Você está na página 1de 18

Unidade 1 | Direito Ambiental: introdução, princípios gerais, a Constituição da República de 1988 e o meio ambiente

Seção 1.1 - Introdução ao Direito Ambiental


Seção 1.2 - Princípios gerais do Direito Ambiental
Seção 1.3 - Constituição Federal de 1988 e o meio ambiente

Unidade 2 | Política Nacional de Meio Ambiente, licenciamento ambiental e Código Florestal


Seção 2.1 - Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA)
Seção 2.2 - Processo de licenciamento ambiental
Seção 2.3 - Código Florestal

Unidade 3 | Sistema Nacional de Unidades de Conservação, Política Nacional de Recursos Hídricos e Política Nacional de
Resíduos Sólidos
Seção 3.1 - Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC)
Seção 3.2 - Política Nacional de Recursos Hídricos
Seção 3.3 - Política Nacional de Resíduos Sólidos

Unidade 4 | Responsabilidade ambiental


Seção 4.1 - O dano ambiental sob o enfoque jurídico
Seção 4.2 - Tutela civil ambiental
Seção 4.3 - Tutela penal ambiental
DIREITO AMBIENTAL
UNIDADE 1: Direito Ambiental: introdução, princípios gerais, a Constituição da República de 1988 e o meio ambiente.
Seção 1.1 INTRODUÇÃO AO DIREITO AMBIENTAL
1.O Direito Ambiental possui algumas particularidades em relação aos
demais ramos do Direito. Importante conhecer seu objeto de estudo, Pode ser considerado ramo autônomo do Direito, pois possui regras e
fonte, natureza jurídica e autonomia. Sobre o Direito Ambiental, é princípios próprios.
correto asseverar:

2. A fonte material do Direito Ambiental é o fundamento da existência


das normas, ou seja, fatos e eventos ocorridos no mundo que informam A Declaração sobre o Meio Ambiente (Conferência de Estocolmo –
quanto ao dever e à necessidade de tutela do meio ambiente. Sobre a 1972) é importante fonte material do Direito Ambiental.
fonte material do direito ambiental, é correto afirmar:

3. Após meados do século XX, temas ambientais têm tomado


importância em todo mundo. No Brasil, o meio ambiente é tema da É a disciplina jurídica ou ramo do Direito, cujo regime jurídico visa
atualidade e o Direito Ambiental tornou-se eixo importante no regulamentar as ações humanas que dizem respeito ao uso e gozo dos
ordenamento jurídico brasileiro. Qual é a definição de Direito recursos naturais, com o objetivo de tutelar o meio ambiente.
Ambiental?

4.Descobertas científicas, discussões internacionais sobre efeitos


adversos ao meio ambiente, movimentos populares de defesa do meio A Conferência de Estocolmo é apontada pela doutrina como uma das
ambiente, dentre outros, contribuem para a formação da fonte material primeiras tentativas de regulamentação internacional, no âmbito
do Direito Ambiental. Sobre a Conferência de Estocolmo (1972), é ambiental
correto afirmar:

5. Direito Ambiental é a disciplina jurídica ou ramo do Direito, cujo


regime jurídico visa regulamentar as ações humanas que dizem O conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física,
respeito ao uso e gozo dos recursos naturais, com o objetivo de tutelar química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas
o meio ambiente. Nos termos da Lei n. 6.938, de 31 de agosto de 1981
formas.
– a qual estabelece a Política Nacional de Meio Ambiente (PNMA),
meio ambiente é conceituado como:

6. O Direito Ambiental, por tutelar um direito de terceira geração, é um


direito que interage com todos os demais ramos do ordenamento Pode ser considerado ramo autônomo do Direito, pois possui regras e
jurídico. Sobre a autonomia do Direito Ambiental e seu caráter princípios próprios.
multidisciplinar é correto afirmar:
SEÇÃO 1.2 PRINCÍPIOS GERAIS DO DIREITO AMBIENTAL

1. O Direito Ambiental é ramo autônomo do Direito, possuindo regras e O Princípio da função social da propriedade, do ponto de vista
princípios próprios, essenciais ao alcance de seu objeto: a tutela do ambiental, informa a necessidade do uso e gozo do direito à
meio ambiente. Sobre os Princípios do Direito Ambiental, é correto propriedade privada ter obediência às necessidades de tutela do meio
afirmar: ambiente.

2. O Direito Ambiental possui princípios norteadores, que servem de Os Princípio da prevenção e Princípio da precaução informam a
base ao conhecimento jurídico. Ainda sobre os Princípios do Direito aplicação do Direito Ambiental no âmbito preventivo; querem evitar a
Ambiental, marque a afirmativa correta: ocorrência de dano ao meio ambiente.

3. O Direito Ambiental possui princípios norteadores, podemos Os Princípios poluidor pagador e usuário pagador dizem respeito ao
destacar dois: Princípio poluidor pagador e Princípio usuário pagador. pagamento pela poluição causada e pelo uso dos recursos naturais
Em relação aos Princípios poluidor pagador e Princípio usuário
respectivamente.
pagador, é correto afirmar:

4. O Direito Ambiental é ramo autônomo do direito, possuindo regras e Informa que diante da incerteza científica quanto aos seus impactos
princípios próprios, essenciais ao alcance de seu objeto; a tutela do ambientais, torna-se imperativo determinar a não realização de
meio ambiente. Um destes princípios específicos é o Princípio da possíveis ações danosas.
precaução. Sobre o Princípio da precaução, é correto afirmar:

5. O art. 225 da Constituição da República de 1988 determina que:


“todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem
É sinônimo do Princípio do desenvolvimento sustentável.
de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-
se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-
lo para as presentes e futuras gerações. É possível notar a
preocupação do Constituinte com o desenvolvimento sustentável.
Sobre o Princípio da Sustentabilidade, é correto afirmar:

6. O Direito Ambiental possui princípios norteadores, que servem de


base ao conhecimento jurídico. São Princípios do Direito Ambiental: Princípios da prevenção, precaução, e poluidor pagador.
SEÇÃO 1.3 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 E O MEIO AMBIENTE

