Você está na página 1de 9

1

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA CÍVIL


DA COMARCA DE SÃO LUÍS DO MARANHÃO

Natureza do Processo: APURAÇÃO DE HAVERES


Número do Processo: 0031/2015
Autor: Dilmaria da Silva
Ré: Comercial Norte Sul Ltda.

Yuri Adaildo Rodrigues Sousa, perito do juízo, legalmente qualificado nos autos
acima identificados, honrosamente nomeado para o encargo de realizar a prova pericial
técnica sobre o assunto em referência, vem em obediência ao que determina o Código
de Processo Civil, nos artigos n°s 464 e 477 e as Normas Brasileiras de Contabilidade -
Perícia e Perito Contador (NBC TP 01 e NBC PP 01 respectivamente) de 27 de
fevereiro de 2015.

Sendo a principal função de perito proporcionar ao meritíssimo Juiz, todos os elementos


elucidativos das controvérsias suscitadas nos autos, principalmente das que por pontos
cruciais ou essenciais, sem o conhecimento das quais o Sr. Juiz não poderá se
pronunciar adequadamente. Dentro desse aspecto, apresentam-se as respostas aos
quesitos, sempre procurando se isentar do entendimento da aplicabilidade das normas
legais por se tratar de mérito especificamente do Magistrado, o que enseja se abstrair
das indagações concernentes à interpretação das leis.

Tendo concluído os serviços, vem à presença de Vossa Excelência apresentar o Laudo


Pericial Contábil.

LAUDO PERICIAL CONTÁBIL

I) OBJETO E OBJETIVO DA PERÍCIA

A perícia teve como objeto “determinar o valor dos haveres do sócio Dilmaria da Silva
em 31.12.2014, para fins de pagamento, o qual detém 20% (vinte por cento) das quotas
do capital da empresa Comercial Norte Sul Ltda., de acordo com o que estabelece o
Contrato Social”.
2

O presente laudo tem como objetivo apresentar o resultado da perícia realizada nos
livros, demonstrativos contábeis e documentos contábeis da citada empresa, proveniente
dos levantamentos, exames e análises dos mesmos, para determinar o quantum
corresponde aos 20% (vinte por cento) das cotas do capital de propriedade do sócio
Dilmaria da Silva na sociedade, empresa Comercial Norte Sul Ltda., em 31. 12.2014,
para fins de pagamento.

II) ANÁLISE TÉCNICA E CIENTÍFICA REALIZADA

Na aplicação dos procedimentos periciais nos documentos e livros contábeis da empresa


(Livros Diário, razão, Registro de Entrada de Mercadorias e de Registro de Saída de
Mercadorias), de pesquisas, análises, levantamentos e confrontação de dados, foi feito
com base nos Princípios Contábeis e Normas de Contabilidade, fundamentalmente o
Princípio Contábil da Competência, que define o que deve ser reconhecido com receitas
e despesas de um determinado período contábil, com o objetivo de apurar o resultado do
referido período.

A Resolução CFC n° 750/93 – Redação dada pela Resolução CFC n° 1282/10, diz:

Art. 9° O Princípio da Competência determina que os efeitos das


transações e outros eventos sejam reconhecidos nos períodos a
que se referem, independentemente do recebimento ou
pagamento.

Parágrafo único. O Princípio da Competência pressupõe a


simultaneidade da confrontação de receitas e de despesas
correlatas.

Não obstante, foi necessário que a perito efetuasse a partir do Balanço Patrimonial em
31.12.2014 apresentado pela empresa Comercial Norte Sul Ltda., os devidos ajustes,
levantando o Balanço Patrimonial ajustado contemplando as ocorrências verificadas
pelo exame da documentação contábil, as conciliações e extratos bancários, bem como
demais dados relacionados às atividades operacionais da empresa, constatado pela
perito, da data de 31.12.2014, que não estavam contabilizados pelo regime de
competência.
3

O resultado da aplicação dos procedimentos periciais acima descritos, foi a constatação


de que a contabilidade da empresa deixou de contemplar na apuração do resultado do
exercício em questão, diversos eventos econômicos que alterariam o valor do lucro do
exercício, os quais, estão relacionados abaixo:

