Você está na página 1de 28

Teatro

da Cerca
de São

out nov dez


Bernardo

2010
A diversidade de propostas marca uma vez mais a pro-
gramação do TCSB neste trimestre: teatro, dança, cinema
(ficção e documentário), formação artística, para além de
um congresso e da apresentação de uma revista de poesia.
Entre as mais de duas dezenas de iniciativas agendadas e
as cerca de 50 sessões abertas ao público, dois momentos
merecem particular destaque. Em primeiro lugar, o acolhi-
mento da terceira residência artística do TCSB. De-
pois do Teatro O Bando e de Vera Mantero, é agora a vez da
coreógrafa Joana Providência partilhar com o público
de Coimbra os elementos mais marcantes do seu percurso
criativo, que ultrapassou recentemente os vinte anos. O
programa inclui quatro espectáculos distintos (entre os
quais “Mecanismos”, com o qual iniciou a sua carreira pro-
fissional, e “A Menina do Mar”, a sua última criação acabada
de estrear em Outubro), mas também a exibição de docu-
mentários, conversas com o público e um workshop de
dança contemporânea, que oferecemos à cidade, em parce-
ria com a Bonifrates e o Curso de Estudos Artísticos.
Em segundo lugar, A Escola da Noite estreia a sua quarta
produção do ano, “Noite de Amores Efémeros”,
de Paloma Pedrero. O espectáculo é marcado por três
regressos: o da companhia à dramaturgia espanhola con-
temporânea, o de Sofia Lobo à encenação, quatro anos
depois de um inesquecível “PLAY Beckett”, e o de três
jovens actrizes ao trabalho com A Escola da Noite: Cleia
Almeida (“Profundo” e “Ensalada”, 2005), Neusa Rodrigues
(“O Cerejal”, 2004) e Paula Garcia (“Jacques e o seu amo”
e “Além as estrelas são a nossa casa”, 1999-2000).
Ainda no teatro, saudamos o regresso da Seiva Trupe a
Coimbra, onde não vinha há vários anos. “Eu sou a minha
própria mulher” é uma justíssima homenagem aos cinquen-
ta anos de carreira de Júlio Cardoso, a que nos associamos
com gosto.
O ciclo de cinema Fé?, o espectáculo com que o Lou-
comotiva celebra o centenário da República, a apresen-
tação da revista de poesia Sítio e a apresentação do livro
de Cláudia Galhós sobre Pina Bausch, entre outras pro-
postas – ampliam as possibilidades de escolha e os motivos
de interesse para que nos visite.
Contamos consigo!

A Escola da Noite, Outubro de 2010.


o u t
Fév?
ndoez
Diversas visões sobre a fé (ou as fés) na sua relação com algumas das
questões incontornáveis no estudo das sociedades contemporâneas:
o poder, o corpo, as identidades culturais. Ciclo de cinema organizado
pelo Observatório para a Política da Diversidade Cultural e Religiosa
na Europa do Sul (POLICREDOS), do Centro de Estudos Sociais da
Universidade de Coimbra.
out 04 121 2189
nov 01 08 2ez 06
cinema/debate
Fé?
d 21h30
segundas
POLICREDOS/CES

4 OUT Pedro Almodóvar Má Educação (2004)


comentadora: Madalena Duarte
11 OUT Fatih Akin A Esposa Turca (2004)
comentadora: Silvia R. Maeso
18 OUT Costa-Gravas AMEN. (2002)
comentadora: Júlia Garraio
1 NOV Deepa Mehta Água (2005)
comentadora: Teresa Toldy
8 NOV Peter Mullan As Irmãs de Maria Madalena (2002)
comentadora: Adriana Bebiano
22 NOV Pier Paolo Pasolini O Evangelho Segundo São Mateus (1964)
comentador: José Manuel Pureza
29 NOV Terry Jones A Vida de Brian (1979)
comentador: Eduardo Basto
6 DEZ Spike Lee Malcolm X (1992)
comentadora: Marta Araújo

TCSBar > entrada gratuita, mediante levantamento de bilhetes; lotação


limitada.
out Repúbliscaa:
Por tugueeum
O Sonhoodnarca
M
out
15 a 17
21h30 sext
a e sábado
ingo
16 0 dom
h0

teatro
República Portuguesa: O Sonho de um Monarca
LOUCOMOTIVA Grupo de Teatro de Taveiro

Em Fevereiro de 1908, o Infante de Portugal D. Manuel II subiu ao


poder assumindo a Casa Real portuguesa. A 5 de Outubro de 1910,
o seu reinado chegaria ao fim.
Esta é a história daquele que se tornou no último Rei de Portugal.
“Não quero que me julguem erradamente”, esta não é a história real,
são sim os acontecimentos tal e qual aconteceram, no caso de terem
realmente existido.
D. Manuel II sonha com uma vida ligada às artes; procura a paixão nos
braços de uma actriz inglesa; elabora os planos necessários para ter a
certeza que não precisa de ser Rei; idealiza um Portugal democrático
e republicano; assume-se como Infante, pois acha que ser Príncipe
é coisa de livro infantil; participa em manifestações e grita “abaixo
o Rei”; em suma, um adolescente obrigado a ser Rei, sem nunca o
ter desejado. 

texto e encenação Jorge Geraldo elenco Carlos Geria, Marco


Paulete, Alexandre Oliveira, Fernando da Helena, Luís de Me-
lo, Rafael Videira, Ana Durão, Filipa Cardoso, Cláudia Abreu
cenografia Custódio Rodrigues desenho de luz e luminotecnia
Fernando Pratas criação de som e sonoplastia Adelino Rodrigues
figurinos Loucomotiva produção Loucomotiva
M/12 > 60’ Espectáculo programado pela Câmara Municipal de Coimbra
no âmbito do Protocolo de Gestão do TCSB.
out
r e s i d ê n c i a
ar tísticaa
Joan
r o v i d ê n c ia
P
out
25 a 31
segunda a
domingo

Joana Providência é a terceira convidada para uma residência artística


no TCSB. Ao longo de uma semana, será possível conhecer de perto
alguns dos momentos mais significativos de um percurso criativo de
mais de 20 anos, que articula as linguagens do teatro, da dança, da
música e do vídeo.
Para além dos espectáculos (ver páginas seguintes), o programa inclui:

Consciencialização do corpo e composição coreográfica


[workshop de dança contemporânea] Sala-Estúdio da Bonifrates > 25
a 29/10, 17h-20h; apresentação final no TCSB, 31/10, 16h
árvores [documentário – excertos]
Memórias de experiências quotidianas na voz de Homens e Mulheres
em diálogo com a vida e com a morte. Proposta de Joana Providên-
cia; pesquisa realizada para o projecto “Ladrões de Almas”; realização
e edição: Eva Ângelo
conversa com Cláudia Galhós, Joana Providência e Eva
Ângelo
TCSBar > 28/10, 21h30 > entrada livre
Textos Secretos [instalação vídeo]
A voz real de “amantes, esposos e namorados” convida-nos a percorrer
costumes, tempos e lugares do mundo dos afectos > TCSBar > 29/10,
23h00 (após o espectáculo)
Mão na Boca [documentário]
TCSBar > 30/10, 23h00 (após o espectáculo) > entrada livre
Conversas com o público
TCSBar > a seguir a todos os espectáculos
out 26 21h30 terç
a

26 27
a e quarta
11h 15h terçra escolas
sessões pa

teatro A Menina do Mar


ACE / TEATRO DO BOLHÃO
Esta menina é detentora de dois dons: pode respirar fora de água
como os homens e dentro de água como os peixes. Sempre viveu no
mar e quer conhecer a Terra mas não pode afastar-se muito da água
porque fica desidratada. Além disso tem a sua liberdade condicionada
porque é a bailarina da “Grande Raia”, senhora daqueles mares, que
a traz constantemente vigiada pelos búzios. O seu fascínio pela Terra
e pelo conhecimento de tudo o que existe fora do mar reforçou a
amizade com o menino e juntos sonham, revivem e projectam muitas
aventuras. “A Menina do Mar” é uma narrativa contemporânea, escrita
em prosa poética, um texto emblemático da literatura infanto-juvenil,
que alimenta no leitor/espectador a sede de sonho e do maravilhoso.
Espectáculo com tradução em linguagem gestual.

texto Sophia de Mello Breyner Andresen encenação Joana


Providência dramaturgia Helena Genésio intérpretes Anabela
Sousa, Beatriz Godinho, Filipe Moreira, Paulo Mota, Sandra
Salomé espaço cénico e marionetas Cristóvão Neto figurinos
Lola Sousa desenho de luz Pedro Carvalho banda sonora Rui
Lima, Sérgio Martins
M/6 > 45’ > 6 a 10€ > 3€/aluno nas sessões para escolas
out
29
21h30
sexta

+ Mecanismos
dança Ladrões de Almas
ACE / TEATRO DO BOLHÃO
“Ladrões de Almas” [versão curta] Espectáculo que parte do
conto “Lugar Lugares”, de Herberto Hélder, e de alguns testemunhos
íntimos. O tempo interior, o tempo como passagem, o tempo das
estórias e o tempo intemporal das almas… O que são as almas? Onde
estão? Nos cabides? Nos sapatos? Nos seres que, apesar de ausentes,
este espectáculo torna presentes?
direcção Joana Providência intérpretes Anabela Sousa, António
Júlio, Andreas Dyrdal, Vera Santos desenho de luz José Car-
los Gomes sonoplastia Luís Aly espaço cénico Susete Rebelo
figurinos Catarina Barros adereços Cristóvão Neto realização e
edição vídeo Eva Ângelo co-produção Culturgest

“Mecanismos” Espectáculo de 1989, que marca a estreia profissio-


nal de Joana Providência, produzido pelo Fórum-Dança.
“Gestos como corpos temos todos/ Todos somos corpo/ mal ou
bem o corpo com os variados gestos/ viciados e repetitivos os ges-
tos tiques, gaguêz do corpo/ do corpo fragmentado/ atravessado por
signos autónomos/ autómatos/ o corpo a dizer, a representar, onde
a narrativa coreográfica surge do descontínuo, da justa posição”. (J.P.)
direcção Joana Providência intérpretes Anabela Sousa, Andreas
Dyrdal, António Júlio, Beatriz Godinho, Vera Santos figurinos
Lola Sousa adaptação de luz José Carlos Gomes
M/12 > 60’ > 6 a 10 Euros
out
30
21h30
sábado

dança Mão na Boca


ACE / TEATRO DO BOLHÃO
Sob um palco coberto de terra, é invocado/evocado o universo
ficcional de Paula Rego, perspectivando o corpo enquanto veículo
de uma narrativa preenchida de desejos, medos e tensões. A criação
deste espectáculo ”desenvolveu-se num duplo sentido: por um
lado, constituíram-se como impulsos geradores do processo as
gravuras, os desenhos e as pinturas de Paula Rego e os universos
de conto/fábula/romance que são a sua moldura; por outro lado,
configuraram-se como motes do trabalho as marcas escondidas,
ou menos legíveis, de uma memória: os seus medos, os seus sons,
o seu imaginário”.

direcção Joana Providência intérpretes Anabela Sousa, António


Júlio, Vera Santos assistência de direcção Paula Castro apoio
dramatúrgico Zeferino Mota figurinos Rute Moreda, Lola Sousa
desenho de luz José Carlos Gomes
M/12 > 50’ > 6 a 10€
ACESSO
através do Pátio da Inquisição
ou a partir da Rua da Sofia, pela
Ladeira do Carmo
ESTACIONAMENTO nos Parques
do Mercado e do Bota Abaixo
Teatro AUTOCARROS 1A, 2A, 2F, 2T, 4, 5,

da Cerca
6, 7, 7T, 10, 11, 11C, 19, 24, 24T, 25,
27, 28, 29, 30, 36, 36F, 42 e 103

de São CONTACTOS E RESERVAS

Bernardo
Teatro da Cerca de São Bernardo
3000-097 COIMBRA Portugal
tel. 239 718 238
fax 239 703 761
telm. 966 302 488
geral@aescoladanoite.pt
www.weblog.aescoladanoite.pt
www.aescoladanoite.pt
3 10 17
Má Educação A Esposa Turca O Sonho de um Monarca
filme/debate filme/debate LOUCOMOTIVA
21h30 21h30 21h30/ domingo 16h00

“Pina Bausch-Ensaio Biográfico” C. N. de Inclusão pelo Desporto


lançamento livro/C. GALHÓS MANDINGA DE IUNA
18h00 9h00/18h00

Cinema de Bairro
filme/debate
21h30

7 14
Água As Irmãs de Maria Madalena
filme/debate filme/debate
21h30 21h30

Noite de Amores Efémeros


A ESCOLA DA NOITE
21h30 / domingo 16h

dez 5 12
Malcolm X
filme/debate
21h30

Noite de Amores... Noite de Amores Efémeros Noite de Amores...


A ESCOLA DA NOITE A ESCOLA DA NOITE A ESCOLA DA NOITE
21h30 / domingo 16h 21h30 / domingo 16h 21h30 / domingo 16h
24 31
AMEN. A Menina do Mar Ladrões de Almas
filme/debate ACE/T. BOLHÃO + Mecanismos
21h30 21h30/11h+15h sessões escolas ACE/T.BOLHÃO
21h30

árvores Mão na Boca


documentário/conversa ACE/T.BOLHÃO
21h30 21h30

workshop de dança contemporânea 16h00

residência JOANA PROVIDÊNCIA

21 28
O Evangelho... A Vida de Brian
filme/debate filme/debate
21h30 21h30

Revista Sítio #6
lançamento revista
18h00

Eu sou a minha própria mulher


SEIVA TRUPE
21h30

19 26
[Em cada trimestre, um(a) convidado(a) d’A Escola da Noite partilha com os
espectadores a(s) sua(s) escolha(s) da programação apresentada.]

a minha escolha
Eloísa Álvarez

Um Outono que apetece.


O nosso entusiasmo cultural renova-se a cada estação seguindo o rit-
mo que nos vão marcando as propostas do TCSB. E, neste Outono, ao
chamariz do cheiro das castanhas assadas no ar ainda tépido com que
nos alicia a rua, vem-se juntar a atracção de participar numa espécie de
Clube de Cinema para descobrir ou para revisitar filmes comentados
por especialistas na matéria.
Mas o puxão para não ceder à tentação de permanecer na poltrona
doméstica dever-se-á sem dúvida à sua programação teatral que acolhe,
nomeadamente, a continuação da festa comemorativa do Centenário
da República, presidida pelo Loucomotiva, de Taveiro, e a sua encena-
ção de O Sonho de um Monarca, e uma nova incursão no universo dos
conflitos pessoais oferecida pela peça Eu sou a minha própria mulher, da
companhia Seiva Trupe.
Sedução especial, no entanto, neste âmbito dramatúrgico, oferece para
mim o regresso ao universo hispânico, lembrando a estreia de esta A
Escola da Noite como grupo independente por ocasião do protago-
nismo que assumiu Coimbra enquanto Capital do Teatro em 1992, data
em que a companhia fez a sua versão cénica do romance Querido Mons-
tro, do escritor aragonês Javier Tomeo, num percurso teatral que cele-
brou García Lorca (1996; 2002) e o venezuelano José Ignacio Cabrujas
(2001; 2005). Agora, trata-se da revelação de Paloma Pedrero e da sua
Noite de Amores Efémeros, programada para 13 de Novembro.
E que alívio sentir a convicção de que já nem tudo o que for espec-
táculo cultural notável integra a órbita da exclusividade de Lisboa e
do Porto!
o
ndezv
Noite des
Amore
Efémeros
nov 13 a 18 segunda a
sexta 21h3
domingo 16
h00
0

teatro
dez 01 a 19 do m in
do 21h30
terça a sába 16h00
go

estreia
Noite de Amores Efémeros
A ESCOLA DA NOITE

Espectáculo 53 d’A Escola da Noite, “Noite de Amores Efémeros”


inclui três peças em um acto da dramaturga, actriz e encenadora
madrilena Paloma Pedrero: “A noite dividida”, “Sozinhos esta noite”
e “Da noite ao dia”.
Três fugazes encontros nocturnos, em que pessoas aparentemente
solitárias, em processo de questionamento da sua identidade, são
confrontadas inesperadamente com desconhecidos, os que as leva
a (re)perspectivarem as suas vidas de um outro modo.
Pode um encontro fugaz ser intenso e perturbador ao ponto de
fazer-nos mudar de vida?

texto Paloma Pedrero tradução e encenação Sofia Lobo elenco


Allex Miranda, Cleia Almeida, Igor Lebreaud, Paula Garcia,
Miguel Magalhães, Neusa Dias cenografia Atelier do Corvo
figurinos Ana Rosa Assunção desenho de luz Danilo Pinto
sonoplastia Eduardo Gama
M/12 > 1h30 > 6€ a 10€
oCuSt
v
B a r
T e outrao
n o
programaç
ã
out 06 12v 1237
no
6 OUT 18h00 entrada livre
“Pina Bausch - Ensaio biográfico”
Apresentação do livro de Cláudia Galhós com projecção de
filmes sobre Pina Bausch, performance de Leonor Barata, conversa
com António Pedro Pita e António Olaio e apresentação do docu-
mentário “Lissabon Wuppertal Lisboa”, de Fernando Lopes.
12 OUT 21h30 entrada livre
“Cinema de Bairro”
Documentário integrado na iniciativa Objectivos de Desenvolvi-
mento do Milénio (ODM).
13 OUT 9h00-18h00 entrada livre
Congresso Nacional de Inclusão pelo Desporto
ASSOCIAÇÃO MANDINGA DE IÚNA (MIA) e FACULDADE DE
CIÊNCIAS DO DESPORTO E EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNIVER-
SIDADE DE COIMBRA (FCDEFUC)
No Ano Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social, pretende-
-se fomentar o debate e a co-responsabilização entre os diversos
intervenientes públicos e privados que operam no combate à ex-
clusão social através do desporto.
Info: associacao.mandinga.iuna@gmail.com
Iniciativa programada pela CMC no âmbito do Protocolo de Gestão
do TCSB.
27 NOV 18h00 entrada livre
Revista Sítio #6
Apresentação do mais recente número da revista literária do
Académico de Torres Vedras (ATV), dirigida por Luís Filipe
Cristóvão.
nov a p
Eu sou
r ó
a minh mulher
p r i a
nov
26 27 21h30
do
sexta e sába

teatro
Eu sou a minha própria mulher
Seiva TrUPE

Para manter a fidelidade ao que sentia, Lothar Berfeld teve coragem


de se travestir de mulher nos regimes despóticos da Alemanha e
assumiu a identidade de Charlotte von Mahlsdorf. Não foi por acaso
que o dramaturgo Doug Wright transformou a curiosa história em
Eu Sou a Minha Própria Mulher, peça escrita para um actor inter-
pretar não só a personagem principal como também as outras 30 que
atravessam a acção.

A peça conta a história verídica da simpática alemã Charlotte Von


Mahlsdorf, que nasceu e cresceu na Alemanha Oriental, montando e
preservando um museu fantástico e mantendo um cabaré clandestino
no porão desse museu, durante os regimes de repressão. Uma personali-
dade comovente, alegre e adorável, que se tornou uma celebridade nos
anos 80. O museu ainda existe em Berlim e está aberto ao público.

texto Doug Wright tradução Maria Teresa Guedes de Oliveira


interpretação Júlio Cardoso versão cénica e encenação João Mota
assistente de encenação Miguel Rosas figurino Carlos Paulo desenho
de luz Júlio Filipe desenho de som José Prata vídeo Flávio Pires
M/12 >110’ > 6€ a 10€
contacte-nos!

HORÁRIO DO TEATRO FICHA DE INSCRIÇÃO


O teatro está aberto ao Quer receber trimestralmente
público das 10h00 às 13h00 e a Agenda do Teatro da Cerca
das 14h00 às19h00. de São Bernardo em sua casa?
BILHETEIRA Quer ser contactado pes-
A bilheteira funciona no soalmente (por um meio à sua
foyer do TCSB, durante o seu escolha: telefone, telemóvel,
horário de abertura e nos sms, e-mail) para informações
dias de espectáculo até ao sobre cada actividade? Inscre-
seu início. É possível adquirir va-se na nossa mailing-list.
bilhetes com antecedência.
É aconselhável a marcação MECENATO
antecipada de lugar. A sua instituição pode apoiar
A Escola da Noite e o TCSB
BAR
financeiramente — através de
O bar do TCSB funciona nos
donativos, bens ou serviços.
dias de espectáculo das
20h30 às 24h00. Seja um agente activo no
desenvolvimento cultural da
LIVRARIA cidade, da região e do país.
É possível adquirir nas instala-
ções do TCSB, para além das SERVIÇO EDUCATIVO
edições d’A Escola da Noite, Se é professor e quer organi-
outras publicações relaciona- zar deslocações de alunos ao
das com teatro. teatro, se procura formação
VOUCHERS especializada na área artística
E porque não oferecer ou pretende apresentar ou-
bilhetes a um amigo, familiar, tros projectos de colaboração,
colaborador ou cliente? tem um parceiro no TCSB.
Teatro
da Cerca
de São
Bernardo
propriedade
Câmara Municipal de Coimbra
companhia residente, gestão e programação
A Escola da Noite
direcção artística | programação
António Augusto Barros
administração | produção
Pedro Rodrigues
direcção técnica
Rui Valente
comunicação | mecenato | serviço educativo
Isabel Campante
imagem
Ana Rosa Assunção
assistência de produção
José Manuel Pinheiro
equipa técnica
Alfredo Santos, Carlos Figueiredo, Danilo
Pinto, Eduardo Gama, João Constantino
elenco
Allex Miranda (estagiário da Cena Lusófona,
com o apoio da Companhia de Teatro de
Braga), Cleia Almeida, Igor Lebreaud, Maria
João Robalo, Miguel Magalhães, Neusa Dias,
Paula Garcia, Sofia Lobo
bilheteira | bar | frente de casa
GATO, CRL.
serviços de limpeza
Cláudia Natividade (Servilimpe)
A Residência Artística de Joana Providência tem o apoio:
grafismo Ana Rosa Assunção créditos (capa; imagem do
espectáculo “Ladrões de Almas”) ACE/TEATRO DO
BOLHÃO, (pág. 6) Alexandre Oliveira, (páginas 4, 8, 10, 12, 18
e 20) Direitos Reservados, (pág. 11) Júlio Moreira, (pág. 13 e
16) Augusto Baptista, (pág. 22) António Alves. Agenda n.º 8 |
impressão Litografia de Coimbra: 7500 exemplares.

mecenas para o serviço educativo:

apoios:

fornecedores oficiais do TCSB:

RESTAURANTE O PÁTIO COIMBRACÓPIA

agradecimentos:

Brigada de Intervenção-Exército Português, Câmara Municipal de Mon-


temor-o-Velho, Câmara Municipal de Tábua, Cena Lusófona, TEUC
A Escola da Noite é uma estrutura financiada por: