberto Paviotti
Docente da Área de Informática/ Coordenador de Área

___________________________
Cleidson Santiago de Oliveira
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Elizabeth Machado Baptestini Andrade
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Everton Pereira Barbosa
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Felipe de Paula Góis Vieira
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Flávio Henrique Ferraresi
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

12
____________________________
Gianna Andréia Ferreira Gobbi
Pedagoga

_____________________________
Igor Vasconcelos Nogueira
Docente da área de Gestão

_____________________________
Isabel Cristina das Chagas Oliveira
Pedagoga

_____________________________
Leticia Pedroso Ramos
Técnica em Assuntos Educacionais

_____________________________
Marcelo Simplício de Lyra
Docente da Área do Núcleo Comum Matemática

_____________________________
Maria Amélia Ferracciú Pagotto
Docente/Coordenadora de Pesquisa e Inovação

_____________________________
Maria Elisa de Castro Almeida
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica /Coordenador de Área

_____________________________
Mauro Vanderlei de Amorim
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Paulo Renato de Oliveira Gavião
Docente/Gerente Educacional

_____________________________
Silvânia Regina Mendes Moreschi
Docente/Coordenadora de Extensão
13
_____________________________
Talita Barbosa Plantcoski Bulgraen
Psicóloga

_____________________________
Valdir Antonio Vitorino Filho
Docente da área de Gestão

Colaboraram também na elaboração do presente documento:

_____________________________
Afrânio Tenório da Silva
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Érica Maio Taveira Grande
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Irlla Karla dos Santos Diniz
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Juscelino Pereira de Souza
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Lorena Faria de Souza
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Sabrina Espino Prata
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

_____________________________
Tiago Pellim da Silva
Docente da Área do Núcleo Comum da Educação Básica

14
SUMÁRIO

RESPONSÁVEIS PELA ELABORAÇÃO DO CURSO .............................................................................................. 12

SUMÁRIO ....................................................................................................................................................... 15

1. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ............................................................................................................ 17


2. IDENTIFICAÇÃO DO CÂMPUS .................................................................................................................. 18

3. MISSÃO .................................................................................................................................................. 19

4. CARACTERIZAÇÃO EDUCACIONAL ........................................................................................................... 19

5. HISTÓRICO INSTITUCIONAL ..................................................................................................................... 19

6. HISTÓRICO DO CÂMPUS E CARACTERIZAÇÃO ......................................................................................... 21

7. JUSTIFICATIVA E DEMANDA DE MERCADO ............................................................................................. 23

8. OBJETIVOS .............................................................................................................................................. 27

8.1 OBJETIVO GERAL..................................................................................................................................... 27

8.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS.......................................................................................................................... 27

9. PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO ........................................................................................................ 28

10. REQUISITOS E FORMAS DE ACESSO ....................................................................................................... 28

11. LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA .................................................................................................................. 29

11.1. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL OBRIGATÓRIA PARA TODOS OS CURSOS .................................................. 29

11.2 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL ESPECÍFICA PARA OS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO ... 34

11.3 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PARA OS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO NA


MODALIDADE EJA .......................................................................................................................................... 35

12. ORGANIZAÇAO CURRICULAR .................................................................................................................. 37

12.2 IDENTIFICAÇÃO DO CURSO ..................................................................................................................... 40

12.3 ESTRUTURA CURRICULAR ....................................................................................................................... 42

12.4 PLANOS DOS COMPONENTES CURRICULARES ......................................................................................... 43

12.4.1 COMPONENTES CURRICULARES DE PARTE GERAL ........................................................................... 43

12.4.2 COMPONENTES CURRICULARES DA PARTE OPTATIVA ................................................................... 145

12.4.3 PARTE ESPECÍFICA ......................................................................................................................... 153

13. METODOLOGIA ..................................................................................................................................... 191

14. AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM .......................................................................................................... 191

15. ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ............................................................................................ 194

16. ATIVIDADES DE PESQUISA .................................................................................................................... 197

17. ATIVIDADES DE EXTENSÃO ................................................................................................................... 198

18. ATIVIDADES DE ENSINO ........................................................................................................................ 201

19. CRITÉRIOS DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS .................................................................................... 201

15
20. RECONHECIMENTO DE SABERES E COMPETENCIAS ............................................................................... 202

21. APOIO AO DISCENTE ............................................................................................................................. 203

21.1 ATENDIMENTO PEDAGÓGICO ............................................................................................................... 203

21.2 ATENDIMENTO PSICOSSOCIAL .............................................................................................................. 204

22. EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO- RACIAIS E HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E INDÍGENA ... 204

23. EDUCAÇÃO AMBIENTAL ........................................................................................................................ 205

24. PROJETO INTEGRADOR ......................................................................................................................... 206

25. ATIVIDADES ACADÊMICO CULTURAIS ................................................................................................... 213

26. AÇÕES INCLUSIVAS .............................................................................................................................. 215

26.1 ACESSIBILIDADE .................................................................................................................................... 216

26.2 NAPNE .................................................................................................................................................. 217

27. EQUIPE DE TRABALHO .......................................................................................................................... 218

27.1 COORDENADOR DE CURSO ................................................................................................................... 224

28. BIBLIOTECA: ACERVO DISPONÍVEL ........................................................................................................ 225

29. INFRAESTRUTURA................................................................................................................................. 227

29.1 LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA ........................................................................................................ 227

30. CERTIFICADOS E DIPLOMAS .................................................................................................................. 229

30.1 CERTIFICAÇÃO INTERMEDIÁRIA ............................................................................................................ 229

31. BIBLIOGRAFIA ....................................................................................................................................... 229

16
1. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO

NOME: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

SIGLA: IFSP

CNPJ: 10.882.594/0001-65

NATUREZA JURÍDICA: Autarquia Federal

VINCULAÇÃO: Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da


Educação (SETEC)

ENDEREÇO: Rua Pedro Vicente, 625 – Canindé – São Paulo/Capital

CEP: 01109-010

TELEFONE: (11) 3775-4502 (Gabinete do Reitor)

FACSÍMILE: (11) 3775-4501

PÁGINA INSTITUCIONAL NA INTERNET: http://www.ifsp.edu.br

ENDEREÇO ELETRÔNICO: gab@ifsp.edu.br

DADOS SIAFI: UG: 158154

GESTÃO: 26439

NORMA DE CRIAÇÃO: Lei nº 11.892 de 29/12/2008

NORMAS QUE ESTABELECERAM A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ADOTADA NO


PERÍODO: Lei nº 11.892 de 29/12/2008

FUNÇÃO DE GOVERNO PREDOMINANTE: Educação

17
2. IDENTIFICAÇÃO DO CÂMPUS

NOME: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Câmpus: Capivari

SIGLA: IFSP - CPV

CNPJ: 10.882.594/0027-02

ENDEREÇO: Av. Dr. Ênio Pires de Camargo, n0 2971 – Bairro São João Batista

CEP: 13360-000

TELEFONES (19) 3492-8585

FACSÍMILE: -

PÁGINA INSTITUCIONAL NA INTERNET: www.ifspcapivari.com.br

ENDEREÇO ELETRÔNICO: ensino.capivari@ifsp.edu.br

DADOS SIAFI: UG: 158712

GESTÃO: 26439

AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO: Resolução nº 30, de 23/12/2009

18
3. MISSÃO

Consolidar uma práxis educativa que contribua para a inserção social, para a formação
integradora e para a produção do conhecimento.

4. CARACTERIZAÇÃO EDUCACIONAL

A Educação Científica e Tecnológica ministrada pelo IFSP é entendida como um


conjunto de ações que buscam articular os princípios e aplicações científicas dos
conhecimentos tecnológicos com a ciência, com a técnica, com a cultura e com as atividades
produtivas. Esse tipo de formação é imprescindível para o desenvolvimento social da nação,
sem perder de vista os interesses das comunidades locais e suas inserções no mundo cada vez
mais definido pelos conhecimentos tecnológicos, integrando o saber e o fazer por meio de
uma reflexão crítica das atividades da sociedade atual, em que novos valores reestruturam o
ser humano. Assim, a educação exercida no IFSP não está restrita a uma formação meramente
profissional, mas contribui para a iniciação na ciência, nas tecnologias, nas artes e na
promoção de instrumentos que levem à reflexão sobre o mundo, como consta no PDI
institucional.

5. HISTÓRICO INSTITUCIONAL

O primeiro nome recebido pelo Instituto foi o de Escola de Aprendizes e Artífices de


São Paulo. Criado em 1910, inseriu-se dentro das atividades do governo federal no
estabelecimento da oferta do ensino primário, profissional e gratuito. Os primeiros cursos
oferecidos foram os de tornearia, mecânica e eletricidade, além das oficinas de carpintaria e
artes decorativas.
O ensino no Brasil passou por uma nova estruturação administrativa e funcional no
ano de 1937 e o nome da Instituição foi alterado para Liceu Industrial de São Paulo,
denominação que perdurou até 1942. Nesse ano, através de um Decreto-Lei, introduziu-se a
Lei Orgânica do Ensino Industrial, refletindo a decisão governamental de realizar profundas
alterações na organização do ensino técnico.
A partir dessa reforma, o ensino técnico industrial passou a ser organizado como um
sistema, passando a fazer parte dos cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação. Com
um Decreto posterior, o de nº 4.127, também de 1942, deu-se a criação da Escola Técnica de
São Paulo, visando à oferta de cursos técnicos e de cursos pedagógicos.
Esse decreto, porém, condicionava o início do funcionamento da Escola Técnica de São
Paulo à construção de novas instalações próprias, mantendo-a na situação de Escola Industrial
de São Paulo enquanto não se concretizassem tais condições. Posteriormente, em 1946, a

19
escola paulista recebeu autorização para implantar o Curso de Construção de Máquinas e
Motores e o de Pontes e Estradas.
Por sua vez, a denominação Escola Técnica Federal surgiu logo no segundo ano do
governo militar, em ação do Estado que abrangeu todas as escolas técnicas e instituições de
nível superior do sistema federal. Os cursos técnicos de Eletrotécnica, de Eletrônica e
Telecomunicações e de Processamento de Dados foram, então, implantados no período de
1965 a 1978, os quais se somaram aos de Edificações e Mecânica, já oferecidos.
Durante a primeira gestão eleita da instituição, após 23 anos de intervenção militar,
houve o início da expansão das unidades descentralizadas (UNEDs), sendo as primeiras
implantadas nos municípios de Cubatão e Sertãozinho.
Já no segundo mandato do Presidente Fernando Henrique Cardoso, a instituição
tornou-se um Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET), o que possibilitou o
oferecimento de cursos de graduação. Assim, no período de 2000 a 2008, na Unidade de São
Paulo, foi ofertada a formação de tecnólogos na área da Indústria e de Serviços, além de
Licenciaturas e Engenharias.
O CEFET-SP transformou-se no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de
São Paulo (IFSP) em 29 de dezembro de 2008, através da Lei nº 11.892, sendo caracterizado
como instituição de educação superior, básica e profissional.
Nesse percurso histórico, percebe-se que o IFSP, nas suas várias caracterizações
(Escolas de Artífices, Liceu Industrial, Escola Industrial, Escola Técnica, Escola Técnica Federal
e CEFET), assegurou a oferta de trabalhadores qualificados para o mercado, bem como se
transformou numa escola integrada no nível técnico, valorizando o ensino superior e, ao
mesmo tempo, oferecendo oportunidades para aqueles que não conseguiram acompanhar a
escolaridade regular.
Além da oferta de cursos técnicos e superiores, o IFSP – que atualmente conta com 31
campus, 01 Núcleo Avançado em Assis e 23 polos de apoio presencial à EAD- contribui para o
enriquecimento da cultura, do empreendedorismo e cooperativismo e para o
desenvolvimento socioeconômico da região de influência de cada campus. Atua também na
pesquisa aplicada destinada à elevação do potencial das atividades produtivas locais e na
democratização do conhecimento à comunidade em todas as suas representações.

20
6. HISTÓRICO DO CÂMPUS E CARACTERIZAÇÃO

O município de Capivari está localizado no Estado de São Paulo, na mesorregião e


microrregião de Piracicaba (IBGE 2009), a 140 km da capital do Estado. Faz divisa com os
municípios de Elias Fausto, Mombuca, Monte Mor, Porto Feliz, Rafard, Rio das Pedras, Santa
Bárbara D’Oeste com proximidades à Americana, Campinas, Cerquilho, Itú, Hortolândia,
Indaiatuba, Laranjal Paulista, Nova Odessa, Paulínia, Piracicaba, Salto, Saltinho, Sumaré e
Tietê.

O Câmpus Avançado Capivari foi criado em 1º de fevereiro de 2010 vinculado ao


Câmpus Salto, em ato oficial realizado em Brasília, conduzido pelo Presidente da República à
época, Luiz Inácio Lula da Silva. Em abril de 2013, o Câmpus deixou de ser Câmpus Avançado,
passando a ser reconhecido como Câmpus, nas mesmas condições dos demais do IFSP.

As atividades no Câmpus Avançado Capivari iniciaram-se em agosto de 2010, com a


oferta de dois cursos técnicos oferecidos na modalidade subsequente/concomitante (Química
e Manutenção e Suporte em Informática). Em 2012, o Câmpus passou a oferecer dois cursos
técnicos integrados ao ensino médio (Química e Informática), em parceria com a Secretaria
de Educação do Estado de São Paulo. Em 2013, foi criado o primeiro curso superior (Tecnologia
em Análise e Desenvolvimento de Sistemas) e foi aprovado no Conselho Superior o projeto do
Curso Superior de Tecnologia em Processos Químicos, ofertado a partir do 1º semestre de
2014. Em 2014 foi aprovado no Conselho Superior o curso Licenciatura em Química, sendo
ofertado a partir do 1° semestre de 2015. Também em 2014 foram aprovados os cursos
Técnicos em Informática integrado ao ensino médio e o Técnico em Química integrado ao
ensino médio, sendo oferecidos a partir do ano de 2015.

Em termos de infraestrutura, o Câmpus Capivari apresenta oito salas de aulas onde são
desenvolvidas as aulas teóricas, possui cinco laboratórios de Informática, um laboratório de
Hardware e Física, três laboratórios de Química, Biblioteca, Cantina e Auditório.

O IFSP tem atuação prioritária na Educação Tecnológica nos seus diversos níveis de
ensino, atuando ainda na formação de professores e desenvolvimento de pesquisas
tecnológicas. Os câmpus do estado de São Paulo possuem aproximadamente 7 mil alunos
matriculados em cursos de longa duração, cursos técnicos integrados ao ensino médio,
inclusive na modalidade – PROEJA, técnicos concomitantes e/ou subsequentes, cursos
tecnológicos, licenciatura, engenharias e cursos de especialização.

Além dos cursos presenciais, o câmpus tornou-se Polo de Apoio Presencial a atividades
de Educação a Distância (EaD) em 2014 para o curso de Secretaria Escolar no âmbito do
Programa Pró Funcionário e atualmente é também polo do Técnico em Administração.

O Câmpus também oferece cursos de curta duração na forma de Formação Inicial e


Continuada (FIC) em diferentes áreas.

Cursos FIC:
21
 Boas Práticas de Fabricação na Indústria de Alimentos;
 Informática Básica;
 Uso Básico de Planilhas Eletrônicas;
 Instalação e Configuração do Sistema Operacional Windows Server 2003;
 Banco de Dados;
 Matemática Básica;
 Espanhol;
 Inglês;
 Libras.

Também várias atividades são desenvolvidas por meio do Programa Bolsas Discentes,
sendo que em 2015 foram oferecidas cinco Bolsas Ensino, dezenove Bolsas Extensão e doze
Bolsas Pesquisa e Inovação.

Anualmente, são realizados também eventos como a Jornada Técnico-Científica,


Semana de Ciência e Tecnologia, Semana da Consciência Negra, Viagens técnicas-científicas e
culturais, além de atividades culturais e trotes solidários com arrecadações e doações de
produtos de consumo para entidades beneficentes e de caridade.

22
7. JUSTIFICATIVA E DEMANDA DE MERCADO

A Constituição Federal do Brasil de 1988, explicita que a educação é um direito de todo


cidadão brasileiro, já o artigo 37 da LDB garante a oferta da educação de jovens e adultos
àqueles que não tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino fundamental e médio
na idade própria de forma gratuita e preferencialmente com a educação profissional.

No município de Capivari existe uma demanda de alunos da EJA Ensino Fundamental,


observado no Quadro 1. Espera-se que os discentes que cursam a EJA continuem o seu
processo de aprendizagem, iniciando os estudos na EJA Ensino Médio.

Quadro 1. Censo Escolar de Capivari – modalidade EJA


EJA EJA
UNIDADE DE ENSINO
Fundamental Médio
Estadual Urbana 0 161
Estadual Rural 0 0
Municipal Urbana 145 0
Municipal Rural 0 0
Estadual e Municipal 145 161
Fonte: Censo Escolar 2015
(adaptado)

Segundo Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios sobre os Aspectos


Complementares da Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional 7,1% das pessoas
entrevistadas na região Sudeste já frequentaram ou frequentam a Educação de Jovens e
Adultos (IBGE, 2007).

Quanto à faixa etária e sexo observa-se no Gráfico 1 um maior número de jovens, com
idade entre 18 e 19 anos do sexo masculino entre os que já frequentaram a EJA.

23
Figura 1. Percentual de pessoal que frequentam ou frequentaram a EJA por faixa
etária.

Em entrevista realizada com 40 alunos da Educação de Jovens e Adultos do Ensino


Fundamental em Capivari observou-se a mesma tendência, sendo a grande maioria do sexo
masculino com faixa etária entre 16 e 18 anos (Gráfico 2). Considerando que tais alunos
terminarão o Ensino Fundamental e continuarão seus estudos no Ensino Médio (EJA) a faixa
etária será entre 18 e 20 anos, em conformidade com a pesquisa nacional.

Gráfico 1. Faixa etária dos alunos do Ensino Fundamental EJA em Capivari

Faixa etária - EJA Fundamental


Capivari
25

20

15

10

0
de 16 a 18 de 19 a 21 de 22 a 25 de 26 a 30 mais de 31
anos anos anos anos anos

24
Considerando as possibilidades de atuação profissional para os egressos do curso
PROEJA Técnico em Administração observa-se que as seis melhores atividades com maior
número de novas empresas proporcionam campo de atuação para o Técnico em
Administração.

Figura 2. Principais atividades das novas empresas no Brasil.


Fonte: Empresômetro, 2014 (adaptado).

Segundo IBGE (2014) existem 1726 unidades de empresas em Capivari, com um


contingente populacional assalariado de 14.908 pessoas, que corresponde a mais de 30% da
população do município.

A área profissional da Gestão, objeto deste Projeto Pedagógico de Curso, está presente
em todas as atividades econômicas apontadas nos quadros acima, pois atua com apoio
administrativo e logístico a todas as cadeias produtivas, independentemente do setor
econômico no qual ela se desenvolva.

Desse modo, a implantação do PROEJA Técnico em Administração busca atender as


crescentes demandas da economia capivariana e regional, através da qualificação dos
trabalhadores que se encontram muitas vezes fora do mercado de trabalho. Tal oferta passa
a ter aspecto valorizado em consonância com a oferta da Educação Profissional e Tecnológica
da Rede Federal, Redes Estaduais, Municipais, além dos Sistemas Nacionais de Aprendizagem,
entre outros.

Quanto às consultas locais e regionais realizadas para a propositura desse curso,


merecem destaque o PDI e a pesquisa de campo realizada com os alunos matriculares da EJA
- Ensino Fundamental de Capivari.

O Plano de Desenvolvimento Institucional – IFSP Câmpus Capivari desde sua primeira


versão possui o curso Técnico na área de Gestão na modalidade PROEJA apontado como

25
cursos a serem implantados. Em sua última atualização realizada em dezembro de 2015, a
proposta do Curso Técnico em Administração foi colocada para aprovação em audiência
pública sobre o tema. O resultado foi a manutenção do curso, bem como a indicação de cursos
de curta duração na mesma área de conhecimento.

Em agosto de 2015 realizou-se pesquisa de campo com 40 discentes da EJA Ensino


Fundamental, dentre as perguntas eles puderam optar por diferentes cursos que poderiam
ser ofertados conforme equipe docente e infraestrutura do Câmpus. O resultado indica clara
opção pelo curso Técnico em Administração, conforme Gráfico 2:

Gráfico 2. Pesquisa sobre intenção de cursos técnicos dos alunos da EJA Fundamental

As consultas realizadas na região apontam para a necessidade dos cursos técnicos nas
diferentes áreas, entre elas na modalidade de Educação de Jovens e Adultos, área de
concentração Técnico em Administração.

Cabe-se ressaltar que como estratégia do Câmpus para a continuidade dos estudos dos
alunos egressos, o PDI aprovado vislumbra a criação de cursos superiores e pós graduação no
eixo de Gestão e Negócios. No momento está em processo de submissão o PPC do curso de
Pós Graduação lato Senso em Gestão da Tecnologia da Informação e em processo de discussão
a criação do curso Tecnólogo em Gestão de Secretariado Executivo Trilíngue.

Ressalta-se ainda que o IFSP oferta regularmente na área de Gestão os seguintes


cursos: Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos (Câmpus Sertãozinho), Tecnologia em
Gestão Ambiental (Câmpus São Roque), Tecnologia em Gestão da Produção Industrial
(Câmpus Salto e São Paulo), Tecnologia em Gestão de Turismo (Câmpus Barretos, Cubatão e
São Paulo), Administração (Jacareí, São Roque) e Tecnologia em Processos Gerenciais
(Caraguatatuba, São Carlos e São Paulo).

Nesse curso, conforme pensamento de RAMOS (2008), a finalidade da educação não


deve ser a formação para o mercado de trabalho ou para a vida e sim pelo trabalho e na vida.

26
Para isso o IFSP Câmpus Capivari conta com a experiência atual de ser um dos pólos de apoio
presencial do curso Técnico em Administração e de já ter ofertado o curso de curta duração
(FIC) em Auxiliar de Recursos Humanos. Possui infraestrutura de laboratórios, docentes da
área de Gestão e recursos humanos para atender às necessidades do curso.

8. OBJETIVOS

8.1 OBJETIVO GERAL

Proporcionar um espaço de inserção de jovens e adultos trabalhadores a uma


educação de excelência, aliando escolarização básica à formação profissional, de forma a
articular experiências de vida com os saberes escolares. Nesse sentido, formar profissionais
competentes com técnica, ética e elevado grau de responsabilidade social, visando uma
formação humana e cidadã, alicerçada na articulação entre ciência, tecnologia e cultura.

8.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Desenvolver conhecimentos, saberes e competências que os habilitem efetivamente


para analisar, questionar e entender os fatos do dia a dia com mais propriedade,
dotando-os, também, de capacidade investigativa diante da vida, de forma mais
criativa e crítica;
• Formar profissionais possuidores de competências e habilidades administrativas que
possam fazer parte do sistema econômico/produtivo e interagir com ele;

• Possibilitar que os jovens e adultos, valendo-se da formação técnica em administração,


tenham condições de inserir-se no mundo do trabalho, desempenhando tarefas
comumente exigidas nesses segmentos;

• Capacitar o egresso para atuação nos diferentes setores de uma organização


empresarial, como: recursos humanos, recursos materiais, patrimônio, logística,
produção, sistemas de informações e finanças;

• Sensibilizar e preparar o aluno para a continuidade dos estudos, bem como


desenvolver uma visão empreendedora, baseada no cooperativismo/associativismo.

Procedendo desta maneira, é possível marcar a articulação da dimensão ética


profissional no plano de suas competências e habilidades, além de atender as demandas
regionais por profissionais de nível técnico em administração.

27
9. PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO
O técnico em administração executa as funções de apoio administrativo, confecção e
expedição de documentos. Executa as funções administrativas de planejamento, organização,
direção e controle, opera sistemas de informações gerenciais de pessoal e material. Utiliza
ferramentas da informática básica, como suporte às operações organizacionais (MEC, 2012).
O perfil profissional é definido pela formação integrada e requalificação dos
trabalhadores de modo que jovens e adultos possam adquirir e/ou aprimorar competências e
habilidades proporcionando mais chances de inserção no mundo do trabalho, bem como
possibilitar o prosseguimento dos estudos no ensino superior, pautado nas bases científicas,
tecnológicas e humanísticas para o exercício da profissão, com perspectiva crítica, proativa,
ética e global, considerando o mundo do trabalho, a contextualização sócio-políticoeconômica
e o desenvolvimento sustentável, agregando valores artístico-culturais.

10. REQUISITOS E FORMAS DE ACESSO


O ingresso ao curso será por meio do Processo Seletivo Simplificado, de
responsabilidade do Instituto Federal de São Paulo, por meio de edital especifico, a ser
publicado pelo IFSP no endereço eletrônico www.ifsp.edu.br. Outras formas de acesso
previstas são: reopção de curso, transferência interna ou externa, ex-ofício ou outras formas
definidas pelo IFSP.
O processo Seletivo simplificado será composto por uma prova de redação
classificatória. Em caso de empate terá prioridade o aluno de maior idade. Persistindo o
empate, o campus poderá realizar sorteio público, previsto em edital.
Serão ofertadas 40 (quarenta) vagas anuais no período noturno.
O ingresso do candidato ao curso Técnico Integrado dar-se-á mediante o atendimento
das seguintes condições:
a) Aprovação em processo seletivo simplificado, com Edital devidamente aprovado
pela Reitoria da IFSP;
b) Possuir, no mínimo, 18 anos no ato da matrícula;
c) No ato da matrícula, o candidato deverá comprovar a conclusão do Ensino
Fundamental ou equivalente, com apresentação obrigatória do respectivo
Certificado de Conclusão e Histórico Escolar.

De acordo com a Lei 12.711/2012, serão reservadas, em cada processo seletivo 50%
das vagas aos candidatos que cursam integralmente o ensino fundamental em escola pública,
tenha renda per capita bruta ou inferior a 1,5 (um vírgula cinco) salário mínimo e
autodeclarados pretos, pardos ou indígenas segundo o último censo do Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatística (IBGE).

28
11. LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA

Na especificidade da legislação ressalta-se a Lei de Diretrizes e Bases da Educação


Nacional que prevê a possibilidade de desenvolvimento da Educação Profissional e Técnica de
Nível Médio, quando estabelece, no seu Art. 36-A, modificado pela redação dada pela Lei nº
11.741, de 16/07/2008, que: “A preparação geral para o trabalho e, facultativamente, a
habilitação profissional poderão ser desenvolvidas nos próprios estabelecimentos de ensino
médio ou em cooperação com instituições especializadas em educação profissional”.

No Art. 36-C faz uma especificação sobre o curso Médio Integrado:

A educação profissional técnica de nível médio articulada, prevista no


inciso I do caput do art. 36-B desta Lei, será desenvolvida de forma:
(Incluído pela Lei nº 11.741, de 2008)

I - Integrada, oferecida somente a quem já tenha concluído o


ensino fundamental, sendo o curso planejado de modo a conduzir o
aluno à habilitação profissional técnica de nível médio, na mesma
instituição de ensino, efetuando-se matrícula única para cada aluno;
(Incluído pela Lei nº 11.741, de 2008)

No caso específico do IFSP, a Lei 11.892, de 29/12/2009, que criou os Institutos


Federais dá amparo ao presente projeto quando determina, no seu artigo 2º, que:

Os Institutos Federais são instituições de educação superior, básica e


profissional, pluricurriculares e multicampi, especializados na oferta
de educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades de
ensino, com base na conjugação de conhecimentos técnicos e
tecnológicos com as suas práticas pedagógicas, nos termos desta Lei.

Neste sentido, entende-se ser competência dos IF propor novas formas de oferta de
cursos, ampliando assim o acesso à população, uma vez que, historicamente, apenas um baixo
índice de jovens acessa a educação gratuita e de qualidade.

11.1. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL OBRIGATÓRIA PARA TODOS OS CURSOS

Legislação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo.

 Lei 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação


Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação,
Ciência e Tecnologia, e dá outras providências.

 Resolução nº 871, de 04 de junho de 2013 – Regimento Geral;

29
 Resolução nº 872, de 04 de junho de 2013 – Estatuto do IFSP;

 Resolução nº 866, de 04 de junho de 2013 – Projeto Pedagógico Institucional;

 Resolução nº 859, de 07 de maio de 2013 – Organização Didática;

 Resolução n° 40, de 02 de junho de 2015 que, “Aprova Diretrizes para os cursos do


PROEJA”.
 Resolução nº 26, de 11 de março de 2014 – Delega competência ao Pró-Reitor de
Ensino para autorizar a implementação de atualizações em Projetos Pedagógicos de
Cursos pelo Conselho Superior;

 Nota Técnica nº 001/2014 – Recuperação contínua e Recuperação Paralela;

 Instrução Normativa nº 03, de 04 de maio de 2015 “ Institui a Comissão para


Elaboração e Implementação de Projeto Pedagógico de Cursos de Educação Básica do
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo e dispõe sobre suas
atividades.

 Balizadores para realização de Estágio Curricular Supervisionado, Projeto Integrador e


Trabalho de Conclusão de Curso na Educação Básica. Maio, 2015.

 Memorando circular nº 003/2015-DEB/DED/DGD/2015-PRE- Utilização da Nuvem IFSP


para tramitação de Projetos Pedagógicos de Curso;

 Memorando circular nº 004/2015-DEB/DED/DGD/2015-PRE- Orientações relativas às


Análises Técnico-Pedagógicas (ATPs) dos Projetos Pedagógicos de Curso (PPCs).

 Resolução/CD/FNDE nº 22¸de 7 de junho de 2013- Altera o § 3º do art. 6º da Resolução


nº 42, de 28 de agosto de 2012, e o § 4º do art. 1º da Resolução nº 51, de 16 de
setembro de 2009, que dispõem sobre o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD)
para a educação básica e a educação de jovens e adultos.

 Resolução nº125, de 08 de dezembro de 2015, que aprova os parâmetros de carga


horária para os cursos Técnicos, cursos Desenvolvidos no âmbito do PROEJA e cursos
de Graduação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo.

Ações Inclusivas

 Decreto nº 5.296/2004, de 2 de dezembro de 2004, que egulamenta as Leis nº 10.048,


de 8 de novembro de 2000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que

30
especifica, e nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e
critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de
deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências.
 Decreto nº 7.611/2011, de 17 de novembro de 2011, que dispõe sobre a educação
especial e o atendimento educacional especializado e dá outras providências.

Pareceres

 Parecer CNE/CEB nº 11, de 09 de maio de 2012, que dispõe sobre as Diretrizes


Curriculares para a Educação Técnica de Nível Médio.

Plano Nacional de Educação-PNE

 Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014 - Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e


dá outras providências.

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional

 Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da


educação nacional.

Educação Profissional

 Decreto 5.154 de 23/07/2004, que regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da


Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da
educação nacional, e dá outras providências.

 Resolução CNE/CEB nº 6, de 20 de setembro de 2012, que define Diretrizes


Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio.

Legislação Curricular: temas obrigatórios para a abordagem transversal ou


interdisciplinar no currículo:

História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena

 Lei nº 10.639, de 09 de janeiro de 2003, altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro


de 1996, que altera as diretrizes e bases da educação nacional para incluir no
currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e
Cultura Afro-Brasileira", e dá outras providências.

 Resolução nº 1, de 17 de junho de 2004, que institui Diretrizes Curriculares


Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de
História e Cultura Afro-brasileira e Africana.
31
Educação Ambiental

 Lei nº 9.795 de 27 de abril de 1999, que dispõe sobre a educação ambiental,


institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e dá outras providências.

 Resolução nº 2, de 15 de junho de 2012, que estabelece as Diretrizes Curriculares


Nacionais para a Educação Ambiental.

Educação em Direitos Humanos

 Decreto nº 7.037, de 21 de dezembro de 2009, que institui o Programa Nacional


de Direitos Humanos.

 Resolução nº 1, de 30 de maio de 2012, que estabelece Diretrizes Curriculares


Nacionais para a Educação em Direitos Humanos.

Catálogo Nacional de Cursos Técnicos

 Resolução CNE/CEB nº 1, de 5 de dezembro de 2014, que “Atualiza e define novos


critérios para a composição do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, disciplinando e
orientando os sistemas de ensino e as instituições públicas e privadas de Educação
Profissional e Tecnológica quanto à oferta de cursos técnicos de nível médio em
caráter experimental, observando o disposto no art. 81 da Lei nº 9.394/96 (LDB) e nos
termos do art. 19 da Resolução CNE/CEB”.

Classificação Brasileira de Ocupações

 Portaria nº 397, de 09 de outubro de 2002 – Aprova a Classificação Brasileira de


Ocupações (CBO/2002), para uso em todo território nacional e autoriza a sua
publicação.

Estágio Curricular Supervisionado

 Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, que dispõe sobre o estágio de estudantes;


altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo
Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de
1996; revoga as Leis nº 6.494, de 7 de dezembro de 1977, e nº 8.859, de 23 de março
de 1994, o parágrafo único do art. 82 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e o
art. 6 da Medida Provisória nº 2.164-41, de 24 de agosto de 2001 e dá outras
providências.
32
 Portaria nº. 1204/IFSP, de 11 de maio de 2011, que aprova o Regulamento de
Estágio do IFSP.

 Resolução CNE/CEB nº 2, de 4 de abril de 2005 – Modifica a redação do § 3º do


artigo 5º da Resolução CNE/CEB nº 1/2004 até nova manifestação sobre estágio
supervisionado pelo Conselho Nacional de Educação.

 Resolução CNE/CEB nº 1, de 21 de janeiro de 2004, que estabelece Diretrizes


Nacionais para a organização e a realização de Estágio de alunos da Educação
Profissional e do Ensino Médio, inclusive nas modalidades de Educação Especial
e de Educação de Jovens e Adultos. Inclui texto Resolução CNE/CEB nº 2/2005.

 Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica/ Ministério da Educação.


Secretária de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. –Brasília:
MEC, SEB, DICEI, 2013.542p.

Exibição de filmes na Educação Básica

 Lei nº 13.006, de 26 de junho de 2014-acrescenta § 8º ao art. 26 da Lei nº 9.394, de 20


de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para
obrigar a exibição de filmes de produção nacional nas escolas de educação básica.

Língua Espanhola

 Lei nº 11.161, de 05 de agosto de 2005, que dispõe sobre o ensino da língua espanhola.

Ensino de Arte

 Lei nº 12.287/2010, que altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que


estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, no tocante ao ensino da arte.

Educação Física

 Lei nº 10.793, de 1 de dezembro de 2003, que altera a redação do art. 26, que dispõe
sobre a Educação Física no projeto pedagógico da escola e altera a redação do art. 26,
§ 3o, e do art. 92 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que "estabelece as
diretrizes e bases da educação nacional”, e dá outras providências.

33
11.2 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL ESPECÍFICA PARA OS CURSOS TÉCNICOS
INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO

 Resolução CNE/CEB nº 2, de 30 de janeiro de 2012, que define Diretrizes Curriculares


Nacionais para o Ensino Médio.

 Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio – PCNEM.

 Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica/ Ministério da Educação.


Secretária de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. –Brasília:
MEC, SEB, DICEI, 2013.542p.

Sociologia e Filosofia:

 Parecer CNE/CEB nº38/2006, de 7 de julho de 2006, dispõe sobre a inclusão obrigatória


das disciplinas de Filosofia e Sociologia no currículo do Ensino Médio.

 Lei nº 11. 684, de 2 de junho de 2008, que altera o art. 36 da Lei no 9.394, de 20 de
dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para
incluir a Filosofia e a Sociologia como disciplinas obrigatórias nos currículos do ensino
médio

Exibição de filmes na Educação Básica

 Lei nº 13.006, de 26 de junho de 2014-acrescenta § 8º ao art. 26 da Lei nº 9.394, de


20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional,
para obrigar a exibição de filmes de produção nacional nas escolas de educação
básica.

Língua Espanhola

 Lei nº 11.161, de 05 de agosto de 2005, que dispõe sobre o ensino da língua espanhola.

Ensino de Arte

 Lei nº 12.287/2010, que altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que


estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, no tocante ao ensino da arte.
 Lei nº 13.278 de 02 de maio de 2016, que altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de
1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, no tocante ao ensino
da arte redigindo que: as artes visuais, a dança, a música e o teatro são as linguagens

34
que constituirão o componente curricular arte sendo necessário docentes formados
nas linguagens específicas para atuarem nas mesmas.

Educação Física

 Lei nº 10.793, de 1 de dezembro de 2003, que altera a redação do art. 26, que dispõe
sobre a Educação Física no projeto pedagógico da escola e altera a redação do art. 26,
§ 3o, e do art. 92 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que "estabelece as
diretrizes e bases da educação nacional”, e dá outras providências.

11.3 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PARA OS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO


ENSINO MÉDIO NA MODALIDADE EJA

 O Programa Nacional de Integração da Educação Profissional à Educação Básica na


Modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA, amparado pelo Decreto nº
5.840, de 13 de julho de 2006, tem como objetivo promover a escolaridade de jovens
e adultos que não conseguiram completar a escolaridade regular na idade própria.

 O Decreto nº 5.840/2006, que institui, no âmbito federal, o Programa Nacional de


Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de
Educação de Jovens e Adultos (PROEJA), e dá outras providências.

