Você está na página 1de 23

Como ser

respeitado

Por Doutrinador
Introdução

Ninguém te respeita em casa? As pessoas não respeitam seu trabalho e


mandam você fazer tarefas imbecis como buscar lanches e tirar cópias?
Você é frequentemente zuado na escola? Seus pais acham que você é um
bunda mole irresponsável? Tua namorada caga e anda pra você? Seu
cachorro mija na tua perna e sai dando risada da tua cara? Então fique
atento a uma nova série que inauguro no blog a partir de hoje.

Existe um ditado que diz que respeito não se compra, se conquista. Tá, mas
e daí, cacete? O problema é que ninguém nunca explica como o respeito
pode ser conquistado no ambiente em que você vive.

Esses idiotas ficam soltando essas frases e clichês inúteis sobre respeito no
Twitter e no Facebook para parecerem intelectuais, mas não explicam como
você, um paspalho ou paspalha recém-saído das fraldas, pode conseguir
respeito num mundo repleto de canalhas que vivem lhe passando pra trás.

Pensando nisso inauguro com esse post a série "como ser respeitado" nessa
semana. Em cada post, falarei como você pode conseguir respeito nos mais
diversos ambientes: em casa, no trabalho, na família, nos relacionamentos,
no grupo de amigos, etc, através de uma mudança de postura. A existência
do respeito é o que diferencia homens honrados de bundões. Portanto, uma
das qualidades principais que um homem deve cultivar é o respeito. Não
importa ser belo, ser musculoso, ter grana até pra limpar a bunda: se você
não tem respeito e é visto como um babaca qualquer não se sentirá um
homem realizado.

Programação da série:

1. Como ser respeitado pelos pais


2. Como ser respeitado pelos irmãos
3. Como ser respeitado pelos parentes

4. Como ser respeitado no trabalho


5. Como ser respeitado na escola/faculdade
6. Como ser respeitado nos relacionamentos

Na parte 1, segunda-feira (amanhã, burro), explicarei como você pode


conseguir respeito dos seus pais e porque agir como um rebeldinho cretino
não resolve nada. Você é um paspalho de 30 anos que mora com os pais e
eles te tratam como uma criança irresponsável? Falarei de você também.

Na parte 2, terça, explicarei como vários imbecis erram ao lidar com irmãos e
ganharem sua confiançapor bancarem o "segundo pai" deles. Como ser um
irmão mais velho responsável? Como ser respeitado pelo irmão mais velho
que te trata como uma criança? Veremos na terça-feira.

Na parte 3, falarei sobre como lidar com parentes imbecis. Tias barraqueiras
que te zoam, cunhados vagabundos, primos cafajestes, primas piriguetes,
sogras que te olham com desconfiança, etc. Quarta-feira.

Na parte 4, explicarei como você deve agir no trabalho para ter respeito e
não ser visto como um bunda-mole pelo chefe e pelos colegas. Dicas rápidas
pra você mudar essa postura de fracassado e passar uma imagem melhor e
mais competitiva dentro da empresa. Como fazer valer seus direitos sem
bancar o sindicalista fanático que deseja a morte do patrão? Veremos na
quinta-feira.

Na parte 5, sexta-feira, entrarei com os dois pés no peito na desonra dentro


da escola ou da faculdade. Como lidar com imbecis do fundão que ficam te
tirando, como lidar com vadias que zoam com introvertidos, como conseguir
o respeito de professores desonrados, como passar confiança nas exibições
públicas, etc.

Na parte 6, sábado, finalizarei a série falando em como ser respeitado nos


relacionamentos. Mulheres que chutam tua bunda, esposas arrogantes,
namoradas cretinas, etc. Porque os bonzinhos são tão desrespeitados? Já
que elas preferem os canalhas e parecem adorar um cafajeste, será que
para ter respeito preciso agir como um deles? Fecharei a série respondendo
essas perguntas no sábado.

1. PAIS

Para ser respeitado pelos seus pais, em primeiro lugar você precisa se
colocar no lugar deles uma vez para entender porque eles são tão restritivos.
Para isso, pense no seu bem mais precioso. Algo que você lutou muito para
conseguir, criar ou cultivar. Algo que gastou muito tempo ou até dinheiro para
manter. Pode ser um animal de estimação, algum objeto de valor, uma
amizade, conhecimento, preparo físico, alguma habilidade ou mesmo um
carro.

Agora imagine a possibilidade de, de um dia para a noite, acabar


acontecendo algo com isso que você tanto gosta e tanto teve trabalho para
manter e tudo acabar indo por água abaixo. É assim que os nossos pais se
sentem. Sua mãe teve enjôos, cólicas, dores imensas durante a gravidez e
pariu você com inúmeras dores (passou por uma cirurgia arriscada para
salvar sua vida) perdeu noites de sono, teu pai se matando de trabalhar,
deixando de comer pra te alimentar… te vacinar e garantir teus estudos,
enfim. A possibilidade deles perderem tudo isso os deixa com medo, por isso
acabam sendo superprotetores e chatos pra cacete.

Portanto, nem sempre o fato de seus pais lhe negarem algo achando que
você é imaturo significa que eles lhe achem um retardado. Você vê seus
amigos tendo vida de adultos e só você deve cumprir horários? Você vê seus
amigos trabalhando, saindo sozinhos e só você se matando pra conseguir
permissão? Essas negativas irritantes deles na verdade são um excesso de
proteção, e não que te achem um inútil ou um debiloide.

Se os seus pais cagassem e andassem pra você simplesmente te deixariam


no berço quando você era uma criança e iriam para o forró ralar coxa até
você morrer de fome ou num “acidente” qualquer. Te abortariam e acabariam
com as dores e correria da gravidez. Mas bons pais não fazem isso. Não te
jogam no mundo como se você um saco de merda. É claro que, como
nenhum sentimento é perfeito, a superproteção acaba sendo exagerada.

É por isso que ser um revoltadinho imbecil não adianta nada. Só vai dar mais
razão para que seus pais continuem as negativas, pois mostra que você não
entende nada sobre a vida e não possui maturidade suficiente para
compreender que eles te restringem porque lhe amam, e não porque lhe
odeiam.

A melhor forma de conseguir respeito dos pais e deixar de ser visto como um
mandrião é justamente o contrário do que estas merdas de Malhação e
Rebelde ensinam: sendo mais responsável e entendendo o lado deles
também, ao passo que briga com força pelo seu espaço. Por mais que eles
sejam irritantes e injustos, não tente bater de frente com eles feito um bebê
chorão.

Atitudes que farão você ser respeitado pelos pais

1. Ter vida e opiniões próprias

Ser um fantoche de amigos e colegas só queimará teu filme com os seus


pais. Esqueça as modinhas imbecis.