1. Despesas de luz, água, telefone e outras, de competência do ano 2014 que


serão pagas em 2015, valor total de R$ 18.000,00;

2. Provisão de férias dos funcionários (com respectivos encargos – 1/3


constitucional, INSS mais FGTS) valor total de R$ 25.000,00;

3. Contabilização a menor de receita no valor de R$ 120.000,00, ref. vendas a


crédito, bem como os tributos correspondentes (ICMS 17% e PIS 1,65% e
COFINS 7,6%), não foram lançados;

4. Débitos trabalhistas que estão sendo questionados na justiça: valor da causa


R$ 50.000,00;

5. Juros e multa sobre obrigações tributárias em atraso: valor de R$ 8.000,00;

6. A empresa apurou os custos de vendas de seus produtos, pelo método UEPS, e


não efetuou nenhum ajuste. Ocorre que a empresa deve fazer o custeamento dos
produtos vendidos pelo método do custo médio. Este, inclusive é aceito pela
legislação do IR. A movimentação de estoque no exercício teve a configuração:
estoque inicial de 30.000 unidades de produtos, com custo médio de cada
produz, de R$ 10,00; as compras no ano foram de 120.000 unidades ao valor da
última compra de RS 20,00 unidade, e vendeu 115.000 unidades. Fazer o
custeamento pelo custo médio.

7. Ajuste nas despesas de depreciação referente ao item prédios e edificações


que foi calculada numa taxa a maior;

8. Efetuar o ajuste do IRPJ e CSLL do período. A empresa é tributada em Lucro


Real.
4

No quadro abaixo, apresenta-se o Balanço Patrimonial ajustado, contemplando as


ocorrências listadas acima, contabilizada (como se fossem) para demonstrar o
verdadeiro valor do Patrimônio Líquido, em 31.12.2014.

BALANÇO PATRIMONIAL AJUSTADO


ATIVO SALDO INICIAL AJUSTES SALDO FINAL
Disponibilidades 112.107,00 - 112.107,00
Estoque 400.000,00 230.000,00 630.000,00
Clientes 425.600,00 120.000,00 545.600,00
Despesas períodos seguintes 24.000,00 - 24.000,00
Investimentos 50.000,00 - 50.000,00
Prédios e Edificações 300.000,00 - 300.000,00
Outros imobilizados 186.029,00 - 186.029,00
Depreciação acumulada (143.000,00) (12.000,00) (155.000,00)
ATIVO TOTAL 1.354.736,00 338.000,00 1.692.736,00

PASSIVO SALDO INICIAL AJUSTES SALDO FINAL


Fornecedores 242.418,00 18.000,00 260.418,00
Obrigações trabalhistas e sociais 48.000,00 75.000,00 123.000,00
Obrigações tributárias 73.000,00 109.460,00 182.460,00
Empréstimos e financiamentos 79.274,00 - 79.274,00
Capital Social 500.000,00 - 500.000,00
Reserva de Lucros 45.000,00 - 45.000,00
Lucros acumulados 367.044,00 135.540,00 502.584,00
PASSIVO TOTAL 1.354.736,00 338.000,00 1.692.736,00

III) METODOLOGIA E DILIGÊNCIAS REALIZADAS

A metodologia adotada para os trabalhos periciais compreendeu; exames do contrato


social e alterações, outros documentos fiscais, registros e livros fiscais e contábeis;
diligências para fins de obtenção de elementos comprobatórios, efetuar lançamentos
contábeis (como se fossem), elaboração de demonstrativos e do Balanço Patrimonial
ajustado em 31.12.2014, para apurar o valor real do patrimônio da empresa e cálculo do
quantum correspondente aos haveres do sócio Dilmaria da Silva (verificações, exames,
cálculos, diligências e apurações feitas mediante elaboração do planejamento da perícia
que pode ser observado no Anexo 01 – Planejamento da Perícia).

As diligências realizadas constituíram-se de:

1 – exame dos livros Diário e Razão, Livros de Registro de Entradas e Saídas, Notas
Fiscais referentes aplicações e recursos, guias de pagamentos dos impostos e tributos,
5

encargos sociais e todos os documentos pendentes de pagamentos e recebimentos em


31.12 2014.

