Você está na página 1de 4

Filosofia e Epistemologia

MAIS SOBRE MIM


« post anterior | home | post seguinte »

Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010


Sobre o "ser", "o que é"/ "ente" e o "uno"
Aristóteles manteve na "Metafísica", a diferença entre "ser" (einai, em grego) e
ver perfil
seguir perfil "o que é/ ente" (tó ón, em grego) e estabeleceu como primeira a analogia
do ente com o uno (tó hen):
PESQUISAR
OK «Pois, ainda que não sejam o mesmo, são distintos, ambos os termos
são intercambiáveis: com efeito, o uno (to hén) é, à sua maneira, algo que
é, e "o que é" (to ón) é algo uno (tó hén).» (Aristóteles, Metafísica, Livro
JULHO 2016
DOM SEG TER QUA QUI SEX SAB XI, 1061 b, 15-20).
1 2
O que é, é algo que é - um sujeito indefinido: algo - e por conseguinte tem de ser
3 4 5 6 7 8 9
uno, tem de ter um contorno exterior dentro do qual está. Ora o ser (einai)
10 11 12 13 14 15 16
não é, necessariamente, uno: é ser, existir, indeterminado no que toca à
17 18 19 20 21 22 23
forma. Aristóteles conceptualizou bem ao não estabelecer a analogia
24 25 26 27 28 29 30
ser-uno mas sim ente/ o que é- uno. Subtileza...
31

No meu ponto de vista, diferente do pensamento aristotélico e parmenídeo,o ser


não é exclusivamente uno nem exclusivamente múltiplo, em si mesmo. Uno e
POSTS RECENTES
Notas pessoais de Junho e... múltiplo são formas do ser cujo conteúdo primordial é o uno infinito sem
Astrologie et attentats e... forma: pura "matéria" ou "argamassa" espiritual, material ou vital que recebe as
Jupiter au 18º du signe d...
Erros na Prova de Exame N...
formas ou que envolve e preenche as concavidades destas.
Nietzsche e a Astrologia
Não há ser a priori nem s...
O atentado em Nice de 14 ... Heidegger sublinhou a diferença entre o ser e o ente, acusando a filosofia
Final do Europeu 2016: As... tradicional de ter esquecido o ser a favor do ente e de pensar o tempo
O relativismo contradiz-s...
Crossdressers heterossexu... como um ente. Mas o próprio Heidegger não é, em regra, suficientemente
claro a distinguir duas acepções da palavra "ser" que nos seus textos
ARQUIVOS permanece indistinta:
Julho 2016
Junho 2016
Maio 2016
A) O ser como existir, puro e simples. Matéria sem forma. "O ser é". Não me
Abril 2016 consta que alguma vez Heidegger tenha definido o "ser" como "matéria sem
Março 2016
forma", tal como o faço.
Fevereiro 2016
Janeiro 2016 B) O ser como estrutura de entes, interconexão de essências diversas. Neste
Dezembro 2015
caso é uma rede de formas, assentes sobre "matéria" física, vital ou espiritual.
Novembro 2015
Outubro 2015
Setembro 2015
Agosto 2015
Heidegger não é mais preciso que Aristóteles ao explanar os sentidos do
Julho 2015 termo "ser": simplesmente, envereda por caminhos platónicos e kantianos
Junho 2015
Maio 2015 que, depois, reformula.
Abril 2015
Março 2015
Fevereiro 2015 www.filosofar.blogs.sapo.pt
Janeiro 2015
Dezembro 2014 f.limpo.queiroz@sapo.pt
Novembro 2014
Outubro 2014
Setembro 2014
Agosto 2014 © (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria
Julho 2014
Junho 2014
Maio 2014 Queiroz)
Abril 2014
Março 2014
Fevereiro 2014
Janeiro 2014
Dezembro 2013 tags: aristóteles, estrutura de entes, heidegger, interconexão de essências, múltiplo, ser, tó ón,
Novembro 2013 uno
Outubro 2013
Setembro 2013
publicado por Francisco Limpo Queiroz às 00:03
Agosto 2013 link do post | comentar | favorito
Julho 2013 Adicionar ao SAPO Tags | Blogar isto
Junho 2013
Maio 2013
Abril 2013
PDF Email
Março 2013
Fevereiro 2013
Janeiro 2013
Dezembro 2012
Novembro 2012
Outubro 2012
Setembro 2012
Agosto 2012
Julho 2012
Junho 2012
Maio 2012
Abril 2012
Março 2012
Fevereiro 2012
Janeiro 2012
Dezembro 2011
Novembro 2011
Outubro 2011
Setembro 2011
Agosto 2011
Julho 2011
Junho 2011
Maio 2011
Abril 2011
Março 2011
Fevereiro 2011
Janeiro 2011
Dezembro 2010
Novembro 2010
Outubro 2010
Setembro 2010
Agosto 2010
Julho 2010
Junho 2010
Maio 2010
Abril 2010
Março 2010
Fevereiro 2010
Janeiro 2010
Dezembro 2009
Novembro 2009
Outubro 2009
Setembro 2009
Agosto 2009
Julho 2009
Junho 2009
Maio 2009
Abril 2009
Março 2009
Fevereiro 2009
Janeiro 2009
Dezembro 2008
Novembro 2008
Outubro 2008
Setembro 2008
Julho 2008
Junho 2008
Maio 2008
Abril 2008
Março 2008
Fevereiro 2008
Janeiro 2008
Dezembro 2007
Novembro 2007
Outubro 2007
Setembro 2007
Agosto 2007
Julho 2007
Junho 2007
Maio 2007
Abril 2007
Março 2007
Fevereiro 2007
Janeiro 2007
Dezembro 2006
Novembro 2006
Setembro 2006
Agosto 2006
Julho 2006
Maio 2006
Abril 2006
Março 2006
Fevereiro 2006

TAGS
a priori acto aires almeida
alexandre franco de sá
anarquismo

aristóteles
astrologia astrologia
cientifica astrologia
como ciência da história
astrologia desportiva
astrologia histórica
astrologia
histórico-social
berkeley bertrand russel
cepticismo conceito
conhecimento contradição
david hume demiurgo
descartes desidério
murcho determinismo
deus dogmatismo eduardo
lourenço eidos empirismo
ente espécie essência
ética ética deontológica
existência existencialismo
fatalismo fenómeno
fenomenologia
filosofia filosofia
analítica forma género
gnose hegel
heidegger historical
astrology hylé idealismo
imperativo categórico joão
branquinho josé gil josé

pacheco pereira kant


karl popper leya libertismo
livre-arbítrio locke luís
rodrigues manuel maria
carrilho marcelo rebelo de
sousa matéria max scheler
metafísica nietzsche
númeno olivier
feron
ontologia parménides paul
feyerabend pedro galvão
peter singer platão
porto editora potência
pragmatismo
racionalismo realismo
realismo crítico
relativismo santillana
editores são tomás de
aquino schopenhauer ser
simon blackburn stuart
mill subjectivismo
substância taoísmo tempo
teste de 10º ano de filosofia
teste de filosofia 11º ano
teste de filosofia do 11º ano
tó on tó tí universal uno
utilitarismo verdade zodíaco
todas as tags

FAVORITOS
Teste de filosofia do 11º...
Pequenas reflexões de Ab...
Suicídios de pilotos de a...
David Icke: a sexualidade...

LINKS
Livraria online de Filosofia e
Astrologia Histórica
Astrology and Accidents

FAZER OLHINHOS

SUBSCREVER FEEDS
Posts
Comentários
Comentários do post