Você está na página 1de 6

1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA


PRÓ-REITORIA ACADÊMICA
CAMPUS URUGUAIANA
CURSO DE ENFERMAGEM

PLANO DE ENSINO

I – DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
1. Universidade Federal do Pampa
2. Campus: Uruguaiana
3. Curso: Enfermagem
4. Docente Responsável: Anali Martegani Ferreira (Contato: analimf@unipampa.edu.br)
4.1 Docentes da disciplina: Anali Martegani Ferreira e Ana Paula Scheffer Schell da Silva
5. Disciplina: Semiologia e Semiotécnica de Enfermagem
6. Código: UR 1308 – 3ª série
5. Carga Horária Teórica: 60 horas (4 créditos)
Total: 75 horas (5 créditos)
Carga Horária Prática: 15 horas (1 crédito)
7. Ano/Semestre: 2011/1
Aula Teórica: Sala 719
6. Pré-requisito(s): Anatomia II, Fundamentos de Enfermagem.
Aula Prática: Laboratório de Enfermagem
Horário: 3ª feiras: 15:30 às 20:30
II – EMENTA
Biossegurança no ambiente de cuidado. Precauções padrão. Sinais vitais nas diferentes fases da vida. Dor
como quinto sinal vital. Propedêutica em Enfermagem (inspeção, palpação, percussão e ausculta). Exame
físico nos diferentes sistemas corporais. Estudo avançado do Processo de Enfermagem com ênfase no
Histórico, Diagnóstico e Planejamento do Cuidado.
III - OBJETIVO(S)
Habilitar o acadêmico para:
- reconhecer situações de risco à saúde no ambiente de trabalho e à saúde do indivíduo.
- realizar as técnicas para o exame físico nos indivíduos nas diferentes fases da vida.
- realizar a avaliação de saúde nos indivíduos nas diferentes fases da vida.
- desenvolver habilidades de escrita dos registros de enfermagem, de forma clara e concisa, com base no
Processo de Enfermagem.
IV – CONTEÚDOS
Unidade 1: Biossegurança no ambiente de cuidado
1.1 Precauções padrão (lavagem de mãos, anti-sepsia das mãos, uso de equipamento de proteção individual)
1.2 Limpeza e desinfecção das áreas internas e externas das instituições de saúde
1.3 Centro de Material Esterilizado (limpeza, desinfeção e esterilização de equipamentos e materiais)
1.4 Segurança do paciente, prevenção e controle de infecções

Unidade 2: Sinais vitais nas diferentes fases da vida e a dor como 5º sinal vital

Unidade 3: Exame Físico em Enfermagem: ferramenta para o levantamento de dados do indivíduo


3.1 Propedêutica: inspeção, percussão, palpação e ausculta
3.2 Ectoscopia, exame físico geral e peculiaridades nas diferentes fases da vida: criança, adulto e idoso.
3.3 Sistema tegumentar
3.4 Tórax, mamas e axilas
3.5 Sistema respiratório
3.6 Sistema cardiovascular
3.7 Sistema digestório
3.8 Sistema geniturinário
3.9 Sistema musculoesquelético
3.10 Sistema vascular periférico e linfático
3.11 Sistema neurológico e neurossensorial

Unidade 4: Estudo avançado do Processo de Enfermagem com ênfase no Histórico, Diagnóstico e


Planejamento do Cuidado
4.1 Histórico de Enfermagem (Anamnese e Exame Físico)
4.2 Diagnósticos de Enfermagem
2

4.3 Planejamento do Cuidado

Unidade 5: Registros de Enfermagem


5.1 Evolução (Sistema Weed e outros)
5.2 Nota de admissão
5.3 Nota de transferência
5.4 Nota de alta
5.5 Nota de óbito
5.6 Ficha de sinais vitais, infusões, drenagens e eliminações.
V – METODOLOGIA
Os recursos didáticos utilizados para o desenvolvimento da disciplina serão constituídos de estudo
independente, aula expositivo-dialogada, aulas teórico-práticas, seminário, estudo dirigido, resolução de
situação-problema.
TÉCNICAS RECURSOS
Deverá ser realizado autonomamente pelo aluno conforme as
especificidades e demandas dos conteúdos, utilizando livros e artigos
Estudo independente
científicos. Serão disponibilizados materiais para estudo através do
Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Moodle®.
Aulas expositivo-dialogadas Quadro negro, Slides em arquivo Power Point
Aulas teórico-práticas Laboratório de Ensino (manequins)
Seminários Quadro negro, Slides em arquivo Power Point, Filme
Estudos de caso Estudo de caso, Slides em arquivo Power Point, Artigos científicos
Resolução de situação- Situações problema, artigos científicos
problema
VI – AVALIAÇÃO
A avaliação do processo de ensino e aprendizagem tem finalidade diagnóstica, formativa e somativa. Deve
ser realizada no transcorrer das atividades propostas de forma contínua e sistemática.
Para a avaliação serão utilizados os seguintes critérios: conhecimentos teóricos e sua associação com a
prática, desenvolvimento de técnicas e habilidades, assiduidade, pontualidade, interesse e participação do
acadêmico.

