Você está na página 1de 11

DOS DIREITOS E GARANTIAIS FUNDAMENTAIS INDIVIDUAIS E

COLETIVOS

28/09/2017
O direito de resposta está amparado pela CF/1988, mais precisamente no
capítulo destinado aos direitos e garantias fundamentais, art. 5º, incisos IV, V,
XIII e XIV, bem como no capítulo V, art. 220, §1º.
Visa neutralizar consequências danosas resultantes de exercício abusivo da
liberdade de imprensa, com a finalidade de preservar tanto os direitos da
personalidade quanto assegurar a todos, o exercício do direito à informação
exata e precisa.
Cumpre reforçar, de acordo com o entendimento da Suprema Corte, em voto do
Rel. Ministro Celso de Mello, no RE 136861, o direito de resposta não será
invocado tão somente nas hipóteses de fatos ilícitos penal ou civil, mas também
quando a informação for de interesse público.
Destaca-se o julgamento da Suprema Corte Argentina, que atendendo um
recurso de um renomado Constitucionalista, determinou pelo seu direito de
resposta para que um programa de televisão pudesse ler uma carta baseada em
um direito da comunidade cristã católica, após um de seus convidados ter feito
severas críticas as figuras sagradas da religião católica. (STF, RE 136861).

Ponderação de interesses: interesses e valores jurídicos não tem caráter


absoluto, devendo ser ponderados e conciliados à luz da proporcionalidade
quando em conflito prático segundo os princípios da concordância, Min. Cézar
Peluso, Inq. 2424, julgado em 2008.
Nesse julgado, por maioria de votos, o STF afastou a preliminar de ilicitude das
provas obtidas mediante a instalação de equipamento de captação acústica e
acesso a documentos no ambiente de trabalho, qual seja, escritório de
advocacia, durante a madrugada. Os Ministros vencidos entenderam que a
invasão do escritório profissional, que é equiparado à casa, no período noturno
estaria em confronto com o previsto no art. 5º, inciso IX da CF. A maioria
vencedora entendeu pelo princípio da proporcionalidade, por ser escritório vazio,
amparada na necessidade da promoção de fins legítimos de ordem pública.
A turma vencedora mencionou o direito de inviolabilidade ao escritório
profissional, nos termos do art. 5º, inciso X e XI da CF/1988 c/c art. 7º, inciso II
da Estatuto da Advocacia, porém tal inviolabilidade cede lugar quando o próprio
advogado seja suspeito da prática de crime consumado no local de trabalho.

29/09/2017
Direitos fundamentais são inalienáveis, irrenunciáveis, incaducáveis, indivisíveis,
porém em determinadas situações, tais garantias poderão ser facultativas, não
podendo interpretar que todos os direitos e garantias são indisponíveis.

Apenas cumpre ressaltar a inexistência de hierarquia entre direitos


fundamentais.

Os militares, por fazerem parte de instituição com regras diferentes ou


peculiares, merecem tratamento jurídico diferenciado. Aqui é o chamado
“relação especial de sujeição”. Há outros como os funcionários públicos civis,
internados em estabelecimentos públicos. Ana Aba Catoira.

O Poder Legislativo poderá regular e restringir direitos e garantias fundamentais,


ainda que não seja expressamente autorizado pela Constituição Federal. Há
normas de eficácia contida, o qual caberá em lei infraconstitucional sua
regulação ou restrição. Ex. o livre exercício de qualquer trabalho, art. 5º, inciso
XIII, atendidos as qualificações profissionais que a lei estabelecer. A profissão
de Advogado, por exemplo, somente poderá ser exercida se preencher os
requisitos da lei 8.906/94, havendo assim uma restrição ao exercício dessa
profissão.
A lei da biossegurança (11.105/05), regula um direito fundamental, qual seja,
aspectos relativos à vida, em exemplo são as pesquisas com células-tronco.

Teoria do impacto desproporcional se resume em que toda e qualquer prática


governamental, empresarial ou semi-governamental, de cunho administrativo ou
legislativo que discrimine indiretamente direitos e interesses de categorias de
pessoas, deve ser combativa por ferir o princípio da igualdade material, ainda
que não seja a intenção.

1:00 hora.

Quais são os direitos sociais insculpidos na CF?


