Você está na página 1de 20

Contabilidade Nacional

Profª Bianca Benedicto

Profª Bianca Benedicto

Capítulos 4 - Contas Econômicas Integradas por

setores institucionais

Tópicos

4.1 Contas de operações de bens e serviços e operações correntes com o resto

do mundo

4.2 As contas nacionais do Brasil : contas correntes

Conta de produção

Conta de renda

4.3 As contas nacionais do Brasil : contas de acumulação

Conta de capital

Capítulo 4 - CEI e setores institucionais

A análise da CEI por setores institucionais é mais rica e detalhada e permite visualizar o mecanismo pelo

qual empresas, administração pública, famílias e resto

do mundo contribuem no processo de geração, apropriação, distribuição e uso da Renda Nacional.

Setores Institucionais são unidades institucionais capazes de possuir bens e ativos; contrair responsabilidades e de se envolver em atividades econômicas e operações com outras unidades

econômicas, sejam estas residentes ou não residentes

no território nacional.

Classificação dos Setores Institucionais (1)

Empresas Não-financeiras: produzem bens e

serviços através da transformação de insumos e da

contratação de mão-de-obra.

Empresas Financeiras: criam meios de

pagamentos e/ou fazem intermediação de recursos

de setores superavitários para os setores

demandantes de recursos financeiros.

Administrações Públicas: prestam serviços de

natureza pública e obtêm recursos via taxação de

seus serviços ou cobrança de impostos;

Classificação dos Setores Institucionais (2)

Famílias: têm por objetivo adquirir bens de

consumo. São as unidades de produção não incluídas

no setor empresas não-financeiras, como unidades rurais, algumas microempresas.

Instituições sem fins lucrativos a serviço das

famílias (ISFLSF) : São entidades jurídicas ou

sociais criadas com o fim de produzir bens ou serviços sem fins lucrativos.

Resto do Mundo: corresponde às transações

econômicas de um país com as demais nações.

Conta de produção

Conta de produção: Oferece as estimativas do valor adicionado bruto de cada setor.

Conta de produção: Oferece as estimativas do valor adicionado bruto de cada setor. 6 Contabilidade Nacional

Conta geração da renda

Conta geração da renda 7 Contabilidade Nacional - UFOP

Conta de Geração da Renda

PIB ( W + W nr ) + (Im Sb) = EOB

Remunerações e Impostos sobre a Atividade são lançados como uso.

Excedente Operacional Bruto obtido por diferença.

Conta de Alocação da Renda

EOB + ( W + W r ) + (Im Sb) + RLP = RNB Conta de ajustes entre os setores institucionais referentes ao pagamento e recebimento de rendas de propriedade.

O saldo desta conta é a Renda Nacional Bruta ou

Renda Primária dos setores institucionais

(RPrB).

Considera-se o somatório das rendas primárias (como recurso) mais o saldo dos rendimentos

referentes à remuneração do capital.

Rendimentos de propriedade (RLP)

Juros efetivos (contratos);

Juros imputados (famílias): FGTS, PIS/Pasep;

Rendas recebidas pelo aluguel da terra;

Dividendos;

Participação dos empregados nos lucros;

Prêmios de seguro e indenizações.

Conta de alocação da renda

Conta de alocação da renda 11 Contabilidade Nacional - UFOP

Conta de Distribuição Secundária da Renda

RNB + Tur = RDB

Conta mostra como a renda é redistribuída para se chegar ao agregado Renda Nacional Disponível.

Agregados de interesse:

RDB das empresas financeiras e não financeiras= Renda Bruta Disponível das Empresas.

RDB das empresas + RDB famílias = Renda Disponível Privada

RDB do governo = Renda Líquida do Governo

Conta distribuição secundária da renda

Conta distribuição secundária da renda 13 Contabilidade Nacional - UFOP
Conta distribuição secundária da renda 13 Contabilidade Nacional - UFOP

13

Contabilidade Nacional - UFOP

Conta uso da renda

Conta uso da renda 14 Contabilidade Nacional - UFOP

Conta de Uso da Renda

RDB C = SD

Redistribuição da renda em espécie

Despesa de consumo final = Gasto total + transferências sociais em espécie

Conta Operações de Bens e Serviços e

Operações Correntes com o Resto do Mundo

São apresentadas como duas colunas no lado direito e esquerdo. Conta de Bens e Serviços:

lado esquerdo: recursos ou a oferta de bens e serviços - importação e produção, juntamente com os impostos líquidos de subsídios sobre produtos.

lado direito: usos do total da economia e do resto do mundo - exportações, consumo intermediário.

Conta Resto do Mundo, do lado esquerdo (recurso) estão registradas as importações e do lado direito (uso) as exportações.

Conta de Acumulação: Conta de Capital

SD

- (FBCF pc + VE ) + Trc = -+ S ext

OBSERVAÇÃO: Na Conta de Capital são identificadas as transferências de capital que apresentam a variação do patrimônio líquido resultante das operações financeiras como contrapartida dos empréstimos e das dívidas

contraídas. Por convenção, os lançamentos das

transferências de capital a receber e a pagar aparecem ambas no lado dos recursos

Recursos da Poupança são recursos à disposição da

aquisição de bens de capital, através de operações no

mercado financeiro.

Conta de capital

Conta de capital 18 Contabilidade Nacional - UFOP

Contas Nacionais do Brasil

Contas Nacionais do Brasil 19 Contabilidade Nacional - UFOP

Leitura e Exercícios

Leitura Obrigatória:

Cap4. FEIJÓ, C. A.; RAMOS, R. L. O.; YOUNG, C. E. F.; LIMA, F. C. G. C.; GALVÃO, O. J.A. Contabilidade social: o novo sistema de contas nacionais do Brasil. Campus, 2001 .