Você está na página 1de 78

Curso Hands On - TQS

LAJES PROTENDIDAS

Engenheiro Mauricio Sgarbi


www.TQS.com.br
www.TQS.com.br
CRITÉRIOS DE PROJETO

www.TQS.com.br
CRITÉRIOS DE PROJETO

www.TQS.com.br
CRITÉRIOS DE PROJETO

www.TQS.com.br
CRITÉRIOS DE PROJETO

www.TQS.com.br
Editor de Lajes Protendidas

www.TQS.com.br
Editor de Lajes Protendidas-
Planta-RPU e RTEs

www.TQS.com.br
Representação da RPU

Lançamento de nova RPU

www.TQS.com.br
Representação da RPU

Lançamento de nova RPU

www.TQS.com.br
Definição de ancoragens da RPU

Espaçamento de borda

www.TQS.com.br
Definição de ancoragens da RPU

Espaçamento de borda

www.TQS.com.br
RTE(Região de transferência de esforços)

Projeção dos cabos(RPU),


que estarão associados aos
esforços da região de
extração de esforços
correspondentes(RTE)
Tracejado limitador da região de extração
de esforços (RTE)

 A somatória dos esforços distribuídos para as RPUs


inseridas em cada uma das RTEs obrigatoriamente é 100%;

 As RPUs 17 e 18 terão cabos mais curtos que o da RPU 16


e serão detalhadas com 40% do total de esforços das RTEs 1
e 3 respectivamente; www.TQS.com.br
RTE(Região de transferência de esforços)

A RPU 19 terá seus cabos distribuídos na sua


largura, porém os mesmos serão detalhados
para 100% dos esforços extraídos da RTE 1.
www.TQS.com.br
www.TQS.com.br
ELEVAÇÃO

REPRESENTAÇÃO NO
ELP(ELEVAÇÃO)

 Momentos fletores nas barras de


grelha(alinhamentos) delimitadas por uma RTE

www.TQS.com.br
ELEVAÇÃO

DEMOSTRAÇÃO DAS TENSÕES DEMOSTRAÇÃO DA ARMADURA

www.TQS.com.br
ELEVAÇÃO

FISSURAÇÃO FORÇAS DE PROTENSÃO

www.TQS.com.br
ELEVAÇÃO

Dados da seção www.TQS.com.br


HIPERESTÁTICO DE PROTENSÃO:
UNIDIRECIONAL X BIDIRECIONAL

www.TQS.com.br
HIPERESTÁTICO DE PROTENSÃO:
UNIDIRECIONAL X BIDIRECIONAL

www.TQS.com.br
HIPERESTÁTICO DE PROTENSÃO:
UNIDIRECIONAL X BIDIRECIONAL

www.TQS.com.br
HIPERESTÁTICO DE PROTENSÃO:UNIDIRECIONAL X BIDIRECIONAL

www.TQS.com.br
HIPERESTÁTICO DE PROTENSÃO:UNIDIRECIONAL X BIDIRECIONAL

www.TQS.com.br
EXEMPLO PARA DEMOSTRAÇÃO-RTE, RPU, ELEVAÇÕES (HANDS ON)

www.TQS.com.br
EXEMPLO PARA DEMOSTRAÇÃO-RTE, RPU, ELEVAÇÕES (HANDS ON)

RPUs-HORIZONTAIS RPUs-VERTICAIS

www.TQS.com.br
GERAÇÃO AUTOMÁTICA DOS CABOS

PRÉ-DIMENSIONAMENTO
BUSCANDO ZERAR
TENSÕES DE TRAÇÃO
PARA COMBINAÇÃO
QUASE-PERMANENTE

www.TQS.com.br
AJUSTE NOS CABOS PARA PROTENSÃO LIMITADA

www.TQS.com.br
GERAÇÃO AUTOMÁTICA DOS CABOS

AJUSTE MANUAL PARA


ATENDIMENTO A ELS-F
(Formação de Fissuras)
PARA COMBINAÇÃO
FREQUENTE

www.TQS.com.br
FLUXOGRAMA SUGERIDO
PARA PROJETO DE LAJES
PROTENDIDAS

www.TQS.com.br
ESTRUTURA REAL- PROJETO COMPLETO

47,5m

5,15m

www.TQS.com.br
AVALIAÇÃO DO ESTADO LIMITE DE DEFORMAÇÃO EXCESSIVA (ELS-DE)

Pavimento de uso comum (PUC)


Flecha limite: L/250

L=886cm

δlimite=886/250=3,54cm
(não passa)

UTILIZAR PROTENSÃO!