1. Como agente de tutela do meio ambiente, a Constituição determinou Podem legislar sobre meio ambiente a União, Estados, Distrito Federal
ao Poder Público o dever de legislar em proteção a este direito. e Municípios.
Sobre a competência legislativa, em matéria ambiental, é correto
afirmar:

2.Segundo a Constituição de 1988, todos têm direito ao meio ambiente Proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que
ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de
sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade espécies ou submetam os animais a crueldade.
o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras
gerações. Segundo o §1º do art. 225 da Constituição de 1988, para
assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

3. O Meio Ambiente é tema que emergiu a partir de meados do século Apenas a Constituição de 1988 trata do tema, de forma específica,
XX. Sobre a tratativa constitucional do Meio Ambiente, no Brasil, é estabelecendo princípios gerais, para nortear todo o ordenamento
correto afirmar:

jurídico.
4. O art. 22 da Constituição Federal de 1988 estabelece a competência
legislativa privativa da União. Nos termos do art. 22 da Constituição
Federal de 1988, compete privativamente à União legislar sobre: Jazidas, minas, outros recursos minerais e metalurgia;

5. O art. 23, parágrafo único da Constituição Federal de 1988 Fixa normas para a cooperação entre a União, os Estados, o Distrito
estabelece que: “Leis complementares fixarão normas para a Federal e os Municípios nas ações administrativas decorrentes do
cooperação entre a União e os Estados, o Distrito Federal e os exercício da competência comum relativas à proteção das paisagens
Municípios, tendo em vista o equilíbrio do desenvolvimento e do bem- naturais notáveis, à proteção do meio ambiente, ao combate à poluição
estar em âmbito nacional. Sobre a Lei Complementar n. 140, de 08 de em qualquer de suas formas e à preservação das florestas, da fauna e
dezembro de 2011, é correto afirmar: da flora.

6. A partir da Conferência de Estocolmo (1972), a proteção do meio


ambiente começou a tomar espaço no ordenamento jurídico brasileiro;
primeiro, no plano infraconstitucional, com a Lei n. 6.938/81, que
estabeleceu a Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA) e, em 1988, O meio ambiente é bem de todos, indistintamente.
na Carta Magna, quando o texto constitucional elevou o tema, de forma
a irradiar seus princípios e regras a todo o sistema legal. Sobre da tutela
constitucional do meio ambiente, é correto afirmar:
AVALIAÇÃO DA UNIDADE 1

1. Direito Ambiental é a disciplina jurídica ou ramo do Direito, cujo


regime jurídico (conjunto de normas, regras e princípios) visa O Direito Ambiental deve ser entendido como direito difuso, uma vez
regulamentar as ações humanas que dizem respeito ao uso e gozo dos que tutela interesses gerais e coletivos.
recursos naturais, com o objetivo de tutelar o meio ambiente.
Sobre o conceito de Direito Ambiental, suas fontes, natureza jurídica e
autonomia é correto afirmar:

2. O art. 225 da Constituição de 1988 estabelece que “todos têm direito


ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do Princípio ao direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado,
povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Princípio da sustentabilidade, Princípio da obrigatoriedade da
Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as intervenção do Poder Público.
presentes e futuras gerações” A partir do art. 225 da Constituição de
1988, é possível identificar os seguintes princípios do Direito Ambiental:

3. O Direito Ambiental possui princípios próprios, dentre eles, estão os


Princípio da prevenção e Princípio da precaução, que informam a O órgão ambiental poderá indeferir uma licença solicitada, pelo
aplicação do Direito Ambiental no âmbito preventivo; querem evitar a princípio da precaução, por não haver certeza científica sobre as
ocorrência de dano ao meio ambiente; entretanto, não são sinônimos. consequências da atividade sobre o meio ambiente.
Sobre o Princípio da prevenção e Princípio da precaução é correto
afirmar:

4. Segundo o art. 6ª da Lei de Introdução às normas do Direito


Brasileiro, Decreto-Lei n. 4.657, de 04 de setembro de 1942, “a Lei em A lei ambiental terá aplicação imediata, para os fatos e situações
vigor terá efeito imediato e geral, respeitados o ato jurídico perfeito, o futuras, bem como sobre os efeitos atuais e futuros dos atos pretéritos.
direito adquirido e a coisa julgada”. Sobre a aplicação da Lei Ambiental
no tempo, é correto afirmar:

5. A Constituição da República de 1988 distribuiu entre os entes Os recursos naturais da plataforma continental e da zona econômica
federativos, União, Estados e Municípios, a gestão/administração do exclusiva.
meio ambiente, nos arrolamentos dos artigos 20 e 26. Na gestão
atribuída à União, estão os seguintes bens:
UNIDADE 2: POLÍTICA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE, LICENCIAMENTO AMBIENTAL E CÓDIGO FLORESTAL

Seção 2.1 – Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA)

1. A Lei n. 6.938, de 31 de agosto de 1981 instituiu a Política Nacional Poluição é a degradação da qualidade ambiental resultante de
de Meio Ambiente, definindo conceitos pertinentes, objetivos, metas e atividades que, direta ou indiretamente, prejudiquem a saúde, a
instrumentos. Sobre os conceitos, trazidos pela norma, é correto segurança e o bem-estar da população.
afirmar:

2. A Lei n. 6.938, de 31 de agosto de 1981 instituiu a Política Nacional O zoneamento ambiental, a avaliação de impactos ambientais, o
de Meio Ambiente, definindo conceitos pertinentes, objetivos, metas e licenciamento e a revisão de atividades efetiva ou potencialmente
instrumentos. Dentre os instrumentos da Política Nacional de Meio poluidora, a servidão ambiental.
Ambiente está:

3. A Lei n. 6.938, de 31 de agosto de 1981 instituiu a Política Nacional Além de representar um marco na sistematização da regulamentação
de Meio Ambiente (PNMA). Sobre a Lei n. 6.938, de 31 de agosto de de questões ambientais, a Lei n. 6.938/81 representa um marco na
1981, é correto afirmar: história política brasileira, ao instituir a Política Nacional do Meio
Ambiente, com objetivos definidos e metas de efetividade.

