Você está na página 1de 6

Leia o texto abaixo.

O Príncipe que bocejava

Em um reino longe daqui, havia um príncipe que tinha se preparado a vida inteira para
ser rei. Quando criança, aprendeu que não podia se esconder atrás da cortina ou andar de
skate e de patins pelos corredores. Ele deveria ter bons modos à mesa, saber dançar,
cavalgar, jogar golfe e fazer ginástica. Teve de decorar a história de seu país e a geografia
5 do mundo. Cresceu um príncipe encantador, daqueles com que toda princesa quer casar.
Mas acontece que toda vez que ele conversava com uma princesa, começava a bocejar.
Era inevitável! E ele, sempre tão gentil, acabava sendo tomado por esse hábito desagradável.
Todo o reino só falava disso. Só que o coitado tinha lá suas razões: as princesas só sabiam
falar de roupas, cabeleireiro, dieta, chapéu… Não tem homem que não boceje com um papo
10 desses! Então, o príncipe decide mudar o visual e viajar sem ser reconhecido. E não é que
num trem ele conhece uma moça, começa a conversar sobre livros e não boceja uma vez
só? Que segredo tinha esse papo?
Isso você pode descobrir no livro O Príncipe que Bocejava, mais um título de Ana Maria
Machado [...]. Com bonitas ilustrações de Taline Schubach, vale a pena tentar descobrir
15 qual era o segredo dessa moça.
Disponível em: <http://blogs.estadao.com.br/estadinho/>. Acesso em: 14 nov. 2012. Fragmento.

01) Esse texto foi escrito para


A) narrar um acontecimento.
B) descrever uma cena.
C) dar uma informação.
D) apresentar um livro.

02) Nesse texto, o trecho que marca uma ideia de lugar é:


A) “Em um reino longe daqui,...”. (ℓ. 1)
B) “Quando criança, aprendeu que não podia se esconder...”. (ℓ. 2)
C) “... acontece que toda vez que ele conversava...”. (ℓ. 6)
D) “... vale a pena tentar descobrir...”. (ℓ. 14)

03) Nesse texto, o trecho que marca uma opinião sobre a conversa das princesas é:
A) “Não tem homem que não boceje com um papo desses!”. (ℓ. 9-10)
B) “... começa a conversar sobre livros...”. (ℓ. 11)
C) “Isso você pode descobrir no livro O Príncipe que Bocejava,...”. (ℓ. 13)
D) “... mais um título de Ana Maria Machado...”. (ℓ. 13-14)

04) De acordo com esse texto, o príncipe bocejava por causa


A) de seu preparo para ser rei.
B) de sua mudança de visual.
C) do cansaço da viagem de trem.
D) do papo tido com as princesas.
Leia o texto abaixo.

SHULZ, Charles M. Peanuts completo. Porto Alegre, RS: L&PM, 2011. p. 296. (P060037F5_SUP)

05) No último quadrinho desse texto, o cachorro


A) brinca com o outro bicho.
B) encontra o alimento procurado.
C) foge de medo do outro bicho.
D) quebra o galho da árvore.

Leia o texto abaixo.

Carlos vai ao dentista

“Ai, ai! Eu estou tão mal” – lamentou Carlos, o crocodilo que tinha medo de dentista. Mas
ele não conseguia esquecer o dente que doía. “Aiii!” Ele gemeu de novo e segurou o queixo
de tanta dor. Dessa vez, Carlos não tinha escolha: precisava ir ao dentista. Todo desajeitado
e com muito medo, foi para o consultório do Dr. Pic, o castor. Ele não estava sozinho na
5 sala de espera, havia muitos animais lá: o elefante, que tinha quebrado uma presa; Zora,
o morcego; e Pepe, o cão, que estava lá para tratar de seu canino. Na sala de espera, o
desespero era geral: todo mundo olhava para as pontas dos pés ou para o teto só para
disfarçar. Quando chegou sua vez, Carlos tremia da cabeça aos pés. O Dr. Pic não parecia
ser muito amável. Carlos sentou-se na cadeira e abriu a mandíbula para o Dr. Pic olhar. “Oh,
10 este dente está muito cariado. Vou dar um jeito nisso.” Carlos estava tão assustado que as
lágrimas desciam pelo seu nariz. O Dr. Pic disse: “Por que essas lágrimas? Você é bem
grande para chorar.” A cirurgia começou e, aos poucos, Carlos foi sentindo uma grande
vontade de dormir. Quando acordou, ele estava sozinho na sala de operação. Sentou-se,
olhou em volta: ninguém. Ele não sentia mais dor de dente, mas um peso no estômago. “Ah,
15 não!” – disse ele – “Eu comi o dentista”. Mas o Dr. Pic entrou na sala e disse que Carlos
podia ir para casa. Carlos sentiu um grande alívio e saiu do consultório feliz da vida, mas
esperando nunca mais ter dor de dente.
MURAT. D’Annie. 365 histórias – uma para cada dia do ano! Martim G. Wollstein (Trad.). Blumenau: Blu editora, 2010. p.153. (P060015F5_SUP)