Esqueça loucuras de aborrecente. Quando quiser fazer algo, tenha certeza


que VOCÊ quer aquilo, e não apenas quer porque teu amiguinho inútil te
incentivou. Ser manipulado por amigos é sinal de imaturidade e isso só
aumentará ainda mais a implicância deles, pois tentarão lhe proteger do
boicote dos seus amigos já que você é imaturo demais para fazer isso
sozinho.

2. Ter paciência
Seu pinto não vai cair se você deixar de sair com teus amigos naquele dia ou
se tiver que ficar em casa pra estudar ao invés de ir ver o Luan Santana
cuspir no microfone. Reputação? Mande a reputação à merda, nenhum dos
seus amigos e colegas vai te ajudar se você estiver na pior, mas seus pais
irão. Não caia na pilha dos amigos que dizem que você nunca vai ter outra
chance de fazer aquilo se não desobedecer seus pais.

A verdade é que suas chances irão aumentar MUITO se você conseguir


respeito deles, enquanto diminuirão drasticamente se resolver bancar o
rebelde. Você é novo, seu pinto não vai cair por inatividade e ainda tem muito
pela frente. Se você for paciente, teus pais sentirão mais confiança e lhe
respeitarão por ver que você não é um rebeldinho mimado que chora para ter
tudo imediatamente, e suas oportunidades de diversão aumentarão
drasticamente. Lembre-se: choro e esperneio para conseguir o que quer são
atitudes de criança. Pessoas maduras e dignas de respeito são mais
pacientes e estratégicas.

3. Ser um bom administrador

Combine com seus pais métodos de ganhar alguma grana prestando algum
serviço como pintar a casa, cuidar do carro (lavagem e manutenção), cuidar
dos animais da casa (tirando você) etc. Guarde parte do dinheiro que ganhar
e administre com cuidado. É sempre bom ter 10 reais na carteira para
emprestar caso teus pais precisem, isso aumentará muito teus créditos com
eles.

4. Não esperar ordens para fazer suas tarefas

Depois que seus pais mandaram você fazer alguma tarefa, ela virou
obrigação e fazê-la será apenas seu dever. Mas se você antecipar a ordem
deles e realizar a tarefa antes que lhe peçam, mostrará um sinal de
independência e maturidade, o que significa créditos pra você.

5. Ser firme e defender seus interesses

Conseguir o respeito dos pais não significa ser um bunda mole que aceita
broncas sem dialogar ou defender sua opinião. Aceitar tudo de cabeça baixa
como se fosse uma criança paspalha é contraproducente. Caso discorde de
algo, chame seus pais pra sentar e conversar sobre o assunto com uma
postura firme e viril. Não fique se cagando ou bancando a “patyzinha
revoltada”. Aprenda a debater e expor sua opinião, mas não se altere muito.
Se eles fizerem questão da palavra final, você ao menos terá mostrado que
possui senso crítico e que pode discordar deles com fatos e argumentos, não
apenas com atitudes de criança.

Seguindo esses 5 passos você conseguirá mais respeito dos seus pais.

2. IRMÂOS

Ter irmãos é uma das poucas coisas na vida que faz você alternar entre
amor e ódio praticamente todos os dias (outra delas talvez seja o
casamento). Entre irmãos existe uma linha extremamente tênue entre a
aporrinhação e a diversão, com direito a brigas épicas por território e muita
pancadaria.

Ao passo que irmãos são companheiros de plantão, são também irmãos


mais velhos metidos a "pais", irmãzinhas birrentas e irmãos menores que
pegam tuas coisas e enterram ou jogam pro cachorro comer. Vou citar aqui
algumas dicas de como ser respeitado pelos seus irmãos e como fazer que
seu irmãozinho pare de mijar na tua cara.

1. Não seja pai de seus irmãos menores

A principal dica para ser respeitado pelos seus irmãos menores é não agir
como o pai deles. Se você quer ser visto como um irmão mais velho otário,
arrogante e retardado, banque o "segundo pai". Irmãos menores esperam
que o irmão mais velho seja um companheiro resolvedor de problemas e não
um imbecil metido a disciplinador. Quando fazem merdas ou precisam de
conselhos, eles querem tua ajuda e não tua repreensão, pois se quisessem
isso recorreriam aos pais. Irmãos mais velhos que bancam o "pai" são
desrespeitados porque não possuem moral para isso e acabam sendo vistos
como paspalhos esquisitões. É claro que isso não significa que você deva
ser um cordeiro. Ajude seus irmãos a resolverem seus problemas, e DEPOIS
leve o caso aos pais (apenas se necessário) ou dê alguns conselhos mais
fortes. Caso não tenha problemas em não contar o ocorrido aos seus pais,
não conte. Ninguém gosta de dedo-duro, e um irmão mais velho que ajude a
resolver os problemas sem surtar como uma mulher histérica será bastante
respeitado.

2. Evite aporrinhar seus irmãos mais velhos

Irmãos mais velhos são chatos por essência. E você também seria se tivesse
um pivetinho cretino mexendo nas tuas coisas toda hora e te enchendo o
saco pra emprestar teus eletrônicos e objetos favoritos. Se quiser ser
respeitado por eles não invada o território, e quando quiser algo, pergunte
como conseguir um ao invés de pedir o do seu irmão. Escolha pra falar com
eles quando estiverem menos concentrados e mais descontraídos.

3. Competição é bom, mas não seja um otário

Competição entre irmãos é algo normal e biológico. Assim como mamíferos


recém-nascidos brigam pelas tetas da mãe, é normal que vocês briguem por
merdas do tipo atenção e espaço. Mas se quiser ser respeitado pelos seus
irmãos, jogue limpo nas disputas. Não faça apelações do tipo mentir aos pais
sobre ele, contar algum segredo que lhe foi confidenciado anteriormente ou
dedurá-lo como uma velha fofoqueira. Também fique atento para não cair no
ridículo com disputas imbecis. Um marmanjo barbado disputando atenção da
mamãe e perguntando quem é o preferido do papai feito um merdalhão
nunca será respeitado. Mamar nas tetas da mãe é coisa de criança de colo e
não de irmãos crescidos que querem ser respeitados.

4. Caso seja fraco, demonstre força

Irmãos fracotes são sempre os mais desrespeitados. Isso significa será


necessário você entrar com artilharia pesada caso você seja um deles e seu
irmão(a) jogue sujo, para que ele veja do que você é capaz. Correr para o
colo da mamãe é a solução mais fácil, mas também é a mais humilhante e
desrespeitosa para você. Desenvolver habilidades, formar opinião, cuidar
melhor de si, ser bem sucedido em algo, cagar e andar quando ele estiver
querendo lhe irritar, etc, surtem efeito muito mais positivo para angariar
respeito do que ir chorar no colo do papai. Resolver problemas cabeludos
também é uma ótima demonstração de poder. Não fique parado feito um
verme aceitando humilhações. Reaja.

5. Não fique perto de seus irmãos o tempo todo

Existe um sábio provérbio que diz: "Teu pé seja raro na casa do teu próximo,
para que ele não se enjoe de ti e te odeie". Muitos acham que para
conquistar o respeito dos irmãos é preciso ser um "irmão presente", daqueles
bem bundões e irritantes. Errado, quanto mais ausente você for, melhor. Isso
mesmo. Não fique aporrinhando seu irmão a todo momento sobre o que ele
está fazendo, com quem está saindo, o que está jogando, etc. Também não
fique passando atrás dele no PC quando ele estiver usando ou dando
opiniões sobre como vencer nos jogos, a não ser que queira levar um soco
na cara. Deixe que ele lhe chame ou peça opinião. É claro que isso não
significa que você vá ignorar seus irmãos. Mas deixe para falar com eles
quando estiverem de bobeira, quando lhe chamarem ou quando você
realmente precisar de algo. Sua presença será muito mais valiosa e
agradável do que se ficar grudado neles o tempo todo.
6. Na dúvida, cair fora é sempre o melhor remédio

Seu irmão mais velho está bancando o "segundo pai" irritante? Caia fora.
Sua irmãzinha está enchendo o seu saco só pra ver fumaça saindo das tuas
orelhas? Caia fora. Sua irmã acordou de TPM e apontou uma mira para a tua
cara? Caia fora. Seu irmão mais novo não para de aporrinhá-lo perguntando
porque o céu é azul e porque o cocô do cachorro ás vezes fica duro e
branco? Caia fora. Se você se ausentar nos piores momentos ao invés de
brigar inutilmente, comunicará subliminarmente aos seus irmãos que está
indisponível nos piores momentos, e que se eles quiserem que você seja
acessível, é preciso que colaborem.

7. Ocupe-se

Irmãos vagabundos sempre são desrespeitados, especialmente se forem os


mais velhos. Já os que possuem diversas atividades são os mais respeitados
e admirados. Não fique com o rabo colado na cadeira do sofá o dia todo
falando merda como um velho resmungão e comendo Doritos. Vá estudar, vá
até a praia ou parque, coloque uma cesta de basquete em casa, invente um
jogo, vá jogar futebol de rua etc.

8. Evite a cretinice quando estiver com amigos

Muitos irmãos (especialmente os mais velhos ou influentes) se tornam


verdadeiros cretinos quando estão com amigos. Começam a zuar os irmãos
menores, tirar sarro, deixá-los pra escanteio, provocá-los para vê-los bravos
e irritados, humilhá-los etc. É claro que seus amigos, como qualquer
covarde, irão adorar inferiorizar e mexer com alguém indefeso. Se quiser o
respeito de seus irmãos, nunca entre na pilha dos seus amigos bundelhos.
Família é sempre o mais importante e se você deixa seus amigos pisarem no
pescoço do seu irmão(a), está deixando eles pisarem em você. Se você é o
irmão mais velho, surpreenda seu irmão mais novo chamando-o para alguma
atividade com você e seus amigos sem ele esperar. Isso vai ficar marcado
nele e vai começar a te olhar com mais respeito e admiração. Mas faça isso
raramente, pois se fizer sempre ele vai se empolgar e começar a te torrar o
saco.

9. Cuide deles, mesmo que não percebam

É clichê dizer isso, mas sua família é o seu maior bem. É mais provável que
seus amigos sigam seus caminhos na vida e nunca mais lhe vejam do que
seus irmãos. É mais provável que seu melhor amigo cague e ande pra você
com o passar do tempo do que seu irmão. Apesar de tudo, seu sangue
também corre nas veias deles e vocês precisam ser parceiros. Embora você
não deva bancar o segundo pai presente e irritante, não deixe de cuidar de
seus irmaõs. Entenda as fases da vida deles e tente tornar as coisas mais
agradáveis mesmo que eles não percebam. Não há problema algum em
intervir em defesa dos interesses deles com os seus pais ao invés de bancar
o egoísta. Nem tudo na vida se faz apenas esperando aplausos, retorno ou
reconhecimento. Muitas vezes fazemos simplesmente porque é o certo a se
fazer. Um irmão capaz de desenvolver essa visão certamente será muito
respeitado.

3. PARENTES

Tias barraqueiras que te zoam, cunhados vagabundos, primos cafajestes,


primas piriguetes, sogras que te olham com desconfiança, etc. Todo mundo
tem problemas com parentes.

Antes de começar com minhas dicas de relacionamento, citarei o principal


fator que fará você ser respeitado por qualquer parente:
"DINHEIRO"

Sim. A forma mais instantânea de conseguir respeito de seus parentes é ter


dinheiro. Isso porque o sonho de 99% dos brasileiros é mamar nas tetas de
algum parente ricaço que tenha casa com piscina. Se você tem dinheiro e
sabe administrá-lo, será sempre respeitado e terá suas bolas massageadas
por todos os seus parentes.

Parentes bem sucedidos são praticamente idolatrados, não importando o


resto, especialmente se possuem casas de campo, casas de praia, fazendas
ou morem numa cidade turística com todas as mordomias. Podem ser feios,
carecas, ladrões, extorsores, barrigudos, desleixados, preguiçosos, cretinos,
mas se tiverem dinheiro e de vez em quando abanarem o rosto dos parentes
com um punhado de notas de 100, serão sempre admirados.

Caso você ainda não esteja rico, então precisará de algumas dicas. Esqueça
tudo o que a Ana Maria Braga disse sobre "compreensão familiar" se ligue
nas minhas dicas viris para conseguir respeito de:

1. Tias barraqueiras

Tias barraqueiras são um pé no saco. Querem opinar em tudo, dão pitacos


na sua vida, se intrometem em assuntos íntimos e pessoais, ficam enchendo
o saco perguntando quando é que você vai namorar e casar, etc. São
altamente ameaçadoras à sua paz se não souber lidar com elas. Vamos as
dicas:

O que fazer
- Bater de frente: o ideal nesses casos é ignorar (sair do ambiente
imediamente) ou devolver na mesma moeda (use o humor para evitar
represálias), por exemplo perguntando algo sobre os relacionamentos
fracassados delas. Isso é fácil pois a vida dessas velhacas intrometidas é
uma verdadeira espiral de depressão, casos amorosos fracassados e
monotonia.

- Falar alto: Já notou como essas tias paspalhonas costumam falar alto? Isso
é uma das mais antigas táticas de intimidação. Fale alto também para dar
mais importância ao que você diz e mostrar, subliminarmente, que você é
não é um bundão que vai aceitar suas tias falando merda o tempo todo.

- Parecer bem-resolvido: como a maioria das nossas tias não possuem vida
própria, estão sempre procurando oportunidades para salvar a vida dos
outros e dar algum significado à existência delas. Algumas são metidas a
casamenteiras, outras são metidas a psicólogas, outras a humoristas, outras
a astrólogas, etc. Portanto, a melhor maneira de ser respeitado e não ser
aporrinhado por elas é parecer bem resolvido. Quando falar com elas
(brevemente, não se esqueça), sempre conte vantagem e diga que sua vida
está mais do que perfeita.

O que não fazer

- Tentar responder às perguntas maliciosas delas. No máximo, responda


sarcasticamente e de maneira breve. Até mesmo um louco sabe que louco é
aquele que leva o louco a sério (leia denovo até entender, eu espero).

- Tentar a conciliação. Não tente entender suas tias e colocá-las num divã.
Acredite, elas são incompreensíveis.

- Lamentar-se, desabafar, falar sobre seus problemas, etc: nunca, jamais, em


hipótese alguma fale de seus problemas com suas tias ou deixe que
parentes muito próximos delas saibam de suas fraquezas.

2. Cunhados vagabundos

Casar-se ou "juntar" com uma mulher que tenha um irmão vagabundo é um


convite ao caos e desrespeito. Quando for avaliar se vale a pena namorar
com uma mulher, esqueça um pouco os critérios "peito, rosto e bunda" e dê
mais importância ao critério "irmãos homens". A maioria das mulheres acham
os irmãos vagabundos "coitadinhos" e querem ajudá-los. Ás suas custas, é
claro.

O que fazer
- Marcar seu território: a lei da natureza rege que só há espaço para um
macho dominante por território. Por isso, certifique-se de que apenas você
tem o direito de "mijar nos móveis" em sua casa. Não fique se preocupando
em agradar seus cunhados e fazer concessões. Negue privilégios e não
permita vagabundagens. Exerça sempre o direito de escolher os programas
e escolher os horários da família. Se fraquejar, seu cunhado tomará conta da
sua casa e você será desrespeitado.

- Ajude da maneira certa: se você é influente no emprego, é empresário ou


tem dinheiro, sempre vai aparecer a obrigação de "ajudar" um cunhado na
pior. A melhor forma de ajudar e ser respeitado nesses casos é dar trabalho.
Ofereça ajuda e orientação para ele arrumar emprego, de preferência na
empresa do seu concorrente. Dê preferência também a encaixá-lo num
emprego de maior carga horária ou que ele fique o mais longe possível da
sua família. Astronauta, contrabandista ou motorista rodoviário são boas
opções.

O que não fazer

- Dar esmolas: nunca dê esmolas, mais conhecidas como "ajudinhas", para


seus cunhados marmanjos, barbados e saudáveis. Se sua mulher estiver
torrando seu saco, meta a real nela e diga que dará a quantia apenas se ele
pintar o seu muro, carpir seu terreno ou prestar algum serviço que você
estiver precisando. Caso ele recuse, esqueça. Grana fácil, jamais. E acredite:
se der a "ajudinha" uma vez, vira direito adquirido.

3. Primos cafajestes e primas piriguetes

Primos são legais, o problema é quando eles resolvem encarnar o estilo


vida-loka: "cafajeste" no caso dos homens ou "piriguete" no caso das
mulheres. Obviamente eles tentarão lhe puxar, o que é um grande risco de
lançar seu respeito por água abaixo.

O que fazer:

- Bancar o "fodão": primos cafajestes e primas piriguetes sempre acham que


estão no topo, vivendo intensamente enquando todos os outros primos
"normais" são um bando de fracassados de vida monótona. Quebre essa
impressão bancando o fodão em encontros familiares e aparentando sempre
estar muito bem resolvido.

- Assumir a liderança: trocar o funk e músicas vida-loka por alguma música


decente (e divertida, para ganhar a confiança dos outros "normais"),
organizar as festas e na surdina cortar as sacanagens e putarias, envolver os
outros primos "normais" em diversões e deixá-los como peixe fora d'agua,
tudo que puder fazer para cortar o barato de seus primos sutilmente e sem
parecer um babaca, faça.

O que não fazer:

- Bancar o "pai": assumir a liderança não significa proibir algo como se fosse
o pai deles. Seu objetivo é ser respeitado e evitar que eles montem nas suas
costas, e não trocar as fraldas dos filhos dos outros.

- Bancar o dedo-duro: cague e ande para o que seus primos fazem fora de
sua alçada e que não tem interferência com sua vida. Contar aos pais deles
não vai resolver merda nenhuma. Lembrem-se, eles não respeitam os
próprios pais, quanto mais um primo dedo-duro que acha que pode convertê-
los a normalidade.

- "Andar" com eles: seus primos cafajestes são livres para escolherem seus
próprios programas, mas você não é obrigado a acompanhá-los. Não seja
um bundão que vai a lugares que não curte e que podem prejudicá-lo só
para "agradá-los". Rachas ilegais, bailes funk com direito a marginais e
criminosos, micaretas self-service de DST, juntar-se a grupinhos de pitboys
de balada para arrumar confusão e espancamentos, tudo isso é programa de
zé mané e imbecil.

4. Sogras que te olham com desconfiança

A não ser que você se enquadre no fator mágico de respeito (dinheiro e mais
dinheiro), ou que seja o marido que ela não teve, sua sogra sempre terá um
pé atrás com você.

O que fazer:

- Seja ativo: sogras sempre pegam no pé de genros vagabundos. Por isso,


arrume várias atividades que você curte e esteja sempre ocupado. Lembre-
se: a questão aqui não é deixar de se divertir, mas em não ficar de bobeira
sem ter nada pra fazer. Vá pra academia, vá dar um mergulho na praia, vá
mexer no carro, vá jogar futebol, mas evite dar a impressão de que não tem
nada pra fazer a maior parte do tempo.

- Conte vantagem para sua mulher e esconda fraquezas: a maioria das


mulheres são um canal direto com suas mães. Por mais que sua namorada
ou esposa negue, em geral não há segredos entre mãe e filha, ainda mais se
sua sogra for aquela do tipo intrometida que fica perguntando todos os
detalhes para a filha. Por isso, sempre conte vantagens. Por exemplo,
quando estiver lendo meu blog, diga que está trabalhando. Não há problema
algum em ocultar coisas de sua namorada ou esposa. Só paspalhos que
flertam com uma vida no inferno gostam de expor todas as suas fraquezas.

