Você está na página 1de 2

ESCOLA ESTADUAL PADRE MONTE

ATIVIDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA


Professor: Edson Soares Ensino Médio - 2º/3º ano

INCLUSÃO DOS ESPORTES


Há palavras que exprimen, em certos momentos, o “espírito do tempo”. A palavra “inclusão” é uma delas. Pratica-
mente desconhecida há uma década, “inclusão” assumiu uma presença cada vez mais frequente nos discursos educacio-
nais, sociológicos e políticos. Quando a palavra surgiu nos campos da Educação, da sociologia e da política, apareceu
para designar algo novo, uma evolução, uma alternativa à palavra “integração”. O marco histórico da inclusão foi em
junho de 1994, com a Declaração da Salamanca na Espanha, realizado pela UNESCO na conferência mundial sobre ne-
cessidades educativas especiais: Acesso e Qualidade, assinado por 92 países, que tem como principio fundamental: “to-
dos os alunos devem aprender juntos, sempre que possível, independente das dificuldades e diferenças que apresentem”.
A palavra “inclusão” apareceu para assinalar outra visão, surgiu com a ideia que não é só o indivíduo tem de procurar e
se integrar na sociedade, comunidade, escola, mas que estas estruturas têm pelo seu lado de se modificar, de se aproxi-
mar do indivíduo. Não é correto colocar todo o ônus da inclusão na atuação do indivíduo, dado que a inclusão é um pro-
cesso interativo, e assim sendo, tem que ser avaliado em duas dimensões: o que o indivíduo pode fazer para se incluir e
o que o “lugar da inclusão” faz para o incluir.

Acessibilidade
Acessibilidade são as condições e possibilidades de alcance para utilização, com segurança e autonomia, de edifica-
ções públicas, privadas e particulares, seus espaços, mobiliários e equipamentos urbanos, proporcionando a maior inde-
pendência possível e dando ao cidadão deficiente ou aqueles com dificuldade de locomoção, o direito de ir e vir a todos
os lugares que necessitar, seja no trabalho, estudo ou lazer, o que ajudará e levará à reinserção na sociedade.
Este ainda é um grande desafio, uma constante maratona. E além das barreiras físicas presentes existem outras psicos-
sociais que são inerentes às questões da pessoa com deficiência e que necessitam ser removidas: o preconceito, a igno-
rância e o medo.
Combater toda e qualquer forma de preconceito e discriminação é nossa obrigação como cidadão. Essa luta deve ser tra-
vada diariamente, em casa, no meio social e no trabalho. A nossa participação nesse processo é fundamental - respeitan-
do as diferenças na construção do direito a cidadania, mas principalmente como atuantes e não meros expectadores.

O papel do esporte na Sociedade


É quase que incalculável o benefício que o esporte proporciona à sociedade. A inclusão social e os inúmeros benefí-
cios que as atividades físicas trazem à saúde humana são alguns itens que fazem com que o esporte tenha um importante
papel perante a sociedade. No momento em que a violência se tornou banal na sociedade em geral, o esporte cumpre
uma importante função de inclusão social. Ao tirar crianças e adolescentes das ruas, ele ajuda na prevenção e no com-
bate às drogas e à violência, contribuindo para a promoção da segurança pública. O poder de transformação do esporte
fez com que várias empresas o adotassem como forma de melhorar o desempenho e a saúde dos funcionários, pois foi
cientificamente comprovado que as atividades físicas desenvolvem a autoestima e consequentemente o rendimento no
trabalho. Além da inclusão social, o esporte proporciona inúmeros benefícios à saúde humana. Atuando na prevenção
de doenças cardíacas, diabetes, obesidade e várias outras doenças. O esporte ganha espaço e interesse pela medicina.
É essencial a sociedade estimular a prática do esporte na população. Comprovado o seu poder de transformação na
luta por uma vida mais saudável e na inclusão social, ele deve ser adotado como forma de melhorar a convivência na so-
ciedade e na promoção da paz social.
Dá-se o nome de esporte às atividades físicas realizadas por pessoas que se submetem a regulamentos e participam de
competições. A prática de esporte beneficia grandiosamente as pessoas e até mesmo a sociedade, pois reduz a probabi-
lidade do aparecimento de doenças, contribui para a formação física e psíquica, além de desenvolver e melhorar tais for-
mações.
Na adolescência, as pessoas são influenciadas pelo consumismo, problemas psicológicos, hábitos prejudiciais e ou-
tros que também influenciam as demais faixas etárias, gerando conflitos internos que desviam valores e aprendizagens
antes obtidos. É neste processo que o esporte mostra sua grande contribuição à sociedade.
Cada esporte possui suas particularidades que envolvem as pessoas e as fazem optar por qual praticar. Os esportes in-
fluenciam no desenvolvimento saudável dessas e os distanciam da mentalidade distorcida que hoje se prega no mundo e
ainda faz com que as pessoas se afastem da criminalidade que está presente em todos locais de forma bastante organiza-
da e sedutora.

Esporte inclusivo
No final do século XX e início do XXI, entra em cena o conceito de inclusão, baseado no modelo social de deficiência e
em princípios de aceitação e valorização de diferenças, e potencialidades dos cidadãos, sendo pessoas com deficiências
ou não. No movimento de inclusão, a sociedade se adapta em diferentes frentes (educação, mobilidade, trabalho, lazer,
esporte, entre outras) para proporcionar às pessoas com deficiências a oportunidade de se desenvolver como ser que age,
produz, questiona, se diverte e ama.
O esporte é objeto de maior atenção como forma de promoção de inclusão social para pessoas com deficiências. Na
sociedade contemporânea globalizada, o esporte se coloca como um fenômeno sociocultural de compreensão e inserção
universal, vinculado a importantes setores como educação, comércio, lazer, comunicação, política, entre outros. Neste
campo, uma forma de manifestação esportiva vem crescendo em importância e abrangência, o esporte adaptado para
pessoas com deficiências e, de forma mais destacável, o esporte paraolímpico.
O esporte adaptado para pessoas com deficiências consiste em formas de manifestação esportivas pautadas em trans-
formações de regras, estrutura ou materiais, de modo a possibilitar maiores e ou melhores oportunidades de participação
a este público. Assim como outras modalidades esportivas convencionais, o esporte adaptado para pessoas com defi-
ciências pode abarcar desde o sentido de alto rendimento e busca pela vitória em competições, assim como o sentido res-
signado, ligado à busca pelo prazer, autoconhecimento e reabilitação. Dentro do aspecto do esporte adaptado para pes-
soas com deficiências, pode-se apontar desde práticas motivadas em modalidades do esporte convencional, como por
exemplo o basquetebol em cadeira de roda (uma adaptação do basquetebol), bem como modalidades criadas de acordo
com algumas condições específicas para pessoas com deficiências, como o goalball, para pessoas com deficiência visual.

I - Após a leitura do texto, responda às seguintes questões:

01. Qual o principio fundamental proposto para a inclusão com a Declaração da Salamanca na Espanha?

02. Em que dimensões devemos avaliar a inclusão?

03. Que barreiras psicossociais devem ser removidas para a reinserção do cidadão deficiente na sociedade?

04. Cite dois itens que fazem com que o esporte tenha um importante papel perante a sociedade?

05. O que é Esporte?


.
06. O que a educação, o trabalho, o lazer, a mobilidade e o esporte proporcionam às pessoas com deficiências?

07. Em que consiste o esporte adaptado para pessoas com deficiências?