Você está na página 1de 56

Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Quem é o professor?
José Roberto Costa
 E-Mail: jroberto.costa74@hotmail.com
 Página WEB: www.professorjoseroberto.com.br
 Tel.: (79) 3212.1527 // Cel.: (79) 9981.6870

IPD e Hardware 21 anos atuando como Professor da Área de Informática.


Tecnólogo em Desenvolvimento de Sistemas para a Internet.
Pós-Graduado em Gestão de Redes de Computadores.
Conceitos Básicos de Hardware e Software Pós-Graduado em Educação à Distância.
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial. Pós-Graduando em Segurança e Inteligência da Informação.
Para ver uma cópia desta licença, visite http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/br/
Ou envie uma carta para Creative Commons, 171 Second Street, Suite 300, San Francisco, California 94105, USA. MBA em Administração de Redes de Computadores.
VirusScan and ePolicy Orchestrator Administration - McAfee University.
Alguns Cursos: MCDST (2261 e 2262); MCTS (2779 e 2780); Gestão de
Marketing Digital e Mídias Sociais; ISO 27001 e Gestão ITIL e COBIT.
Atualmente Gerente do Núcleo de TI e Comunicações do SENAC/SE.
versão: 13 de Maio de 2013 www.professorjoseroberto.com.br 2

Roteiro de Estudos – IPD e Hardware Conceito de Informática


Conceitos Básicos de Informática (Terminologia) O termo informática pode ser interpretado como “Informação
Processamento de Dados (Definição, Tipos e Etapas) Automática”, ou seja, a utilização de métodos e técnicas no
Gerações de Computadores tratamento automático de dados para a obtenção da informação. Para
Sistemas Computacionais tal, é necessário uma ferramenta adequada: o computador eletrônico
Definição de Hardware, Software e Peopleware de ALTA capacidade de programação.
Categorias de Softwares
Modelo de Von-Newman (O Computador e seus Componentes)
Unidades de Entrada / Unidades de Saída
CPU (O Processador, ULA, UCS e suas Principais Características)
Memórias RAM, ROM, Cache e Virtual
O Bit e o Byte (e seus Múltiplos)
Unidades de Armazenamento (Tipos, Tamanhos, Tecnologias)
Tipos de Comunicação (Barramentos Internos e Externos)
Placa-Mãe e Demais Componentes de Hardware...
www.professorjoseroberto.com.br 3 www.professorjoseroberto.com.br 4

www.professorjoseroberto.com.br 1
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Conceito de Informática Processamento de Dados


Entrada de Dados: Leitura (coleta) dos dados iniciais;
Processamento: Execução dos cálculos e comparações necessárias
para a obtenção dos resultados;
Saída de Dados: Apresentação dos resultados (a INFORMAÇÃO).

www.professorjoseroberto.com.br 5 www.professorjoseroberto.com.br 6

Processamento de Dados Processamento de Dados


Entrada de Dados: Leitura (coleta) dos dados iniciais; A Entrada de Dados (Input) refere-se à obtenção dos dados e
Processamento: Execução dos cálculos e comparações necessárias valores que serão processados posteriormente.
para a obtenção dos resultados;
Saída de Dados: Apresentação dos resultados (a INFORMAÇÃO). O Processamento é quando os dados de entrada serão
processados, através de operações aritméticas e comparações lógicas,
Matéria-prima
para gerar um determinado resultado (parcial ou final) ou
INFORMAÇÃO.

A Saída de Dados (Output) é simplesmente a exibição dos


resultados obtidos durante todo o processamento, essas saídas
podem ser exibidas na tela, impressas em papel, armazenadas ou até
mesmo servir como entrada para outros ou novos processos.
Resultado ou Produto

www.professorjoseroberto.com.br 7 www.professorjoseroberto.com.br 8

www.professorjoseroberto.com.br 2
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tipos de Processamento de Dados Tipos de Processamento de Dados

Manual: Lote ou Batch


Ex.: Compensação bancária.
100% participação do “Homem”.
On-Line
Ex.: Controle de estoque de almoxarifado.
Semi-Automático:
Tempo Real
Parte o “Homem” / Parte a “Máquina”. Ex.: Sistema de reservas de passagens aéreas.
Monousuário
Automático:
Ex.: MS-DOS.
Maior parte é de responsabilidade da “Máquina”. Multitarefa
Ex.: Microsoft Windows XP.
www.professorjoseroberto.com.br 9 www.professorjoseroberto.com.br 10

Tipos de Processamento de Dados Teste sua Compreensão...


Multiusuário ou Time Sharing 01. O E-mail (correio eletrônico) é uma comunicação que pode ser
Ex.: Sistemas cliente/servidor. considerada do tipo síncrona.
Centralizado
( ) – CERTO
Ex.: Mainframes.
Distribuído ( ) – ERRADO
Ex.: Aplicações WEB.
Multiprocessamento
Ex.: SuperComputadores.
Teleprocessamento
Ex.: Débito em conta (bancária).
www.professorjoseroberto.com.br 11 www.professorjoseroberto.com.br 12

www.professorjoseroberto.com.br 3
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...

02. O uso de um Ábaco para o auxilio no processamento de dados 03. Qual item abaixo não é exemplo de um computador?
caracteriza qual tipo de processamento?
a) Microondas
a) Manual b) Televisão
b) Semi-Automático c) Ábaco
c) Automático d) Radio Relógio
d) Online e) Netbook
e) Tempo Real

www.professorjoseroberto.com.br 13 www.professorjoseroberto.com.br 14

O que é um Computador? Benefícios do uso de um Computador...


Um computador é uma máquina eletrônica que recebe DADOS Grande velocidade no processamento e disponibilização de
informações (processamento);
através dos periféricos de entrada, PROCESSA esses dados realizando
Precisão no fornecimento das informações;
operações lógicas e aritméticas sobre eles, transformando-os em Propicia a redução de custos em várias atividades;
outros dados que chamaremos de INFORMAÇÃO. Tal informação é Grande capacidade de armazenar informações (memória);
Capacidade de executar longa sequência de instruções e operações
enviada aos periféricos de saída ou simplesmente armazenada. Entre
(programa).
vários benefícios, podemos citar:

www.professorjoseroberto.com.br 15 www.professorjoseroberto.com.br 16

www.professorjoseroberto.com.br 4
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Benefícios do uso de um Computador... O que é um Computador?


E o computador só trás benefícios? Existe algum malefício associado Outras definições...
ao uso do computador?
E o computador
só trás benefícios? Existe “Máquina capaz de oferecer informação automaticamente mediante
algum malefício operações matemáticas e lógicas realizadas com rapidez e
associado ao uso do controladas por programas (sistemas informatizados).”
computador?
“É a máquina que serve para receber e processar dados, gerando
informação, e para armazenar e transmitir essa informação, num
curto espaço de tempo, de uma forma segura e confiável.”

“É um equipamento eletrônico capaz de ordenar, calcular, testar,


pesquisar e editar informações de acordo com instruções
estabelecidas e segundo uma representação binária, obedecendo a
um conjunto de operações aritméticas e lógicas.”

www.professorjoseroberto.com.br 17 www.professorjoseroberto.com.br 18

Tipos de Computadores (Natureza) Tipos de Computadores (Natureza)


Quanto a “Natureza” os computadores podem ser classificados A diferenciação entre o que chamamos de Computador Analógico e
Computador Digital é que os analógicos realizam operações
como...
aritméticas por meio de analogia (sistema de representação de
fenômenos por meio de pontos de semelhança), ou seja, não
Analógicos – “medem”; trabalham com números ou símbolos que representem os números,
eles fazem analogia direta entre as quantidades; eles medem as
quantidades a serem trabalhadas, realizando, portanto, uma analogia
Digitais – “dígitos: bits (e Bytes)” e
entre os valores com os quais pretende trabalhar e os valores internos
da máquina (base de dados).
Híbridos – Possui características em comum com os computa-
Já os computadores digitais trabalham diretamente com números,
dores Analógicos e computadores Digitais. ou seja, trabalham realizando operações diretamente com os
famosos bits (0 ou 1) e Bytes, enquanto os analógicos “medem”.

www.professorjoseroberto.com.br 19 www.professorjoseroberto.com.br 20

www.professorjoseroberto.com.br 5
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tipos de Computadores (Porte) Tipos de Computadores (Porte)


Tipos de Computadores (quanto ao porte e capacidade de ::. PCs / Desktops

processamento)...

PCs / Desktops
Mainframes
Supercomputadores
Servidores Dedicados
Notebooks / Laptops / Netbooks
PDA / Palmtops / Handhelds / Tablets
Ultrabooks

www.professorjoseroberto.com.br 21 www.professorjoseroberto.com.br 22

Tipos de Computadores (Porte) Tipos de Computadores (Porte)


::. Mainframes ::. Supercomputadores

www.professorjoseroberto.com.br 23 www.professorjoseroberto.com.br 24

www.professorjoseroberto.com.br 6
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tipos de Computadores (Porte) Tipos de Computadores (Porte)


::. Servidores Dedicados ::. Notebooks / Laptops / Netbooks

www.professorjoseroberto.com.br 25 www.professorjoseroberto.com.br 26

Tipos de Computadores (Porte) Tipos de Computadores (Porte)


::. PDA / Palmtops / Handhelds / Tablets ::. Ultrabooks

www.professorjoseroberto.com.br 27 www.professorjoseroberto.com.br 28

www.professorjoseroberto.com.br 7
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tipos de Computadores (Porte) Tipos de Computadores (Porte)


PC / Desktop - O computador pessoal (PC) define um computador Notebooks ou Laptops - Também chamados de laptops, os
projetado para uso geral de uma única pessoa. Embora um MAC
notebooks são computadores portáteis que integram, em um único
seja um PC, a maioria das pessoas relaciona o termo com
plataformas que rodam o Sistema Operacional Windows. Os PCs pacote operado à bateria e levemente maior que um livro de capa

ficaram conhecidos primeiro dura, monitor, teclado, mouse, processador, memória e disco
como microcomputadores, rígido.
porque ele eram um compu-
tador completo, mas cons- A grande vantagem do notebook é que eles dão mobilidade ao
truído em uma escala muito usuário sem perda de performance. Uma variação recente dos
menor que os grandes notebooks são os netbooks e os PCs ultramóveis (UMPCs).
sistemas em uso na maioria
das empresas.
www.professorjoseroberto.com.br 29 www.professorjoseroberto.com.br 30

