Você está na página 1de 34

COSTUREIRO INDUSTRIAL DO VESTUÁRIO

TURMA: APB-OPE-016

INTRODUÇÃO AS
FIBRAS TÊXTEIS

PROF.ª LARISSA ALVES

NATAL/RN
O que é Têxtil?
• O TERMO TÊXTIL Derivado do latim “ texere”
(tecer), se tornou um termogeral para as fibras, tecidos e
outros materiais que podem ser transformados em
tecidos.
Exemplos de fibras .?!
Importância do tema/motivação
= falar fibras = (emocionante ?)
• Fibras inteligentes
• TECNOLOGIA TEXTIL = Artigo Publicado no J.S.C
na TExFair Home
• Exemplos de aplicações em tecidos, “sensações” (*1)
• É um material filamentoso que é transformado em fio por
meio da fiação;
• Definição formal: Segundo a A.S.T.M., citada por Aguiar Neto
(1996), fibras têxteis são todos os materiais que apresentam
comprimento pelo menos cem vezes maior que o diâmetro.
• A fibra é considerada têxtil quando possui as características
ideais para o processo de manufatura de tecidos:
comprimento, resistência, flexibilidade e aderência.
• As fibras têxteis podem ser utilizadas de forma isolada na
fabricação de tecidos, não tecidos,entretelas, etc.
• No entanto sua maior utilização acontece na área de fiação.
Breve Histórico do uso
das Fibras no Mundo
• Indumentária: a mais importante necessidade humana,
depois de comida e abrigo (40 mil a.C.)
• Surgimento das Fibras Têxteis data de 5 mil a.C.
• Desde o Antigo Egito, já se existia uma certa dificuldade
em achar matéria prima, por este motivo existia um
variado cultivo de fibras, como linho, algodão, seda e lã.
Breve Histórico do uso
das Fibras no Mundo
• O linho se desenvolveu na Suécia e nas
margens do Rio Nilo.
• O algodão veio da Índia.
• A seda foi descoberta por Aristóteles e
levada a Europa por padres.
• A lã veio dos estepes da Ásia Central e
chegou até a Inglaterra.
Breve Histórico do uso
das Fibras no Brasil
• O Brasil é um dos poucos países em desenvolvimento que
possuem todas as etapas de produção têxtil bem desenvolvidas.
• O segmento de confecção é o que reúne o maior número de
empresas.
• A maior parte da produção nacional está concentrada nas regiões
sul e sudeste, que juntas reúnem 86% do total. Apesar disso, a
participação das empresas da região nordeste, têm se mostrado
crescente.
Breve Histórico do uso
das Fibras no Brasil
• O Setor têxtil brasileiro investe 5%
uma média de US$ 1 bilhão por 18%
ano para manter seus parques
41%
sempre atualizados, com
tecnologia de ponta, respeitando
as leis ambientais e investindo em
profissionais capacitados. 35%
• As mulheres são as grandes
consumidoras de moda no país. Feminino Masculino
Infantil Bebê
Principais Fibras Têxteis
Tipos de fibras
• As fibras têxteis podem ser:
• Continuas: Apresentam um comprimento ilimitado(muito
grande): seda e viscose.
• Descontinuas: tem comprimento limitado (alguns cm):
algodão e linho.
• Quanto a origem as fibras têxteis são classificadas em:
Fibra Têxtil Natural

• As fibras naturais são todas • Elas estão divididas em:


as fibras que já se
apresentam prontas na
natureza necessitando
apenas alguns processos
físicos para transformá-las
em fios.
Fibra Têxtil Vegetal
Nas fibras vegetais, todas as fibras são compostas por celulose e se
encontram na natureza já em forma de fibras.
As fibras naturais celulósicas são as que apresentam propriedades
químicas e físicas que permitem:
• o conforto;
• a absorção da umidade e transpiração;
• a condutibilidade do calor do corpo para o ambiente e vice-versa;
Fibra Têxtil Vegetal
Classificação Geral (ABNT-NBR-12744)
Fibra Têxtil Animal
• São todas as fibras produzidas por animais.
• Também são conhecidas como fibras proteicas por possuírem
na sua estrutura química básica a composição de aminoácidos.
• Todas as fibras proteicas contêm esses elementos na sua
composição :
• Carbono ; Hidrogênio ; Oxigênio; Nitrogênio
• As propriedades de cada fibra tendem a serem muito
diferentes umas das outras, conferindo aos tecidos diversas
propriedades, cores, texturas, etc.
Fibra Têxtil Mineral
• Proveniente de rochas com estruturas fibrosas do Amianto ou Asbesto.
• Trata-se de um material com flexibilidade e resistências química, térmica,
elétrica e à tração muito elevadas e que além disso pode ser tecido.
Apresenta características de ser:
• bom isolante,
• durabilidade,
• flexibilidade,
• Incombustibilidade.
Fibra Têxtil Animal e Mineral
Classificação Geral (ABNT-NBR-12744)

A
N
I
M
A
L
Fibra Têxtil Química
• É formada de macromoléculas lineares obtidas através de artifícios ou
sínteses químicas, logo é um grupo de fibras não naturais que englobam
as fibras Artificiais e Sintéticas.
• É também conhecida como fibra manufaturada, fibra feita pelo homem,
tecnofibra ou man-made-fiber.
• Elas estão divididas em:
Fibra Têxtil Artificial
• Nas artificiais pode se chamar também Regeneradas.
• São fibras cuja estrutura química final é a mesma ou muito
próxima da matéria prima que lhe deu origem como por
exemplo a celulose (polpa da madeira).
• As chamadas Fibras Artificiais são todas as fibras que se
apresentam na natureza numa forma não utilizável.
• O homem através de artifícios químico as coloca em
condições de uso.
Fibra Têxtil Artificial
• Entre as fibras artificiais a partir das lâminas de celulose,
destacam-se como principais o acetato e a viscose que
seguem fluxos diferentes de produção.
• Nas fibras artificiais, diferentemente das sintéticas, o
mercado externo tem sido uma alternativa procurada
sistematicamente, porquanto o setor produtor nacional é
competitivo.
Fibra Têxtil Artificial
Fibra Têxtil Sintética
• As chamadas Fibras Sintéticas não existem na natureza.
• O homem através de sínteses químicas as coloca em
condições de uso, ou seja, são formadas por macromoléculas
criadas (sintetizadas) pelo homem.
• As fibras sintéticas são conhecidas por suas propriedades:
• Anti-rugas
• Boa resistência mecânica
• Rápida secagem das fibras sintéticas
Fibra Têxtil Sintética
O grupo das fibras sintéticas pode ser de natureza:
• Orgânica: incluem-se as fibras obtidas por síntese a partir de
matérias primas orgânicas. E hoje o grupo com maior relevo quanto
a produção e consumo mundiais.
• Inorgânica: incluem-se as fibras de vidro e carbono.
• A produção de fibras sintéticas é direcionada principalmente
ao mercado interno, sendo uma característica mundial da
indústria.
• As exportações são uma opção para comercialização da
produção excedente.
Fibra Têxtil Sintética
Cadeia Têxtil
REFERÊNCIAS
• AGUIAR NETO, Pedro Pita. Fibras têxteis. Rio de Janeiro,
CETIQT, 1996. Vol.
• AGUIAR NETO, Pedro Pita. Fibras têxteis. Rio de Janeiro,
CETIQT, 1996. Vol.
• ARAUJO, M.D. CASTRO, E.M.M. Manual de engenharia têxtil.
volume 1. Lisboa: Fundação CALOUSTE Gulben Kian, 1986.

Você também pode gostar