Você está na página 1de 24

Apache

Prof: Luciano Aguiar

Company
LOGO
1
Sumário
 Definição do Apache
 Pré-Requisitos e Instalação
 Arquivos de Configuração
 Parâmetros de Configuração

VirtualHost

Criação de VirtualHost
 Restrições de Acesso
Instalação Apache

Pré-Requisitos:
 DNS instalado e funcionando.

Comando de Instalação:
apt-get install apache2

Para instalar com o php5:


apt-get install libapache2-mod-php5

3
Arquivos de Configuração
 apache2.conf – Arquivo com as
configurações de caráter geral: user,
group, ServerRoot, etc..
 ports.conf – Especifica a porta em que o
http será escutada.
 Diretório sites-available – Local onde são
armazenados os arquivos dos VirtualHost.

4
Parâmetros de Configuração
 ServerType – Modo de execução do
Apache. Pode-ser: standalone ou inetd.
 ServerRoot – Diretório contendo arquivos
de configuração, logs e erros.
 Port – Porta que o servidor escutará.
 User – Nome do usuário com o qual o
servidor http rodará.
 Group – Nome do grupo com o qual o
http rodará.
5
Parâmetros de Configuração
 ServerAdmin – Email do administrador
do site.
 ServerName – Nome do servidor web.
 DocumentRoot – Diretório que contém as
páginas do servidor web.
 Alias – Permite mapear um caminho para
qualquer localização no sistema de
arquivos.
 ErrorLog – Arquivo padrão de erros.
6
Parâmetros de Configuração
 <Directory>...</Directory> - Permite
especificar diretivas que se aplicam
somente aos diretórios especificados.
 ScriptAlias – Controla que diretórios
possuem scripts CGI.

7
VirtualHost
 Recurso disponibilizado pelo Apache para
hospedar mais de um site em uma mesma
máquina.
 Podem ser de dois tipos:
 Baseado em endereços – Única máquina com IPs
diferentes.
 Baseado em nomes – Único IP para vários hosts
virtuais.
 <VirtualHost> ... </VirtualHost>
 NameVirtualHost IP
8
Criação de VirtualHost

1. Para hospedar 3 sites deve-se criar as


entradas no arquivo de registro do DNS:
www IN CNAME servidor.empresa.com.br.
intranet IN CNAME servidor.empresa.com.br.
protocolo IN CNAME servidor.empresa.com.br.
§ Alterar o arquivo /etc/apache2/sites-
available/default na linha onde tem:
<VirtualHost *> por <VirtualHost *:80>

9
Criação de VirtualHost

1. Criar os diretórios especificados no


DocumentRoot para hospedar os sites.
mkdir /var/www/internet
mkdir /var/www/intranet
mkdir /var/www/protocolo

10
Criação de VirtualHost
 Não esquecer de alterar o dono e o grupo
dos diretórios criados para hospedar os
sites.
# cd /var/www
# chown -R www-data.www-data internet
# chown -R www-data.www-data intranet
# chown -R www-data.www-data protocolo

11
Criação de VirtualHost

1. No diretório /etc/apache2/sites-available
criar os arquivos para cada VirtualHost
com o nome do site.

12
Criação de VirtualHost

#vim www

<VirtualHost *:80>
ServerName www.empresa.com.br
ServerAdmin luciano@empresa.com.br
DocumentRoot /var/www/internet
</VirtualHost>

13
Criação de VirtualHost

#vim intranet

<VirtualHost *:80>
ServerName intranet.empresa.com.br
ServerAdmin luciano@empresa.com.br
DocumentRoot /var/www/intranet
</VirtualHost>

14
Criação de VirtualHost

#vim protocolo

<VirtualHost *:80>
ServerName protocolo.empresa.com.br
ServerAdmin luciano@empresa.com.br
DocumentRoot /var/www/protocolo
</VirtualHost>

15
Criação de VirtualHost

1. Ativar os sites com o comando abaixo:


#a2ensite protocolo
#a2ensite intranet
#a2ensite www
5. Restartar o serviço:
#/etc/init.d/apache2 restart

16
Restrições de Acesso
 AllowOverride – Permiti especificar que
diretivas declaradas no arquivo de
controle de acesso podem se sobrepor as
diretivas encontradas anteriormente no
arquivo de configuração.
 All – Permite o uso de todas as diretivas.
 AuthConfig – Permite o uso de diretivas de autenticação.
 Limit – Permite o uso de diretiva de controle de acesso
por host.

17
Restrições de Acesso
 allow – Permiti definir uma lista de hosts
que terão acesso liberado a um
determinado diretório.
 deny – Oposto ao allow.
 Order – Permiti especificar a ordem em
que as diretivas de controle de
acesso(allow/deny) seram lidas.
 require – permite especificar que usuários
ou grupos podem acessar o diretório.
18
Restrições de Acesso
 AuthName – rótulo da janela de
autenticação.
 AuthType – Tipo de autenticação.
 AuthUserFile – Nome do arquivo contendo
o nome e a senha de usuários que podem
acessar o diretório.
 AuthGroupFile – Nome do arquivo
contendo os nomes dos grupos que
podem acessar o diretório.
19
Restrições de Acesso
Exemplo de um diretório restrito par ao site intranet
<Directory /var/www/intranet/restrito>
AuthName “Digite a Senha”
AuthType basic
AuthUserFile /etc/apache2/http.passwords
require valid-user
</Directory>

20
Restrições de Acesso
 Para criar o arquivo de senha é utilizado o
comando htpasswd que vem com o
apache:
#htpasswd –c /etc/apache2/http.passwords luciano
Obs.: O “-c” é utilizado quando for criado o arquivo pela primeira vez,
para acrescentar outros usuário será o mesmo comando
suprimindo o “-c”

 Para o arquivo de grupo basta utilizar um


editor de texto, as entradas no arquivo
começam com o nome do grupo seguidos
por dois pontos e a lista de usuários.
21
Apache versus IIS

22
Apache versus IIS

23
Apache versus IIS

24