06) Quem é o personagem principal dessa história?


A) Carlos.
B) Dr. Pic.
C) Pepe.
D) Zora.

07) Nesse texto, o trecho que apresenta uma opinião do Dr. Pic é:
A) “Quando chegou sua vez, Carlos tremia da cabeça aos pés.”. (ℓ. 8)
B) “‘Oh, este dente está muito cariado.’”. (ℓ. 9-10)
C) “Carlos estava tão assustado que as lágrimas desciam pelo seu nariz.”. (ℓ. 10-11)
D) “‘Você é bem grande para chorar.’”. (ℓ. 11-12)
Leia o texto abaixo.

DAVIS, Jim. Toneladas de diversão. Porto Alegre: L&PM, 2012. p. 40. (P060011F5_SUP)

08) (P060011F5) Esse texto é engraçado porque o gato


A) brinca com o urso.
B) conversa com o urso.
C) pensa que o urso queria deitar.
D) tenta manter o urso sentado.
C0610

ATENÇÃO!
Agora, você vai responder a questões de Língua Portuguesa.

Leia o texto abaixo.

As bruxinhas

Galatéia e Brunevildes estavam tomando sol na seringueira da praça. Tinham acabado


de chegar em suas vassouras mágicas. Eram duas bruxinhas minúsculas que adoravam
aventuras. Então, cansadas de só fazer o mal, lá no castelo onde moravam, resolveram vir
para a cidade. E agora, na vila, preparavam-se para fazer as mais incríveis benfeitorias. E,
5 ainda por cima, por encomenda.
No meio das plantas enxergaram um sapo. Galatéia fez a voz mais doce que podia e perguntou:
– Ei, amigo sapo, que tal virar príncipe?
O sapo abriu, fechou os olhos:
– Sei não.
10 – Como é que não sabe? – insistiu a bruxa Galatéia, enquanto Brunevildes apoiava,
fazendo sinais com a cabeça. – Quer vida melhor que a de príncipe?
– Como é vida de príncipe? – quis saber o sapo, curioso. E Brunevildes, paciente, explicou:
– Vida de príncipe é uma beleza! Não se faz nada o dia inteiro. Come-se do bom e do
melhor e ainda por cima desencantam-se princesas adormecidas com um beijo!
15 – Vamos por partes – disse o sapo, bocejando. – Não fazer nada o dia inteiro deve ser chato
pra burro. Comer do bom e do melhor é questão de gosto: depende muito do que se come.
– Faisão assado, javali na brasa...
– Puf! ─ cuspiu o sapo. – Quanta porcaria! E a terceira ainda é pior. Imagine desencantar
princesas adormecidas há séculos. Só dando um bom banho nelas, antes...
20 – Ô seu sapo sem romantismo! – bufou a Galatéia. – Quer dizer que você não quer ser príncipe?
– Pra falar a verdade, prefiro continuar sendo sapo. Caço o dia inteiro e nem vejo o dia
passar; gosto de comer moscas e não javalis na brasa; e ainda vou me casar, no mês que
vem, com uma linda sapa que nunca dormiu tanto assim e, além do mais, é muito cheirosa...
Disponível em: <http://www.azinteligencia.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=279:as-bruxinhas&catid=60:8o-ano&Itemid=113>.
Acesso em: 13 set. 2013. (P050565E4_SUP)

34) (P050568E4) Nesse texto, a expressão “– Puf!” (ℓ. 18) indica o


A) barulho feito pelo sapo ao cuspir.
B) ronco do estômago do sapo.
C) ruído feito pela mágica das bruxas.
D) som do banho das princesas.