1) Instrumentos de Avaliação:
N1: Uma (01) Atividade Teórico Prática Cliente Virtual (Valor 2,0)
N2: Duas (02) avaliações teóricas cumulativas individuais (Valor 3,0 para cada avaliação)
N3: Participação nas aulas e nos seminários; assiduidade durante a disciplina (Valor 2,0)

ATENÇÃO:
• Todos os trabalhos deverão seguir as regras de redação científica, utilizando-se o “Manual para
Elaboração e Normalização de Trabalhos Acadêmicos – Conforme Normas da ABNT” da UNIPAMPA.

2) Critérios para obtenção da nota final:


A nota final será expressa através do seguinte cálculo, onde já serão considerados os pesos da referida nota:

NOTA FINAL = N1(valor 3,0) + N2(valor 3,0 +3,0) + N3(valor 1,0)

3) Freqüência
A freqüência mínima exigida é de 75% conforme a Instrução Normativa Nº 02/09, de 05 de março de 2009
da UNIPAMPA. Acadêmicos com falta por motivo de saúde deverão apresentar, ao professor responsável
pela disciplina, atestado médico em até três (03) dias úteis após a ausência. Após o acadêmico fica
responsável por encaminhar o atestado à Secretaria Acadêmica do Campus para ser protocolado e arquivado.

4) Avaliação Final
O acadêmico deverá atingir a média seis (6,0) como nota final e possuir a freqüência mínima de 75% na
disciplina para ser considerado aprovado.
VII - ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO DE APRENDIZAGEM
Ao acadêmico que não atingir a nota seis (6,0) na nota final será oferecida uma avaliação teórica de
recuperação escrita, composta por questões abertas e fechadas, a ser realizada conforme o cronograma da
disciplina e incluindo todo o conteúdo desenvolvido. A nota máxima que poderá ser obtida na avaliação de
recuperação é seis (6,0) e substituirá a nota final geral obtida pelo acadêmico.
Afastamentos legais (licença saúde e licença gestante/maternidade): será oportunizada a recuperação dos
3

dias perdidos por meio de atividades teóricas e/ou práticas, mediante protocolo na Secretaria Acadêmica do
Campus.
VIII – CRONOGRAMA (3ª feira: 5 horas/aula por dia)
MARÇO
Data Conteúdo Professora(s)
15 Aula Inaugural do Curso de Enfermagem da UNIPAMPA

- Apresentação da disciplina.
Todas
- Divisão dos grupos para Seminários Sistemas Corporais (5 grupos) (APÊNDICE I)
Aula teórica:
- Precauções padrão (lavagem de mãos, anti-sepsia das mãos, uso de equipamento
de proteção individual) Ana Paula
- Centro de Material Esterilizado (limpeza, desinfecção e esterilização de
22
equipamentos e materiais)
Aula teórica:
- Limpeza e desinfecção das áreas internas e externas das instituições de saúde Anali
- Segurança do paciente, prevenção e controle de infecções
Aula prática:
Anali
- Lavagem de mãos
Ana Paula
- Uso de equipamento de proteção individual
Aula teórica:
Sinais vitais nas diferentes fases da vida e a dor como 5º sinal vital
Anali
29 Aula prática:
Ana Paula
Sinais Vitais
Avaliação da dor
ABRIL
Aula teórica:
- Propedêutica: inspeção, percussão, palpação e ausculta Ana Paula
- Ectoscopia, exame físico geral e peculiaridades nas diferentes fases da vida:
05 criança, adulto e idoso.
Apresentação Seminário:
- Sistema tegumentar Ana Paula
- Tórax, mamas e axilas
Apresentação Seminário: Anali
Sistema respiratório
12
Aula teórica:
Anali
Sistema neurológico e neurossensorial
Apresentação Seminário:
Ana Paula
Sistema digestório
19
Apresentação Seminário: Anali
Sistema geniturinário
26 1ª Avaliação Teórica Ana Paula
MAIO
Aula teórica:
- Sistema musculoesquelético Ana Paula
03 - Sistema vascular periférico e linfático
Apresentação Seminário:
Ana Paula
Sistema cardiovascular
Aula Prática:
Anali
10 Técnicas Propedêuticas
Ana Paula
Exame Físico nas diferentes fases da vida
Aula teórica:
- Estudo avançado do Processo de Enfermagem com ênfase no Histórico de
Enfermagem, Diagnóstico de Enfermagem e Planejamento do Cuidado
- Evolução (Sistema Weed e outros) Anali
17
- Nota de admissão, transferência, alta, óbito Ana Paula
- Ficha de sinais vitais, infusões, drenagens e eliminações
Aula prática:
Registros de Enfermagem
4

