Você está na página 1de 2

CARTA DE INTENÇÃO PARA CANDIDATO A DISCIPLINA ISOLADA

Disciplina: Política Educacional no Brasil Código: ED-988

Professor(es):
Márcia Ângela da Silva Aguiar
Candidato: Manoela Rodrigues de Oliveira

Texto com, pelo menos, 30 linhas em espaço simples, apresentando as intenções de


estudo e justificando o interesse na disciplina:

Sou graduada em Pedagogia pela UFPE e pós-graduada em psicopedagogia. Tenho


interesse em cursar a disciplina por estar atualmente inserida em vários projetos que
envolvem a área de Política Educacional, implementando ações no Instituto Federal de
Pernambuco. Trabalho como Coordenadora Pedagógica na Instituição e atuo em diversos
projetos como: projetos de inclusão, projetos de reformulação curricular dos cursos,
projetos de avaliação institucional, etc. Já atuei como professora na educação Básica e
hoje leciono no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego –
PRONATEC.
Trabalho com educação pública há mais de 6 anos, e vivencio de perto as mudanças
de programas e projetos, seja na rede federal, seja nas redes municipais e estaduais.
Embora a Lei de diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/1996) traga como princípio
norteador para a educação a gestão democrática do ensino, observo que muitas das
políticas educacionais no Brasil não são elaboradas de forma participativa e com a consulta
da comunidade, as propostas são traçadas de forma verticalizada e os atores do processo
são obrigados a cumprirem o plano estabelecido.
Além disso, tenho a necessidade de sempre estar atualizada em relação às
legislações e programas federais, e foi a partir de muita leitura e prática que desenvolvi um
enorme interesse em estudar a disciplina Políticas Educacional no Brasil, e, logo, entender
como se deu a construção do modelo de política atual, e analisar como as secretarias de
educação estão implementando os programas, norteados, principalmente, pelo novo Plano
Nacional de Educação.
Entendo que o processo educacional é revestido de várias peculiaridades e bastante
subjetividade, uma vez que é produto da sociedade que vivemos e, assim, permeado de
interesses pessoais, por isso também tenho interesse em descobrir como se dará a
articulação do PNE com os planos municipais e estaduais de educação, pois, tal
articulação é uma ação vinculada. Essa vinculação tem como objetivo fazer com que o
discurso e as metas do PNE sejam mais “eficazes”, sendo alinhadas com as propostas dos
entes federados, que devem ser explicitadas no Plano de cada secretaria e enviados para
o MEC. Tudo isso me faz levar a pleitear uma vaga na disciplina. Ao cursá-la, acredito que
terei uma maior base para a elaboração do meu projeto de mestrado na linha de pesquisa
Políticas Públicas em Educação.

Data : 24 / 02 / 2015 Assinatura: