Você está na página 1de 3

COLÉGIO FERREIRA PRADO

REDAÇÃO – ENSINO MÉDIO – 3º BIMESTRE 2018


Professora: Cristina Lopes Martins DATA: 10/08/2018
Nome:________________________________________________________ Nº: ____________

ESCALADA CONSERVADORA NO BRASIL

TEXTO 1.
Surfar na onda conservadora

Num vídeo publicado nas redes sociais, o bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus,
questiona cinco pessoas se querem uma “exposição de pedofilia e zoofilia”. Todas, obviamente,
respondem negativamente. Em tom de deboche, Crivella disse: “Saiu no jornal que vai ser no MAR.
Só se for no fundo do mar”.

Com seu veto e o vídeo em tom de chacota, Crivella mostra que não quer deixar o MBL sozinho
capitalizar a onda conservadora que achou eco ao promover o boicote de exposições culturais,
acusando-as de ter objetivos doutrinadores obscuros ligados à esquerda. Afinal, os valores religiosos
e da família brasileira que os críticos das mostras alegam defender são a base da pregação política
de Crivella junto a seu eleitorado de base evangélica. Não está sozinho na disputa do filão. O vídeo
do ex-bispo veio na sequência do gravado pelo prefeito de São Paulo, o tucano João Doria, no qual
critica a Queermuseu assim como a performance com um homem nu exibida no Museu de Arte
Moderno de São Paulo. As mostras, segundo Doria, “afrontam o direito, a liberdade e, obviamente, a
responsabilidade”.

Na segunda-feira, 70 curadores, diretores de museu e diretores de centros culturais de todo o Brasil,


assinaram uma carta aberta demonstrando “o mais absoluto repúdio pelas ações orquestradas contra
espaços institucionais de arte, assim como a toda e qualquer tentativa de cercear, constranger,
desqualificar ou proibir as legítimas atividades artísticas que se desenvolvem no Brasil, construídas
responsavelmente pelas instituições culturais”.

A carta afirma que “são notoriamente falsas as alegações de incitação à pedofilia e de apologia ao
sexo nas obras ou nas exposições que têm sido objeto dessas ações”. “Limitar e impedir artistas,
curadores e instituições é uma clara política de retrocesso face ao processo histórico que implantou
um estado democrático de direito no Brasil”.

[https://brasil.elpais.com/brasil/2017/10/04/cultura/1507068353_975386.html?rel=str_articulo]
TEXTO 2.

O viés totalitário do povo brasileiro

Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a sociedade brasileira, numa escala de zero a dez,
atinge a altíssima nota de 8,1 no Índice de Propensão ao Apoio de Posições Autoritárias. A tendência
é mais acentuada entre os menos escolarizados, os de menor renda, os mais velhos, os pardos,
aqueles que habitam municípios menos populosos e os que vivem no Nordeste. Na curva etária, a
faixa de 16 a 24 anos mostra-se mais inclinada ao autoritarismo do que as duas subsequentes (25 a
34 e 35 a 44 anos).

Uma pesquisa realizada pelo Fórum Econômico Mundial, que se reúne anualmente em Davos, Suíça,
constatou que, entre os 137 países que compõem seu Índice de Competitividade Global, o Brasil ficou
em último lugar no quesito “Confiança do público nos políticos”, ou seja, a nossa percepção de que
lidamos com a pior classe de políticos do mundo é verdadeira. Quando passou por aqui, no começo
de outubro, o ex-presidente norte-americano, Barack Obama, afirmou que a distância entre os
cidadãos e o poder político é o combustível que alimenta o crescimento de movimentos nacionalistas
e autoritários, e fez referência explícita ao caso do Brasil. O quadro que se pinta para o ano que vem
não é nada alentador...

[https://brasil.elpais.com/brasil/2017/11/08/opinion/1510145096_373854.html]
COLÉGIO FERREIRA PRADO
REDAÇÃO – ENSINO MÉDIO – 3º BIMESTRE 2018
Professora: Cristina Lopes Martins DATA: 10/08/2018
Nome:________________________________________________________ Nº: ____________

Escreva uma Dissertação-Argumentativa sobre a escalada do Conservadorismo no


Brasil do Século XXI.