Você está na página 1de 12

Workshop de sabonetes

artesanais – “Cold Process”

23 de março de 2013

Local: Quinta da gruta, Maia

Formador: Pedro Vieira


Workshop de Sabonetes artesanais 2

Cosmética natural

Nos últimos anos, tem-se verificado uma maior aderência do público aos produtos
naturais, de forma a tentar evitar os diversos compostos químicos prejudiciais que são
utilizados em produtos que usamos diariamente como detergentes, champôs, insecticidas,
cremes, entre outros. Neste contexto, os extractos de plantas, nomeadamente os óleos
essenciais, têm-se notabilizado.

A pele é o maior orgão do corpo humano e desempenha funções importantíssimas como


protecção e comunicação. Além disso, é capaz de absorver vários compostos utilizados na
cosmética muito rapidamente. Assim, em pouco tempo, o que a pele absorve passará a
circular na corrente sanguínea. Os cosméticos industriais apresentam na sua constituição
produtos químicos sintéticos e derivados de petróleo que são prejudiciais ao nosso corpo
de várias formas. Alguns componentes responsáveis pela fragrância, pigmentação,
conservação, espessura e outras características que deixam os cosméticos irresistíveis
estão comprovadamente relacionados com doenças que variam desde irritações cutâneas
e alergias a enxaquecas.

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 3

Sabonetes artesanais

Muitas vezes, é colocada a questão: “O que são sabonetes artesanais?”. Estes sabonetes
são concebidos sem recorrer a máquinas a partir de matérias-primas, que neste caso são
óleos vegetais e substâncias alcalinas (pH>7). Assim, a junção destes componentes, leva à
ocorrência de uma reacção de saponificação (figura 1).

Assim, temos sabão e glicerina como produtos finais da mesma. Na indústria de sabões, a
glicerina é retirada do processo devido ao seu valor comercial, sendo muitas vezes
utilizada como matéria-prima para a produção de sabonetes, sem recorrer à reacção de
saponificação. Na produção artesanal, a glicerina não é retirada do processo, pois confere
propriedades hidratantes à pele. O facto da indústria do sabão retirar a glicerina do
processo, leva a que os sabões convencionais possam irritar a pele mais sensível, o que
não acontece com os artesanais.

Incorporando os sabonetes artesanais na categoria da cosmética natural, deve-se proceder


a concepção destes utilizando apenas ingredientes naturais e preferencialmente vegetais.
Em alguns casos, são utilizados produtos de origem animal, tais como, a cera de abelha e o
leite de cabra ou de burra.

Ácidos gordos Hidróxio de sódio Glicerol Sabão

Figura 1 - Reacção de saponificação.

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 4

Óleos vegetais

Os óleos vegetais são muitas vezes utilizados para diluir óleos essenciais. São ricos em
vitaminas, ácidos gordos, proteínas e sais minerais. São bastante hidratantes e possuem
muitos nutrientes que promovem a suavidade da pele.

São utilizados na produção artesanal de sabonetes pois têm um alto teor de ácidos gordos
que reagem com as substâncias alcalinas, tais como o hidróxido de sódio, que é
amplamente utilizado neste tipo de processos.

Tabela 1 - Características conferidas aos sabonetes pelos óleos vegetais e outras gorduras.

Descrição Característica do Propriedades


sabonete

Azeite Macio/rígido Suaviza o sabão, faz pouca espuma e é


ideal para peles sensíveis (bebés, por
exemplo)
Banha Rígido Faz pouca espuma, estabilizando-a
Óleo de abacate Macio Suaviza o sabão, ideal para pele de
bebé e pessoas com mais idade
Óleo de amêndoas doces Macio Estabiliza a espuma e é de limpeza
mediana
Óleo de côco Rígido Produz muita espuma e favorece a
limpeza
Óleo de palma Rígido Endurece o sabão e estabiliza a
espuma
Óleo de mamona Macio Estabiliza a espuma e acrescenta uma
certa maciez ao sabão
Óleo de sementes de Macio Propriedades muito semelhantes às

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 5

alperce do azeite
Óleo de girassol Macio Estabiliza a espuma e confere
suavidade ao sabão
Óleo de jojoba Macio Estabiliza a espuma
Óleo de grainhas de uva Macio Confere suavidade ao sabão
Óleo de soja Macio Estabiliza a espuma e é de limpeza
mediana
Manteiga de karité Rígido Confere muita rigidez ao sabão e
confere suavidade à espuma

Todos os óleos possuem um índice de saponificação (IS), que corresponde à quantidade


em miligramas de base (hidróxido de sódio) que reage com um grama de óleo vegetal.
Assim, consultando o IS dos diferentes óleos, conseguirmos calcular as quantidades de
hidróxido de sódio necessárias para a receita que queremos pôr em prática.