 Programa de Integração da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrado ao


Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA. Documento
Base, 2006.

 Parecer CNE/CEB nº 11/2000, aprovado em 10 de maio de 2000, que dispõe sobre as


Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos.

 Resolução CNE/CEB nº 1, de 5 de julho de 2000, que estabelece as Diretrizes


Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos.

 Parecer CNE/CEB nº 36/2004, aprovado em 07 de dezembro de 2004, aprecia a Indicação


CNE/CEB 3/2004, que propõe a reformulação da Resolução CNE/CEB 1/2000, que define
Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos.

 Parecer CNE/CEB nº 20/2005, aprovado em 15 de setembro de 2005, que trata da


inclusão da Educação de Jovens e Adultos, prevista no Decreto nº 5.478/2005, como
alternativa para a oferta da Educação Profissional Técnica de nível médio de forma
integrada com o Ensino Médio.

35
 Parecer CNE/CEB nº 29/2006, aprovado em 5 de abril de 2006, que reexamina o
Parecer CNE/CEB nº 36/2004, que aprecia a Indicação CNE/CEB nº 3/2004, propondo
a reformulação da Resolução CNE/CEB nº 1/2000, que definiu Diretrizes Curriculares
Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos. (Aguardando homologação)

 Resolução CNE/CEB nº 3, de 15 de junho de 2010, que institui Diretrizes Operacionais


para a Educação de Jovens e Adultos nos aspectos relativos à duração dos cursos e
idade mínima para ingresso nos cursos de EJA; idade mínima e certificação nos exames
de EJA e a Educação de Jovens e Adultos desenvolvida por meio da Educação a
Distância.

 Decreto nº 8.268, de 18 de junho de 2014 – Altera o Decreto nº 5.154, de 23 de julho


de 2004, que regulamenta o §2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9394, de 20 de
dezembro de 1996.

36
12. ORGANIZAÇAO CURRICULAR

O principal objetivo deste projeto pedagógico é proporcionar uma educação inclusiva,


que forme cidadãos e que resgate aqueles que não tiveram oportunidade de prosseguir seus
estudos na idade própria. De acordo com o parecer 11/00 do CNE/CEB, a Educação de Jovens
e Adultos é a restauração de um direito negado; neste sentido, a modalidade tem uma função
reparadora.

Em nossa instituição, o curso Técnico em Administração modalidade EJA levou em


consideração o perfil do público para o qual será oferecida esta oportunidade, com o objetivo
de construir uma estrutura curricular que responda à realidade desse grupo. Conforme o
Parecer 11/00 do CNE/CEB, os interessados na EJA se caracterizam por serem:

[...] adultos ou jovens adultos, via de regra mais pobres e com vida escolar mais
acidentada. Estudantes que aspiram a trabalhar, trabalhadores que precisam
estudar, a clientela do ensino médio tende a tornar-se mais heterogênea, tanto
etária quanto socioeconomicamente, pela incorporação crescente de jovens adultos
originários de grupos sociais, até o presente, sub – representados nessa etapa da
escolaridade (PARECER CNE/CEB 11/2000, p. 9).

Seguindo as diretrizes deste Parecer, a proposta pedagógica não deve se restringir


apenas a inclusão do jovem e do adulto no mundo acadêmico ou do trabalho, mas também
contemplar a formação de cidadãos.

Nas últimas décadas, os debates existentes em torno de modelos educacionais


apontam para a busca de alternativas pedagógicas que garantam a coerência com as novas
concepções e finalidades do processo educativo. Nesse sentido, todo modelo de educação
que se pretenda inclusivo deve considerar a concepção crítico-reflexiva, baseada na
construção do conhecimento a partir da problematização da realidade, da articulação entre a
teoria e a prática, da interdisciplinaridade e da participação ativa do aluno nos processos de
ensino e de aprendizagem. Dentro dessa perspectiva, o papel do professor se modifica de tal
forma que sua atuação também permita que ele aprenda ao participar com os alunos da
construção do conhecimento.

O currículo proposto para o curso Técnico em Administração Integrado ao Ensino


Médio do Câmpus Capivari, modalidade PROEJA foi pensado na perspectiva da integração
entre formação geral e profissional. Para efetivar essa integração busca-se o objeto comum
ao qual esteja associado o conhecimento historicamente acumulado pela humanidade, o
desenvolvimento científico mostrado aos alunos como construção humana e a
contextualização do conhecimento, da ciência e da técnica no âmbito global e local.

Com o objetivo de viabilizar tal integração curricular, os componentes curriculares do


curso foram estruturados a partir de seis eixos temáticos: Memória e Cidadania, reconstruindo
as trajetórias; Educação, Cultura e Trabalho; Sociedade, saúde e responsabilidade
37
socioambiental; Ciência, Tecnologia e Produção; Administração profissional e sua ética e
Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação.

O curso compreende espaços de ensino e aprendizagem que articulem a


interdisciplinaridade dos currículos com as ações de pesquisa e extensão de forma a permitir
a construção do conhecimento, culminando em uma produção acadêmica e técnico-científica.
A organização curricular do curso busca atender a autonomia da Instituição, sem perder a
visão da formação geral que contemple a percepção dos processos sociais e profissionais.
Também não perde de vista a reflexão sobre as relações étnico-raciais (capítulo 22) e a
educação ambiental (capítulo 23). Esses dois últimos tópicos perpassam toda a estrutura
curricular do curso, sendo desenvolvidos em abordagens transversais e interdisciplinares, nos
conteúdos específicos dos componentes curriculares e nas atividades de pesquisa, ensino e
extensão.

Nesse sentido o estágio curricular conforme citado no capítulo 15 é considerado o ato


educativo envolvendo diferentes atividades desenvolvidas no ambiente de trabalho, que visa
à preparação para o trabalho produtivo do aluno, relacionado ao curso que estiver
frequentando regularmente. Assim, o estágio é uma situação privilegiada de aprendizado, que
reúne a teoria e prática, além das vivências no mundo do trabalho.

Outro aspecto que merece destaque é o Projeto Integrador que será desenvolvido nos
4º,5º e 6º semestres do curso. Conforme capítulo 24, o projeto integrador “compreende os
espaços de ensino e aprendizagem que articulem a interdisciplinaridade do currículo com as
ações de pesquisa e extensão de forma a permitir a construção do conhecimento, culminando
em uma produção acadêmica e técnico-científica”.

Considerando a autonomia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de


São Paulo conforme Lei nº 11.892 de 2009, o Currículo dos Cursos Integrados ofertados no
IFSP atenderá as seguintes proposições:

a) Os conteúdos curriculares da formação geral serão tratados nos componentes curriculares


da Base Nacional Comum Curricular no contexto do trabalho, como meio de produção de
bens, serviços e conhecimentos;

b) Os conteúdos curriculares de preparação básica para o trabalho serão parte integrante do


currículo do Ensino de nível médio de forma a permitir uma habilitação profissional.

Conforme abordado no perfil do egresso do curso técnico em administração na


modalidade EJA permitirá o discente o aprendizado nas funções de apoio administrativo:
protocolo e arquivo, confecção e expedição de documentos administrativos e controle de
estoques através das disciplinas: teorias administrativas e administração de operações e
logística, conforme descrito nos seus respectivos conteúdos programáticos. O discente terá
aprendizado de operação de sistemas de informação gerenciais de pessoal e material nas
disciplinas de teorias administrativas, gestão de pessoas e administração financeira e

38
orçamentária. Por fim, o uso das ferramentas de informática básica, como suporte às
operações organizacionais também serão abordados na disciplina de informática básica.

O currículo do Curso Técnico em Administração foi concebido de modo a promover um


espaço integrador que assegure a interdisciplinaridade e a Inter articulação teórico prática e
reflexiva dos componentes curriculares da Base Nacional Comum Curricular e da Parte
Específica, com vistas ao rompimento para com a ênfase na dimensão apenas conceitual da
formação dos alunos.

O Curso Técnico Integrado PROEJA será desenvolvido com a carga horária mínima
obrigatória de 2400 horas, distribuída em seis semestres letivos, com 200 dias letivos anuais
e cada aula com duração de 50 minutos. O estágio é optativo e, na opção do aluno pelo
estágio, a carga horária será acrescida de 360 horas para seu desenvolvimento. Há também a
parte diversificada optativa, compreendida pelas disciplinas Espanhol Básico, Espanhol
Intermediário, Espanhol Avançado e Libras totalizando com 133.2 horas de carga horária
facultativa.

A parte diversificada optativa, tem o intuito de oferecer opções de complementação


dos estudos, conforme demanda e necessidade de aperfeiçoamento e interesse de cada
aluno. Esses componentes curriculares poderão ser ofertados em outros horários de
funcionamento do campus.

Levando em consideração o contexto regional do Brasil, principalmente as relações


estabelecidas com os países de língua hispânica, e também a perspectiva da educação
inclusiva, o IFSP Câmpus ofertará, como matérias optativas, no presente curso: Espanhol
(básico, intermediário e avançado) e Libras.

- Espanhol Básico, Intermediário e Avançado:

Será assegurada, em todos os semestres do curso, duas aulas semanais da disciplina


Espanhol, de modo a acrescentar aos alunos o conhecimento de uma segunda língua
estrangeira necessária, também, a propiciar a compreensão/entendimento/leitura de
temas/assuntos da área em diversas mídias, etc.

O aluno que optar pela disciplina iniciará o curso no semestre em Espanhol Básico e
para possibilitar a continuidade e o aprofundamento da construção do conhecimento poderá
cursar, de modo não obrigatório, os semestres seguintes em Espanhol Intermediário e
Espanhol Avançado.

- LIBRAS- Língua Brasileira de Sinais

De acordo com o Decreto 5.626/2005, a disciplina Língua Brasileira de Sinais deve ser
inserida como disciplina curricular obrigatória, nos cursos Licenciatura, e optativa, nos demais
cursos de educação superior e na educação profissional. Assim, na estrutura curricular deste

39
curso, visualiza-se a inserção da disciplina Língua Brasileira de Sinais, conforme determinação
legal.

Como forma de proporcionar as atividades acadêmico culturais propostas, o IFSP


Câmpus Capivari desenvolverá as atividades que seguirão Regulamentação Interna e será
computada para critério de complementação da carga horária em 200 horas. Para esse fim,
serão desenvolvidas as atividades a seguir:

Atividades/semestre 1º 2º 3º 4º 5º 6º
Semana da Ciência 24 24 24
Semana do Meio Ambiente 8 8 8
Semana da Consciência Negra 12 12 12
NAPNE 4 4 4
Semana do Administrador 12 12 12
Visita técnica 4 4 4
Atividade cultural externa 0 4 4
Carga horária 16 48 20 48 20 48
TOTAL 200

12.2 IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

Curso Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio.


Educação Profissional Técnica de Nível Médio integrada com a Educação Básica na
modalidade EJA
Câmpus Capivari

Forma de oferta Presencial

Previsão de abertura do curso 1º semestre de 2017

Período Noturno (com aulas aos sábados)

Vagas semestrais -

Vagas Anuais 40

Nº de semestres 6
133,2 horas (Libras, Espanhol Básica, Espanhol
Carga Horária Mínima Optativa
Intermediário, Espanhol Avançado)
Carga Horária
2400h
Mínima Obrigatória
Duração da Hora-aula 50 minutos

Duração do semestre 20 semanas

40
O estudante do Curso Técnico em Administração, modalidade Educação Profissional Técnica
de Nível Médio integrada com a Educação Básica na modalidade EJA , que optar por realizar
os componentes curriculares não obrigatórios ao curso, tais como o estágio supervisionado
e/ou os componentes curriculares optativos Libras, Espanhol, apresentará, ao final do curso,
a seguinte carga horária:

Cargas Horárias possíveis para o Curso Técnico em Administração Total de Horas


Carga horária mínima: Componentes curriculares obrigatórios 2400h
Componentes curriculares obrigatórios + Estágio Supervisionado 2760h
Componentes curriculares obrigatórios + Componentes curriculares 2533.2h
optativos
Carga Horária Máxima: Componentes Curriculares obrigatórios + 2893.2h
Estágio Supervisionado+ Componentes Curriculares optativos.
A estrutura curricular do curso Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio na
modalidade PROEJA foi planejada para que contemplasse 6 eixos temáticos, conforme
Quadro 1:

Quadro 1: Eixos temáticos do curso Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio na


modalidade EJA

Eixo temático

1º semestre Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

2º semestre Educação, Cultura e Trabalho

3º semestre Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

4º semestre Ciência, Tecnologia e Produção

5º semestre Administração profissional e sua ética

6º semestre Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

41
12.3 ESTRUTURA CURRICULAR

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Carga Horária


(Criação: Lei nº 11.892 de 29/12/2008) Mínima do Curso:
Câmpus Capivari 2400
Criado pela Resolução nº 30, de 23/12/2009
ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO NA FORMA INTEGRADA AO ENSINO MÉDIO, NA MODALIDADE DE JOVENS E ADULTOS

Base Legal: Lei nº 9394/1996, Decreto n° 5840/2006, Resolução CNE/CEB nº 1/2000, Parecer CNE/CEB Nº 11/2000 Total de Semanas
Base Legal Específica do Curso: Resolução Nº 40/2015, de 02 de junho de 2015
Resolução de autorização do curso no IFSP: __________________________ 20
HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO
Aulas Semanais Carga Horária
ÁREAS COMPONENTE CURRICULAR Cód. Trat. Met. Núm. Prof. Total Aulas Total horas
1º 2º 3º 4º 5º 6º 1º 2º 3º 4º 5º 6º
Língua Portugues a e
LPT T 1 2 2 2 2 2 2 33,3 33,3 33,3 33,3 33,3 33,3 240 200,0
Li tera tura s
LINGUAGENS Arte ART T/P 1 2 2 0 1 0 0 33,3 33,3 0,0 16,7 0,0 0,0 100 83,3
BASE NACIONAL COMUM

Educa çã o Fís i ca EFI T/P 1 1 1 1 1 1 1 16,7 16,7 16,7 16,7 16,7 16,7 120 100,0
MATEMÁTICA Ma temá ti ca MAT T 1 3 2 2 0 0 2 50,0 33,3 33,3 0,0 0,0 33,3 180 150,0
Bi ol ogi a BIO T 1 0 0 2 2 0 0 0,0 0,0 33,3 33,3 0,0 0,0 80 66,7
CIÊNCIAS DA
NATUREZA
Fís i ca FIS T 1 0 0 3 2 0 0 0,0 0,0 50,0 33,3 0,0 0,0 100 83,3
Quími ca QUI T 1 0 0 0 2 0 3 0,0 0,0 0,0 33,3 0,0 50,0 100 83,3
Soci ol ogi a SOC T 1 1 2 1 1 1 1 16,7 33,3 16,7 16,7 16,7 16,7 140 116,7
CIÊNCIAS Fi l os ofi a FIL T 1 1 1 1 1 1 1 16,7 16,7 16,7 16,7 16,7 16,7 120 100,0
HUMANAS Hi s tóri a HIS T 1 2 2 0 0 0 0 33,3 33,3 0,0 0,0 0,0 0,0 80 66,7
Geogra fi a GEO T 1 2 0 0 0 2 0 33,3 0,0 0,0 0,0 33,3 0,0 80 66,7
Parte Divers. ING 1 0 0 0 0 3
LINGUAGENS Ingl ês T 2 0,0 0,0 0,0 0,0 50,0 33,3 100 83,3
Obrigatória
FORMAÇÃO GERAL = Subtotal 1 14 12 12 12 10 12 233,3 200,0 200,0 200,0 166,7 200,0 1440 1200,0
Teori a s Admi ni s tra ti va s TEA T 1 4 0 0 0 0 0 66,7 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 80 66,7
Informá ti ca Bá s i ca INB T/P 2 4 0 0 0 0 0 66,7 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 80 66,7
Projeto Integra dor PRI T 1 0 0 0 2 2 2 0,0 0,0 0,0 33,3 33,3 33,3 120 100,0
Funda mentos em Economi a FEC T 1 0 4 0 0 0 0 0,0 66,7 0,0 0,0 0,0 0,0 80 66,7
Metodol ogi a da Pes qui s a MTP T 1 0 2 0 0 0 0 0,0 33,3 0,0 0,0 0,0 0,0 40 33,3
PARTE PROFISSIONALIZANTE

Ges tã o de Pes s oa s GPE T 1 0 4 0 0 0 0 0,0 66,7 0,0 0,0 0,0 0,0 80 66,7
Res pons a bi l i da de Soci a l e Ambi enta l RSA T 1 0 0 2 0 0 0 0,0 0,0 33,3 0,0 0,0 0,0 40 33,3
Ma temá ti ca Fi na ncei ra MAF T 1 0 0 4 0 0 0 0,0 0,0 66,7 0,0 0,0 0,0 80 66,7
Éti ca e Legi s l a çã o Profi s s i ona l ELP T 1 0 0 0 0 2 0 0,0 0,0 0,0 0,0 33,3 0,0 40 33,3
Conta bi l i da de CTB T 1 0 0 4 0 0 0 0,0 0,0 66,7 0,0 0,0 0,0 80 66,7
Es ta tís ti ca EST T 1 0 0 0 4 0 0 0,0 0,0 0,0 66,7 0,0 0,0 80 66,7
Venda s e Negoci a çã o VND T 1 0 0 0 0 4 0 0,0 0,0 0,0 0,0 66,7 0,0 80 66,7
Admi ni s tra çã o de Opera ções e Logís ti ca AOL T 1 0 0 0 4 0 0 0,0 0,0 0,0 66,7 0,0 0,0 80 66,7
Admi ni s tra çã o de Ma rketi ng MKT T 1 0 0 0 0 4 0 0,0 0,0 0,0 0,0 66,7 0,0 80 66,7
Empreendedori s mo EMO T 1 0 0 0 0 0 2 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 33,3 40 33,3
Es tra tégi a Empres a ri a l ESE T 1 0 0 0 0 0 2 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 33,3 40 33,3
Admi ni s tra çã o Fi na ncei ra e Orça mentá ri a AFO T 1 0 0 0 0 0 4 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 66,7 80 66,7
FORMAÇÃO PROFISSIONAL = Subtotal II 8 10 10 10 12 10 133,3 166,7 166,7 166,7 200,0 166,7 1200 1000,0
Total de Aulas Semanais (Aulas de 50 minutos) 22 22 22 22 22 22 366,7 366,7 366,7 366,7 366,7 366,7 2640 2200,0
CARGA HORÁRIA 1200,0
Formação Geral (Base Nacional Comum + Parte Diversificada Obrigatória)
TOTAL MÍNIMA
OBRIGATÓRIA Formação Profissional (Projeto Integrador + Parte Específica) 1000,0
Carga Horária Total Mínima Obrigatória (Base Nacional Comum + Parte Diversificada obrigatória + Parte Profissionalizante + Atividades Acadêmico-Culturais) 2400,0
Aulas Total
Componente Curricular Optativo Cód. Trat. Núm. Carga horária
PARTE
Semanais Aulas Total horas
DIVERSIFICADA Espanhol Básico ESB T 1 2 33,3 40 33,3
OPTATIVA 33,3
Espanhol Intermediário ESI T 1 2 33,3 40
Espanhol Avançado ESA T 1 2 33,3 40 33,3
Libras LBS T 1 2 33,3 40 33,3
ATIVIDADE
ACADÊMICO Atividades Acadêmico Culturais - Obrigatório
CULTURASI 200,0
ESTÁGIO
Estágio Profissional Supervisionado (optativo)
SUPERVISIONADO 360,0
CERTIFICAÇÃO
INTERMEDIÁRIA
Auxiliar Administrativo 1466,0

Carga Horária Total Mínima Obrigatória 2400,0


CARGA HORÁRIA
Carga Horária Total Máxima 2893,2
TOTAL MÁXIMA

42
12.4 PLANOS DOS COMPONENTES CURRICULARES

12.4.1 COMPONENTES CURRICULARES DE PARTE GERAL

CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Língua Portuguesa e Literaturas


1º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: LPT

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Textualidade e discurso, com ênfase em aspectos organizacionais de textos de natureza técnica, científica
e/ou acadêmica. Reconhecer os elementos da cena enunciativa, a intencionalidade discursiva, identificar
diversas sequências textuais, os elementos coesivos e os aspectos da coerência. Identificar e produzir
autonomamente diversos gêneros de acordo com as situações discursivas. Produzir textos orais e escritos
considerando as articulações coerentes dos elementos linguísticos e adequação das situações comunicativas,
bem como o registro da língua padrão em contraponto com outras variedades linguísticas. Ler o texto literário
como fonte de conhecimento, prazer estético e humanização

3-OBJETIVOS:
 Analisar o papel da linguagem na sociedade, dentro do quadro histórico, e o seu papel na sociedade atual.
 Reconhecer a legitimidade de outras variedades da língua portuguesa, distintas da variedade padrão.

43
 Refletir sobre a linguagem enquanto constituidora dos nossos desejos e saberes.
 Aprender outras linguagens, como a da informática, a das ciências, a das técnicas, as variações linguísticas
na cultura local, conforme as necessidades e interesses do grupo, buscando reconhecer não só as suas
formas de manifestação, mas também a sua organização, os valores a elas veiculados, suas estratégias de
funcionamento.
 Levar os alunos a observar o modo de funcionamento de uma língua específica, elaborando reflexões
sobre sua gramática, preferencialmente exercendo a comparação.
 Apresentar a literatura como forma de reflexão e registro da escrita
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

Gramática:
Linguagem comunicação e interação
As variedades linguísticas
Figuras de Linguagem
Introdução à Semântica (Sinonímia, antonímia, campo semântico, polissemia, ambiguidade)

Gêneros Textuais:
Relato pessoal
Curriculum vitae
Carta de Apresentação
Notícia

Literatura e Interpretação de Textos:


A lírica trovadoresca e os repentistas nordestinos
A lírica de Camões
A Carta de Caminha e as notícias de jornal

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ABAURRE, M. L. M.; PONTARA, Marcela. Literatura Brasileira, tempos, leitores e Leituras. São Paulo:
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
Moderna, 2013. 664p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
SARMENTO, L.L. Gramática em textos. São Paulo: Moderna, 2006.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
TERRA, E.; NICOLA, J. Português: de olho no mundo do trabalho. São Paulo: Scipione, 2004.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CEGALLA, D. P. Novíssima gramática da língua portuguesa. 48. ed. São Paulo: Editora Nacional, 2008. 696p.

KOCH, I.V. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006.

MARTINS, D.S. Português instrumental. São Paulo: Atlas, 2007.

MEDEIROS, J.B. Redação empresarial. São Paulo: Atlas, 2007.

BECHARA, E. Gramática escolar da língua portuguesa. 1. ed., Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

44
CÂNDIDO, A. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos. 8 ed. Belo Horizonte/Rio de Janeiro:
Editora Itatiaia, 1997.

CUNHA, C; CINTRA, L. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2008.

FIORIN, J. L; SAVIOLI, F. P. Lições de Texto: Leitura e Redação. São Paulo; Ática, 2008.

GARCIA, O. M. Comunicação em Prosa Moderna. 23. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

Revistas de circulação regional e nacional

Jornais e sites da internet notoriamente reconhecidos

45
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Língua Portuguesa e Literaturas


2º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código:LPT

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Textualidade e discurso, com ênfase em aspectos organizacionais de textos de natureza técnica, científica
e/ou acadêmica. Reconhecer os elementos da cena enunciativa, a intencionalidade discursiva, identificar
diversas sequências textuais, os elementos coesivos e os aspectos da coerência. Identificar e produzir
autonomamente diversos gêneros de acordo com as situações discursivas. Produzir textos orais e escritos
considerando as articulações coerentes dos elementos linguísticos e adequação das situações comunicativas,
bem como o registro da língua padrão em contraponto com outras variedades linguísticas. Ler o texto literário
como fonte de conhecimento, prazer estético e humanização.

46
3-OBJETIVOS:
 Tratar a leitura e a produção de textos como momentos indissociáveis de um mesmo processo, já que
quem lê pode estar também reescrevendo o texto, não se limitando a passivamente decodificá-lo, e quem
produz um texto interfere na realidade com a leitura advinda do reconhecimento do lugar histórico-social
de produção do texto escrito.
 Recuperar o tema e a intenção comunicativa dominante.
 Trabalhar a indissociabilidade entre a sintaxe, a semântica, a fonologia e a morfologia de uma língua,
apesar das especificidades de seus processos.
 Iniciar os estudos de fonética e fonologia
 Estimular a leitura e escrita de artigos, debate regrado e texto dissertativo
 Tratar através de reflexões sobre as escolas literárias do Barroco e Arcadismo

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

Gramática:
Introdução à Fonética e Fonologia (Classificação dos fonemas, encontros vocálicos encontros consonantais,
dígrafos)
Ortografia e Acentuação gráfica
Estrutura das palavras
Formação de palavras

Gêneros Textuais (temas relacionados ao eixo temático do semestre):


Debate regrado – exposição de opiniões
Artigo de opinião
Técnicas de impessoalização
Texto dissertativo-argumentativo

Literatura e Interpretação de Textos:


Barroco Sermões de Padre Vieira - argumentação
Gregório de Matos
Arcadismo Bocage
Claudio Manuel da Costa e Tomás Antônio Gonzaga
Canções atuais com
7- BIBLIOGRAFIA temas relacionados ao Arcadismo (Casa no campo – Elis Regina)
BÁSICA:
Relacionar os temas do Arcadismo com a cultura atual (carpe diem, fugere urbem, aurea mediocritas).
ABAURRE, M. L. M.; PONTARA, Marcela. Literatura Brasileira, tempos, leitores e Leituras. São Paulo:
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
Moderna, 2013. 664p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
SARMENTO, L.L. Gramática em textos. São Paulo: Moderna, 2006.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
TERRA, E.; NICOLA, J. Português: de olho no mundo do trabalho. São Paulo: Scipione, 2004.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CEGALLA, D. P. Novíssima gramática da língua portuguesa. 48. ed. São Paulo: Editora Nacional, 2008. 696p.

47
KOCH, I.V. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006.

MARTINS, D.S. Português instrumental. São Paulo: Atlas, 2007.

MEDEIROS, J.B. Redação empresarial. São Paulo: Atlas, 2007.

BECHARA, E. Gramática escolar da língua portuguesa. 1. ed., Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

CÂNDIDO, A. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos. 8 ed. Belo Horizonte/Rio de Janeiro:
Editora Itatiaia, 1997.

CUNHA, C; CINTRA, L. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2008.

FIORIN, J. L; SAVIOLI, F. P. Lições de Texto: Leitura e Redação. São Paulo; Ática, 2008.

GARCIA, O. M. Comunicação em Prosa Moderna. 23. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

Revistas de circulação regional e nacional

Jornais e sites da internet notoriamente reconhecidos

48
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Língua Portuguesa e Literaturas


3º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: LPT

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Textualidade e discurso, com ênfase em aspectos organizacionais de textos de natureza técnica, científica
e/ou acadêmica. Reconhecer os elementos da cena enunciativa, a intencionalidade discursiva, identificar
diversas sequências textuais, os elementos coesivos e os aspectos da coerência. Identificar e produzir
autonomamente diversos gêneros de acordo com as situações discursivas. Produzir textos orais e escritos
considerando as articulações coerentes dos elementos linguísticos e adequação das situações comunicativas,
bem como o registro da língua padrão em contraponto com outras variedades linguísticas. Ler o texto literário
como fonte de conhecimento, prazer estético e humanização

49
3-OBJETIVOS:
 Tratar as diferentes estruturas de uma língua, tendo em vista as suas variações regionais, sociais e
etárias e suas diferentes modalidades de uso.
 - Apresentar os documentos relacionados a redação oficial
 Entender a literatura como uso artístico da linguagem, explorada em seus aspectos linguísticos,
estéticos, sociais, lúdicos, etc.
 - Refletir sobre a escola literária do Romantismo, principalmente com destaque para os principais
autores brasileiros.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

Gramática:
Artigo e Numeral;
Substantivo, Flexões do Substantivo;
Adjetivo, Flexões do Adjetivo;
Pronomes

Gêneros Textuais:
Redação Oficial - Memorando
Ofício
Carta de solicitação

Literatura e Interpretação de Textos:


O Romantismo e as representações históricas do Brasil
Interpretação de gêneros diversos relacionados ao Eixo temático

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ABAURRE, M. L. M.; PONTARA, Marcela. Literatura Brasileira, tempos, leitores e Leituras. São Paulo:
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
Moderna, 2013. 664p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
SARMENTO, L.L. Gramática em textos. São Paulo: Moderna, 2006.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
TERRA, E.; NICOLA, J. Português: de olho no mundo do trabalho. São Paulo: Scipione, 2004.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

50
CEGALLA, D. P. Novíssima gramática da língua portuguesa. 48. ed. São Paulo: Editora Nacional, 2008. 696p.

KOCH, I.V. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006.

MARTINS, D.S. Português instrumental. São Paulo: Atlas, 2007.

MEDEIROS, J.B. Redação empresarial. São Paulo: Atlas, 2007.

BECHARA, E. Gramática escolar da língua portuguesa. 1. ed., Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

CÂNDIDO, A. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos. 8 ed. Belo Horizonte/Rio de Janeiro:
Editora Itatiaia, 1997.

CUNHA, C; CINTRA, L. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2008.

FIORIN, J. L; SAVIOLI, F. P. Lições de Texto: Leitura e Redação. São Paulo; Ática, 2008.

GARCIA, O. M. Comunicação em Prosa Moderna. 23. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

Revistas de circulação regional e nacional

Jornais e sites da internet notoriamente reconhecidos

51
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Língua Portuguesa e Literaturas


4º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: LPT

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Textualidade e discurso, com ênfase em aspectos organizacionais de textos de natureza técnica, científica
e/ou acadêmica. Reconhecer os elementos da cena enunciativa, a intencionalidade discursiva, identificar
diversas sequências textuais, os elementos coesivos e os aspectos da coerência. Identificar e produzir
autonomamente diversos gêneros de acordo com as situações discursivas. Produzir textos orais e escritos
considerando as articulações coerentes dos elementos linguísticos e adequação das situações comunicativas,
bem como o registro da língua padrão em contraponto com outras variedades linguísticas. Ler o texto literário
como fonte de conhecimento, prazer estético e humanização

3-OBJETIVOS:
 Reconhecer, a partir de traços caracterizadores manifestos, os diferentes gêneros literários e suas
configurações: poesia, conto, romance, novela, fábula, lenda, canção, cordel, peça teatral, sermão, carta,
discurso, artigo científico, artigo de divulgação científica, relatório, resumo, resenha, parecer técnico
dentre outros.
 Debater gêneros textuais modernos como o e-mail, refletindo sobre a importância do registro de
informações e sobre as formas de tratamento articuladas com a ciência, tecnologia e produção presentes
no dia-a-dia do Técnico em Administração.
 Articular o discurso literário com outros discursos de diferentes manifestações artísticas e técnicas.

52
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

Gramática:
Verbos, Flexão verbal, Classificação dos verbos;
Advérbios
Uso da crase

Gêneros Textuais:
E-mail
Fichamento
Artigo acadêmico (I)

Literatura e Interpretação de Textos:


Realismo: a ironia e análise psicológica de Machado de Assis
Naturalismo e a análise científica dos fatos
Simbolismo
7- BIBLIOGRAFIA
Interpretação BÁSICA: diversos relacionados ao Eixo temático
de gêneros
ABAURRE, M. L. M.; PONTARA, Marcela. Literatura Brasileira, tempos, leitores e Leituras. São Paulo:
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
Moderna, 2013. 664p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
SARMENTO, L.L. Gramática em textos. São Paulo: Moderna, 2006.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
TERRA, E.; NICOLA, J. Português: de olho no mundo do trabalho. São Paulo: Scipione, 2004.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CEGALLA, D. P. Novíssima gramática da língua portuguesa. 48. ed. São Paulo: Editora Nacional, 2008. 696p.

KOCH, I.V. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006.

MARTINS, D.S. Português instrumental. São Paulo: Atlas, 2007.

MEDEIROS, J.B. Redação empresarial. São Paulo: Atlas, 2007.

BECHARA, E. Gramática escolar da língua portuguesa. 1. ed., Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

CÂNDIDO, A. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos. 8 ed. Belo Horizonte/Rio de Janeiro:
Editora Itatiaia, 1997.

CUNHA, C; CINTRA, L. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2008.

FIORIN, J. L; SAVIOLI, F. P. Lições de Texto: Leitura e Redação. São Paulo; Ática, 2008.

GARCIA, O. M. Comunicação em Prosa Moderna. 23. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

Revistas de circulação regional e nacional

Jornais e sites da internet notoriamente reconhecidos

53
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Língua Portuguesa e Literaturas


5º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: LPT

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Textualidade e discurso, com ênfase em aspectos organizacionais de textos de natureza técnica, científica
e/ou acadêmica. Reconhecer os elementos da cena enunciativa, a intencionalidade discursiva, identificar
diversas sequências textuais, os elementos coesivos e os aspectos da coerência. Identificar e produzir
autonomamente diversos gêneros de acordo com as situações discursivas. Produzir textos orais e escritos
considerando as articulações coerentes dos elementos linguísticos e adequação das situações comunicativas,
bem como o registro da língua padrão em contraponto com outras variedades linguísticas. Ler o texto literário
como fonte de conhecimento, prazer estético e humanização

3-OBJETIVOS:
 Produzir textos (representativos das sequências argumentativas e injuntiva e respectivamente, dos
gêneros: relato de atividade acadêmica, artigo científico, artigo de divulgação científica, relatório,
resumo, resenha, parecer técnico etc.), considerando a articulação coerente dos elementos
linguísticos, dos parágrafos e das demais partes do texto; a pertinência das informações e dos juízos
de valor e a eficácia comunicativa.

54
 Apresentar um relatório que tenha relação com “administração profissional e sua ética”
 Refletir sobre as escola do Pré-modernismo e Modernismo.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Administração profissional e sua ética

Gramática:
Frase – Oração – Período
Análise Sintática do período Simples (termos da oração)
Concordância Nominal
Colocação Pronominal (aplicado em textos)

Gêneros textuais:
- Artigo acadêmico (II)
- Relatório
Caracterização e Interpretação de textos de diferentes gêneros

Literatura e Interpretação de textos:


Pré-Modernismo
Modernismo
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ABAURRE, M. L. M.; PONTARA, Marcela. Literatura Brasileira, tempos, leitores e Leituras. São Paulo:
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
Moderna, 2013. 664p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
SARMENTO, L.L. Gramática em textos. São Paulo: Moderna, 2006.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
TERRA, E.; NICOLA, J. Português: de olho no mundo do trabalho. São Paulo: Scipione, 2004.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CEGALLA, D. P. Novíssima gramática da língua portuguesa. 48. ed. São Paulo: Editora Nacional, 2008. 696p.

KOCH, I.V. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006.

MARTINS, D.S. Português instrumental. São Paulo: Atlas, 2007.

MEDEIROS, J.B. Redação empresarial. São Paulo: Atlas, 2007.

BECHARA, E. Gramática escolar da língua portuguesa. 1. ed., Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

CÂNDIDO, A. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos. 8 ed. Belo Horizonte/Rio de Janeiro:
Editora Itatiaia, 1997.

FIORIN, J. L; SAVIOLI, F. P. Lições de Texto: Leitura e Redação. São Paulo; Ática, 2008.

GARCIA, O. M. Comunicação em Prosa Moderna. 23. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

Revistas de circulação regional e nacional

Jornais e sites da internet notoriamente reconhecidos

55
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Língua Portuguesa e Literaturas


6º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: LPT

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Textualidade e discurso, com ênfase em aspectos organizacionais de textos de natureza técnica, científica
e/ou acadêmica. Reconhecer os elementos da cena enunciativa, a intencionalidade discursiva, identificar
diversas sequências textuais, os elementos coesivos e os aspectos da coerência. Identificar e produzir
autonomamente diversos gêneros de acordo com as situações discursivas. Produzir textos orais e escritos
considerando as articulações coerentes dos elementos linguísticos e adequação das situações comunicativas,
bem como o registro da língua padrão em contraponto com outras variedades linguísticas. Ler o texto literário
como fonte de conhecimento, prazer estético e humanização

3-OBJETIVOS:
• Citar o discurso alheio de forma pertinente e de acordo com as convenções da ABNT
• Proporcionar momentos de reflexão sobre temas atuais que podem ser solicitados em processos
seletivos para ingresso nos cursos superiores
• Estimular a escrita de redação para os processos seletivos e para o mundo do trabalho

56
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

Gramática:

Período composto por coordenação (conjunções coordenativas)


Período composto por subordinação (conjunções subordinativas)
Concordância verbal (aplicado em textos)

Gêneros textuais:
Revisão: Texto Dissertativo

- Delimitação do tema
- Tipos de introdução
- Tipos de argumentação/ Continuidade e Progressão
- A conclusão

Coerência e coesão textuais:


- A redação no Enem
- Critérios de correção do Enem
- Critérios de avaliação de outros vestibulares

Literatura e Interpretação de textos:

Literatura contemporânea
Temas de vestibulares e atualidades são trabalhados durante todo o ano.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ABAURRE, M. L. M.; PONTARA, Marcela. Literatura Brasileira, tempos, leitores e Leituras. São Paulo:
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
Moderna, 2013. 664p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
SARMENTO, L.L. Gramática em textos. São Paulo: Moderna, 2006.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
TERRA, E.; NICOLA, J. Português: de olho no mundo do trabalho. São Paulo: Scipione, 2004.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CEGALLA, D. P. Novíssima gramática da língua portuguesa. 48. ed. São Paulo: Editora Nacional, 2008. 696p.