Educação, moradia, saúde, alimentação, trabalho, transporte, lazer, segurança,
previdência social, proteção à maternidade e a infância e assistência aos
desamparados.
Compete ao Presidente da República a criação de órgãos públicos, conforme
enunciado do art. 61, §1º, inciso II, e da CF/1988. Também se aplica por simetria
em âmbito estadual.

Ao Direito à saúde, permite a garantia judicial de tratamento excepcionalmente


oneroso não previsto no âmbito da política do SUS, em razão da incidência do
princípio do mínimo existencial.

35 minutos.

O Conselho de Defesa Nacional é um mero órgão consultivo do Presidente da


República, de modo que sua manifestação não se torna requisito de validade
para demarcação de terras indígenas em regiões de fronteiras.
Os assuntos relacionados são sobre a Soberania Nacional e a Defesa do Estado
democrático.
Tão somente opina.
Tombamento é considerado uma forma de preservação do patrimônio cultural
intangível. Lembrando que não é a melhor forma. Existem outros meios do Poder
Público preservar o patrimônio cultura, quais sejam: inventários, registros,
desapropriação, vigilância, etc. A previsão está no art. 216, §1º da CF.
30 minutos
No dia 29/09/2017 estudei por 2 horas e 5 minutos

30/09/2017

O Legislador conferiu tratamento diferenciado alguns grupos de pessoas, como


às mulheres (lei Maria da Penha), aos idosos (estatuto do Idoso) e a menor
(ECA).
A lei Maria da Penha veio para dar efetividade ao dispositivo do §8º do art. 226
da CF/1988, conforme julgado do STF na ADC 19, Min. Rel. Marco Aurélio,
julgado em 09/02/2012, o qual declarou pela constitucionalidade dos artigos 1º,
33 e 41 da Lei Maria da Penha.

O MP deverá intervir em todos os processos de interesse dos povos indígenas,


art. 232 da CF/1988.
É vedado constitucionalmente a transferência de índios de seu próprio habitat,
salvo “ad referendum” do Congresso Nacional, em caso de catástrofe ou
epidemia que põe em risco sua população OU no interesse da Soberania, após
deliberação do Congresso Nacional, garantido em qualquer hipótese, o retorno
imediato logo que cessar o risco. Redação do §5º do art. 231 da CF/1988.

O Estado em relação aos cultos religiosos e igrejas. A CF/1988 veda sua


intervenção no sentido de embaraçar-lhes seu funcionamento ou manter com
eles aliança ou dependência, SALVO, NA FORMA DA LEI, a colaboração do
interesse público, conforme dispõe o art. 19, inciso I da CF/1988

Em matéria de direito intertemporal e direto adquirido, a CF/1988 através da


jurisprudência do STF tem aplicado a teoria subjetiva, ou seja, aplica-se
objetivamente em face de toda e qualquer lei infraconstitucional, todavia, é
relativizada no tocante às instituições ou institutos jurídicos, não havendo assim
que se falar em direito adquirido.

Em todas as quebras de sigilo de comunicações telefônicas, é indispensável


a fundamentação, sob pena de nulidade (teor do art. 5º da lei 9.296/96). O sigilo
telefônico não possui caráter absoluto, podendo ser violado por autorização
judicial ou de comissão parlamentar de inquérito para fins de investigação
criminal ou de instrução processual penal. Atenção quanto a “instrução
processual penal”.
Também se aplica para os sistemas de comunicação telemática e informática,
art. 1º, parágrafo único da lei 9.296/96.

01:25 hr.

Princípio da vedação do retrocesso: uma vez garantido um direito humano


no ordenamento jurídico, notadamente no texto constitucional, não poderá mais
retirá-lo da sociedade ou daquele Estado.
Está implicitamente relacionado ao sistema internacional de direitos humanos.

32:00

No dia 30/09/2017 estudei por 1 hora e 57 minutos


01/10/2017
Lembrando que há a competência privativa da União em legislar, bem como a
competência concorrente entre essa e os Estados e Distrito Federal.