35) (P050608E4) Qual é o fato que fez com que essa história acontecesse?
A) O sapo se recusar a virar príncipe.
B) O sapo querer se casar com uma sapa.
C) As bruxinhas tomarem sol na seringueira da praça.
D) As bruxinhas quererem transformar o sapo em príncipe.

36) (P050609E4) No trecho “... deve ser chato pra burro.” (ℓ. 15-16), a expressão destacada é um exemplo
de linguagem usada em
A) conversas com amigos.
B) livros de Ciência.
C) notícias.
D) palestras.

BL02P06
11
C0610

Leia novamente o texto “Campanha Lixo Zero:...” para responder às questões abaixo.

38) (P060020F5) De acordo com o Texto 1, o cidadão que não pagar a multa
A) deverá distribuir sacolas de lixo à população.
B) poderá ter seu nome protestado.
C) será levado a uma delegacia.
D) será obrigado a fazer um registro de ocorrência.

39) (P060021F5) No Texto 1, nas linhas 5 e 6, as aspas foram utilizadas para


A) apresentar uma expressão pouco conhecida.
B) indicar a fala de uma pessoa.
C) marcar o trecho de um livro.
D) mostrar o significado de uma palavra.

40) (P060022F5) O Texto 1 é um exemplo de


A) anúncio.
B) guia de saúde.
C) notícia.
D) pesquisa de opinião.

Leia o texto abaixo.

Disponível em: <http://migre.me/gsVhW>. Acesso em: 30 out. 2013. (P060031F5_SUP)

41) (P060031F5) Nesse texto, o gato


A) ajuda a mulher a fazer a mágica com o rádio.
B) faz uma brincadeira para assustar a mulher.
C) tenta ir atrás do rato.
D) tenta se esconder do cão.

BL02P06
13
C0610

Leia o texto abaixo.

Ingredientes essenciais para papinhas salgadas


O que não pode faltar na geladeira para criar comidas gostosas e saudáveis para seu filho

Quando o bebê passa a comer alimentos sólidos, a vida da família muda. Além de
organizar as refeições diárias de todos, é preciso pensar na criação de papinhas saudáveis e
gostosas. Afinal, a criança precisa de todos os nutrientes para se desenvolver, mas também
de sabores sedutores para gostar do que está comendo. É preciso muita criatividade na
5 hora de organizar almoços e jantares. [...]
Carne
Ela pode ser bovina ou de frango. O importante é que ela contém proteína, um nutriente
que ajudará a desenvolver toda a parte estrutural do bebê, ou seja, construirá os músculos,
unhas, dentes, ligamentos, ossos, cartilagens e tecidos.
10 Arroz ou macarrão
Eles contêm carboidrato que é responsável pela energia do corpo e ajudam o bebê a
desenvolver suas atividades diárias. O arroz branco é bom, mas o integral contém mais
proteínas, fósforo, ferro, cálcio e vitaminas B. O mesmo ocorre no caso do macarrão: a
versão integral possui mais fibras e maiores quantidades de vitamina. Acostumar seu bebê
15 com esse tipo de alimento pode ser uma boa ideia. [...]
Batata e batata-doce
Ambos são carboidratos. Ao serem consumidos, são transformados em glicose (açúcar) e
fornecem toda energia necessária para as atividades da criança. Também ajudam a formar a
membrana celular, mantendo-a íntegra. As batatas ainda são ricas em fibras e vitaminas. [...]
20 Brócolis
Ele é a hortaliça que possui maior concentração de ferro, nutriente essencial para
manutenção das células que transportam o oxigênio pelo corpo – processo que é fundamental
para um bebê se desenvolver bem. Também é rico em fibras, cálcio e vitaminas. [...]
Disponível em: <http://bebe.abril.com.br/materia/ingredientes-essenciais-para-papinhas-salgadas?origem=homebebe>. Acesso em: 2 dez. 2013.
Fragmento. (P060013F5_SUP)

42) (P060013F5) Esse texto foi escrito, principalmente, para


A) cozinheiros.
B) crianças.
C) médicos.
D) pais.

43) (P060014F5) No trecho “O importante é que ela...” (ℓ. 7), o termo em destaque substitui
A) carne.
B) proteína.
C) vitamina.
D) glicose.

44) (P060044F5) Nesse texto, no trecho “Quando o bebê passa a comer alimentos sólidos,...” (ℓ. 1), a palavra
destacada dá ideia de
A) condição.
B) finalidade.
C) lugar.
D) tempo.

BL02P06
14