Você está na página 1de 2

Compra e Venda

A especialização de trabalho forcou o Homem a trocar produtos, pois não podia produzir o que
necessitava
Inicialmente trocava-se uns produtos por outros. Posteriormente, com a utilização da moeda, surgiu a
troca indirecta, criando-se assim, condições para o aparecimento de intermediários entre os
produtores e os consumidores.
Surge, então a troca com fins lucrativos, ou seja, o comércio, resultante da compra e da venda dos
bens.
O comerciante compra as mercadorias aos produtores, por determinado preço, e depois vende-os aos
consumidores que delas necessitam por um preço superior, conseguindo assim um lucro.
Essa actividade comercial veio a conhecer uma extraordinária expansão, sendo hoje uma actividade
económica de grande importância devido, fundamentalmente a cada vez maior especialização do
trabalho e ao alargamento dos mercados, com o consequente deslocamento entre os produtores e os
consumidores.

As fases da Compra e Venda


É no contrato de compra e venda que assenta a actividade comercia;. Segundo o código civil,
contracto de compra e venda é o contrato pelo qual se transmite a propriedade duma coisa ou um
direito, mediante um certo preço

O processo e compra e venda realiza-se através de um conjunto de operações em que podemos


distinguir as seguintes fases:

Encomenda – o comprador indica ao vendedor a quantidade e qualidade das mercadorias que


pretende e o seu preço, bem como as condições em que as deseja receber.

Entrega- O vendedor executa a encomenda e envia as mercadorias ao comprador.

Liquidação – vendedor apura o valor da mercadoria vendida e calcula os descontos e as despesas de


transporte das mesmas ( se as houver)

Pagamento – é a ultima fase deste contrato e consiste no envio, pelo comprador, do numerário(ou de
um documento que o substitui)

Outros documentos também utilizados em encomendam das mercadorias


Para além da nota de encomenda, utiliza se, por vezes documentos como a nota de venda, a
requisição e a ordem de compra.
A nota de venda utiliza se também no comercio por grosso. É emitida pelo vendedor, através dos
caixeiros-viajantes que visitam os clientes informando os dos seus pedidos de encomenda. Este
documento é emitido pela empresa vendedora e o triplicado fica na posse do caixeiro da praça
ou do caixeiro-viajante.
A requisição é um documento emitido pelo comprador e que este utiliza para levantar, de imediato
as mercadorias do armazém do vendedor. Este documento é correntemente utilizado no
comércio de retalho.

A ordem de compra é um documento através do qual o comprador indica ao seu corretor ou ao seu
comissário as mercadorias que pretende que eles adquiram para si.