KOCH, I.V. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006.

MARTINS, D.S. Português instrumental. São Paulo: Atlas, 2007.

MEDEIROS, J.B. Redação empresarial. São Paulo: Atlas, 2007.

BECHARA, E. Gramática escolar da língua portuguesa. 1. ed., Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

CÂNDIDO, A. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos. 8 ed. Belo Horizonte/Rio de Janeiro:
Editora Itatiaia, 1997.

57
CUNHA, C; CINTRA, L. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2008.

FIORIN, J. L; SAVIOLI, F. P. Lições de Texto: Leitura e Redação. São Paulo; Ática, 2008.

GARCIA, O. M. Comunicação em Prosa Moderna. 23. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

Revistas de circulação regional e nacional

Jornais e sites da internet notoriamente reconhecidos

58
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Arte


1º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: ART

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas:40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)?Hall de entrada, espaço externo do Câmpus-------
T( ) P( ) T/P ( X ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------

2 - EMENTA:

O componente curricular arte tratará de aspectos relativos à apreciação e apropriação de saberes artísticos
culturais produzidos ao longo da história associados ao fazer artístico/cultural/estético junto aos discentes.
As linguagens artes visuais, música, dança e teatro farão parte do componente curricular arte. As diversas
manifestações artísticas/culturais populares regionais serão abordadas por meio das linguagens artísticas,
bem como a apreciação de manifestações artísticos/culturais afro-brasileiras e indígenas. Também as
temáticas dos Direitos Humanos serão utilizadas como mote para abordagens e fazeres artísticos/culturais.

3-OBJETIVOS:
• Reconhecer, ao longo da história, a importância das artes visuais e sua influência no âmbito social,
cultural, político e econômico.
• Reconhecer as artes visuais bem como suas especificidades e aplicações na vida cotidiana;
• Utilizar a linguagem das artes visuais para integrar-se no processo de transformação cultural e
social abordando as seguintes temáticas: Arte Afrobrasileira, Indígena e Direitos Humanos.
• Elaborar novas possibilidades crítico-criativas de acordo com as dinâmicas culturais da sociedade
contemporânea de forma individual e colaborativa.
• Desenvolver competências relacionadas à criatividade, criticidade e inventividade.

59
• Desenvolver competências relativas à educação estética.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Eixo: Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

UNIDADE I
I.1.Aas artes visuais ao longo do contexto histórico: breve introdução, conceituação e principais
movimentos;
I.2. Artes visuais: suportes, ferramentas e procedimentos técnicos e inventivos;
1.3 Artes visuais: produção popular regional
1.4 – Artes visuais afro-brasileiras e indígenas

UNIDADE II
VI.1. Artes audiovisuais: cinema e televisão; desenho de animação; videoclipe, videogame e web vídeos;
VI.2. Intervenção em Arte: modos de intervenção artística e seus processos de criação em artes visuais,
música, teatro, dança e audiovisual; Ações de intervenção e mediação cultural por meio de projetos
individuais ou colaborativos.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
FARTHING, S. Tudo sobre Arte – Os movimentos e as obras mais importantes de todos os tempos. 2. ed. Rio
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
de Janeiro: Sextante, 2011. 576p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
TIRAPELI, P. Arte Popular. 2. ed. [s.l.]: IBEP, 2011. 80p.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
PROENÇA, Graça. História da arte. São Paulo: Ática, 2007.
FILHO, D. B. Pequena História das Artes no Brasil. 2. ed. [s.l.]: Átomo, 2008. 134p..

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
BENNETT, R.; COSTA, M. T. R. Uma breve História da Música. Rio de Janeiro: Zahar, 1986. 80p.

DICKINS, R.; GRIFFITH, M. Introdução à arte. [s.l.]: Ciranda Cultural, 2012. 144p.

DICKINS, R. Introdução à arte moderna. [s.l.]: Ciranda Cultural, 2012. 96p.

RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

60
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Arte


2º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: ART

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas:40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)?Hall de entrada, espaço externo do Câmpus-------
T( ) P( ) T/P ( X ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------

2 - EMENTA:

O componente curricular arte tratará de aspectos relativos à apreciação e apropriação de saberes artísticos
culturais produzidos ao longo da história associados ao fazer artístico/cultural/estético junto aos discentes.
As linguagens artes visuais, música, dança e teatro farão parte do componente curricular arte. As diversas
manifestações artísticas/culturais populares regionais serão abordadas por meio das linguagens artísticas,
bem como a apreciação de manifestações artísticos/culturais afro-brasileiras e indígenas. Também as
temáticas dos Direitos Humanos serão utilizadas como mote para abordagens e fazeres artísticos/culturais

3-OBJETIVOS:
• Reconhecer, ao longo da história, a importância do teatro e da dança e sua influência no âmbito social,
cultural, político e econômico.
• Reconhecer o teatro e a dança bem como suas especificidades e aplicações na vida cotidiana;
• Apreciar produções artísticas relacionadas ao teatro e a dança;
• Utilizar as linguagens do teatro e da dança para integrar-se no processo de transformação cultural e
social abordando temáticas como a Arte Afrobrasileira e Indígena.
• Elaborar novas possibilidades crítico-criativas de acordo com as dinâmicas culturais da sociedade
contemporânea de forma individual e colaborativa.
• Desenvolver competências relacionadas à criatividade, criticidade e inventividade.
61
• Desenvolver competências relativas à educação estética relacionadas ao teatro e a dança.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

UNIDADE II
I.1. Compreender o desenvolvimento da dança e do teatro ao longo do contexto histórico: breve introdução,
conceituação, teatrólogos e bailarinos;
II.2. Corpo espetacular: o corpo como suporte físico na dança e no teatro;
II.3. Teatro: texto teatral; o corpo do ator/atriz em expressão cênica; a improvisação teatral.
II.4. A dança e suas modalidades; Danças populares; Dança contemporânea; Festivais de dança; Espaços
alternativos de dança.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
FARTHING, S. Tudo sobre Arte – Os movimentos e as obras mais importantes de todos os tempos. 2. ed. Rio
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
de Janeiro: Sextante, 2011. 576p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
TIRAPELI, P. Arte Popular. 2. ed. [s.l.]: IBEP, 2011. 80p.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
FILHO, D. B. Pequena História das Artes no Brasil. 2. ed. [s.l.]: Átomo, 2008. 134p..

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
BENNETT, R.; COSTA, M. T. R. Uma breve História da Música. Rio de Janeiro: Zahar, 1986. 80p.

DICKINS, R.; GRIFFITH, M. Introdução à arte. [s.l.]: Ciranda Cultural, 2012. 144p.

DICKINS, R. Introdução à arte moderna. [s.l.]: Ciranda Cultural, 2012. 96p.

RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

62
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Arte


4º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: ART

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: Total de horas: 16.7


20

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)?Hall de entrada, espaço externo do Câmpus-------
T( ) P( ) T/P ( X ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------

2 - EMENTA:

O componente curricular arte tratará de aspectos relativos à apreciação e apropriação de saberes artísticos
culturais produzidos ao longo da história associados ao fazer artístico/cultural/estético junto aos discentes.
As linguagens artes visuais, música, dança e teatro farão parte do componente curricular arte. As diversas
manifestações artísticas/culturais populares regionais serão abordadas por meio das linguagens artísticas,
bem como a apreciação de manifestações artísticos/culturais afro-brasileiras e indígenas. Também as
temáticas dos Direitos Humanos serão utilizadas como mote para abordagens e fazeres artísticos/culturais

3-OBJETIVOS:
• Reconhecer, ao longo da história, a importância da música e sua influência no âmbito social,
cultural, político e econômico.
• Conhecer diferentes gêneros musicais bem como suas especificidades;
• Desenvolver processos de criação utilizando a linguagem musical;
• Fruir expressões musicais em diversos contextos e de gêneros diversificados;
• Elaborar novas possibilidades crítico-criativas de acordo com as dinâmicas culturais da sociedade
contemporânea de forma individual e colaborativa.
• Desenvolver competências relacionadas à criatividade, criticidade e inventividade.

63
• Desenvolver competências relativas à educação estética relacionadas á música.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

UNIDADE III
III. 1 Contexto histórico social da música: História da música, principais compositores.
III. 2 Música brasileira: contexto história e gêneros musicais;
III.3. Música: matéria sonora e significação; sons, ritmo e tempo; gêneros musicais;
III.4. Prática vocal e prática instrumental;
III.5. Diversos contextos de fruição musical: Festivais de música; espaços para concerto e espaços
alternativos de música (coretos, ruas etc.).
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
FARTHING, S. Tudo sobre Arte – Os movimentos e as obras mais importantes de todos os tempos. 2. ed. Rio
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
de Janeiro: Sextante, 2011. 576p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
TIRAPELI, P. Arte Popular. 2. ed. [s.l.]: IBEP, 2011. 80p.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
FILHO, D. B. Pequena História das Artes no Brasil. 2. ed. [s.l.]: Átomo, 2008. 134p..

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
BENNETT, R.; COSTA, M. T. R. Uma breve História da Música. Rio de Janeiro: Zahar, 1986. 80p.

DICKINS, R.; GRIFFITH, M. Introdução à arte. [s.l.]: Ciranda Cultural, 2012. 144p.

DICKINS, R. Introdução à arte moderna. [s.l.]: Ciranda Cultural, 2012. 96p.

RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

64
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Educação Física


1º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: EFI

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)?Hall de entrada, espaço externo do Câmpus, quadra
T( ) P( ) T/P ( X ) esportiva-------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------

2 - EMENTA:

Contextualização da cultura corporal no âmbito da cultura juvenil e adulta, cotejada com outras dimensões
do mundo contemporâneo de forma a auxiliar o educando a compreender o jogo, a danças, as lutas, o esporte
e a ginástica de forma mais crítica e autônoma, usufruindo e transformando essas práticas em benefício do
exercício crítico da cidadania e da qualidade de vida.

3-OBJETIVOS:
 Compreender o esporte, as lutas e os jogos e brincadeiras como fenômenos socioculturais, em sintonia
com temas contemporâneos e da vida dos alunos, ampliando os conhecimentos no âmbito da cultura
corporal.
 • Ampliar as possibilidades de movimento e dos significados/sentidos das experiências nos jogos e
brincadeiras, no esporte e nas lutas rumo à construção de uma autonomia crítica e autocrítica.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

65
Eixo: Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

UNIDADE I - Esportes
I1. Esporte como um fenômeno sociocultural: processo histórico e contextualização na sociedade
contemporânea.
I. 2. Modalidades e classificação do esporte (rede, invasão, marca, estéticos, precisão, campo e taco e
combate).
I.3. As técnicas, o aspecto tático e as regras.
I.4. As questões de inclusão, diversidade e gênero nos esportes.
I.5. As relações de esporte entre cultura e o processo histórico de construção das modalidades.
I.6. Competição X cooperação.
I.7. Os princípios éticos, a mídia e relações interpessoais no esporte.
I.8. Prática, reflexão e apreciação dos esportes.
I. 9 Esporte como possibilidade de lazer e saúde.

UNIDADE II – Lutas
II. 1. Conceito de lutas e sua construção histórica na sociedade.
II.2. Classificação das lutas: curta, média e longa distância.
II. 3. Espetacularização das lutas e a mídia.
II. 4. As questões de inclusão, diversidade e gênero nas lutas.
II. 5. Prática, reflexão e apreciação das lutas.
II. 6 As lutas no cinema: contextualização e paradoxos.

UNIDADE III – Jogos e Brincadeiras


III.1. Jogos e brincadeiras tradicionais: jogos da cultura local, do brasil e do mundo.
III.2. Jogos e brincadeiras contemporâneas e as tecnologias.
III.3. As regras e a inclusão.
III.4. Espaço e materiais e competição X cooperação.
III.5. Prática, reflexão e apreciação de jogos e brincadeiras.

III. 6. O jogo como prática relevante na constituição da identidade cultural de um povo.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.

Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
66
BRACHT, V. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Proposta Curricular para a educação
de jovens e adultos: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental, v. 3, 2002.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

DARIDO, S. C.; SOUZA JÚNIOR, O. M. Para ensinar Educação Física: possibilidades de intervenção na escola.
Campinas: Papirus, 2007.

MATOS, D. C.; et al. Dicionário de Educação Física, Desporto e Saúde. [s.l.]: Bubio, 2005. 304p.

DA SILVA, P. A. 3000 Exercícios e Jogos para Educação Física Escolar. v.3., [s.l.]: Sprint, 2003. 278p.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DAOLIO, J. Educação física e o conceito de cultura. Campinas: Autores Associados, 2004. 88p.

FERREIRA, V. Educação Física - Recreação, Jogos e Desportos. [s.l.]: Sprint, 2002. 130p.

SOARES, C. L.; et al. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 2012. 200p.

67
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Educação Física


2º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: EFI

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)?Hall de entrada, espaço externo do Câmpus, quadra
T( ) P( ) T/P ( X ) esportiva ------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Contextualização da cultura corporal no âmbito da cultura juvenil e adulta, cotejada com outras dimensões
do mundo contemporâneo de forma a auxiliar o educando a compreender o jogo, a danças, as lutas, o esporte
e a ginástica de forma mais crítica e autônoma, usufruindo e transformando essas práticas em benefício do
exercício crítico da cidadania e da qualidade de vida..

3-OBJETIVOS:
 Compreender a ginástica, a dança os temas do lazer como fenômenos socioculturais, em sintonia com as
situações da vida moderna e do contexto local, ressignificando os conhecimentos no âmbito da cultura
corporal;
 Ampliar as possibilidades de movimento e dos significados/sentidos das experiências corporais por meio
da ginástica e da dança rumo à construção de uma autonomia crítica e autocrítica.
 • Compreender o lazer dentro no seio do trabalho como um direito humano tematizado no contexto das
práticas corporais e da Educação Física.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

68
EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

UNIDADE I - Ginástica
I.1. Modalidades e classificação da ginástica (saúde, competição e demonstração).
I.2. As capacidades físicas, as técnicas e as regras das modalidades ginásticas.
I.3. Elementos básicos da ginástica (saltar, equilibrar, rolar/girar, trepar e balançar/embalar e passagem pelo
apoio invertido).
I.4. As questões de gênero e inclusão na ginástica.
I.5. Prática, reflexão e apreciação de ginástica.
I. 6 Composições individuais e coletivas de ginástica.

UNIDADE II – Lazer
II. 1. Conceito de lazer e trabalho.
II. 2. O lazer como um direito do cidadão.
II. 3. Práticas corporais e lazer: possibilidades da cultura corporal.
II. 4. O lazer e as tecnologias: sociedade contemporânea e o universo digital.
II. 5. Espaços públicos e o lazer: setores de ação e intervenção.

UNIDADE III – Dança


III. 1. Dança: conceito, origens e transformações sociais.
III. 2. Danças de salão, de rua e folclóricas: elementos rítmicos, históricos e corporais.
III. 3. Ritmo individual e o ritmo coletivo.
III. 4. As questões de gênero e inclusão na dança.
III. 5. Prática, reflexão e apreciação da dança.
III. 6 Composições individuais e coletivas de dança.
.7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.

Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.

69
BRACHT, V. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Proposta Curricular para a educação
de jovens e adultos: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental, v. 3, 2002.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

DARIDO, S. C.; SOUZA JÚNIOR, O. M. Para ensinar Educação Física: possibilidades de intervenção na escola.
Campinas: Papirus, 2007.

MATOS, D. C.; et al. Dicionário de Educação Física, Desporto e Saúde. [s.l.]: Bubio, 2005. 304p.

DA SILVA, P. A. 3000 Exercícios e Jogos para Educação Física Escolar. v.3., [s.l.]: Sprint, 2003. 278p.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DAOLIO, J. Educação física e o conceito de cultura. Campinas: Autores Associados, 2004. 88p.

FERREIRA, V. Educação Física - Recreação, Jogos e Desportos. [s.l.]: Sprint, 2002. 130p.

SOARES, C. L.; et al. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 2012. 200p.

70
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Educação Física


3º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: EFI

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: Total de horas: 16.7


20

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)?Hall de entrada, espaço externo do Câmpus, quadra
T( ) P( ) T/P ( X ) esportiva ------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Contextualização da cultura corporal no âmbito da cultura juvenil e adulta, cotejada com outras dimensões
do mundo contemporâneo de forma a auxiliar o educando a compreender o jogo, a danças, as lutas, o esporte
e a ginástica de forma mais crítica e autônoma, usufruindo e transformando essas práticas em benefício do
exercício crítico da cidadania e da qualidade de vida.

3-OBJETIVOS:
 Compreender o esporte, a dança e os temas relativos a saúde e ao corpo como fenômenos socioculturais,
em sintonia com contemporaneidade e o contexto dos alunos, ampliando os conhecimentos no âmbito
da cultura corporal;
 Ampliar as possibilidades de movimento e dos significados/sentidos das experiências do corporais
expressadas no esporte e na dança, rumo à construção de uma autonomia crítica e autocrítica.
 Refletir sobre o corpo, saúde e cultura a partir de temas atuais e vivências corporais contextualizadas para
o espaço escolar.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

71
UNIDADE I - Corpo, saúde e cultura
I.1. O corpo e o movimento: processo histórico de construção do corpo.
I.2. Cultura corporal, mídia e padrões estéticos do corpo.
I.3. Crescimento e desenvolvimento humano: compreensões básicas.
I.4. Alimentação e hidratação (nutrição): conhecimentos básicos para uma vida saudável.
I.5. Patologias (cardiovasculares, osteoarticulares, obesidade, distúrbios alimentares etc.)
I.6. Processo de envelhecimento: atividade física, direitos e valorização do idoso.
I.7. Capacidades físicas e a saúde.

UNIDADE II- Esportes


II.1. Esporte como um fenômeno sociocultural: processo histórico e contextualização na sociedade
contemporânea.
II. 2. Modalidades e classificação do esporte (rede, invasão, marca, estéticos, precisão, campo e taco e
combate).
II.3. As técnicas, o aspecto tático e as regras.
II.4. As questões de inclusão, diversidade e gênero nos esportes.
II.5. As relações de esporte entre cultura e o processo histórico de construção das modalidades.
II.6. Competição X cooperação.
II.7. Os princípios éticos, a mídia e relações interpessoais no esporte.
II.8. Prática, reflexão e apreciação dos esportes.
II. 9 Esporte como possibilidade de lazer e saúde.

UNIDADE III – Dança


III. 1. Dança: conceito, origens e transformações sociais.
III. 2. Danças de salão, de rua e folclóricas: elementos rítmicos, históricos e corporais.
III. 3. Ritmo individual e o ritmo coletivo.
III. 4. As questões de gênero e inclusão na dança.
III. 5. Prática, reflexão e apreciação da dança.
III. 6 Composições individuais e coletivas de dança.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
72
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
BRACHT, V. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Proposta Curricular para a educação
de jovens e adultos: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental, v. 3, 2002.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

DARIDO, S. C.; SOUZA JÚNIOR, O. M. Para ensinar Educação Física: possibilidades de intervenção na escola.
Campinas: Papirus, 2007.

MATOS, D. C.; et al. Dicionário de Educação Física, Desporto e Saúde. [s.l.]: Bubio, 2005. 304p.

DA SILVA, P. A. 3000 Exercícios e Jogos para Educação Física Escolar. v.3., [s.l.]: Sprint, 2003. 278p.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DAOLIO, J. Educação física e o conceito de cultura. Campinas: Autores Associados, 2004. 88p.

FERREIRA, V. Educação Física - Recreação, Jogos e Desportos. [s.l.]: Sprint, 2002. 130p.

SOARES, C. L.; et al. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 2012. 200p.

73
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Educação Física


4º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: EFI

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: Total de horas: 16.7


20

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)?Hall de entrada, espaço externo do Câmpus, quadra
T( ) P( ) T/P ( X ) esportiva ------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Contextualização da cultura corporal no âmbito da cultura juvenil e adulta, cotejada com outras dimensões
do mundo contemporâneo de forma a auxiliar o educando a compreender o jogo, a danças, as lutas, o esporte
e a ginástica de forma mais crítica e autônoma, usufruindo e transformando essas práticas em benefício do
exercício crítico da cidadania e da qualidade de vida.

3-OBJETIVOS:
• Compreender os jogos e brincadeiras, a ginástica e os temas do lazer como fenômenos socioculturais em
sintonia com a contemporaneidade e o contexto dos alunos, ampliando os conhecimentos no âmbito da
cultura corporal;
• Ampliar as possibilidades de movimento e dos significados/sentidos das experiências corporais obtidas
por meio dos jogos e brincadeiras e da ginástica, rumo à construção de uma autonomia crítica e
autocrítica.
• Tematizar as possibilidades do lazer no seio da Educação Física.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

74
EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

UNIDADE I – Jogos e Brincadeiras


I.1. Jogos e brincadeiras tradicionais: jogos da cultura local, do brasil e do mundo.
I.2. Jogos e brincadeiras contemporâneas e as tecnologias.
I.3. As regras e a inclusão.
I.4. Espaço e materiais e competição X cooperação.
I.5. Prática, reflexão e apreciação de jogos e brincadeiras.
I. 6. O jogo como prática relevante na constituição da identidade cultural de um povo.

UNIDADE II - Ginástica
II.1. Modalidades e classificação da ginástica (saúde, competição e demonstração).
II.2. As capacidades físicas, as técnicas e as regras das modalidades ginásticas.
II.3. Elementos básicos da ginástica (saltar, equilibrar, rolar/girar, trepar e balançar/embalar e passagem
pelo apoio invertido).
II.4. As questões de gênero e inclusão na ginástica.
II.5. Prática, reflexão e apreciação de ginástica.
II. 6 Composições individuais e coletivas de ginástica.

UNIDADE III – Lazer


III. 1. Conceito de lazer e trabalho.
III. 2. O lazer como um direito do cidadão.
III. 3. Práticas corporais e lazer: possibilidades da cultura corporal.
III. 4. O lazer e as tecnologias: sociedade contemporânea e o universo digital.
III. 5. Espaços públicos e o lazer: setores de ação e intervenção.
.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.

Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.

75
BRACHT, V. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Proposta Curricular para a educação
de jovens e adultos: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental, v. 3, 2002.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

DARIDO, S. C.; SOUZA JÚNIOR, O. M. Para ensinar Educação Física: possibilidades de intervenção na escola.
Campinas: Papirus, 2007.

MATOS, D. C.; et al. Dicionário de Educação Física, Desporto e Saúde. [s.l.]: Bubio, 2005. 304p.

DA SILVA, P. A. 3000 Exercícios e Jogos para Educação Física Escolar. v.3., [s.l.]: Sprint, 2003. 278p.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DAOLIO, J. Educação física e o conceito de cultura. Campinas: Autores Associados, 2004. 88p.

FERREIRA, V. Educação Física - Recreação, Jogos e Desportos. [s.l.]: Sprint, 2002. 130p.

SOARES, C. L.; et al. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 2012. 200p.

76
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Educação Física


5º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: EFI

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)?Hall de entrada, espaço externo do Câmpus, quadra
T( ) P( ) T/P ( X ) esportiva ------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Contextualização da cultura corporal no âmbito da cultura juvenil e adulta, cotejada com outras dimensões
do mundo contemporâneo de forma a auxiliar o educando a compreender o jogo, a danças, as lutas, o esporte
e a ginástica de forma mais crítica e autônoma, usufruindo e transformando essas práticas em benefício do
exercício crítico da cidadania e da qualidade de vida.

3-OBJETIVOS:
• Compreender o esporte, as lutas e temas relativos ao corpo e a saúde como fenômenos socioculturais,
em sintonia com os temas do nosso tempo e da vida dos alunos, ampliando os conhecimentos no âmbito
da cultura corporal;
• Ampliar as possibilidades de movimento e dos significados/sentidos das experiências corporais obtidas
por meio do esporte e das lutas rumo à construção de uma autonomia crítica e autocrítica.
• • Refletir sobre como a saúde, o corpo e a cultura se relacionam na contemporaneidade e na história da
sociedade humana.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

77
EIXO: Administração profissional e sua ética

UNIDADE I – Esportes
I1. Esporte como um fenômeno sociocultural: processo histórico e contextualização na sociedade
contemporânea.
I. 2. Modalidades e classificação do esporte (rede, invasão, marca, estéticos, precisão, campo e taco e
combate).
I.3. As técnicas, o aspecto tático e as regras.
I.4. As questões de inclusão, diversidade e gênero nos esportes.
I.5. As relações de esporte entre cultura e o processo histórico de construção das modalidades.
I.6. Competição X cooperação.
I.7. Os princípios éticos, a mídia e relações interpessoais no esporte.
I.8. Prática, reflexão e apreciação dos esportes.
I. 9 Esporte como possibilidade de lazer e saúde.

UNIDADE II – Lutas
II. 1. Conceito de lutas e sua construção histórica na sociedade.
II.2. Classificação das lutas: curta, média e longa distância.
II. 3. Espetacularização das lutas e a mídia.
II. 4. As questões de inclusão, diversidade e gênero nas lutas.
II. 5. Prática, reflexão e apreciação das lutas.
II. 6 As lutas no cinema: contextualização e paradoxos.

UNIDADE III - Corpo, saúde e cultura


III.1. O corpo e o movimento: processo histórico de construção do corpo.
III.2. Cultura corporal, mídia e padrões estéticos do corpo.
III.3. Crescimento e desenvolvimento humano: compreensões básicas.
III.4. Alimentação e hidratação (nutrição): conhecimentos básicos para uma vida saudável.
III.5. Patologias (cardiovasculares, osteoarticulares, obesidade, distúrbios alimentares etc.)
III.6. Processo de envelhecimento: atividade física, direitos e valorização do idoso.

III.7. Capacidades físicas e a saúde.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
BRACHT, V. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.

Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso 78
tenha sido
concluída.
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Proposta Curricular para a educação
de jovens e adultos: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental, v. 3, 2002.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

DARIDO, S. C.; SOUZA JÚNIOR, O. M. Para ensinar Educação Física: possibilidades de intervenção na escola.
Campinas: Papirus, 2007.

MATOS, D. C.; et al. Dicionário de Educação Física, Desporto e Saúde. [s.l.]: Bubio, 2005. 304p.

DA SILVA, P. A. 3000 Exercícios e Jogos para Educação Física Escolar. v.3., [s.l.]: Sprint, 2003. 278p.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DAOLIO, J. Educação física e o conceito de cultura. Campinas: Autores Associados, 2004. 88p.

FERREIRA, V. Educação Física - Recreação, Jogos e Desportos. [s.l.]: Sprint, 2002. 130p.

SOARES, C. L.; et al. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 2012. 200p.

79
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Educação Física


6º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: EFI

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)?Hall de entrada, espaço externo do Câmpus, quadra
T( ) P( ) T/P ( X ) esportiva ------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Contextualização da cultura corporal no âmbito da cultura juvenil e adulta, cotejada com outras dimensões
do mundo contemporâneo de forma a auxiliar o educando a compreender o jogo, a danças, as lutas, o esporte
e a ginástica de forma mais crítica e autônoma, usufruindo e transformando essas práticas em benefício do
exercício crítico da cidadania e da qualidade de vida.

3-OBJETIVOS:
• Compreender os jogos e brincadeiras, a ginástica e a dança como fenômenos socioculturais, em sintonia
com os temas do nosso tempo e das vidas dos alunos, ampliando os conhecimentos no âmbito da cultura
corporal;

• Ampliar as possibilidades de movimento e dos significados/sentidos das experiências corporais por meio
dos jogos e brincadeiras, da ginástica e da dança, rumo à construção de uma autonomia crítica e autocrítica.

• Identificar na sociedade contemporânea quais são as formas de danças, ginásticas e jogos que podem ser
encontradas e como se apropriar desses saberes.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

80
UNIDADE I - Ginástica
I.1. Modalidades e classificação da ginástica (saúde, competição e demonstração).
I.2. As capacidades físicas, as técnicas e as regras das modalidades ginásticas.
I.3. Elementos básicos da ginástica (saltar, equilibrar, rolar/girar, trepar e balançar/embalar e passagem pelo
apoio invertido).
I.4. As questões de gênero e inclusão na ginástica.
I.5. Prática, reflexão e apreciação de ginástica.
I. 6 Composições individuais e coletivas de ginástica.

UNIDADE II – Dança
II. 1. Dança: conceito, origens e transformações sociais.
II. 2. Danças de salão, de rua e folclóricas: elementos rítmicos, históricos e corporais.
II. 3. Ritmo individual e o ritmo coletivo.
II. 4. As questões de gênero e inclusão na dança.
II. 5. Prática, reflexão e apreciação da dança.
II. 6 Composições individuais e coletivas de dança.

UNIDADE III – Jogos e Brincadeiras


III.1. Jogos e brincadeiras tradicionais: jogos da cultura local, do brasil e do mundo.
III.2. Jogos e brincadeiras contemporâneas e as tecnologias.
III.3. As regras e a inclusão.
III.4. Espaço e materiais e competição X cooperação.
III.5. Prática, reflexão e apreciação de jogos e brincadeiras.
III. 6. O jogo como prática relevante na constituição da identidade cultural de um povo.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.

Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.

81
BRACHT, V. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Proposta Curricular para a educação
de jovens e adultos: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental, v. 3, 2002.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

DARIDO, S. C.; SOUZA JÚNIOR, O. M. Para ensinar Educação Física: possibilidades de intervenção na escola.
Campinas: Papirus, 2007.

MATOS, D. C.; et al. Dicionário de Educação Física, Desporto e Saúde. [s.l.]: Bubio, 2005. 304p.

DA SILVA, P. A. 3000 Exercícios e Jogos para Educação Física Escolar. v.3., [s.l.]: Sprint, 2003. 278p.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DAOLIO, J. Educação física e o conceito de cultura. Campinas: Autores Associados, 2004. 88p.

FERREIRA, V. Educação Física - Recreação, Jogos e Desportos. [s.l.]: Sprint, 2002. 130p.

SOARES, C. L.; et al. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 2012. 200p.

82
CÂMPUS

CAPIVARI

- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Matemática


1º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: MAT

Nº de aulas semanais: 3 Total de aulas: 60 Total de horas: 50.0

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? ---------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Teoria de Conjuntos. Conjuntos Numéricos. Definição de Função. Função do 1º Grau

83
3-OBJETIVOS:

• Compreender o papel da Matemática no mundo contemporâneo.


• Compreender e utilizar conceitos matemáticos através da resolução de problemas.
• Interpretar e utilizar tabelas e gráficos nas diversas áreas do conhecimento.
• Conceituar conjuntos;
• Fazer uso da linguagem simbólica de conjuntos para a representação do raciocínio lógico matemático;
• Identificar e resolver equações e inequações matemáticas.
• Relacionar o conhecimento matemático com conhecimentos de outras áreas do conhecimento.
• Resolver situações-problemas modeladas através de funções;
• Construir e/ou interpretar algoritmos para determinadas situações-problemas;
• Fazer uso do algoritmo como ferramenta apropriada para simplificação de cálculos;
• Interpretar e solucionar situações-problemas modeladas através de funções;
• Utilizar algoritmos como ferramenta apropriada para simplificação de cálculos;
• Realizar cálculos de porcentagem.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Eixo: Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

UNIDADE I
I.1. Conjuntos e conjuntos numéricos
I.2. Noção de conjunto
I.3. Propriedades
I.4. Operações entre conjuntos
I.5. Conjuntos numéricos – intervalos

UNIDADE II
II.1. Noção intuitiva de função
II.2. Definição e reconhecimento de uma função
II.3. Domínio, contradomínio e imagem de uma função.
II.4. Gráfico de uma função
II.5. Função composta
II.7. Função inversa

UNIDADE III
III.1. Função do 1º grau
III.2. Gráfico da função do 1º grau
III.3. Equação e inequação do 1º grau
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.

Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
84
PAIVA, M. Matemática. 1. Ed. São Paulo: Moderna, 2009.256p.

DANTE, L.R. Matemática – Contexto e Aplicações. Volume 1.2ª Ed. São Paulo: Ática, 2001. 366p.

IEZZI,G.;DOLCE, O;DEGENSZAJN, D; PÉRIGO, R.;ALMEIDA; N. Matemática e Aplicações. 7. ed. São Paulo:


Editora Saraiva, 2013

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
SMOLE, K.C.S., DINIZ, M.I.S.V. Matemática: ensino médio. 8. Ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

YOUSSEF A.N.; SOARES, E.; FERNANDEZ, V.P.; Matemática. Volume Único. 1. ed. São Paulo: Editora Scipione,
2011.

GIOVANNI, J.R.; BONJORNO, J.R; JUNIOR, J.R.G; Matemática Fundamental – Uma nova abordagem. Volume
Único. São Paulo: FTD, 2002.

85
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Matemática


2º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: MAT

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: Total de horas: 33.3


40

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? ---------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Função do 2º Grau. Função Exponencial. Função Logarítmica.

3-OBJETIVOS:
• Compreender o papel da Matemática no mundo contemporâneo.
• Compreender e utilizar conceitos matemáticos através da resolução de problemas.
• Utilizar tabelas e gráficos relacionando Progressões e funções.
• Identificar e resolver equações e inequações matemáticas.
• Relacionar o conhecimento matemático com conhecimentos de outras áreas do conhecimento.
• Resolver situações-problemas modeladas através de funções quadráticas, exponenciais ou logarítmicas;
• Construir e/ou interpretar algoritmos para determinadas situações-problemas;
• Fazer uso do algoritmo como ferramenta apropriada para simplificação de cálculos;
• Interpretar e solucionar situações-problemas modeladas através de funções;

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

86
UNIDADE I
I.1. Função do 2º Grau
I.2. Estudo da Função do 2º Grau.
I.3. Modelagens envolvendo a função do 2º Grau

UNIDADE II
II.1. Função Exponencial
II.2. Equações exponenciais
II.3. Reconhecimento de uma função exponencial
II.4. Equações exponenciais (tipos)
II.5. Inequações exponenciais

UNIDADE III
III.1. Função Logarítmica
III.2. Definição de logaritmo e consequências da definição
III.3. Cálculo do logaritmo pela definição
III.3. Propriedades dos logaritmos
III.4. Equações logarítmicas
III.5. Função logarítmica (gráficos)

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
PAIVA, M. Matemática. 1. Ed. São Paulo: Moderna, 2009.256p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
DANTE, L.R.na
disponíveis Matemática – Contexto
biblioteca em e Aplicações.
uma proporção de umVolume 1.2ªcada
livro para Ed. São Paulo:
quatro Ática, 2001. 366p.
alunos.

IEZZI,G.;DOLCE,
Lembrando que O;DEGENSZAJN, D; ser
a bibliografia deve PÉRIGO, R.;ALMEIDA;
inalterada até que aN.primeira
Matemática
turmaedo
Aplicações.
respectivo7.curso
ed. São Paulo:
tenha sido
Editora Saraiva, 2013
concluída.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
SMOLE, K.C.S., DINIZ, M.I.S.V. Matemática: ensino médio. 8. Ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

YOUSSEF A.N.; SOARES, E.; FERNANDEZ, V.P.; Matemática. Volume Único. 1. ed. São Paulo: Editora Scipione,
2011.

GIOVANNI, J.R.; BONJORNO, J.R; JUNIOR, J.R.G; Matemática Fundamental – Uma nova abordagem. Volume
Único. São Paulo: FTD, 2002.

87
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Matemática


3º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: MAT

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: Total de horas: 33.3


40

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? ---------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Sequências Numéricas e Progressões. Análise Combinatória e Probabilidade.

3-OBJETIVOS:
• Compreender o papel da Matemática no mundo contemporâneo.
• Compreender e utilizar conceitos matemáticos através da resolução de problemas.
• Relacionar o conhecimento matemático com conhecimentos de outras áreas do conhecimento.
• Construir e/ou interpretar algoritmos para determinadas situações-problemas.
• Interpretar e solucionar situações-problemas modeladas através de funções.
• Utilizar algoritmos como ferramenta apropriada para simplificação de cálculos.
• Utilizar o Princípio da contagem em problemas contextualizados.
• Compreender o conceito de Sequências Numéricas.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

88
EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

Unidade I
I.1. Sequências Numéricas
I.2. Progressões Aritmética
I.3. Progressões Geométricas

Unidade II
II. 1. Combinações Simples
II. 2. Arranjos Simples
II. 3. Permutação Simples
II. 4. Permutação com Repetição
II.5. Introdução à Probabilidade

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
PAIVA, M. Matemática. 1. Ed. São Paulo: Moderna, 2009.256p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
DANTE, L.R.na
disponíveis Matemática – Contexto
biblioteca em e Aplicações.
uma proporção de umVolume 1.2ªcada
livro para Ed. São Paulo:
quatro Ática, 2001. 366p.
alunos.

IEZZI,G.;DOLCE,
Lembrando que O;DEGENSZAJN, D; ser
a bibliografia deve PÉRIGO, R.;ALMEIDA;
inalterada até que aN.primeira
Matemática
turmaedo
Aplicações.
respectivo7.curso
ed. São Paulo:
tenha sido
Editora Saraiva, 2013
concluída.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
SMOLE, K.C.S., DINIZ, M.I.S.V. Matemática: ensino médio. 8. Ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

YOUSSEF A.N.; SOARES, E.; FERNANDEZ, V.P.; Matemática. Volume Único. 1. ed. São Paulo: Editora Scipione,
2011.

GIOVANNI, J.R.; BONJORNO, J.R; JUNIOR, J.R.G; Matemática Fundamental – Uma nova abordagem. Volume
Único. São Paulo: FTD, 2002.

89
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Matemática


6º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: MAT

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? ---------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Matrizes. Determinantes. Sistemas Lineares. Números Complexos.

3-OBJETIVOS:
• Entender o papel da Matemática no mundo contemporâneo.
• Compreender e utilizar conceitos matemáticos através da resolução de problemas.
• Utilizar matrizes e determinantes na resolução de problemas contextualizados.
• Identificar e resolver equações e inequações que envolvem matrizes e determinantes.
• Relacionar o conhecimento matemático com conhecimentos de outras áreas do conhecimento.
• Utilizar algoritmos como ferramenta apropriada para simplificação de cálculos;
• Identificar e compreender a noção de número complexo;

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

90
EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

UNIDADE I
I.1. Matrizes
I.2. Operações com matrizes
I.3. Matriz genérica
I.4. Tipos de matrizes
I.5. Matriz Inversa
I.6. Determinantes
I.7. Propriedades dos determinantes

UNIDADE II
II.1. Sistemas Lineares
II.2. Tipos e Resolução de Sistemas Lineares
II.3. Regra de Cramer
II.4. Escalonamento de Sistemas

Unidade III
III.1. Números Complexos
III.2. Operações envolvendo números complexos

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
PAIVA, M. Matemática. 1. Ed. São Paulo: Moderna, 2009.256p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
DANTE, L.R.na
disponíveis Matemática – Contexto
biblioteca em e Aplicações.
uma proporção de umVolume 1.2ªcada
livro para Ed. São Paulo:
quatro Ática, 2001. 366p.
alunos.

IEZZI,G.;DOLCE,
Lembrando que O;DEGENSZAJN, D; ser
a bibliografia deve PÉRIGO, R.;ALMEIDA;
inalterada até que aN.primeira
Matemática
turmaedo
Aplicações.
respectivo7.curso
ed. São Paulo:
tenha sido
Editora Saraiva,
concluída. 2013

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
SMOLE, K.C.S., DINIZ, M.I.S.V. Matemática: ensino médio. 8. Ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

YOUSSEF A.N.; SOARES, E.; FERNANDEZ, V.P.; Matemática. Volume Único. 1. ed. São Paulo: Editora Scipione,
2011.

GIOVANNI, J.R.; BONJORNO, J.R; JUNIOR, J.R.G; Matemática Fundamental – Uma nova abordagem. Volume
Único. São Paulo: FTD, 2002.

91
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Biologia


3º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: BIO

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: Total de horas: 33.3


40

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)? laboratório -----------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Compreensão da saúde como qualidade de vida, baseada nas relações de renda, educação, trabalho,
habitação, saneamento, transporte, lazer, alimentação, longevidade, liberdade de expressão e da participação
democrática, fundamentadas na educação alimentar e nutricional; a inter-relação entre fenômenos físicos,
químicos e biológicos nos processos vitais, sempre evidenciando os pressupostos da educação ambiental; bem
como propor os conhecimentos básicos sobre os organismos. Entender os processos de evolução científica,
analisando-os como resultado de uma rede de influências, entendendo que a Ciência está em permanente
construção e que as afirmações científicas são provisórias.

3-OBJETIVOS:
• Desenvolver a consciência do corpo, a autoestima e a confiança, como uma atitude de valorização do
próprio corpo, da saúde física, mental e emocional, de sua vida e da vida do outro;
• Reconhecer o ser humano como parte integrante da natureza e a qualidade de vida como resultado da
interação homem-natureza;
• Compreender a importância do estudo da biologia para o entendimento dos fenômenos naturais e suas
influências na vida humana;
• Conhecer os processos biológicos celulares animal e vegetal e sua influência para os seres vivos;

92
• Conhecer a diversidade dos seres vivos e suas inter-relações;
• Compreender os mecanismos de funcionamento dos diversos sistemas orgânicos animais e vegetais e suas
consequências para o meio ambiente e diversidade biológica.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO:
EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

UNIDADE I – FISIOLOGIA HUMANA E COMPARADA

1. Tipos de Tecidos Humanos: Epitelial, Conjuntivo, Muscular e Nervoso – subtipos, caracterização celular e
funções

2. Introdução à Fisiologia: noções de Metabolismo e Regulação

3. Fisiologia Humana e Comparada dos sistemas: Digestório, Circulatório, Respiratório, Excretor, Nervoso,
Endócrino, Locomotor (Ósseo e Muscular), Tegumentar e Reprodutor

4. Gravidez, Métodos Contraceptivos e Doenças Sexualmente Transmissíveis

5. Conceitos de saúde (física e mental)

6. Qualidade de vida versus saúde (aspectos que influenciam: alimentação, moradia, saneamento, meio
ambiente, renda, trabalho, educação, transporte e lazer).

7. Mapeamento da saúde no Brasil (condições socioeconômicas e qualidade de vida nas diferentes regiões)

8. Conceitos de indicadores de desenvolvimento humano e de saúde pública (mortalidade infantil,


expectativa de vida, saneamento e acesso aos serviços de assistência).

UNIDADE II – SOCIEDADE E AMBIENTE

1. Introdução à Ecologia – Níveis de Organização em Ecologia e Conceitos

2. Fluxo de Energia e Matéria nos ecossistemas

3. Relações Ecológicas

4. Principais Ecossistemas e Biomas Terrestres

5. Desequilíbrios ambientais

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
AMABIS, José Mariano; MARTHO, Gilberto Rodrigues. Fundamentos da Biologia Moderna. Volume único, 4.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
ed. São Paulo: Moderna, 2006. 839p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.

93
LOPES, S.; ROSSO, S. Bio: ensino médio. Volume único, São Paulo: Saraiva, 2010. 784p.

LAURENCE, J. Biologia: ensino médio. Volume único, São Paulo: Nova Geração, 2005. 696p.

SADAVA, D.; et al. Vida: a ciência da biologia. v.1, 8. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. 448p.

94
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Biologia


4º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: BIO

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM () NÃO Qual(is)? laboratório -------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Compreensão da saúde como qualidade de vida, baseada nas relações de renda, educação, trabalho,
habitação, saneamento, transporte, lazer, alimentação, longevidade, liberdade de expressão e da participação
democrática, fundamentadas na educação alimentar e nutricional; a inter-relação entre fenômenos físicos,
químicos e biológicos nos processos vitais, sempre evidenciando os pressupostos da educação ambiental; bem
como propor os conhecimentos básicos sobre os organismos. Entender os processos de evolução científica,
analisando-os como resultado de uma rede de influências, entendendo que a Ciência está em permanente
construção e que as afirmações científicas são provisórias.

3-OBJETIVOS:
• Utilizar e valorizar os conhecimentos da ciência e da tecnologia na tomada de decisões pessoais e
coletivas.
• Compreender a importância do estudo da biologia para o entendimento dos fenômenos naturais e suas
influências na vida humana;
• Identificar as relações entre o conhecimento científico e o desenvolvimento tecnológico, considerando a
preservação da vida, as condições de vida e as concepções de desenvolvimento sustentável.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

95
EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

UNIDADE I – ORIGENS DA VIDA E A CÉLULA

1. Hipóteses da Origem da Vida (Abiogênese x Biogênese – principais cientistas e seus experimentos)

2. Teorias da Evolução

3. Níveis de organização em Biologia

4. Introdução à Citologia

5. Tipos de organização dos seres vivos – acelular, celular procarionte e celular eucarionte

6. Componentes Celulares

7. Organelas citoplasmáticas – morfologia e função

8. Introdução à Bioquímica e Fisiologia Celular

9. Núcleo Celular Interfásico

10. Divisão celular (Mitose e Meiose)

11. Introdução à Genética

12. Mutações e Aberrações cromossômicas

13. Biotecnologia (Engenharia Genética, Transgênicos, Clonagem)

UNIDADE II – SERES VIVOS

1. Introdução à classificação dos seres vivos

2. Reinos: Monera, Protista, Fungi, Plantae e Animalia

3. Caracterização geral de cada grupo.

4. Importância Ecológica dos grupos de seres vivos.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
AMABIS, José Mariano; MARTHO, Gilberto Rodrigues. Fundamentos da Biologia Moderna. Volume único, 4.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
ed. São Paulo: Moderna, 2006. 839p.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.

96
LOPES, S.; ROSSO, S. Bio: ensino médio. Volume único, São Paulo: Saraiva, 2010. 784p.

LAURENCE, J. Biologia: ensino médio. Volume único, São Paulo: Nova Geração, 2005. 696p.

SADAVA, D.; et al. Vida: a ciência da biologia. v.1, 8. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. 448p.

97
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Física


3º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: FIS

Nº de aulas semanais: 3 Total de aulas: 60 Total de horas: 50.0

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? Laboratório de física-----------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Esta disciplina contempla conhecimentos necessários para o entendimento da dinâmica dos processos físicos
e seus desdobramentos científicos e tecnológicos, bem como a aplicabilidade no espaço da produção,
abordando aspectos ambientais, sociais, políticos e econômicos.

98
3-OBJETIVOS:
 Entender o papel da Física no mundo contemporâneo.
 Compreender e utilizar conceitos físicos para a resolução de problemas.
 Interpretar e utilizar tabelas e gráficos para exprimir o conhecimento físico.
 Entender o conceito de medição e estimar ordens de grandeza.
 Reconhecer e fazer uso da linguagem física, própria para seus esquemas de representação, composta
de símbolos e códigos específicos.
 Operar com equações matemáticas que representam os fenômenos físicos.
 Interpretar o resultado de demonstrações experimentais.
 Enunciar os princípios fundamentais da Física e relacionar esses princípios com a realidade cotidiana.
 Articular o conhecimento físico com conhecimentos de outras áreas do saber científico
 Reconhecer a física como construção humana, aspectos de sua história e relações com o contexto
cultural, social, político e econômico.
 Reconhecer o papel da Física no sistema produtivo, compreendendo a evolução dos meios
tecnológicos e sua relação dinâmica com a evolução do conhecimento científico.
 Ser capaz de emitir juízos de valor em relação a situações sociais que envolvam aspectos físicos e/ou
tecnológicos relevantes.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

Eixo temático: Sociedade, saúde e responsabilidade social.


I. Eletricidade: um choque elétrico na modernidade.
II. Circuitos elétricos residenciais.
III. Aplicações do eletromagnetismo no cotidiano.
IV. A Física na Medicina.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
KANTOR, C. A.; et al. Quanta Física: Física - 2º Ano. 1ª ed. São Paulo: Editora PD, 2010.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis
MÁXIMO, A.; naALVARENGA,
biblioteca emB.uma proporção
Física: deeum
Contextos livro para1ªcada
Aplicações. ed. quatro alunos.
São Paulo: Scipione, 2013.
Lembrando que
SCRIVANO, C. N.;aet.
bibliografia
al. Ciência,deve ser inalterada
transformação até que aciências
e cotidiano: primeiradaturma do respectivo
natureza curso
e matemática tenha
ensino sido
médio
concluída.
– Educação de Jovens e Adultos. 1ª ed. São Paulo: Global, 2013.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
GASPAR, A. Física. v.3, São Paulo: Atica, 2011.

GREF: Grupo de Reelaboração do Ensino de Física. Física 3: eletromagnetismo. 7ª ed. São Paulo: EDUSP,
2011.

HEWITT, Paul G. Física Conceitual. 11. ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

PIETROCOLA, M.; et al. Física em contextos - pessoal, social e histórico: eletricidade e magnetismo, ondas
eletromagnéticas, radiação e matéria. v.1, São Paulo: FTD, 2011.

TREFIL, J.; HAZEN, R. M. Física Viva, v.2: uma introdução à física conceitual. Rio de Janeiro: LTC Editora, 2014

99
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Fisica


4º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: FIS

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)? Laboratório de Física-----------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Esta disciplina contempla conhecimentos necessários para o entendimento da dinâmica dos processos físicos
e seus desdobramentos científicos e tecnológicos, bem como a aplicabilidade no espaço da produção,
abordando aspectos ambientais, sociais, políticos e econômicos.

3-OBJETIVOS:
 Identificar os principais fenômenos físicos ao seu redor e suas manifestações no planeta e universo.
 Saber usar os símbolos e a nomenclatura bem como as unidades de medidas adequadas.
 Interpretar a linguagem gráfica utilizada para os fenômenos físicos e relacionar com a linguagem
matemática apropriada.
 Quantificar grandezas físicas e compreender a aplicação das leis e teorias físicas no cotidiano.
 Conseguir se expressar clara e adequadamente por meio da linguagem científica.
 Relacionar o conhecimento físico com as demais áreas do conhecimento.
 Estabelecer estratégias de resolução de situações problemas.
 Reconhecer os conceitos científicos e suas relações com a as tecnologias e a sociedade.
 Discutir e argumentar sobre temas de ciência e tecnologia usando o conhecimento físico para
defender opiniões sobre esses temas.
 Observar o contexto histórico e suas influências no desenvolvimento dos principais conceitos físicos.

100
 Avaliar através das leis físicas situações potencialmente de risco contribuindo com soluções eficazes
e seguras.
 Compreender a contribuição da Física no desenvolvimento tecnológico e social da humanidade.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

Eixo temático: Ciência, Tecnologia e Produção.


I. Energia e os processos de produção
II. Ondulatória: aplicação nos meios de comunicação.
III. A Termodinâmica e a revolução industrial.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar
KANTOR, C. pelo
A.; etmenos 1 (um)
al. Quanta títuloFísica
Física: que será trabalhado
- 1º Ano. no decorrer
1ª ed. São do curso,
Paulo: Editora PD, atentando
2010. para que estejam
disponíveis
MÁXIMO, A.; naALVARENGA,
biblioteca emB.uma proporção
Física: Contextosdeeum livro para1ª
Aplicações. cada
ed.quatro alunos.
São Paulo: Scipione, 2013.
SCRIVANO,
Lembrando C. N.;aet.
que al. Ciência,deve
bibliografia transformação e cotidiano:
ser inalterada até que aciências daturma
primeira natureza
do erespectivo
matemática ensino
curso médio
tenha sido
–concluída.
Educação de Jovens e Adultos. 1ª ed. São Paulo: Global, 2013.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
GASPAR, A. Física. v.2, São Paulo: Atica, 2011.

GREF: Grupo de Reelaboração do Ensino de Física. Física 2: física térmica e óptica. 7ª ed. São Paulo: EDUSP,
2011.

HEWITT, Paul G. Física Conceitual. 11. ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

PIETROCOLA, M.; et al. Física em contextos - pessoal, social e histórico: energia, calor, imagem e som. v.1,
São Paulo: FTD, 2011.
QUADROS, S. A termodinâmica e a invenção das máquinas térmicas. São Paulo: Scipione, 2008.

101
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Química


4º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: QUI

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


(X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)? Laboratório de Química --------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---
2 - EMENTA:

Matéria, propriedades e usos; Modelos atômicos; Estrutura atômica; Elementos químicos; Interações
atômicas e Moleculares; Reações químicas.

3-OBJETIVOS:

 Levar o aluno a compreender as aplicações da química em seu dia a dia, nos seus aspectos científicos
e práticos;

 Compreender os códigos e símbolos próprios da química atual;


 Identificar fontes de informação e formas de obter informações relevantes para o conhecimento da
Química (livro, computador, jornais, manuais, etc.);
 Compreender e utilizar conceitos químicos dentro de uma visão macroscópica;
 Compreender os processos de formação e transformação que os materiais sofrem;
 Diferenciar processo endotérmico e exotérmico;
 Selecionar e utilizar leis, teorias, modelos para resolução de problemas qualitativos e quantitativos
em química;

102
 Realizar processos simples de investigação cientifica e comunicar os resultados obtidos com outras
equipes;
 Reconhecer aspectos químicos relevantes na interação do ser humano, individual e coletiva com o
ambiente.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

Materiais, propriedades e usos: estudando materiais no dia-a-dia. Noções de segurança no manuseio de


substâncias
Transformações dos materiais na natureza e no sistema produtivo: como reconhecer reações químicas,
representá-las e interpretá-las Modelos atômicos e moleculares e suas relações com evidências empíricas e
propriedades dos materiais.
Impacto ambiental da atividade humana: Pontos positivos e negativos da industrialização
Modelos atômicos e moleculares e suas relações com evidências empíricas e propriedades dos materiais.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos


FELTRE, Ricardo. Química.1 (um) título que
São Paulo: será trabalhado
Moderna, no decorrer do curso, atentando para que estejam
2000. 3 volumes.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
FONSECA, Martha Reis Marques da. Completamente Química: Química Geral, Físico-Química e Química
Lembrando que
Orgânica. São a bibliografia
Paulo: FTD, 2001.deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
3 volumes.
concluída.
REIS, Martha. Química. São Paulo: FTD, 2004. 3 volumes.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
ATKINS, P.; JONES, L. Princípios de química: questionando a vida moderna e o meio ambiente. Porto Alegre:
Bookman, 2007.
BRASIL-MEC. Orientações curriculares para o ensino médio: Ciências da natureza, Matemática e suas
tecnologias. Brasília: MEC/SEMT, 2006.
CARVALHO, G. C. Química Moderna. 1.ed. São Paulo: Scipione, 2004. Volume único.
FELTRE, R. Fundamentos de Química: Química, Tecnologia, Sociedade. 4.ed. São Paulo: Moderna, 2005.
Volume único.
LEMBO. Química: realidade e contexto. 3.ed. São Paulo: Ática, 2004. 3 volumes.
NOVAIS, Vera. Química. São Paulo: Atual, 1993. 3 volumes.
PERUZZO, Francisco Miragaia do; CANTO, Eduardo Leite. Química: na abordagem do cotidiano. 2.ed. São
Paulo: Moderna, 2006.
SARDELLA, A. Química. 1.ed. São Paulo: Ática, 2005. Volume Único.

USBERCO, J; SALVADOR, E; Química essencial. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 2001. Volume Único.

103
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Química


6º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: QUI

Nº de aulas semanais: 3 Total de aulas: 60 Total de horas: 50.0

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( X ) SIM ( ) NÃO Qual(is)? Laboratório de Química -------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
----
2 - EMENTA:

Energia nas transformações químicas: produção, armazenamento e transporte de energia; Química de


sistemas naturais: qualidade de vida e meio ambiente; Obtenção de materiais e seus impactos ambientais;
Gestão de laboratório químico

3-OBJETIVOS:

• Compreender os processos de formação e transformação que os materiais sofrem;


• Realizar processos simples de investigação cientifica e saber interpretar os resultados;
• Reconhecer que as reações químicas envolvem variação de energia;
• Reconhecer ou propor a investigação de um problema relacionado a química selecionando procedimentos
experimentais pertinentes;
• Desenvolver raciocínio científico, questionador e investigativo dos aspectos químicos relevantes na
interação individual/coletiva do ser humano com o ambiente;
• Discutir o papel da química no sistema produtivo, industrial e rural, bem como suas relações entre o
desenvolvimento científico e tecnológico;
• Orientação sobre os limites éticos e morais que envolvem o desenvolvimento da química e tecnologias.

104
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

Aspectos energéticos implicados nas transformações químicas, enfatizando os processos de geração, de


armazenamento e de transporte de energia e suas consequências para a vida e o ambiente;
Sistemas químicos naturais constituídos pelos rios e lagos, pelo ar atmosférico e pelos solos no Brasil.
Investigação de questões ambientais relacionadas à qualidade de corpos d’água, do ar atmosférico e dos solos
de áreas urbanas e agrícolas;
Gerenciamento do Laboratório químico visando a sustentabilidade: análise de riscos, legislação, manuseio e
armazenagem de substâncias; Gerenciamento dos resíduos;
Processos de obtenção de petróleo, etanol, biodiesel e fármacos

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos


FELTRE, Ricardo. Química.1 (um) título que
São Paulo: será trabalhado
Moderna, no decorrer do curso, atentando para que estejam
2000. 3 volumes.
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
FONSECA, Martha Reis Marques da. Completamente Química: Química Geral, Físico-Química e Química
Lembrando que
Orgânica. São a bibliografia
Paulo: FTD, 2001.deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
3 volumes.
concluída.
REIS, Martha. Química. São Paulo: FTD, 2004. 3 volumes.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
ATKINS, P.; JONES, L. Princípios de química: questionando a vida moderna e o meio ambiente. Porto Alegre:
Bookman, 2007.
BRASIL-MEC. Orientações curriculares para o ensino médio: Ciências da natureza, Matemática e suas
tecnologias. Brasília: MEC/SEMT, 2006.
CARVALHO, G. C. Química Moderna. 1.ed. São Paulo: Scipione, 2004. Volume único.
FELTRE, R. Fundamentos de Química: Química, Tecnologia, Sociedade. 4.ed. São Paulo: Moderna, 2005.
Volume único.
LEMBO. Química: realidade e contexto. 3.ed. São Paulo: Ática, 2004. 3 volumes.
NOVAIS, Vera. Química. São Paulo: Atual, 1993. 3 volumes.
PERUZZO, Francisco Miragaia do; CANTO, Eduardo Leite. Química: na abordagem do cotidiano. 2.ed. São
Paulo: Moderna, 2006.
SARDELLA, A. Química. 1.ed. São Paulo: Ática, 2005. Volume Único.

USBERCO, J; SALVADOR, E; Química essencial. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 2001. Volume Único.

105
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Sociologia


1º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: SOC

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? ---------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Esta disciplina contempla conhecimentos necessários para o entendimento da trajetória do aluno enquanto
sujeito social dotado de saberes e que busca uma nova etapa de seu itinerário formativo articulando história
individual com condições sociais em busca de cidadania.

3-OBJETIVOS:
 Reconhecer-se enquanto sujeito social postador de saberes.
 Compreender, a partir da própria experiência, as relações entre história pessoal a condições sócio-
históricas.
 Instrumentalizar-se para que se torne sujeito de seu itinerário formativo
 Identificar, analisar e comparar os diferentes discursos sobre a realidade
 Produzir novos discursos sobre as diferentes realidades sociais, a partir de observações e reflexões
realizadas
 Construir instrumentos para uma melhor compreensão da vida cotidiana, ampliando a “visão de mundo”
e o “horizonte de expectativas”
 Construir a identidade social e política, de modo a viabilizar o exercício da cidadania plena (direitos e
deveres)

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

106
Eixo temático: Memória e cidadania, reconstruindo trajetórias

I. Socialização e cultura
II. Indivíduo e identidade social
III. Grupos e classes sociais
IV. Cidade, sociedade e cidadania

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar
CORTI, A. P. pelo
et. al.menos 1 (um)
Tempo, título
espaço que será
e cultura: trabalhado
ciências no decorrer
humanas do curso,
ensino médio atentando
– Educação para que
de Jovens estejam
e Adultos.
disponíveis na biblioteca
1ª ed. São Paulo: em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
Global, 2013.
OLIVEIRA,
LembrandoP.que
S. Introdução à sociologia.
a bibliografia 1ª ed. São Paulo:
deve ser inalterada até queÁtica, 2009 turma do respectivo curso tenha sido
a primeira
concluída.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
MARTINS, Carlos Benedito. O que é sociologia? Col. Primeiros Passos. São Paulo: Brasiliense, 1982.
RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

TOMAZI, N. D. Sociologia para o ensino médio. Vol. único. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2010

107
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Sociologia


2º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: SOC

Nº de aulas semanais:2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Esta disciplina contempla conhecimentos necessários para a compreensão da dimensão social dos problemas
relacionados tanto à saúde humana quanto à saúde do planeta, ou seja, aos problemas ambientais, cuja
origem está diretamente ligada ao modelo econômico produtivista e cujos efeitos assume um recorte social
inequívoco.

3-OBJETIVOS:
Objetivos:
• Compreender o conceito sociológico de Cultura;
• Permitir que o aluno reflita sobre sua própria Cultura enquanto elemento de sua inserção social;
• Compreender o papel social da Educação e seus fundamentos sociológicos;
• Compreender o Trabalho enquanto categoria central da Sociologia;

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

Cultura e identidade cultural


Educação e sociedade
O trabalho enquanto categoria central da sociedade capitalista
O trabalho no mundo globalizado
108
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo
LARAIA, R. B. menos
Cultura 1 (um)
- um título
conceito que será trabalhado
antropológico. no decorrer
Rio de Janeiro: do2003.
Zahar, curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
MARX, K. (et. al.). Manifesto comunista 150 anos depois. São Paulo: Perseu Abramo, 1998.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
8-BIBLIOGRAFIA
concluída. COMPLEMENTAR:

LAGO, A. & PADUA, J.A. O que é ecologia? Col. Primeiros Passos. São Paulo: Brasiliense, 1984.
MARTINS, Carlos Benedito. O que é sociologia? Col. Primeiros Passos. São Paulo: Brasiliense, 1982.
SILVA, A. et al. Sociologia em movimento. Vol. único. 1ª ed. São Paulo: Moderna, 2013.

109
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Sociologia


3º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: SOC

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? ---------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Esta disciplina contempla conhecimentos necessários para o entendimento da trajetória do aluno enquanto
sujeito social dotado de saberes e que busca uma nova etapa de seu itinerário formativo articulando história
individual com condições sociais em busca de cidadania.

3-OBJETIVOS:
 Compreender a dimensão social da saúde humana
 Compreender a relação entre os aspectos sociais e ambientais de uma sociedade
 Entender a transformação da crítica ambientalista nos últimos 50 anos
 Entender a crítica ecologista contemporânea

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

1. Sociedade, natureza e saúde


2. Modelo econômico e desigualdade social
3. Pobreza e saúde
4. Do ambientalismo ao ecologismo

110
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar
CORTI, A. P. pelo
et. al.menos 1 (um)
Tempo, título
espaço que será
e cultura: trabalhado
ciências no decorrer
humanas do curso,
ensino médio atentando
– Educação para que
de Jovens estejam
e Adultos.
disponíveis
1ª na biblioteca
ed. São Paulo: em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
Global, 2013.
OLIVEIRA,
LembrandoP.que
S. Introdução à sociologia.
a bibliografia 1ª ed. São Paulo:
deve ser inalterada até queÁtica, 2009 turma do respectivo curso tenha sido
a primeira
concluída.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
MARTINS, Carlos Benedito. O que é sociologia? Col. Primeiros Passos. São Paulo: Brasiliense, 1982.
RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

TOMAZI, N. D. Sociologia para o ensino médio. Vol. único. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2010

111
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Sociologia


4º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: SOC

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? ---------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Esta disciplina contempla conhecimentos necessários para o entendimento da trajetória do aluno enquanto
sujeito social dotado de saberes e que busca uma nova etapa de seu itinerário formativo articulando história
individual com condições sociais em busca de cidadania.

3-OBJETIVOS:
 Compreender a Ciência em sua dimensão histórico-sociológica;
 Compreender a relação entre Ciência e Tecnologia;
 Refletir sobre o papel da Tecnologia na sociedade capitalista

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
V. EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

O nascimento da ciência moderna e o projeto capitalista


Ciência e tecnologia: uma combinação histórica
Os conceitos amplo e restrito de tecnologia

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos. 112

Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
ANDERY, M. A. (org.). Para compreender a ciência: uma perspectiva histórica. São Paulo: Educ, 2004.
MORIN, E. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
MARTINS, Carlos Benedito. O que é sociologia? Col. Primeiros Passos. São Paulo: Brasiliense, 1982.
RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

TOMAZI, N. D. Sociologia para o ensino médio. Vol. único. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2010

113
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Sociologia


5º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: SOC

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? ---------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:

Esta disciplina contempla conhecimentos necessários para o entendimento da trajetória do aluno enquanto
sujeito social dotado de saberes e que busca uma nova etapa de seu itinerário formativo articulando história
individual com condições sociais em busca de cidadania.

3-OBJETIVOS:
 Compreender o trabalho como atividade histórica ligada aos diferentes modos de produção.
 Compreender as transformações históricas que levam ao trabalho capitalista e suas principais
características
 Compreender o surgimento do cooperativismo no bojo do movimento socialista do século XIX, bem como
suas transformações até o presente
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
VI. EIXO: Administração profissional e sua ética

1. Trabalho capitalista e trabalho socialista


2. As origens do cooperativismo
3. O novo cooperativismo e a Economia solidária
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos. 114

Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
CORTI, A. P. et. al. Tempo, espaço e cultura: ciências humanas ensino médio – Educação de Jovens e Adultos.
1ª ed. São Paulo: Global, 2013.
OLIVEIRA, P. S. Introdução à sociologia. 1ª ed. São Paulo: Ática, 2009

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
MARTINS, Carlos Benedito. O que é sociologia? Col. Primeiros Passos. São Paulo: Brasiliense, 1982.
RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

TOMAZI, N. D. Sociologia para o ensino médio. Vol. único. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2010

115
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Sociologia


6º semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: SOC

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM ( X ) NÃO Qual(is)? ---------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Esta disciplina contempla conhecimentos necessários para o entendimento do trabalho enquanto categoria
social central do mundo moderno, abordada em sua dimensão histórica, tanto na forma capitalista quanto
em sua forma socialista, com destaque para o cooperativismo e para a economia solidária.

3-OBJETIVOS:
• Compreender o que é a Economia solidária, suas bases teórico-conceituais e suas múltiplas expressões
contemporâneas
• Construir instrumentos para avaliar as formas atuais de trabalho a partir de uma visão histórico-crítica do
mesmo
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

1. Trabalho capitalista e trabalho socialista


2. As origens do cooperativismo
3. O novo cooperativismo e a Economia solidária
4. Experiências em Economia solidária
116
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

Apresentar
CORTI, A. P. pelo
et. al.menos 1 (um)
Tempo, título
espaço que será
e cultura: trabalhado
ciências no decorrer
humanas do curso,
ensino médio atentando
– Educação para que
de Jovens estejam
e Adultos.
disponíveis
1ª na biblioteca
ed. São Paulo: em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
Global, 2013.
TOMAZI, N. D. Sociologia para o ensino médio. Vol. único. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2010.
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
MAZZEU F. J. C. et al. Economia solidária e trabalho. São Paulo: Unitrabalho - Fundação Interuniversitária de
concluída.
Estudos e Pesquisas sobre o Trabalho; Brasília, DF: Ministério da Educação. SECAD-Secretraria de Educação
Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2007, -- (Coleção Cadernos de EJA)
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
LAFARGUE, Paul. Direito à preguiça. São Paulo Hucitec, 2000.
MARTINS, Carlos Benedito. O que é sociologia? Col. Primeiros Passos. São Paulo: Brasiliense, 1982.
MARX, K. & ENGELS, F. Manifesto do partido comunista. São Paulo: Contraponto, 1998.
SINGER, P. Introdução à economia solidária. São Paulo: Perseu Abramo, 2002.

117
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Filosofia


1º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: FIL

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Desenvolver uma reflexão permanente acerca das relações histórico-sociais no sentido de permitir ao discente
uma intervenção consciente em seu contexto social.

3-OBJETIVOS:
• Conhecer a importância da Filosofia
• Compreender os principais preconceitos contra a filosofia
• Aprender sobre a Filosofia Pré-socrática

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

EIXO: Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

Unidade 1
I.1. Introdução à filosofia: áreas da filosofia; os preconceitos contra a filosofia.
I.2. Filosofia Pré-socrática: passagem da mitologia à cosmologia na Grécia Antiga.

118
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ARANHA, M. L. A.; MARTINS, M. H. P. Filosofando: Introdução à Filosofia. 4. ed. São Paulo: Moderna, 2009.
Apresentar pelo menos
CHAUÍ, M. Convite 1 (um) 14.
à Filosofia. título
ed.que
Sãoserá trabalhado
Paulo: no decorrer
Ática, 2010. 520p. do curso, atentando para que estejam
disponíveis
COTRIM, G. na biblioteca em
Fundamentos deuma proporção
Filosofia. deSão
17. ed. umPaulo:
livro para cada2013.
Saraiva, quatro alunos.
352p.
8 – BIBLIOGRAFIA
Lembrando COMPLEMENTAR:
que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
CHAUÍ, M.
concluída. Filosofia– Série Novo Ensino Médio. 2. ed. São Paulo: Ática, 2008. 208p.
RUSSELL, B.; História do pensamento ocidental. São Paulo: Saraiva, 2013. 524p.
LEBRUN, G. O que é poder. Coleção primeiros passos. v.24, 14. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. 126p
RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

119
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Filosofia


2º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: FIL

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Desenvolver uma reflexão permanente acerca das relações histórico-sociais no sentido de permitir ao discente
uma intervenção consciente em seu contexto social.

3-OBJETIVOS:
• Compreender a filosofia
• Ler e compreender textos filosóficos de modo significativo.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

UNIDADE I
I.1. Formas de conhecimento: História, Mito, Cultura, Religião, Arte e Ciência.
I.2. O conhecimento em Sócrates (e sofistas), Platão e Aristóteles (idealismo e realismo).
I.3. Fé e Razão na Idade Média.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ARANHA, M. L. A.; MARTINS, M. H. P. Filosofando: Introdução à Filosofia. 4. ed. São Paulo: Moderna, 2009.
Apresentar pelo menos
CHAUÍ, M. Convite 1 (um) 14.
à Filosofia. título
ed.que
Sãoserá trabalhado
Paulo: no decorrer
Ática, 2010. 520p. do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
120
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
concluída.
COTRIM, G. Fundamentos de Filosofia. 17. ed. São Paulo: Saraiva, 2013. 352p.
8 – BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
CHAUÍ, M. Filosofia– Série Novo Ensino Médio. 2. ed. São Paulo: Ática, 2008. 208p.
RUSSELL, B.; História do pensamento ocidental. São Paulo: Saraiva, 2013. 524p.
LEBRUN, G. O que é poder. Coleção primeiros passos. v.24, 14. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. 126p
RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

121
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Filosofia


3º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: FIL

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Desenvolver uma reflexão permanente acerca das relações histórico-sociais no sentido de permitir ao discente
uma intervenção consciente em seu contexto social.

3-OBJETIVOS:
• Ler de modo filosófico textos de diferentes estruturas e registros.
• Articular a reflexão filosófica com a discursividade das ciências e das produções culturais em geral.
• Contextualizar histórica e socialmente os conhecimentos filosóficos, enfatizando aspectos sociopolíticos,
culturais e científico-tecnológicos.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

UNIDADE I
I.1. Introdução à filosofia: áreas da filosofia; os preconceitos contra a filosofia.
I.2. Filosofia Pré-socrática: passagem da mitologia à cosmologia na Grécia Antiga.
I.3. Formas de conhecimento: História, Mito, Cultura, Religião, Arte e Ciência.
I.4. O conhecimento em Sócrates (e sofistas), Platão e Aristóteles (idealismo e realismo).

122
I.5. Fé e Razão na Idade Média.
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ARANHA, M. L. A.; MARTINS, M. H. P. Filosofando: Introdução à Filosofia. 4. ed. São Paulo: Moderna, 2009.
Apresentar pelo menos
CHAUÍ, M. Convite 1 (um) 14.
à Filosofia. título
ed.que
Sãoserá trabalhado
Paulo: no decorrer
Ática, 2010. 520p. do curso, atentando para que estejam
disponíveis
COTRIM, G. na biblioteca em
Fundamentos deuma proporção
Filosofia. deSão
17. ed. umPaulo:
livro para cada2013.
Saraiva, quatro alunos.
352p.
8 – BIBLIOGRAFIA
Lembrando que a COMPLEMENTAR:
bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
CHAUÍ, M.
concluída. Filosofia– Série Novo Ensino Médio. 2. ed. São Paulo: Ática, 2008. 208p.
RUSSELL, B.; História do pensamento ocidental. São Paulo: Saraiva, 2013. 524p.
LEBRUN, G. O que é poder. Coleção primeiros passos. v.24, 14. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. 126p
RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

123
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Filosofia


4º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: FIL

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Desenvolver uma reflexão permanente acerca das relações histórico-sociais no sentido de permitir ao discente
uma intervenção consciente em seu contexto social.

3-OBJETIVOS:
• Articular a reflexão filosófica com a discursividade das ciências e das produções culturais em geral.
• Contextualizar histórica e socialmente os conhecimentos filosóficos, enfatizando aspectos sociopolíticos,
culturais e científico-tecnológicos.
• Conhecer as Filosofias da História
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

UNIDADE II
II.1. Filosofias da História: Hegel e Karl Marx I
II.2. Filosofias da História: Hegel e Karl Marx II
II.3. Ciência e Tecnologia (a razão instrumental).
II.4. A bioética: temas contemporâneos relativos à saúde, meio ambiente e à ciência.