Na competência concorrente, a competência da União limitar-se-á a estabelecer


normas gerais. Na ausência, os Estados exercerão a competência legislativa
plena, para atender suas peculiaridades, todavia, na superveniência de lei
federal sobre normas gerais, suspende a eficácia da lei estadual, no que for
contrária aquela.
Federalismo assimétrico tem por finalidade estabelecer tratamento e níveis de
poderes e competências diferentes entres os Entes da Federação, ex. Art. 3º,
inciso III da Cf/1988 (um dos objetivos da República Federativa do Brasil é
erradicar a pobreza e reduzir as desigualdades sociais e regionais), bem como
o art. 45, §1º (limite de quantidade de deputados das unidades da Federação,
através de lei complementar).
Quando o estado-membro ou também conhecido como ente da Federação,
violar o princípio da autonomia municipal, poderá sofrer intervenção da União de
acordo com a redação do texto constitucional do art. 34, inciso VII, alínea “c”.
Tribunal de contas da união é um controle externo a cargo Congresso Nacional.
Não se trata de um órgão público, apesar das controvérsias.

1:02 horas.

02/10/2017
Sistema bicameral: Congresso nacional exercido pela Câmara dos Deputados e
pelo Senado Federal.
A proposta de emenda constitucional será discutida e votada em dois turnos em
cada casa do congresso nacional, separadamente, considerando-se aprovada,
se obtiver em cada pelos menos 3/5 dos votos dos respectivos membros,
conforme consoante do art. 60, §2º da CF/1988.
Comissão parlamentar de inquérito (CPI) poderá ser ampliada seu objeto,
desde que tenha relação com o que foi constituído no início. Julgado do STF Inq.
2.245 e, 2007, Min. Rel. Joaquim Barbosa.
As conclusões da CPI serão encaminhadas ao MP para que promova a
responsabilidade civil ou criminal dos infratores.
A CPI é o instrumento pelo qual o Congresso Nacional utiliza para investigar
fatos de natureza civil e/ou criminal de seus parlamentares.
Inciso XXX do art. 7º da CF/1988 não se trata de norma absoluta, podendo ser
relativo de acordo com a súmula 683 do STJ, quando possa ser justificada pela
natureza das atribuições do cargo a ser preenchido.
42 minutos.

O Poder Judiciário se divide em órgãos: STF, CNJ, STJ, TST, TRF, TRT, TJ,
Juízes Federais, do Trabalho, Eleitoral, Militar e Estadual.
A atividade jurisdicional será ininterrupta.
O defensor do ato ou texto impugnado, nas ações diretas de
inconstitucionalidade é a AGU – Advocacia Geral da União, conforme preceitua
o texto constitucional do §3º do art. 103 da CF.
Amicus curiae, nos processos de ação direta de inconstitucionalidade e de
declaratória de constitucionalidade, bem como até mesmo na ação de arguição
de descumprimento de preceito fundamental, será facultativo a critério do
Relator, que por despacho irrecorrível poderá permitir sua intervenção, desde
que considere relevante a matéria e a representatividade dos postulantes. Essa
é a redação do §2º do art. 7º da lei 9.868/99.
Súmula vinculante: por provocação ou ofício, o STF por decisão de 2/3 de seus
membros poderá aprová-las, após reiteradas decisões sobre matéria
constitucional.
A súmula terá efeito vinculante aos demais órgãos do Poder Judiciário e à
administração pública direta e indireta nas esferas federais, estaduais e
municipais.
A aprovação, revisão ou cancelamento da súmula poderá ser proposta pelos
legitimados da ação direta de inconstitucionalidade.
MP – é uma instituição. São princípios institucionais do MP a unidade,
indivisibilidade e a independência funcional. Há quem defende que se trata do
quarto poder.
O Ministério Público abrange:
1) O MP da União que compreende o: MPF, MPT, MPM e Ministério Público
do DF e Território.
2) O Ministério Público dos Estado
O chefe do MPU é o Procurador Geral da República
O chefe do MPE e do DF e Territórios é o Procurador Geral
Em caso de intervenção da União sobre os Estados, será necessário a
representação do Procurador Geral da República, na hipótese do art. 34, inciso
VII. Essa é a redação do art. 36, inciso III.
O disposto do art. 93 aplica-se, no que couber, ao MP.
Existe o Conselho Nacional do MP.
1:22 horas.
Bloco de Constitucionalidade = consiste em normas de material constitucional,
mas não necessariamente fazem parte formal da Constituição. Até servem como
paradigma para o controle de constitucionalidade. Ex. tratados internacionais de
direitos humanos.
Para haver o controle de constitucionalidade, é necessário que haja violação da
Constituição. Se uma norma ofende uma lei, porém não a Constituição,
estaremos diante de uma norma interposta. O STF tem posicionado que não
cabe controle abstrato de constitucionalidade por violação a norma
infraconstitucional interposta, sem ocorrência de ofensa direta à Constituição.
Liberdade de expressão: direito constitucional que não possui caráter absoluto,
conforme posicionamento do STF. Não poderá abrigar manifestação de
conteúdo imoral que implica ilicitude penal. Aqui não consagra o direito a
incitação ao racismo.
Princípio da reserva do plenário, previsto no art. 97 da CF, não se aplica ao
STF e sim aos tribunais através de seus respectivos órgãos especiais.
O STF exerce o controle difuso de constitucionalidade através de recurso
extraordinário.
1:22 horas.