4. A Lei n. 6.938, de 31 de agosto de 1981 instituiu a Política Nacional Conselho de Governo, CONAMA, Ministério do Meio Ambiente, IBAMA,
de Meio Ambiente (PNMA). Compõem o Sistema Nacional do Meio ICMBio, órgãos seccionais e locais.
Ambiente (SISNAMA), os seguintes órgãos:

5. A Lei n. 6.938, de 31 de agosto de 1981 instituiu a Política Nacional Preservar, melhorar e recuperar a qualidade ambiental propícia à vida,
de Meio Ambiente (PNMA). A PNMA, nos termos da Lei 6938/81, visando assegurar condições ao desenvolvimento sócio-econômico,
objetiva: aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da
vida humana.

6. A Lei n. 6.938, de 31 de agosto de 1981 instituiu a Política Nacional Racionalização do uso do solo, do subsolo, da água e do ar;
de Meio Ambiente (PNMA). Assinale a opção correta, que indica alguns planejamento e fiscalização do uso dos recursos ambientais;
dos princípios que a PNMA objetiva atender: recuperação de áreas degradadas.
Seção 2.2 – Processo de licenciamento ambiental

1. A Resolução CONAMA nº 237, de 19/12/1997 dispõe sobre o Estudos Ambientais: são todos e quaisquer estudos relativos aos
Licenciamento Ambiental e traz informações importantes sobre os aspectos ambientais relacionados à localização, instalação, operação
estudos ambientais imprescindíveis a serem providenciados pelo e ampliação de uma atividade ou empreendimento, apresentado como
empreendedor. Sobre os estudos ambientais é certo afirmar que: subsídio para a análise da licença requerida.

2. A Lei Complementar n. 140/11 - que fixa normas para a cooperação Procedimento administrativo destinado a licenciar atividades ou
entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios nas ações empreendimentos utilizadores de recursos ambientais, efetiva ou
administrativas decorrentes do exercício da competência comum potencialmente poluidores ou capazes, sob qualquer forma, de causar
relativas à proteção das paisagens naturais notáveis, à proteção do degradação ambiental.
meio ambiente, ao combate à poluição em qualquer de suas formas e
à preservação das florestas, da fauna e da flora – estabelece nos
Artigos 13 a 17 regras sobre licenciamento ambiental. Podemos
conceituar o licenciamento ambiental como:

3. A Resolução CONAMA nº 237, de 19/12/1997 dispõe sobre o


Licenciamento Ambiental. Nos termos da Resolução CONAMA nº Licença Prévia, Licença de Instalação e Licença de Operação.
237/97, o Poder Público, no exercício de sua competência de controle,
expedirá as seguintes licenças ambientais:

4. A Resolução CONAMA nº 237, de 19/12/1997 dispõe sobre o Licença Prévia (LP) - concedida na fase preliminar do planejamento do
Licenciamento Ambiental e traz definições, inclusive do que vem a ser empreendimento ou atividade aprovando sua localização e concepção,
a licença ambiental. atestando a viabilidade ambiental e estabelecendo os requisitos
Sobre as licenças ambientais, é correto afirmar: básicos e condicionantes a serem atendidos nas próximas fases de sua
implementação.

5. A Lei Complementar n. 140/11 - que fixa normas para a cooperação Compete aos Municípios promover o licenciamento ambiental das
entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios nas ações atividades ou empreendimentos que causem ou possam causar
administrativas decorrentes do exercício da competência comum impacto ambiental de âmbito local.
relativas à proteção das paisagens naturais notáveis, à proteção do
meio ambiente, ao combate à poluição em qualquer de suas formas e
à preservação das florestas, da fauna e da flora – estabelece nos
Artigos 7º, 8º e 9º as competências do entes federativos para promover
o licenciamento ambiental.
Sobre a competência dos entes federativos para conceder licenças
ambientais, assinale a alternativa correta.

6. A Lei Complementar n. 140/11 - que fixa normas para a cooperação Os empreendimentos e atividades são licenciados ou autorizados,
entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios nas ações ambientalmente, por um único ente federativo.
administrativas decorrentes do exercício da competência comum
relativas à proteção das paisagens naturais notáveis, à proteção do
meio ambiente, ao combate à poluição em qualquer de suas formas e
à preservação das florestas, da fauna e da flora – estabelece nos
Artigos 13 a 17 regras sobre licenciamento ambiental. Sobre o processo
de licenciamento ambiental, é correto afirmar:
Seção 2.3 – Código Florestal

1. A Lei n. 12.651, de 25 de maio de 2012 “estabelece normas gerais Trata-se de área protegida, coberta ou não por vegetação nativa, com
sobre a proteção da vegetação, áreas de Preservação Permanente e a função ambiental de, por exemplo, preservar: recursos hídricos,
as áreas de Reserva Legal; a exploração florestal, o suprimento de paisagem, estabilidade geológica e a biodiversidade.
matéria-prima florestal, o controle da origem dos produtos florestais e
o controle e prevenção dos incêndios florestais, e prevê instrumentos
econômicos e financeiros para o alcance de seus objetivos” (BRASIL.
2012. Art.1º-A).
Sobre Área de Preservação Permanente (APP), assinale a alternativa
correta:

2. A Lei n. 12.651, de 25 de maio de 2012 “estabelece normas gerais


sobre a proteção da vegetação, áreas de Preservação Permanente e
as áreas de Reserva Legal; a exploração florestal, o suprimento de
matéria-prima florestal, o controle da origem dos produtos florestais e
É obrigatório para imóveis rurais.
o controle e prevenção dos incêndios florestais, e prevê instrumentos
econômicos e financeiros para o alcance de seus objetivos” (BRASIL.
2012. Art.1º-A). Assinale a afirmativa verdadeira sobre o Cadastro
Ambiental Rural (CAR):

3. A Lei n. 12.651, de 25 de maio de 2012 “estabelece normas gerais


sobre a proteção da vegetação, áreas de Preservação Permanente e Estabelece conceitos importantes como: Áreas de Preservação
as áreas de Reserva Legal; a exploração florestal, o suprimento de
Permanente (APP) e Reserva legal.
matéria-prima florestal, o controle da origem dos produtos florestais e
o controle e prevenção dos incêndios florestais, e prevê instrumentos
econômicos e financeiros para o alcance de seus objetivos” (BRASIL.
2012. Art.1º-A). Sobre a Lei n. 12.651/2012, é correto afirmar:

4. A Lei n. 12.651, de 25 de maio de 2012 “estabelece normas gerais


sobre a proteção da vegetação, áreas de Preservação Permanente e Todo imóvel rural deve manter área com cobertura de vegetação nativa,
as áreas de Reserva Legal; a exploração florestal, o suprimento de
a título de Reserva Legal.
matéria-prima florestal, o controle da origem dos produtos florestais e
o controle e prevenção dos incêndios florestais, e prevê instrumentos
econômicos e financeiros para o alcance de seus objetivos” (BRASIL.
2012. Art.1º-A). Sobre a Reserva Legal, é correto afirmar:

5. O Código Florestal trouxe, nos artigos 44 e seguintes, a chamada


Cota de Reserva Ambiental – CRA. Sobre a Cota de Reserva Ambiental É um título nominativo representativo de área com vegetação nativa,
(CRA), é correto afirmar:
existente ou em processo de recuperação.

6. A Lei n. 12.651, de 25 de maio de 2012 “estabelece normas gerais


sobre a proteção da vegetação, áreas de Preservação Permanente e A intervenção em APP somente ocorrerá nas hipóteses de utilidade
as áreas de Reserva Legal; a exploração florestal, o suprimento de pública, de interesse social ou de baixo impacto ambiental previstas no
matéria-prima florestal, o controle da origem dos produtos florestais e Código Florestal.
o controle e prevenção dos incêndios florestais, e prevê instrumentos
econômicos e financeiros para o alcance de seus objetivos” (BRASIL.
2012. Art.1º-A). Sobre Área de Preservação Permanente (APP),
assinale a alternativa correta:
AVALIAÇÃO DA UNIDADE 2

A Lei n. 12.651/2012, conhecida como Código Florestal, dispõe, dentre


outros temas, sobre a proteção da vegetação nativa em âmbito APP é área protegida, coberta ou não por vegetação nativa, em locais
nacional. Ela visa estabelecer normas gerais sobre o tema, dentro da determinados previamente em lei, para atender a função ambiental,
função que cabe à União na competência legislativa concorrente, também definida pela norma, o que inclui preservar os recursos
conforme estabelecido no art. 24 da Constituição de 1988. hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade.
A Lei 12.651/2012, no inc. II, do art. 3º, conceitua Área de Preservação
Permanente (APP). Sobre este conceito é correto afirmar:

A Lei n. 6.938/81, institui a Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA)


e traz conceitos de meio ambiente, poluição e poluidor, além de possuir A proteção dos ecossistemas, com a preservação de áreas
objetivos e instrumentos próprios e estabelecer a estrutura do Sistema
representativas.
Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA).
Sobre os princípios da Política Nacional do Meio Ambiente é correto
afirmar que entre eles estão:

A Resolução CONAMA n. 237/97, que dispõe sobre o licenciamento


ambiental, estabelece, em consonância com o Decreto n. 99.274/90 Na Licença Prévia, o empreendedor deve apresentar o estudo
(que regulamenta a Lei n. 6.938/81), três etapas ou fases, definidas ambiental para avaliação dos impactos da atividade/empreendimento,
conforme a emissão das seguintes licenças: Licença Prévia (LP), pelo órgão ambiental competente.
Licença de Instalação (LI) e Licença de Operação (LO).
Sobre as três etapas ou fases do processo de licenciamento ambiental
é correto afirmar:

O Código Florestal trouxe nos artigos 44 e seguintes, a chamada Cota


de Reserva Ambiental – CRA, título nominativo representativo de área Após aprovação do órgão ambiental, o vínculo de área à CRA será
com vegetação nativa, existente ou em processo de recuperação, soba averbado na matrícula do respectivo imóvel no registro de imóveis
a forma de servidão ambiental; Reserva Legal, instituída acima do limite competente.
legal; Reserva Particular do Patrimônio Natural; e vegetação existente
em propriedade rural localizada no interior de Unidade de Conservação
de domínio público que ainda não tenha sido desapropriada (BRASIL.
2012).
Sobre a regulamentação da Cota de Reserva Ambiental – CRA, é
correto afirmar:

O licenciamento ambiental é um processo administrativo, que visa a


concessão, pelo Poder Público, de ato autorizativo de uso dos recursos A autorização é ato administrativo discricionário e precário através do
naturais ou intervenção no meio ambiente, expresso na licença qual o Poder Público concede direitos ao requerente, fundado em
ambiental. É importante entender que há distinção entre autorização e critério de conveniência e oportunidade.
licença.
Sobre a distinção entre autorização e licença, é correto afirmar que:
Unidade 3 – Sistema Nacional de Unidades de Conservação, Política Nacional de Recursos Hídricos
e Política Nacional de Resíduos Sólidos

Seção 3.1 – Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC)

A Lei n. 9.985, de 18 de julho de 2000 institui o Sistema Nacional de


Unidades de Conservação da Natureza (SNUC). Trata-se de Espaço territorial e seus recursos ambientais, incluindo as águas
importante dispositivo legal na tutela de espaços territoriais jurisdicionais, com características naturais relevantes, legalmente
especialmente protegidos. Unidade de conservação pode ser definida instituído pelo Poder Público, com objetivos de conservação e limites
como: definidos, sob regime especial de administração, ao qual se aplicam
garantias adequadas de proteção.

A Lei n. 9.985, de 18 de julho de 2000 institui o Sistema Nacional de


Unidades de Conservação da Natureza (SNUC). Trata-se de
importante dispositivo legal na tutela de espaços territoriais
especialmente protegidos.
A Lei n. 9.985/2000 estabeleceu uma hipótese de exigência de Compensação ambiental.
obrigação de compensação financeira aos empreendedores de
empreendimentos de significativo impacto ambiental. Marque a opção
que indique a qual compensação financeira se refere a citada lei.

A Lei n. 9.985, de 18 de julho de 2000 institui o Sistema Nacional de


Unidades de Conservação da Natureza (SNUC). Trata-se de
importante dispositivo legal na tutela de espaços territoriais
especialmente protegidos. Reserva Particular do Patrimônio Natural.
Nos termos da Lei n. 9.985/00, marque a alternativa que indica unidade
de conservação pertencente ao grupo das Unidades de Uso
Sustentável.

A Lei n. 9.985, de 18 de julho de 2000 institui o Sistema Nacional de


Unidades de Conservação da Natureza (SNUC). Trata-se de
importante dispositivo legal na tutela de espaços territoriais
especialmente protegidos.
Estação Ecológica.
Com base na Lei n. 9.985/00 qual é a unidade de conservação
dispensada da obrigatoriedade de realização da consulta pública prévia
a sua criação?

As unidades de conservação integrantes do Sistema Nacional de


Unidades de Conservação da Natureza (SNUC) e pertencentes ao
grupo das Unidades de Proteção Integral têm como objetivo básico:
preservar a natureza, sendo admitido apenas o uso indireto dos seus
recursos naturais, com exceção dos casos previstos na Lei n. 9.985/00. Parque Nacional.
Nos termos da Lei n. 9.985/00, marque a alternativa que indica unidade
de conservação pertencente ao grupo das Unidades de Proteção
Integral.

A Lei n. 9.985, de 18 de julho de 2000 institui o Sistema Nacional de


Unidades de Conservação da Natureza (SNUC). Trata-se de Compatibilizar a conservação da natureza com o uso sustentável de
importante dispositivo legal na tutela de espaços territoriais parcela dos seus recursos naturais.
especialmente protegidos.
Indique a alternativa que aponta o objetivo básico das Unidades de Uso
Sustentável, nos termos da Lei n. 9.985/00.
SEÇÃO 3.2 Política Nacional de Recursos Hídricos

A Lei n. 9.433, de 08 de janeiro de 1997 institui a Política Nacional de


Recursos Hídricos, definindo seus fundamentos, objetivos e
diretrizes, bem como os instrumentos necessários ao alcance de sua O consumo humano e a dessedentação de animais.
eficácia. Em situações de escassez, o uso prioritário dos recursos
hídricos é:

A outorga de direitos de uso de recursos hídricos é um dos


instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos. Quando
há necessidade de obtenção da outorga para captação de água em um Agência Nacional de Águas.
corpo de água (exemplo: rio) que banha mais de um Estado, qual é o
ente competente para concedê-la?

São instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos: os


Planos de Recursos Hídricos; o enquadramento dos corpos de água
em classes; a outorga, que atribuirá o direito de uso de recursos Reconhecer a água como bem econômico e dar ao usuário uma
hídricos; a cobrança pelo uso; e, por fim, o Sistema de Informações indicação de seu real valor.
sobre Recursos Hídricos (BRASIL. 1997. Art.5º). Nos termos da
Política Nacional de Recursos Hídricos, a cobrança pelo uso de
recursos hídricos objetiva:

A Lei n. 9.433, de 08 de janeiro de 1997, institui a Política Nacional de


Recursos Hídricos, definindo seus fundamentos, objetivos e diretrizes,
bem como os instrumentos necessários ao alcance de sua eficácia. Água é um bem de domínio público.
Constitui fundamento da Política Nacional de Recursos Hídricos a
seguinte premissa:

Os instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos são


importantes para o alcance de sua eficácia. São instrumentos da Os Planos de Recursos Hídricos.
Política Nacional de Recursos Hídricos:

O Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos hídricos tem a


função de implementar a Política Nacional de Recursos Hídricos,
dentre outras tarefas. Este sistema integra órgãos dos três níveis da A Agência Nacional de Águas.
federação. Compõe o Sistema Nacional de Gerenciamento de
Recursos Hídricos:
Seção 3.3 Política Nacional de Resíduos Sólidos

A Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010 institui a Política Nacional de Pneus.


Resíduos Sólidos, dispondo sobre seus princípios, objetivos e
instrumentos, bem como sobre as diretrizes relativas à gestão
integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos (incluídos os
perigosos), às responsabilidades dos geradores e do poder público e
aos instrumentos econômicos aplicáveis.
São obrigados a estruturar e implementar sistemas de logística reversa,
mediante retorno dos produtos após o uso pelo consumidor, de forma
independente do serviço público de limpeza urbana e de manejo dos
resíduos sólidos, os fabricantes, importadores, distribuidores e
comerciantes de:

Nos termos da Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010, que institui a . Resíduos industriais: os gerados nos processos produtivos e
Política Nacional de Resíduos Sólidos, os resíduos sólidos são instalações industriais.
classificados de acordo com a sua origem e periculosidade.
De acordo com Lei n. 12.305/2010 (Política Nacional de Resíduos
Sólidos), assinale a alternativa que traz a definição correta do resíduo
sólido quanto a sua origem.

A empresa X possui uma cultura social muito forte na sua política . O lançamento in natura a céu aberto é vedado pela legislação e a
organizacional. Assim, procura sempre atender às necessidades da empresa X é responsável pela ação do sr. João ao destinar os resíduos
comunidade em seu entorno. Por isso, após conhecer o sr. João, que recebe, haja vista que o empreendedor é responsável pela
“carroceiro” do bairro, doa, para este senhor, os resíduos de construção destinação final ambientalmente adequada.
civil. Ele utiliza o material que consegue aproveitar na construção de
sua casa, mas o que sobra despeja em lotes vagos que encontra em
seu trajeto.
Considerando a lei n. 12.305/10, avalie a conduta da empresa e
assinale a opção correta.

A Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010 institui a Política Nacional de . Planos de resíduos sólidos, coleta seletiva e educação ambiental.
Resíduos Sólidos, dispondo sobre seus princípios, objetivos e
instrumentos, bem como sobre as diretrizes relativas à gestão
integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos (incluídos os
perigosos), às responsabilidades dos geradores e do poder público e
aos instrumentos econômicos aplicáveis.
Marque a opção que elenca alguns dos instrumentos da Política
Nacional de Resíduos Sólidos:

A Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010 institui a Política Nacional de Não geração, redução, reutilização, reciclagem, tratamento dos
Resíduos Sólidos, dispondo sobre seus princípios, objetivos e resíduos sólidos e disposição final ambientalmente adequada dos
instrumentos, bem como sobre as diretrizes relativas à gestão rejeitos.
integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos (incluídos os
perigosos), às responsabilidades dos geradores e do poder público e
aos instrumentos econômicos aplicáveis.
Na gestão e gerenciamento de resíduos sólidos, deve ser observada a
seguinte ordem de prioridade:

A Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010, que institui a Política Nacional . Gerenciamento de resíduos sólido é o conjunto de ações exercidas,
de Resíduos Sólidos, traz conceitos técnicos de extrema importância. direta ou indiretamente, nas etapas de coleta, transporte, transbordo,
Com base nas definições trazidas pela Lei n. 12.305/2010 que institui tratamento e destinação final ambientalmente adequada dos rejeitos.
a Política Nacional de Resíduos Sólidos, assinale a opção correta:

AVALIAÇÃO DA UNIDADE
A Política Nacional de Recursos Hídricos (instituída pela Lei n. . Órgão ambiental federal (Agência Nacional de Águas).
9.433/1997) tem como um dos seus instrumentos: a outorga dos
direitos de uso de recursos hídricos. Está sujeita à outorga pelo Poder
Público: a captação de parcela da água existente em um corpo de água
para consumo final, inclusive abastecimento público, ou insumo de
processo produtivo.
Uma empresa de construção civil pesada necessita captar água de um
rio, cuja nascente se encontra no Estado de Minas Gerais e a foz no
Estado de São Paulo. Considerando esta situação, qual(is) órgão(aos)
ambiental(is) é(são) o competente(s) para conceder a outorga?

A Lei n. 9.985 de 18 de julho de 2000 (regulamentada pelo Decreto n. Unidade de conservação é definida como: espaço territorial e seus
4.340, de 22/08/2002), institui o Sistema Nacional de Unidades de recursos ambientais, incluindo as águas jurisdicionais, com
Conservação da Natureza – SNUC, além de estabelecer critérios e características naturais relevantes, legalmente instituído pelo Poder
normas para a criação, implantação e gestão das unidades de Público, com objetivos de conservação e limites definidos, sob regime
conservação. especial de administração, ao qual se aplicam garantias adequadas de
Sobre as unidades de conservação integrantes do SNUC, proteção.
estabelecidas pela Lei n. 9.985/2000, é correto afirmar:

A Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010 institui a Política Nacional de Não geração, redução, reutilização, reciclagem e tratamento dos
Resíduos Sólidos, dispondo sobre seus princípios, objetivos e resíduos sólidos, bem como disposição final ambientalmente adequada
instrumentos, bem como sobre as diretrizes relativas à gestão dos rejeitos.
integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos (incluídos os
perigosos), às responsabilidades dos geradores e do Poder Público e
aos instrumentos econômicos aplicáveis.
São objetivos da Política Nacional de Resíduos Sólidos:

A Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010 institui a Política Nacional de . Estão sujeitos à elaboração de plano de gerenciamento de resíduos
Resíduos Sólidos, estabelecendo “seus princípios, objetivos e sólidos: os estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços
instrumentos, (...) diretrizes relativas à gestão integrada e ao que gerem resíduos perigosos.
gerenciamento de resíduos sólidos, incluídos os perigosos, às
responsabilidades dos geradores e do poder público e aos
instrumentos econômicos aplicáveis”. (BRASIL. 2010. Art. 1º).
Sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos, é correto afirmar:

A Lei n. 9.433, de 08 de janeiro de 1997 instituiu a Política Nacional de O consumo humano e a dessedentação de animais.
Recursos Hídricos, seus fundamentos, objetivos e diretrizes, bem como
os instrumentos necessários ao alcance de sua eficácia.
Um dos fundamentos da Política Nacional de Recursos Hídricos,
estabelecidos pela citada Lei, determina que em situações de
escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos é:

UNIDADE 4

SEÇÃO 01

De acordo com Édis Milaré (2013), dano ambiental pode ser Dano moral é aquele em que a lesão se dá a bens que não ensejam
conceituado como grave lesão (não insignificante) ao direito de todos quantificação econômica e se evidenciam pelo sentimento de frustação
ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. Esta definição traz a e dor coletivos.
noção de dano como sendo uma lesão a bem, direito ou interesse
jurídico que, nesta seara, refere-se ao bem jurídico ambiental em si,
conforme preconizado no Constituição da República de 1988.
(MILARÉ. 2013).
Assinale a alternativa que traz a correta classificação do dano
ambiental.

O Decreto n. 6.514/2008 dispõe sobre as infrações e sanções Lavrar auto de infração, do qual deverá ser dado ciência ao autuado,
administrativas ao meio ambiente, estabelece o processo assegurando-se o contraditório e a ampla defesa.
administrativo federal para apuração destas infrações, e dá outras
providências.
Nos termos do Art. 96 do Decreto n. 6.514/2008, constatada a
ocorrência de infração administrativa ambiental, o que compete à
Administração Pública fazer? Assinale a alternativa correta.

“Considera-se infração administrativa ambiental toda ação ou omissão . Multa diária.


que viole as regras jurídicas de uso, gozo, promoção, proteção e
recuperação do meio ambiente.” (BRASIL. 1998. Art. 70). Marque a
opção que indica uma sanção aplicada à infração dministrativa
ambiental, nos termos do Art. 72 da Lei n. 9.605/1998
A Lei n. 9.605/98 (conhecida como Lei de Crimes Ambientais) dispõe Infração administrativa ambiental.
sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e
atividades lesivas ao meio ambiente. O seu artigo 70 traz a seguinte
definição: “Considera-se ______________________________toda
ação ou omissão que viole as regras jurídicas de uso, gozo, promoção,
proteção e recuperação do meio ambiente”.
Assinale a alternativa que completa corretamente a lacuna apresentada
acima:

O Decreto n. 6.514/2008 dispõe sobre as infrações e sanções O autuado poderá, no prazo de 20 dias, contados da data da ciência da
administrativas ao meio ambiente, estabelece o processo autuação, oferecer defesa contra o auto de infração.
administrativo federal para apuração destas infrações, e dá outras
providências.
Nos termos do Decreto n. 6.514/20018, assinale a opção correta sobre
o processo administrativo federal para a apuração de infrações
administrativas por condutas e atividades lesivas ao meio ambiente.