124
II.5. Relações entre ética e política.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ARANHA, M. L. A.; MARTINS, M. H. P. Filosofando: Introdução à Filosofia. 4. ed. São Paulo: Moderna, 2009.
Apresentar pelo menos
CHAUÍ, M. Convite 1 (um) 14.
à Filosofia. título
ed.que
Sãoserá trabalhado
Paulo: no decorrer
Ática, 2010. 520p. do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para
COTRIM, G. Fundamentos de Filosofia. 17. ed. São Paulo: Saraiva, cada2013.
quatro alunos.
352p.
8 – BIBLIOGRAFIA
Lembrando que a COMPLEMENTAR:
bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
CHAUÍ, M.
concluída. Filosofia– Série Novo Ensino Médio. 2. ed. São Paulo: Ática, 2008. 208p.
RUSSELL, B.; História do pensamento ocidental. São Paulo: Saraiva, 2013. 524p.
LEBRUN, G. O que é poder. Coleção primeiros passos. v.24, 14. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. 126p
RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

125
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Filosofia


5º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: FIL

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Desenvolver uma reflexão permanente acerca das relações histórico-sociais no sentido de permitir ao discente
uma intervenção consciente em seu contexto social.

3-OBJETIVOS:
• Ler de modo filosófico textos de diferentes estruturas e registros.
• Articular a reflexão filosófica com a discursividade das ciências e das produções culturais em geral.
• Contextualizar histórica e socialmente os conhecimentos filosóficos, enfatizando aspectos sociopolíticos,
culturais e científico-tecnológicos.
• Elaborar reflexões verbais e escritas.
• Debater temas mediante posições argumentadas e abertas a argumentos.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

EIXO: Administração profissional e sua ética

UNIDADE I
I.1. Ética aristotélica – a justa medida.
I.2. A ética cristã – novas virtudes em relação à ética aristotélica.
I.3. A ética kantiana – o dever.

126
I.4. Administração profissional e sua ética I
I.5. Administração profissional e sua ética II; Relações entre ética e política.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ARANHA, M. L. A.; MARTINS, M. H. P. Filosofando: Introdução à Filosofia. 4. ed. São Paulo: Moderna, 2009.
Apresentar pelo menos
CHAUÍ, M. Convite 1 (um) 14.
à Filosofia. título
ed.que
Sãoserá trabalhado
Paulo: no decorrer
Ática, 2010. 520p. do curso, atentando para que estejam
disponíveis
COTRIM, G. na biblioteca em
Fundamentos deuma proporção
Filosofia. deSão
17. ed. umPaulo:
livro para cada2013.
Saraiva, quatro alunos.
352p.
8 – BIBLIOGRAFIA
Lembrando que a COMPLEMENTAR:
bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
CHAUÍ, M.
concluída. Filosofia– Série Novo Ensino Médio. 2. ed. São Paulo: Ática, 2008. 208p.
RUSSELL, B.; História do pensamento ocidental. São Paulo: Saraiva, 2013. 524p.
LEBRUN, G. O que é poder. Coleção primeiros passos. v.24, 14. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. 126p
COTRIM, G. Fundamentos de Filosofia. 17. ed. São Paulo: Saraiva, 2013. 352p

127
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Filosofia


6º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: FIL

Nº de aulas semanais: 1 Total de aulas: 20 Total de horas: 16.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Desenvolver uma reflexão permanente acerca das relações histórico-sociais no sentido de permitir ao discente
uma intervenção consciente em seu contexto social.

3-OBJETIVOS:
• Contextualizar histórica e socialmente os conhecimentos filosóficos, enfatizando aspectos sociopolíticos,
culturais e científico-tecnológicos.
• Elaborar reflexões verbais e escritas.
• Conhecer a Teoria Política em Platão e Aristóteles
• Compreender a globalização e a democracia
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

UNIDADE I
I.1. Teoria política em Platão e Aristóteles.
I.2. Idade Media (o Bom Governo) X Maquiavel (a Razão de Estado).
I.3. Hobbes, Locke, Montesquieu e Rousseau: liberalismo, absolutismo, republicanismo.
I.4. Globalização e Democracia.

128
I.5. Poder e verdade (Michel Foucault e as relações de poder).

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ARANHA, M. L. A.; MARTINS, M. H. P. Filosofando: Introdução à Filosofia. 4. ed. São Paulo: Moderna, 2009.
Apresentar pelo menos
CHAUÍ, M. Convite 1 (um) 14.
à Filosofia. título
ed.que
Sãoserá trabalhado
Paulo: no decorrer
Ática, 2010. 520p. do curso, atentando para que estejam
disponíveis
COTRIM, G. na biblioteca em
Fundamentos deuma proporção
Filosofia. deSão
17. ed. umPaulo:
livro para cada2013.
Saraiva, quatro alunos.
352p.
8 – BIBLIOGRAFIA
Lembrando que a COMPLEMENTAR:
bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
CHAUÍ, M.
concluída. Filosofia– Série Novo Ensino Médio. 2. ed. São Paulo: Ática, 2008. 208p.
RUSSELL, B.; História do pensamento ocidental. São Paulo: Saraiva, 2013. 524p.
LEBRUN, G. O que é poder. Coleção primeiros passos. v.24, 14. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. 126p
RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

129
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: História


1º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: HIS

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Análise e reflexão sobre fatos e acontecimentos históricos como forma de proporcionar ao aluno a
compreensão de tais eventos, propondo sua participação social e política, despertando a consciência em
relação ao exercício de direitos e deveres políticos, civis e sociais. Conhecimento da história e das culturas
afro-brasileira e indígena.

3-OBJETIVOS:
• Conhecer a origem do termo “História” e a forma pela qual o conceito foi modificado ao longo dos anos.
Analisar e compreender diferentes concepções de História e a forma como alguns intelectuais concebera
m, ao longo dos anos, o ofício de historiador. Trabalhar conceitos e noções como: tempo, espaço, period
ização, historicidade e subjetividade. Refletir sobre a necessidade de a História, como disciplina acadêmi
ca, elaborar um diálogo entre passado e presente. Nesse sentido, quebrar alguns pré-conceitos que a co
nstroem como uma ciência exclusivamente dedicada ao passado.
• Analisar o legado cultural greco-romano, reconhecendo os principais acontecimentos históricos relaciona
dos a essas duas civilizações. Estabelecer relações de anterioridade e posterioridade e também o reconh
ecimento da permanência de certas instituições, regimes políticos e valores estéticos do mundo clássico
no período contemporâneo.

130
• Analisar a Idade Média com a intenção de desconstruir discursos estereotipados sobre o período. Nesse s
entido, discutir a forma pela qual o período medieval foi constantemente lido e resignificado pelos sécul
os posteriores, em particular, no período do Renascimento. Problematizar os estereótipos construídos e
m torno do conceito de Idade Média, destacando uma leitura mais plural e significativa do período.
• Apresentar e problematizar discursos estereotipados sobre a História do continente africano, enfatizand
o, nesse sentido, o seu caráter multicultural. Nesse sentido, valorizar a diversidade dos patrimônios étnic
os culturais e artísticos, identificando-os em suas manifestações e representações em diferentes socieda
des; Interpretar realidades históricas sociais a partir de conhecimentos sobre a economia e as práticas so
ciais e culturais, principalmente das culturas afro-brasileira e indígena.
• Identificar e analisar a diversidade cultural existente no continente americano, anterior à chegada dos eu
ropeus, bem como a distribuição geográfica de algumas civilizações indígenas da América. Dentro dessa t
emática, quebrar preconceitos e estereótipos construídos sobre as populações nativas do continente am
ericano, refletindo sobre o conceito do termo “índio”.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

EIXO: Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

TEMA 1 – O conhecimento histórico e a Antiguidade Clássica


Introdução ao estudo de História
A civilização grega
A constituição da cidadania clássica e o regime democrático ateniense;
Os excluídos do regime democrático;
Democracia e escravidão no mundo antigo e no mundo contemporâneo;
A civilização romana e as migrações bárbaras;

TEMA 2 – A Idade Média e a construção do Ocidente medieval


Império Bizantino e o mundo árabe;
Os Francos e o império de Carlos Magno;
Sociedade Feudal: Características sociais, econômicas, políticas e culturais.

TEMA 3 – O início da Idade Moderna e as civilizações da África e da América


Renascimento comercial e urbano e a formação das monarquias nacionais;
Reforma e Contrarreforma;
Expansão europeia nos séculos XV e XVI: características econômicas, políticas, culturais e religiosas.
A vida na América antes da conquista europeia: as sociedades maia, inca e asteca;
Encontro entre os europeus e as civilizações da África, da Ásia e da América;
Sistema colonial europeu: a América Colonial;

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

COTRIM, G. História Global – Brasil e Geral. 10. ed. São Paulo: Saraiva, 2010. 720p.

131
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

KOSHIBA, L.; PEREIRA, D. M. F. História Geral e do Brasil: trabalho, cultura, poder. São Paulo: Atual, 2012.
448p.

MORENO, J.; VIEIRA, S. História, Cultura e Sociedade. v.1, Curitiba: Positivo, 2010. 256p.

SANTIAGO, P.; et al. Por dentro da história. São Paulo: Escala Educacional, 2011. 752p.

RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

132
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: História


2º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: HIS

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Análise e reflexão sobre fatos e acontecimentos históricos como forma de proporcionar ao aluno a
compreensão de tais eventos, propondo sua participação social e política, despertando a consciência em
relação ao exercício de direitos e deveres políticos, civis e sociais. Conhecimento da história e das culturas
afro-brasileira e indígena.

3-OBJETIVOS:
• Através da análise do contexto histórico do início da Idade Moderna (séculos XV e XVI), analisar os
processos históricos do Renascimento, da Reforma Protestante e da Contrarreforma. Dentro dessa
proposta, desenvolver o espírito investigativo e a autonomia ao buscar dados e informações; Valorizar a
diversidade dos patrimônios étnicos culturais e artísticos, identificando-os em suas manifestações e
representações em diferentes sociedades.

• Analisar o contexto das Grandes Navegações e da Descoberta da América, identificando, a partir de mapas,
fenômenos e fatos histórico-sociais. Compreender as formas de interação cultural envolvidas nesse
processo, bem como as relações econômicas, sociais e políticas relacionados ao encontro do mundo
cristão europeu com a América indígena do século XVI. Ainda dentro dessa temática, trabalhar as
realidades históricas das culturas afro-brasileira e indígena.

133
• Compreender o contexto do Iluminismo europeu e suas relações com os processos revolucionários
ocorridos na Europa e na América ao longo dos séculos XVII e XVIII. Nesse sentido, analisar a Revolução
Inglesa, a Independência dos Estados Unidos, a Revolução Francesa e as Independências da América
Latina. Dentro desses temas, observar a dinâmica da organização dos movimentos sociais, relacionando-
os às transformações do contexto histórico; trabalhar ainda com os conceitos de direitos do homem,
igualdade e liberdade.

• Identificar e compreender os principais acontecimentos históricos ligados ao século XIX. Nesse sentido,
analisar os processos da Revolução Industrial e da luta por direitos sociais e políticos através da
organização de ideologias como o socialismo, o comunismo e o anarquismo. Dentro do contexto histórico
europeu, analisar ainda os fenômenos do Imperialismo e das explicações raciais para se referir a povos e
culturas distintas do padrão europeu (crítica ao eurocentrismo).
• Compreender a formação do Estado nacional no Brasil independente, bem como os principais eventos e
debates históricos associados ao período imperial.
• Analisar o impacto do século XX sobre a vida humana, escrutinando os grandes acontecimentos que o
fizeram ser conhecido, nas palavras do historiador britânico Eric Hobsbawm, como uma Era de Extremos.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

TEMA 1 – O início da Idade Moderna


 Renascimento.
 Reforma e Contrarreforma.
 Formação dos Estados Absolutistas Europeus.
 Encontro entre os europeus e as civilizações da África, da Ásia e da América.
 Sistemas coloniais europeus: a América Colonial.

TEMA 2 – O iluminismo e as revoluções do século XVIII e XIX


 Revolução Inglesa.
 Iluminismo.
 Independência dos Estados Unidos da América.
 Revolução Francesa e Império Napoleônico.
 Processos de independência e formação territorial na América Latina.

TEMA 3 – O séculos XIX e suas transformações políticas, econômicas e culturais


 A Revolução Industrial inglesa.
 A luta por direitos sociais no século XIX: socialismo, comunismo e anarquismo.
 Estados Unidos da América no século XIX: Expansão para o oeste e guerra civil.
 O Imperialismo e a construção dos discursos raciais.

TEMA 4 – O Brasil Império


 Independência do Brasil.
 O Primeiro Reinado e o Período Regencial.
 O Segundo Reinado: a abolição da escravatura e a imigração europeia para o Brasil.

134
TEMA 5 – O século XX: uma era de extremos

 Primeira Guerra Mundial.


 Revolução Russa.
 A crise econômica de 1929 e seus efeitos mundiais.
 Nazismo e racismo.
 A Guerra Civil Espanhola.
 Segunda Guerra Mundial.
 O mundo após a Segunda Guerra e a Guerra Fria.

TEMA 6 – O Brasil republicano

 O imaginário republicano.
 A República Velha.
 O Período Vargas: Olga Benário e Luis Carlos Prestes.
 A República Populista.
 Golpes militares no Brasil e na América Latina: tortura e direitos humanos.
 As manifestações culturais de resistência aos governos autoritários nas décadas de 1960 e 1970.
 O papel da sociedade civil e dos movimentos sociais na luta pela redemocratização brasileira: Movimento das
“Diretas Já”.

A questão agrária na Nova República

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
COTRIM, G. História Global – Brasil e Geral. 10. ed. São Paulo: Saraiva, 2010. 720p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
KOSHIBA,
concluída. L.; PEREIRA, D. M. F. História Geral e do Brasil: trabalho, cultura, poder. São Paulo: Atual, 2012.
448p.

MORENO, J.; VIEIRA, S. História, Cultura e Sociedade. v.1, Curitiba: Positivo, 2010. 256p.

SANTIAGO, P.; et al. Por dentro da história. São Paulo: Escala Educacional, 2011. 752p.

MATTOS, Regiane Augusto de. História e cultura afro-brasileira. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2016. 217 p. ISBN
9788572443715.

135
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Geografia


1º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: GEO

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Compreensão do território, da paisagem, do lugar e da educação cartográfica. Domínio da espacialidade, o
reconhecimento de princípios e leis que regem os tempos da natureza e o tempo social do espaço geográfico,
diferenciar e estabelecer relações entre os eventos geográficos em diferentes escalas, bem como auxiliar na
elaboração, leitura e interpretação de mapas e cartas. Reconhecimento de forma crítica de elemento
pertencente ao espaço geográfico, capaz de transformá-lo, através de uma ação ética e solidária, promoção a
consciência ambiental e o respeito à igualdade e à diversidade entre todos os povos, todas as culturas e todos
os indivíduos.

3-OBJETIVOS:
• Conhecer as diferentes linguagens que regem a prática e leitura cartográfica, compreendendo seus símbolos
e usos culturais, suas normas técnicas e suas principais aplicações.
Relacionar o espaço geográfico, de vivência e de memória com as diversas representações cartográficas.
Compreender as ferramentas que envolvem a cartografia digital e sua linguagem no mundo virtual.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

136
Eixo: Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

UNIDADE I
I.1.Os elementos dos mapas
I.2.As projeções cartográficas
I.3.Noções de cartografia digital
I.4 Noções de cartografia temática
I.5 Paisagens naturais e paisagens culturais

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
MAGNOLI, D. Geografia para o Ensino Médio - Integrado. 2. ed. São Paulo: Atual, 2012. 688p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
BOLIGIAN, L.; et al. Geografia espaço e vivência - Ensino Médio. Volume único, 3. ed. São Paulo: Atual, 2013.
concluída.
592p.

COMPANHIA EDITORA NACIONAL. Atlas geográfico escolar. São Paulo: IBEP, 2008. 144p.

TERRA, L.; et al. Conexões - Estudos de Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Moderna, 2008. 616p.

RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p.

MARTINELLI, M. Mapas da Geografia e da Cartografia Temática. São Paulo: Editora Contexto, 2003.

137
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Geografia


5º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: GEO

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Compreensão do território, da paisagem, do lugar e da educação cartográfica. Domínio da espacialidade, o
reconhecimento de princípios e leis que regem os tempos da natureza e o tempo social do espaço geográfico,
diferenciar e estabelecer relações entre os eventos geográficos em diferentes escalas, bem como auxiliar na
elaboração, leitura e interpretação de mapas e cartas. Reconhecimento de forma crítica de elemento
pertencente ao espaço geográfico, capaz de transformá-lo, através de uma ação ética e solidária, promoção a
consciência ambiental e o respeito à igualdade e à diversidade entre todos os povos, todas as culturas e todos
os indivíduos.

3-OBJETIVOS:
• Relacionar a configuração das estruturas políticas, econômicas, sociais e ambientais à projeção do Brasil
no cenário internacional;
• Entender o conceito de geopolítica, a partir da análise das potências mundiais na defesa dos seus
interesses e de seus aliados;
• Vincular a estrutura econômica às desigualdades sociais e analisar os indicadores sociais frente aos
indicadores econômicos como forma de compreender de forma ética a diferença entre a produção e
distribuição de riquezas.
• Compreender o papel das “redes sociais” e a importância da organização e manifestação social como
recursos de enfrentamento e defesa dos interesses e necessidades de uma sociedade.
138
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Administração profissional e sua ética

UNIDADE I

I.1.Ética e análise da divisão internacional do trabalho


I.2.O conflito Norte e Sul
I.3.Globalização e regionalização econômica
I.4.Blocos Econômicos
I.5. O papel do Brasil como potência regional

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
MAGNOLI, D. Geografia para o Ensino Médio - Integrado. 2. ed. São Paulo: Atual, 2012. 688p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis na biblioteca em uma proporção de um livro para cada quatro alunos.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
Lembrando que a bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
BOLIGIAN, L.; et al. Geografia espaço e vivência - Ensino Médio. Volume único, 3. ed. São Paulo: Atual, 2013.
concluída.
592p.

COMPANHIA EDITORA NACIONAL. Atlas geográfico escolar. São Paulo: IBEP, 2008. 144p.

TERRA, L.; et al. Conexões - Estudos de Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Moderna, 2008. 616p.

RIBEIRO, Berta G. O índio na cultura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2000. 186 p. .

139
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Inglês


5º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: ING

Nº de aulas semanais: 3 Total de aulas: 60 Total de horas: 50.0

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Estudo da Língua Inglesa a fim de facilitar o processo de compreensão de gêneros textuais diversos; uso da
comunicação escrita em suas várias situações focando, principalmente, no desenvolvimento das habilidades
de compreensão de textos socialmente relevantes e pertinentes à área de formação profissional do estudante;
familiarização de textos técnico-científicos a partir de estratégias de leitura e conhecimentos sistêmicos da
língua inglesa; reflexão acerca do caráter social, político, cultural e econômico da presença da língua inglesa
no mundo.

140
3-OBJETIVOS:
• Reconhecer a língua inglesa como idioma universal irrestrita a espaços geográficos específicos e como
meio de ampliação de acesso à cultura, informação e conhecimento.
• Realizar escolhas linguísticas conscientes;
• Entender as diversas maneiras de organizar, categorizar, expressar e interpretar a experiência humana
através da linguagem em razão de aspectos sociais e/ou culturais;
• Posicionar-se como usuário ativo da língua inglesa dentro do cenário brasileiro;
• Proporcionar um ambiente de exposição linguística em inglês e, portanto, de insumo na língua alvo;
• Proporcionar insumo escrito com o apoio de textos autênticos relacionados ao contexto de atuação
profissional da área de formação técnica;
• Proporcionar oportunidades de ampliação de vocabulário em inglês;
• Vivenciar práticas de fala, escuta, escrita e, predominantemente, de leitura em língua inglesa;
• Conhecer e instrumentalizar estratégias de leitura visando à compreensão de significados em níveis
diversos;
• Conhecer e instrumentalizar estratégias de aprendizagem para aprimorar experiências com a língua e
facilitar a busca por informação e cultura;
• Conhecer regularidades morfológicas e sintáticas da língua inglesa que auxiliem na compreensão de
significados por dedução.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Administração profissional e sua ética

DIMENSÃO SOCIAL DA LÍNGUA


I.1.História da língua inglesa e da língua portuguesa e a evolução das línguas através do tempo e de
influências interculturais;
I.2.A língua inglesa como língua oficial, segunda língua e língua estrangeira em cenários geográficos diversos;
I.3.As implicações sociais, históricas, culturais, econômicas e éticas da influência internacional dos usos da
língua inglesa como língua universal ou língua franca;
I.4.A língua inglesa no Brasil: história e implicações socioculturais;
I.5.O lugar da língua inglesa na atuação profissional em gestão/ administração de empresas;
I.6 Diferenças de vocabulário e pronúncia entre variações da língua inglesa em diversos países falantes do
idioma;

DIMENSÃO TEXTUAL DA LÍNGUA


II.1.Leitura prática e análise teórica de textos informativos, persuasivos e de entretenimento;
II.2.Leitura prática e análise teórica das modalidades argumentativa, narrativa e descritiva;
II.3.Leitura e exploração de itens linguísticos, estrutura textual e marcas tipográficas em gêneros textuais
diversos, tais como anúncios publicitários, artigos jornalísticos, gêneros digitais, dentre outros;
II.4 Reconhecimento de gêneros textuais e definição de objetivos e estratégias de leitura;
II.5 Emprego de estratégias de leitura: skimming; scanning; conhecimento prévio; layout e informação não-
verbal; inferência lexical e textual; dentre outros;
II.6 Identificação e utilização de marcadores discursivos, conectivos, cognatos, grupos nominais.

DIMENSÃO ESTRUTURAL DA LÍNGUA

141
III.1.Sintaxe da língua inglesa: ordem de palavras em sintagmas verbais e sintagmas nominais;
III.2.Comparação entre a sintaxe da língua portuguesa e da língua inglesa
III.3.Regularidades morfológicas: adjetivos e a variação de grau;
III.4.Variação de número em substantivos;
III.5.Variação de tempo e pessoa em verbos;
III.6.Desinências e afixos;
III.7.Regularidades na formação de palavras por meio de combinação de radicais, prefixos e sufixos

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
DIAS, R. et al. High Up: ensino médio. Cotia, SP: Macmillan, 2013. 208p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis
MUNHOZ, R.naInglês
biblioteca em uma proporção
Instrumental: Estratégiasde
deum livro para
leitura. cada1,quatro
Módulo alunos.
São Paulo: Textonovo, 2000. 111p.
Lembrando que
SOUZA, G.F.S. et aal.bibliografia
Leitura emdeve serInglesa:
Língua inalterada
umaaté que a primeira
abordagem turma doSão
instrumental. respectivo curso
Paulo: Disal, tenha
2005. sido
203p.
concluída.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
MUNHOZ, R. Inglês Instrumental: Estratégias de leitura. Módulo 2, São Paulo: Textonovo, 2001. 136p.

MURPHY, R. English Grammar in Use. Cambridge: Cambridge University Press, 2000.

TORRES, N. Gramática Prática da Língua Inglesa: o inglês descomplicado. São Paulo: Saraiva, 2007.

SCHUMACHER, C. & COSTA, F. Inglês para Administração. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2010.

142
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Inglês


6º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: ING

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
2 - EMENTA:
Estudo da Língua Inglesa a fim de facilitar o processo de compreensão de gêneros textuais diversos; uso da
comunicação escrita em suas várias situações focando, principalmente, no desenvolvimento das habilidades
de compreensão de textos socialmente relevantes e pertinentes à área de formação profissional do estudante;
familiarização de textos técnico-científicos a partir de estratégias de leitura e conhecimentos sistêmicos da
língua inglesa; reflexão acerca do caráter social, político, cultural e econômico da presença da língua inglesa
no mundo.

3-OBJETIVOS:
• Reconhecer a língua inglesa como idioma universal irrestrita a espaços geográficos específicos e como
meio de ampliação de acesso à cultura, informação e conhecimento;
• Aprofundar o conhecimento da língua-alvo, utilizando-a como base para a reflexão sobre o contexto social
e cultural em que vive;
• Entender as diversas maneiras de organizar, categorizar, expressar e interpretar a experiência humana
através da linguagem em razão de aspectos sociais e/ou culturais;
• Produzir sentido a partir de elementos linguísticos e extralinguísticos de gêneros textuais na língua-alvo;
• Realizar escolhas linguísticas conscientes;
• Proporcionar insumo escrito com o apoio de textos autênticos e relevantes para a área técnica em
questão;
• Ampliar de modo autônomo o próprio vocabulário a partir de estratégias de aprendizagem e
compreensão;
143
• Conhecer e instrumentalizar estratégias de leitura visando à compreensão de significados em níveis
diversos;
• Apropriar-se de elementos que auxiliem no processo de leitura e escrita, tendo em vista a aprendizagem
autônoma e contínua.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

DIMENSÃO SOCIAL DA LÍNGUA


I.1 Inglês como língua franca e suas implicações para a aprendizagem e uso da língua;
I.2 Diferentes registros de uso da língua: linguagem formal e informal;
I.3 Aspectos valorativos associados a diferentes registros de uso da língua;
I.4 O inglês e seus usos em ambientes virtuais;
I.5 O uso da língua em diferentes esferas sociais (esfera familiar, esfera do trabalho, etc.);

DIMENSÃO TEXTUAL DA LÍNGUA


. II.1 Leitura e exploração de itens linguísticos, estrutura textual e marcas tipográficas em gêneros textuais
diversos ligados à atuação profissional da área de administração;
II.2 Emprego de estratégias de leitura: skimming; scanning; conhecimento prévio; layout e informação não-
verbal; inferência lexical e textual; dentre outros;
II.3 Identificação e utilização de marcadores discursivos, conectivos, cognatos, grupos nominais;
II.4 Leitura e escrita de e-mails: estrutura textual e itens linguísticos característicos;
II.5 Apresentações de dados e resultados: gráficos, infográficos, tabelas, planilhas, etc;
II.6 Gêneros acadêmicos

DIMENSÃO ESTRUTURAL DA LÍNGUA


III.1 Grupos nominais e estrutura frasal;
III.2 Regularidades morfológicas:
III.3 Variação de tempo e pessoa em verbos;
III.4 Regularidades na formação de palavras por meio de combinação de radicais, prefixos e sufixos;
III.5 Sistemas de preposições;
III.6 Estudo de vocabulário específico da área;

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
DIAS, R. et al. High Up: ensino médio. Cotia, SP: Macmillan, 2013. 208p.
Apresentar
MUNHOZ, R.pelo menos
Inglês 1 (um) título
Instrumental: que seráde
Estratégias trabalhado no decorrer
leitura. Módulo 2, SãodoPaulo:
curso,Textonovo,
atentando2000.
para que estejam
111p.
disponíveis na biblioteca
SILVA, A.F. Inglês Prático em
parauma proporção deSão
Administração. umPaulo:
livro para cada
Disal, quatro alunos.
2011.
8-BIBLIOGRAFIA
Lembrando que aCOMPLEMENTAR:
bibliografia deve ser inalterada até que a primeira turma do respectivo curso tenha sido
GRELLET, Francoise.
concluída. Developing Reading Skills. Cambridge University Press, 1995..
MURPHY, R. English Grammar in Use. Cambridge: Cambridge University Press, 2000.
TORRES, N. Gramática Prática da Língua Inglesa: o inglês descomplicado. São Paulo: Saraiva, 2007.
SCHUMACHER, C. & COSTA, F. Inglês para Administração. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2010.

144
12.4.2 COMPONENTES CURRICULARES DA PARTE OPTATIVA

CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Espanhol Básico


OPTATIVA
Concomitante/ Concomitante/Su Código: ESB

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Aspectos histórico-culturais da língua espanhola no contexto mundial. Estruturas básicas voltadas à interação
sócio comunicativa com ênfase nas quatro habilidades: audição, fala, leitura e escrita.

3-OBJETIVOS:
• Capacitar os alunos para o uso efetivo do espanhol em situações reais de comunicação a partir do domínio
dos elementos do nível básico de conhecimento da língua.
• Reconhecer a variedade linguística e cultural da língua espanhola.
• Oferecer o acesso à cultura de outros povos por meio do aprendizado da língua.
• Capacitar os alunos para o uso efetivo do espanhol em situações reais de comunicação a partir do domínio
dos elementos do nível básico de conhecimento da língua.
• Desenvolver pesquisas linguísticas, culturais e do universo do trabalho, relacionando-as à língua e cultura
espanhola.
• Desenvolver nos alunos uma atitude positiva em relação à variedade lingüística e uma atitude crítica em
relação aos pressupostos do senso comum sobre a pureza da língua.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

- Apresentação e dados pessoais


- Verbos no presente do indicativo
145
- Pronomes interrogativos, possessivos e demonstrativos
- Alfabeto
- Tratamento formal e informal
- Variedade linguística
- Números cardinais e ordinais.
- Uso dos dicionários
- Verbos no presente do indicativo que indicam ações cotidianas
- Ditados populares e frases feitas
- Comidas e suas relações com as culturas locais de língua espanhola
- Verbo: gustar
- Artigos definidos, indefinidos e contrações
- Gênero e número dos substantivos e adjetivos.
- Advérbios de lugar.
- Características das cidades, endereços e direções
- Conjunções de coordenação: “ y, o e pero”

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
MARTÍN, Ivan Rodrigues. Espanhol – Série Novo Ensino Médio. São Paulo: Ática, 2010. 248p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis
MARTÍN, IvannaRodrigues.
biblioteca em uma proporção
Síntesis: de umespañola.
curso de lengua livro paraSão
cada quatro
Paulo: alunos.
Ática, 2009. 416p.
Lembrando
BOHRINGER,que a bibliografia
Astrid deve ser essencial
Schmitt. Gramática inalteradade
até que a primeira
espanhol. turma
São Paulo: do respectivo
Presença, 2008. curso tenha sido
concluída.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DIAZ, M. Dicionário Santillana. São Paulo: Santillana, 2012. 814p.

OLINTO, A. Minidicionário Saraiva de espanhol-português e português-espanhol conforme nova ortografia.


8. ed. São Paulo: Saraiva, 2011. 792p.

FLAVIAN, E.; FERNANDÉZ, G. E. Minidicionário espanhol-português, português espanhol. 19. ed. São Paulo:
Ática, 2008. 696p.

146
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Espanhol Intermediário


OPTATIVA
Concomitante/ Concomitante/Su Código:ESI

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Aspectos histórico-culturais da língua espanhola no contexto mundial. Estruturas básicas voltadas à interação
sóciocomunicativa com ênfase nas quatro habilidades: audição, fala, leitura e escrita.

3-OBJETIVOS:
 Capacitar os alunos para o uso efetivo do espanhol a partir do uso de textos reais da língua.
 Sensibilizar os estudantes para diferentes culturas hispânicas, proporcionando-lhe novas visões de mundo
que possam enriquecer seus conhecimentos culturais e profissionais, contribuindo para uma melhor
formação humana e social do indivíduo.
 Fornecer subsídios para que os alunos visualizem o papel da língua nos processo de integração da América
Latina e a influência das políticas linguísticas sobre o ensino formal da língua.
 Compreender o papel da língua estrangeira no contexto de integração entre falantes pertencentes a
diferentes línguas-culturas.
 Desenvolver a capacidade de leitura de textos em língua espanhola da área da ciência e tecnologia

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
- Saúde e doenças
- O meio ambiente.
- Verbos regulares e irregulares no presente do indicativo
- Perífrases do futuro
- Perífrases: Estar + gerúndio
- Expressar obrigação

147
- Pretérito imperfeito do indicativo
- Comparativos e superlativos
- O texto jornalístico
- Pretérito perfeito composto do indicativo e particípio
- Expressões temporais que incluem o presente
- Pretérito Indefinido do indicativo
- Previsões do futuro
- Futuro imperfeito do indicativo
- Correspondência comercial
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
MARTÍN, Ivan Rodrigues. Espanhol – Série Novo Ensino Médio. São Paulo: Ática, 2010. 248p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis
MARTÍN, IvannaRodrigues.
biblioteca em uma proporção
Síntesis: de umespañola.
curso de lengua livro paraSão
cada quatro
Paulo: alunos.
Ática, 2009. 416p.
Lembrando
BOHRINGER,que a bibliografia
Astrid deve ser essencial
Schmitt. Gramática inalteradade
até que a primeira
espanhol. turma
São Paulo: do respectivo
Presença, 2008. curso tenha sido
concluída.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DIAZ, M. Dicionário Santillana. São Paulo: Santillana, 2012. 814p.

OLINTO, A. Minidicionário Saraiva de espanhol-português e português-espanhol conforme nova ortografia.


8. ed. São Paulo: Saraiva, 2011. 792p.

FLAVIAN, E.; FERNANDÉZ, G. E. Minidicionário espanhol-português, português espanhol. 19. ed. São Paulo:
Ática, 2008. 696p.

148
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Espanhol Avançado


OPTATIVA
Concomitante/ Concomitante/Su Código:ESA

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Aspectos histórico-culturais da língua espanhola no contexto mundial. Estruturas básicas voltadas à interação
sócio comunicativa com ênfase nas quatro habilidades: audição, fala, leitura e escrita.

3-OBJETIVOS:
 Promover a participação ativa dos alunos no seu processo de aprendizado, facilitando o acesso direto a
situações de contato não mediadas pedagogicamente.
 Desenvolver com os alunos atividades que possibilitem refletir sobre sua futura prática profissional.
 Expor a heterogeneidade da língua espanhola
 Desenvolver o ensino e a pesquisa de temas relacionados à língua, literatura e cultura espanhola e
hispano-americanas.
 Proporcionar, principalmente, habilidades de leitura e escrita, no intuito comunicativo diário
estabelecidos em redes sociais, e-mails, ambientes corporativos e outras ferramentas da internet.
 Desenvolver com os alunos atividades que possibilitem refletir sobre sua futura prática profissional.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
- Direitos e deveres.
- Presente do subjuntivo.
- Expressões de desejo.
- Truques e conselhos.
- O gênero argumentativo
- A língua espanhola no universo laboral

149
- Descrição
- Gêneros textuais relacionados ao ambiente laboral: e-mail, currículo de trabalho

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
MARTÍN, Ivan Rodrigues. Espanhol – Série Novo Ensino Médio. São Paulo: Ática, 2010. 248p.
Apresentar pelo menos 1 (um) título que será trabalhado no decorrer do curso, atentando para que estejam
disponíveis
MARTÍN, IvannaRodrigues.
biblioteca em uma proporção
Síntesis: de umespañola.
curso de lengua livro paraSão
cada quatro
Paulo: alunos.
Ática, 2009. 416p.
Lembrando
BOHRINGER,que a bibliografia
Astrid deve ser essencial
Schmitt. Gramática inalteradade
até que a primeira
espanhol. turma
São Paulo: do respectivo
Presença, 2008. curso tenha sido
concluída.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
DIAZ, M. Dicionário Santillana. São Paulo: Santillana, 2012. 814p.

OLINTO, A. Minidicionário Saraiva de espanhol-português e português-espanhol conforme nova ortografia.


8. ed. São Paulo: Saraiva, 2011. 792p.

FLAVIAN, E.; FERNANDÉZ, G. E. Minidicionário espanhol-português, português espanhol. 19. ed. São Paulo:
Ática, 2008. 696p.

150
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Libras


OPTATIVA
Concomitante/ Concomitante/Su Código: LBS

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
A disciplina introduz o ouvinte à Língua Brasileira de Sinais e a modalidade diferenciada para a comunicação
(gestual-visual). Criando oportunidade para a prática de LIBRAS e ampliar o conhecimento dos aspectos da
cultura do mundo surdo. Ensino com base nas competências e habilidades. Novas tendências pedagógicas e
sua ação social tendo como base uma sociedade inclusiva.

3-OBJETIVOS:
• Desenvolver o domínio básico da Língua Brasileira de Sinais,
• incluir no processo de escolarização os alunos com Deficiência Auditiva;
• Desenvolver a observação, a investigação, a pesquisa, a síntese e a reflexão no que se refere à inclusão de
pessoas surdas, buscando práticas que propiciem a inclusão, a permanência e a qualidade no atendimento
no contexto escolar e social.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
- Aspectos históricos da surdez e da modalidade gestual-visual de fala na antiguidade e na modernidade;
- Oralismo, comunicação Total, Bimodalismo e Bilinguismo;
- A LIBRAS como língua;
- A educação dos surdos no Brasil, legislação e o Intérprete de Libras;
-Sinais de alfabeto,

151
- Sinais do alfabeto manual; Números cardinais; Cumprimento; Atribuição de Sinal da Pessoa; Material
escolar; Calendário (dias da semana, meses); Cores; Família; Clima; Animais domésticos; Profissões
(principais); Horas; Características pessoais (físicas); Alimentos; Frutas; Meios de transporte; Atitudes e
Sentimentos.
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

CAPOVILLA, F. C. e RAPHAEL, W. D. Dicionário Enciclopédico Ilustrado Trilíngue: Língua de Sinais Brasileira.


São Paulo, Co-Editora(s): Imprensa Oficial, 2001.
ALMEIDA, E.C. Atividades Ilustradas em Sinais de LIBRAS. São Paulo: Revinter, 2004.
QUADROS, R.M. KARNOP, L. B. Língua dos Sinais Brasileira: estudos linguísticos. Porto Alegre: Artmed,2004.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

COUTINHO, D. LIBRAS e Língua Portuguesa: semelhanças e diferenças. João Pessoa: Arpoador, 2000.
FELIPE, T.A. Libras em Contexto. Brasília: MEC/SEESP, 7. ed. 2007. Ministério da Educação e do Desporto.
Educação especial: a educação dos surdos. Brasília: MEC/SEESP, 1997. v. 2.
GESSER, Audrei. O Ouvinte e a Surdez: Sobre Ensinar e Aprender LIBRAS. São Paulo: Parábola. 2012.
PEREIRA, Maria C. C. LIBRAS – Conhecimento Além dos Sinais. São Paulo: Pearson do Brasil, 2011. FRIZANCO,
Mary L. E.; HONORA, Marcia. Livro Ilustrado da Língua Brasileira de Sinais I. São Paulo: Ciranda Cultural, 2009.