Deformação- Grelha não linear- Concreto Armado www.TQS.com.br


PROTENSÃO-RPUs e RTEs VERTICAIS

www.TQS.com.br
PROTENSÃO-RPUs e RTEs HORIZONTAIS

www.TQS.com.br
PROTENSÃO-TRAÇADOS HORIZONTAIS

www.TQS.com.br
PROTENSÃO-TRAÇADOS HORIZONTAIS

www.TQS.com.br
AVALIAÇÃO DO ESTADO LIMITE DE DEFORMAÇÃO EXCESSIVA (ELS-DE)

COMBINAÇÃO UTILIZADA NO
GRELHA LINEAR
(CONSIDERAÇÃO DA
FLUÊNCIA)

Pavimento de uso comum (PUC)


Flecha limite: L/250

L=886cm

δlimite=886/250=3,54cm
PASSOU!

DEFORMAÇÕES COM A APLICAÇÃO DA PROTENSÃO!

www.TQS.com.br
PROTENSÃO-ELEVAÇÕES VERTICAIS

www.TQS.com.br
PROTENSÃO-ELEVAÇÕES HORIZONTAIS

www.TQS.com.br
EXEMPLOS SIMPLES DE APLICAÇÃO

Forma Traçado dos cabos


www.TQS.com.br
EXEMPLOS SIMPLES DE APLICAÇÃO
A) Dimensionamento RTE Total

RTE

RPU

www.TQS.com.br
EXEMPLOS SIMPLES DE APLICAÇÃO
A) Dimensionamento RTE Total Pré-requisitos para aplicação
RTE TOTAL:
 Regularidade de distribuição
de pilares;
 MÉTODOS DOS  Cabos distribuídos em uma
ELEMENTOS
APLICAÇÃO FINITOS FORTEMENTE direção(espaçamentos
(GRELHA)
da RTE Total RECOMENDÁVEL!!!
máximos atendidos);
 PÓRTICO
EQUIVALENTE  Pré-compressão mínima de
1 MPa;
 Protender primeiramente na
direção de cabos distribuídos.
www.TQS.com.br
PÓRTICO EQUIVALENTE:

Faixa analisada

Momentos Hiperestáticos
www.TQS.com.br
GRELHA

Momentos
Hiperestáticos

www.TQS.com.br
EXEMPLOS SIMPLES DE APLICAÇÃO
B) Dimensionamento RTE Cabo

RTE

RPU

www.TQS.com.br
EXEMPLOS SIMPLES DE APLICAÇÃO
B) Dimensionamento RTE Cabo

 Regiões submetidas diretamente às cargas

equivalentes verticais e aos esforços de compressão

(REGIÃO A);

 Regiões submetidas, diretamente, somente aos

esforços normais e aos esforço hiperestáticos

(REGIÃO B);
 Regiões sem efeito direto da protensão na direção
analisada (REGIÃO C);

APLICAÇÃO SOMENTE
da RTE Cabo GRELHA!
www.TQS.com.br
EXEMPLOS SIMPLES DE APLICAÇÃO
B) Dimensionamento RTE Cabo

Armadura Positiva Armadura Negativa www.TQS.com.br


EXEMPLOS REAIS-APLICAÇÕES
Laje Protendida + Vigas em CA

Forma-Modelo sem vigas


www.TQS.com.br
EXEMPLOS REAIS-APLICAÇÕES
Laje Protendida + Vigas em CA

Traçado dos cabos


www.TQS.com.br
Laje Protendida + Vigas em CA

www.TQS.com.br
EXEMPLOS REAIS-APLICAÇÕES
Laje Protendida + Vigas em CA

Formas- Estrutura com vigas


www.TQS.com.br
EXEMPLOS REAIS-APLICAÇÕES
Laje Protendida + Vigas em CA

Traçado dos cabos


www.TQS.com.br
Laje Protendida + Vigas em CA

www.TQS.com.br
Laje Protendida + Vigas em CA

www.TQS.com.br
PÓRTICO ESPACIAL: PROTENSÃO, RETENÇÃO EM PILARES E
RETRAÇÃO

PROJETO EM CONCRETO PROTENDIDO SEM A UTILIZAÇÃO DE JUNTAS

www.TQS.com.br
VERIFICAÇÃO DA PRÉ-COMPRESSÃO
Consideração do efeito da protensão atuando
nas tensões de trações da retração (ACI):

Pré-compressão média > 0,9 Mpa

𝜎𝑃𝑅É > 0,9𝑀𝑃𝑎

Não é necessária qualquer verificação dos


efeitos da retração do concreto na laje
www.TQS.com.br
𝑃𝑡−∞
𝜎𝑃𝑅É =
𝐴𝑐
12𝑡𝑓 × 30 144,78𝑡𝑓
= = 1,45𝑀𝑃𝑎 > 0,9𝑀𝑃𝑎
10,36𝑚 × 0,24𝑚 𝑚2

Logo, a protensão é adequada para eventuais esforços de tração oriundos da Retração.


www.TQS.com.br
Análise refinada (RETRAÇÃO+PROTENSÃO+AÇÕES
GRAVITACIONAIS)
CONDIÇÕES DE CONTORNO:
 DISTRIBUIÇÃO IRREGULAR DE PILARES NAS DUAS
DIREÇÕES;
 ABERTURAS;
MODELO • DISCRETIZAÇÃO DOS
PAVIMENTOS NAS DUAS
INDICADO PÓRTICO DIREÇÕES DO PLANO;

PARA ESPACIAL( • ANÁLISE DO EDIFÍCIO COM

ANÁLISE MODELO VI) A INTERAÇÃO ENTRE


TODOS OS PAVIMENTOS ;
www.TQS.com.br
Considerando a retração, para a obtenção dos esforços normais médios com a restrição
destes pilares à livre deformação, obtemos os valores dos esforços cortantes nestes
elementos, cujo somatório corresponde ao Normal de tração total na laje

www.TQS.com.br
PRÉ-COMPRESSÃO DEVIDA A PROTENSÃO
𝜎𝑃𝑅É = 1,45𝑀𝑃𝑎

TENSÃO DE TRAÇÃO DEVIDA A RETRAÇÃO


𝜎𝑅𝐸𝑇𝑅𝐴ÇÃ𝑂 = 0,14𝑀𝑃𝑎

𝜎𝑅𝐸𝑇𝑅𝐴ÇÃ𝑂 < 10% 𝑑𝑒 𝜎𝑃𝑅É

DESTA FORMA, A CONSIDERAÇÃO DA RETRAÇÃO É IRRELEVANTE


NA ANÁLISE DE TENSÕES E DIMENSIONAMENTO PARA
SOLICITAÇÕES NORMAIS NA SEÇÃO EM REFERÊNCIA

www.TQS.com.br
ANÁLISE DE TRECHO ENTRE
PILARES DE ELEVADA RIGIDEZ

www.TQS.com.br
ANÁLISE DE TRECHO ENTRE
PILARES DE ELEVADA RIGIDEZ

www.TQS.com.br
CORTANTE NOS PILARES DEVIDOS A RETRAÇÃO- INDICATIVO DAS TRAÇÕES NA LAJE
www.TQS.com.br
www.TQS.com.br
www.TQS.com.br
www.TQS.com.br
www.TQS.com.br
Momentos Hiperestáticos de Protensão
www.TQS.com.br
ESFORÇOS NORMAIS DE COMPRESSÃO DA PROTENSÃO - HIPERESTÁTICOS
www.TQS.com.br
www.TQS.com.br
DIMENSIONAMENTO DA SEÇÃO ESPECIFICADA:

www.TQS.com.br
www.TQS.com.br
DIMENSIONAMENTO DA SEÇÃO ESPECIFICADA
CONCRETO PROTENDIDO+ RETRAÇÃO:

 SEÇÃO TRANSVERSAL: 237cm x 24cm

 PROTENSÃO:3 x 2 ø12,7mm => Ap=6cm²

 FORÇA NAS CORDOALHAS (Após as


perdas): Pinf=59,3tf

www.TQS.com.br
CONCRETO PROTENDIDO + RETRAÇÃO:
ESFORÇOS:
• MOMENTOS FLETORES:
CARGAS VERTICAIS: Mk= +13,8tf.m
PROTENSÃO (EQUIVALENTES): Mk= -3,52tf.m
HIPERESTÁTICO: Mk= +1,10tf.m

• ESFORÇO NORMAL:
HIPERESTÁTICO: Nk= +103tf (COMPRESSÃO)
RETRAÇÃO: Nk= -87tf (TRAÇÃO)
www.TQS.com.br
CONCRETO PROTENDIDO +RETRAÇÃO:

Altura útil “d” =20,3cm

DIMENSIONAMENTO
Assup=0cm²
Asinf=23cm² ; Em 2,37metros => As=23/2,37
=9,7cm²/m

Armadura adotada=> 19ø12,5 c/12cm


www.TQS.com.br
ESTABILIDADE GLOBAL: VENTO, MODELO VI X MODELO IV E PRONTESÃO

PARA O EDIFÍCIO DESENVOLVIDO NO CURSO, A ESTABILIDADE DEPENDE FUNDAMENTALMENTE DA


RIGIDEZ A FLEXÃO DAS LAJES

Modelo IV

OK!!!

Modelo VI www.TQS.com.br
ANÁLISE DOS EFEITOS DA PROTENSÃO+VENTO JUNTO AO P5 (DIREÇÃO VERTICAL)

www.TQS.com.br
www.TQS.com.br