Tabela 2 - Índice de saponificação dos óleos vegetais e de outras gorduras.

Descrição Índice de saponificação (mg NaOH/g óleos)

Óleo de abacate 134


Óleo de sementes de algodão 139
Manteiga de aloé vera 183
Óleo de amêndoas doces 138
Óleo de amendoim 136
Óleo de argão 137
Óleo de arroz 128
Azeite 135
Manteiga de cacau 136

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 6

Óleo de calêndula 123


Óleo de cereja 136
Óleo de côco 184
Óleo de sementes de alperce 136
Óleo de gérmen de trigo 134
Óleo de girassol 136
Óleo de jojoba 66
Manteiga de karité 129
Óleo de mamona 129
Manteiga de manga 131
Óleo de manga 134
Óleo de milho 136
Manteiga de mirtilo 157
Óleo de palma 142
Óleo de soja 136
Óleo de grainhas de uva 134
Cera de abelha 67
Lanolina 75

Para proceder ao cálculo da quantidade de hidróxido de sódio necessária para o processo


de saponificação, multiplica-se o IS de cada um dos óleos utilizados pela sua quantidade e
de seguida converte-se para gramas. Segue um exemplo:

Para 500 g de azeite

Quantidade de hidróxido de sódio = 135 (IS) × 500 = 67500 miligramas, ou seja, 67,5 g

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 7

Óleos essenciais

Os óleos essenciais possuem diversos compostos activos. Estes compostos são produzidos
e armazenados em estruturas específicas das plantas. Apesar de não serem essenciais para
a sobrevivência e reprodução destas, a pesquisa científica sugere que têm funções de
protecção (herbívoros, microorganismos, etc...), de atracção de polinizadores, alelopatia,
entre outras. Os óleos essenciais são voláteis e imiscíveis em água.

Os óleos essenciais devem ser guardados em locais frescos, secos e afastados da luz. Em
caso de dúvida quanto à aplicação adequada a uma determinada situação, deve consultar-
se um especialista em aromaterapia ou um médico.

No processo “cold process” não devem ser utilizadas essências sintéticas, pois contêm
álcool. O álcool acelera a reacção de saponificação e consequentemente impede o
manuseio do sabonete e a sua colocação no molde. Deste modo, os óleos essenciais são
sem dúvida a melhor escolha para atribuir um aroma aos sabonetes, além de terem
propriedades benéficas para o nosso organismo.

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 8

Protocolo para elaboração de sabonetes através de “cold process”

Equipamento de segurança

Bata;

Luvas;

Óculos de protecção.

Material

Placa de aquecimento ou fogão;

Recipientes para colocar os óleos vegetais;

Recipientes para colocar os óleos essenciais;

Recipiente para a preparação da solução de hidróxido de sódio;

Recipiente para a reacção de saponificação;

Colher;

Balança;

Varinha mágica;

Termómetro;

Medidor de pH/tiras de pH

Molde.

Atenção: Não usar recipientes ou outros materiais de alumínio, pois este reage com o
hidróxido de sódio.

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 9

Ingredientes

Óleos vegetais e/ou outras gorduras;

Hidróxido de sódio;

Água;

Óleos essenciais;

Corantes;

Procedimento

1- Preparar o local, os materiais e reunir os ingredientes;

2- Preparar os óleos vegetais e/ou outras gorduras:

2.1- Pesar os óleos e/ou outras gorduras, derretendo as gorduras que se encontram
no estado sólido.

3- Preparar a solução de hidróxido de sódio:

3.1- Pesar o hidróxido de sódio;

3.2- Pesar a água (32g/100g de gordura);

3.3- Adicionar o hidróxido de sódio à água, lentamente e com agitação. Nunca


adicionar a água sobre o hidróxido de sódio, pois origina uma reacção violenta;

3.4- Depois de adicionar o hidróxido de sódio à água, esperar que a solução se


torne límpida e arrefeça.

4- Preparar os óleos essenciais:

4.1- Pesar os óleos essenciais (aproximadamente 6% do valor de óleos vegetais).

5- Adicionar o/os corante/es na mistura dos óleos vegetais e/ou outras gorduras e
agitar com a varinha mágica;

6- Ajustar as temperaturas da solução de hidróxido de sódio e dos óleos vegetais para


41ºC (aproximadamente);

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 10

7- Adicionar a solução de hidróxido de sódio à mistura dos óleos vegetais, misturando


com a varinha desligada;

8- Depois de adicionar a solução de hidróxido de sódio, agitar com a varinha mágica,


ligada e desligada, alternadamente;

9- Depois de obtido o aspecto desejado (chamado traço que pode ser leve, médio ou
forte), verter para o molde;

10- Tapar o molde e esperar aproximadamente 24 horas para que a reacção de


saponificação se complete;

11- Retirar o sabonete do molde e cortá-lo conforme desejado;

12- Proceder à secagem do sabonete (aproximadamente 4 semanas) para estabilizar a


sua estrutura, naturalmente;

13- Após este período, verificar o pH do sabonete (dissolver uma pequena amostra de
sabonete em água e através de um medidor de pH ou tiras de pH, verificar o seu
valor, que não deverá ser superior a 10).

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 11

Anexo - Óleos Base e Manteigas, propriedades e usos

Óleo base de Amêndoas doces

O óleo de amêndoas doces (Prunus amygdalus) é bastante nutritivo, sendo indicado para peles
secas. Rico em ácido oleico, possui propriedades emolientes.

Atenção: Pessoas com pele sensível podem desenvolver alergia pelo uso continuado. Deve ser
evitado por pessoas com alergias a frutos secos de casca rija (nozes, amendoins, amêndoas...).

Óleo base de Caroço de Alperce

O óleo de caroço de alperce (Prunus armeniaca) é altamente nutritivo, apresentando uma


consistência semelhante à do óleo de amêndoas doces. É usado como regenerador da pele.

Óleo base de Abacate

O óleo de abacate (Persea americana) é derivado da polpa do fruto, uma vez que o caroço é tóxico.
O óleo obtido por pressão a frio é turvo a baixas temperaturas. Indicado para todo o tipo de peles,
é especialmente utilizado em peles secas e sensíveis. Deve ser utilizado em quantidades baixas em
mistura, uma vez que pode sobrepor-se a outros ingredientes.

Óleo base de Caroço de Pêssego

O óleo de caroço de pêssego (Prunus persica) é bastante versátil, podendo ser utilizado em todo o
tipo de peles. A sua textura é semelhante à do óleo de caroço de alperce.

Óleo base de Grainha de Uva

O óleo de grainha de uva (Vitis vinifera) é rico em Vitamina E, o que lhe confere elevada
estabilidade. Tem propriedades antioxidantes, permitindo a regeneração e hidratação da pele.

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042
Workshop de Sabonetes artesanais 12

Manteiga de karité

A manteiga de karité é um excelente regenerador celular natural que previne o envelhecimento da


pele e do cabelo. Possui um poder hidratante intenso e duradouro para rosto e corpo, com
propriedades suavizantes e reestruturantes nas rugas e estrias, além de ser um excelente
regenerador dos cabelos secos e danificados

Manteiga de cacau

A manteiga de cacau é uma excelente escolha para o nosso cuidado da pele, uma vez que tem a
propriedade de penetrar profundamente a nível da epiderme, proporcionando frescura e brilho.
Sendo um lubrificante natural, impede a formação de escaras e previne outras lesões cutâneas.
Tem um aroma agradável e os efeitos são duradouros.

Cera de Abelha

A cera de abelha é rica em vitamina A, minerais e oligoelementos. Tem acção emoliente, combate
o endurecimento da pele, promove a maciez e flexibilidade da pele.

NaturalConcepts Lda. SpinPark – AvePark, S. Cláudio do Barco- Caldelas, Apartado 4152


4806-909 Guimarães | Tel: +351 253540103 |email geral@naturalconcepts.pt |NIPC 508593042

Você também pode gostar