152
12.4.3 PARTE ESPECÍFICA

CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Teorias Administrativas


1º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: TEA

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Os antecedentes históricos das teorias administrativas. Movimento Clássico. Movimento das Relações
Humanas. Movimento Estruturalista. Movimento da Contingencia. Abordagens da Atualidade.

3-OBJETIVOS:
• Possibilitar ao aluno conhecimentos básicos da administração, seu contexto como ciência social aplicada
e suas áreas de atuação.
• Analisar a aplicabilidade da administração nas organizações;
• Compreender as áreas funcionais em uma organização.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Eixo: Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

Os antecedentes históricos das teorias administrativas;


Movimento Clássico;
Movimento das Relações Humanas;
153
Movimento Estruturalista;
Movimento da Contingencia;
Abordagens da Atualidade: Gestão de Operações e Logística; Marketing; Finanças e Gestão de Pessoas.
Funções de apoio administrativo.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BARROS NETO, João Oinheiro de. Teorias da administração: curso compacto – manual prático para
estudantes e gerentes profissionais. Rio de Janeiro: Qualitynark, 2001.
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 9ª ed., Barueri: Manole, 2014.
MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Introdução à administração. 8ª ed., São Paulo: Atlas, 2011.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

ARAÚJO, Luis César G. de. Organização, sistemas e métodos e as tecnologias de gestão organizacional. 2ª
ed., São Paulo: Atlas, 2006.
CHIAVENATO, Idalberto. Administração nos novos tempos. 2ª ed., Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.
KWASNICKA, Eunice Lacava. Introdução à administração. 6ª ed., São Paulo: Atlas, 2014.
OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Estratégia empresarial e vantagem competitiva: como estabelecer,
implementar e avaliar. 5ª ed., São Paulo: Atlas, 2007.
PORTER, Michael. Estratégia competitiva. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

154
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Informática Básica


1º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: INB

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


(X) SIM (--) NÃO Qual(is)? Laboratório de Informática-----------------------------
T( ) P( ) T/P (X) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------

2 - EMENTA:
Evolução histórica da tecnologia da informação. Noções gerais de informática: Hardware e Software. Recursos
básicos do Sistema Operacional. Internet: Noções das principais ferramentas utilizadas. Uso e aplicações dos
editores de texto, das planilhas eletrônicas e dos softwares de apresentações.

3-OBJETIVOS:
• Conhecer e compreender os conceitos e os sistemas de informação para a prática da gestão integrada
e de processos por meio da aplicação dos recursos de tecnologia de informação.
• Compreender a evolução histórica da tecnologia da informação;
• Reconhecer os principais componentes de hardware;
• Utilizar o sistema operacional;
• Usar ferramentas da informática básica, como suporte às operações organizacionais.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Eixo: Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias

Evolução histórica da tecnologia da informação;

155
Noções gerais de informática: Hardware e Software;
Recursos básicos do Sistema Operacional;
Internet: Noções das principais ferramentas utilizadas;
Uso e aplicações dos editores de texto, das planilhas eletrônicas e dos softwares de apresentações.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

CRUZ, Tadeu. Sistemas de informações gerenciais: tecnologias de informação e as organizações do século


XXI. 4ª ed., São Paulo: Atlas, 2014.
MATTOS, João Roberto Loureiro de; GUIMARÃES, Leonem dos Santos. Gestão da tecnologia e inovação: uma
abordagem prática. São Paulo: Saraiva, 2005.
NORTON, Peter. Introdução à informática. São Paulo: Pearson, 1997.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

ALMEIDA, Martinho Isnard Ribeiro de. Manual de planejamento estratégico: desenvolvimento de um plano
estratégico com a utilização de planilhas excel. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2003.
MANZANO, André Luiz N. G.; MANZANO, Maria Izabel N. G. Estudo dirigido de informática básica. 7ª ed., São
Paulo: Érica, 2007.
O´BRIEN, James A. Sistemas de informação e as decisões gerenciais na era da internet. 2ª ed., São Paulo:
Saraiva, 2004.
STAIR, Ralph M. Princípios de sistemas de informação. 9ª ed., São Paulo: Cengage Learning, 2014.
VELLOSO, Fernando de Castro. Informática: conceitos básicos. 8ª ed., Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

156
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Fundamentos em Economia


2º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: FEC

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Escassez: o objeto de estudo da Economia. Relação capital e trabalho. Conceitos e noções introdutórias a
Ciência Econômica: Noções de micro e macroeconomia. Comportamento do consumidor e da firma.
Estruturas de mercado e preços.

3-OBJETIVOS:
• Fornecer os conceitos básicos da Ciência Econômica, visando ao entendimento do funcionamento da
relação capital e trabalho, do mercado e o papel dos agentes econômico, atuando com formação
humanística e visão global, antecipando as transformações existentes na economia.
• Entender as formulações teóricas estudadas na microeconomia e criar nos mesmos as competências para
aplicações na organização.
• Estimular o raciocínio crítico por meio das análises microeconômicas.
• Compreender o funcionamento do mercado, bem como da formação dos preços dos bens e serviços em
diferentes estruturas de mercado.
• Analisar os fundamentos teóricos dos mercados eficientes e das intervenções do governo para corrigir as
falhas na economia.

157
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

Escassez: o objeto de estudo da Economia;


Conceitos e noções introdutórias a Ciência Econômica;
Noções de micro e macroeconomia;
Comportamento do consumidor e da firma;
Estruturas de mercado e preços.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

CANO, Wilson. Introdução à economia: uma abordagem crítica. São Paulo: UNESP, 1998.
LANZANA, Antono Evaristo Teixeira. Economia brasileira: fundamentos e atualidades. 3ª ed., São Paulo: Atlas,
2005.
VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de. Economia: micro e macro. 4ª ed., São Paulo: Atlas, 2006.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

ASSAF NETO, Alexandre. Mercado financeiro: produtos e serviços. 7ª ed., São Paulo: Atlas, 2006.
CASAGRANDE NETO, Humberto; SOUSA, Lucy A.; ROSSI, Maria Cecília. Abertura do capital de empresas no
Brasil: um enfoque prático. 3ª ed., São Paulo: Atlas, 2000.
FORTUNA, Eduardo. Mercado financeiro: produtos e serviços. 16ª ed., Rio de Janeiro: Qualitymark, 2005.
NAPOLEONI, Cláudio. O pensamento econômico do século XX. 2ª ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.
SADER, Emir; GENTILI, Pablo. Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o estado democrático. 6ª ed., Rio de
Janeiro: Paz e Terra, 1995.

158
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Metodologia de Pesquisa


2º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: MTP

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Normas técnica da ABNT, como citações, referências e formatação de trabalhos acadêmicos. Noções de
metodologia como, população, amostra, coleta de dados. Tipos de pesquisa. Noções para apresentação de
trabalho oral.

3-OBJETIVOS:
• Conhecer os fundamentos, métodos e técnicas de pesquisa na produção de conhecimento científico.
• Compreender as principais etapas de pesquisa;
• Reconhecer e utilizar os principais métodos e técnicas de pesquisa adotadas na Administração;
• Elaborar e desenvolver trabalhos científicos conforme as normas técnicas da ABNT.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

Normas técnica da ABNT, como citações, referências e formatação de trabalhos acadêmicos;


Noções de tipologia de pesquisa: quanto aos objetivos, quanto aos procedimentos e quanto à abordagem
do problema;

159
Noções de metodologia: população, amostra, instrumentos de coletas de dados e instrumentos de análise
de dados;
Noções para apresentação de trabalho: escrito e oral.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 7º ed. São
Paulo: Atlas, 2010
BASTOS, Lilia da Rocha et al. Manual para a elaboração de projetos e relatórios de pesquisas, teses,
dissertações e monografias. 6ª ed., Rio de Janeiro: LTC, 2012.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

BARROS, Aidil Jesus da Silveira; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Fundamentos de metodologia científica.
3ª ed., São Paulo: Pearson, 2007.
BEUREN, Ilse Maria. Como Elaborar Trabalhos Monográficos em Contabilidade. São Paulo: Atlas, 2009.
LUDWIG, Antonio Carlos Will. Fundamentos e prática de metodologia científica. 2ª ed., Petrópolis: Vozes,
2012.
SANTOS, João Almeida; PARRA FILHO, Domingos. Metodologia científica. 2ª ed., São Paulo: Cengage Learning,
2011.
SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 23ª ed., São Paulo: Cortez, 2007.

160
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Gestão de Pessoas


2º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: GPE

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
A evolução da área de gestão de pessoas. Planejamento de recursos humanos. Elaboração e avaliação de
cargos, remuneração e rotinas. Visão estratégica da gestão de pessoas. Práticas em gestão de pessoas, como
recrutamento e seleção de pessoal, plano de carreira, treinamento e desenvolvimento, avaliação de
desempenho, saúde e segurança do trabalho.

3-OBJETIVOS:
• Possibilitar a compreensão do funcionamento de gestão de pessoas, seus objetivos, conceitos e
mecanismos básicos, bem como os instrumentos mais utilizados em práticas de recursos humanos.
• Capacitar os administradores para atuarem em diferentes contextos organizacionais e sociais com ética,
responsabilidade social e ambiental.
• Entender os principais conceitos aplicados na Administração de Recursos Humanos.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Educação, Cultura e Trabalho

A evolução da área de gestão de pessoas;


Planejamento de recursos humanos;
Elaboração e avaliação de cargos, remuneração e rotinas;
161
Visão estratégica da gestão de pessoas;
Práticas em gestão de pessoas, como recrutamento e seleção de pessoal, plano de carreira, treinamento e
desenvolvimento, avaliação de desempenho, saúde e segurança do trabalho.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

ARAÚJO, Luis César G. de. Organização, sistemas e métodos e as tecnologias de gestão organizacional. 2ª
ed., São Paulo: Atlas, 2006.
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 9ª ed., Barueri: Manole, 2014.
MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Introdução à administração. 8ª ed., São Paulo: Atlas, 2011.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

CHIAVENATO, Idalberto. Administração nos novos tempos. 2ª ed., Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.
DAVEL, Eduardo; VERGARA, Sylvia Constant. Gestão com pessoas e subjetividade. São Paulo: Atlas, 2001.
DUTRA, Joel Souza. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. São Paulo: Atlas, 2002.
GIL, Antonio Carlos. Gestão de pessoas: enfoque nos papéis profissionais. São Paulo: Atlas, 2001.
VERGARA, Sylvia Constant. Gestão de pessoas. 5ª ed., São Paulo: Atlas, 2006.

162
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Responsabilidade Social e Ambiental


3º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: RSA

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Sustentabilidade e meio ambiente. Gestão social e ambiental. Gerenciamento ambiental e o Sistema de
Gestão Ambiental (SGA). Normas ISO 14000. Redução, reutilização e reciclagem (3 R´s).

3-OBJETIVOS:
• Desenvolver a capacidade de reflexão sobre a importância da responsabilidade social e ambiental para o
desenvolvimento sustentável do planeta.
• Aplicar os conceitos e ferramentas da gestão ambiental.
• Conhecer as principais normas sobre gestão social e ambiental.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

Sustentabilidade e meio ambiente;


Gestão social e ambiental;
Gerenciamento ambiental e o Sistema de Gestão Ambiental (SGA);
Normas ISO 14000;
Redução, reutilização e reciclagem (3 R´s).

163
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

DIAS, Reinaldo. Gestão ambiental: responsabilidade social e sustentabilidade. São Paulo: Atlas, 2011.
DIAS, Reinaldo. Marketing ambiental. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2014.
SEIFFERT, Mari Elizabete Bernardini. ISO 14001 sistemas de gestão ambiental: implantação objetiva e
econômica. 3ª ed., São Paulo: Atlas, 2007.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

BITTENCOURT, Sidney. A nova legislação ambiental brasileira atualizada. Rio de Janeiro: Temas e ideias
editora, 1999.
CAMPOS, Lucila Maria de Souza; LERIPIO, Alexandre de Ávilla. Auditoria ambiental: uma ferramenta de
gestão. São Paulo: Atlas, 2009.
LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; LAYRARGUES, Philippe Pomier; CASTRO, Ronaldo Souza de. Sociedade
e meio ambiente: a educação ambiental em debate. 2ª ed., São Paulo: Cortez, 2002.
MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito ambiental brasileiro. 14ª ed., São Paulo: Malheiros, 2006.
SALIBA, Tuffi Messias; PAGANO, Sofia C. Reis Saliba. Legislação de segurança, acidente do trabalho e saúde
do trabalhador. 10ª ed., São Paulo: LTR, 2014.

164
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Matemática Financeira


3º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: MAF

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Conceito e aplicação de juros, capitalização simples, capitalização composta e descontos. Identificação das
taxas de juros e suas aplicações. Sistemas de amortização. Fluxos de Caixa.

3-OBJETIVOS:
• Conhecer e aplicar os métodos e técnicas de cálculos financeiros na aprendizagem nas áreas da
Administração.
• Compreender e empregar aplicação de juros, capitalização simples, capitalização composta e descontos.
• Identificar das taxas de juros e suas aplicações.
• Empregar e calcular os sistemas de amortização.
• Elaborar os Fluxos de Caixa.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

Conceito e aplicação de juros;


Capitalização simples;
Capitalização composta e descontos;

165
Identificando as taxas de juros e suas aplicações;
Sistemas de amortização;
Fluxos de Caixa.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

ASSAF NETO, Alexandre. Matemática Financeira e suas Aplicações. 10ª ed., São Paulo: Atlas, 2008.
HAZZAN, Samuel; POMPEO, José Nicolau. Matemática Financeira. 6ª ed., São Paulo: Atlas, 2008
VIEIRA SOBRINHO, José Dutra. Matemática Financeira. 7ª ed., São Paulo: Atlas, 2000.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

KIYOSAKI, Robert T.; LECHTER, Sharon L. Independência financeira: o guia do pai rico. Rio de Janeiro: Elsevier,
2001.
KIYOSAKI, Robert T.; LECHTER, Sharon L. O guia do pai rico: filho rico, filho vencedor – como preparar seu filho
para ganhar dinheiro. Rio de Janeiro: Elsevier, 2001.
MATHIAS, Washington Franco; GOMES, José Maria. Matemática: com mais de 600 exercícios resolvidos e
propostos. 6ª ed., São Paulo: Atlas, 2011.
TOSI, Armando José. Matemática financeira com utilização do Excel 2000: aplicável também às versões 5.0,
7.0 e 97. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2002.
TRACY, John A. Finanças: ideias inovadoras e dicas que realmente funcionam. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

166
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Contabilidade


3º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: CTB

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Fundamentos históricos da Contabilidade e sua responsabilidade socioambiental. A contabilidade como
ciência e como fonte de informações. Teoria das Origens e Aplicações de Recursos. A equação contábil. A
metodologia das variações patrimoniais. Classificação e critérios de avaliação dos elementos patrimoniais.
Demonstrações Financeiras: Balanço Patrimonial, Demonstração de Resultado do Exercício e Demonstração
dos Fluxos de Caixa.

3-OBJETIVOS:
• Entender a função da contabilidade, as diversas situações patrimoniais das organizações e seus principais
relatórios contábeis com responsabilidade social.
• Iniciar o aluno no estudo do patrimônio (objeto da contabilidade) e sua demonstração pelo raciocínio
dedutivo da equação patrimonial;
• Demonstrar a dinâmica patrimonial através dos fatos econômicos que alteram o patrimônio da empresa,
culminando no encerramento do balanço patrimonial e da demonstração do resultado do exercício;
• Evidenciar a importância da contabilidade como fonte de informações para a tomada de decisões
gerenciais;
• Proporcionar a leitura de informações contidas nos principais relatórios contábeis: BP, DRE e DFC.

167
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental

Fundamentos históricos da Contabilidade;


A contabilidade como ciência e como fonte de informações;
Teoria das Origens e Aplicações de Recursos;
A equação contábil;
A metodologia das variações patrimoniais;
Classificação e critérios de avaliação dos elementos patrimoniais;
Demonstrações Financeiras: Balanço Patrimonial, Demonstração de Resultado do Exercício e Demonstração
dos Fluxos de Caixa.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

IUDÍCIBUS, Sérgio de; MARION, José Carlos. Curso de contabilidade para não contadores. 4ª ed., São Paulo:
Atlas, 2006.
MARION, José Carlos. Contabilidade Empresarial. 16ª ed., São Paulo: Atlas, 2012.
PADOVEZE, Clóvis Luís. Manual de contabilidade básica: uma introdução à prática contábil. 5ª ed., São Paulo:
Atlas, 2007.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

ALMEIDA, Marcelo Cavalcante. Contabilidade avançada: textos, exemplos e exercícios resolvidos. São Paulo:
Atlas, 1997.
IUDÍCIBUS, Sérgio de; MARION, José Carlos. Introdução à teoria da contabilidade: para o nível de graduação.
4ª ed., São Paulo: Atlas, 2006.
LOPES, Alexsandro Broedel; MARTINS, Eliseu. Teoria da contabilidade: uma nova abordagem. São Paulo:
Atlas, 2005.
SÁ, Antonio Lopes de. Teoria da contabilidade. 4ª ed., São Paulo: Atlas, 2006.
SANTOS, José Luiz dos; SCHMIDT, Paulo; FERNADES, Luciane Alves. Contabilidade avançada: aspectos
societários e tributários. São Paulo: Atlas, 2003.

168
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Estatística


4º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: EST

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas:66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Introdução à estatística (variáveis e amostras). Séries estatísticas. Gráficos estatísticos. Distribuição de
frequência. Medidas de tendência central, de ordenamento e posição. Medidas de variabilidade, de assimetria
e curtose. Probabilidades. Distribuições de Probabilidade.

3-OBJETIVOS:
• Desenvolver no aluno a habilidade em aplicar os conceitos estatísticos para tomar decisões.
• Fazer inferências estatísticas a partir de pesquisas;
• Entender a aplicação do estudo quantitativo de fatores que interferem em ambientes relacionados à área
de Administração.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

Introdução à estatística (variáveis e amostras);


Séries estatísticas;
Gráficos estatísticos;
Distribuição de frequência;

169
Medidas de tendência central, de ordenamento e posição;
Medidas de variabilidade, de assimetria e curtose;
Probabilidades;
Distribuições de Probabilidade.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

LAVINE, David M. et al. Estatística: teoria e aplicação – usando o Microsoft Excel em português. 6ª ed., Rio de
Janeiro: LTC, 2012.
MORETTIN, Luiz Gonzaga. Estatística básica: probabilidade e inferência. São Paulo: Pearson, 2010.
SWEENEY, Dennis J.; WILLIAMS, Thomas A.; ANDERSON, David. R. Estatística aplicada à administração e
economia. 3ª ed., São Paulo: Cengage Lerning, 2013.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

HINES, William W. et al. Probabilidade e estatística na engenharia. 4ª ed., Rio de Janeiro: LTC, 2006.
MEYER, Paul L. Probabilidade: aplicações à estatística. 2ª ed., Rio de Janeiro: LTC, 1983.
MONTGOMERY, Douglas; RUNGER, George C. Estatística aplicada e probabilidade para engenheiros. 5ª ed.,
Rio de Janeiro: LTC, 2012.
SPIEGEL, Murray R.; Stephens, Larry J. Estatística. 4ª ed., Porto Alegre: Bookman, 209.
TOLEDO, Geraldo Luciano; OVALLE, Ivo Iziodoro. Estatística básica. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2014.

170
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Administração de Operações e Logística


4º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: AOL

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Evolução e histórico das teorias de administração da produção. Produção artesanal. Produção em massa.
Produção diversificada. Produção enxuta (modelo japonês). Planejamento e Controle da Produção. MRP I e
MRP II. PERT/CPM. Administração de materiais e estoques.

3-OBJETIVOS:
• Apresentar os principais fundamentos e conceitos da administração da produção e da logística.
• Entender as principais responsabilidades e as diversas ferramentas da área.
• Conhecer a evolução histórica das teorias da administração da produção.
• Avaliar as principais ferramentas aplicadas ao controle de estoques e produtivo nas organizações.
• Fornecer uma visão global sobre a cadeia de suprimentos e seus principais processos.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

Evolução e histórico das teorias de administração da produção;


Produção artesanal;
Produção em massa;
Produção diversificada;

171
Produção enxuta (modelo japonês);
Planejamento e Controle da Produção;
MRP I e MRP II. PERT/COM;
Administração de materiais e estoques.
Protocolo e arquivo, confecção e expedição de documento administrativos e controle de estoques
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

CARPINETTI, Luiz C. R.; MIGUEL, Paulo Augusto Cauchick. GEROLAMO, Mateus Cecílio. Gestão da qualidade
ISO 9001:2008 – princípios e requisitos. 4ª ed., São Paulo: Atlas, 2011.
MARTINS, Petrônio Garcia; LAUGENI, Fenando P. Administração da produção. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2005.
SLACK, Nigel; CHAMBERS, Stuart, JOHNSTON, Robert. Administração da produção. 3ª ed., São Paulo: Atlas,
2009.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

ARNOLD, J. R. Tony. Administração de materiais: uma introdução. São Paulo: Atlas, 2014.
CARPINETTI, Luiz Cesar Ribeiro. Gestão da qualidade: conceitos e técnicas. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2012.
FARIA, Ana Cristina de; COSTA, Maria de Fatima Gameiro da. Gestão de custos logísticos. São Paulo: Atlas,
2005.
PALADINI, Edson Pacheco. Gestão da qualidade: teoria e prática. 3ª ed., São Paulo: Atlas, 2012.
PORTER, Michael. Estratégia competitiva. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

172
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Projeto Integrador


4º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: PRI

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Os projetos integradores possibilitam a visão crítica e integrada dos conhecimentos, buscando superar
fragmentação dos saberes, através de atividades interdisciplinares que contemplem os eixos temáticos do
curso.

3-OBJETIVOS:
• Integrar os conhecimentos nas áreas específicas dos cursos, promovendo o desenvolvimento de
competências, habilidades, atitudes e valores necessários para o desempenho eficiente e eficaz de
atividades requeridas pela natureza do trabalho e desenvolvimento tecnológico.
• Desenvolver a habilidade de aprender fazendo.
• Iniciar o desenvolvimento do projeto interdisciplinar em administração (pré-projeto) com base em um
dos eixos temáticos do curso (Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias; Educação, Cultura e
Trabalho; Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental; Ciência, Tecnologia e Produção;
Administração profissional e sua ética e Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação)

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Ciência, Tecnologia e Produção

Escolha do eixo temático


173
Definição do tema do projeto
Orientação para o desenvolvimento do pré-projeto
Revisão bibliográfica do tema
Estrutura e cronograma do projeto
Redação do pré-projeto

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BASTOS, Lilia da Rocha et al. Manual para a elaboração de projetos e relatórios de pesquisas, teses,
dissertações e monografias. 6ª ed., Rio de Janeiro: LTC, 2012.
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 9ª ed., Barueri: Manole, 2014.
DORNELAS, José Carlos Assis. Plano de Negócios: Seu guia definitivo. São Paulo: Elsevier - Campus. 2011.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 7º ed. São
Paulo: Atlas, 2010
BARROS, Aidil Jesus da Silveira; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Fundamentos de metodologia científica.
3ª ed., São Paulo: Pearson, 2007.
CUNHA, Luís Antônio. Educação e desenvolvimento social no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1988.
LUDWIG, Antonio Carlos Will. Fundamentos e prática de metodologia científica. 2ª ed., Petrópolis: Vozes,
2012.
SANTOS, João Almeida; PARRA FILHO, Domingos. Metodologia científica. 2ª ed., São Paulo: Cengage Learning,
2011.

174
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Ética e Legislação Profissional


5º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: ELP

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Ética e seus fundamentos. Ética e Moral. Ética deontológica e teleológica. Ética absoluta e relativa. Relação da
ética com outras ciências e esferas do pensamento. Mercado de trabalho e o campo de atuação do
profissional. Direitos e deveres do profissional. Código de Ética Profissional do Administrador.

3-OBJETIVOS:
• Compreender a ética e seus fundamentos legais no mercado de trabalho e no campo de sua atuação
profissional.
• Entender as relações interpessoais, as normas e a legislação que envolve o profissional de administração.
• Avaliar os aspectos éticos e sua fundamentação teórica e filosófica da ética e da cidadania no exercício da
profissão do administrador.
• Conhecer o Código de ética profissional do administrador.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Administração profissional e sua ética

Ética e seus fundamentos;


Ética e Moral;

175
Ética deontológica e teleológica;
Ética absoluta e relativa;
Relação da ética com outras ciências e esferas do pensamento;
Mercado de trabalho e o campo de atuação do profissional;
Direitos e deveres do profissional;
Código de Ética Profissional do Administrador.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

DOWER, Nelson Godoy Bassil. Instituições de direito público e privado. 13ª ed., São Paulo: Atlas, 2005.
MAMEDE, Gladston. Manual de direito empresarial. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2006.
MARCONDES, Danilo. Textos básicos de ética: de Platão a Foucault. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

CAMARGO, Marculino. Ética na empresa. Rio de Janeiro: Vozes, 2006.


CRUZ, Flávio da; VICCARI JÚNIOR, Adauto et al. Lei de responsabilidade fiscal comentada: lei complementar
n. 101, de 4 de maio de 2000 – modelos de relatórios da STN comentários sobre a lei n. 10.018 (penalidades).
São Paulo: Atlas, 2006.
DUPAS, Gilberto. Ética e poder na sociedade da informação: de como a autonomia das novas tecnologias
obriga a rever o mito do progresso. 2ª ed., São Paulo: UNESP, 2001.
MARTINS, Sergio Pinto. Direito processual do trabalho. 10ª ed., São Paulo: Atlas, 2007.
MARTINS, Sergio Pinto. Instituições de direito público e privado. 7ª ed., São Paulo: Atlas, 2007.

176
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Vendas e Negociação


5º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: VND

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Conceitos relacionados com as técnicas de vendas e negociações. Conceitos e tipos de negociação:
negociações integrativas e distributivas. O papel e a importância do profissional de vendas. Motivação e
orientação voltada para resultados. Dimensão comportamental da negociação. Gestão de conflitos, e as
questões éticas no processo de negociação e de vendas.

3-OBJETIVOS:
 Capacitar o aluno com as técnicas de vendas para os distintos tipos de negociações e organizações.
 Entender os conceitos e princípios da negociação.
 Compreender a importância das informações em vendas e as diferentes técnicas de vendas.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Administração profissional e sua ética
O processo de vendas;
Venda Empresarial (B2B) e Venda a Varejo (B2C);
Informação e comunicação em sistema de vendas;
Princípios e conceitos de negociação;
Ética, compromisso e coerência em vendas e negociação.

177
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

KOTLER, Philip. Administração de marketing a edição do novo milênio. São Paulo: Pearson Prentice Hall,
2000.
KOTLER, Philip; JAIN, Dipak C.; MAESINCEE, Suvit. Marketing em ação: uma nova abordagem para lucrar,
crescer e renovar. Rio de Janeiro: Campus, 2002.
SANCHEZ, Diane; HEIMAN, Stephen E.; TULEJA, Tad. Máquina de vender: como fazer para todos os
funcionários se preocuparem com os negócios. Rio de Janeiro: Campus, 2002.
8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

AMBRÓSIO, Vicente. Plano de marketing passo a passo. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso, 1999.
BORDIN, Sady. Marketing pessoal 100 dicas para valorizar sua imagem. 12ª ed., Rio de Janeiro: Record, 2006.
CHINEM, Rivaldo. Marketing e divulgação da pequena empresa. 2ª ed., São Paulo: SENAC, 2004.
DIAS, Reinaldo. Marketing ambiental. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2014.
RODRIGUES, Valter. Varejo na era digital. 6ª ed., São Paulo: Globo, 2003

178
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Administração de Marketing


5º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: MKT

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Conceitos básicos e planejamento de marketing. Comportamento do consumidor. Valor e satisfação do
cliente. Composto de marketing (preço, praça, produto e promoção). Pesquisa e segmentação de mercado.
Estratégicas mercadológicas pautadas na ética.

3-OBJETIVOS:
• Abordar os aspectos teóricos relevantes relacionados aos conceitos de Marketing.
• Analisar o mix de marketing;
• Elaborar e analisar pesquisa e segmentação de mercado;
• Compreender as estratégicas mercadológicas.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Administração profissional e sua ética

Conceitos básicos e planejamento de marketing;


Comportamento do consumidor;
Valor e satisfação do cliente;
Composto de marketing (preço, praça, produto e promoção);

179
Pesquisa e segmentação de mercado;
Estratégicas mercadológicas pautadas na ética.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

AMBRÓSIO, Vicente. Plano de marketing passo a passo. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso, 1999.
KOTLER, Philip. Administração de marketing a edição do novo milênio. São Paulo: Pearson Prentice Hall,
2000.
KOTLER, Philip; JAIN, Dipak C.; MAESINCEE, Suvit. Marketing em ação: uma nova abordagem para lucrar,
crescer e renovar. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

BORDIN, Sady. Marketing pessoal 100 dicas para valorizar sua imagem. 12ª ed., Rio de Janeiro: Record, 2006.
CHINEM, Rivaldo. Marketing e divulgação da pequena empresa. 2ª ed., São Paulo: SENAC, 2004.
DIAS, Reinaldo. Marketing ambiental. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2014.
RODRIGUES, Valter. Varejo na era digital. 6ª ed., São Paulo: Globo, 2003.
SANCHEZ, Diane; HEIMAN, Stephen E.; TULEJA, Tad. Máquina de vender: como fazer para todos os
funcionários se preocuparem com os negócios. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

180
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Projeto Integrador


5º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: PRI

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Os projetos integradores possibilitam a visão crítica e integrada dos conhecimentos, buscando superar
fragmentação dos saberes, através de atividades interdisciplinares que contemplem os eixos temáticos do
curso.

3-OBJETIVOS:
• Desenvolver o projeto interdisciplinar em administração com base em um dos eixos temáticos do curso
(Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias; Educação, Cultura e Trabalho; Sociedade, saúde e
responsabilidade socioambiental; Ciência, Tecnologia e Produção; Administração profissional e sua ética
e Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação);
• Coletar dados experimentais;
• Relatar dados experimentais.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
 EIXO: Administração profissional e sua ética

 Orientação para a execução do projeto
 Orientação para a coleta dos dados experimentais
 Orientação para tabulação dos dados experimentais

181
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BASTOS, Lilia da Rocha et al. Manual para a elaboração de projetos e relatórios de pesquisas, teses,
dissertações e monografias. 6ª ed., Rio de Janeiro: LTC, 2012.
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 9ª ed., Barueri: Manole, 2014.
DORNELAS, José Carlos Assis. Plano de Negócios: Seu guia definitivo. São Paulo: Elsevier - Campus. 2011.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 7º ed. São
Paulo: Atlas, 2010
BARROS, Aidil Jesus da Silveira; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Fundamentos de metodologia científica.
3ª ed., São Paulo: Pearson, 2007.
CUNHA, Luís Antônio. Educação e desenvolvimento social no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1988.
LUDWIG, Antonio Carlos Will. Fundamentos e prática de metodologia científica. 2ª ed., Petrópolis: Vozes,
2012.
SANTOS, João Almeida; PARRA FILHO, Domingos. Metodologia científica. 2ª ed., São Paulo: Cengage Learning,
2011.

182
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Empreendedorismo


6º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: EMO

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Conceitos, definições e evolução das teorias do empreendedorismo. Os tipos de empreendedorismo e suas
possibilidades de atuação na administração. Ideias, características e oportunidades. Comportamento
empreendedor. Inovação e criatividade. Plano de negócios.

3-OBJETIVOS:
• Fornecer aos alunos conhecimentos básicos sobre a criação e o desenvolvimento de empresas.
• Situar a disciplina no contexto do curso, definir as tendências ambientais e diferenciar e traçar um perfil
comportamental do empreendedor, do administrador e do empresário;
• Prospectar oportunidades para empreendimentos;
• Apresentar os elementos imprescindíveis à abertura de uma empresa;
• Desenvolver um Plano de Negócio.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

183
Comportamento Empreendedor: Introdução ao empreendedorismo; Evolução do Empreendedor; Construção
da definição de empreendedor; Empreendedor e Empreendedorismo; Mitos do empreendedor; O
empreendedor, o gerente e o técnico.
A motivação e o perfil do empreendedor: As características psicológicas do Empreendedor;
O processo empreendedor e as teorias sobre o comportamento empreendedor: A visão do empreendedor;
Os atributos dos empreendedores; A criatividade e inovação do empreendedor;
Ideias oportunidades de negócios: Fontes de ideias. Criatividade – guia de geração de ideias; Diferenças entre
ideias e oportunidades de negócios;
Abordagem do modelo de negócios: Business Model Canvas;
Plano de Negócio.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BARON, Robert A. Empreendedorismo: uma visão do processo. São Paulo: Cengage Learning, 2011.
BERNARDI, Luiz, Antonio. Manual de empreendedorismo e gestão: fundamentos, estratégias e dinâmicas.
São Paulo: Atlas, 2003.
HISRICH, Robert D.; PETERS, Michael P.; SHEPHERD, Dean A. Empreendedorismo. 7ª ed., Porto Alegre:
Bookman, 2009.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

CHIAVENATO, Idalberto. Empreendedorismo: dando asas ao espírito empreendedor. 4ª ed., Barueri: Manole,
2012.
DOLABELA, Fernando. O segredo de Luísa. 30ª ed., São Paulo: Editora de Cultura, 2006.
MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Administração para empreendedores: fundamentos da criação e da
gestão de novos negócios. 2ª ed., São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011.
OSTERWALDER, A.; PIGNEUR, Y. Business Model Generation – Inovação em modelos de negócios: um manual
para visionários, inovadores e revolucionários. Rio de Janeiro: Alta Books, 2011.
MENEZES, Luíz César de Moura. Gestão de Projetos. 3ª ed., São Paulo: Atlas, 2009.
SENGE, Peter M. A quinta disciplina: arte e prática da organização que aprende. 22ª ed., Rio de Janeiro:
BestSeller, 2006.

184
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Estratégia Empresarial


6º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: ESE

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Definições e importância da estratégia empresarial. Planejamentos: operacional, tático e estratégico. Matriz
SWOT. Elaboração do planejamento estratégico: negócio, visão, missão, objetivos, valores, estratégias e
planos de ação.

3-OBJETIVOS:
• Compreender a importância do planejamento estratégico nas organizações empresariais, compreendendo
as estratégias empresariais e suas principais características em ambientes com constante mudança.
• Proporcionar ao aluno o desenvolvimento de um plano estratégico de negócios.
• Entender o processo de tomada de decisão na busca de soluções inovadoras nas diversas áreas da
organização.
• Elaborar o planejamento estratégico de um negócio.
4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

Definições e importância da estratégia empresarial;


Planejamentos: operacional, tático e estratégico;

185
Matriz SWOT;
Elaboração do planejamento estratégico: negócio, visão, missão, objetivos, valores, estratégias e planos de
ação.

7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

KAPLAN, Robert S.; NORTON, David P. Organização orientada para a estratégia: como as empresas que
adotam o balanced scorecard prosperam no novo ambiente de negócios. 14ª ed., Rio de Janeiro: Elsevier,
2001.
OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Planejamento Estratégico: conceitos, metodologia, práticas. 23ª ed.,
São Paulo: Atlas,2007.
PORTER, Michael. Estratégia competitiva. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

ALMEIDA, Martinho Isnard Ribeiro de. Manual de planejamento estratégico: desenvolvimento de um plano
estratégico com a utilização de planilhas excel. 2ª ed., São Paulo: Atlas, 2003.
KAPLAN, Robert S.; NORTON, David P. Mapas estratégicos: convertendo ativos intangíveis em resultados
tangíveis. 8ª ed., Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.
KAPLAN, Robert S.; NORTON, David P. Alinhamento. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.
LUCENA, Maria Diva da Salete. Planejamento estratégico e gestão do desempenho para resultados. São
Paulo: Atlas, 2004.
OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Estratégia empresarial e vantagem competitiva: como estabelecer,
implementar e avaliar. 5ª ed., São Paulo: Atlas, 2007.

186
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Administração Financeira e orçamentária


6º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: AFO

Nº de aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66.7

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Introdução à Administração Financeira e as possibilidades de atuação do administrador financeiro. Noções
fundamentais de finanças: análise de risco e retorno, valor do dinheiro no tempo, maximização da riqueza.
Técnicas para a Análise de Investimentos. Noções de planejamento orçamentário.

