Você está na página 1de 2

LIBÉLULA - P

A ÚNICA BOMBA PNEUMÁTICA DE D e s d e 1 9 8 7


FABRICAÇÃO NACIONAL Empresas coligadas

A Libélula-P é uma bomba de diafragma de acionamento pneumático extremamente robusta e totalmente fabricada no
Brasil, oferecendo a oportunidade de menores preços, flexibilidade de prazos de entrega e peças de reposição com
menor custo.
Os materiais de construção da parte molhada disponíveis na linha metálica são de alumínio, ferro nodular, aço
inoxidável e ligas especiais (sob consulta). Os internos mais empregados são o neoprene, buna-n, epdm, viton e teflon.

ESPECIFICAÇÕES

Pressão máxima de trabalho:


8,0 Kgf/cm²
Pressão máxima de alimentação de ar:
8,5 Kg/cm².
Auto - aspirante até 8 metros.
Capacidade máxima dos modelos
(a pressão zero): de 9 m³/h a 52 m³/h.
Bomba seca: 6MCA
Bomba e linha de sucção reais:
7,5 MCA
Temperatura máxima de operação:
112ºC

VANTAGENS

Pode operar a seco e com a saída fechada, sem causar danos à bomba.
Pressões e capacidades variáveis conforme as condições de alimentação de ar.
Opção para aplicação submersível.
Possui modelos com coletor inferior com crivo, para evitar entrada de sólidos.
Segura para operar em ambientes explosivos devido a não utilizar motores elétricos para acionamento ou controle.
Bombeia suavemente líquidos sensíveis e degradáveis.
Não possui partes rotativas, que torna a bomba ideal para o manuseio de fluidos viscosos e abrasivos.
Fácil manutenção e poucas peças de reposição.
Leve e portátil.

Descarga
Válvula
de Retenção
PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO
da Bomba
A válvula de distribuição de ar direciona o ar comprimido para uma das duas câmaras
Entrada
Ar secas do diafragma. Este ar então empurra um dos diafragmas, forçando o fluido que
está na câmara molhada a se movimentar.
Este fluido abre a válvula de esfera superior e passa para o coletor superior da bomba e
posteriormente para a linha de bombeamento.
À medida que isto ocorre, o diafragma oposto é puxado para trás pelo eixo que interliga
os dois diafragmas e transfere uma força de sucção ao fluido que se encontra na outra
câmara molhada. Este fluido então, abre a válvula de esfera inferior e mais produto da
Escape de linha passa para o interior da bomba através dos coletores.
Ar
No fim do curso, o ar da primeira câmara é exaustado e a válvula de distribuição de ar
Aspiração
da Bomba
agora fornecerá ar sob pressão à segunda câmara, reiniciando o ciclo.
Diafragma
CURVAS DE DESEMPENHO
Libélula-P 1” Libélula-P 1.1/2”
Hm
Hm 80 8 Kg/cm²
(mca) (mca) 20 Nm³/h
40 Nm³/h
20 Nm³/h 60 Nm³/h
7 Kg/cm² 30 Nm³/h 7 Kg/cm²
70 70
40 Nm³/h 80 Nm³/h
50 Nm³/h
6 Kg/cm² 6 Kg/cm² 100 Nm³/h
60 60 Nm³/h 60
70 Nm³/h
5 Kg/cm² 5 Kg/cm²
50 50

4 Kg/cm² 4 Kg/cm²
40 40

3 Kg/cm² 3 Kg/cm²
30 30

2 Kg/cm² 2 Kg/cm²
20 20

10 1 Kg/cm²
10

m³/h
0 0
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 2 4 6 8 10 12 14 16

Libélula-P 2” Libélula-P 3”
120 Nm³/h
140 Nm³/h
100 Nm³/h
30 Nm³/h

40 Nm³/h

80 Nm³/h
60 Nm³/h

Hm
(mca) Hm
(mca)
70 30 Nm³/h
7 Kg/cm²
65 6,5 Kg/cm²60 Nm³/h
90 Nm³/h
6 Kg/cm² 6 Kg/cm² 120 Nm³/h
60 60
150 Nm³/h
180 Nm³/h
5 Kg/cm² 5 Kg/cm²
50 50 210 Nm³/h
240 Nm³/h
4 Kg/cm² 4 Kg/cm²
40 40
270 Nm³/h

3 Kg/cm² 3 Kg/cm²
30 30

2 Kg/cm² 2 Kg/cm²
20 20

1 Kg/cm²
10 10

m³/h 0 m³/h
0
0 5 10 15 20 25 30 35 40 0 10 20 30 40 50

DIMENSIONAL
Modelo Modelos
P1 P1.1/2 - P2 - P3
I I

Entrada Ar D1 Entrada Ar D1 J

Descarga D Descarga D K
O
B

B
A

A
C

L
E

D H
F Sucção K
F Sucção D H

G M
G
N
Saída de Ar (exaustão)
com silenciador

Peso (KG)
Modelo A B C D D1 E F G H I J K L M N O
Alum ínio Inox FºFº
P1" 417 360 344 1" 3/8" 32 40 235 10,5 305 230 30 15 130 150 25 10 15

P1.1/2" 508 429 389 1.1/2" 3/8" 45 50 310 10,5 402 276 42 15 150 175 34 18 27

P2" 645 564 475 2" 3/4" 45 60 366 14,5 480 354 55 18 190 220 36 39 70

P3" 767 639,5 537 3" 3/4" 70 80 375 17,0 515 354 61,5 20 250 285 57,5 47 84

Rua Catarina Braida, 396 -Moóca - 03169-030-São Paulo-SP


Vallair do Brasil Ind. E Com. Ltda
Tel.: (11) 6696-3411 Fax.: (11) 6693-6739
Bombas, Válvulas e Instrumentação www.vallair.com.br - vendas@vallair.com.br