24 2ª Avaliação Teórica (todo o conteúdo da disciplina) Anali


- Divisão dos grupos para Atividade Teórico Prática Cliente Virtual (5 grupos)
Anali
31 (APÊNDICE II)
Ana Paula
- Preparação Atividade Teórico Prática Cliente Virtual
JUNHO
Atividade teórico-prática: apresentação Cliente Virtual Anali
07
(5 grupos – 40 minutos por grupo) Ana Paula
14 Avaliação de Recuperação. Anali
21 Encerramento da disciplina. Divulgação das notas finais. Todas
IX - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BÁSICAS
ALFARO-LEFEVRE, R. Aplicação do processo de enfermagem: promoção do cuidado colaborativo. 5. ed.
Porto Alegre: Artmed, 2005. 283 p. 5 exemplares

ATKINSON, LESLIE D. Fundamentos de enfermagem: introdução ao processo de enfermagem. Rio de


Janeiro: Guanabara Koogan, 1989. 618 p.

BENEDET, S. A.; BUD, M. B. C. Manual de Diagnóstico de Enfermagem. Uma abordagem baseada na


Teoria das Necessidades Humanas Básicas e na Classificação Diagnóstica de Nanda. 2 ed. Florianópolis:
Bernúncia, 2001.

KAWAMOTO, E. E. Fundamentos de enfermagem. 2. ed. São Paulo: EPU, 2003. 250 p.1 exemplar

NORTH AMERICAN NURSING DIAGNOSIS ASSOCIATION. Diagnósticos de Enfermagem da NANDA:


definições e classificações 2007-2008. Porto Alegre: Artmed; 2008. 1 exemplar

POSSO, M.B.S. Semiologia e semiotécnica de enfermagem. São Paulo: Atheneu, 2006.

SMELTZER, S.C.; BARE G.B. Tratado de enfermagem médico-cirúrgica. 10. ed. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 2005. 2 volumes.

SILVA, M. J. P. Comunicação tem remédio: a comunicação nas relações interpessoais em saúde. 4. ed. São
Paulo: Edições Loyola, 2006. 133 p. 4 exemplares

SWEARINGEN, PAMELA L. Atlas fotográfico de procedimentos de enfermagem. 3.ed. Sao Paulo: Artmed,
2001. 657 p.
X - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COMPLEMENTARES
ALMEIDA, Fabiane de Amorim. Enfermagem pediátrica: a criança, o adolescente e sua família no hospital.
São Paulo: Manole, 2008 421 p.

ANDRIS, D.A. et al. Semiologia: bases para a prática assistencial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

BARROS, A.L.B.L. Anamnese e exame físico: avaliação diagnóstica de enfermagem no adulto. 2.ed. Porto
Alegre: Artmed, 2010.

BARROS, E.; ALBUQUERQUE, G.C.; PINHEIRO, C.T.S; CZEPIELEWSKI, M.A. Exame clínico: consulta
rápida. 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.

HORTA, W.A. Processo de enfermagem. São Paulo: EPU, 1978.

JARVIS, C. Exame físico e avaliação de saúde. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.

MOZACHI, N. O hospital: manual do ambiente hospitalar. 3. ed. Curitiba: Editora Manual Real, 2009.

PORTO, C. C. Exame clínico: bases para a prática médica. 5. ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan,
2004.