A ordem econômica fundada na valorização do trabalho e da livre iniciativa.


A lei reprimirá a dominação do mercado, a eliminação da concorrência e o
aumento arbitrário dos lucros, consoante dispõe o §4º do art. 173 da CF/88.
Cabe ao Estado regular, normatizar a atividade econômica, cabendo ao mesmo
a fiscalização, o incentivo e o planejamento.

A lei maria da penha informa em seu texto normativo, mais precisamente no


art. 16 que as ações serão por representação da vítima, podendo renunciar à
representação ante do recebimento da denúncia. Todavia, O STF em 2012 no
jugado da ADI 4424 entendeu que o MP poderá dar prosseguimento na denúncia
penal independente da representação da mulher.

Multiculturalismo prega o respeito às diferenças culturais e não aceita os


valores homogêneos, ou seja, impostos os interesses da classe dominante.
Em relação a interculturalidade é uma perspectiva do multiculturalismo.
As comunidades indígenas têm o direito de viverem de acordo com os seus
costumes e tradições, independente de violar a moral e os bons costumes.
Teria da eficácia externa ou também conhecida como horizontal, que é a
aplicação dos direitos fundamentais entre particulares.
O efeito cliquet nada mais é que a aplicação do princípio da vedação do
retrocesso, ou seja, uma vez garantido um direito humano, não poderá mais ser
revogado. Aqui está mais relacionado aos direitos sociais.
O STF já pacificou que se uma pessoa necessita de tratamento médico
adequado, para garantir seu direito à saúde, conforme previsão Constitucional,
é dever da União, dos Estados e Municípios providenciá-lo.
Constitucionalismo>movimento evolutivo da criação das Constituições.
Evolução das mesmas.
1:22 hs.

Nesse dia eu estudei 4 horas e 8 minutos.

03/10/2017
Fiz uma revisão de todas as matérias estudas até o presente momento.
Princípio democrático é quando todo o poder emana do povo, art. 1º, p. ú. Da
CF/1988.
O MP é compreendido como uma função essencial à justiça, conforme art. 127
da CF e não um Poder.
Preceito fundamental = não somente se trata dos princípios insculpidos na CF
em seus artigos 1 ao 4, mas como leciona José Afonso da Silva: “todas as
prescrições que dão o sentido básico do regime constitucional”.
Direitos e garantias fundamentais estão alocados nos artigos 5 ao 17 da CF.
Na lei orgânica do MP (8.625/1993) dispõe que compete ao MP exercer outras
competências, inciso XII do art.3. Segundo o STF se refere-se a competências
relacionadas à sua função Constitucional.
São órgão de execução do MP: O PGR, O Conselho Superior do MP, os
Procuradores de Justiça e os Promotores de Justiça.
Corregedoria Geral do MP é o órgão orientador e fiscalizador das atividades
funcionais dos membros do MP.
1:06 hs.

04/10/2017
O ministro Celso de Melo em um de seus votos, fundamentou que os direitos e
garantias fundamentais não possuem caráter absoluta e de que nenhum desse
direito poderia ser exercido em detrimento dos interesses da ordem pública de
terceiros.
Apesar do caput do art. 5º, prever os direitos e garantias fundamentais à
pessoas físicas brasileiras e estrangeiras residentes no País, o posicionamento
do STF é de que também se aplicam às pessoas jurídicas e aos estrangeiros em
trânsito.
Todos são iguais perante a lei, conhecido como igualdade formal, porém existe
a igualdade material, ou seja, é necessário conferir tratamento desigual para
igualar.
44:00 minutos.