2 – confrontação dos Registros no livro de Inventário com o levantamento in loco dos


itens de estoques e também com o valor contabilizado, bem como os processos que
correm na Justiça do Trabalho contra a empresa, referente contingência trabalhista.

IV) RESPOSTAS AOS QUESITOS

IV. 1) QUESITO DO JUIZ

Pode o perito informar se o que está demonstrado no Balanço da empresa Comercial


Norte Sul Ltda., em 31.12.2014 representa o valor do patrimônio líquido real?

Resposta: Não. O valor do Patrimônio Líquido demonstrado no Balanço Patrimonial em


31.12.2014 juntado aos autos, fls. xx, está incorreto pelo motivo da não contabilização
de vários eventos econômicos (fatos contábeis) ocorridos no exercício de 2014, os quais
devem ser computados na apuração do resultado do referido exercício, o que não
ocorreu. Portanto, verifica-se que apuração do resultado de 2014, está em desobediência
ao Princípio Contábil da Competência e não representa o patrimônio real da empresa
Comercial Norte Sul Ltda.

Os eventos econômicos não contabilizados, são os relacionados a seguir:

• Despesas de luz, água, telefone e outras, de competência do ano 2014 que serão pagas
em 2015;

• Provisão de férias dos funcionários (com respectivos encargos – 1/3 constitucional,


INSS mais FGTS)

• Contabilização a menor de receita (tributos não foram lançados)

• Débitos trabalhistas que estão sendo questionados na justiça;

• Juros e multa sobre obrigações tributárias em atraso;

• Erro na soma do inventário de estoques;

• Depreciação referente ao item prédios e edificações que foi calculada numa taxa a
maior.
6

IV.2) QUESITOS DO AUTOR

1- Pode o perito contador efetuar o cálculo do valor da participação atualizada do


sócio em questão no capital da requerida em 31.12.2014?

Resposta: Sim. Após a constatação da não contabilização de alguns fatos contábeis


por parte da Comercial Norte Sul Ltda (ré), e posterior contabilização pela perito,
apresenta a seguir o Patrimônio Líquido ajustado, na data 31.12.2014, a saber:

PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital Social 500.000,00
Reserva de Lucros 45.000,00
Lucros acumulados 502.584,00
Total do Patrimônio Líquido 1.047.584,00

Como o sócio Dilmaria da Silva detém 20% (vinte por cento) de participação no
Patrimônio líquido da Comercial Norte Sul Ltda., o quadro a seguir detalha os haveres
atualizados do referido sócio, no montante de R$ 209.516,00 (duzentos e nove mil, e
quinhentos e dezesseis reais e oitenta centavos).

Haveres do sócio Dilmaria da Silva na Comercial Norte Sul Ltda.


Data Base 31/12/2014
DISCRIMINAÇÃO Valor Base R$ Valor Haveres 20%
Pro Labore a receber - -
Participação no capital social 500.000,00 100.000,00
Quotas a integralizar - -
Reserva de lucros 45.000,00 9.000,00
Lucros acumulados 502.584,00 100.516,80
TOTAL DOS HAVERES 1.047.584,00 209.516,80
7

2- Pode o perito contador do juízo, informar se a participação no capital da


sociedade está integralizado?

Resposta: Sim. A empresa Comercial Norte Sul Ltda, teve seu registro na JUCEMA, em
15/10/2005 sob o nº 20000005-1, conforme Contrato Social, tendo a seguinte
composição social do capital quando da sua constituição, demonstrado no quadro
abaixo:

QUADRO SOCIETÁRIO
Nome dos sócios Participação no capital Valor em R$
Jota Cascadura 40% 200.000,00
Dilmara Lula da Silva 40% 200.000,00
Dilmaria da Silva 20% 100.00,00
TOTAL 100% 500.000,00

A integralização foi realizada em dinheiro, no ato do negócio, conforme está


estabelecido no Contrato Social, correspondente ao valor total de R$ 100.000,00, que
representa os 20% de participação no Capital Social da empresa conforme lançamento
no livro Diário da empresa, com data de 15/10/2005. Ressalte-se também que não houve
alteração do capital do período da sua constituição até a data de 31/12/2014.

3- Os livros contábeis e fiscais da empresa atendem os requisitos legais?