POTTER, P.A.; PERRY, A.G. Fundamentos de enfermagem. 7.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

RODRIGUES YT, RODRIGUES PP. Semiologia pediátrica. Rio de janeiro: Guanabara Koogan; 1999.
5

RODRIGUES YT, RODRIGUES PP. Semiologia pediátrica. Rio de janeiro: Guanabara Koogan; 2010.

SANTOS, E.F. et al. Legislação em Enfermagem: atos normativos do exercício e do ensino da


Enfermagem. São Paulo: Atheneu, 2006. 4 exemplares

SPARKS, S.M, TAYLOR, C.M, DYER, G. Diagnóstico em Enfermagem. Rio de Janeiro: Reichmann &
Affonso Editores, 2000.

APÊNDICE I - ORIENTAÇÕES PARA SEMINÁRIOS SISTEMAS CORPORAIS

1. Sistema Tegumentar, Tórax, Mamas e Axilas


2. Sistema Respiratório
3. Sistema Digestório
4. Sistema Geniturinário
5. Sistema Cardiovascular

Normas para apresentação do Seminário:


1. Preparo e Apresentação na forma de slides.
2. Entrega escrita do trabalho, no mínimo 05 laudas e máximo de 10 laudas seguindo as normas
básicas da ABNT: espaçamento entre linhas 1,5; fonte tamanho 12, alinhamento justificado,
utilizando títulos e subtítulos, margem 3 cm.
1. Folha de rosto: Universidade, disciplina, professor, aluno, título do trabalho, data.
2. Introdução.
3. Desenvolvimento: utilizando títulos e subtítulos.
4. Considerações.
5. Tempo de Apresentação: 30 minutos
6. Tempo de Discussão: 20 minutos

A atividade deve conter:


1. Conceituação sobre o sistema apresentado, parâmetros considerados de normalidade e
problemas/alterações que podem ocorrer (desenvolver os principais problemas de enfermagem
encontrados na literatura). Podem ser utilizadas figuras ilustrativas, desde que estejam com
notas explicativas justificando sua apresentação no trabalho e a fonte bibliográfica.
2. Avaliação geral e sinais vitais. Descrever as formas de abordagem do paciente para a avaliação
do sistema em estudo e avaliação dos sinais vitais na criança e adulto.
3. Descrição e formas de aplicação das técnicas propedêuticas utilizadas para realização do
exame físico do sistema em estudo.
4. Diagnósticos de Enfermagem (DE) possíveis que se relacionem com os problemas de
enfermagem encontrados e relacionados com o sistema em estudo. Deve descrever o conceito
do DE e as características definidoras (sinais e sintomas) que se relacionam com o problema de
enfermagem. No mínimo incluir dois DE.
5. Considerações: síntese breve retomando o desenvolvimento do trabalho.

Itens contemplados para avaliação:


1. Organização da apresentação e criatividade na produção da atividade.
2. Apresentação Oral: Postura
3. Reflexões do grupo sobre a temática.
• Será avaliado cada membro do grupo. Todos devem falar.
• As professoras estarão à disposição para orientações e dúvidas durante a construção do
trabalho.
6

APÊNDICE II – ORIENTAÇÃO E INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA ATIVIDADE TEÓRICO


PRÁTICA CLIENTE VIRTUAL

Cada grupo receberá um conjunto de imagens. A partir delas, o grupo construirá a Anamnese e
Exame Físico de Enfermagem de um paciente hipotético. Partindo dessas imagens, os alunos construirão
um personagem, criando sua identificação, sua anamnese e seu exame físico.
Deverão descrever como observaram os sinais e sintomas, as técnicas propedêuticas que utilizaram
para identificá-lo, possíveis diagnósticos de Enfermagem e cuidados para o paciente em estudo.

Título:

Acadêmicos:

Professor Avaliador:

1. TRABALHO ESCRITO:

Indicadores: Comentários do avaliador:


Estrutura do trabalho:
- Introdução ao assunto;
- Desenvolvimento;
- Considerações finais;
- Referências.
Nota (1,0):

2. APRESENTAÇÃO ORAL

Indicadores: Comentários do avaliador:


Criatividade: recursos utilizados (vídeos,
figuras/fotos, uso adequado dos recursos
audiovisuais)
Domínio do Conteúdo Apresentado
(leitura x interpretação)
Clareza e Postura - Participação na
construção do trabalho (presença e
comprometimento)
Utilizou o tempo estipulado para
apresentação
Nota (1,0):

Nota Final (valor 2,0) = Nota 1 + Nota 2

NOTA FINAL DO GRUPO: ______________

Você também pode gostar