Você está na página 1de 1

certas palavras rolam de nossa boca

feito pedras morro abaixo


com toda vertigem que a altura causa
no primeiro instante, � som, ru�do na velocidade rodopiante
por fim � um baque, branco de trov�o dentro da nuvem acesa
e explode em fogo no sangue e nos punhos cerrados
e palavr�es estapaf�rdios. matamos o amor com curare
e nos derramamos, liquidos, em n�s pr�prios
sozinhos