Você está na página 1de 16

AVALIAÇÃO

NACIONAL
3/2015

PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS

INSTRUÇÕES
Verifique se sua prova contém falhas, folhas em branco, má impressão, páginas trocadas etc.;
se uma dessas situações ocorrer, peça a um fiscal que troque sua prova.
Confira seu nome na folha de respostas.
Preencha as bolhas com caneta esferográfica azul ou preta.
Forma correta:
Formas incorretas: A A A A
As questões em branco ou com mais de uma resposta assinalada serão consideradas erradas.
Não dobre, não suje e não rasure a folha de respostas.
Na folha de respostas, não utilize o espaço em que se encontra o código de barras.
101390092
<AADDAA DDAA DDABACCBBACCBCDABA ADDAADACB>

9 o
ANO
Ensino Fundamental

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 1 13/07/2015 16:54:26


AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 2 13/07/2015 16:54:26
1. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 12 · Equação do 2º grau. Isolando a 5. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 13 · Equações biquadradas.
incógnita e usando a fatoração A diferença entre a quarta potência da idade de João e o
Um quadrado e um retângulo têm a mesma área. O lado quadrado da idade de Paulo é igual a 12.
menor do retângulo mede 8 cm, e o maior, 32 cm. A Se Paulo e João são gêmeos, então a soma das idades
medida do lado do quadrado, em centímetros, é: deles é:
a) 4 a) 1
b) 2 2 b) 2
c) 4 2 c) 4
d) 16 d) 8
e) 40 e) 16

2. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 12 · Equação do 2º grau – A fórmula 6. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 13 · Equações irracionais
de Bhaskara
Uma mesa retangular tem o maior lado com 1 metro a Uma raiz da equação irracional x2 + 1 = x + 1 é:
mais que o menor lado. Se a área da mesa é 42 m2, então a) – 1
o menor lado mede: b) 0
a) 1 m c) 1
b) 6 m d) 2
c) 7 m e) 4
d) 13 m
e) 26 m 7. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 14 · O teorema de Pitágoras
Em uma região plana, uma pessoa parte de um ponto A
3. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 12 · Equação do 2º grau Relação entre e caminha 12 metros para leste até encontrar o ponto B.
coeficientes e raízes Neste ponto, ela muda de direção, caminhando 5 metros
Uma parede tem a forma retangular. A metade do períme- para o norte até encontrar o ponto C. Deste ponto ela
tro da parede é 8 m, e a área da parede é 15 m2. retorna para o ponto A.
Uma possível equação cujas soluções são as medidas dos
lados da parede é:
a) x2 − 8x + 15 = 0
N
b) x2 + 8x + 15 = 0
c) x2 − 8x − 15 = 0
NO NL
d) x2 − 15x + 8 = 0
e) x2 − 15x − 8 = 0

4. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 13 · Equação fracionária redutível ao


2º grau O L
Um serviço, no valor de R$ 6.000,00, foi contratado por
uma empresa para ser realizado por x trabalhadores,
sendo que o valor total pago pelo serviço seria repartido
em partes iguais entre os trabalhadores. Dois dos trabalha- SO SL
dores desistiram do serviço e, assim, este foi realizado por
(x – 2) trabalhadores, mas o valor do serviço, combinado
em R$ 6.000,00, foi mantido, e essa quantia foi repartida
em partes iguais entre os trabalhadores que realizaram
S
o serviço.
Se cada trabalhador que realizou o serviço recebeu Considerando que a pessoa caminhou sempre em linha
R$ 800,00 a mais do que receberia se ninguém tivesse reta entre os pontos, a distância percorrida pela pessoa
desistido, então o número de trabalhadores que realiza- de C até A, em metros, é igual a:
ram o trabalho foi: a) 3
a) 2 b) 4
b) 3 c) 5
c) 5 d) 7
d) 8 e) 13
e) 15

Avaliação Nacional 3 – 2015 3

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 3 13/07/2015 16:54:32


8. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 14 · Relações métricas no triângulo quer que o comprimento da casa tenha dois metros a mais
retângulo que a frente, como se observa na figura.
Na figura abaixo está apresentado o esquema de um Uma expressão matemática que fornece a área do terreno
pêndulo. que não será usada para a construção da casa, em função
do tamanho da dimensão da frente da casa (x metros), é:
a) A(x) = x2 + 2x + 800
b) A(x) =x2 + 2x – 800
L X L c) A(x) = – x2 – 2x + 800
d) A(x) = x2 + 2x
e) A(x) = 800

10. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 12 · Termometria


Leia o texto.

Impacto do uso do telefone celular na saúde de


crianças e adolescentes
O corpo humano absorve mais facilmente a energia
da radiação acima de 100 kHz, frequência na qual a ele-
troestimulação passa a provocar sensação térmica. Em
Nesse esquema tem-se o pêndulo fixado a uma haste frequências acima de 100 MHz, o atrito entre moléculas
horizontal, em que L é o comprimento do pêndulo e x, em de água provoca aquecimento dos tecidos.
graus, é o ângulo em relação à sua posição de equilíbrio Efeitos térmicos são desejáveis nos procedimentos
(posição em que o pêndulo fica na vertical). cirúrgicos com bisturi de RF, para ablação de tumores
Se um pêndulo tem comprimento 2 metros e x é igual a (temperaturas de 50 °C a 100 °C), e diatermia por ondas
60°, então a distância da extremidade do pêndulo até a curtas para analgesia em fisioterapia. (...) Os efeitos tér-
haste horizontal, em metros, é: micos não devem ser confundidos com a mera sensação
a) 1 de aquecimento da orelha durante as chamadas ao celular.
BALBANI, Aracy Pereira S.; KRAWCZYK, Alberto Luís. Impacto do uso do
b) 2 telefone celular na saúde de crianças e adolescentes. Revista Paulista
de Pediatria, vol. 29, no. 3. São Paulo, setembro, 2011. Disponível em:
c) 3 <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-
05822011000300019>. Acesso em: 12 mai. 2015. Fragmento.
2 3
d)
3 De acordo com o texto, os efeitos térmicos desejáveis
ficam entre as temperaturas de 50 °C a 100 °C. Qual
e) 2 3 o valor dessas temperaturas na escala Fahrenheit,
respectivamente?
9. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 18 · Função quadrática. a) 50°F e 100°F
Uma pessoa possui um terreno na forma retangular. Exa- b) 32°F e 212°F
tamente no centro do terreno ela reservará uma parte na c) 122°F e 212°F
forma retangular para a construção de uma casa. A figura a d) 212°F e 0°F
seguir apresenta um esquema da situação e suas medidas. e) 122°F e 0°F

40 m 11. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 16 · Princípio da propagação retilínea


da luz
Acampar é uma das atividades ao ar livre mais emocio-
nantes e interessantes para as crianças e adolescentes
20 m xm que visitam matas e pequenas florestas com seus guias
(x + 2)m para exploração. Um grupo de adolescentes resolve
acampar em um local com algumas árvores, mas um deles
decide ficar longe delas, com medo de que alguma caia.
Para saber a distância a que deve ficar da árvore, decide
A pessoa está em dúvida quanto às dimensões do terreno verificar o tamanho dela por meio de uma relação com
que serão reservadas para construção da casa, mas ela uma haste de madeira de 1 m. Sabendo que, no mesmo

4 9o ano – Ensino Fundamental

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 4 13/07/2015 16:54:35


momento do dia, a sombra da árvore é de 5 m e a da haste a) CH4, ligações iônicas
é de 0,5 m e o terreno é plano e horizontal, o tamanho b) CH4, ligações covalentes
da árvore será de: c) CH4, ligações metálicas
a) 2,5 m d) CH3, ligações covalentes
b) 5 m e) CH4, ligações coordenadas
c) 6,5 m
d) 4 m 14. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 5 · A formação das moléculas
e) 10 m A existência de compostos é o ponto central da ciência
da química e, por isso, as ligações químicas são o assunto
12. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 17 · Como vemos o mundo fundamental dessa ciência. Além disso, ao ver como as
Um garoto utilizou dois espelhos planos para refletir a ligações se formam, podemos entender como os quími-
luz proveniente de uma caixa. Os espelhos formam entre cos projetam novos materiais. Novos fármacos, produtos
si um ângulo de 90°, e o garoto coloca a caixa entre os químicos para agricultura e polímeros usados para fazer
espelhos de forma que a figura mostra um dos raios de luz, artefatos, telefones celulares e fibras sintéticas tornaram-
proveniente da caixa, que forma um ângulo de incidência -se possíveis porque os químicos entendem como os
de 30° com o espelho vertical. átomos ligam-se para formar moléculas.
O lítio, pertencente à família 1A dos metais alcalinos, é
Espelho 2 um metal altamente reativo e excelente para conduzir
α corrente elétrica. O flúor, pertencente à família 7A dos
halogênios, também é um elemento muito reativo e reage
diretamente comos metais. A ligação feita entre esses
átomos forma um composto:
i = 30°
a) covalente.
b) metálico.
c) gasoso.
d) líquido.
Espelho 1 e) iônico.