3-OBJETIVOS:
• Compreender de forma geral as funções financeiras e orçamentárias.
• Estudar as diversas fontes de recursos;
• Possibilitar ao aluno a compreensão do campo de atuação do administrador financeiro.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

Introdução à Administração Financeira;


Noções fundamentais de finanças: análise de risco e retorno, valor do dinheiro no tempo, maximização da
riqueza;
Noções de planejamento orçamentário;
Fluxo de caixa das empresas e as rotinas básicas de contas a pagar e a receber;

187
Sistemas de informações gerenciais de pessoal e material;
Controle de estoques
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BRIGHAM, Eugene F.; HOUSTON, Joel F. Fundamentos da moderna administração financeira. Rio de Janeiro:
Elsevier, 1999.
ASSAF NETO, Alexadre. Finanças corporativas e valor. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 2008.
MELLAGI FILHO, Armando e Sérgio Ishikawa. Mercado Financeiro e de Capitais. São Paulo: Atlas, 2007.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

ASSAF NETO, Alexandre, Mercado financeiro: produtos e serviços. 7ª ed., São Paulo: Atlas, 2006.
IUDÍCIBUS, Sérgio de; MARION, José Carlos. Teoria da contabilidade. 8ª ed., São Paulo: Atlas, 2006.
LEMES JÚNIOR, Antônio Barbosa; RIGO, Cláudio Miessa; CHEROBIM, Ana Paula Mussi Szabo. Administração
financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras. 2ª ed., Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.
PISCITELLI, Roberto Bocaccio TIMBÓ, Maria Zulene Faria; ROSA, Maria Berenice. Contabilidade Pública: uma
abordagem da administração financeira pública. 9ª ed., São Paulo: Atlas, 2006.
TRACY, John A. Finanças: ideias inovadoras e dicas que realmente funcionam. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

188
CÂMPUS

CAPIVARI

1- IDENTIFICAÇÃO
Curso: Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio/Educação Profissional Técnica de Nível Médio
modalidade EJA, modalidade presencial.

Componente curricular: Projeto Integrador


6º Semestre
Concomitante/ Concomitante/Su Código: PRI

Nº de aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33.3

Abordagem Metodológica: Uso de laboratório ou outros ambientes além da sala de aula?


( ) SIM (X) NÃO Qual(is)?------------------------------------------------------------------
T(X ) P( ) T/P ( ) -------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------

2 - EMENTA:
Os projetos integradores possibilitam a visão crítica e integrada dos conhecimentos, buscando superar
fragmentação dos saberes, através de atividades interdisciplinares que contemplem os eixos temáticos do
curso.

3-OBJETIVOS:
• Finalizar e apresentar o projeto interdisciplinar em administração com base em um dos eixos temáticos
do curso (Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias; Educação, Cultura e Trabalho; Sociedade,
saúde e responsabilidade socioambiental; Ciência, Tecnologia e Produção; Administração profissional e
sua ética e Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação);
• Estimular a capacidade do pensamento crítico;
• Elaborar e Desenvolver habilidade de apresentação oral.

4-CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
 EIXO: Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação

 Orientação para elaboração dos resultados e discussão
 Orientação para conclusão do projeto integrador
Orientações para a apresentação do projeto

189
7- BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BASTOS, Lilia da Rocha et al. Manual para a elaboração de projetos e relatórios de pesquisas, teses,
dissertações e monografias. 6ª ed., Rio de Janeiro: LTC, 2012.
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 9ª ed., Barueri: Manole, 2014.
DORNELAS, José Carlos Assis. Plano de Negócios: Seu guia definitivo. São Paulo: Elsevier - Campus. 2011.

8-BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 7º ed. São
Paulo: Atlas, 2010
BARROS, Aidil Jesus da Silveira; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Fundamentos de metodologia científica.
3ª ed., São Paulo: Pearson, 2007.
CUNHA, Luís Antônio. Educação e desenvolvimento social no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1988.
LUDWIG, Antonio Carlos Will. Fundamentos e prática de metodologia científica. 2ª ed., Petrópolis: Vozes,
2012.
SANTOS, João Almeida; PARRA FILHO, Domingos. Metodologia científica. 2ª ed., São Paulo: Cengage Learning,
2011.

190
13. METODOLOGIA
No curso Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio, serão apresentadas
diferentes atividades pedagógicas para trabalhar os conteúdos e atingir os objetivos. Assim, a
metodologia do trabalho pedagógico com os conteúdos apresentará grande diversidade,
variando de acordo com as necessidades dos estudantes, o perfil do grupo/classe, as
especificidades da disciplina, o trabalho do professor, dentre outras variáveis, podendo
envolver: aulas expositivas, dialogadas, com apresentação de slides/transparências, explicação
dos conteúdos, exploração dos procedimentos, demonstrações, leitura programada de textos,
análise de situações-problema, esclarecimento de dúvidas e realização de atividades
individuais, em grupo ou coletivas utilizando recursos tecnológicos de informação e
comunicação para facilitar o processo de ensino e aprendizagem. Aulas práticas em laboratório,
projetos, pesquisas, trabalhos, seminários, debates, painéis de discussão, sociodramas, estudos
de campo, estudos dirigidos, tarefas e orientação individualizada.
A metodologia a ser adotada em cada área do conhecimento levará em consideração
as características específicas dos interesses do aluno, das condições de vida e de trabalho,
além de observar os conhecimentos prévios, orientando-os na reconstrução dos
conhecimentos escolares. Nesse sentido, a metodologia empregada está em torno da adoção
de procedimentos didático-pedagógicos que possam auxiliar os estudantes nas suas
construções intelectuais, tais como:
Problematizar o conhecimento, buscando confirmação em diferentes fontes; entender
a totalidade como uma síntese das múltiplas relações que o homem estabelece na sociedade;
articular e integrar os conhecimentos das diferentes áreas sem sobreposição de saberes e
contextualizar os conhecimentos sistematizados, valorizando as experiências dos alunos, sem
perder de vista a reconstrução do saber escolar.
A cada semestre o professor planejará o desenvolvimento da disciplina conforme eixo
temático, organizando a metodologia de cada aula/conteúdo, de acordo as especificidades do
plano de ensino.

14. AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM

Conforme indicado na LDB – Lei nº 9394/96 – a avaliação do processo de aprendizagem


dos estudantes deve ser contínua e cumulativa, com prevalência dos aspectos qualitativos
sobre os quantitativos e dos resultados ao longo do período sobre os de eventuais provas
finais. Da mesma forma, no IFSP, é previsto, pela “Organização Didática”, que a avaliação seja
norteada pela concepção formativa, processual e contínua, pressupondo a contextualização
dos conhecimentos e das atividades desenvolvidas, a fim de propiciar um diagnóstico de
ensino e aprendizagem que possibilite ao professor analisar sua prática e ao estudante
comprometer-se com seu desenvolvimento intelectual e sua autonomia. Serão considerados
também no processo avaliativo os saberes sociais e os fenômenos educativos extraescolares
no curso proposto.

191
Assim, os componentes curriculares do curso preveem que as avaliações terão caráter
diagnóstico, contínuo, processual e formativo e serão obtidas mediante a utilização de vários
instrumentos, tais como:
a. Exercícios;
b. Trabalhos individuais e/ou coletivos;
c. Fichas de observações;
d. Relatórios;
e. Autoavaliação;
f. Provas escritas;
g. Provas práticas;
h. Provas orais;
i. Seminários;
j. Projetos interdisciplinares;
k. Participação;
l. Frequências às aulas e outros.

Vale ressaltar que, sejam quais forem os instrumentos, o uso criterioso dos mesmos
deve ser considerado tendo em vista o objetivo de diagnosticar a aprendizagem dos
educandos e, quando necessário, reorientá-los da melhor forma possível visando à qualidade
do processo de ensino e aprendizagem. Nesse sentido, os processos, instrumentos, critérios e
valores de avaliação adotados pelo professor deverão ser explicitados aos estudantes no início
do período letivo, quando da apresentação do Plano de Curso. Dentro dessa perspectiva de
clarificar o processo de avaliação, assegura-se também ao estudante o direito de conhecer os
resultados das avaliações mediante vistas dos referidos instrumentos, apresentados pelos
professores como etapa do processo de ensino e aprendizagem.
A Nota Final das avaliações do componente curricular será expressa em notas
graduadas de zero (0,0) a dez (10,0) pontos, admitida apenas a fração de cinco décimos (0,5),
com exceção do Estágio, e disciplinas com características especiais, cujo resultado é registrado
no fim de cada período letivo por meio das expressões “cumpriu” / “aprovado” ou “não
cumpriu” / “retido”. A frequência mínima obrigatória é de 75% (setenta e cinco por cento) da
carga horária total do curso referente às aulas e demais atividades acadêmicas. Os critérios
de aprovação, envolvendo simultaneamente frequência e avaliação, são:
 É considerado aprovado por média o estudante que obtiver em cada área do
conhecimento (Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza, Ciências
Humanas, Disciplinas Técnicas e Projeto Integrador) média das notas finais
igual ou superior a 6,0 (seis) e frequência global mínima de 75% (setenta e cinco
por cento) das aulas e demais atividades;
 Os estudantes com frequência global mínima de 75% (setenta e cinco por
cento) das aulas e demais atividades e que não forem aprovados por média
terão sua situação analisada pelo Conselho de Classe Deliberativo, que poderá
aprovar alunos em todas as áreas de conhecimento.

192
Quando os registros individuais de avaliação permanente e cumulativa apontarem
dificuldades de aprendizagem, serão ofertadas as recuperações contínua e paralela. A
primeira deverá será realizada no decorrer de todo o período letivo com base nos resultados
obtidos pelos estudantes na avaliação contínua e discutidos nos horários coletivos com a
Coordenadoria Sociopedagógica. Já a recuperação paralela será oferecida sempre que o
estudante não apresentar os progressos previstos em relação aos objetivos e metas definidos
para cada componente curricular. O estudante poderá ser convocado para aulas de
recuperação paralela em horário diverso da classe regular, julgada a sua conveniência em cada
caso pelo docente responsável, após análise com o Coordenador de Curso/Área e com o
deferimento da Gerência Educacional.
Estará sujeito ao processo de reavaliação e deverá, por conseguinte, participar das
recuperações contínua e paralela, o estudante que obtiver, no componente curricular, nota
final inferior a 6,0 (seis) e frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) das aulas e
demais atividades. Para o estudante que realizar a reavaliação, a nota final do componente
curricular será a maior nota entre a nota final e a nota de reavaliação.
O estudante será considerado retido quando:
a) Obtiver frequência global menor que 75% (setenta e cinco por cento),
independentemente das notas que tiver alcançado;
b) Obtiver frequência global maior ou igual a 75% (setenta e cinco por cento), média
menor que 6,0 (seis) em pelo menos uma área do conhecimento e que, após
análise do Conselho de Classe Deliberativo, seja considerado retido.
O conselho de classe cumprirá o art. 14 da lei 9.394/96, bem como a normatização
interna vigente, sujeito a reformulações normatizadas pela Pró-reitoria de Ensino do IFSP. O
envolvimento da sociedade é fundamental neste processo, portanto, as instituições deverão
trabalhar com estratégias de motivação para os alunos.

193
15. ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

CONTEXTO E DEFINIÇÃO
O estágio é considerado procedimento didático-pedagógico e ato educativo
supervisionado ao envolver atividades em ambiente de trabalho, com vistas à preparação para
o trabalho produtivo do educando, relacionado ao curso que estiver frequentando
regularmente.

Considerando a Resolução CNE/CEB n. 06, de 20 de setembro de 2012, os para os


cursos de educação técnica de nível médio, será desenvolvido o estágio profissional de caráter
profissionalizante direto e específico, desenvolvido em situação real de trabalho;

OBJETIVOS
O estágio tem como finalidades o domínio de especificidades da atividade profissional
e a contextualização curricular, objetivando o desenvolvimento do educando para a vida
cidadã e para o trabalho. No caso específico do estágio profissional, desenvolvido em situação
real de trabalho, o já mencionado Parecer CNE/CEB, n. 35, de 05 de novembro de 2011, pontua
que se trata de colocar o estudante, sob acompanhamento de seu supervisor (Instituição
parceira) e orientador (Instituição ofertante do curso), “diante da realidade do mundo do
trabalho” (p. 37), chamando-o a “enfrentar e responder a desafios inesperados e inusitados”
(BRASIL, 2011, p. 37). Assim, o estágio objetiva o aprendizado de competências próprias da
atividade profissional e a contextualização curricular objetivando a relação entre a teoria e a
prática e o desenvolvimento do educando para a vida cidadã e para o mundo do trabalho.

Para a realização do estágio, deve ser observado o Regulamento de Estágio do IFSP,


Portaria nº. 1204, de 11 de maio de 2011, elaborado em conformidade com a Lei do Estágio
(nº 11.788/2008), dentre outras legislações, para sistematizar o processo de implantação,
oferta e supervisão de estágios curriculares.
No curso Técnico em Administração modalidade PROEJA, o Estágio Curricular
Supervisionado tem carga horária mínima de 360 horas e não é obrigatório, ou seja, o aluno
pode optar por realizá-lo ou não. A realização do estágio não está vinculada a registro em
órgão regulamentador para exercer a atuação profissional.

Para a realização do Estágio Curricular Supervisionado o aluno regularmente


matriculado deverá comparecer à Coordenadoria de Extensão (CEX) para obter informações
sobre os procedimentos de formalização do Termo de Compromisso de Estágio e demais
documentos necessários para início e acompanhamento do estágio.

Durante a realização do Estágio Curricular Supervisionado o aluno será orientado


quanto aos procedimentos para elaboração dos relatórios parciais e relatório final pelo

194
Professor Orientador de Estágio de uma das disciplinas da parte profissionalizante nomeado
por portaria que acompanhará o cumprimento das etapas e dos prazos de entrega dos
documentos e relatórios. Compete ao professor orientador elaborar, ao final de cada
semestre, relatório das atividades desenvolvidas por seus orientandos durante o Estágio
Curricular Supervisionado e encaminhá-lo a CEX ou equivalente pelos serviços de integração
escola-empresa.

O estágio deverá obrigatoriamente, possuir vínculo direto com uma ou mais disciplinas
da parte profissionalizante do curso e fundamentado nos conhecimentos e habilidades
desenvolvidas no decorrer do curso, seguindo as indicações do Professor Orientador de
Estágio nomeado por portaria.

O estágio poderá ser realizado em empresas privadas ou órgãos governamentais


mediante acordos e convênios junto à CEX, desde que acompanhados e supervisionados por
um profissional da área na empresa e pelo Professor Orientador de Estágio, proporcionando
estar diante da realidade do mundo do trabalho chamando-o a enfrentar e responder a
desafios inesperados e inusitados ocorridos no ambiente de estágio.

Para efeito de contagem da carga horária do Estágio Curricular Supervisionado,


somente serão consideradas as horas de estágio realizadas a partir da conclusão do 3º
semestre, pois o aluno estará apto para desenvolver as atividades que lhe forem atribuídas no
estágio de forma satisfatória para a empresa ou órgãos governamentais e para seu
aprendizado.

O estágio somente poderá ser realizado concomitantemente ao curso, ou seja, ao


aluno será permitido realizar estágio apenas enquanto estiver regularmente matriculado em
contra turno do seu período de aula.

Semestralmente o professor orientador deverá elaborar relatório sobre a avaliação


realizada pelo estagiário e pela empresa. E a avaliação deverá ser encaminhada à coordenação
do curso para divulgação entre os docentes interessados e para estratégias de melhoria nos
componentes curriculares.

Diante da realização do Estágio Curricular Supervisionado a avaliação final será


realizada pelo professor orientador e pelo supervisor na concedente vinculada a indicação do
registro de “cumpriu”/ “não cumpriu” e não será exigido para a obtenção de diploma.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INÍCIO DO ESTÁGIO

Para o início do estágio deverão ser apresentados: termo de compromisso de estágio e o plano
de atividades de estágio;

195
Mensalmente o aluno deverá realizar a entrega do relatório mensal de atividades de estágio,
devidamente assinado pelo Supervisor de Estágio da Empresa;

Para a finalização do estágio, o discente deverá apresentar o relatório final denominado


“pasta preta”, contendo:

 Etiqueta com nome do aluno, curso, prontuário e telefone na frente da pasta;


 Índice na primeira página da pasta preta;
 Identificação da unidade concedente;
 Caracterização da unidade concedente;
 Plano de atividades de estágio, igual ao que foi entregue junto com o termo de
compromisso de estágio;
 Todos os relatórios mensais de atividades de estágio organizados em ordem
cronológica de sua realização. Todos digitados, carimbados e assinados pelo supervisor
de estágio da empresa e pelo professor orientador de estágio do IFSP;
 Questionário de avaliação;
 Anexos que tenham relação com as tarefas desempenhadas durante o estágio;
 Ficha de aproveitamento profissional na unidade concedente, devidamente
preenchida, carimbada e assinada pelo Supervisor de Estágio.

Os modelos de todos os documentos citados encontram-se disponíveis em:


http://www.ifspcapivari.com.br/extensao/estagios/

196
16. ATIVIDADES DE PESQUISA
De acordo com o Inciso VIII do Art. 6º da Lei No 11.892, de 29 de dezembro de 2008, o
IFSP possui, dentre suas finalidades, a realização e o estimulo à pesquisa aplicada, à produção
cultural, ao empreendedorismo, ao cooperativismo e ao desenvolvimento científico e
tecnológico, tendo como princípios norteadores: (i) sintonia com o Plano de Desenvolvimento
Institucional – PDI; (ii) o desenvolvimento de projetos de pesquisa que reúna,
preferencialmente, professores e alunos de diferentes níveis de formação e em parceria com
instituições públicas ou privadas que tenham interface de aplicação com interesse social; (iii)
o atendimento às demandas da sociedade, do mundo do trabalho e da produção, com
impactos nos arranjos produtivos locais; e (iv) comprometimento com a inovação tecnológica
e a transferência de tecnologia para a sociedade.
No IFSP, esta pesquisa aplicada é desenvolvida através de grupos de trabalho nos quais
pesquisadores e estudantes se organizam em torno de uma ou mais linhas de investigação. A
participação de discentes dos cursos de nível médio, inclusive da modalidade EJA, através de
Programas de Iniciação Científica, ocorre de duas formas: com bolsa ou voluntariamente.
Para os docentes, os projetos de pesquisa e inovação institucionais são
regulamentados pela Portaria No 2627, de 22 de setembro de 2011, que instituiu os
procedimentos de apresentação e aprovação destes projetos, e da Portaria No 3239, de 25 de
novembro de 2011, que apresenta orientações para a elaboração de projetos destinados às
atividades de pesquisa e/ou inovação, bem como para as ações de planejamento e avaliação
de projetos no âmbito da CPI – Coordenadoria de Pesquisa e Inovação.
Para o presente ano estão em desenvolvimento os projetos a seguir:

Professores
Título do Projeto
Proponentes

Autonomia tecnológica com o projeto Jovem Hacker: Alexandre Garcia


novas metodologias e concepções Aguado

Avaliação e identificação de potencialidades e Erica Maio Taveira


perspectivas para Pesquisa no IFSP /Câmpus Capivari Grande

Determinação do teor de alumínio em antitranspirantes Sheila Pasqualotto


rollon

Elaboração de um espectrofotômetro de baixo custo Ricardo Nogueira de


utilizando plataforma Arduino Figueiredo

Aprendizagem baseada em Problemas aplicada ao ensino André Luis de Castro


de linguagem de Programação com Robocode Peixoto

Síntese do composto tio2 e estudo de sua atividade André Luis de Castro


fotocatalítica sob luz UV e Irradiação Solar Peixoto

197
Professores
Título do Projeto
Proponentes

Placas isolantes de embalagem cartonada e bagaço de João Batista de


cana de açúcar: avaliações térmica e acústica. Medeiros

Fazendo Arte com Química Ademir Geraldo


Cavallari Costalonga

A construção discursiva do corpo feminino na cobertura Tiago Pellim da Silva


das Olimpíadas rio 2016: um estudo comparativo das
mídias brasileira e inglesa

Condições de trabalho dos professores de química em Carlos Fernando


Capivari Barboza da Silva

Montagem de Herbário e Banco de sementes de espécies Maria Elisa de


nativas com finalidade didática Castro Almeida

Percepção ambiental dos servidores do IFSP Campus Maria Elisa de


Capivari Castro Almeida

Gerenciamento de resíduos em Laboratórios Didáticos Carlos Fernando


Barboza da Silva

Estudo teórico de novos compostos para aplicação como Everton Pereira


interruptores moleculares foto e eletricamente Barbosa
controlados

Atividades experimentais: um Estudo Interdisciplinar Everton Pereira


Barbosa

Caracterização de Nanocompósitos com propriedades Everton Pereira


luminescentes através de técnicas matemáticas Barbosa

Além desses projetos, a partir de 2017, a participação dos discentes do curso Técnico
em Administração modalidade PROEJA nas atividades de pesquisa poderá ser realizada
através de novos projetos a serem propostos.

17. ATIVIDADES DE EXTENSÃO


A Extensão é um processo educativo, cultural e científico que, articulado de forma
indissociável ao ensino e à pesquisa, enseja a relação transformadora entre o IFSP e a
sociedade. Compreende ações culturais, artísticas, desportivas, científicas e tecnológicas que
envolvam a comunidades interna e externa.

198
As ações de extensão são uma via de mão dupla por meio da qual a sociedade é
beneficiada através da aplicação dos conhecimentos dos docentes, discentes e técnicos-
administrativos e a comunidade acadêmica se retroalimenta, adquirindo novos
conhecimentos para a constante avaliação e revigoramento do ensino e da pesquisa.
Deve-se considerar, portanto, a inclusão social e a promoção do desenvolvimento
regional sustentável como tarefas centrais a serem cumpridas, atentando para a diversidade
cultural e defesa do meio ambiente, promovendo a interação do saber acadêmico e o popular.
São exemplos de atividades de extensão: eventos, palestras, cursos, projetos, encontros,
visitas técnicas, entre outros.
A natureza das ações de extensão favorece o desenvolvimento de atividades que
envolvam a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-
Brasileira e Africana, conforme exigência da Resolução CNE/CP nº 01/2004, além da Educação
Ambiental, cuja obrigatoriedade está prevista na Lei 9.795/1999.

Documentos Institucionais:

Portaria nº 3.067, de 22 de dezembro de 2010 – Regula a oferta de cursos e palestras de


Extensão;
Portaria nº 3.314, de 1º de dezembro de 2011 – Dispõe sobre as diretrizes relativas às
atividades de extensão no IFSP;
Portaria nº 2.095, de 2 de agosto de 2011 – Regulamenta o processo de implantação, oferta
e supervisão de visitas técnicas no IFSP.
Resolução nº 568, de 05 de abril de 2012 – Cria o Programa de Bolsas destinadas aos
Discentes
Portaria nº 3639, de 25 julho de 2013 – Aprova o regulamento de Bolsas de Extensão para
discentes.

Atualmente estão em desenvolvimento os seguintes projetos de extensão:

 Capoeira Contemporânea: Vivência e Práticas Básicas


(Coordenador: Gustavo Baptistella Leite da Silva)

 Cineclube Federal (Ano 02) – Aprendendo, Filmando e Ensinando: Produções


Audiovisuais sobre Direitos Humanos
(Coordenadora: Luciana Lima Batista)

 Da terra para todos


(Coordenadora: Letícia Pedroso Ramos)

199
 Liga dos Campeões do IFSP Câmpus Capivari: Edição Olimpíadas e Paraolímpiadas
(Coordenadora: Irlla Karla dos Santos Diniz)

 Projeto Jovem Hacker


(Coordenador: Alexandre Garcia Aguado)

 Cursinho Popular
(Coordenador: Aderbal Almeida Rocha)

 Batuque de Umbigada: Ritmo, História, Memória, Resistência e Identidade Cultural


(Coordenador: Lorena Faria de Souza)

 Inclusão Digital de Idosos e Estudantes do IFSP


(Coordenador: Aderbal Almeida Rocha)

 Projeto de Integração da Área de Informática por Meio de Competições


(Coordenador: Rafael Wendel Pinheiro)

 Oficinas De Fabricação De Sabão Caseiro


(Coordenador: Aderbal Almeida Rocha)

Além desses projetos, a partir de 2017, a participação dos discentes do curso Técnico
em Administração modalidade PROEJA nas atividades de pesquisa poderá ser realizada
através de novos projetos a serem propostos.

200
18. ATIVIDADES DE ENSINO

Além das atividades de ensino desenvolvidas pelos docentes, o IFSP possibilita aos seus
estudantes a oportunidade de ingressar no Programa de Bolsa Ensino do IFSP.
Regulamentada pela Portaria nº 1254, de 27 de março de 2013, o Programa de Bolsa
Ensino busca “apoiar a participação dos discentes em atividades acadêmicas de ensino e
projetos de estudos que contribuam para a formação integrada e para o aprimoramento
acadêmico e profissional do aluno na sua área formação”
Atualmente estão em andamento os seguintes projetos no IFSP Câmpus Capivari:
 Projeto LEGO;
 Desenvolvimento de Jogo de Tabuleiro: Uma Proposta para o Ensino Ciências;
 Variações nos Preços da Cesta Básica de Capivari;
 Monitoria de Matemática para o Ensino Médio;
 Bandeiras Olímpicas no IFSP;
 Implementação do Ensino Experimental no Laboratório de Fundamentos
Tecnológicos do Curso de Tecnologia em Processos Químicos;
 Aperfeiçoamento do Material Didático da Disciplina de Bioquímica
Experimental.

Merece destaque que o projeto “Variações no Preço da Cesta Básica de Capivari” é um


projeto desenvolvido pelos docentes da área de Gestão do Câmpus e está em análise a
continuidade do projeto para o ano de 2017. Além desse projeto, outros estão em estudo para
os próximos anos, ampliando as possibilidades de participação dos alunos do PROEJA.

19. CRITÉRIOS DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS

Os estudantes terão direito a aproveitamento de estudos dos componentes


curriculares já cursados com aprovação, no IFSP ou instituição congênere, desde que dentro
do mesmo nível de ensino, observando os pressupostos legais, como a LDB (Lei nº 9394/96),
o Parecer CNE/CEB 40/2004 e as Normas Institucionais, como a Organização Didática, além de
outras que a equipe julgar importantes.

Esse aproveitamento poderá ser concedido pela Coordenadoria do Curso/Área,


mediante a análise de docente da área de conhecimento designado pelo Coordenador de
Curso/Área.

Para requerer aproveitamento de estudos dos componentes curriculares, o estudante


deverá protocolar requerimento na Coordenadoria de Registros Escolares, endereçado ao
Coordenador de Curso/Área, acompanhado dos seguintes documentos:

201
II. Requerimento de aproveitamento de estudos;

III. Histórico escolar;

IV. Matriz curricular e/ou desenho curricular;

V. Programas, ementas e conteúdos programáticos, desenvolvidos na escola de origem


ou no IFSP, exigindo-se documentos originais.

§1º. A verificação da compatibilidade dar-se-á após análise, que considerará a


equivalência de no mínimo 80% (oitenta por cento) dos conteúdos e da carga horária do
componente curricular.

§2º. A Coordenação de Curso/Área devolverá o processo para a Coordenadoria de


Registros Escolares para divulgação.

20. RECONHECIMENTO DE SABERES E COMPETENCIAS

O curso PROEJA Técnico em Administração será desenvolvido de forma a garantir a


adoção de estratégias de ensino e práticas avaliativas que respeitem o tempo pedagógico da
aprendizagem e as experiências advindas do exercício profissional desse público-alvo.
O estudante que demonstrar, a qualquer tempo, em conformidade com o calendário
acadêmico, aproveitamento no curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio, na
modalidade PROEJA, poderá ter seus conhecimentos avaliados, visando ao reconhecimento,
certificação e diplomação para efeito de prosseguimento ou conclusão de estudos, sendo
instituída, para essa finalidade, uma Comissão Avaliadora por área de conhecimento
requerida, composta por no mínimo 03 (três) docentes.
A avaliação descrita no parágrafo anterior poderá ser feita através de análise
pedagógica documental, de acordo com a legislação vigente, ou através de verificação de
competências profissionais anteriormente desenvolvidas por meio de arguição verbal e/ou
verificação in loco e/ou demonstrações práticas e/ou relatos de experiências devidamente
comprovadas, cartas de apresentação e/ou recomendação e portfólios.
O reconhecimento de saberes e competência será realizado para todos os
componentes curriculares no início de cada semestre, em conformidade com calendário
escolar. O interessado deverá requerer junto à Coordenadoria de Registros
Escolares/Acadêmicos o reconhecimento de saberes e competências dos componentes
curriculares de interesse, conforme Edital a ser publicado semestralmente.

202
21. APOIO AO DISCENTE
O acesso ao ensino não é a garantia para a efetividade ao direito à educação. No IFSP
Câmpus Capivari diferentes estratégias são adotadas com o objetivo de garantir a
permanência e o êxito escolar do discente.
O apoio psicológico, social e pedagógico ocorre por meio do atendimento individual
ou coletivo, efetivado pelo Coordenadoria Sociopedagógica: equipe multidisciplinar composta
por pedagogo, assistente social, psicólogo e Técnico de Assuntos Educacionais, que atua
também nos projetos de permanência e êxito, na Assistência Estudantil e NAPNE (Núcleo de
Atendimento a Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas), numa perspectiva
dinâmica e integradora. Dentre outras ações, o Coordenadoria Sociopedagógica realiza o
acompanhamento permanente do estudante, a partir de questionários sobre os dados dos
alunos e sua realidade, dos registros de frequência e rendimentos/ nota, além de outros
elementos.
O serviço de orientação educacional se faz necessário, atendendo e encaminhando os
alunos, principalmente aos que apresentarem resultados e comportamentos que reflitam em
seu desenvolvimento, dentre estes: o aluno que faltar de forma significativa sem justificativas,
bem como aquele que não apresentar resultado satisfatório em suas avaliações, entre outras
situações que interferem em sua formação profissional e cidadã.
Além do diagnóstico relacionado ao aprendizado do aluno, a Coordenadoria
Sociopedagógica acompanhará e buscará alternativas para sua permanência na escola, como
por exemplo: auxílio transporte, auxílio alimentação, entre outros que serão detectados
durante o processo educativo, normatizado pela Pró- Reitoria de Ensino.
Outra importante ação desenvolvida para a permanência e êxito está relacionada à
hora de atendimento ao aluno. Os docentes do IFSP Câmpus Capivari dispõem semanalmente
de uma hora para atendimento ao aluno em horário distinto ao das aulas regulares. Além
disso, muitos docentes têm utilizado a monitoria como forma de apoio as atividades de
ensino.

21.1 ATENDIMENTO PEDAGÓGICO

O trabalho do pedagogo objetiva auxiliar o corpo docente, visando aperfeiçoar o


desempenho deste na utilização dos recursos didáticos, na metodologia de transmissão de
conteúdo, e por fim, orienta com relação aos critérios de avaliação que proporcione
resultados mais significativos ao desenvolvimento dos educandos.

Também tem a função de assistir o aluno e toda a equipe que está envolvida no
processo ensino-aprendizagem (professores, familiares e a sociedade), propondo alternativas
que visem à redução da evasão escolar e o acesso de todos à escola, tornando-a igualitária e
democrática, além de atuar nos problemas de dificuldade de aprendizagem e disciplinares.

203
21.2 ATENDIMENTO PSICOSSOCIAL
O intuito é personalizar, atender e orientar os alunos em suas necessidades,
principalmente os estudantes que possam estar enfrentando alguma dificuldade, seja ela de
ordem pessoal, emocional, social ou familiar e que possa estar refletindo nos estudos e
prejudicando o processo de ensino e aprendizagem. O objetivo principal é fornecer ao aluno
apoio e instrumentais para iniciar e prosseguir seus estudos em nível médio.
Neste processo o aluno é visto de forma global, por isso o desenvolvimento da
capacidade de ser cidadão consciente, é prioridade na formação de nossos alunos, pois o
desenvolvimento da dignidade humana e da construção de uma sociedade democrática, justa
e solidária é consequência da formação dos profissionais competentes que sairão para o
mercado de trabalho.

22. EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO- RACIAIS E HISTÓRIA E CULTURA


AFRO-BRASILEIRA E INDÍGENA

Conforme determinado pela Resolução CNE/CP Nº 01/2004, que institui as Diretrizes


Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História
e Cultura Afro-Brasileira e Africana, as instituições de ensino incluirão, nos conteúdos de
disciplinas e atividades curriculares dos cursos que ministram, a Educação das Relações Étnico-
Raciais, bem como o tratamento de questões e temáticas que dizem respeito aos
afrodescendentes e indígenas, objetivando promover a educação de cidadãos atuantes e
conscientes, no seio da sociedade multicultural e pluriétnica do Brasil, buscando relações
étnico-sociais positivas, rumo à construção da nação democrática.
Visando atender a essas diretrizes, além das atividades que podem ser desenvolvidas
no câmpus envolvendo essa temática, alguns componentes curriculares abordarão conteúdos
específicos trabalhados de forma transversal enfocando esses assuntos de acordo com a
proposta do Projeto Político pedagógico
Assim, no Curso Técnico em Administração, os componentes curriculares Sociologia,
História, Artes, Filosofia e Geografia promoverão, dentre outras, a compreensão da
diversidade cultural por meio do estudo de temas como História da cultura africana e
indígena, cultura afro-brasileira e indígena, o Batuque da Umbigada em Capivari entre outros.
Merece ressaltar que o Batuque de Umbigada é uma manifestação cultural africana
trazida para o Brasil pelos escravos de origem banto e que possuem na região de Capivari,
Tietê e Piracicaba os últimos grupos em atividades. Atualmente o batuque demonstra a sua
resistência a várias práticas sociais de desvalorização e preconceito com a matriz africana. Os
principais motivos dessa permanência viva do batuque de umbigada tem relação com a forte
oralidade, tradição e herança familiar, reforçado pelo papel protagonista pelo sujeito que o
executa.
Ao valorizar uma tradição tão importante na região, os alunos da EJA poderão
conhecer mais da história africana da região, refletirem sobre suas próprias origens, conhecer

204
a luta e preconceito vividos pelos povos africanos no Brasil, bem como tornarem-se
corresponsáveis pela manutenção da tradição na região.

23. EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Considerando a Lei nº 9.795/1999, que indica que “A educação ambiental é um


componente essencial e permanente da educação nacional, devendo estar presente, de forma
articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não-
formal”, determina-se que a educação ambiental será desenvolvida como uma prática
educativa integrada, contínua e permanente também na educação profissional.
Com isso, prevê-se, nesse curso, a integração da educação ambiental aos componentes
do curso de modo transversal, contínuo e permanente (Decreto Nº 4.281/2002), por meio da
realização de atividades curriculares e extracurriculares, desenvolvendo-se esse assunto nos
componentes curriculares Biologia, Geografia, Sociologia, Responsabilidade Social e
Ambiental, Química e em projetos, palestras, apresentações, programas, ações coletivas,
dentre outras possibilidades.
No Câmpus Capivari possui a Comissão que integra o Plano de Logística Sustentável do
IFSP e Comissão de Resíduos Sólidos. Essa comissão em conjunto com projetos de extensão e
pesquisa tem desenvolvido ações para tornar o campus menos impactante. Uma das
ferramentas e instrumentos utilizados são:
a) Coleta seletiva permanente de pilhas e baterias: Coletores de pilhas e baterias
estão disponíveis para toda comunidade interna e externa colocarem seus
resíduos;
b) Separação de materiais recicláveis: existem coletores para separação de vidro,
papel, alumínio e plástico. Isso possibilita a destinação dos materiais às empresas
recicladoras
c) Conscientização nos diferentes espações escolares: nos banheiros, nas salas de
aulas e pátio existem cartazes explicativos sobre a importância do uso racional dos
recursos renováveis e não renováveis.

205
24. PROJETO INTEGRADOR

De acordo com a Organização Didática, Resolução nº 859, de 07 de maio de 2013, os


currículos oferecidos no IFSP deverão prever o Projeto Integrador que “compreende os
espaços de ensino e aprendizagem que articulem a interdisciplinaridade do currículo com as
ações de pesquisa e extensão de forma a permitir a construção do conhecimento, culminando
em uma produção acadêmica e técnico-científica”. O princípio de que a Educação Profissional
tem como referência o mundo do trabalho subsidiará docentes e alunos para a elaboração de
projetos que permitam compreender o trabalho como princípio educativo e não apenas como
redução de mão de obra.
Para a Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de
Jovens e Adultos (PROEJA), o projeto integrador busca capacitar o estudante a executar
atividades práticas específicas ou qualificar o trabalhador que já atua na área e/ou que
desenvolveu habilidades para o exercício profissional de maneira empírica, a partir de
experiência própria.
Diante do exposto, no Curso Técnico em Administração, o Projeto Integrador será
estruturado conforme cronograma descrito abaixo:

Título: Projeto Integrador do Técnico em Administração

Descrição: Os estudantes do curso Técnico em Administração integrado ao ensino médio irão


desenvolver projetos relacionados à área de Administração. Os projetos deverão ser
devidamente acompanhados por docentes.
Diversos conceitos poderão ser explorados durante o projeto que será continuamente
acompanhado em cada fase pelos docentes. Ao final, haverá a apresentação dos projetos das
equipes para os demais alunos do campus e também para a sociedade.
Os projetos integradores possibilitam a visão crítica e integrada dos conhecimentos, buscando
superar fragmentação dos saberes, através de atividades interdisciplinares que contemplem
os eixos temáticos do curso.

Objetivos:
Objetivo Geral: Possibilitar a integração dos conhecimentos teóricos e práticos aprendidos
com a atividade profissional do Técnico em Administração nas suas diferentes áreas de
atuação.

Objetivos Específicos:

206
Projeto Integrador 1 – 4º semestre

 Integrar os conhecimentos nas áreas específicas dos cursos, promovendo o


desenvolvimento de competências, habilidades, atitudes e valores necessários para o
desempenho eficiente e eficaz de atividades requeridas pela natureza do trabalho e
desenvolvimento tecnológico.
 Desenvolver a habilidade de aprender fazendo.
 Iniciar o desenvolvimento do projeto interdisciplinar em administração (pré-projeto)
com base em um dos eixos temáticos do curso (Memória e Cidadania, reconstruindo
as trajetórias; Educação, Cultura e Trabalho; Sociedade, saúde e responsabilidade
socioambiental; Ciência, Tecnologia e Produção; Administração profissional e sua ética
e Técnico em Administração e suas possibilidades de atuação)

Projeto Integrador 2 – 5º semestre

 Desenvolver o projeto interdisciplinar em administração com base em um dos eixos


temáticos do curso (Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias; Educação,
Cultura e Trabalho; Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental; Ciência,
Tecnologia e Produção; Administração profissional e sua ética e Técnico em
Administração e suas possibilidades de atuação);
 Coletar dados experimentais;
 Relatar dados experimentais.

Projeto Integrador 3 – 6º semestre

 Finalizar e apresentar o projeto interdisciplinar em administração com base em um dos


eixos temáticos do curso (Memória e Cidadania, reconstruindo as trajetórias;
Educação, Cultura e Trabalho; Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental;
Ciência, Tecnologia e Produção; Administração profissional e sua ética e Técnico em
Administração e suas possibilidades de atuação);
 Estimular a capacidade do pensamento crítico;
 Elaborar e Desenvolver habilidade de apresentação oral.

Público-alvo: Estudantes do Curso Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio do


Campus Capivari.

207
Componentes Curriculares: PROJETO Integrador I

Sigla Componente Conteúdo mínimo de


curricular referência

Metodologia da Normas técnica da ABNT,


MTP Pesquisa Noções de metodologia.
tipos de pesquisa.
Uso e aplicações dos
editores de texto, das
Informática Básica planilhas eletrônicas e dos
softwares de
Bases
INB apresentações

Teorias Movimento Clássico.


Administrativas Movimento das Relações
Humanas. Movimento
Estruturalista. Movimento
da Contingencia.
TEA
Projeto Integrador

Abordagens da Atualidade.
Gestão de Pessoas Práticas em gestão de
pessoas, como
recrutamento e seleção de
pessoal, plano de carreira,
GPE treinamento e
desenvolvimento,
avaliação de desempenho,
saúde e segurança do
trabalho.
Aplicação
Contabilidade Classificação e critérios de
avaliação dos elementos
patrimoniais.
Demonstrações
COM Financeiras: Balanço
Patrimonial, Demonstração
de Resultado do Exercício e
Demonstração dos Fluxos
de Caixa.

208
Gestão social e ambiental.
Gerenciamento ambiental
e o Sistema de Gestão
Ambiental (SGA). Normas
ISO 14000. Redução,
Responsabilidade reutilização e reciclagem (3
RSA Social e Ambiental R´s).

Componentes Curriculares: PROJETO Integrador II

Sigla Componente Conteúdo mínimo de


curricular referência

Metodologia da Normas técnica da ABNT,


MTP Pesquisa Noções de metodologia.
Tipos de pesquisa.
Uso e aplicações dos
editores de texto, das
Informática Básica planilhas eletrônicas e dos
softwares de
Bases
INB apresentações
Projeto Integrador

Teorias Movimento Clássico.


Administrativas Movimento das Relações
Humanas. Movimento
Estruturalista. Movimento
da Contingencia.
TEA Abordagens da Atualidade.
Estatística Distribuição de frequência.
Medidas de tendência
central, de ordenamento e
ESA posição. Medidas de
variabilidade, de assimetria
e curtose. Probabilidades.
Distribuições de
Probabilidade.

209
Gestão de Pessoas Práticas em gestão de
pessoas, como
recrutamento e seleção de
pessoal, plano de carreira,
GPE treinamento e
desenvolvimento,
avaliação de desempenho,
saúde e segurança do
trabalho.
Contabilidade Classificação e critérios de
avaliação dos elementos
patrimoniais.
Aplicação Demonstrações
COM Financeiras: Balanço
Patrimonial, Demonstração
de Resultado do Exercício e
Demonstração dos Fluxos
de Caixa.
Gestão social e ambiental.
Gerenciamento ambiental
e o Sistema de Gestão
Ambiental (SGA). Normas
ISO 14000. Redução,
Responsabilidade reutilização e reciclagem (3
RSA Social e Ambiental R´s).
Administração de Planejamento e Controle
Operações e da Produção. MRP I e MRP
AOL Logística II. PERT/CPM.
Administração de materiais
e estoques

210
Componentes Curriculares: PROJETO Integrador III

Sigla Componente Conteúdo mínimo de


curricular referência

Metodologia da Normas técnica da ABNT,


MTP Pesquisa Noções de metodologia.
tipos de pesquisa.
Uso e aplicações dos
editores de texto, das
Informática Básica planilhas eletrônicas e dos
softwares de
Bases
INB apresentações

Teorias Movimento Clássico.


Administrativas Movimento das Relações
Humanas. Movimento
Estruturalista. Movimento
da Contingencia.
TEA Abordagens da Atualidade.
Estatística Distribuição de frequência.
Projeto Integrador

Medidas de tendência
central, de ordenamento e
ESA posição. Medidas de
variabilidade, de assimetria
e curtose. Probabilidades.
Distribuições de
Probabilidade.
Empreendedorismo Comportamento
EMO empreendedor. Inovação e
criatividade. Plano de
negócios.
Gestão de Pessoas Práticas em gestão de
pessoas, como
recrutamento e seleção de
pessoal, plano de carreira,
Aplicação GPE treinamento e
desenvolvimento,
avaliação de desempenho,
saúde e segurança do
trabalho.

211
Contabilidade Classificação e critérios de
avaliação dos elementos
patrimoniais.
Demonstrações
COM Financeiras: Balanço
Patrimonial, Demonstração
de Resultado do Exercício e
Demonstração dos Fluxos
de Caixa.
Gestão social e ambiental.
Gerenciamento ambiental
e o Sistema de Gestão
Ambiental (SGA). Normas
ISO 14000. Redução,
Responsabilidade reutilização e reciclagem (3
RSA Social e Ambiental
R´s).
Administração de Planejamento e Controle
Operações e da Produção. MRP I e MRP
AOL Logística II. PERT/CPM.
Administração de materiais
e estoques
Vendas e Conceitos relacionados
Negociação com as técnicas de vendas e
VND negociações. Conceitos e
tipos de negociação:
negociações integrativas e
distributivas.
Administração de Composto de marketing
Marketing (preço, praça, produto e
promoção). Pesquisa e
MKT segmentação de mercado.
Estratégicas
mercadológicas pautadas
na ética.

212
Duração: 100 horas

Cronograma: O cronograma deverá ser elaborado pelos professores envolvidos no projeto e


sob supervisão da Coordenação de Curso. Esse cronograma será o Plano de Trabalho do
componente curricular Projeto Integrador e deverá observar as especificidades do momento
em relação à comunidade e também da formação do aluno. Esse Plano de Trabalho deverá
sempre ser atualizado para estar adequado as especificidades já citadas anteriormente.

Conteúdos: Essa proposta sugere conteúdos mínimos que servirão de referência para indicar
o docente com perfil adequado.
O projeto integrador será realizado nos 4º, 5º e 6º semestre sob orientação docente, para
possibilitar a visão crítica e integrada dos conhecimentos, buscando superar fragmentação
dos saberes, através de atividades interdisciplinares que contemplem os eixos temáticos do
curso.
Os docentes do projeto integrador deverão privilegiar a articulação teórico- prática, de acordo
com os componentes curriculares apresentados. Ao final dos 3 projetos integradores os
alunos deverão apresentar o projeto para avaliação dos docentes e demais alunos do campus,
em sessão aberta à comunidade com convidados externos (empresas e profissionais ligados à
área), salvo projetos que estão em processo de patente.

Metodologia: Preparação de aulas de forma interdisciplinar, de modo a contemplar as bases


teóricas de cada ano. Uso intensivo de exercícios aplicados e estudo de casos relacionados ao
cotidiano que simulem situações-problemas desafiadoras aos estudantes. Uso de avaliações
individuais e em equipes relacionadas ao projeto.

25. ATIVIDADES ACADÊMICO CULTURAIS

As atividades acadêmico-culturais referentes a habilidades, conhecimentos, competências e


atitudes adquiridas fora do ambiente escolar que visam ao enriquecimento do aluno,
alargando o seu currículo com experiências e vivências acadêmicas internas ou externas ao
curso. Embora não façam parte das disciplinas que os alunos devem cursar, são consideradas
diretamente pertinentes à sua formação, tais como atividades de extensão, pesquisa,
iniciação à docência, participação em eventos, publicações e vivência profissional
complementar.

No curso Técnico em Administração integrado ao Ensino Médio, modalidade EJA as atividades


acadêmico-culturais são obrigatórias para a conclusão do curso e totalizarão 200horas.

213
Como forma de proporcionar as atividades acadêmico-culturais propostas e assim
complementar a formação geral e profissional do estudante, o IFSP Câmpus Capivari
desenvolverá as seguintes ações:

 Semana da Ciência e Tecnologia: realizada anualmente no 2º semestre a Semana da


Ciência e tecnologia possibilita aproximar a população da ciência e da tecnologia.
Nesse contexto o discente terá oportunidade de participar de palestras e oficinas sobre
diferentes temáticas, apresentar trabalhos e despertar em si e nos outros a
curiosidade e motivação para aprofundar seus conhecimentos. Essa atividade tem
relação direta como o eixo temático desenvolvido no 4º semestre que trata sobre
“Ciência, Tecnologia e Produção”.

 Semana do Meio Ambiente: realizada anualmente no 1º semestre a Semana do Meio


Ambiente buscará trabalhar o tema através de apresentações de trabalhos realizados
pelos alunos, oficinas e palestras. Tal temática tem relação com o eixo temático a ser
desenvolvido no 3º semestre “Sociedade, saúde e responsabilidade socioambiental”.

 Semana da Consciência Negra: evento realizado pelo IFSP Câmpus Capivari no mês de
novembro busca através de exposições, debates e oficinas a reflexão sobre as
contribuições, lutas e conquistas do afrodescendente ao longo da história recente do
país. Relação com o eixo 2: “Educação, Cultura e Trabalho”.

 Atividades do NAPNE: essa atividade busca trabalhar a inclusão no contexto de vida do


discente, enfatizando o dia-a-dia do profissional técnico em administração. Ao
trabalhar tal temática as atividades desenvolvidas pelo NAPNE buscam inserir a
deficiência no cotidiano dos discentes, com objetivo de trabalhar as potencialidades
dos cidadãos.

 Semana do Administrador: norteará a apresentação dos discentes sobre a temática do


administrador. Serão realizadas também palestras com profissionais da área para
facilitar o acesso do aluno ao mundo do trabalho. Possui ligação direta com os eixos 5
e 6.

 Visita técnica: serão realizadas no mínimo 3 visitas técnicas a empresas da região para
que alunos observem o funcionamento destas e sejam orientados quanto à atuação
do Técnico em Administração no ambiente profissional.

214
 Atividade cultural externa: os discentes dos cursos EJA possuem, em sua maioria,
muitas tarefas que minimizam as oportunidades de participarem de ações culturais.
Essas atividades culturais externas ao Câmpus buscam ampliar as experiências de vida
dos discentes e valorizar as diversas formas de expressões culturais existentes.
Poderão ser realizadas atividade de visita a exposições, peças de teatro, cinema entre
outras. Possui ligação direta com os eixos 1 e 2.

Atividades/semestre 1º 2º 3º 4º 5º 6º
Semana Nacional da Ciência e Tecnologia 24 24 24
Semana do Meio Ambiente 8 8 8
Semana da Consciência Negra 12 12 12
NAPNE 4 4 4
Semana do Administrador 12 12 12
Visita técnica 4 4 4
Atividade cultural externa 4 4
Carga horária 16 48 20 48 20 48
TOTAL 200

26. AÇÕES INCLUSIVAS

Considerando o Decreto nº 7611, de 17 de novembro de 2011, que dispõe sobre a


educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências e o
disposto nos artigos, 58 a 60, capítulo V, da Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996, “Da
Educação Especial”, será assegurado ao educando com deficiência, transtornos globais do
desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, atendimento educacional
especializado para garantir igualdade de oportunidades educacionais bem como
prosseguimento aos estudos.

Nesse sentido, no Campus Capivari, será assegurado ao educando com necessidades


educacionais especiais:

• Currículos, métodos, técnicas, recursos educativos e organização específicos que


atendam suas necessidades específicas de ensino e aprendizagem;

• Educação especial para o trabalho, visando a sua efetiva integração na vida em


sociedade, inclusive condições adequadas para os que não revelaram capacidade de inserção
no trabalho competitivo, mediante articulação com os órgãos oficiais afins, bem como para
aqueles que apresentam uma habilidade superior nas áreas artística, intelectual e
psicomotora;

215
• Acesso Igualitário aos benefícios dos programas sociais suplementares disponíveis
para o respectivo nível de ensino.

Diante do exposto, algumas medidas são tomadas para o que o direto dessas pessoas
seja assegurado e cumprido. Abaixo, algumas informações acerca da acessibilidade do
Câmpus, bem como informações sobre o Núcleo de Atendimento às Pessoas com
Necessidades Educacionais Específicas (NAPNE), responsável pelo atendimento desse público-
alvo.

26.1 ACESSIBILIDADE

O prédio está localizado na Avenida Ênio Pires de Camargo, 2971. Bairro: São João
Batista CEP: 13360-000 - Capivari – SP. O terreno possui três níveis (altura), mas o acesso à
entrada do prédio é plano. A partir de sua entrada e ainda em sua parte externa, existe uma
guarita com amplo portão e guias 162 rebaixadas (ainda não sinalizadas), calçadas amplas
feitas de bloquetes que causam pequena trepidação para pessoas com mobilidade reduzida.
A escola possui dois andares e o acesso ao andar superior é feito por escada com corrimãos,
e um elevador de uso exclusivo para pessoas de necessidades específicas.

Atualmente, temos em funcionamento um elevador que viabiliza o acesso ao 2 andar


das pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida, para atender aos alunos, servidores
ou visitantes que dela necessitem. Mas o Câmpus ainda está em obras, que prevê vaga de
estacionamento para pessoas de necessidades específicas de locomoção, que ainda não foi
implantada. O acesso ao estacionamento será por calçada sem obstáculos.

O prédio possui, de forma geral, instalações que não impedem a mobilidade de


pessoas com necessidades específicas de locomoção. As áreas comuns, salas de aulas,
corredores e portas de acesso a laboratórios e salas são amplas, estando dentro das
dimensões referenciais para deslocamento de cadeirantes, tais quais tratadas na NBR 9050.

O prédio possui quatro banheiros para pessoas de necessidades específicas de


locomoção, sendo dois masculinos e dois femininos, um de cada gênero por andar (térreo e
primeiro andar). Contudo, numa análise inicial em relação à NBR 9050, serão necessárias
algumas adaptações, que deverão ser avaliadas e pensadas para um segundo projeto básico
de manutenção predial. Os laboratórios de Informática não são adequados, mas são
adaptáveis, podendo ser reorganizados para que sejam utilizados também por pessoas que
possuam necessidades específicas.

Além das questões elencadas acima, o prédio do Câmpus Capivari está trabalhando
para se adequar a outras necessidades específicas, tais como visual, auditiva e outras. Isso
significa que projetos deverão ser elaborados visando à acessibilidade de qualquer pessoa,
segundo parâmetros estabelecidos na NBR 9050 e nos Decretos nº 5.296/2004 e nº

216
7.611/2011 e Leis nº10.098 e nº10.048. Não é possível indicar os prazos para a realização e/ou
términos das obras 163 citadas, dada a questões externas que envolvem elaboração de
projetos, licitações e obras para atender os apontamentos realizados.

26.2 NAPNE

O Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas


(NAPNE), regulamentado pela Resolução n. 137, de 04/11/14 e balizado pela Lei de Diretrizes
e Bases da Educação Nacional (LDB), Lei nº 9.394, de 20/12/1996, pela Lei nº 12.764, de
27/12/2012, pela Lei nº 13.146, de 06/07/2015, pelo Decreto nº5.626, de 22/12/2005, pelo
Decreto nº 6.949, de 25/08/2009, pelo Decreto nº 7.611, de 17/11/2011, pela Política
Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, de 2008, Plano de
Desenvolvimento Institucional (PDI) e demais documentos pertinentes, busca criar uma
cultura de educação para a convivência, o respeito à diversidade, a promoção da
acessibilidade, arquitetônica, bem como a eliminação das barreira educacionais e atitudinais,
incluindo socialmente a todos por meio da educação.

O NAPNE visa contribuir para permanência e êxito dos estudantes que necessitam de
atendimento educacional especializado, participando ativamente do processo ensino-
aprendizagem, bem como desenvolvendo ações com toda a comunidade escolar. Além do
apoio educacional aos estudantes com deficiência, com transtorno do espectro autista e com
altas habilidades/superdotação do Câmpus, o núcleo busca difundir e programar as diretrizes
de inclusão desses discentes, integrar os diversos segmentos que compõem a comunidade
escolar para desenvolver sentimento de corresponsabilidade na construção da ação educativa
de inclusão no IFSP e promover a prática democrática e as ações inclusivas.

Vale lembrar que o NAPNE é composto por equipe multiprofissional de ação


interdisciplinar, formada por Assistente Social, Pedagogo, Psicólogo e Técnico em Assuntos
Educacionais, além de professores e servidores de diversos setores, para assessorar o pleno
desenvolvimento do processo educativo nos Câmpus, orientando, acompanhando, intervindo
e propondo ações que visem promover a qualidade do processo de ensino e aprendizagem e
a garantia da inclusão dos estudantes no IFSP.

217
27. EQUIPE DE TRABALHO

A equipe de trabalho que atuará no PROEJA Técnico em Administração integrado ao Ensino


Médio será composta por:

Corpo Docente da Área de Específica

Nome do Professor Titulação Regime de Disciplina/Área


Trabalho

Ana Karina Cancian Mestre (Educação Dedicação Matemática


Baroni Matemática), Lic. Exclusiva
Matemática

Carlos Roberto Mestre (Ciência da Dedicação Programação


Paviotti Computação), Exclusiva
Bach. Computação
e
Processamento de
dados

Freides Teodoro de Tecnólogo em Dedicação Gestão


Lima Gestão Financeira exclusiva

Igor Vasconcelos Mestre Dedicação Gestão


Nogueira (Administração), Exclusiva
Bach. Ciências
Econômicas)

Maria Elisa de Castro Doutora (Ecologia e Dedicação Biologia


Almeida Recursos Naturais), Exclusiva
Lic./Bach Ciências
Biológicas

Paloma Epprecht e Mestre (Educação), Dedicação Educação


Machado de Campos Lic. Pedagogia Exclusiva
Chaves

218
Rafael Bueno Barboza Mestre em Direito Dedicação Direito
Exclusiva

Valdir Antônio Doutor Dedicação Gestão


Vitorino Filho (Administração), Exclusiva
Bach.
Administração

Corpo Docente da Base Nacional Comum Curricular

Nome do Professor Titulação Regime de Área


Trabalho

Aderbal Almeida Rocha Doutor (Ciências), Eng. Dedicação Química I


Agrônomo e Tecnol. em Exclusiva
Biocombustíveis

Afrânio Tenório Da Silva Mestre (Filosofia), Lic. Dedicação Filosofia


Filosofia Exclusiva

Ana Karina Cancian Mestre (Educação Dedicação Matemática


Baroni Matemática), Lic. Exclusiva
Matemática

André Valente de Barros Doutor (Psicologia Dedicação Ciências Sociais


Barreto Clínica), Lic. Ciências Exclusiva
Sociais

Carolina Marocco Mestre (Ecologia), Lic. Dedicação Biologia II


Corneta Biologia Exclusiva

Cleidson Santiago de Mestre (Ensino de Dedicação Física


Oliveira Ciências Exatas), Lic. Exclusiva
Física

Elizabeth Machado Pós-Doutorado (Física), Dedicação Física


Baptestini Andrade Lic. Física Exclusiva

Érica Maio Taveira Doutora (Linguística e Dedicação Língua


Grande Língua Portuguesa), Lic. Exclusiva Portuguesa
Letras

219
Everton Pereira Barbosa Mestre (Educação Dedicação Matemática
Matemática), Lic. Exclusiva
Matemática

Fabiana Bigaton Tonin Doutoranda (Literatura), Dedicação Língua


Lic. Letras - Exclusiva Portuguesa
Português/Inglês

Felipe de Paula Góis Doutorando (História), Dedicação História


Vieira Lic. História Exclusiva

Fernanda Tonelli Doutoranda (Linguística), Dedicação Língua


Lic. Letras - Exclusiva Espanhola
Português/Espanhol

Flávio Henrique Mestrando Dedicação Matemática


Ferraresi (Matemática), Lic. Exclusiva
Matemática

Irlla Karla Dos Santos Doutoranda (Desenv. Dedicação Educação Física


Diniz Humano e Tecnologia), Exclusiva
Lic. Educação Física

Juscelino Pereira de Mestrando (Educação), Dedicação Língua


Souza Lic. Letras Exclusiva Portuguesa

Lorena Faria de Souza Mestre (Letras), Lic. Dedicação Língua


Letras e Linguística Exclusiva Portuguesa

Luciana Lima Batista Mestre (Educação), Lic. Dedicação Arte


Desenho e Plástica Exclusiva

Marcelo Simplício de Mestre (Matemática), Dedicação Matemática


Lyra Lic./Bach Matemática. Exclusiva

Maria Amélia Ferracciú Doutora (Ciências Dedicação Sociologia


Pagotto Sociais), Lic. Ciências Exclusiva
Sociais

Marcel de Assis Roque Mestrando (Educação), Dedicação Libras


Bach. Teologia e Letras – Exclusiva
Português/Inglês

Mauro Vanderlei de Doutorando (Engenharia Dedicação Física


Amorim Elétrica), Lic. Física Exclusiva

220
Noemy Seraphim Doutoranda (Ecologia), Dedicação Biologia
Pereira Lic. Ciências Biológicas Exclusiva

Paloma Epprecht e Mestre (Educação), Dedicação Educação


Machado de Campos Lic. Pedagogia Exclusiva
Chaves

Sabrina Espino Prata Mestre (Linguística), Lic. Dedicação Língua Inglesa


Letras – Português/Inglês Exclusiva

Sheila Pasqualotto Mestre (Química), Lic. Dedicação Química IV


Química Exclusiva

Silvânia Regina Mendes Doutora (Eng. De Dedicação Química


Moreschi Alimentos), Bach. Eng. Exclusiva
Química

Tiago Jose Berg Doutor (Geografia), Lic. Dedicação Geografia


Geografia Exclusiva

Tiago Pellim Da Silva Doutorando (Linguística), Dedicação Língua Inglesa


Lic. Letras – Exclusiva
Português/Inglês

Corpo Administrativo

Nome do Servidor Formação Cargo/Função Coordenadoria


Alexandre Camargo Especialização (Direito Assistente em CRE
Maia Processual do Trabalho Administração
e Previdenciário), Bach.
Direito
Antonio Carlos da Silva Bach. Engenharia Civil Assistente em CAD
Bomfim Administração
Arlete Teresinha Mestre (Educação), Lic. Assistente de Alunos CAE
Esteves Brandi Ciências - Habilitação
em Biologia
César Eduardo Armelin Ensino Médio Completo Assistente em CAD
Administração
Danusa Conceição Bach. /Lic. Biologia Assistente de Alunos CAE

221
Eduardo Camargo Maia Bach. Administração e Administrador CAD
Direito
Evandro Datti Técnico em Química Técnico de CAR-QUI
Laboratório -
Química
Geraldo Amaral Adão Bach. Administração Assistente em CAP
(incompleta) Administração/
Coordenador de
Patrimônio e
Almoxarifado
Gianna Andréia Ferreira Especialização (Direito Pedagoga CSP
Gobbi Educacional), Lic.
Pedagogia
Gilberto Bulgraen Lic. Geografia Assistente em CAD
Junior Administração/
Coordenador de
Administração
Glauciane Gomes da Graduanda em Lic. Intérprete de Libras CAE
Cunha Pedagogia
Grazielle Cristine Elias Tecnologia em Assistente de alunos/ CRE
Alimentos Coordenadora de
Registros Escolares
Grazielle Nayara Felício Bach. Serviço Social Assistente social CAE
Silva
Gustavo Baptistella Bach. Comunicação Auxiliar em CEX
Leite da Silva Social- Rádio e TV Administração
Isabel Cristina das Pedagoga CAE
Chagas Oliveira Especialização
(Educação), Lic.
Pedagogia. Mestranda
em Educação
Izabel Maria Barral Especialização Bibliotecária CAE
Teixeira (Metodologia do Ensino
Superior), Bach.
Biblioteconomia e
Documentação
Jaqueline Tatiane Bach. Direito Assistente em CAD
Pereira (incompleto) Administração
José Renato Paviotti Tecnoólogo em Técnico de CTI
Processamento de Tecnologia da
dados Informação
222
Especialização
Júnio Rodrigues de Técnico em Tecnologia Técnico de CTI
Oliveira da Informação. Tecnologia da
Tecnólogo em Análise e Informação
Desenvolvimento de
Sistemas
Leticia Pedroso Ramos Lic. Ciências Agrárias Técnica em Assuntos CAE
Mestranda Educacionais
Larissa Aparecida Gatti Técnico em Química Técnica de CAR-QUI
Farmácia (Incompleto) Laboratório -
Química
Larissa Carvalho Técnico em Técnica de CTI
Raymundo Manutenção e Suporte Laboratório -
em Informática Informática
Lucas Bonetti Bach. Análise e Técnico de CTI
Desenvolvimento de Laboratório -
Sistemas Informática
Luciana Martins Gatti Tec. Contabilidade Técnica em CAD
Contabilidade
Luciane Belini de Bach. em Direito Assistente em CAD
Oliveira Administração
Maria Heloisa Saraiva Mestre (Educação), Lic. Técnica em Assuntos CRE
Vicente Letras e Ciências Educacionais
Humanas
Maria Ivete Pavan Bach. Análise de Assistente em CDI
Sistemas Administração/
Administração de Coordenadora de
Empresas Apoio à Direção
Micael Douglas Diniz Bach. Administração Auxiliar em CAD
Administração
Michele Pereira de Especialização em Administradora CAD
Faria andamento. Bach.
Administração de
Empresas
Osmar Ruy Neto Graduado em Contador CAD
Contabilidade
Pedro Henrique Técnico em Assistente de Alunos CAE
Alcântara Silva Manutenção e Suporte
de Informática

223
Ricardo Aparecido dos Ensino Médio Assistente em CEX
Santos Rafael Administração
Rodrigo Scontre Especialização Assistente em CAE
(Docência e Pesquisa Administração
no Ensino Superior),
Tec. Projetos
Mecânicos
Rosangela Galdino Bach. Biblioteconomia Bibliotecária- CAE
Documentalista
Rubia Dias Adão Bach. Direito Auxiliar de Biblioteca CAE
Sergio Aparecido Técnico em Gestão de Assistente em CAP
Paganoti Pequenas Empresas, Administração
Graduando Tecnologia
de Processamento de
Dados
Talita Barbosa Bach. Psicologia Psicóloga CAE
Plantcoski
Valéria da Silva Martins Graduanda em Ciências Técnica em CAD
Poletti Contábeis Contabilidade
Waldo Luis de Lucca Mestre (Ciência da Professor do Ensino DRG
Computação), Bach. Básico, Técnico e
Tecnologia em Tecnológico - Diretor
Processamento de do Câmpus Capivari
Dados IFSP
Washington Ernando Técnico (Manutenção e Técnico de CTI
Pereira Benício Suporte em Laboratório –
Informática), Informática/
Tec. Análise e Coordenador de
Desenvolvimento de Tecnologia da
Sistemas (incompleto) Informação

27.1 COORDENADOR DE CURSO

As Coordenadorias de Cursos e Áreas são responsáveis por executar atividades


relacionadas com o desenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem, nas respectivas
áreas e cursos. Algumas de suas atribuições constam da “Organização Didática” do IFSP.

Para este Curso Técnico em Administração, a coordenação do curso será realizada por:
Nome: Carlos Roberto Paviotti
224
Regime de Trabalho: Regime de Dedicação Exclusiva
Titulação: Mestrado
Formação Acadêmica: Bacharelado em Processamento de Dados
Tempo de vínculo com a Instituição: 4 anos
Experiência docente e profissional:
- Professor IFSP: 2012 – atual
- Coordenador da área de informática do IFSP Câmpus Capivari: 2012 – atual
- Professor do Centro Estadual de Educação tecnológica Paula Souza (CEETEPS) – 2011 a 2012
- Professor (coordenador de TCC) da Faculdade Cenecista de Capivari (FACECAP) – 2004 a 2012
- Professor CNEC Capivari – 2002 a 2004
- Administrador de Recursos Tecnológicos da Organização Contabil Santa Rita LTDA-EPP –
1992 a 2012

28. BIBLIOTECA: ACERVO DISPONÍVEL

A biblioteca conta com uma área de 273,62 metros quadrados, possui espaço de
estudos individual e em grupo, vinte e dois computadores para pesquisas na internet e acervo
bibliográfico para consulta e empréstimo.
Atualmente conta com duas bibliotecárias e uma auxiliar de biblioteca para a
organização do acervo e atendimento ao público nos períodos matutino, vespertino e
noturno. Conta com mais de 900 títulos e com 4.943 exemplares de diversas áreas. Com o
objetivo de ampliar o acervo e atender aos novos cursos, aquisições anuais têm sido
realizadas.

Quadro 2. Acervo da Biblioteca do Campus Capivari


Tipo de obra Área do conhecimento Quantidade
Livro 1. Ciências Exatas e da Terra 2308
2. Ciências Biológicas 60
3. Engenharias 138
4. Ciências da Saúde 60
5. Ciências Agrárias 15
6. Ciências Sociais Aplicadas 1315

225
7. Ciências Humanas 200
8. Linguística, Letras e Artes 221
9. Outros 20

Periódico 1. Ciências Exatas e da Terra 148


2. Ciências Biológicas 0
3. Engenharias 18
4. Ciências da Saúde 22
5. Ciências Agrárias 2
6. Ciências Sociais Aplicadas 0
7. Ciências Humanas 51
8. Linguística, Letras e Artes 0
9. Outros 163

Obras de referência 1. Ciências Exatas e da Terra 2


2. Ciências Biológicas 2
3. Engenharias 0
4. Ciências da Saúde 2
5. Ciências Agrárias 0
6. Ciências Sociais Aplicadas 2
7. Ciências Humanas 6
8. Linguística, Letras e Artes 21
9. Outros 0
Vídeos --- 0
DVD --- 0
CD Rom's --- 158
Assinaturas eletrônicas --- 0
Outros --- 0

Total de exemplares do acervo 4.934

226
29. INFRAESTRUTURA

Em termos de infraestrutura, o Câmpus Capivari apresenta oito salas de aulas onde são
desenvolvidas as aulas teóricas, possui cinco laboratórios de Informática, um laboratório de
Hardware e Física, três laboratórios de Química, Biblioteca, Cantina e Auditório, além de
ambientes administrativos com salas para direção, gerências, coordenações, secretaria
acadêmica, secretaria de apoio, sala de professores, sala de reunião, central de
processamento de dados, arquivo morto, copa, banheiros e vestiários. Este Câmpus está
instalado em uma área de 30.000 m², sendo 3.040 m² de área construída.

Infraestrutura Física do Câmpus Capivari


Instalações Área (m²)
Área de apoio pedagógico 52,60
Área para serviços de apoio 271,28
Biblioteca 273,62
Instalações Administrativas 140,88
Laboratórios de Informática 222,00
Laboratórios específicos 556,71
Salas de aulas teóricas 432,55
Outras áreas construídas 1.090,36
Total 3.040

29.1 LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA

Os seguintes equipamentos estão disponíveis nos laboratórios que serão utilizados no curso:

 LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA I (44,40 m2)


o 23 computadores (estações de trabalho)
o 12 estabilizadores de tensão (4 tomadas)
o 1 switch (24 portas)
o 1 aparelho de ar condicionado (30.000 BTU)
o 1 datashow
o 1 tela de projeção

 LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA II (44,40 m2)


o 21 computadores (estações de trabalho)

227
o 11 estabilizadores de tensão (4 tomadas)
o 1 switch (24 portas)
o 1 aparelho de ar condicionado (30.000 BTU)
o 1 datashow
o 1 tela de projeção

 LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA III (44,40 m2)


o 23 computadores (estações de trabalho)
o 12 estabilizadores de tensão (4 tomadas)
o 1 switch (24 portas)
o 1 aparelho de ar condicionado (30.000 BTU)
o 1 datashow
o 1 tela de projeção

 LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA IV (44,40 m 2)


o 21 computadores (estações de trabalho)
o 12 estabilizadores de tensão (4 tomadas)
o 1 switch (24 portas)
o 1 aparelho de ar condicionado (30.000 BTU)
o 1 datashow
o 1 tela de projeção

 LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA V (44,40 m2)


o 23 computadores (estações de trabalho)
o 12 estabilizadores de tensão (4 tomadas)
o 1 switch (24 portas)
o 1 aparelho de ar condicionado (30.000 BTU)
o 1 datashow
o 1 tela de projeção

 LABORATÓRIO DE FÍSICA (44,40 m2)


o 1 ociloscópio digital
o 11 ociloscópios analógicos
o 11 geradores de função
o 11 fontes de alimentação
o 11 multímetros de mão
o 2 kits didáticos de experiências de eletrônica
o 10 computadores (estação de trabalho)
o 2 estações de soldagem
o 10 estabilizadores de tensão (4 tomadas)
o 1 switch (24 portas)
o 1 hub (24 portas)

228
o 1 hub (8 portas)
o 20 Pulseiras de aterramento
o 1 aparelho de ar condicionado (30.000 BTU)
o 1 equipamento para teste de cabos
o 10 conjuntos de ferramentas

30. CERTIFICADOS E DIPLOMAS

O discente do Curso Técnico em Administração fará jus ao certificado de Auxiliar


Administrativo após concluir todos os componentes curriculares do 4º semestre.
O discente que concluir os 6 semestres do Curso Técnico em Administração fará jus ao
diploma de Técnico em Administração. Para isso o discente deverá ter obtido aprovação em
todas as disciplinas obrigatórias do curso.

30.1 CERTIFICAÇÃO INTERMEDIÁRIA


A certificação intermediária busca valorizar a trajetória acadêmica individual dos
discentes, com objetivo de estimular sua permanência e êxito no curso. Ao obter a certificação
de Auxiliar Administrativo, o discente já poderá atuar nos processos administrativos de
empresas urbanas e rurais, executar atividades de apoio nas áreas de recursos humanos,
finanças, produção, logística e vendas, observando os procedimentos operacionais e a
legislação.
Farão jus ao certificado de Auxiliar Administrativo os discentes que atingirem
aprovação total no final do 4º semestre, com carga horária mínima de 1466 horas, sendo: 633
horas da parte profissionalizante e 833 horas da Base Nacional Comum Curricular.

31. BIBLIOGRAFIA

AMARAL, G. L. et all Análise do 1º Semestre de 2014 – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação


Disponível em <http://www.empresometro.com.br/Content/Files/Estudos/Empresometro-
agosto-2014.pdf> Acesso 14 de março de 2016

BRASIL, Ministério da Educação. (2007). Programa de Integração da Educação Profissional


Técnica de Nível Médio Integrada ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e
Adultos - PROEJA. Brasília: Ministério da Educação, 2007.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e


Estatística – IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: Aspectos Complementares
da Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional, 2007. Disponível em
http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/pnad_eja.pdf. Acesso em 19 fev. de 2016

229
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação profissional e tecnológica – Programa
de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de
Jovens e Adultos – PROEJA – Documento Base. Disponível em
http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/acs_proeja.pdf. Acesso em 19 fev. 2016

FONSECA, Celso Suckow da. História do Ensino Industrial no Brasil. RJ: SENAI, 1986. Vol. 1, 2
e 3.

MATIAS, Carlos Roberto. Reforma da Educação Profissional: implicações da unidade –


Sertãozinho do CEFET-SP. Dissertação (Mestrado em Educação). Centro Universitário Moura
Lacerda, Ribeirão Preto, São Paulo, 2004.

MEC/SETEC. Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos. Brasília/DF: 2012.Disponível em


www.mec.gov.br. Acesso em 19 de fev. de 2016.

PINTO, Gersoney Tonini . Oitenta e Dois Anos Depois: relendo o Relatório Ludiretz no CEFET
São Paulo. Relatório (Qualificação em Administração e Liderança) para obtenção do título de
mestre. UNISA, São Paulo, 2008.

230