Você está na página 1de 1

1. NOÇÕES ESSENCIAIS PARA A TOMADA DE UMA POSIÇÃO ANALÍTICA.

Conforme já destacado por PAULO DE BARROS CARVALHO, o discurso de um


cientista será tanto mais profundo quanto mais se ativer ao modelo filosófico por ele eleito
para estimular a investigação1.

Por essa razão, não se presta este capítulo a trazer fundamentos de teoria do direito
por um diletantismo particular do autor. Ao contrário, a objetividade e a precisão do
discurso será um norte que se procurará seguir a todo tempo.

Este tópico inicial do trabalho se presta para explicitar as bases de todo o discurso
científico que surgirá doravante, sob a ótica da teoria geral do direito, pontuando as
premissas deste estudo de maneira a possibilitar ao leitor, com tal conhecimento, um juízo
crítico da sua coerência, colocando o diálogo do autor com seu interlocutor em
fundamentos sólidos e desde o início já conhecidos.

NORBERTO BOBBIO, em notável artigo, há muito já sustentara que as proposições


científicas, segundo os epistemologistas modernos, não são proposições
incondicionalmente verdadeiras, no sentido de que reproduzam uma verdade pressuposta,
mas sim são proposições rigorosas.

Ou seja, a verdade encontra-se no rigor do discurso, jaz no campo metodológico,


na coerência de um dos enunciados emitidos com os demais que formam sistema com o
primeiro2.

Portanto, o objetivo explícito deste primeiro capítulo é apenas o de outorgar ao


leitor os instrumentos estritamente necessários para o controle de todo o discurso
remanescente, o que se fará através da explicitação das bases de teoria do direito que
sobre as quais este labor se apoia.

Frisa-se, por oportuno, que não se pretende com isso um esgotamento de todas as
possibilidades ou a realização de uma caminhada tópico por tópico dos campos que essa
matéria abrange. Longe disso.

1
Direito Tributário: linguagem e método. 5ª ed. São Paulo: Noeses, 2013. p. 3.
2
Scienza del diritto e analisi del linguaggio. Rivista trimestrale di diritto e procedura civile, 1950, 2, p.
342-367.