Determine o ângulo α de reflexão no segundo espelho, 15. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 6 · Reações químicas
sabendo que os raios de luz representados estão num Nos lagos, a chuva ácida provoca a morte de peixes; nas
mesmo plano. florestas, a destruição das árvores. O próprio solo altera-se
a) α = 30° quimicamente, envenenando as plantações e reduzindo
b) α = 60° as colheitas. As águas subterrâneas são contaminadas.
c) α = 90° Há corrosão e desgaste dos prédios e dos monumentos.
d) α = 150° Por fim, a própria saúde do homem e dos animais é pre-
e) α = 120° judicada, com o aparecimento de várias enfermidades do
sistema respiratório.
13. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 5 · A formação das moléculas O dióxido de enxofre (SO2) presente na atmosfera reage
Uma propriedade que quase todos os átomos possuem com o oxigênio (O2) formando o trióxido de enxofre (SO3),
é a capacidade de se combinar com outros átomos para como ocorre na reação:
produzir espécies mais complexas. Temos visto átomos 2 SO2 + O2 → 2 SO3
de hidrogênio combinarem-se com oxigênio para formar
moléculas de água, e átomos de sódio combinarem- Porém, o trióxido de enxofre (SO3) reage com a água (H2O)
-se com átomos de cloro para formar sal. Em cada uma presente na atmosfera formando o ácido sulfúrico (H2SO4),
dessas substâncias, forças de atração, chamadas ligações o maior vilão da chuva ácida. Indique a alternativa que
químicas, mantêm os átomos juntos. Porém, a maneira contém a reação correta e balanceada.
pela qual os átomos formam essas ligações químicas está a) SO3 + 2 H2O → H2 SO4
relacionada com suas estruturas eletrônicas.
O carbono pertence ao grupo IVA da Tabela Periódica e b) H2 SO4 → SO3 + H2O
combina-se com o hidrogênio, formando um composto que c) SO3 + H2O → H2 SO4
é produzido na decomposição da matéria orgânica pelas
bactérias nos aterros sanitários. Qual a fórmula molecular d) 2 SO3 + H2O → H2 SO4
e o tipo de ligação formada entre esses dois elementos? e) SO2 + H2O → H2 SO3

Avaliação Nacional 3 – 2015 5

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 5 13/07/2015 16:54:37


16. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 5 · Populações 18. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 6 · Comunidades
No gráfico a seguir está representada a relação entre Observe esquema a seguir, que representa uma teia
predadores e presas, de duas espécies de seres vivos em alimentar.
certo ecossistema.
Folhas de vegetais
Número de indivíduos

Gafanhoto

Grilo Aranha
A
Sapo
B
Tempo De acordo com o esquema, é correto afirmar que:
a) o grilo e o gafanhoto são consumidores secundários.
Por meio da observação do gráfico e outros conhecimen- b) são herbívoros três dos organismos dessa teia.
tos de biologia sobre o assunto, é correto afirmar que: c) o sapo pode atuar como consumidor secundário
a) os predadores têm efeito maléfico no ecossistema, e terciário.
pois podem levar as presas à extinção. d) a aranha é o único animal carnívoro dessa teia.
b) a variação das populações permite concluir que esse e) as folhas de vegetais são organismos decompositores.
ecossistema está em desequilíbrio.
c) os indivíduos retratados pela letra A representam as 19. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 13 · Ser ou não ser?
presas, e os retratados pela letra B, os predadores. Leia o texto.
d) a população de predadores sempre ocorre em
maior quantidade que a de presas, o que leva ao Cena do julgamento
desequilíbrio. JOÃO GRILO: É, estão todos muito calmos porque ainda
e) o controle populacional mútuo exercido nessa rela- não repararam naquele freguês que está ali, na sombra,
ção permite a manutenção de todas as espécies esperando que nós acordemos.
envolvidas. PADRE: Quem é?
JOÃO GRILO: Você ainda pergunta? Desde que cheguei
17. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 6 · Comunidades que comecei a sentir um cheiro ruim danado. Essa peste
O esquema a seguir representa de forma simplificada os é um diabo.
estágios de uma sucessão ecológica. SUASSUNA, Ariano. Auto da Compadecida. 17. ed.
Rio de Janeiro: Agir, 1981. Fragmento adaptado.

Considere as funções sintáticas a seguir e identifique a


alternativa correta, com relação ao trecho destacado em
negrito:
a) Peste: sujeito simples; é: verbo de ligação; um diabo:
objeto direto
b) Peste: sujeito simples; é: verbo significativo; um
Estágio I Estágio II Estágio III diabo: objeto direto
c) Peste: sujeito composto; é: verbo de ligação; um
diabo: predicativo do sujeito
d) Peste: sujeito simples; é: verbo de ligação; um diabo:
Encontramos maior biodiversidade e espécies pioneiras, predicativo do sujeito
respectivamente, nos estágios: e) Peste: sujeito composto; é: verbo significativo; um
a) I e II. diabo: objeto direto
b) II e III.
c) II e I. 20. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 13 · Ser ou não ser?
d) III e I. Na frase: “Um vulto com um ponche vermelho e preto
e) III e II roçou a bota por vossa perna...”, do 1º episódio da peça
Macário, de Álvares de Azevedo, o trecho destacado é um:

