Você está na página 1de 5

Vagner dos Anjos Costa

201502293161
Turma - 1001

APLICAÇÃO DE FUNÇÃO DO SEGUNDO GRAU

Engenharia Mecânica
INTRODUÇÃO AO CÁLCULO DIFERENCIAL

ESTÁCIO – FaSe
Aracaju
2015
Vagner dos Anjos Costa
201502293161
Turma - 1001

APLICAÇÃO DE FUNÇÃO DO SEGUNDO GRAU

Atividade apresentada como exigência parcial


para avaliação parcial de nota da disciplina de
‘’Introdução ao cálculo diferencial, sob
orientação do Prof. Msc. Jomar Amaral.

ESTÁCIO – FaSe
Aracaju
2015
Problemática relatada com sua devida solução.

Na cidade de Simão dias Sergipe umas das cidades com maior produção de milho do
estado certo agricultor tenta elaborar o cálculo que irá funcionar como base para sua
plantação em função de duas variáveis, a produção, P, de milho que depende da quantidade, f,
de fertilizante utilizada, e tal dependência podem ser expressas por P(f) = -2f² + 60f + 678.
Considerando nessa lavoura a produção medida em kg e a quantidade de fertilizante em g/m²,
ele quer saber qual sua produção máxima em função da aplicação de fertilizantes e o com o
volume de fertilizantes que pode acarretar na queda de sua produção ou mínimo.

- Para sabermos a produção máxima devemos expressar o máximo da função, pois será uma
parábola com concavidade voltada para baixo, pois a<0, com essa afirmação já podemos
imaginar o esboço do gráfico da função.

- os coeficientes da função a= -2, b=60 e c=678.

- quando f=0 a parábola corta o eixo P=678=c.

- = b² - 4ac

=60²-4(-2)678

=9.024 > 0 ou seja,

Assume duas raízes distintas dadas por:

f’= -60+95\-4=-8.75 e f’’= -60-95\-4=38,75

• o vértice da parábola é dado pelo ponto V= (fi;pi) = ((-b\2a);(- \4a)):

Obtendo o minimo e o máximo respectivamente temos;

V=((-b\2a);(- 9.024\-8))= (15;1.128)

E assim podemos esboçar o gráfico exato:

Para os valores máximo e mínimo;


Máximo;

Mínimo;

Para os valores de F’ e F’’;


A concavidade voltada para baixo associada ao eixo de simetria em fv = 15 indica que a
produção é crescente para quantidades de fertilizante entre 0 e 15 g/m² e decrescente para
quantidades superiores a 15 g/m².

O ponto em que a curva corta o eixo P indica que, quando não é utilizado fertilizante (f = 0), a
produção é de P = 678 kg.

Os pontos em que a curva corta o eixo f indicam quantidades que fazem a produção se anular
(P = 0) sendo que, f1= -8.75 g/m², que não apresenta significado prático, e f2= 38,75 g/m²,
que representa uma quantidade tão grande de fertilizante a ponto de prejudicar a plantação,
impedindo de produzir.

Finalmente, o vértice V = (15;1.128) dá a quantidade fv = 15 g/m² que maximiza a produção, e


tal produção máxima é Pv = 1.128 kg.