- Diminua o tempo juntos: arrume trabalhos extras para períodos em que sua
sogra estiver por perto. Sejam reais ou fictícios, esses "trabalhos" lhe
garantirão algumas horas extras de paz.

- Corte as asas de sua mulher: se você for um desses namoradinhos ou


maridinhos bundões, sua mulher não vai te respeitar e sua sogra muito
menos. Lembre-se, a melhor forma de ser respeitado pela sogra é ser
respeitado pela sua mulher. Se sua mulher não lhe respeita, esqueça e
consiga o respeito dela primeiro.

O que não fazer:

- Bajular: não há nada mais ridículo que homem bajulador de mulher (a única
coisa mais ridícula que veio em minha mente foi um homem bajulador de
mulher vestido com roupa de balé no gelo, mas enfim...). Bajular é mendigar,
e mendigar com mulher não funciona, seja ela uma vadiazinha peguete da
esquina, sua namorada, sua esposa ou sua sogra. Deixe que sua sogra lhe
bajule, e não o contrário.

- Ceder: deixar que sua sogra "mije nos móveis" da sua casa ou vista as
suas calças é um péssimo negócio. Não ceder e bater o pé (sem discutir) é
uma forma de mostrar força e conseguir respeito. Mescle isso com algumas
concessões ocasionais para não parecer radical e terá seu respeito.

- Ser radical: ser radical e procurar briga é um péssimo negócio. Evite


discutir, evite bate-boca. Quando estiver de saco cheio, caia fora e vá beber
num boteco mais próximo. Bater de frente com a sogra é equiparar suas
forças com as dela, sendo que no seu território quem manda é você.

4. TRABALHO

As leis trabalhistas, ao longo dos anos, foram aperfeiçoadas por e para


privilegiar trabalhadores vagabundos em detrimento das empresas. Ainda há
neste país a cultura inútil de que todo trabalhador é um escravo. O salário
nunca está bom, o patrão nunca é legal o suficiente, as colegas de trabalho
nunca são tão gostosas como nos seus sonhos, os clientes nunca são tão
gentis. As coisas só são legais quando você está na merda e precisa de um
emprego. A carga tributária para empresas é pesadíssima. As que não são
microempresas ou optante pelo simples pagam 20% de INSS apenas na
parte de empregador, fora outros impostos. É por isso que no Brasil hoje
existe desemprego e ao mesmo tempo falta de profissionais competentes no
mercado: é muito funcionário sanguessuga que só quer saber dos seus
"deretchos" e "colocar a empresa no pau" e poucos caras que arregaçam as
mangas pra trabalhar.

Porém, mesmo querendo trabalhar, muitas vezes precisamos lidar com


colegas oportunistas, chefes imbecis ou colegas de trabalho gostosas que
querem nos manipular. Vamos aprender então como contra atacar e
conseguir o respeito de:

1. Colegas oportunistas

Seja na vida pessoal ou profissional, sempre existirão oportunistas querendo


que você faça o trabalho deles com o rótulo do "trabalho em grupo" e da
famosa "forcinha". Trabalhar em grupo significa que um competente fará todo
trabalho enquanto os vagabundos atrapalham fazendo sugestões inúteis. A
melhor forma de evitar isso e conseguir respeito é aceitar amigavelmente o
pedido de ajuda, tornando o processo uma verdadeira tortura depois. Deixe
claro que você não quer ajudar apenas com o trabalho fácil, mas com todas
as implicações estratégicas porque você é um grande "trabalhador de
equipe". Então, é só começar a "questionar" irritantemente todo o projeto.

Este método também funciona bem em casa. Para ilustrar: se você for
casado e sua esposa pedir pra você mover o sofá para o outro canto da sala,
aceite bondosamente. Então, comece a questionar primeiro se realmente é
necessário ter um sofá. Passe seu dedo nas frestras e diga que não seria má
ideia uma aspirada no sofá de vez enquando, e que a limpeza na parte
inferior está a desejar, que o sofá está depreciado pelo desgaste e ação do
tempo, e que vocês estão perdendo dinheiro pois o sofá está apodrecendo
pela falta de cuidado. Tente manter aproximadamente 10 minutos de debate
para cada minuto de ajuda.

Depois de pouco tempo, sua esposa ou seu colega de trabalho irá aprender
que pedir um favor seu é um verdadeiro convite para a tortura psicológica. E
o melhor de tudo é que você continuará será visto como alguém "prestativo"
e "de equipe".

2. Chefes

Para saber se o seu chefe lhe respeita, faça o teste abaixo:

Situação: Você entra na sala do seu chefe para fazer-lhe uma pergunta, mas
ele está ao telefone.

Possíveis reações:
- Se ele cumprimentá-lo assim que você entrar, pedir desculpas à pessoa
que está com ele ao telefone e terminar imediatamente a ligação, então...
você é muito respeitado.

- Se ele lhe der o sinal de "só um minutinho" e finalizar a conversa ao


telefone com muita educação enquanto você espera, então... você é
respeitado.

- Se ele pedir sua caneta emprestada, atirá-la pela janela e, quando você a
tiver recuperado perceber que a porta foi fechada e trancada, então... você
não é respeitado.

Se você não é respeitado pelo seu chefe, não se desespere. Isso é algo
absolutamente normal. Se os bicho-preguiça tivessem uma dança, ela iria
parecer exatamente com você e seu chefe tendo uma discussão sobre
objetivos. Seu chefe quer obter de você o máximo de trabalho possível
enquanto lhe nega uma vida saudável e sua razão de viver, para que ele
desfrute dessas coisas no seu lugar. Em contraste com isso, você quer
tarefas que podem ser feitas por um esquilo em coma.

O que fazer

- Faça sua obrigação: trabalhe, cumpra prazos, não deixe acumular muito
serviço. Não entre na onda dos seus colegas vagabundos que nunca fazem
porra nenhuma a não ser secar a garrafa de café e falar sobre bundas.

- Passe uma boa imagem: procure bater o cartão 5 minutos antes ou alguns
minutos depois do horário. E lembre-se: quem anda com papéis na mão
pelos corredores dá a impressão de ser alguém ocupado. Quem anda com
um jornal embaixo do braço dá a impressão de que está indo cagar.

- Tenha a razão do seu lado. Esteja com o serviço em dia ou tenha na ponta
da língua o andamento do seu projeto.