De acordo com Édis Milaré, dano ambiental pode ser conceituado como Administrativa, civil e penal.
grave lesão (não insignificante) ao direito de todos ao meio ambiente
ecologicamente equilibrado. Esta definição traz a noção de dano como
sendo uma lesão a bem, direito ou interesse jurídico que, nesta seara,
refere-se ao bem jurídico ambiental em si, conforme preconizado no
Constituição da República de 1988. (MILARÉ. 2013).
Diante da ocorrência de dano ambiental, o texto constitucional prevê a
responsabilização do infrator em qual(is) esfera(s)? Assinale a
alternativa correta.

SEÇÃO 02

A Lei n. 6.938/81 (Art. 14, §1º) determina que: “[...] é o poluidor A responsabilidade objetiva exclui a necessidade de verificação da
obrigado, independentemente da existência de culpa, a indenizar ou culpabilidade.
reparar os danos causados ao meio ambiente e a terceiros, afetados
por sua atividade”. (BRASIL. 1981. Art. 14).
Assinale a alternativa correta sobre a responsabilidade civil em matéria
ambiental.

Édis Milaré conceitua dano ambiental como grave lesão (não Dano, conduta/atividade e nexo causal.
insignificante) ao direito de todos ao meio ambiente ecologicamente
equilibrado. (MILARÉ, 2013). No que tange à responsabilidade civil por
dano ambiental, esta é objetiva.
Para constatar a responsabilidade por dano ambiental é imprescindível
a existência de alguns elementos, quais sejam:

A Lei n. 4.717/1965 regula a ação popular. A ação popular trata-se de . Cidadão.


instrumento para a busca de proteção a interesses transindividuais e
também objetiva a defesa do meio ambiente.
Assinale a alternativa que indica quem é parte legítima para ajuizar uma
ação popular:

A reparação por dano é regulamentada na esfera civil que, a partir do . É objetiva.


Código Civil de 2002, passou a prever sistema dualista: a
responsabilidade civil fundada na culpa e a responsabilidade civil
inerente ao risco da atividade.
Sobre a responsabilidade civil em matéria ambiental é correto afirmar:

A Ação Civil Pública, conforme estabelece o art. 1º da Lei n. 7.347/85, Ao Ministério Público e Defensoria Pública, dentre outros legitimados.
é o instrumento processual para a busca da responsabilidade por
danos morais e patrimoniais causados, dentre outros, ao meio
ambiente.
Sobre a legitimidade para a propositura da Ação Civil Pública, é correto
afirmar que a lei atribuiu:

A Lei n. 6.938/81 (Art. 14, §1º) determina que: “[...] é o poluidor . Princípio da reparação integral.
obrigado, independentemente da existência de culpa, a indenizar ou
reparar os danos causados ao meio ambiente e a terceiros, afetados
por sua atividade”. (BRASIL. 1981. Art. 14)
Conforme se depreende do texto da Lei n. 6.938/81, a responsabilidade
civil por dano ambiental é informada pelo seguinte princípio.

SEÇÃO 03

A Lei n. 9.605/1998 elenca uma série de crimes ambientais. Dentre as Se o crime gerar poluição hídrica capaz de interromper o abastecimento
condutas típicas, pode-se destacar o crime de poluição previsto no Art. público de água de uma comunidade, a pena é acrescida.
54, a saber: “Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que
resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que
provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da
flor: Pena - reclusão, de um a quatro anos, e multa”.
Marque a afirmativa correta acerca da conduta típica descrita acima
Aquele que der causa ao dano ambiental será responsabilizado nas A responsabilidade é regida pela culpabilidade.
esferas: administrativa, civil e penal. Sobre a responsabilidade criminal,
em matéria ambiental, é correto afirmar que:

A Lei n. 9.605 de 12 de fevereiro de 1998, chamada Lei de Crimes A condenação é possível, desde que haja a ciência da conduta
Ambientais, dispõe sobre as sanções penais e administrativas criminosa e a omissão para impedir sua prática, quando há
derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. autonomia/poder para impedir o fato.
Nos termos da citada Lei, marque a afirmativa correta sobre a
possibilidade ou não de condenação de diretores e outros
representantes de pessoas jurídicas, pela prática de crimes ambientais.

A Lei n. 9.605 de 12 de fevereiro de 1998, chamada Lei de Crimes Sim, tanto pessoas físicas, quanto jurídicas podem ser condenadas
Ambientais, dispõe sobre as sanções penais e administrativas pela prática de crimes ambientais, nos termos da Lei. n. 9.605/1998.
derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente.
É correto afirmar que: de acordo com Lei. n. 9.605/1998, poderá haver
condenação penal pela prática de crimes ambientais, tanto de pessoas
físicas como de pessoas jurídicas? Assinale a alternativa verdadeira.

A Lei n. 9.605 de 12 de fevereiro de 1998, chamada Lei de Crimes Princípio da legalidade


Ambientais, elenca a maioria dos crimes contra o meio ambiente.
Marque qual princípio deve obrigatoriamente ser observado em materia
de responsabilização ambiental, na esfera criminal.

Aquele que der causa ao dano ambiental poderá ser responsabilizado As normas prevista nessa Lei prevalecem sobre o Código Penal e o
nas esferas: administrativa, civil e penal. Código de Processo Penal.
No que tange à responsabilidade penal, mais precisamente sobre a Lei
n. 9.605 de 12 de fevereiro de 1998 (Lei de Crimes Ambientais), marque
a afirmativa correta:

AVALIAÇÃO DA UNIDADE

A empresa X arrendou um caminhão da empresa Y, para tanto foi


celebrado um contrato de locação de bem móvel. A empresa X realizou A Empresa Y não é parte legítima para figurar no pólo passivo da Ação
o transporte ilegal de carvão. Carvão este oriundo do corte de muitas Civil Pública, pois a sua atividade está fora da relação causal que
árvores, atividade realizada sem a devida licença ambiental, que resultou no dano ambiental.
acarretou em dano ambiental significativo. O Ministério Público
ingressou com Ação Civil Pública contra as empresas X e Y, a fim de
reparar o dano ambiental causado.
Diante do caso relatado, assinale a alternativa correta, que demonstra
qual(ais) empresa(s) tem ou não legitimidade para figurar no pólo
passivo da Ação Civil Pública.

A Lei n. 9.605 de 12 de fevereiro de 1998 dispõe sobre as sanções


penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao
meio ambiente. O Artigo 3º desta lei determina que: “As pessoas
jurídicas serão responsabilizadas administrativa, civil e penalmente
conforme o disposto nesta Lei, nos casos em que a infração seja Decisão.
cometida por _______ de seu representante legal ou contratual, ou de
seu órgão colegiado, no interesse ou benefício da sua entidade”.
Marque a alternativa que preencha corretamente a lacuna do texto legal
transcrito acima:

A Lei n. 6.938/81, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio


Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, em seu
Artigo 14, §1º, determina que: “é o poluidor obrigado,
independentemente da existência de culpa, a indenizar ou reparar os
danos causados ao meio ambiente e a terceiros, afetados por sua Responsabilidade objetiva.
atividade”.
A afirmativa transcrita acima, retirada da Política Nacional do Meio
Ambiente, prevê que o dever de indenizar ou de reparar o dano
ambiental se fundamenta no(a):

Analise abaixo as seguintes asserções sobre dano ambiental:


I – Dano ambiental pode ser conceituado como grave lesão (não
insignificante) ao direito de todos ao meio ambiente ecologicamente
equilibrado.
II – Dano ambiental extrapatrimonial é aquele causado ao meio
ambiente globalmente considerado, em sua concepção difusa, como As afirmativas I e III são verdadeiras.
patrimônio coletivo.
III - O dano ambiental patrimonial diz respeito a lesão a bens que
importam em reparação.
Diante das afirmativas apresentadas acima, analise-as e marque a
opção correta.

A Lei n. 9.605 de 12 de fevereiro de 1998, chamada Lei de Crimes


Ambientais, elenca a maioria dos crimes contra o meio ambiente. Na
esfera penal, a responsabilidade é regida _________________ e,
portanto, imprescindível a conduta e o elemento subjetivo. Como na Pela culpabilidade.
responsabilidade administrativa, também é necessária a obediência ao
princípio da legalidade estrita, sendo admitidos apenas, para a
configuração do ilícito, as hipóteses do tipo penal estabelecidas em lei.
Assinale a opção que preencha corretamente a lacuna da afirmação
acima:

SIMULADO DE PROVA

Os Princípio da prevenção e Princípio da precaução informam a . A decisão está incorreta, pois o princípio precaução aplica-se para
aplicação do Direito Ambiental no âmbito preventivo; querem evitar a evitar possíveis intervenções danosas ao meio ambiente, quando não
ocorrência de dano ao meio ambiente. Apesar de ambos quererem há certeza científica do impacto que certa ação possa provocar ao meio
evitar o dano, não são considerados sinônimos. ambiente; o que não é o caso do enunciado.
Em um processo de licenciamento ambiental, o órgão estadual decidiu
pelo indeferimento de licença para a implementação de loteamento, em
região em que não há instalação de rede de esgoto, sistema não
previsto no projeto do empreendedor. O órgão justificou a decisão pelo
princípio da precaução. Esta decisão está correta?

O Direito Ambiental brasileiro revela a importância dada pela sociedade Possui regime jurídico próprio e visa regulamentar as ações humanas
brasileira ao meio ambiente, diante de seu tratamento constitucional. A que dizem respeito ao uso e gozo dos recursos naturais.
Constituição da República de 1988 disciplinou o tema, atribuindo-lhe
um capítulo próprio.
Sobre o Direito Ambiental, seu conceito, autonomia e regime jurídico, é
correto afirmar:

“A competência comum estabelece uma comunhão na gestão das Esta afirmação é verdadeira e a Lei Complementar n. 140/11 fixa
matérias apresentadas no art. 23. A Constituição não quer que o meio normas, para a cooperação entre a União, os Estados, o Distrito
ambiente seja administrado de forma separada por União, Estados, Federal e os Municípios nas ações administrativas decorrentes do
Distrito Federal e Municípios. É razoável entender-se que, na exercício da competência comum relativas à proteção das paisagens
competência comum, os entes federados devem agir conjuntamente” naturais notáveis, à proteção do meio ambiente, ao combate à poluição
Sobre a competência comum e a Lei Complementar n. 140/11, é correto em qualquer de suas formas e à preservação das florestas, da fauna e
afirmar que a Lei Complementar n. 140/11 estabelece normas para a da flora.
cooperação entre a União e os Estados, o Distrito Federal e os
Municípios, tendo em vista o equilíbrio do desenvolvimento e do bem-
estar em âmbito nacional. Julgue essa afirmativa e assinale abaixo a
opção verdadeira:
A constitucionalização do Direito Ambiental foi de extrema valia quando . O art. 225, da Constituição de 1988, trata o meio ambiente como bem,
permite o controle de constitucionalidade dos atos normativos voltado a promover o bem-estar dos seres vivos (vida). O meio
infraconstitucionais, tanto pelo controle difuso ou pelo controle ambiente ecologicamente equilibrado é atribuído como direito a todos
concentrado, haja vista existir, na Carta Maior, o estabelecimento e sua tutela, como dever de todos.
expresso de regras e princípios específicos ao tema.
Sobre o tratamento constitucional do Direito Ambiental, é correto
afirmar:
A Constituição de 1988 deu tratamento especial ao Direito Ambiental, Na Constituição de 1988, o Meio Ambiente foi alçado à categoria de
trazendo regras e princípios próprios para a disciplina da tutela do meio direto difuso.
ambiente que, a partir desses ditames, tornou-se um direito por si só,
essencial à garantia de vida de todos.
Sobre as disposições constitucionais do direito ao meio ambiente, é
correto afirmar: