Você está na página 1de 1

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARCARENA • a região I corresponde às soluções insaturadas, ou seja,

CURSO PRÉ-VESTIBULAR qualquer ponto dessa região indica que a massa de KNO 3
DISCIPLINA: QUÍMICA dissolvido é menor que o coeficiente de solubilidade;
• a região II corresponde às soluções supersaturadas, ou seja,
PROFESSOR: LUCIVALDO MOREIRA
qualquer ponto dessa região indica que a massa de KNO 3
ASSUNTO: COEFICIENTE DE SOLUBILIDADE dissolvido é maior que o coeficiente de solubilidade;
• a curva de solubilidade é a fronteira entre as regiões I e II, e
Soluções qualquer ponto dessa curva indica que a massa de KNO 3
Nas soluções, o disperso recebe o nome de soluto e o dissolvido é igual ao coeficiente de solubilidade, indicando que
dispersante, de solvente. Assim, numa mistura de água e a solução está saturada.
açúcar, por exemplo, o açúcar é o soluto e a água é o solvente. Exercício
1- Utilize a curva de solubilidade do sal A para responder às
Dissolução questões.
Vamos estudar um pouco mais sobre as soluções a) Qual o coeficiente de solubilidade desse sal a 90 °C? E a 30
líquidas de solutos sólidos. °C?
O processo de dissolução ocorre por que as moléculas
do solvente bombardeiam as entidades periféricas do soluto, b) Suponha a preparação de uma solução saturada de A em 100
arrancando-as e mantendo-as dispersas, devido principalmente g de água, a 90°C, e o posterior resfriamento, a 30 °C. Qual a
ao fenômeno da solvatação, ou seja, a entidade arrancada fica massa de sal que ficaria separada, formando a fase sólida, a 30
rodeada de moléculas do solvente. °C?
Observe no exemplo a seguir o que acontece na
dissolução do cloreto de sódio:
NaCl(s) → Na+(aq) + Cl-(aq)

Coeficiente de solubilidade
Entende-se por coeficiente de solubilidade (Cs) a
quantidade (geralmente em gramas) de soluto necessária para
saturar uma quantidade padrão de solvente, em determinadas
condições de temperatura e pressão.
A variação do Cs, de uma substância em função da
temperatura pode ser avaliada graficamente. As curvas obtidas
num sistema de coordenadas recebem o nome de curvas de
solubilidade.
Vamos analisar a curva de solubilidade do nitrato de
potássio (KNO3) mostrada a seguir, que foi construída de
acordo com os dados da tabela, obtidos experimentalmente:

2- Foram agitados 39 g de nitrato de cálcio com 25 g de água a


18 °C. O sistema resultou heterogêneo e por filtração foram
obtidos 57,5 g de solução saturada. Calcule o Cs do sal a 18°C.

3- A determinada temperatura, o Cs do iodeto de sódio é de 180


g /100 g. Calcule a massa de água necessária para preparar uma
solução saturada que contenha 12,6 g desse sal na temperatura
considerada.

4- Foram misturados e agitados 200 g de sulfato de amônio


com 250 g de água, resultando num sistema heterogêneo que,
por filtração, forneceu 5 g de resíduo. Calcule o Cs do sal na
temperatura em que a experiência foi realizada.