Você está na página 1de 58

Conceitos básicos de eletricidade

Potência elétrica
Definimos a potência elétrica (P) pela
relação entre a quantidade de energia
transformada (∆E) e o correspondente
intervalo de tempo (∆ t).
Potência elétrica

P → Potência elétrica (W)


E → Energia (J)
t → tempo (s)

Forma comum de expressar a energia elétrica (Kwatt por hora) –


Empresas de Energia

E (kW-Hra) = P(kW) * T(Hrs)


Potência elétrica absorvida por um
componente elétrico

P(watt) = V (volts) * I (ampère)

Volts = Energia / Carga


Ampère = Carga / Tempo
Eficiência de Operação - Ƞ

Ƞ = (P de saída / P de entrada) * 100%

P de entrada P de saída
n-1 n-2 n-3 n-m

Ƞ -total = n-1 * n-2 * n-3 * .....n-m


Resistência e Condutância

• Resistência (R): Oposição relativa ao movimento de


partículas carregadas em um condutor [Ohm].

• Condutância (G) descreve a facilidade relativa com a


qual as partículas carregadas se movem em um meio
[Siemens].
1ra Lei de Ohm

• 1ra Lei de Ohm: estabelece que a corrente em um


condutor aumenta à medida que a força motriz aplicada
ou diferencia de potencial (V) é aumentada ou à medida
que a oposição para o movimento de carga (R) é
diminuída.

• V=I*R
– V [Volts]
– R[]
– I [A]
Exercícios

1 Se o deslocamento de uma carga positiva de 16


C do ponto “b” para o ponto “a” Requer uma
energia de 0.8 J, encontre Vab (diff de potencial)?

2 Se o deslocamento de uma carga X do ponto


“a” para o ponto “b” requer um trabalho de 36J,
encontre Vab; para X igual a (i) -6 C e (ii)
+12C
3 Quantos elétrons são necessários para formar
uma carga de -232 pC (carga do elétron: -
1,6 * 10^ - 19 C)
4 O fluxo de elétrons (no mesmo sentido) por
um condutor é de 38.4 * 10^20 por minuto.
Qual é a intensidade da corrente ?

5 A corrente máxima que um equipamento


eletrônico suporta é de 15 A. Poderá
suportar um fluxo constante de cargas de 60
000 C/hora?

6 Quanto tempo pode uma bateria de 12v


fornecer 250 A para um motor , se esta
bateria possui 4 10^6 J de energia
química.?
7 Encontrar a Energia total consumida em
um ano (365 dias) por uma TV de 200 W
que fica ligado 5h por dia ( Rpta em W-hra)

8 Dois cargas (Q1 e Q2) a uma distancia de 2


m apresenta uma força de repulsão de 3.6N
. Qual é a forca de repulsão para uma
distancia de 10m.
9 Determinar a potencia de um sistema elétrico,
que possui uma voltagem cte. De +5V e uma
corrente i(t) = t^2 + 4, no período entre t0=1
até t1=3.
Classificação de Materiais
Quanto a sua natureza condutiva, materiais
podem ser classificados como condutores,
isolantes e semicondutores.
O que dá esta propriedade aos materiais é o
arranjo de suas bandas de energia e como elas
estão preenchidas

A condutividade depende do número de


elétrons disponíveis.
Condutores e isolantes
Condutores elétricos

Meios materiais nos quais as cargas elétricas


movimentam-se com facilidade.

Isolantes elétricos ou dielétricos

Meios materiais nos quais as cargas elétricas


não têm facilidade de movimentação.
Estrutura de bandas de semicondutores e
isolantes
As bandas de energia completamente ocupadas por elétrons são
chamadas de bandas de valência.

A banda parcialmente preenchida é chamada de banda de condução.

Banda de
Banda de
condução vazia
condução vazia

Banda de
Espaçamento
} entre {
as bandas
Banda de
valência valência
preenchida preenchida

Semicondutores Isolantes
Condução em termos de bandas

Banda de condução
Banda de condução Banda de condução vazia
completa ou vazia
parcialmente cheia > 4 eV
~ 4 eV
Banda de valência Banda de valência Banda de valência
completa completa completa

Metais Semicondutores Isolantes

O elétron-volt é uma unidade de medida de energia.


Equivale a 1,602 x 10-19 J. Seu símbolo é eV. (1V = 1J / 1C)

Por definição, um elétron-volt é a quantidade de energia cinética ganha por um


único elétron quando acelerado por uma diferença de potencial elétrico de um
volt, no vácuo.
Efeito da temperatura sobre a resistividade
elétrica de metais
Com o aumento da temperatura, aumentam as
amplitudes das vibrações cristalinas, aumentando o
espalhamento dos elétrons. Aumentando a Resistência.

Elétron
Elétron

Ligas metálicas são materiais com propriedades metálicas que contêm dois ou mais
elementos químicos sendo que pelo menos um deles é metal.
Efeito da temperatura sobre a resistividade
elétrica de metais

T = Tx – 20º C
Efeito da temperatura sobre a resistividade
elétrica de metais
PPM: Partes por milhão por grau Celsius
Efeito de impurezas sobre a resistividade
elétrica de metais

A presença de impurezas deforma a rede cristalina,


aumentando o espalhamento dos elétrons. A resistência
se incrementa.

Elétron Elétron
Resistores
Resistores são componentes eletrônicos cuja
principal finalidade é controlar a passagem de
corrente elétrica.

Denomina-se resistor todo condutor, no qual


a energia elétrica consumida é transformada
exclusivamente, em energia térmica (Efeito
Joule).
Segunda lei de Ohm
R= r. L/A

R: valor da resistência ()


r : resistividade do material (.m)
L: comprimento do material (m)
A: Área da secção transversal (m2).
Resistividade Elétrica

L
A

RA r = resistividade

r A = área da secção

L L = comprimento
Condutividade Elétrica (G)

1

r
Metais   ≈107 G (Ωm)-1

Isolantes  10-10 ≤  ≤ 10-20 (Ωm)-1

Semicondutores 10-6 ≤  ≤ 104 (Ωm)-1


Constituição do Resistor
 A resistência elétrica é diretamente
proporcional ao comprimento do condutor

 A resistência elétrica é inversamente


proporcional à secção transversal do condutor

 A resistência elétrica depende do material do


condutor.
rL
R
A
Resistividade a 20 °C de alguns
materiais
Material Resistividade (.m)

• Cobre • 1,77.10-8
• Alumínio • 2,83.10-8
• Bismuto • 119.10-8
• Prata • 1,63.10-8
• Níquel • 7,77.10-8
• Nicromel • 99,5.10-8
Resistividade eletrica

Isoladores Semicondutores Condutores

Quartzo 10^17
Exemplo
Pretende-se que um fio de 0.20 cm de diâmetro
transporte uma corrente de 20 A. A potência máxima
dissipada ao longo do fio é de 4W/m (watt por metro).
Calcule a condutividade mínima possível do fio em
(Ω.m)-1 para esta aplicação.

Potência: P = i V
Por outro lado , R = ρ . ℓ/A e ρ = 1/σ

Combinando as equações obtém-se,


P = i^2 . ρ . ℓ/A = i^2. ℓ / (σ . A) => σ = i^2. ℓ / (P.A)
sabendo que,
P= 4W (em 1m); i= 20 A ; ℓ = 1m; raio = 0.10 cm
A= ∏ (0.0010 m)^2 = 3,14 x 10-6 m^2

Tem-se,
σ >= i^2.ℓ / (P.A) = (20A)^2 (1m) / (4W) (3,14 x 10-6 m^2)
= 3,18 x 10^7(Ω.m) ^-1
Processos de Fabricação
Por deposição de filme de Fio resistivo enrolado
material resistivo

 Resistência de carbono
aglomerado  Resistência bobinada
 Resistência de película
de carbono  Resistência bobinada
 Resistência de película vitrificada
metálica
Resistores de carbono aglomerado

Estes resistores são fabricados utilizando uma


mistura de pó de grafite com um material
neutro (talco, argila, areia ou resina acrílica). A
resistência é dada pela densidade de pó de
grafite na mistura.
O acabamento deste componente é feito com
camadas de verniz, esmalte ou resina.
Características
Desvantagens Vantagens
 Apresenta baixa
precisão.
 Tolerâncias de 5%, 10  baixo custo de 3 a 6
e 20 %. vezes menor que os
 A oxidação do de película metálica.
carbono pode
provocar a alteração
do valor nominal da
resistência.
 Apresenta altos níveis
de tensão de ruído.
Resistor de película de carbono

Este componente é fabricado pela


deposição em vácuo de uma fina película
de carbono cristalino e puro sobre um
bastão cerâmico.
Resistor de película de carbono
Vantagens
Estes resistores são bastante precisos.
 Apresentam baixos níveis de ruído.
Apresentam grande estabilidade nos circuitos.
São fabricados com tolerância de ± 1%
Alcançam valores de 100 M .
Resistor de película metálica

Este componente é fabricado de um modo muito


semelhante ao do resistor de filme de carbono, o
qual é substituido por uma liga metálica que
apresenta alta resistividade ou por um óxido
metálico. A película normalmente é inoxidável, o
que impede a variação do valor da resistência
com o passar do tempo. Pode ser fabricado em
espiral o que aumenta a resistência.
Características
Vantagens Desvantagens

 Apresentam grande  alto custo


precisão

 Tolerâncias entre 0,1% e  baixa potência de


2%. dissipação.
Apresentação
Resistor bobinado

O fio condutor é enrolado em um tubo


cerâmico e para evitar curto-circuito entre as
espiras, é feito o recobrimento do fio com
esmalte que suporta altas temperaturas.
Características
Vantagens Desvantagens

 Baixo custo.  Grandes dimensões

 Alta dissipação de  Baixa precisão


potência.
Resistor bobinado vitrificado
O processo de fabricação é o mesmo do resistor
bobinado, tendo como diferenças que o tubo
onde é enrolado o condutor é vitrificado e a
isolacão entre as espiras é feita com uma camada
de material vítreo de grande espessura. Isto
permite um melhor isolamento térmico da
resistência de outros componentes que podem
interferir em suas características elétricas.
Material vítreo:
Se caracterizan por presentar un aspecto sólido con cierta dureza y rigidez
y que ante esfuerzos externos moderados se deforman de manera
generalmente elástica
Apresentação

 Resistência bobinada

 Resistência bobinada
vitrificada
Representação de potência em resistores

A maior tamanho maior a potencia de dissipação


Resistores variáveis
Também existem resistores com valores variáveis.
Estes componentes são bastante empregados em
controle de volume, controle de fontes de
alimentação e em filtros. São conhecidos por
“Trimpots”, “potenciômetros” ou “reostatos” e
podem ser fabricados tanto com películas de
carbono, metálicas ou por fio enrolado.
A variação da resistência é obtida pela variação
do comprimento do condutor ou pela área da
película metálica definida entre o cursor e os
terminais do componente.
Apresentação

trimpot

potenciômetro
deslizante

Reostato
(maior potencia)
potenciômetro
giratório
Conexão - potenciômetro
Representação gráfica
A representação de um resistor está associada
à sua principal característica de dificultar a
passagem de corrente elétrica. Ocorreram
variações nesta representação na década de
70 por isso apresentamos as duas
representações, que podem ser encontradas
em circuitos elétricos.
Representação gráfica
Esquema da posição dos anéis de
valores
Diagrama de cores na capa de um resistor

25 k Ohm +/-5%

460 k Ohm +/-1%

276 Ohm +/-5%


Curva Característica
A curva característica de
um resistor é dada pela
35

1° lei de Ohm 30
Resistência

Tensão (V)
25
V=R.I 20


15

10
Onde: 5

0
V: tensão aplicada 0 1 2 3 4 5 6 7
Corrente (A)
R: Resistência
I: Corrente
Outros resistores : LDR
(Light Dependent Resistor)

A parte sensível à luz, no LDR, é


uma trilha ondulada feita de sulfeto
de cádmio. A energia luminosa
inerente ao feixe de luz que atinge
essa trilha, provoca uma liberação
de portadores de carga elétrica
além do normal, nesse material.
Essa quantidade extra de
portadores faz com que a
resistência do elemento diminua
drasticamente conforme o nível de
iluminação aumenta.
Termistores
Um resistor sensível à
temperatura é chamado de
termístor. A relação
geralmente é direta, porque
os metais usados têm uma
coeficiente de temperatura
positivo. O material mais
usado é platina.
Termistores PTC e NTC
• Os termistores PTC e NTC são um caso particular, visto que em
vez de metais usam semicondutores.

• PTC (Positive Temperature Coefficient)


É um resistor dependente de temperatura com coeficiente de
temperatura positivo. Quando a temperatura se eleva, a
resistência do PTC aumenta.

• NTC (Negative Temperature Coefficient)


Também é um resistor dependente da temperatura, mas com
coeficiente negativo. Quando a temperatura sobe, sua
resistência cai. NTC são usados em detectores simples de
temperaturas, e instrumentos de medidas.
Termistor NTC
Efeito Termoelétrico
• Em 1821 o físico Thomas Johann Seebeck estudava
fenômenos termoelétricos e descobriu um efeito de
conversão de energia.
• Thermoeletric generator (TEG), gerador termoelétrico ou
Seebeck são termos utilizados para definir um dispositivo de
estado sólido responsável por converter energia térmica em
energia elétrica devido ao efeito denominado Seebeck.
• Esse efeito produz uma força eletromotriz devido à diferença
de temperatura de materiais condutores ou semicondutores.
• A magnitude da tensão do TEG é diretamente proporcional à
diferença de temperatura.
TERMOPAR
Varístor
• Um varistor ou VDR (
do inglês Voltage Dependent
Resistor) é um componente
eletrônico cujo valor
de resistência elétrica é uma
função inversa da tensão
aplicada nos seus terminais.
Isto é, a medida que a
diferença de potencial sobre o
varístor aumenta, sua
resistência diminui.
• Montados em paralelo com o circuito que se
deseja proteger, impedem que surtos de
pequena duração os atinjam, por
apresentarem uma característica de "limitador
de tensão".
• O VDR protege o equipamento a jusante
desviando a sobretensão, ou sobrecorrente,
para o terra, pois comporta-se como um
curto-circuito submetido a altas tensões.
Sensor de Força Resistivo
(FSR)
• Quanto maior a
pressão no sensor,
menor é a resistência
medida. Sem
pressão, a resistência
ultrapassa 1Mohm.