Resposta. Não. Após o exame dos livros contábeis e fiscais constatou-se que a
empresa na sua contabilização não atende aos requisitos legais, pois foram
identificados alguns fatos contábeis lançados de forma indevida que alteraram
significativamente o Balanço Patrimonial e consequentemente a Demonstração do
Resultado do Exercício.

4- O réu mantém escrita contábil regular?

Não. Constatou-se com a perícia contábil realizada que a ré não mantém escrita
contábil regular, bem como também não atende aos requisitos legais exigidos pela
contabilidade. Entre as irregularidades encontradas tem-se a não contabilização de
alguns fatos o que prejudicou os haveres dos sócios, além do que, o método de
custeio utilizado pela Companhia (UEPS), não é aceito pelo Fisco, fez-se necessário
o recálculo pelo método média ponderada corrigindo as falhas encontradas.
8

5- Pode o perito contador informar se há débito ou crédito do sócio retirante,


referente a empréstimos efetuados na sociedade.

Resposta. Não. Foi possível verificar através das diligências feitas e apresentadas no
item III deste laudo que o sócio Dilmaria da Silva não apresenta débito ou crédito
referentes a empréstimos tomados ou empréstimos efetuados na sociedade. Adendo ao
exposto foi possível verificar que o sócio em questão recebia um valor mensal de R$
2.500,00 (dois mil e quinhentos reais)e que não há saldo de pró –labore e conta corrente
(devedora ou credora) do sócio.

IV.3) QUESITO DO RÉU.

Não constam quesitos do réu no referido processo.

V) CONCLUSÕES DA PERITO.

A contabilidade requerida apresenta algumas falhas e incorreções, as quais foram


identificadas no exame pericial, tendo a perícia como base os Livros Diário e Razão,
Livros de Registros de Entradas e Saídas, na documentação fiscal e contábil, nos
balancetes e no Balanço Patrimonial levantado pela empresa em 31/12/2014, o qual não
apresentava a verdadeira posição patrimonial, sendo portanto, ajustado em função dos
eventos econômicos (fatos contábeis) constatados que não estavam contabilizados,
conforme o item II deste laudo.

Ressalte-se que as incorreções e falhas detectadas nas Demonstrações Contábeis em


questão, mesmo sendo erro de essência, não são suficientes para que desqualifiquem a
contabilidade da empresa, visto que, o Livro Diário e os demais Livros Comercial e
Razão atendem a legislação e as exigências da política contábil.

Com base no Balanço Patrimonial Ajustado, demonstrado no item II, demonstramos


para fins de laudo, o Patrimônio Líquido da empresa Comercial Norte Sul Ltda., em
1/12/2014.

PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital Social 500.000,00
Reserva de Lucros 45.000,00
Lucros acumulados 367.044,00
Total do Patrimônio Líquido 912.044,00
9

Então, a apuração dos haveres do sócio Dilmaria da Silva em 31/12/2014, será


demonstrada como segue:

Haveres do sócio Dilmaria da Silva na Comercial Norte Sul Ltda.


Data Base 31/12/2014
DISCRIMINAÇÃO Valor Base R$ Valor Haveres 20%
Pro Labore a receber - -
Participação no capital social 500.000,00 100.000,00
Quotas a integralizar - -
Reserva de lucros 45.000,00 9.000,00
Lucros acumulados 502.584,00 100.516,80
TOTAL DOS HAVERES 1.047.584,00 209.516,80

CONCLUSÃO FINAL DA PERITO

Portanto, esta perito concluiu conforme a demonstração acima, que o valor correto
apurado sobre os haveres do sócio Dilmaria da Silva, na empresa Companhia do Brasil
Ltda, corresponde a importância de R$ 209.516,80 (duzentos e nove mil reais e
quinhentos e dezesseis reais e oitenta centavos) referente aos 20% que o mesmo detém
das quotas do capital social da empresa em questão.

Nada mais havendo a considerar, encerro este Laudo Pericial Contábil constituído de 09
páginas, que ao final assinado, ao mesmo tempo em que esta perito se coloca ao dispor
do Juízo e das partes para eventuais esclarecimentos que se façam necessários.

São Luís 05 de janeiro de 2018

____________________________________________

Yuri Adaildo Rodrigues Sousa

CRC/MA nº 001718-1

CPF-MF. 256.456.236-00