- Trabalhar bem não significa bancar o jumento de carga, ninguém aqui é


hipócrita para dizer que trabalha a todo vapor o expediente todo. Se for pego
de bobeira pelo chefe, fique tranquilo pois existe uma boa desculpa para
tudo. Por exemplo, se divertir com jogos em flash no computador pode ser
rotulado como "aprendendo a usar um novo software multimídia,
economizando muitos reais em treinamento". Ler meu blog durante o
expediente pode ser rotulado como "estou tendo um insight de novas ideias
e recebendo um positive feedback que vai agregar muito know-how à
empresa". Não use desculpas imbecis como "estou descansando os olhos",
"cheguei atrasado pois minha tia está doente e fiquei cuidando dela a noite",
etc. Seja criativo e inteligente. E certifique-se de cumprir todas as suas
tarefas e obrigações, não fique dando desculpa toda hora e procrastinando
tudo feito um vagabundo.

- Para ajudar a sua identificação com seu chefe, memorize as seguintes


palavras e tente inserí-las o máximo possível em suas frases: "aplicações,
demanda, know-how, business, desafio, gestão, feedback, compatível,
competitivo, contribuição, custo-benefício, redução de custos,
disponibilidade, viabilidade, dia-a-dia, eficiência, engajamento, metas, e-
commerce, interface, software, soluções, atenciosamente, proativo, paralelo,
colaborador, padronização, liderança, oportunidade, paradigmas, qualidade,
trabalho de equipe". Como todo chefe e gerente se atrai por essas palavras
inúteis, vai se identificar subliminarmente com você.

- Existe uma pesquisa que provou que macacos se sentem mais atraídos a
outros que reproduzem os mesmos sons e grunhidos pré-históricos. Você
também pode trocar algumas palavras por sinônimos corporativos bizarros
para parecer mais integrado com seu chefe, por exemplo: trocar a palavra
negócio por business, conhecimento por know-how, programa por software,
comércio eletrônico ou site de vendas por e-commerce, resposta por
feedback, andamento por status, etc. Se usar bastante palavras inúteis,
talvez até consiga uma promoção para a jaula da gerência. Recomendo o
filme "Office Space" ("Como Enlouquecer seu Chefe" no Brasil), que
exemplifica bem esse processo de "identificação".

O que não fazer

- Conversas inúteis: não fique de papo furado falando sobre quem tomou no
rabo no paredão ou saiu na última Fazenda. Poucas coisas irritam mais um
chefe do que risadas, falatório e descontração. Se os funcionários estão
felizes, é porque não estão trabalhando e sendo explorados o suficiente.

- Bancar o sindicalista imbecil: ninguém gosta de funcionários idiotas que


fazem questão de 1 real e todo dia falam em "vou procurar meus deretchos".
Se não está contente, faça um favor a si mesmo e caia fora, não existe mais
escravidão. Seus direitos são assegurados por lei e mesmo depois da
dispensa você tem 2 anos para acionar a empresa, então relaxe e PARE de
brigar com chefes e gerentes todo o dia por causa de 15 centavos que ficou
faltando na passagem. Não existe nada mais ridículo e desonrado do que um
cretino ou cretina que fica o dia todo reclamando de como vive "preso" na
empresa e sendo "escravizado", como ele(a) fosse obrigado a estar ali. Não
quer trabalhar? Vá pra casa coçar o saco.

3. Colegas gostosas
Lema do homem bem sucedido no trabalho: "onde se ganha o pão, não se
come a carne". Nunca se relacione com gostosas dentro do local de trabalho.
Não faça qualquer contato além do profissional dentro do departamento. Se
quiser encontrá-la fora dele, tudo bem. Tenha testemunhas.

Muitas mulheres usam o fato de serem gostosas para manipular paspalhos e


conseguirem favores gratuitos no trabalho. Quando rejeitamos prestar algum
desses favores, ficam nervosas e querem armar barraco. A questão não é o
favor, mas o ego ferido por ver que não teve nenhum poder de encanto sobre
vc. Muitas mulheres acham que só por terem nascido com uma vagina
devem ser idolatradas e ter vários ao seu redor lambendo o borrão de merda
da calcinha delas. Isso é mais uma prova de como as mulheres não são tão
santinhas, resolvidas e fodonas como as feministas dizem. São mais
dependentes das ações e reações do homem do que elas imaginam. Muitas
vezes, os superiores e colegas acabam ficando do lado dela e contra você.
Isso é o que se acontece quando vc tem um inimigo mais influente que vc na
empresa. Mas não esquente. Contra-ataque com frieza (não demonstre
nervosismo ou sentimento de culpa) e tocando a real no trabalho, sendo
ainda mais competente. A razão está do seu lado, não a perca.

5: ESCOLA E FACULDADE

Nesta parte 5 da série, entrarei com os dois pés no peito na desonra dentro
da escola ou da faculdade. De forma resumida, segue abaixo o melhor de
meu repertório viril sobre como lidar com professores desonrados, como
vencer zuações, como lidar com vadias aproveitadoras, como lidar com o
bullying e como falar em público.

Professores desonrados

Professores desonrados existem porque alunos desonrados existem ainda


mais. Além disso, não é obrigação do professor ficar de camaradagem com
aluno filho da puta que não se aplica. Eles não ganham o bastante para
aturarem chopeiros imbecis, maconhados, esquerdistas, arruaceiros, etc.
Sobre os professores que generalizam, é como acontece em toda a
sociedade moderna: os bons e aplicados pagam pelos arruaceiros e
vagabundos. Não há outra saída na faculdade a não ser ganhar a confiança
dos professores por trabalhar muito e meter a real nos estudos, sem
bajulações. Fracassados bajulam, honrados estudam.

Zuações

Para evitar zuações, perca a virgindade e saia de casa. Comece a responder


as zuações e não tenha medo de se impor na faculdade. Adquira honra e
aprenda a defendê-la. As relações sociais são egoístas, mesquinhas e
gananciosas: se resumem a demonstrar seu valor a outros para obter os
valores deles em troca. Portanto, se vc não descobre seus valores, se vc
mesmo se acha um merda, não terá nada a oferecer e será invisível
socialmente.

