Você está na página 1de 13

Pesquisa Operacional

Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira Uma heurı́stica Relax-And-Fix para o
Orientador:
DSc.
Alexandre
Problema da Árvore Geradora Mı́nima
Xavier
Martins Capacitada em Nı́veis

Autor: Ricardo Coelho Ferreira


Orientador: DSc. Alexandre Xavier Martins

Laboratório de Otimização Simulação de Sistemas


Universidade Federal de Ouro Preto

28 Janeiro de 2016
Pesquisa Operacional

1947- Publicação do método Simplex


Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira
Orientador:
DSc.
Alexandre
Xavier
Martins

Figure 1: George Dantzig


Árvores Geradoras Mı́nimas

Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira Um nó é um elemento unitário abstrato.
Orientador:
DSc.
Alexandre
Um grafo é um conjunto de nós e suas interconexões.
Xavier
Martins As interconexões de nós são chamadas de links.
Uma árvore é um grafo sem ciclos.
Dizemos que um nó é filho do outro quando o mesmo é
destino de um arco que tem origem no anterior.
Um nó terminal é chamado de folha, pois se encontra
nas extremidades da árvore, sem ter sucessor.
Uma floresta é um conjunto de árvores independentes.
Utilidade

Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira
Orientador:
DSc.
Alexandre
Xavier Topologia de redes.
Martins
Problemas de logı́stica.
Redes de distribuições de água.
Redução de circuitos elétricos.
Ser aprovado em teoria dos grafos.
Descrição Formal

Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira
Orientador:
DSc.
Alexandre Consideramos uma função custo clij com l=1,2,3, ... , L,
Xavier
Martins denotando a capacidade instalada sobre o arco (i j).
A demanda dos nós é unitária e o fluxo em um arco não
pode ser maior que sua respectiva capacidade.
Neste modelo xij é uma variável binária que indica se
uma facilidade é instalada sobre o arco (i,j)
Modelo Baseado na Capacidade(MBC)

Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira
Minimize:
Orientador:
DSc. L X
n X
n
Alexandre X
Xavier
Martins
clij xlij
l=1 i=0 j=0

Sujeito a:
L P
n
xlij = 1, j = 1, ..., n
P
1
l=1 i=0
L L
zl xlij − zl xlji ≤ 1, j= 1, ..., n xlji ∈ {0, 1}
P P
2
l=1 l=1
MBC Alterado

Autor:
Ricardo
Coelho Alteração no Modelo:
Ferreira
Orientador: A primeira restrição trata da eliminação possibilidade de
DSc.
Alexandre
que, havendo fluxo sobre o arco (i, j) também houvesse
Xavier
Martins
sobre o (j, i).

i
l
fij
l
fji

j
MBC Alterado

Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira
Alteração no Modelo:
Orientador:
DSc.
A segunda restrição adicionada faz com que o link de maior
Alexandre
Xavier
capacidade necessariamente esteja ligado à raiz.
Martins

0
K=3

K=10
r s
Exemplo de solução viável

Autor:
5 6
Ricardo
Coelho
Ferreira
Orientador:
DSc.
Alexandre
Xavier
Martins 8 x15,2 = 1 1 x16,3 = 1 7
x18,2 = 1
x17,3 = 1
2 x11,0 = 1 3
x32,0 = 1
x33,0 = 1
0
Solução inviável

Autor:
5 6
Ricardo
Coelho
Ferreira 0.564
Orientador:
DSc. 0.436
Alexandre
Xavier
Martins 8 0.436 1 1.0 7

1.0 0.05 0.035


0.564

2 0.965 3

0.95
0.534

0
Variações da Heurı́stica

Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira
Orientador:
DSc.
Alexandre Root to leafs(RL) Leafs to root(LR)
Xavier
Martins
Fixar a integralidade dos links Fixar a integralidade dos links
em cada camada da rede, em cada camada da rede,
começando pelos links ligados começando pelos nós
ao nó central e prosseguir até terminais e prosseguir até
chegar aos nós que são folha chegar aos links diretamente
na árvore. ligados ao nó central.
Variações da Heurı́stica

Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira
Orientador: Forest Fix Minimum δ Forest Fix
DSc.
Alexandre
Xavier
Subdividir o grafo em Subdividir o grafo em
Martins componentes conexas ligadas componentes conexas ligadas
ao nó central. ao nó central.
As componentes formam uma As componentes formam uma
floresta onde iremos fixar um floresta onde iremos fixar três
enlace aleatório por subárvore enlaces por subárvore.
gerada até que todo fluxo seja Escolhemos o enlace
inteiro. estimando a variação de custo
por link.
DÚVIDAS ?

Autor:
Ricardo
Coelho
Ferreira
Orientador:
DSc.
Alexandre
Xavier
Martins
”Quem mata o tempo não é um assassino.
É um suicida.”
Millôr Fernandes