Tipos de Computadores (Porte) Tipos de Computadores (Porte)


PDA, Palmtops e Handheld - Os Personal Digital Assistants (PDAs) Workstation - ou Estação de Trabalho. Uma workstation é
são computadores firmemente integrados que, com frequência, simplesmente um desktop com um processador mais poderoso,
memória adicional e capacidade melhorada para desempenhar um
usam memória flash em vez de disco rígido para armazenamento.
grupo especial de tarefas, como renderização de gráficos 3D ou
Esses computadores geralmente não têm teclado, mas se baseiam desenvolvimento de jogos. Muito utilizado em empresas
na tecnologia de tela sensível ao toque para a entrada de dados especializadas na prestação de serviços de informática.
pelo usuário.
Servidor - Um servidor é um computador que foi otimizado para
Os PDAs são geralmente menores que um livro de bolso, muito prover serviços para outros computadores de uma rede.
Dependendo da rede, os servidores podem ter processadores
leves e com bateria de duração e vida útil razoável. Uma versão
poderosos, muita memória e vários discos rígidos de grande
levemente maior e mais pesada do PDA é o computador de mão,
capacidade de armazenamento.
ou handheld.

www.professorjoseroberto.com.br 31 www.professorjoseroberto.com.br 32

www.professorjoseroberto.com.br 8
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tipos de Computadores (Porte) Tipos de Computadores (Porte)


Mainframe - Nos primeiros dias da computação, os mainframes Supercomputadores - Este tipo de computador geralmente custa
centenas de milhares ou até milhões de dólares. Embora alguns
foram computadores enormes que podiam encher uma sala inteira
supercomputadores sejam um sistema de computador único, a
ou mesmo um andar todo. Como o tamanho dos computadores maioria abrange múltiplos computadores de alta performance
diminuiu e a capacidade de processamento aumentou, o termo trabalhando em paralelo como um sistema único (computação
distribuída).
mainframe caiu em desuso, em favor do Servidor Corporativo (ou
Servidor Dedicado). Você ainda ouve o termo ser usado, Ultrabook - Um Ultrabook é mais fino que um portátil normal
(notebook), mais rápido e menos pesado. Como essa fórmula de
especialmente em grandes empresas e em bancos, para descrever
teclado físico com telas de até 14 polegadas em poucos
as enormes máquinas que processam milhões de transações todos milímetros de espessura ele se mostra uma excelente solução para
os dias. profissionais que querem mobilidade e praticidade para trabalhar
mantendo poderosos recursos computacionais.

www.professorjoseroberto.com.br 33 www.professorjoseroberto.com.br 34

O ENIAC O ENIAC
O ENIAC (Electronic Numerical Integrator And Calculator) FOI O Imagem do ENIAC...

PRIMEIRO COMPUTADOR DIGITAL TOTALMENTE ELETRÔNICO,


inventado pelos professores John Eckert e John Mauchly da
Universidade da Pennsylvania (E.U.A.), em 1945. Tinha cerca de
18.000 válvulas, ocupava três andares (270 m2) e queimava uma
válvula a cada dois minutos.

No total ele pesava aproximadamente 30 toneladas...

www.professorjoseroberto.com.br 35 www.professorjoseroberto.com.br 36

www.professorjoseroberto.com.br 9
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Gerações de Computadores Gerações de Computadores


1ª Geração de Computadores (1943-1955): 2ª Geração de Computadores (1955-1964):

ENIAC – 1o. Computador totalmente eletrônico. Componente de fabricação: Transistores.


Componente de fabricação: Válvulas. Uso Militar.
Uso estritamente militar. Uso por Grandes Empresas.
Uso por Instituições de Pesquisas e Ensino.

www.professorjoseroberto.com.br 37 www.professorjoseroberto.com.br 38

Gerações de Computadores Gerações de Computadores

3ª Geração de Computadores (1964-1975): 4ª Geração de Computadores (após 1975):

Comp. de fabricação: Circuito Eletrônico (Chip ou MicroChip). Comp. de fabricação: Circuito Eletrônico (Chip ou MicroChip).
 Tipos de Chips:  Tipos de Chips:
 LSI – Large Scale of Integration.
 SSI – Small Scale of Integration.
 VLSI – Very Large Scale of Integration.
 MSI – Middle Scale of Integration.
Uso Militar.
Uso Militar.
Uso por Grandes Empresas e de Médio Porte.
Uso por Grandes Empresas.
Uso por Instituições de Pesquisas e Ensino.
Uso por Instituições de Pesquisas e Ensino.
Uso por Empresas de Pequeno Porte.
Uso por Empresas de Médio Porte. Uso Pessoal (PC).

www.professorjoseroberto.com.br 39 www.professorjoseroberto.com.br 40

www.professorjoseroberto.com.br 10
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Gerações de Computadores Gerações de Computadores – Resumo


5ª Geração de Computadores (após 1990)???
Geração Componente de Fabricação

1a. - Válvulas
Comp. de fabricação: Circuito Eletrônico (Chip ou MicroChip).
- ENIAC (1º Computador)
Circuitos integrados com mais de um milhão de transistores por 2a. - Transistores
"chip".
3a. - Chip de BAIXA Escala de Integração
Processamento em paralelo (distribuído) como padrão. ▪ SSI ou MSI
4a. - Chip de ALTA Escala de Integração
Observação: Geração ainda não adotada pela maioria das bancas! ▪ LSI ou VLSI
- Surgimento do PC (ou microcomputador)
NÃO HÁ CONSENSO TÉCNICO SOBRE SUAS CARACTERÍSTICAS.

www.professorjoseroberto.com.br 41 www.professorjoseroberto.com.br 42

Gerações de Computadores Evolução dos Computadores – Família Apple


1º Microcomputador (ALTAIR 8800): Evolução dos Computadores – Família Apple

www.professorjoseroberto.com.br 43 www.professorjoseroberto.com.br 44

www.professorjoseroberto.com.br 11
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Gerações de Computadores Teste sua Compreensão...


E o futuro (e/ou presente)?... 04. O Microsoft Windows faz parte de um Sistema Computacional.

 Nanotecnologia  Realidade Aumentada


 BioChip  Biometria Total ( ) – Certo
 Inteligência Artificial  Mundo sem Fios (Energia)
 Leitura Cerebral  Cloud Computing ( ) – Errado
 Sistemas Distribuídos  TI Verde
 Redes Sociais  Internet por PLC
 Convergência Digital (IPTV, VoIP)  Tecnologias 3D
 Telepresença  Microblogs (Twitter)
 E-Commerce, M-Commerce
 Disponibilidade Total
 Mundo Virtual vs Atividades Laborativas
 Wireless (Bluetooth, Wi-Fi, Wi-Max, Infravermelho, …)
www.professorjoseroberto.com.br 45 www.professorjoseroberto.com.br 46

Teste sua Compreensão... Sistemas e suas Definições

05. O Microsoft Windows é um Sistema Operacional. É fundamental que o candidato não confunda os conceitos de:

( ) – Certo Sistemas Computacionais;

( ) – Errado Sistemas Operacionais;

Sistemas de Informação e

Sistemas de Arquivos.

www.professorjoseroberto.com.br 47 www.professorjoseroberto.com.br 48

www.professorjoseroberto.com.br 12
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Sistemas Computacionais Sistemas Computacionais


::. Hardware – Componentes Físicos de um Computador.
Peopleware
(Usuários e
Profissionais) Ex.: Mouse, Teclado, Monitor, Placas-Internas, etc.

Software
(Programas de
Computadores)

Hardware
(Componentes Físicos)

www.professorjoseroberto.com.br 49 www.professorjoseroberto.com.br 50

Sistemas Computacionais Sistemas Computacionais


::. Hardware – Os principais hardwares encontrados em um compu- ::. Software – Programas de Computadores.
tador podem ser agrupados nas seguintes categorias:
MS-Windows
MS-Word
Dispositivos de Entrada (Mouse, Teclado, Scanner, …)
MS-Excel
CPU (ULA, UCS, Registradores, Cache) AutoCAD
Memória Principal (RAM, ROM) Mozilla Firefox
BrOffice Writer
Dispositivos de Armazenamento (HD, CD-ROM, Pendrive, …)
BrOffice Calc
Dispositivos de Saída (Monitor, Impressora, Plotter, …) CorelDRAW
Adobe PhotoShop
etc.

www.professorjoseroberto.com.br 51 www.professorjoseroberto.com.br 52

www.professorjoseroberto.com.br 13
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Categorias de Softwares – Exemplos Sistemas Computacionais


::. Peopleware – Usuários e Profissionais da Área de Informática. Qual é o grande objetivo de um Sistema Computacional?

Programador
Operador Resposta: “Realizar o processamento de dados!”
Analista de Sistemas
Web-Designer
Web-Developer
Administrador de Redes
Administrador de BD
etc.

www.professorjoseroberto.com.br 53 www.professorjoseroberto.com.br 54

Categorias de Softwares – Exemplos Categorias de Softwares – Adobe Photoshop


SISTEMAS OPERACIONAIS: MS-DOS, MS-Windows, LINUX (Ubuntu,
Fedora, Red Hat, etc.), UNIX, MAC OS-X, Solaris, Novell, Android, iOS.

PROCESSADORES DE TEXTO: WordPerfect, Word, Writer, Wordpad.

PLANILHAS ELETRÔNICAS: Excel, Calc, Lotus 1-2-3, Quattro Pro.

BROWSER (NAVEGADORES): Internet Explorer (IE), Google Chrome,


Mozilla Firefox, Netscape Navigator, Opera, Safari.

CLIENTES DE E-MAIL: Outlook Express, Microsoft Outlook, Mozilla


Thunderbird, Microsoft Windows Live Mail.

ANTIVÍRUS: AVG, Avast, McAfee, Norton, Avira, Kaspersky.


www.professorjoseroberto.com.br 55 www.professorjoseroberto.com.br 56

www.professorjoseroberto.com.br 14
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Categorias de Softwares – Adobe Photoshop Categorias de Softwares – Adobe Photoshop

www.professorjoseroberto.com.br 57 www.professorjoseroberto.com.br 58

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...


06. Existem, pelo menos, duas maneiras de se gerenciar o acesso às 07. O Fedora possui entre as suas principais características ser
mensagens de correio eletrônico: a primeira, por meio de um
multitarefas?
serviço embutido num site, como por exemplo, o Gmail; e a
segunda, por meio do emprego de software específico direcionado ( ) – Certo
para o gerenciamento de e-mails. São exemplos desse tipo de
software: ( ) – Errado
a) o Microsoft Outlook e o Mozilla Thunderbird.
b) o Mozilla Thunderbird e o Google Safari.
c) o Netscape Flash e o Microsoft Outlook.
d) o Mac Chrome e o Netscape Flash.
e) o Google Safari e o Mac Chrome.

www.professorjoseroberto.com.br 59 www.professorjoseroberto.com.br 60

www.professorjoseroberto.com.br 15
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...

08. São programas com funções idênticas, tanto no Microsoft Office 09. Entre as diferentes distribuições do sistema operacional Linux
quanto no BrOffice.org 3.1: estão:

a) Excel e Writer. a) Conectiva, OpenOffice, StarOffice e Debian.


b) Publisher e Math. b) GNU, Conectiva, Debian e Kernel.
c) Word e Impress. c) KDE, Blackbox, Debian e Pipe.
d) Access e Base. d) Debian, Conectiva, Turbo Linux e Slackware.
e) PowerPoint e Draw. e) Fedora, RedHat, Kurumim e Posix.

www.professorjoseroberto.com.br 61 www.professorjoseroberto.com.br 62

Sistemas de Informação Tipos de Licenças de Softwares


Sistemas de Informação é a expressão utilizada para descrever um Freeware:
Sistema seja ele automatizado (que pode ser denominado como São programas gratuitos, eles não expiram e você pode usá-los
Sistema de Informação Computadorizado), ou seja manual, que livremente que nunca terá que pagar nada por isso.
abrange pessoas, máquinas, e/ou métodos organizados para coletar,
processar, transmitir e disseminar dados que representam informa- Adware:
ção para o usuário ou cliente. Também são programas gratuitos, mas trazem publicidade em forma
de banners ou links que bancam os custos do desenvolvimento e
Todo sistema que manipula dados e gera informação, USANDO OU
manutenção do software.
NÃO RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, pode ser
genericamente considerado como um Sistema de Informação.

www.professorjoseroberto.com.br 63 www.professorjoseroberto.com.br 64

www.professorjoseroberto.com.br 16
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tipos de Licenças de Softwares Tipos de Licenças de Softwares


Opensource: Shareware:
São programas gratuitos que possuem o código-fonte aberto, São programas que após um determinado tempo de uso - este tempo
desenvolvidos na maioria das vezes por comunidades que dedicam é variado de programa para programa - ou número de utilizações,
seu tempo livre para fazê-lo. perde algumas ou todas as suas funcionalidades. Após este período
você deve ou apagá-lo (desinstalar) do computador ou registrá-lo
ATENÇÃO: GPL: A Licença Pública Geral GNU acompanha os pacotes através do pagamento de uma taxa (licença) ao desenvolvedor.
distribuídos pelo Projeto GNU (General Public License).

www.professorjoseroberto.com.br 65 www.professorjoseroberto.com.br 66

Tipos de Licenças de Softwares Sistemas Computacionais


Demo: Observação:
Este tipo de distribuição é mais comum em jogos. Os demos de jogos
apresentam apenas algumas fases e servem para você analisar se vale Firmware – Conjunto de instruções essenciais para o funcionamento
a pena comprá-lo ou não. Os demos não expiram e nem podem ser de um dispositivo. Atualmente encontramos firmwares em vários
registrados. Se você quiser comprar o software terá que recorrer a
dispositivos, como modems, gravadores de CD, etc. O firmware é
uma loja.
armazenado em um chip de memória ROM ou memória Flash no
Trial:
próprio dispositivo. Em muitos casos, o firmware pode ser atualizado
É semelhante ao tipo Demo, mas se aplica a programas. Você pode
via software, com o objetivo de destravar um drive de DVD ou
testar o programa em sua totalidade, com todos os recursos e por um
determinado tempo, e geralmente não poderá salvar ou exportar os atualizar um modem de 33.6 para 56 Kbps por exemplo ou a versão
trabalhos feitos. do Android instalada em seu celular.

www.professorjoseroberto.com.br 67 www.professorjoseroberto.com.br 68

www.professorjoseroberto.com.br 17
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tipos de Softwares Funções Básicas de um Sistema Operacional

Todo Sistema Operacional possui como funções básicas:


• São programas que gerenciam todo o funcionamento do
Básicos computador, além de propiciar uma interface com o usuário.
• Exemplo: Sistemas Operacionais. Gerenciar toda a parte física (hardware) do computador;

• São programas que oferecem opções aos usuários de


Servir de plataforma (base) para o funcionamento dos demais
executar tarefas complementares às oferecidas pelos
Utilitários sistemas operacionais, como compactação de arquivos,
programas (softwares) e
antivírus, desfragmentação de unidades de discos, etc.

Oferecer ao usuário uma interface clara e funcional para a


• Os softwares aplicativos têm como objetivo facilitar o manipulação e configuração dos recursos computacionais.
trabalho do usuário, auxiliando-o nas tarefas diárias
Aplicativos específicas.
• Exemplos: Word, Excel, CorelDRAW.

www.professorjoseroberto.com.br 69 www.professorjoseroberto.com.br 70

Exemplos de Sistemas Operacionais Exemplos de Sistemas Operacionais


São exemplos de Sistemas Operacionais...
Observação: Microsoft Windows 3.x (Win 3.0, Win 3.1 e Win 3.11)
MS-DOS
Microsoft Windows (95, 98, Millennium ou Me, 2000, XP, 2003, Vista, 2008, 7,
8, etc.)
Estas versões do Windows não eram consideradas com um Sistema
UNIX Operacional. A classificação correta é de “Ambientes Operacionais”
LINUX (Kurumin, Mandriva, Conectiva, Slackware, Debian, Ubuntu, Fedora,
ou “Gerenciadores de Janelas”.
Red Hat, openSUSE, Turbo LINUX, Big LINUX, Kalango, CentOS, Mint, etc.)
FreeBSD ou OpenBSD
MAC OS Estas versões do Windows eram apenas uma interface gráfica para o
Novell
uso do MS-DOS que era o verdadeiro Sistema Operacional instalado
Solaris
Android, iOS, Symbian, Windows Mobile (Celulares, Smartphones e Tablets) no computador.
Observação: Microsoft Windows 3.x (Win 3.0, Win 3.1 e Win 3.11)
www.professorjoseroberto.com.br 71 www.professorjoseroberto.com.br 72

www.professorjoseroberto.com.br 18
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Sistemas Operacionais


Microsoft Windows XP

10. Sistema Operacional é o programa que:

a) Traduz um programa fonte para um programa objeto.


b) Permite a edição de arquivos de texto através de comandos
específicos.
c) Gerencia recursos computacionais, tornando possível a
comunicação entre softwares aplicativos e hardware (parte
física).
d) Imprime em várias impressoras ao mesmo tempo, desde que
elas estejam em microcomputadores diferentes e ligados em
rede.
e) Permite a edição de textos, documentos e planilhas.

www.professorjoseroberto.com.br 73 www.professorjoseroberto.com.br 74

SistemasMicrosoft
Operacionais
Windows Vista Sistemas Operacionais
Microsoft Windows 7

www.professorjoseroberto.com.br 75 www.professorjoseroberto.com.br 76

www.professorjoseroberto.com.br 19
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Sistemas
LINUX – Interface KDE Operacionais Sistemas Operacionais
LINUX – Interface Gnome

www.professorjoseroberto.com.br 77 www.professorjoseroberto.com.br 78

Sistemas Operacionais Principais Componentes do Computador


Principais Componentes do Computador

MAC OS-X Computadores Apple


www.professorjoseroberto.com.br 79 www.professorjoseroberto.com.br 80

www.professorjoseroberto.com.br 20
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Principais Componentes do Computador O Computador e Seus Periféricos


1. Monitor O computador e seus diversos periféricos...
2. Placa-Mãe
3. CPU / Processador
4. Memória RAM
5. Slots de Expansão / Placas
Periféricas
6. Fonte de Alimentação
7. Drive Óptico (CD / DVD)
8. Drive Magnético (Disquete)
9. Mouse
10.Teclado

www.professorjoseroberto.com.br 81 www.professorjoseroberto.com.br 82

Modelo de Von-Newman Modelo de Von-Newman


Módulo Básico ou Principal

CPU

ULA UCS

Unidades ou Registradores Unidades ou


Periféricos de Periféricos de
Entrada Memória Principal Saída
RAM ROM

ou Memória Auxiliar
Unidades de ou Memória Secundária
Armazenamento

www.professorjoseroberto.com.br 83 www.professorjoseroberto.com.br 84

www.professorjoseroberto.com.br 21
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Modelo de Von-Newman Unidades de Entrada


Módulo Básico ou Principal
Scanner
CPU
WEBCam
ULA UCS
Mouse
Unidades ou Registradores Unidades ou
Periféricos de Periféricos de
Teclado
Entrada Memória Principal Saída
Leitor Óptico
RAM ROM
Mesa Digitalizadora
Microfone

ou Memória Auxiliar etc.


Unidades de ou Memória Secundária
Armazenamento

www.professorjoseroberto.com.br 85 www.professorjoseroberto.com.br 86

Layouts de Teclados Layouts de Teclados


Layouts de Teclado: Layouts de Teclado:
 EUA / Internacional – Sem a tecla do “Ç”.  Português / ABNT2 – Com a tecla do “Ç”.

www.professorjoseroberto.com.br 87 www.professorjoseroberto.com.br 88

www.professorjoseroberto.com.br 22
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...

11. Para permitir a leitura de textos digitalizados por escâner, 12. Os teclados que são desenvolvidos no padrão ABNT2 não
transformando-os em documentos de extensão txt, utiliza-se a possuem o caractere cedilha.
técnica de:
( ) – Certo
a) American Standard Code for Information Interchange (ASCH).
b) Open Systems Interconnection (OSI). ( ) – Errado
c) Off-Line Reader (OLR).
d) Post Office Protocol (POP).
e) Optical Character Recognition (OCR).

www.professorjoseroberto.com.br 89 www.professorjoseroberto.com.br 90

Painel de Controle do Windows 7 – Teclado Modelo de Von-Newman


Módulo Básico ou Principal

CPU

ULA UCS

Unidades ou Registradores Unidades ou


Periféricos de Periféricos de
Entrada Memória Principal Saída
RAM ROM

ou Memória Auxiliar
Unidades de ou Memória Secundária
Armazenamento

www.professorjoseroberto.com.br 91 www.professorjoseroberto.com.br 92

www.professorjoseroberto.com.br 23
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Unidades de Saída Termos Utilizados para Monitores


Tipos:
 CRT – Tubo de Raios Catódicos.

(-) Consumo (+)


 LCD – Tela de Cristal Líquido.
 LED – Diodo Emissor de Luz.
Pixel – Menor unidade lógica usada para construção de uma
imagem.
Dot Pitch – Medida de espaçamentos entre dois Pixels de mesma
cor.
Padrão de Cores – RGB e CMYK
Touch Screen – Monitor com Tela de Toque (Sensível ao Toque).
www.professorjoseroberto.com.br 93 www.professorjoseroberto.com.br 94

TI Verde TI & TIC


TI Verde ou Green IT, ou ainda, Tecnologia da O termo TI (Tecnologias da Informação) é igualmente utilizado a fim
Informação Verde é uma tendência mundial
de designar o conjunto das tecnologias e meios relacionados aos
voltada para o estudo do impacto dos recursos
sistemas de computação.
tecnológicos no meio ambiente. A preocupação
dessa tendência está desde a utilização mais Hoje este termo está sendo substituído gradativamente por TIC...
eficiente de energia, recursos e insumos na pro-
dução de tecnologia, assim como uso de matéria prima e substâncias
menos tóxicas na fabricação, abrange recursos tecnológicos que
consumam menos energia, que não agridam o meio ambiente na sua
utilização operação e por fim não proporcione ou minimize impactos
no seu descarte, permitindo reciclagem e reutilização.

www.professorjoseroberto.com.br 95 www.professorjoseroberto.com.br 96

www.professorjoseroberto.com.br 24
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Pixel Dot Pitch

www.professorjoseroberto.com.br 97 www.professorjoseroberto.com.br 98

Teste sua Compreensão... Padrões de Cores


13. Em um monitor, entende-se por resolução: RGB (Padrão de Tela/Monitores/Projetores):
 R – Red – Vermelho
a) A quantidade de letras por polegada que podem ser enviadas à
tela.  G – Green – Verde
b) A quantidade de letras e números que podem ser exibidos em  B – Blue – Azul
uma tela.
c) A quantidade de frames que podem ser representados em uma CMYK (Padrão para Impressão/Gráficas/Papel):
tela.
 C – Cyan – Ciano
d) A quantidade de pixels que podem ser apresentados em uma
tela.  M – Magenta – Magenta
e) A quantidade de letras por centímetro que podem ser enviados  Y – Yellow – Amarelo
à tela.
 K – Black – Preto

www.professorjoseroberto.com.br 99 www.professorjoseroberto.com.br 100

www.professorjoseroberto.com.br 25
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Unidades de Entrada e Saída

14. É um método de mistura de cores utilizado para geração de São Unidades de Entrada e Saída...
imagens em dispositivos eletrônicos como monitores, baseado em
Monitor com Tela Sensível ao Toque (Touch Screen)
três pontos coloridos, a saber:
Impressora Multifuncional
a) RGB TODAS as Unidades de Armazenamento
b) CMY
Placa de Rede (Redes Locais)
c) Pixel
d) Tríade MODEM (Internet)
e) Dot pitch

www.professorjoseroberto.com.br 101 www.professorjoseroberto.com.br 102

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...

15. Nos sistemas de I/O, são exemplos de dispositivos híbridos: 16. São periféricos de saída e entrada (Misto) de um computador:

a) Disco rígido, pen drive e monitor sensível a toque. a) Teclado, impressora, modens e placas de rede.
b) Disco rígido, monitor e impressora. b) Dvds, modens, monitor e caixa de som.
c) Monitor, web-cam e scanner. c) Monitor touch screen, cds, dvds, modens e placas de rede.
d) Disco flexível, monitor e Pen Drive. d) Caixa de som, monitor, teclado e placa de rede.
e) Impressora, disco rígido e disco flexível. e) Placa de captura TV, caixa de som, impresora e modem.

www.professorjoseroberto.com.br 103 www.professorjoseroberto.com.br 104

www.professorjoseroberto.com.br 26
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tipos de Impressoras Impressoras Multifuncionais


Principais tipos de impressoras... Um equipamento multifuncional é aquele que possui múltiplas
utilidades. Geralmente consiste de um equipamento integrado por
Matricial (ou de Impacto)
Digitalizador (ou Scanner), Impressora, Copiadora e FAX (geralmente
Jato de Tinta
através de software).
Laser
Cera
Térmica
3D

Obs.: Impressoras Multifuncionais??? E o Plotter???

www.professorjoseroberto.com.br 105 www.professorjoseroberto.com.br 106

Teste sua Compreensão... Impressora do Tipo Plotter


17. Impressoras multifuncionais são largamente utilizadas, devido à Um Plotter é uma impressora destinada a imprimir desenhos em
facilidade de uso e à versatilidade que possuem. Nesse contexto, as
grandes dimensões, com elevada qualidade e perfeição, como por
impressoras multifuncionais 3x1 executam as funções dos seguintes
equipamentos: exemplo plantas arquitetônicas, mapas cartográficos, projetos de
engenharia (CAD), grafismo, banners, etc.
a) plotter, voteador e switch.
b) plotter, impressora e switch.
c) scanner, roteador e fotocopiadora.
d) scanner, impressora e fotocopiadora.
e) scanner, xerox e fotocopiadora.

www.professorjoseroberto.com.br 107 www.professorjoseroberto.com.br 108

www.professorjoseroberto.com.br 27
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tipos de Impressoras - Suprimentos Impressoras Matriciais


Principais tipos de impressoras... E seus suprimentos Existem dois tipos de impressoras matriciais, as chamadas “matriz de
pontos” e as “margaridas”. A diferença entre elas é que as de
“margaridas” possuem um mecanismo de impressão semelhante ao
Matricial (ou de Impacto) ............................................................ Fita
da máquina de escrever, no qual uma fita é pressionada contra o
Jato de Tinta ........................................................ Cartuchos de Tinta papel a fim de imprimir uma letra, daí o nome “de impacto”,
Laser .......................................................................................... Toner enquanto a de “matriz de pontos” utiliza um mecanismo de agulhas
para formar a letra e imprimi-la.
Cera .......................................................................... Bastões de Cera
Térmica ........................................................................ Papel Térmico Este tipo de impressora é bastante utilizado para a impressão de
folhas de pagamento, e também por lojas comerciais e
3D ..........................................................Polímeros (Plástico Líquido)
transportadoras, para emissão de notas fiscais através do papel
carbonado.

www.professorjoseroberto.com.br 109 www.professorjoseroberto.com.br 110

Impressoras Matriciais Impressora Jato de Tinta (Inkjet)


Exemplo de Impressora Matricial... Nestes tipos de impressoras, a impressão é feita por meio de
centenas de gotas muito pequenas de tintas, as quais são aquecidas e
liberadas a partir de uma minúscula abertura existente nos cartuchos
das tintas. O esquema de cores empregado por estes equipamentos é
o CMYK, sigla que identifica as cores Ciano, Magenta, Amarelo
(Yellow) e Preto (Black).

Estas impressoras são muito comuns


em ambientes domésticos e também
escritórios, uma vez que oferecem
uma impressão de boa qualidade e
também fidelidade às cores.

www.professorjoseroberto.com.br 111 www.professorjoseroberto.com.br 112

www.professorjoseroberto.com.br 28
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Impressora Jato de Tinta (Inkjet) Impressoras Laser (Laserjet)


Impressora Jato de Tinta e Cartuchos... Mais comum em ambientes corporativos, as impressoras a laser
oferecem impressões de excelente qualidade e em velocidade bem
superior às “jato de tinta”. Elas utilizam um toner no lugar do
cartucho de tinta, o qual contém um pó extremamente fino que,
quando aquecido, gruda no papel e permite que a imagem, ou texto,
seja “fixado” na folha.

www.professorjoseroberto.com.br 113 www.professorjoseroberto.com.br 114

Impressora Laser (Laserjet) Impressoras – Outras Tecnologias


Impressora Laser... Impressoras de Cera (melhor qualidade gráfica de impressão)...

www.professorjoseroberto.com.br 115 www.professorjoseroberto.com.br 116

www.professorjoseroberto.com.br 29
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Impressoras – Outras Tecnologias Impressoras – Outras Tecnologias


Impressoras Térmicas... Impressoras 3D...

www.professorjoseroberto.com.br 117 www.professorjoseroberto.com.br 118

Impressoras – Termos e Siglas Teste sua Compreensão...


Termos e siglas associadas ao uso de impressoras... 18. Em um microcomputador existem dispositivos que operam
CPS – Caracteres por Segundo exclusivamente na entrada de dados, outros na saída e um terceiro
 Medida de velocidade (matricial) tipo que pode ser utilizado tanto na entrada como na saída de
LPS – Linhas por Segundo dados, dependendo do momento em que ocorre o evento.
 Medida de velocidade (matricial)
Nesse sentido, dois dispositivos de entrada e saída de dados, são:
PPM – Páginas por Minuto
 Medida de velocidade (jato de tinta, laser e cera)
a) Teclado ABNT2 e impressora multifuncional.
DPI – Pontos por Polegada
b) Impressora multifuncional e mouse sem fio.
 Resolução / Qualidade de Impressão
c) Mouse sem fio e disco rígido SATA.
Obs.: DPI, também, mede a qualidade na captura de imagens por um d) Disco rígido SATA e pen drive 16 GB.
scanner. Quanto maior sua quantidade, melhor será a qualidade da e) Pen drive 16 GB e teclado ABNT2.
imagem capturada.
www.professorjoseroberto.com.br 119 www.professorjoseroberto.com.br 120

www.professorjoseroberto.com.br 30
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Modelo de Von-Newman Modelo de Von-Newman


Módulo Básico ou Principal
Sopa de “letrinhas”...
CPU

ULA UCS CPU – Unidade Central de Processamento (UCP).


Unidades ou Registradores Unidades ou
Periféricos de Periféricos de ULA – Unidade Lógica e Aritmética. (PROCESSAMENTO)
Entrada Memória Principal Saída
RAM ROM UCS – Unidade de Controle do Sistema (UC). (FLUXO DE DADOS)

ROM – Memória Somente para Leitura.


ou Memória Auxiliar
Unidades de ou Memória Secundária RAM – Memória de Acesso Randômica ou Aleatória.
Armazenamento

www.professorjoseroberto.com.br 121 www.professorjoseroberto.com.br 122

Modelo de Von-Newman - CPU Modelo de Von-Newman - CPU


::. CPU / UCP – MicroProcessador ::. CPU / UCP – MicroProcessador

Central Processing Unit (Unidade Central de Processamento). Todo computador tem um (algumas placas-mães suportam mais
de um).
Local onde os dados são processados.
É o circuito eletrônico que processa (calcula) todas as
Processador / MicroProcessador. informações que passam pelo computador.

Divide-se em três partes: UCS / ULA e Registradores. Ou seja: O microprocessador é o “cérebro” do computador.

O microprocessador, assim como os demais componentes, é


encaixado na Placa-Mãe.

www.professorjoseroberto.com.br 123 www.professorjoseroberto.com.br 124

www.professorjoseroberto.com.br 31
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Modelo de Von-Newman - CPU CPU - Registradores


::. Registradores (Memória Interna) – Os registradores são locais
onde os dados referentes a execução de uma determinada instrução e
a instrução a ser executada são temporariamente armazenados.

www.professorjoseroberto.com.br 125 www.professorjoseroberto.com.br 126

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...

19. Um exemplo de hardware, a Unidade Central de Processamento 20. O processamento e o controle das instruções executadas em um
(CPU), responsável por executar os programas armazenados na computador são funções da
memória principal, é composta por duas grandes subunidades: a
Unidade de Controle (UC) e a Unidade Lógica e Aritmética (ULA). a) Unidade Central de Processamento.
b) Memória Secundária.
( ) – Certo
c) Memória Principal.
( ) – Errado d) Unidade Lógica e Aritmética.
e) Unidade de Controle.

www.professorjoseroberto.com.br 127 www.professorjoseroberto.com.br 128

www.professorjoseroberto.com.br 32
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...

21. A unidade aritmética e lógica (UAL) é o componente do 22. O principal componente da placa-mãe de um microcomputador
processador que executa as operações matemáticas a partir de é denominado:
determinados dados. Todavia, para que um dado possa ser
a) BIOS
transferido para a UAL, é necessário que ele, inicialmente,
b) Processador (CPU)
permaneça armazenado em um registrador. c) Clock
d) Chipset
( ) – CERTO e) CACHE

( ) – ERRADO

www.professorjoseroberto.com.br 129 www.professorjoseroberto.com.br 130

Teste sua Compreensão... Chipset

23. NÃO se trata de uma função do chip ponte sul de um chipset, O chipset é o principal componente de uma placa-mãe, dividindo-se
entre “Ponte Norte” (Northbridge, controlador de memória, alta
controlar?
velocidade) e “Ponte Sul” (Southbridge, controlador de periféricos,
baixa velocidade).
a) Memória RAM
b) Barramento ISA Funções dos Chipsets:
c) Barramento PCI
::. Ponte Norte ::. Ponte Sul
d) Disco Rígido
▪ Processador (CPU) ▪ HDs
e) Memória CMOS ▪ Memória RAM ▪ Memória ROM
▪ AGP (Placa de Vídeo) ▪ Portas USB
▪ PCI Express ▪ Barramentos PCI, ISA e IDE
▪ Barramentos Externos,
como: teclado, mouse, etc.

www.professorjoseroberto.com.br 131 www.professorjoseroberto.com.br 132

www.professorjoseroberto.com.br 33
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Placa-Mãe (MotherBoard) Marcas e Modelos de Processadores


Existem diversos tipos de marcas e fabricantes de Processadores no
mercado, dentre eles a Intel, Power PC, Cyrix, AMD, dentre outros.
Atualmente a Intel e a AMD são as principais fabricantes de
processadores para PC.

Ao mesmo tempo, você já deve ter ouvido falar de números ou


nomes como 8088, 286, 386, 486, Pentium, MMX, Celeron, Dual
Core, Core 2 Duo, i3, i5, i7, etc. são todos modelos dos Processadores
da Intel fabricados nos últimos anos. Já os modelos K6, Athlon, Duron,
Sempron, Phenom pertencem ao fabricante AMD.

www.professorjoseroberto.com.br 133 www.professorjoseroberto.com.br 134

Velocidade dos Processadores Velocidade dos Processadores


Os Processadores são conhecidos também pela sua velocidade, ou
como os dados são transmitidos em um computador.

Essa velocidade pode variar em cada modelo, sua velocidade é


medida em MegaHertz (Mhz) ou GigaHertz (Ghz) conhecida também
como CLOCK do computador. Por exemplo, existe o Pentium IV 2.0 e o
Pentium IV 3.2. Significa que o processador Pentium da Intel processa
dados a uma freqüência aproximada de 2.000 Mhz (ou 2.0 GHz) ou
3.200 Mhz (ou 3.2 Ghz).

www.professorjoseroberto.com.br 135 www.professorjoseroberto.com.br 136

www.professorjoseroberto.com.br 34
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Velocidade dos Processadores Turbo Boost (Booster)


Overclocking (Overclock): Turbo Boost é uma tecnologia implementada pela Intel em certos
É o nome que se dá ao processo de forçar um componente de um modelos de suas CPUs, incluindo o Core i5 e o Core i7.
computador a rodar numa freqüência, definida em hertz mais alta O TURBO BOOST PERMITE O AUMENTO DINÂMICO DA VELOCIDADE
do que a especificada pelo fabricante.
DE CLOCK DA CPU, QUANDO NECESSÁRIO.
Apesar de haver diferentes razões pelas
quais o overclock é realizado a mais O Turbo Boost é ativado quando o Sistema Operacional requer o
comum é para aumentar o desempenho maior desempenho possível do processador. Tal desempenho é
do hardware. O overclocking pode re- controlado diretamente no processador sendo, portanto,
sultar em superaquecimento do proces- desnecessário quaisquer software ou drivers adicionais para esta
sador, instabilidade no sistema e às
nova tecnologia.
vezes pode danificar o hardware, se
realizado de maneira imprópria.

www.professorjoseroberto.com.br 137 www.professorjoseroberto.com.br 138

Marcas e Modelos de Processadores Tecnologias de Processadores

Intel AMD Hyper Threading (HT) – Ou hiperprocessamento é uma tecnologia


Pentium IV K6 II da Intel usada em processadores que o faz simular dois processadores
Celeron K6 III tornando o sistema mais rápido quando se usa vários programas ao
Dual Core Athlon XP / Athlon MP
mesmo tempo. Esse processo todo rende um acréscimo de até 20%
Core 2 Duo Duron
Core 2 Quad Sempron na velocidade dos programas desde que estejam sendo executados
Xeon Athlon 64 simultaneamente.
Centrino Turion 64 / Turion X2 64
Itanium 2 Opteron Hyper Transport – Tecnologia da AMD semelhante ao Hyper
Atom Phenom II Threading.
i3, i5 e i7

www.professorjoseroberto.com.br 139 www.professorjoseroberto.com.br 140

www.professorjoseroberto.com.br 35
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Tecnologias de Processadores Tecnologias de Processadores


Dual Core – O Intel Dual Core é um processador fabricado pela Intel Multi Core – (Múltiplos Núcleos) Consiste em colocar dois ou mais
usando a tecnologia “Napa”, sendo composto por dois processadores
núcleos (cores) no interior de um único encapsulamento (um único
num só chip de silício.
chip). O Sistema Operacional trata esses núcleos como um

MMX – As instruções MMX, permitem juntar várias palavras processador diferente. Na maioria dos casos, cada unidade possui seu
binárias de 8 ou 16 bits e transformá-las em uma única palavra maior, próprio Cache e pode processar várias instruções simultaneamente.
que pode ser processada (da mesma maneira que seria processada Adicionar novos núcleos de processamento a um processador (único
separadamente utilizando as instruções padrão) usando instruções
encapsulamento) possibilita que as instruções das aplicações sejam
específicas do conjunto MMX. Melhorando assim o desempenho para
executadas em paralelo, como se fossem 2 ou mais processadores
processamento multimídia (3DNow em AMD).
distintos.

www.professorjoseroberto.com.br 141 www.professorjoseroberto.com.br 142

Arquiteturas de Processadores Comunicação (Portas) Paralela e Serial


O projeto de um processador é baseado no conjunto de instruções Serial...
que ele deve executar. Um fator importante diz respeito a quantidade
Exemplo: Mouse 100101110101000110010 Placa-Mãe
de instruções e a complexidade do conjunto de instruções.

Comunicação Serial é o processo de enviar dados um bit de cada vez,


Processadores / Computadores RISC – Computação por Conjunto
sequencialmente, num canal de comunicação ou barramento.
Reduzido de Instruções (maior velocidade).
Paralela ...
Processadores / Computadores CISC – Computação por Conjunto 10010111010100011
01111101010101001
Complexo de Instruções (menor velocidade). Exemplo: Impressora 01101010101001011
Placa-Mãe
10111010101010001
Processadores de 32 bits …

Processadores de 64 bits … Comunicação Paralela é o processo de enviar dados em que os bits


de uma informação trafegam em paralelo no mesmo instante.

www.professorjoseroberto.com.br 143 www.professorjoseroberto.com.br 144

www.professorjoseroberto.com.br 36
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Barramentos Barramentos
É um conjunto de linhas de comunicação (condutores elétricos em Barramento IDE (Integrated Drive Eletronics)
paralelo) que permitem a interligação entre diversos dispositivos de
um sistema de computação ou computador. É utilizado para conectar (HD, Drives de CD, Gravadores de CD, Drives
de DVD, Gravadores de DVD) à placa-mãe do computador.
 Barramentos de Dados: por onde trafegam as instruções dos
dados. Em cada barramento IDE permite a
 Barramento de Endereços: por onde passam as informações de conexão de apenas dois desses
equipamentos. Podemos classificá-las
endereços de memória fornecidos pela CPU.
em IDE Primária e IDE Secundária ou
 Barramento de Controle: por onde passam os sinais que indicam
dependendo da placa-mãe a
operações de escrita ou leitura na memória. identificação poderá ser (IDE1 e IDE2)
 Barramentos Internos: Os barramentos Internos são aqueles que ou (IDE0 e IDE1), o total de
ligam a CPU (processador) aos componentes que ficam dentro do equipamentos de armazenamento
gabinete. interno podem então ser quatro.
www.professorjoseroberto.com.br 145 www.professorjoseroberto.com.br 146

Barramentos Barramentos
Serial ATA (SATA) Barramento ISA (Industry Standard Architecture)

Serial ATA ou simplesmente SATA é o padrão de discos rígidos criado O barramento ISA é utilizado para placas de expansão, como modems,
para substituir os discos ATA, também conhecidos como IDE. A taxa de placas de som, placas de vídeo, o ISA caiu em desuso pelo
transferência de um disco Serial ATA inicialmente é de 300 MB/s, desenvolvimento de barramentos bem mais rápidos que ele.
contra os 133 MB/s de um disco rígido IDE.
Trabalha com uma largura de banda 16 bits (transfere 2 bytes por vez)
 SATA I: 150 MB/s e tem uma frequência de 8 MHz, o que permite uma taxa de
 SATA II: 300 MB/s transferência de 16 MB/s (Megabytes por segundo).
 SATA III: 600 MB/s
O barramento ISA não possui a característica de Plug and Play.

www.professorjoseroberto.com.br 147 www.professorjoseroberto.com.br 148

www.professorjoseroberto.com.br 37
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Barramentos Barramentos
Barramento PCI (Peripheral Component Interconnect) Barramento AGP

Substituto do barramento ISA nas novas placas-mãe. O barramento A Accelerated Graphics Port (Porta Gráfica Acelerada) (AGP, muitas
PCI trabalha com uma frequência 33 Mhz e largura de banda de 32 vezes também chamada Advanced Graphics Port (Porta Gráfica
bits. A taxa total de transferência entre um equipamento ligado ao Avançada)) é um barramento de computador ponto-a-ponto de alta
barramento PCI e o processador é de cerca de 133 MB/s. O velocidade, padrão para conectar um tipo de periférico a uma placa-
barramento PCI é Plug and Play. mãe de computador, geralmente é acoplado a esse slot uma placa de
vídeo aceleradora gráfica, que tem a função de acelerar o
processamento de imagens 3D (terceira dimensão).

www.professorjoseroberto.com.br 149 www.professorjoseroberto.com.br 150

Barramentos Barramentos Externos


Barramentos Externos Barramentos Externos (Entrada e Saída de Dados)

Os barramentos externos são os que interligam a CPU aos PS/2


equipamentos que encontram-se fora do gabinete (como teclado, Serial
mouse, impressora, etc.). Paralela
USB
Podemos ver os barramentos externos nos pequenos encaixes para os Firewire
conectores dos equipamentos na parte traseira do gabinete, e que PCM CIA (PC Card)
são conhecidos como portas.

www.professorjoseroberto.com.br 151 www.professorjoseroberto.com.br 152

www.professorjoseroberto.com.br 38
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

USB - Universal Serial BUS Teste sua Compreensão...


Tecnologia USB:

Universal Serial BUS (Barramento Serial);


É hoje o Padrão de Conexão; 24. A porta padrão que corresponde ao símbolo representado na
Suporta a Tecnologia Plug and Play; figura acima – utilizada para a conexão de pen drive em um
Fornece Alimentação Elétrica; computador – é denominada?
Conexão de até 127 Dispositivos na mesma Porta USB;
Hot-Swappable: Pode ser Conectado ou Desconectado sem a a) USB
b) PS2
necessidade de Reiniciar o Computador;
c) DB9
Padrões: USB 1.1 de 1,5 à 12 Mbps; USB 2.0 com 480 Mbps ou 60
d) DIMM
MB/s e USB 3.0 com 4,8 Gbps ou 600 MB/s.
e) HDMI

www.professorjoseroberto.com.br 153 www.professorjoseroberto.com.br 154

Teste sua Compreensão... Barramentos e a Placa-Mãe

25. Apesar de o dispositivo USB 2.0 ter velocidade superior à da


versão anterior, USB 1.1, ele é compatível com dispositivos que
funcionam com o USB 1.1, desde que a taxa de transferência de
dados desses dispositivos não ultrapasse 1,5 Mbps.

( ) – Certo

( ) – Errado

www.professorjoseroberto.com.br 155 www.professorjoseroberto.com.br 156

www.professorjoseroberto.com.br 39
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Memória Cache Teste sua Compreensão...


Memória de grande velocidade localizada dentro dos 26. A busca antecipada de instruções é uma técnica utilizada nos
processadores. processadores dos microcomputadores atuais, de forma a acelerar a
execução de um programa. As instruções são pré-carregadas da
Serve para guardar os dados mais freqüentemente usados pelo
memória
processador.

Quanto maior a quantidade de memória Cache de um processador a) Principal para a memória virtual.
b) Principal para a memória cache.
maior a sua velocidade e o desempenho do computador.
c) Virtual para a memória principal.
d) Cache para a memória principal.
Chamada pelas bancas de “Memória Intermediária”.
e) Cache para a memória virtual.
Cache L1, Cache L2 e Cache L3.

www.professorjoseroberto.com.br 157 www.professorjoseroberto.com.br 158

Tipos de Memórias Memória Principal – ROM


::. ROM – Read Only Memory (Memória Somente para Leitura):
Memória que já vem gravada de fábrica com informações técnicas
sobre o computador.

Contém a BIOS que é responsável por 2 importantes funções:

POST – Auto-Teste ao ligar;


Boot do Sistema – Carregar o Sistema Operacional para a memória
RAM.

www.professorjoseroberto.com.br 159 www.professorjoseroberto.com.br 160

www.professorjoseroberto.com.br 40
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Memória Principal – ROM Memória Principal – RAM


::. RAM – Random Access Memory (Memória de Acesso Randômica
ou Aleatória): Memória de trabalho do usuário.

Quanto maior a quantidade desta memória:

Maior a velocidade do computador;


Maior a capacidade de processamento do micro.
O chip de memória ROM contém a BIOS (Sistema Básico de
Obs.: Esta memória é VOLÁTIL!
Entrada e Saída) que é responsável por processos como o POST
(auto-teste ao ligar o computador) e o BOOT DO SISTEMA
(carregamento do Sistema Operacional instalado na máquina).

www.professorjoseroberto.com.br 161 www.professorjoseroberto.com.br 162

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...

29. Um tipo de elemento do microcomputador que permite apenas 30. Em relação à BIOS (Basic Input Output System) dos
a leitura pelo usuário comum e vem com seu conteúdo gravado microcomputadores, são características intrínsecas a esse recurso as
durante a fabricação. Trata-se de? abaixo relacionadas, EXCETO:

a) Disco Rígido a) prepara o computador para executar o sistema operacional.


b) Memória USB b) está armazenado em um componente da placa- mãe.
c) Memória ROM c) é responsável pelo boot do computador.
d) Memória RAM d) é um componente de hardware.
e) Placa-Mãe e) armazena informações básicas para o funcionamento da
máquina.

www.professorjoseroberto.com.br 163 www.professorjoseroberto.com.br 164

www.professorjoseroberto.com.br 41
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...

31. Quando é ligado, o computador faz um autodiagnóstico. Se, por 32. O primeiro passo no processo de inicialização do computador é
exemplo, o teclado não estiver conectado ao computador, o fato é o(a)?
identificado nesse processo e a inicialização do sistema é
a) Windows
automaticamente interrompida.
b) DOS
c) Memória ROM
( ) – Certo d) Memória Cache
e) POST
( ) – Errado

www.professorjoseroberto.com.br 165 www.professorjoseroberto.com.br 166

Relação entre as Principais Memórias Teste sua Compreensão...

33. Memórias mais rápidas são mais baratas e maiores.

Registradores
+ Armazenamento -

( ) – Certo
- Ve l o c i d a d e +

Memória Cache ( ) – Errado


- Preço +

Memória RAM

Memórias Auxiliares

www.professorjoseroberto.com.br 167 www.professorjoseroberto.com.br 168

www.professorjoseroberto.com.br 42
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Relação entre as Principais Memórias Memórias ROM - Tipos


Tipo Capacidade Velocidade Custo Localização Volatibilidade ROM: Não pode ser alterada pelo usuário, já é fabricada gravada;

Registradores Bytes Muito Alta Muito Alto CPU Volátil


PROM (ROM Programável): É vendida vazia (virgem). Pode ser

KBytes gravada uma vez por equipamentos gravadores especiais (chamados


Cache Muito Alta Alto CPU Volátil
MBytes de gravadores de PROM).

Principal MBytes Interna


Alta Médio Volátil EPROM (ROM apagável e programável): É fabricada vazia e pode
(RAM) GBytes Placa-Mãe
ser gravada e apagada por meio de Luz ultravioleta.
Secundária / GBytes Média Baixo Interna Não Volátil
Auxiliar TBytes Baixa Muito Baixo Externa Permanente

www.professorjoseroberto.com.br 169 www.professorjoseroberto.com.br 170

Memórias ROM - Tipos Memória Virtual e Swap de Disco


EEPROM (ROM apagável e programável eletricamente): é A memória virtual consiste em recursos de hardware e software com
três funções básicas...
fabricada vazia e pode ser gravada e apagada por meio aumento da
tensão elétrica em seus conectores. Relocação (ou recolocação), para assegurar que cada processo
(aplicação) tenha o seu próprio espaço de endereçamento,
começando em zero;
Memória Flash (FEPROM): parecida com a EEPROM, mas consome
menos energia elétrica e não necessita do aumento de tensão para Proteção, para impedir que um processo utilize um endereço de
memória que não lhe pertença;
ser apagada/gravada. É muito usada em cartões de memória de
máquinas fotográficas digitais. Paginação (paging) ou troca (swapping), que possibilita a uma
aplicação utilizar mais memória do que a fisicamente existente
(essa é a função mais conhecida).

www.professorjoseroberto.com.br 171 www.professorjoseroberto.com.br 172

www.professorjoseroberto.com.br 43
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Memória Virtual e Swap de Disco Teste sua Compreensão...


A memória virtual é uma técnica pela qual é possível utilizar uma 34. Memória de massa é também o nome que é dado à ROM (Read-
parte do disco rígido como se fosse memória RAM, assim sendo, o
Only Memory).
sistema operacional é capaz de executar aplicações mesmo que a
soma de todos os programas em execução simultânea supere a da
( ) – Certo
memória RAM instalada no computador.
( ) – Errado
Cache

www.professorjoseroberto.com.br 173 www.professorjoseroberto.com.br 174

Modelo de Von-Newman O Bit e o Byte


Módulo Básico ou Principal

CPU
10011100
ULA UCS 01001101
10101001
Unidades ou Registradores Unidades ou
Periféricos de Periféricos de
01010110
Entrada Memória Principal Saída 11011010
RAM ROM
11100101
01010011
11101010
00101010
ou Memória Auxiliar
00010101
Unidades de ou Memória Secundária 10010100
Armazenamento

www.professorjoseroberto.com.br 175 www.professorjoseroberto.com.br 176

www.professorjoseroberto.com.br 44
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

O Bit e o Byte O Bit e o Byte


::. O Bit – É a menor unidade compreendida pelo microcomputador. ::. O Byte – A unidade padrão de medida na informática é o Byte
Ele é representado pelo binômio 0 (zero) ou 1 (um). À este tipo de (Bynary Term, ou Termo Binário), que é o conjunto de 8 (oito) bits. A
informação chamamos Código Binário ou Bit (do inglês Binary Digit), cada caractere, como uma letra, associamos um Byte.
que é a Linguagem de Máquina usada pelos computadores.
 C = 01000011
Para cada informação, o computador utiliza diversos 0 e 1 seguidos:  A = 01000001
0011010101001011.  S = 01010011
 A = 01000001

www.professorjoseroberto.com.br 177 www.professorjoseroberto.com.br 178

Padrão ASCII Padrão ASCII - Tabela de 0 à 127


ASCII (acrônimo para American Standard Code for Information Padrão ASCII - Tabela de 0 à 127...
Interchange, que em português significa "Código Padrão Americano
para o Intercâmbio de Informação") é uma codificação de caracteres
de oito bits baseada no alfabeto inglês. Os códigos ASCII representam
texto em computadores, equipamentos de comunicação, entre outros
dispositivos que trabalham com texto.

 A codificação define 128 caracteres.

 A codificação ASCII Extendida define 256 caracteres.

www.professorjoseroberto.com.br 179 www.professorjoseroberto.com.br 180

www.professorjoseroberto.com.br 45
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Padrão UNICODE Teste sua Compreensão...


Unicode é um padrão que permite aos computadores representar e 27. Os computadores, por utilizar o sistema de numeração binário,
manipular, de forma consistente, texto de qualquer sistema de escrita só trabalham com os dígitos 0 e 1 (Bit), e, por essa razão, foram
existente. desenvolvidos sistemas, dentre os quais se destaca o ASCII, para que
eles possam apresentar caracteres alfabéticos, algarismos, sinais de
 O padrão consiste de pouco mais de 107 mil caracteres. pontuação e outros símbolos.

O Unicode cobre quase todos os sistemas de escritas em uso ( ) – Certo


atualmente...
( ) – Errado

www.professorjoseroberto.com.br 181 www.professorjoseroberto.com.br 182

O Bit e o Byte - Tabela de Conversão Para que Servem os Bits e os Bytes?


Tabela de Conversão Medimos o tamanho das informações que trabalhamos em Bytes.
1 bit 0 ou 1
Medimos a capacidade de armazenamento das memórias e
8 bits (b) 1 Byte (ou 1 caractere)
unidades de discos do computador em Bytes.
1.024 ou 210 Bytes (B) 1 KiloByte (KB)

1.024 ou 210 KiloBytes (KB) 1 MegaByte (MB) Medimos as velocidades de transmissão de informações em bits
1.024 ou 210 MegaBytes (MB) 1 GigaByte (GB) por segundo (bps) e seus múltiplos.
1.024 ou 210 GigaBytes (GB) 1 TeraByte (TB)

1.024 ou 210 TeraByte (TB) 1 PetaByte (PB)

1.024 ou 210 Petabyte (PB) 1 ExaByte (EB) (e não hexabyte)

www.professorjoseroberto.com.br 183 www.professorjoseroberto.com.br 184

www.professorjoseroberto.com.br 46
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Capacidades de Armazenamento Capacidades de Armazenamento


Disquete de 5 ¼ – 1.2 MB
Disquete de 3 ½ – 1.44 MB
CD-ROM – 640 à 700 MB
DVD-ROM – 4.7 ou 8.5 GB Dual Layer
Disco Rígido (HD) – 320 GB, 500 GB, 1 TB, 1.5 TB, 3 TB …
Fitas de Backup (DAT) – 12 GB, 24 GB, …, 72 GB, …
PenDrives – 512 MB, 1 GB, 2 GB, 4 GB, 8 GB, 16 GB…
Cartões de Memória – 256 MB, 512 MB, 1 GB, 2 GB, 4 GB …
Disquete LS – 120 MB
Disquete ZIP – 100 MB, 250 MB, …, 750 MB
BluRay – 25 GB, 50 GB, 100 GB, ...

www.professorjoseroberto.com.br 185 www.professorjoseroberto.com.br 186

Teste sua Compreensão... Unidades de Armazenamento

28. Os dispositivos de entrada e saída usam 1 byte como unidade Discos Flexíveis (Disquetes)
CD-ROM
padrão de transferência de dados, isto é, transferem 1 byte de Unidades de Armazenamento ou
DVD
dados por vez. Memória Auxiliar ou Blu-Ray
Memória Secundária ou HD ou Disco Rígido
( ) – Certo
Memória Permanente ou Pen Drive
Cartões de Memória
( ) – Errado Memória de Armazenamento em Massa.
Fita DAT
LTO

www.professorjoseroberto.com.br 187 www.professorjoseroberto.com.br 188

www.professorjoseroberto.com.br 47
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Unidades de Armazenamento Unidades de Armazenamento


Disquetes ou Discos Flexíveis 5 ¼... Disquetes ou Discos Flexíveis 3 ½...
 Superfície de Armazenamento Magnética  Superfície de Armazenamento Magnética
 Capacidade de 1.2 MB  1.38 MB de capacidade real
 1.44 MB de capacidade divulgada

www.professorjoseroberto.com.br 189 www.professorjoseroberto.com.br 190

Unidades de Armazenamento Unidades de Armazenamento - CD


CD – Compact Disk...
 Armazenamento Óptico de Dados
 de 640 à 700 MB de capacidade
 Equivalente à 486 disquetes de 3 ½ (1.44 MB)
 CD-DA (Áudio/Música)
 CD-R (ainda “Virgem”)
 CD-ROM (já Gravado)
 CD-RW (Regravável)
1x equivale a velocidade de 150 Kbytes
por segundo (padrão inicial para CDs).

Hoje: 56x = 56 x 150 KB/s = 8400 KB/s


Então o que significa: CD 40x24x52x ???

www.professorjoseroberto.com.br 191 www.professorjoseroberto.com.br 192

www.professorjoseroberto.com.br 48
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Unidades de Armazenamento Unidades de Armazenamento - DVD


DVD – Digital Video Disc ou Digital Versatile Disk...
 Armazenamento Óptico de Dados
 Normalmente 4.7 GB (camada simples) e 8.5 GB (camada dupla
ou DL)
 O de camada simples equivale à 7 CDs
ou 3.570 disquetes de 3 ½ (1.44 MB)
 DVD-R (DVD+R, DVD+R DL)
 DVD-ROM
 DVD-RAM
 DVD-RW (DVD+RW)
www.professorjoseroberto.com.br 193 www.professorjoseroberto.com.br 194

Unidades de Armazenamento Unidades de Armazenamento - Blu-Ray


Blu-ray...
 Armazenamento Óptico de Dados
 Normalmente 25 GB (camada simples) e 50 GB (dupla camada
ou DL - Dual Layer)
 O de camada simples equivale
à 5 DVDs.

www.professorjoseroberto.com.br 195 www.professorjoseroberto.com.br 196

www.professorjoseroberto.com.br 49
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Unidades de Armazenamento

35. Um DVD Dual Layer (ou Double Layer), também conhecido como HD, Disco Rígido ou Winchester...
DVD-9 ou DVD-DL, é capaz de armazenar até?  Armazenamento Magnético de Dados
 Utiliza os Padrões IDE, SATA, SCSI e SAS
a) 700 MB
 Novos modelos SSD (eletrônico)
b) 18,8 GB
c) 8,5 GB  Tamanhos variados: 320 GB,
d) 4,7 GB 500 GB, 1 TB, …
e) 1,4 GB
 Velocidade/Rotação:
5.400 e 7.200 RPM

www.professorjoseroberto.com.br 197 www.professorjoseroberto.com.br 198

Novos HDs SSD vs. HDs IDEs e SATA Teste sua Compreensão...
36. O Hard Disk (HD) é o principal dispositivo de armazenamento
usado nos computadores, é nele que gravamos arquivos e
programas. Com o passar do tempo foi surgindo alguns tipos de
Hard Disk. Qual das alternativas abaixo apresenta apenas tipos de
Hard Disk (HD)?

a) FAT, NTFS, BIN.


b) IDE, SCSI, Serial ATA.
c) SATA, FAT32, FAT16.
SSD: IDE ou SATA:
NÃO POSSUEM partes móveis ou mecânicas. POSSUEM partes móveis ou mecânicas. d) SCSI, EXT3, EXT4.
e) FAT, FAT16, FAT32.

www.professorjoseroberto.com.br 199 www.professorjoseroberto.com.br 200

www.professorjoseroberto.com.br 50
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Unidades de Armazenamento Unidades de Armazenamento


Pen-Drive... Zip-Drive, Disquete ZIP...
 Utilizam memória Flash (FEPROM)  Armazenamento Magnético de Dados
 Diversas capacidades: 512 MB, 1 GB, 2 GB, 4 GB, 8 GB, …  Diversas capacidades: 100 MB, 250 MB, …, 750 MB

www.professorjoseroberto.com.br 201 www.professorjoseroberto.com.br 202

Unidades de Armazenamento Unidades de Armazenamento - Quadro RESUMO


Nome Tipo Tamanho / Capacidade Tecnologias Associadas
Fitas de Backup (DAT)... Disquetes Magnético 1.44 MB - Divulgado Nenhuma
ou Discos Flexíveis 1.38 MB - Real
 Armazenamento Magnético e Sequencial de Dados CD Óptico 640 à 700 MB CD-DA
CD-R
 Diversas capacidades: 72 GB, 160 GB CD-ROM
CD-RW
DVD Óptico 4.7 GB (DVD 5) DVD-R
8.5 GB (DVD 9 ou DVD DL) DVD-ROM
DVD-RW
DVD-RAM
Blu-Ray Óptico a partir de 25 GB Nenhuma
PenDrive FLASH 512 MB, 1 GB, 2, 4, 8 GB, ... FEPROM (Flash EPROM)
(Eletrônica) Portas USB
HD, Disco Rígido Magnético 320, 500 GB, 1 TB, 3 TB, ... IDE
ou Winchester SATA
SCSI
SAS
SSD (Eletrônica)
Fitas Magnéticas Magnético 80 GB, 800 GB, 1.5 TB, ... DAT
LTO

www.professorjoseroberto.com.br 203 www.professorjoseroberto.com.br 204

www.professorjoseroberto.com.br 51
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...


38. Associe os dispositivos de armazenamento de dados com a respectiva
37. Para armazenar três arquivos de tamanhos 800 KB, 2 MB e 3 GB, tecnologia de armazenamento utilizada.
o dispositivo adequado é o? Tecnologia de Armazenamento Dispositivo de Armazenamento
1. Magnética ( ) DVD-R e Disco Blu-Ray
a) CD-ROM. 2. Eletrônica ( ) Cartões de memória SD, xD, Memory Stick
b) Pendrive com capacidade de 1 gigabyte. 3. Ótica ( ) Disco rígido (HD)
( ) CD-RW e DVD-RW
c) CD-RW. ( ) Pen drive
d) DVD-R 12 cm double layer.
Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.
e) Disco Flexível de 3 1/2 .
a) 1-2-2-1-3
b) 1-3-2-1-3
c) 2-1-3-3-2
d) 3-1-1-1-2
e) 3-2-1-3-2

www.professorjoseroberto.com.br 205 www.professorjoseroberto.com.br 206

Diferença: Drive vs Driver Placa-Mãe (MotherBoard)


Definição de Drive: Qual a diferença entre Placa-Mãe On-Board e Off-Board?

Unidade de leitura e/ou gravação de uma unidade de disco.


“Placa-mãe on-board quer dizer que ela já conta com os principais
Definição de Driver: dispositivos já integrados como rede, modem, vídeo. Já a placa off-
board não tem nenhum dispositivo (ou somente alguns dispositivos) e
Conjunto de arquivos responsáveis pela instalação e configuração de
você vai ter que comprar e instalar tudo separadamente. A
um novo dispositivo no computador. Estes arquivos possuem
desvantagem da placa on-board é que em geral esse tipo de placa
parâmetros técnicos sobre o periféricos e serve de interface do
conta os dispositivos mais simples e básicos.”
mesmo com o Sistema Operacional.

www.professorjoseroberto.com.br 207 www.professorjoseroberto.com.br 208

www.professorjoseroberto.com.br 52
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Slots de Expansão Teste sua Compreensão...


ISA 39. Na placa-mãe alguns componentes já vêm instalados e outros
PCI serão conectados na sua placa de circuito. Um exemplo típico de
AGP componente que já vem, nativamente, instalado na placa-mãe é:
PCI Express
a) Processador
b) Memória RAM
c) Disco rígido
d) Gravador de DVD
e) Chipset

www.professorjoseroberto.com.br 209 www.professorjoseroberto.com.br 210

BIOS x CMOS x SETUP BIOS x CMOS x SETUP


BIOS (Basic Input/Output System): SETUP:

Programa que inicializa o computador e permite que o sistema É um programa que permite ao usuário alterar as configurações de
operacional converse com os equipamentos mais básicos do funcionamento da placa mãe: desde a freqüência com que as
computador como teclado e HD. O BIOS é normalmente armazenado memórias vão funcionar, até a quantidade de memória RAM de vídeo
em um chip de memória ROM na placa mãe (pode ser memória flash, (se a placa de vídeo for on-board). O Setup é um programa que
que é mais comum hoje em dia!). normalmente está armazenado no MESMO CHIP em que o BIOS está,
o que gera a confusão!

www.professorjoseroberto.com.br 211 www.professorjoseroberto.com.br 212

www.professorjoseroberto.com.br 53
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

BIOS x CMOS x SETUP Termos Complementares


CMOS: BIOS (Basic Input/Output System – Sistema Básico de Entrada e Saída)
É o programa armazenado na memória ROM que contém sub-rotinas
Chip de memória volátil que armazena uma série de dados, entre eles para a inicialização do Sistema.
o relógio e calendário do computador e os dados que foram definidos Setup
pelo usuário através do programa SETUP. Contém todas as configurações para que o Sistema reconheça o
hardware instalado no computador.
CMOS
Armazena as informações contidas no Setup. Está localizada na BIOS.
POST
Auto-Teste ao ligar realizado pela BIOS (Memória ROM).

www.professorjoseroberto.com.br 213 www.professorjoseroberto.com.br 214

Teste sua Compreensão... Teste sua Compreensão...


41. Maria estava interessada em comprar um computador e leu no jornal o seguinte
anúncio: “PC com processador Intel Core i7 3,8 GHz, 8 GB de RAM, 1 TB de HD, Cache
L3 de 8 MB, monitor LCD de 18,5", placa de rede de 10/100 Mbps. Estão inclusos o
mouse, o teclado e as caixas de som.” Por apenas R$ 1.349,10. A definição de alguns
dos termos presentes nessa configuração é apresentada a seguir:
40. A capacidade ou velocidade dos
I. É uma memória volátil para gravação e leitura que permite o acesso direto a qualquer
dispositivos 3, 4, 6, 7 e 8 é usualmente um dos endereços disponíveis de forma bastante rápida.
medida usando-se as seguintes II. É um sistema de armazenamento de alta capacidade que, por não ser volátil, é
destinado ao armazenamento de arquivos e programas.
unidades, respectivamente: megabyte, III. É normalmente o componente mais complexo e frequentemente o mais caro do
computador. Apesar de realizar, dentre outras operações, os cálculos e comparações que
megabyte, volt, megabyte e gigabyte.
levam à tomada de decisão, necessita de diversos outros componentes do computador
para realizar suas funções.
( ) – Certo Os itens I, II e III definem, respectivamente,
a) RAM, HD e processador Intel Core i7. d) Cache L3, RAM e processador Intel Core i7.
b) HD, RAM e Cache L3. e) HD, Cache L3 e RAM.
( ) – Errado c) RAM, placa de rede de 10/100 mbps e Core.

www.professorjoseroberto.com.br 215 www.professorjoseroberto.com.br 216

www.professorjoseroberto.com.br 54
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Teste sua Compreensão... Alimentação de Energia


42. Considere os seguintes componentes de hardware utilizados em
computadores pessoais (PCs).
Estabilizador - Alimenta o computador com a medida exata de
1. Placa de Vídeo energia, mesmo nas variações de energia.
2. Placa de Rede
3. Fonte de Alimentação
4. Controladora de Disco No-Break - Funciona com bateria. Utilizado para situações onde
5. Webcam
Assinale a alternativa que enumera corretamente todos os componentes listados mesmo na falta de energia elétrica ele continua alimentando o
acima que são comumente incorporados (integrados) à placa mãe do
computador.
computador com energia, o tempo médio pode variar de acordo
a) Apenas os componentes 1, 2 e 3. com o porte do No-Break. Os mais comuns mantêm o computador
b) Apenas os componentes 1, 2 e 4.
c) Apenas os componentes 1, 3 e 5. ligado por 30 ou 45 minutos. Tudo isso para que as informações
d) Apenas os componentes 2, 4 e 5.
e) Apenas os componentes 3, 4 e 5. não sejam perdidas e o usuário possa desligar o computador com
segurança.

www.professorjoseroberto.com.br 217 www.professorjoseroberto.com.br 218

Alimentação de Energia Teste sua Compreensão...


Filtro de Linha - Utilizado para limpar a energia que chega ao 43. Nobreak é um equipamento que mantém, durante determinado
computador. Evitando interferência em caso de outros aparelhos tempo, em caso de falta de energia elétrica na rede, o
eletrônicos estarem sendo utilizados ao mesmo tempo. funcionamento de computadores que a ele estiverem conectados.

Módulo Isolador - É um equipamento microprocessado que ( ) – CERTO


através de um circuito eletrônico consegue simular um
aterramento a partir de uma ligação elétrica usado normalmente ( ) – ERRADO
para solucionar problemas com falta de aterramento na rede
elétrica. Muito usado em computadores residenciais onde a
instalação de aterramento pode não ser um processo simples.

www.professorjoseroberto.com.br 219 www.professorjoseroberto.com.br 220

www.professorjoseroberto.com.br 55
Slide 01 - Conceitos Básicos de Hardware e Software 10/06/2013

Reflita um Pouco...

“Hay que endurecer-se,


mas pero que sin perder
la ternura jamás!”
(Che Guevara)

www.professorjoseroberto.com.br 221

www.professorjoseroberto.com.br 56