6 9o ano – Ensino Fundamental

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 6 13/07/2015 16:54:39


a) termo essencial da oração: o sujeito. 23. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 16 · Deixe-me lhe mostrar
b) termo acessório da oração: o objeto direto. Leia o texto.
c) termo acessório da oração: o vocativo.
d) termo integrante da oração: o objeto direto. A hora e vez de Augusto Matraga
e) termo integrante da oração: o objeto indireto. E a casa matraqueou que nem panela de assar pipocas,
escurecida à fumaça dos tiros, com os cabras saltando e
21. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 14 · Stand up miando de maracajás, e Nhô Augusto gritando qual um
Leia o texto. demônio preso e pulando com dez demônios soltos.
GUIMARÃES ROSA, João. Sagarana. Rio de Janeiro:
O homem de cabeça de papelão Nova Fronteira. 2008. Fragmento.
No País que chamavam de Sol, apesar de chover, às
vezes, semanas inteiras, vivia um homem de nome Ante- O fragmento do texto é essencialmente:
nor. Não era príncipe. Nem deputado. Nem rico. Nem a) argumentativo.
jornalista. Absolutamente sem importância social. b) metafórico.
DO RIO, João. O homem da cabeça de papelão. Disponível em: <http: c) apelativo.
//revistaescola.abril.com.br/fundamental-2/homem-cabeca- d) publicitário.
papelao-634370.shtml>. Acesso em: 05 maio 2015. Fragmento.
e) descritivo.
Para aludir à forma desonesta como um homem pode
viver, o autor do texto afirma que Antenor tinha uma 24. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 16 · Deixe-me lhe mostrar
cabeça de papelão. Esse recurso que apresenta um termo Leia o texto.
com o sentido de outro, tendo em vista a relação de
semelhança que se estabelece entre eles, é chamado de: O resto do mundo
a) metáfora. Eu gostaria de ter um pingo de
b) comparação. [orgulho
c) tópico frasal. Mas isso é impossível pra quem come
d) declaração inicial. [entulho
e) definição. Eu vivo como um bicho ou pior que
[isso
22. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 15 · Representando tempos e espaços Eu sou o resto
Leia o texto. O resto do mundo
Eu sou mendigo, um indigente, um
Saiba mais sobre José de Anchieta, o primeiro [indigesto, um vagabundo
professor no Brasil Eu sou... Eu não sou ninguém
Em 1553, chegava ao Brasil aquele que viria a se tornar [...]
o primeiro professor no país: o padre José de Anchieta, que O PENSADOR, Gabriel. O resto do mundo. In: MTV Ao vivo. SONY,
dava aulas para índios na época da Colônia. 2003. Disponível em: <http://www.radio.uol.com.br/#/letras-e-
musicas/gabriel-o-pensador/o-resto-do-mundo/438870>.
Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/folhinha/2013/
Acesso em: 05 maio 2015. Fragmento.
10/1356962-saiba-mais-sobre-jose-de-anchieta-o-primeiro-
professor-brasileiro.shtml>. Acesso em: 05 maio 2015. Fragmento.
De acordo com a letra da canção:
A linguagem utilizada pelo jornal para escrever sobre José a) os bichos deveriam ter uma vida mais digna, mesmo
de Anchieta é: que aqueles que vivem em condições precárias não
a) objetiva, já que se apropria somente de palavras no a tivessem.
sentido denotativo. b) o orgulho é fundamental para que mendigos possam
b) metafórica, já que utiliza a palavra professor de sair das condições subumanas em que vivem.
modo pejorativo. c) o entulho é a sociedade que não ajuda aqueles que
c) subjetiva, já que permite ao leitor entender que vivem em condições precárias, como os mendigos.
havia outros professores no Brasil, antes da chegada d) resto do mundo é uma expressão metafórica para
de José de Anchieta. caracterizar as pessoas que vivem em condições subu-
d) comparativa, já que faz uma analogia entre o Bra- manas, sendo, portanto, somente aquilo que sobra.
sil antes da chegada de José de Anchieta e o Brasil e) o eu lírico coloca-se como alguém muito importante
depois da chegada. e que um dia não será mais o resto do mundo.
e) conotativa, já que a palavra “índios” não está no sen-
tido literal.

Avaliação Nacional 3 – 2015 7

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 7 13/07/2015 16:54:40


25. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 17 · Quem conta um conto... a) observador e personagem.
Leia o texto. b) onisciente e onisciente.
c) personagem e onisciente.
Felicidade d) personagem e personagem.
Felicidade é um stop no tempo que guardamos na e) observador e onisciente.
memória. E é essa memória que nos guia para reconhecer
quando ela aparece de novo. São momentos fugazes que 27. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 18 · Quando eu vim da minha terra
vivem os torcedores diante do gol da vitória, os atletas Leia o texto.
quando rompem a fita de chegada. Tornamo-nos um todo
orgânico e existencial. A qualidade da educação brasileira
MAUTNER, Anna Veronica. Felicidade. Disponível em: <http:// São muitos os problemas que estão presentes na edu-
www1.folha.uol.com.br/fsp/equilibrio/eq2205200320.htm>. cação brasileira, especialmente na educação pública. São
Acesso em: 05 de maio 2015. Fragmento.
diversos os fatores que proporcionam resultados negati-
No parágrafo, a autora do texto utiliza um recurso para vos. Um exemplo disso são as crianças que se encontram
apresentar o tópico frasal. Assinale a alternativa que no 6º ano do ensino fundamental e não dominam habili-
indique qual é este recurso. dade de ler e escrever.
a) causa e consequência FREITAS, Eduardo de. A qualidade da educação brasileira. Disponível em:
b) contestação <http://educador.brasilescola.com/trabalho-docente/a-qualidade-
educacao-brasileira.htm>. Acesso em: 05 maio 2015. Fragmento.
c) alusão histórica
d) conceituação Após o tópico frasal, o texto é desenvolvido por meio de
e) enumeração uma estratégia específica: a exemplificação. Caso fosse
adotada a estratégia da causa e consequência, uma pos-
26. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 18 · Quando eu vim da minha terra sibilidade para o novo texto seria:
Leia os textos. a) “Desinteresse: essa é a palavra que se torna sinô-
Texto I nima de sala de aula.”
b) “Salas desestruturadas professores mal remunera-
O corvo dos e alunos desestimulados: esse o quadro em que
Numa meia-noite agreste, quando eu lia, lento e triste, se encontra o contexto educacional.”
Vagos, curiosos tomos de ciências ancestrais, c) “Em razão da péssima estrutura física, os alunos não
E já quase adormecia, ouvi o que parecia conseguem ficar em uma escola que, muitas vezes,
O som de alguém que batia levemente a meus umbrais. não fornece nem mesmo a merenda.”
“Uma visita”, eu me disse, “está batendo a meus umbrais. d) “Assim como acontece no sistema público de saúde,
É só isto, e nada mais.” a educação também se torna uma área que não
POE, Edgar Allan. O corvo. Tradução de Fernando Pessoa. recebe investimentos.”
Disponível em: <http://www.minerva.uevora.pt/bib-es- e) “Mas não é somente de dificuldades que vive o sistema
campo-maior/docs/livros/o_corvo_poe_pessoa.pdf>.
Acesso em: 05 maio 2015. Fragmento.
educacional. Há também muitos aspectos positivos que
foram desenvolvidos ao longo dos últimos anos.”
Texto II
Quando, no fim, depois de muita gritaria e ira, Núñez 28. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 13 · Os Estados Unidos sob a Guerra Fria
atravessou o curso d’água por sobre uma pequena ponte, Um evento importante envolvendo a ilha de Cuba ampliou
passou por um portão no muro e se aproximou deles, teve a tensão entre EUA e URSS na década de 1960. Esse evento
certeza de que eles eram cegos. Estava convencido de que ficou conhecido por:
essa era a Terra dos Cegos da qual falavam as lendas. A a) Revolução Cubana.
convicção havia se apossado dele, assim como um sentido b) Crise dos Mísseis.
de grande e na verdade invejável aventura. Os três esta- c) Ataque à Baía dos Porcos.
vam parados um ao lado do outro, não olhando para ele, d) Destituição do ditador Fulgêncio Batista.
mas dirigindo os ouvidos para ele, avaliando-o por seus e) Macarthismo.
passos não familiares.
WELLS, Herbert George. Em terra de cego. Contos fantásticos do 29. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 11 · Descolonização da Ásia
século XIX. Org. Italo Calvino. Tradução de Rosa Freire D’Aguiar. Leia o texto abaixo e observe a imagem que o segue.
São Paulo: Companhia das Letras, 2004. Fragmento.
A imprensa divulgava farto material em jornais, revis-
O foco narrativo nos textos I e II são feitos por um narrador, tas e principalmente na televisão, mostrando “ao vivo e
respectivamente: em cores” para todo o mundo as barbaridades cometidas
pelos americanos.

8 9o ano – Ensino Fundamental

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 8 13/07/2015 16:54:40


a) Japão.
b) Índia.
c) China.
© BETTMANN / CORBIS / CORBIS (DC) / LATINSTOCK

d) Coreia.
e) Vietnã.

32. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 12 · China


Leia o texto a seguir.
Quando Mao Zedong deu início à Revolução Cultural,
a China se encontrava em dificuldades econômicas. Era
o ano de 1966. Essa Revolução se declarava contrária a
“quatro velharias”: velhas ideias, velha cultura, velhos
costumes e velhos hábitos.
Essa foto correu o mundo e colocou os Estados Unidos na Apesar de ter um discurso modernizante, a Revolução
berlinda da História. De heróis a assassinos foi um passo. Cultural contribuiu para o (a):
a) estabelecimento da democracia no país.
O texto e a imagem referem-se à: b) reafirmação do poder centralizado nas mãos de Mao
a) independência do Vietnã, em 1954, após a Batalha Zedong.
de Dien Bien Phu. c) liberdade de imprensa e de opinião, até ali inexistentes.
b) Guerra da Coreia, entre 1950 e 1953, que dividiu a d) ampliação da capacidade produtiva do país.
península da Coreia em dois países. e) desenvolvimento de oposições que abalaram o poder
c) Revolução de 1949, na China, em que o país se tor- de Mao Zedong.
nou uma República Popular controlada pelo partido
comunista. 33. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 13 · Os Estados Unidos sob a Guerra Fria
d) Guerra do Vietnã (1955-75), em que os comunistas Leia o texto a seguir.
venceram os EUA, unificando o país. [...] telefonou-me um comissário da polícia federal;
e) independência das Filipinas em relação ao domínio segundo ordem que recebera, avisava-me que eu devia
espanhol no ano de 1950, que contou com apoio aguardar convocação para comparecer, em Washington,
militar norte-americano. perante a Comissão de Atividades Antiamericanas. Éramos
dezenove notificados. […] passei telegrama aos convocado-
30. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 10 · Descolonização da África res, acentuando que tinha em suspenso uma vasta empresa,
Leia o texto a seguir. com prejuízos sensíveis […]. Contudo – concluí –, como
Após a Segunda Guerra (1939-1945), com a desco- declaração prévia, posso desde logo adiantar que não sou
lonização, as fronteiras não foram repensadas. As elites comunista, nem jamais me inscrevi em qualquer partido
coloniais conduziram a independência, que forjou uma ou organização política, sendo apenas o que se chama ‘um
identidade nacional e, nos anos 1960 e 1970, constituiu pacifista’. Espero que isso não chocará (sic) a Comissão.
dezenas de países artificiais como entidades políticas. Atenciosamente, Charles Chaplin.
Maria Odete Brancatelli. Folha de S. Paulo. 26 dez. 1996. Fragmento. CHAPLIN, Charles. Minha vida. Rio de Janeiro:
José Olympio, 1989. Fragmento.
O texto remete ao processo de descolonização da:
a) Ásia. A partir do fragmento apresentado, é possível concluir que:
b) América. a) o clima de liberdade vivido nos EUA era de tal ordem
c) Oceania. democrático que havia tolerância até mesmo a
d) África. comunistas.
e) Europa. b) figuras públicas, personalidades do meio artístico,
foram perseguidas e acusadas de comunistas no con-
31. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 12 · China texto do macarthismo.
Leia o texto a seguir. c) Chaplin era um notório comunista, o que justifica
[...] a primeira fase da Revolução Comunista foi instalar sua convocação perante a Comissão de Atividades
e organizar a Nova Democracia, que transformou, com a Antiamericanas.
ajuda da URSS, a velha sociedade semifeudal em sociedade d) O macarthismo protegia personalidades artísticas
democrata independente. Seu objetivo era acabar com que eram acusadas de atividades antiamericanas e,
a velha condição que os países imperialistas impuseram em especial, de espionagem.
sobre a _____, que era denominada o “quintal do mundo”. e) Chaplin fazia parte de um grupo que praticava a
Com base no texto e nos conhecimentos históricos, é espionagem em favor da União Soviética, por isso foi
possível concluir que o país em questão é o (a): combatido pelo “macarthismo”.

Avaliação Nacional 3 – 2015 9

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 9 13/07/2015 16:54:42


34. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 12 · Os Estados Unidos sob a Guerra Fria Século XX
Martin Luther King, em 1963, liderou a Marcha sobre
Washington, uma manifestação pacífica que reuniu
aproximadamente 250 mil pessoas na capital dos Estados
Unidos. Foi nessa manifestação que pronunciou o famoso
discurso: “Eu tenho um sonho” (“I have a dream”).
O discurso de Martin Luther King e a Marcha sobre
Washington tinham como objetivo:
a) defender o movimento Black Power e os “Panteras
Negras”.
b) uma confrontação bélica com integrantes da Ku-Klux-
-Klan no país.
c) a criação de uma Frente Nacional em defesa do
comunismo nos EUA.
d) o estabelecimento da igualdade civil entre brancos
e afrodescendentes, ou seja, um Novo Código Civil.
e) segregar negros e brancos com a finalidade de aten-
der aos interesses racistas, que dominavam o país.
N
35. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 12 · Os Estados Unidos sob a Guerra Fria
O governo de Ronald Reagan nos EUA (1980/88) foi
Escala
caracterizado por uma política externa que recuperou a 0 1 050 km I
política da Guerra Fria. Integrou este retorno à lógica da
Guerra Fria o (a): Observando os mapas do continente africano, é possível
a) projeto “Guerra nas Estrelas”. inferir que:
b) defesa do neoliberalismo. a) pouca coisa mudou, pois as maiores unidades conti-
c) apoio ao Iraque na guerra contra o Irã. nuam no norte.
d) defesa da globalização. b) a divisão política atual da África não respeitou a
e) oposição ao Sindicado Solidariedade da Polônia. antiga divisão tribal.
c) muitas tribos deixaram de existir ao longo do tempo.
36. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 8 · Viagem pela África e sua história d) existem mais países hoje do que tribos há 500 anos.
Observe os mapas: e) há uma tendência de se diminuir o número de países
com o tempo.
Século XVI
37. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 9 · África: um continente explorado
Sobre as características das regiões subsaarianas africanas,
é correto afirmar:
a) África Ocidental – Essa área é constituída por relevo
montanhoso, formando uma barreira natural para
as massas de ar úmidas, provenientes do mar. Essas
condições climáticas permitem o maior desenvolvi-
mento de atividades agrícolas.
b) África Meridional – A economia dessa região está
fundamentada na extração e na exportação de miné-
rios para abastecer a Europa. A base agrícola é muito
pobre, e os principais produtos cultivados são o algo-
dão e o amendoim.
c) África Oriental – É uma região de terras elevadas, na
qual se alternam montanhas, planaltos e depressões,
e onde surgiram lagos de origem tectônica. A econo-
N mia dos países dessa região é pouco desenvolvida.
A industrialização é pequena, e a renda per capita
Escala é baixa. Apresenta sérios problemas étnicos, com
0 1 050 km
disputas tribais e religiosas.

10 9o ano – Ensino Fundamental

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 10 13/07/2015 16:54:44


d) África Setentrional – O clima predominante na região 39. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 9 · África: um continente explorado
é o equatorial, com a população concentrada ao
longo do litoral. É um conjunto regional pouco indus-
trializado, vivendo das plantations. Exporta algodão,
cacau, tabaco, ouro, diamantes, zinco, café, amen-
doim e madeiras.
e) África Central – Fica na “borda do deserto”, entre o
deserto do Saara e as savanas, portanto possui clima
quente e seco. A população é seminômade e mais da
metade desenvolve atividades agrícolas. Seus solos
rasos e áridos apresentam poucas pastagens para os
rebanhos bovino e caprino.

38. Grupo 6 · Conflitos · Capítulo 9 · África: um continente explorad

1
Escala
0 1 050 km

A região destacada no mapa africano pode ser definida


como:
a) domínio das savanas, com grande biodiversidade
animal, mas ameaçada pela caça e pela degradação
ambiental.
2 b) extensas plantations tropicais, que são exportadas
para abastecer a Europa com alimentos.
N
c) região coberta por uma densa floresta latifoliada,
conhecida como Floresta do Congo.
d) Sahel, região de clima seco e vegetação de estepe. É
Escala
0 1 050 km uma das poucas áreas onde se pode praticar a agri-
cultura no norte da África.
e) paisagem dominada pelo deserto do Saara, e a popu-
As elevações marcadas com os números 1 e 2 correspon- lação é marcada pela influência árabe.
dem, respectivamente, ao (à):
a) cadeia do Atlas e ao maciço Oriental.
b) cadeia do Cabo e aos montes Drakensberg.
c) cadeia do Atlas e ao maciço da Etiópia.
d) maciço da Etiópia e à cadeia do Atlas.
e) cadeia do Atlas e aos montes Drakensberg.

Avaliação Nacional 3 – 2015 11

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 11 13/07/2015 16:54:45


40. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 10 · Ásia: diversidade física, humana O texto anterior descreve a formação vegetal típica do
e econômica clima tropical africano. Assinale a alternativa referente a
Leia o texto: esta paisagem vegetal.
a) Deserto
O número de mortos após o terremoto que atingiu o b) Savana
Nepal no sábado (25/04/2015) passou de 3,8 mil nesta c) Estepes
segunda-feira (27), segundo balanço das autoridades d) Floresta equatorial
locais, informaram o jornal “The New York Times” e a e) Vegetação mediterrânea
“CNN”. Agências e governos internacionais corriam para
enviar equipes de busca e resgate, médicos e remédios ao 42. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 10 · Ásia: diversidade física, humana
país. Dezenas de milhares de pessoas ficaram sem comida, e econômica
água ou abrigo.
O terremoto de magnitude 7,8, o mais violento dos N
últimos 80 anos no país, provocou vários tremores secun-
dários e diversos deslizamentos no monte Everest, onde 18 0
Escala
420 km
pessoas morreram no início da temporada de alpinismo.
Disponível em: <http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/04/
numero-de-mortos-passa-de-3-mil-apos-terremoto-no-nepal.html>. Golfo
Acesso em 27 abr. 2015. Fragmento. Persa
A explicação para o terremoto que causou grandes perdas,
tanto materiais quanto humanas, para essa parte da Ásia

Ma
pode ser:

rV
a) a expressiva exploração do petróleo deixou grandes

erm
buracos no subsolo, que agora estão causando

elh
deslocamentos.