Bullying

O problema do bullying é quando você é afetado pelas lembranças, sofrendo


com sentimentos de depressão, raiva e baixa auto-estima. Uma hora as
pessoas crescem, saem da escola e canalizam suas frustrações pra uma
atividade produtiva, superando o problema do bullying na infância e seguindo
em frente. Na fase adulta o bullying não é mais um problema, embora de vez
em quando possa surgir como uma lembrança ruim - e elas não podem ser
apagadas, afinal você viveu essas lembranças. A mídia faz muito
sensacionalismo em torno desse tema. Segundo a mídia, TODOS que
sofreram bullying na infância se tornam adultos retraídos, depressivos e
frustrados. Na realidade, muitos que sofreram bullying seriam pessoas
normais se não existisse esse termo, mas por causa do alarde da mídia são
induzidos a remexer o passado e criar problema onde não tem. A mídia trata
vítimas de bullying como exceções, quando na verdade são a regra. A
maioria das pessoas já sofreu algum tipo de bullying na vida, mas nem por
isso fica chorando num canto e soltando bolas de catarro pelo nariz.
Primeiramente, tenha Honra. Ou seja, jamais deixe nenhum filho da puta te
humilhar. Se alguém te falar alguma coisa, tire satisfações, parta para a
porrada se for preciso (e será). Mesmo que você apanhe, se você revidar
todas as vezes, vão parar de te encher o saco. O bullying só acontece
porque os agressores têm a certeza de que a vítima nunca vai reagir e nem
retaliar. Caso prefira, utilize métodos mais traiçoeiros de retaliação. Deixe o
cara te zoar, mas depois quando ele menos esperar, surpreenda-o com
alguma coisa, seja jogando o material dele pela janela ou dando uma
voadora pelas costas. Como dizem, a vingança é um prato que se come frio.
MAS JAMAIS DEIXE DE REVIDAR UMA HUMILHAÇÃO.

Sofrer bullying pode ser duro, mas em geral as agressões feitas por seus
praticantes se resumem a brincadeiras ofensivas, apelidos e no máximo
agressão física leve. Seus danos são apenas psicológicos. O que fizeram
contigo durante a escola ou faculdade não é culpa tua, mas a maneira como
você lida com isso sim. Você pode optar por superar essa fase ruim e seguir
em frente. Ou talvez escolha ser um frouxo chorão que fica se martirizando
por traumas passados e não faz nada pra mudar. Saber se desligar dos fatos
ruins do passado e tocar a vida faz parte do processo de amadurecimento.
Enquanto você não conseguir fazer isso, continuará sendo um frangote que
mija nas calças e não um homem. 33 mineiros honrados ficaram mais dois
meses presos numa mina, tostando a 40 graus celsius e se alimentando com
mantimentos mínimos. Uma experiência infinitamente mais traumatizante
que a tua, mas eles seguiram em frente. Por que você não pode fazer o
mesmo?

Falar em público

O segredo para falar em público é entender que todos ali são pessoas
inseguras e normais como você. São pessoas que vão pra casa, comem e
cagam, e que só estão ali pra se sentirem aliviadas de não serem você. As
pessoas geralmente não possuem o esboço de seu discurso, portanto,
mesmo que você pule palavras, frases ou fale coisas que não estão no
esboço você pode disfarçar isso bastando estar calmo. Evite ficar treinando
todo dia porque isso te deixará mais nervoso, já que tentará decorar tudo e
na hora não terá espontaneidade se esquecer alguma palavra. Ao invés de
se preocupar em fazer um roteiro e seguir fielmente, entenda e domine o
assunto. Na hora fale o que der na telha. E lembre-se de que todos ali são
normais que também se cagariam em falar em público, portanto você está na
posição de coragem. Vá usando fraldas nos primeiros discursos para
qualquer emergência.

Mulheres aproveitadoras

Um homem honrado e digno de respeito não se deixa atrapalhar pelas


mulheres do ambiente de estudo. Se isso atrapalha o homem, é porque ele
não consegue controlar o próprio pau e é controlado por ele. São caras
assim que agem como desonrados comendo mulheres comprometidas ou se
dedicando exclusivamente ao sexo ao invés de trabalhar e estudar, no final
colocando a culpa na libido como se isso justificasse tudo.

Um homem que não controla o próprio pau não pode ser chamado de
homem. Ao invés de ficar esperando seu pau cair e definhar para ter controle
sobre ele, discipline-o desde já por mais difícil que seja. Se você está na
faculdade ou na escola para estudar, tocando a real firmemente em
paspalhos que mexerem contigo e tentarem atrapalhar seus objetivos, você
será respeitado. Se você está na faculdade ou na escola para ficar olhando
bunda de mulher e sentado no fundão chupando seus amigos bullyers, vai
continuar sendo um fracassado.

Alguns chegam ao cúmulo da desonra de aceitar apelidos no diminutivo das


colegas de faculdade, numa tentativa de agradá-las e se inserirem
socialmente. Elas adoram atribuir apelidinhos em otários, para afrouxá-los e
poder ser escrota exigindo serviços e favores sem temer uma reação. Não
aceite o diminutivo, e responda emails ou contatos em redes sociais sempre
com seu nome completo e de forma profissional.
6: RELACIONAMENTOS

Porque os bonzinhos são tão desrespeitados? Já que elas preferem os


canalhas e parecem adorar um cafajeste, será que para ter respeito preciso
agir como um deles? Chegamos ao final da série onde responderei a estas e
outras perguntas.

Porque bonzinhos são tão desrespeitados?

Homens bonzinhos projetam nas mulheres os carinhos afetivos e amor que


tinham da mãe. Como elas não querem ser babás de marmanjos e muito
menos bancar a mamãe deles (elas querem um líder), não os escolhem.
Exceto é claro nos casos onde o paspalho se torna um provedor assexuado,
que esbanja dinheiro e agrados para a mulher exigindo pouco sexo em troca.
Neste caso elas até aguentam bancar a mãe do bebêzão enquanto a grana
ou os benesses durarem, mas não espere fidelidade eterna - e tome cuidado
com o limpador de piscina.

Os bonzinhos também são rejeitados porque não constituem um desafio. As


mulheres alimentam a esperança de transformar canalhas e bandidos em
bonzinhos que se converteram apenas por causa delas. Tentar dominar um
cafajeste, um canalha, um trafica de morro, um marginal ou até mesmo um
bandido é para elas como andar numa montanha russa de emoções. Não
desistem de "bandidos" porque possuem a vã esperança de transformá-los
em pais de família dedicados, se vangloriando depois de que foram as
motivadoras de tal mudança. Já os bonzinhos não constituem um desafio ao
ego feminino: aceitam tudo o que elas mandam, não possuem vontade
própria, perdem a identidade, replicam os comportamentos e preferências da
namorada por medo de desagradá-la, possuem enorme dificuldade de
contrariá-las etc. Obviamente não devemos virar bandidos, pelo contrário,
devemos transcender isso sendo cidadãos de bem e honestos quer elas
gostem ou não. Mas há uma enorme diferença entre ser um cidadão honesto
e um lambedor de calcinha.

É por isso que bonzinhos são desrespeitados e os cafajestes e canalhas são


reverenciados pelas mulheres. Bonzinhos se colocam numa posição inferior,
pedindo clemência, enquando cafajestes jogam com o inconsciente feminino
e sua necessidade de se provarem fêmeas fatais. Antes que digam, o
mesmo não acontece com os homens. Nenhum um homem vai no puteiro
procurando uma mulher rodada pra casar, a maioria quer casar e constituir
família com virgens e mulheres decentes, recatadas. Já as mulheres não se
importam em casar com canalhas e destacados na esperança de domá-los,
e quando não conseguem dizem que os "homens não prestam" e que elas
querem os bons, ao mesmo tempo sentindo repulsa por virgens
inexperientes. Homens só procuram vadias para sexo. Mulheres procuram
canalhas para dar tudo do melhor na esperança de convertê-los. Elas são
enganadas por eles? Talvez uma minoria seja. Mas beira o ridículo dizer que
via "um cara honesto" em um playboy bombado, rico e claramente possuidor
de várias mulheres, ou num marginal de morro com tatuagens de cadeia.
Não somos trouxa de acreditar nisso. Elas também vão ao delírio com
músicas que apoiam amor não-correspondido de canalhas e cafajestes
("amar não é pecado" etc), pois sempre estão buscando argumentos para
defender suas predileções por bandidos, crápulas e canalhas de pior
espécie.

É claro que, embora essa seja a realidade nua e crua sobre a maioria das
mulheres, não há motivos para virar veado e desistir dos relacionamentos.
Ainda existem mulheres que sabem valorizar um líder sem que ele precise
virar um cafajeste, desde que você deixe de ser um bonzinho e aprenda a
lidar com elas.

Dicas para ser respeitado nos relacionamentos

O primeiro passo para o bonzinho deixar de ser um perdedor desrespeitado


é eliminar as carências dos tempos de criança. Não espere receber das
mulheres os mesmos carinhos, atenção e cuidados que sua mãe lhe
fornecia. Cresça e aprenda a ser homem. Nenhuma mulher irá respeitar um
bundão carente que ainda não saiu das fraldas. Elas detestam fazer caridade
para homens assim, e tendem a respeitar muito mais um homem viril e líder,
que independe dela para ter prazer na vida.

Não acredite no que elas dizem, mas sim em como agem. Raramente
uma mulher vai admitir que gosta de canalhas. Todas dizem que os homens
não prestam e que sonham com um "príncipe encantado", mas na verdade
molham a calcinha para o carrasco da masmorra. Não se deixe enganar por
palavras femininas, avalie sempre suas ações.

Não caia na armadilha de se tornar um cafajeste. Canalhas possuem


habilidade em relacionamentos de tiro curto, mas não é raro ver um deles se
apaixonando e se tornando maridinhos paspalhos nas mãos das mulheres.
Existe uma grande diferença entre seduzir e lidar. Você talvez consiga
seduzir uma mulher, transar com ela e dispensá-la, mas lidar com ela no dia-
a-dia exige um preparo emocional muito maior. O que define um verdadeiro
homem não é o número de mulheres que abate, mas sim o número de
relacionamentos em que ele convive sem ser abatido.

Adquira alvos pessoais e desenvolva-se. Lembre-se, a maioria das


mulheres sentem nojo de homens medianos, fracassados, bajuladores e
coitadinhos sem moral. Não possuem remorso algum de pisar no pescoço de
um bonzinho otário e traí-lo com um galã da Globo caso tenham
oportunidade. Então porque você deveria tratá-las como prioridade?

Não polarize. Não é porque mulheres não são prioridade que você vá deixar
sua namorada falando sozinha o tempo todo e sendo escroto 24hs por dia.
Também não precisa bancar o bundão "pegajoso" que fica o dia todo
perguntando a ela como está se sentindo. O bom sedutor é aquele que
consegue se aproximar das mulheres na medida certa, sendo quente ou frio
no momento certo. Se sua mulher está calada, monossilábica ou num dia
ruim, fique longe, ela não vai morrer por isso. Não há necessidade de você
ficar ao lado dela o tempo todo como se ela tivesse com uma doença
terminal. Caia fora e deixe ela se recuperar de sua crise emocional, pois se
ela quiser sua companhia, deve entender que precisa corresponder. Se ela
estiver num de seus melhores dias, então saia com ela e aproveite. Mulheres
tendem a respeitar homens que sabem colocá-las em seus devidos lugares,
sem endeusá-las o tempo todo. Lembre-se, a obrigação da conquista não é
somente sua. Sua mulher também deve esforçar-se para lhe conquistar. Se
ela não move uma palha para te agradar ou lhe conquistar, é porque não te
respeita como deveria e o considera um homem domado.

Tenha amor próprio e mantenha seus valores no topo. Muitos homens se


acomodam depois que estão namorado ou casados. Relaxam com o preparo
físico, com os hábitos de higiene, passam a ceder e demonstrar fraquezas
que antes resistiam ou ocultavam, começam a ser escrotos, etc. Já as
mulheres em geral são mais vaidosas e mesmo namorando ou casadas se
preocupam com a beleza para se manterem "no mercado". Portanto, não
largue a academia, esportes ou atividades físicas só porque começou a
namorar e a mulher, teoricamente, já está "na sua". Quanto mais você tiver
amor próprio e se mantiver atraente, mais ela sentirá necessidade de
conquistá-lo, ao passo que quanto mais você relaxar e perder o amor por si
mesmo e pelo seu desenvolvimento pessoal, mais ela vai perder o respeito
por você.

Não seja um cão de guarda. Leia meu post completo sobre isso neste link.

Não cometa os "9 erros dos homens nos relacionamentos". Vamos


relembrar. 1) Acreditar que sua mulher é uma exceção; 2) Acreditar que toda
virgem é santa; 3) Acreditar que elas adoram homens românticos e
carinhosos; 4) Acreditar que elas estão sempre dispostas a dar carinho e
amor; 5) Acreditar que satisfazendo todas as fantasias dela estará sendo um
bom namorado; 6) Acreditar que independente do que aconteça sempre terá
o mesmo sexo do início do namoro; 7) Acreditar que podem resolver tudo
com um bom diálogo no relacionamento; 8) Acreditar que o segredo para
manter um relacionamento é dominar a mulher e não a si mesmo; 9)
Acreditar que a mulher é sempre sincera em suas palavras e emoções.
Prepare-se emocional e psicologicamente. Nunca negligencie o preparo
emocional e psicológico. Ao contrário do que muitos acreditam, um homem
que se prepara apenas física e financeiramente é um homem fadado ao
fracasso nos relacionamentos. Músculos podem lhe ajudar a atrair mulheres,
mas não vão lhe ajudar a lidar com elas em momentos de crise. Ter dinheiro
ajuda e torna as coisas mais fáceis, mas não servirá para nada se você for
um homem emocionalmente frágil e estiver sendo vítima de manipulação.
Portanto, desenvolva-se e evolua sempre. Leia as obras de Nessahan Alita.