Você está na página 1de 2

A VOLTA DE DOENÇAS ERRADICADAS NO BRASIL

TEXTO 1
(...) Existem vários fatores que podem contribuir para o reaparecimento de doenças. Em regiões onde não há saneamento
básico, por exemplo, o problema está nos hospedeiros onde vírus e bactérias procriam. Já em países que recebem
refugiados, é preciso um controle de epidemia, porque não há como saber quem foi ou não vacinado em seu país de
origem. O vai e vem de pessoas entre países também é um jeito dessas doenças cruzarem fronteiras. E há ainda fatores
ambientais. — O exemplo que dou são as grandes obras. Por exemplo, quando se criou Itaipu aumentou o número de
casos de malária no Sul do Brasil, porque se criou um lago artificial. Houve um desequilíbrio ecológico — explica Flávio
Rocha, pesquisador da Fiocruz. Para entender porque essas doenças voltam, pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz
analisam vírus e bactérias para acompanhar as mutações destes microrganismos e, assim, adequar o sistema de
vacinação, modificando, quando preciso, doses e frequência de retorno que o indivíduo precisa ao longo da vida.(...) Mas
a participação da população também é muito importante no combate a estas doenças. É preciso estar com a carteira de
vacinação em dia, e combater o ambiente propício ao desenvolvimento de vetores e hospedeiros, que transportam vírus
e bactérias, como, por exemplo, o mosquito Aedes aegypt que transmite a dengue. Fonte:
http://redeglobo.globo.com/como-sera/noticia/2015/12/entenda-porque-doencas-controladas-e-erradicadas-
voltamaparecer.html

TEXTO 2
...O Brasil viu reemergir uma doença que se imaginava definitivamente erradicada em nosso território, a febre amarela.
Assim como essa moléstia, outras como a dengue, a malária revelam um crescimento no número de casos que preocupa
o governo e a comunidade científica do país... José Rodrigues Coura, pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)
e um dos expositores, conceitua doença emergente ou reemergente como "uma infecção nova, reemergente ou resistente
a drogas, cuja incidência, no homem tenha aumentado nas últimas décadas ou tenda a aumentar em futuro próximo". Na
sua opinião, das doenças infecciosas em crescimento no país as mais preocupantes são a febre amarela e o dengue.(...)
"São vários os fatores para o retorno de doenças que no passado já haviam sido controladas", aponta Coura. O principal,
diz, é a "quebra de medidas de saúde pública".
Segundo ele, o país deixou de investir em campanhas sanitaristas de prevenção, que foi a forma de erradicação de
algumas dessas doenças. Tanto a febre amarela, quanto o dengue, foram controlados no início do século com uma série
de ações organizadas por Oswaldo Cruz e baseadas na eliminação dos mosquitos por meio da limpeza das cidades. Coura
cita ainda a interiorização do país, a necessidade de abertura de outras fronteiras econômicas, o desmatamento, como
formas do homem entrar em contato com males que até então eram silvestres.. (...) Para Boulos é fundamental a
participação das universidades nesse esforço de erradicação de doenças, por meio da produção de teses, pesquisas,
manuais, mecanismos que aumentam o conhecimento sobre as doenças. "No caso do Brasil, o Ministério da Saúde
sozinho não é capaz de dar soluções para o problema", garante ele. (Hebert França) Fonte:
http://www.boasaude.com.br/noticias/360/doencas-erradicadas-voltam-a-se-manifestar-no-pais.html

TEXTO 3
Fonte: : http://www.projetomemoria.art.br/OswaldoCruz/indice/fotos.html

TEXTO 4

Fonte:
http://www.otempo.com.br/polopoly_fs/1.822602.1397274154!image/image.jpg_gen/derivatives/main-charges-
resize_620/image.jpg

PROPOSTA A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de
sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema: A volta de
doenças erradicadas no Brasil. Apresente proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize
e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.