Você está na página 1de 4

1

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTO

1 VISÃO GERAL DA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

1.1 O que é Finanças

FINANÇAS - é a arte e a ciência de administrar fundos. Ocupa-se do processo,


instituições, mercados e instrumentos envolvidos na transferência de fundos entre
pessoas, empresas e governos.

A maioria das decisões empresariais são medidas em termos financeiros. Todas as


áreas da empresa: contabilidade, produção, marketing, recursos humanos, pesquisas e
outras necessitam interagir com a área de finanças para realizar o seu trabalho.

1.2 Principais áreas de decisões em administração financeira.

No decorrer das atividades de uma empresa, deparamos com dois tipos básicos de
decisões financeiras: as decisões de financiamento e as decisões de investimento.
As decisões de financiamento resumem-se na captação de recursos, enquanto as
decisões de investimento referem-se à aplicação dos valores obtidos, conforme pode ser
demonstrado pelo Balanço Patrimonial da empresa:

DECISÕES FINANCEIRAS

ATIVO PASSIVO

PASSIVO
PASSIVO Curto
ATIVO
ATIVO CIRCULANTE Prazo
CIRCULANTE
CIRCULANTE
CIRCULANTE TERCEIROS

EXIGÍVEL
EXIGÍVEL AA Longo
REALIZÁVEL
REALIZÁVEL AA LONGO PRAZO
LONGO PRAZO Prazo
LONGO PRAZO
LONGO PRAZO
Sem
PATRIMÔNIO
PATRIMÔNIO Prazo
LÍQUIDO PRÓPRIOS
AtivoATIVO LÍQUIDO
PERMANENTE
Permanente

INVESTIMENTO FINANCIAMENTO

Tais decisões são interdependentes, pois os retornos exigidos dos investimentos


dependem da maturidade e dos custos dos passivos selecionados, tornando-se necessário
uma adequação entre a maturidade dos passivos e a capacidade de geração de caixa dos
ativos.
Em qualquer organização existe o problema de alocação de recursos. Existe sempre a
concorrência entre diversos projetos de investimentos e o dilema de como financiá-los.
Aquele que apresentar o melhor retorno segundo os critérios de avaliação específicos de
cada empresa provavelmente será o escolhido. Por isso, pode-se constatar que as
empresas:
2
 possuem mais de uma possível destinação para os recursos;
 os recursos são escassos, tornando-se necessário que sejam selecionados
os projetos que trouxerem os melhores resultados para a empresa;
 todos esperam um resultado positivo: os credores e os investidores.

Verifica-se, portanto, que a sobrevivência das empresas condiciona-se, principalmente, à


qualidade das decisões financeiras, pois os retornos dos investimentos devem remunerar
os proprietários de capital (recursos próprios e de terceiros).
A comparação entre o retorno que os ativos (investimentos) são capazes de produzir em
determinado período e o custo dos recursos alocados para seu financiamento, é um dos
aspectos cruciais na avaliação do valor gerado pela empresa em suas atividades.
Considera-se que a empresa cria valor para seus proprietários quando o resultado obtido
em suas atividades operacionais é superior ao custo do capital, caso contrário ela estará
destruindo valor e, conseqüentemente, comprometendo a atratividade e continuidade da
empresa.

1.3 As atribuições e atividades chaves do administrador financeiro.


1.4 Função da Administração Financeira nas empresas.
2 Administração do capital de giro
2.1 Introdução: noções fundamentais de capital de giro liquido.
2.2 Administração de ativos circulantes (caixa, clientes, estoque).
2.3 Analise de prazos médios, ciclo econômico, financeiro e operacional.
2.4 Demonstrações Financeiras, depreciação e fluxo de caixa.
3 Analise do ponto de equilíbrio das Operações
3.1 Ponto de Equilíbrio das Operações.
3.2 Utilidade e limitações da Análise do Ponto de Equilíbrio.
3.3 Alavancagem Operacional, Financeira e Total.
4 Sistema Financeiro Nacional
4.1 Estrutura do S.F.N.
4.2 Instituições financeiras no mercado brasileiro: bancos comerciais; bancos de
investimentos; sociedades de crédito, financiamento e investimento; associações de
poupança e empréstimo e sociedades de crédito imobiliário; bancos múltiplos; empresas
de arrendamento mercantil; companhias seguradoras.
4.3 Mercado brasileiro de capitais – instituições, funções e regulamentação: Bolsa de valores;
Sociedades Corretoras de Valores; Sociedades Distribuidoras de Valores; Bolsas de
Mercadorias e de Futuros; Comissão de valores Mobiliários (CVM).
5 Avaliação de alternativas de investimentos
5.1 A estrutura de capital das empresas.
5.2 Métodos de avaliação de investimentos

PRINCIPAIS ÁREAS E OPORTUNIDADES EM FINANÇAS


Serviços Financeiros - é a área de Finanças voltada à concepção e à prestação de assessoria,
tanto quanto à entrega de produtos financeiros a indivíduos, empresas e governos. Áreas de
Atuação: Bancos, Investimentos, Bens Imóveis, Seguro etc.
Administração Financeira - diz respeito às finalidades do administrador financeiro na empresa.
Áreas de Atuação: Orçamentos, Administração do Caixa, Administração do Crédito, Análise de
Investimentos, Captação de Fundos etc.

FORMAS BÁSICAS DE ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL


Firma Individual - empresa de propriedade de uma única pessoa, que opera visando a seu
próprio lucro. O Capital provém de recursos próprios ou de empréstimos. Exemplo atacadistas,
empresas de serviços e construção civil.
Sociedades - empreendimento com fins lucrativos de propriedade de duas ou mais pessoas.
Exemplos empresas de contabilidade e corretoras de valores.
3
Sociedade Anônima - entidade empresarial intangível, criada por lei. Forma dominante de
organização empresarial, respondendo pela maior parte das receitas e lucros gerados pelas
empresas.

A FUNÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA


A maioria das decisões empresariais são medidas em termos financeiros. Todas as áreas da
empresa: contabilidade, produção, marketing, recursos humanos, pesquisas e outras necessitam
interagir com a área de finanças para realizar o seu trabalho.
Exemplos:
- acréscimo de funcionários;
- orçamentos operacionais
- avaliação de desempenho financeiro;
- etc...

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA RELACIONAMENTO COM A ECONOMIA


O Administrador Financeiro deve compreender o arcabouço econômico e estar atento às
conseqüências dos vários níveis de atividade econômica e das mudanças na política econômica.
O princípio econômico básico usado em Administração Financeira é a análise marginal, princípio
segundo o qual devem ser tomadas decisões financeiras e realizadas ações, somente quando os
benefícios adicionais superarem os custos adicionais.

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA X CONTABILIDADE


Contabilidade - a função principal do Contador é desenvolver e fornecer dados para medir o
desempenho da empresa, avaliar sua posição financeira e pagar impostos. Usa o Regime de
Competência:
- Receitas são reconhecidas no momento da venda
- Despesas quando incorridas.
Administração Financeira - enfatiza o fluxo de caixa, ou seja, entradas e saídas de caixa. Ele
mantém a solvência da empresa, analisando e planejando o fluxo de caixa para satisfazer as
obrigações e adquirir os Ativos necessários. Usa o Regime de Caixa, isto é, reconhece receitas e
despesas quando ocorrem.

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA X CONTABILIDADE


A Nassau Corporation, um pequeno negociante de iates, no final do último exercício fiscal, vendeu
um iate por $100.000; este foi adquirido durante o ano pelo custo de $80.000. Embora a empresa
já tivesse arcado com o custo total do iate ao longo do ano, no encerramento do exercício ainda
não havia recebido os $100.000 do cliente a quem a venda fora realizada. As visões do contador e
do administrador financeiro, sobre o desempenho da empresa durante o ano, são dadas pelas
demonstrações do resultado do exercício e do fluxo de caixa a seguir, respectivamente.

Demonstração do Resultado do Exercício da Nassau Corporation


para o ano findo em 31/12
Visão do Contador Visão do Administrador
Financeiro
Vendas $100.000 Entrada de Caixa $0
Menos: Custos $80.000 Menos: Saída de $80.000
Caixa
Lucro Líquido $20.000 Fluxo de Caixa Líquido ($80.000)

ATIVIDADES-CHAVES DO ADMINISTRADOR FINANCEIRO

ATIVIDADES FINANCEIRAS

Análise e Planejamento Financeiro -


a ) Transformação dos dados financeiros para monitorar a situação financeira da empresa;
b ) Avaliação da necessidade de aumentar (ou reduzir) a capacidade produtiva;
c ) Aumentos (ou reduções) de financiamentos.
4
Decisões de Investimento
a ) Montante de recursos a aplicar em Ativos Circulantes e Ativos Permanentes;
b ) Para os ativos existentes quais modificar, substituir ou liquidar.
Decisões de Financiamento
Combinação mais apropriada entre financiamentos de curto e longo prazo e determinação das
fontes de financiamento.

OBJETIVO DO ADMINISTRADOR FINANCEIRO


Maximizar Lucros?
Alguns acreditam que o objetivo dos Administradores Financeiros é sempre a maximização de
Lucros. Nas Sociedades Anônimas, os lucros são usualmente medidos em termos de lucro por
ação (LPA) o qual representa o lucro total disponível aos acionistas ordinários da empresa no
período dividido pelo número de ações ordinárias emitidas.
Falhas:
a - Ignora a Data de Ocorrência dos Retornos
b - Ignora o Fluxo de Caixa disponível para os proprietários (dividendo)
c - Ignora o Risco, isto é, resultados realizados diferentes daqueles esperados. Acionistas têm
aversão a risco.

OBJETIVO DO ADMINISTRADOR FINANCEIRO


Maximização da Riqueza do Acionista
A riqueza dos proprietários de uma sociedade anônima é medida pelo preço da ação, o qual
baseia-se na data de
ocorrência dos retornos ( magnitude do fluxo de caixa), e em seu risco.
Risco e Retorno são as variáveis-chaves para a decisão, no processo de maximização da
riqueza.
Preservar a Riqueza do Stakeholders
Stakeholders grupos tais como empregados, fornecedores, credores e outros que possuem um
vínculo econômico
direto com a empresa.