Você está na página 1de 3

Passo a Passo para Elaboração de Petições Trabalhistas

Marco Antonio Redinz

Estrutura da Petição Inicial Trabalhista pelo Procedimento Sumaríssimo

1.º Passo
Fazer o correto endereçamento para o juiz do Trabalho ou para o juiz de direito investido de
jurisdição trabalhista (parágrafo único do art. 872 da CLT), que irá conhecer e julgar a ação.
O endereçamento jamais deve ser abreviado. Na questão para elaboração da peça
profissional em que não houver expressa menção do local da competência jurisdicional,
sugere-se utilizar reticências. Exemplo: “Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz da Vara do
Trabalho de...”. Pode-se complementar o endereçamento com a indicação do estado da
federação onde estiver localizada a Vara do Trabalho. Neste caso, também podem ser
utilizadas reticências quando tal dado não constar da questão. Exemplo: “Estado do...”.

Dica
Nas localidades onde houver mais de uma Vara do Trabalho (exemplos: Vitória tem 14 Varas
do Trabalho; o Município de São Paulo possui 90 Varas do Trabalho) deve-se utilizar
reticências antes da expressão “Vara do Trabalho”, visto que tal número somente será
identificado após o protocolo da ação. Exemplo: “Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz da ...
Vara do Trabalho”.Nas localidades onde houver somente uma Vara do Trabalho não devem
ser utilizadas reticências. Exemplos: “Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz da Vara do Trabalho
de Ribeirão Pires/SP”; “Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz da Vara do Trabalho de
Guarapari/ES”.

Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz da ... Varado Trabalho de... — Estado do...

2.º Passo
Deixar um espaço de 10 a 15 linhas. Porém, tendo em vista o limite de linhas para a
resposta da questão discursiva na prova da OAB, sugerimos escrever “espaço” entre
parênteses, evitando saltar muitas linhas.

(Espaço)

3.º Passo
Fazer a qualificação individualizada e completa da parte reclamante.

ATENÇÃO
Cuidado, desempregado não é profissão, mas, normalmente, é uma situação temporária,
na qual mesmo sem estar trabalhando no momento do ajuizamento da ação, a pessoa na
grande maioria das vezes tem uma profissão.

Emerson Ligeirinho, (nacionalidade), (estado civil), (profissão), portador da Carteira de


Trabalho e Previdência Social n. ..., série n. ..., inscrito no CPF n. ..., com endereço na
Rua..., n. ..., Bairro..., Cidade..., Estado..., CEP..., (...)

4.º Passo
Inserir o endereço completo do escritório profissional do advogado.(...) por seu advogado,
infra-assinado e devidamente constituído, instrumento procuratório anexo (documento n.
...), com escritório profissional na Rua..., n. ..., Bairro..., Cidade..., Estado..., CEP..., onde
recebe intimações, vem, respeitosamente, à presença de V. Exª, propor a presente

5.º Passo
Nominar a petição inicial de Reclamação Trabalhista pelo Procedimento
Sumaríssimo ou Reclamação Trabalhista pelo Rito Sumaríssimo.

Reclamação Trabalhista pelo Procedimento Sumaríssimo

6.º Passo
Fazer a qualificação individualizada e completa da parte reclamada.(...) em face de MPK
Representações Ltda., pessoa jurídica de direito privado, inscrito no CNPJ n. ..., com
endereço na Rua..., n. ..., Bairro..., Cidade..., Estado..., CEP..., (...)

7.º Passo
Indicar o dispositivo legal que autoriza o ajuizamento da ação.(...) com fundamento no § 1º
do art. 840 da Consolidação das Leis do Trabalho combinado com o art. 852-A da CLT e os
incisos I e II do art. 852-B do mesmo diploma legal, pelos motivos de fato e razões de
direito a seguir aduzidos:

8.º Passo
Apresentar a breve exposição dos fatos que deram origem ao dissídio individual (causa de
pedir).

Dos Fatos

O Reclamante foi admitido pelo Reclamado em 2-1-2008 para trabalhar como auxiliar de
serviços gerais, percebendo como última remuneração mensal a importância de R$ 900,00
(novecentos reais).Durante o curso do pacto laboral o Reclamado nunca pagou ao
Reclamante os décimos terceiros salários.Por fim, o Requerente foi dispensado em
20-1-2011, sem o cumprimento do aviso prévio, e sem receber qualquer verba, nem mesmo
os dias trabalhados.

Dica
Nas ações trabalhistas movidas a partir da vigência da Lei n. 12.506, de 11-10-2011,
publicada no Diário Oficial da União de 13-10-2011, que trata do novo aviso prévio,
pode-se empregar na causa de pedir e no pedido as expressões “aviso prévio” ou “aviso
prévio indenizado” para contratos de trabalho com duração de até um ano. Nos contratos
com vigência de 2 ou mais anos, pode-se utilizar “aviso prévio proporcional ao tempo de
serviço” ou “aviso prévio indenizado proporcional ao tempo de serviço”, dependendo da
situação.O Reclamado não forneceu ao Autor as guias para levantamento do FGTS, nem as
guias para percepção do seguro-desemprego, muito menos pagou a indenização de 40% do
FGTS.

9.º Passo
Fazer o pedido. No Procedimento Sumaríssimo o pedido deverá ser certo (deve indicar o
valor de cada pleito) e determinado (deve ser delimitado em sua quantidade e qualidade) e
indicará o valor correspondente.

Dica
Nas ações trabalhistas movidas a partir da vigência da Lei n. 12.506, de 11-10-2011,
publicada no Diário Oficial da União de 13-10-2011, que trata sobre o novo aviso prévio,
pode-se empregar na causa de pedir e no pedido as expressões “aviso prévio” ou “aviso
prévio indenizado” para contratos de trabalho com duração de até um ano. Nos contratos
com vigência de dois ou mais anos pode-se utilizar “aviso prévio proporcional ao tempo de
serviço” ou “aviso prévio indenizado proporcional ao tempo de serviço”, dependendo da
situação.

Dos Pedidos

Isto posto, pleiteia os seguintes pagamentos:


a) Saldo de salário correspondente a 20 dias.................................. R$ 600,00
b) FGTS sobre o saldo de salário ................................................ R$ 48,00
c) Aviso prévio indenizado .......................................................... R$ 900,00
d) FGTS sobre o aviso prévio indenizado........................................ R$ 72,00
e) Décimos terceiros salários integrais de 2008, 2009 e 2010 ............ R$ 2.700,00
f) FGTS sobre os décimos terceiros salários integrais ....................... R$ 216,00
g) Décimo terceiro salário proporcional (2/12, com a projeção do aviso
prévio indenizado) .................................................................... R$ 150,00
h) FGTS sobre o décimo terceiro salário proporcional ...................... R$ 12,00
i) Férias proporcionais (2/12) ..................................................... R$ 150,00
j) 1/3 constitucional sobre as férias proporcionais .......................... R$ 50,00
k) Multa do § 8.º do art. 477 da CLT ........................................... R$ 900,00
l) Multa de 40% sobre o montante de todos os depósitos realizados
na conta vinculada do empregado no FGTS .................................. R$ 1.176,00

10.º Passo
Colocar o somatório total, que corresponderá ao valor da causa.
Total:...................................................................... R$ 6.974,00

Além dos pedidos acima, o Autor requer, ainda, que o Reclamado seja condenado a
proceder à baixa do contrato de trabalho em sua Carteira de Trabalho e Previdência
Social, bem como a entregar a guia para levantamento do FGTS, sob pena de pagar uma
indenização correspondente, e a guia para percepção do seguro-desemprego, sob pena
de pagar uma indenização substitutiva.Os valores relativos aos pedidos acima deverão
ser corrigidos monetariamente e acrescidos de juros de mora na forma da lei.As verbas
rescisórias incontroversas deverão ser pagas na primeira audiência, sob pena de
pagamento com acréscimo de 50% (caput do art. 467 da CLT).

11.º Passo
Requerer a produção de provas para comprovação dos fatos alegados.Protesta provar o
alegado por todos os meios de prova em direito admitidos, especialmente pelo
depoimento pessoal do representante legal do Reclamado, realização de perícia, com
juntada de novos documentos, oitiva de testemunhas, e demais provas úteis e
necessárias ao bom andamento e julgamento da presente.Protesta, também, pela
intimação do Reclamado para comparecer à audiência para prestar depoimento pessoal,
com a expressa cominação de aplicação da confissão, para o caso de não comparecer
(item I da Súmula 74 do TST) ou se recusar a depor.Declara, desde já, o advogado do
Reclamante, sob sua responsabilidade pessoal, a fidelidade das cópias dos documentos
oferecidos como prova aos documentos originais, na forma do caput do art. 830 da
Consolidação das Leis do Trabalho.
12.º Passo
Fazer a conclusão, requerendo que o pedido seja julgado procedente.

Da Conclusão

Requer, ainda, a notificação do Reclamado para acompanhar a presente demanda em todos


os seus termos e atos, onde ao final será julgada totalmente procedente, condenando o
Requerido no pagamento das verbas postuladas, bem como no pagamento das despesas
processuais.

13.º Passo
Indicar o valor da causa, que corresponderá ao somatório total dos pedidos. No
Procedimento Sumaríssimo o valor da causa não deve exceder a 40 vezes o valor do salário
mínimo vigente na data do ajuizamento da reclamação trabalhista, senão o rito será o
ordinário.

Do Valor da Causa
Dá-se à presente causa o valor de R$ 6.974,00 (seis mil, novecentos e setenta e quatro
reais).

14.º Passo
Desfecho de praxe: requerimentos, local, data e advogado.

Dica
No Exame da OAB, se os dados relativos ao local e à data não forem conhecidos pode-se
utilizar uma das seguintes formas: “Local..., data...”; “(Local), (data)”; ou “(Local),
.../.../...”.

Nestes termos, pede deferimento.


Local..., data...
Advogado OAB/... n. ...