05/10/2017
A respiração e o batimento cardíaco não excluem o diagnóstico da morte
cerebral. Dr. Thomaz Rafaela Gollop.
Feto anencéfalo não possui potencialidade de vida, conforme relatado pelo Min.
Marco Aurélio na ADPF 54.
Como o aborto que é crime que tutela a vida em potencial, o feto anencéfalo não
se trata de vida potencial, não podendo ser protegido.
Inviolabilidade domiciliar, direito amparado pela CF/1988. Segundo o STF,
“casa”, engloba motéis, hotéis, escritórios e congêneres, desde que privado não
aberto ao público.
Nos termos da constituição federal, art. 143, é obrigatório a prestação de serviço
militar. Os que alegarem, no tempo de paz e após alistado, imperativo de
consciência decorrentes de convicções religiosas, filosóficas e políticas, as
forças armadas, nos termos da lei, atribuirão serviços alternativos.
Serviço Militar, consistente em atividades desempenhadas pelas Forças
Armadas da Marinha, Exército e Aeronáutica.
Nos termos da lei infraconstitucional nº 8.239/1991, entende-se por serviço
alternativo o exercício de atividades de caráter administrativo, assistencial,
filantrópico ou mesmo produtivo.
O não cumprimento de tais obrigações, implica na perda dos direitos políticos
conforme redação da Carta Constitucional no art. 15, inciso IV. Todavia, na lei
acima, dispõe o §2º do art. 4 tão somente a suspensão.
01:15 hs.
Importante destacar que interceptação telefônica não se confunde com quebra
de sigilo, pois na primeira se trata de gravações de conversas presentes e futuras
enquanto que na segunda se refere a acesso de dados passados.
As CPIs, órgãos não investidos de poderes jurisdicionais podem até determinar
a quebra de sigilo de dados telefônicas, porém não podem no que se refere a
interceptação telefônica.
Interceptação telefônica e a prova emprestada. Dados obtidos através das
interceptações telefônicas para investigação criminal ou processual penal
poderão ser utilizados em processo administrativo disciplinar envolvendo a
mesma ou as mesmas pessoas, objeto da escuta, ou contra outros servidores
relacionados.
Segundo o entendimento do STF, a administração penitenciária poderá
proceder com a quebra do sigilo da correspondência remetida pelos
sentenciados, respeitado a norma inscrita do art. 41, p. ú. Da lei 7.210/1984, não
havendo que se suscitar o princípio da inviolabilidade do sigilo para salvaguardar
práticas ilícitas. HC 70.814, Rel. Min. Celso de Melo, D.J. 24/06/1994.
A irretroatividade da lei não será invocada por entidade estatal que a tenha
editada. Enunciado da súmula 654 do STF.
41 minutos.
Já entendeu o STJ que a Fazenda Pública não poderá exigir prestação de fiança,
garantia real ou fidejussória para a impressão de notas fiscais dos contribuintes
em débito por ferir as garantias do livre exercício do trabalho, ofício ou profissão,
da atividade econômica e do devido processo legal.
O princípio duplo grau de jurisdição trata-se de uma garantia constitucional
implícita.
Ao Estrangeiro, mesmo residente no exterior, lhe é assegurado a impetração
do HC e MS.
Impossível impetração de HC em favor de pessoas jurídicas em razão de que
não ameaça direta ou indiretamente de sua locomoção. HC 88.747, Rel. Min.
Ayres Britto, D.J. 29/10/2017. Entretanto, a PJ poderá impetrar HC em favor de
pessoa física.
Admite-se impetração de HC contra ato de particular. Rogério Sanches Cunha,
Processo Penal prático, 2ª ed. P. 180.).
O STF já entendeu pela impetração de MS contra lei dotadas de eficácia imediata
e capazes de afetar direito subjetivo.
Não compete ao STF conhecer originariamente MS contra atos de outros
tribunais.
O MS não é instrumento substitutivo a ação de cobrança.
O que pese o MS não ser impetrado contra ato judicial, passível de recurso ou
correição, o STF abrangeu a rigidez e tem admitido quando do ato judicial
impugnado puder resultar dano irreparável desde logo cabalmente demonstrado.
A competência para julgar MS contra ato das turmas recursais dos JEC é das
mesmas e não do STF.
Em 2013 o STF entendeu que o impetrante do MS poderá desistir do seu
prosseguimento a qualquer tempo, independente de decisão judicial.
NO HD é imprescindível a prova anterior do indeferimento.
01:05 hs.