o
b) por ser uma região formada por montanhas muito Mar da
Arábia
antigas, o subsolo passa por transformações, gerando
os terremotos.
c) o Nepal se encontra sobre a cordilheira do Himalaia, O mapa nos mostra um país que hoje é o maior produtor
um dobramento terciário que se formou a partir do mundial de petróleo.
choque de duas placas tectônicas, sendo, portanto, Tem uma população de quase trinta milhões de pessoas
uma região geologicamente instável. e é considerado o berço do Islã, local do nascimento do
d) como nessa região os terremotos não são comuns, profeta Maomé. Possui cerca de 2 milhões de km² de área
a população não estava preparada para eles, o que e é governado por um rei. O nome do país e a região onde
explica o grande estrago. fica são, respectivamente:
e) o grande número de vitimas se deve à intensidade do a) Arábia Saudita e península da Arábia.
tremor, a maior já registrada na Terra. b) Iraque e Mesopotâmia.
c) Arábia Saudita e Anatólia.
41. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 9 · Viagem pela África d) Iraque e península Arábica.
Leia o texto a seguir. e) Irã e Crescente Fértil.
O clima tropical ocupa cerca de metade do continente,
onde apresenta temperaturas elevadas durante todo o 43. Grupo 9 · Conflitos · Capítulo 9 · África: um continente explorado
ano e duas estações bem distintas: chuvosa no verão e As revoltas começaram com manifestações na Tuní-
seca no inverno. A vegetação predominante deste clima sia em dezembro de 2010. No dia 17 daquele mês, o
é uma transição entre a floresta úmida e as áreas áridas vendedor de rua Mohamed Bouazizi se matou, em um
e semiáridas do norte e do sul do continente. Neste domí- ato de protesto contra as condições de vida no país do
nio, a vegetação apresenta árvores e arbustos de portes norte da África.
variados e dispersos na paisagem e plantas rasteiras O ato gerou a mobilização de milhares nas ruas, pres-
(capins e gramíneas) que recobrem o solo (semelhante sionando o presidente Zine al-Abidine Ben Ali a deixar o
ao do cerrado brasileiro). poder, em janeiro. Ben Ali estava no poder havia mais de
LEVON, Boligian; MARTINEZ, Rogério; VIDAL, Wanessa Pires Garcia; 20 anos.
BOLIGIAN, Andressa Turcatel Alves. Geografia espaço e vivência: o espaço
geográfico mundial. 8º ano. 3. ed. reform. São Paulo: Atual, 2009.

12 9o ano – Ensino Fundamental

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 12 13/07/2015 16:54:45


Se seguiram protestos no Egito, que antecederam a d) Caminhar e cantar podem ser soluções, pois nos dis-
queda do presidente Hosni Mubarak, e a um conflito na traem e não nos deixam ver os males da ditadura.
Líbia, que resultou no fim do regime de Muammar Khadafi. e) Somos todos iguais, mas não podemos esquecer de
O conflito também marcou o início do levante na Síria, nossas diferenças, já que alguns vivem nas ruas e
país que hoje é palco de uma guerra civil envolvendo outros no campo.
simpatizantes e opositores do presidente Bashar al-Assad.
Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/ 45. Grupo 7 · Novos rumos · Capítulo 7 · A luta por participação política
2013/12/131213_dg>. Acesso em: 05 mai. 2015. Fragmento. Leia o texto.
O terrorismo afeta o sistema político, e seus efeitos
O texto jornalístico se refere a um movimento conhecido são ainda mais espetaculares sempre que ataca uma
como: democracia. Seja interno ou internacional, o terrorismo
a) Guerra ao Terror. altera o equilíbrio dentro de cada um dos três ramos
b) Primavera Árabe. (executivo, legislativo e judiciário) de governo, e também
c) Guerra dos Seis Dias. causa tensão entre eles. Em especial, torna mais difícil
d) Doutrina Bush. para cada um dos poderes manter a autonomia. (...) a
e) Guerra do Golfo. principal consequência do terrorismo é reforçar o poder do
executivo à custa, principalmente, do judiciário, que pode
44. Grupo 5 · Ligações · Capítulo 8 · Arte na ditadura ser obrigado a assumir uma posição muito subordinada.
No período da ditadura, a arte tornou-se uma forma de WIEVIORKA, Michel. Política e terrorismo. BOTTOMORE, Tom (org.).
protesto, um meio de os artistas demonstrarem sua insa- Dicionário do pensamento social do século XX. Rio de Janeiro:
Jorge Zahar Editor, 1996, pp. 585-586. Fragmento.
tisfação com a política vigente. Em 1968, Geraldo Vandré
escreveu a música Pra não dizer que não falei das flores: Segundo o texto, os efeitos do terrorismo sobre os regimes
democráticos:
Caminhando e cantando a) são positivos, uma vez que fortalecem o espírito
E seguindo a canção nacional na luta contra a injustiça.
Somos todos iguais b) resultam no fortalecimento dos três poderes, cuja
Braços dados ou não autonomia se torna um trunfo na luta contra o
Nas escolas, nas ruas terrorismo.
Campos, construções c) leva à alteração do equilíbrio entre os poderes, com
Caminhando e cantando a supremacia do Legislativo sobre os demais.
E seguindo a canção d) implica na alteração da relação entre os poderes,
com o Executivo se sobrepondo ao Judiciário.
No trecho, o que o artista propõe ao povo brasileiro? e) são nulos, uma vez que os três poderes se reequili-
a) É preciso lutar separadamente, cada qual com seus bram para combatê-los.
interesses.
b) É preciso união e determinação para lutarmos e atin-
girmos uma mudança.
c) Deve-se apenas caminhar e cantar, pois, ao agir con-
tra a ditadura, pode-se sofrer consequências mais
violentas.

Avaliação Nacional 3 – 2015 13

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 13 13/07/2015 16:54:45


Anotações

14 9o ano – Ensino Fundamental

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 14 13/07/2015 16:54:45


Anotações

Avaliação Nacional 3 – 2015 15

AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 15 13/07/2015 16:54:45


AVALIAÇÃO NACIONAL 9º ano.indd 16 13/07/2015 16:54:45