Você está na página 1de 7
fase. Sexta-teira, 20 de Setembro de 201 ie ; 3 a IMPRENSA NACIONAL DE MOGAMBIQUE, E.P. AVISO ‘A. matéria a publicar no «Boletim da Repiblica» deve ser remetida em cépia devidamente autenticada, uma por cada assunto, donde conste, além das indicagdes necossarias para fesse efeito, 0 averbamento seguinte, assinado e autenticado: Para publicagao no «Boletim da Republica». SUMARIO Consetho de Ministros: Resolugdo n 68/2013: Aprova os termos do Contrato Mineiro, para a mina de carvao do Projecto Midwest, asercelebrado com a empresa Midwest Arica, Limitada Resolugao n° 67/2013: Aprova os termos do Contrato Mineiro, para a mina de carvio to Projecto Zambeze,a ser celebrado com a empresa Rio Zambeze,Limitada, Ministério da Agricultura: Diploma Ministerial n.*1362013: Aprova o Regulamento Intero do Secretariade Técnico de Seg ‘anga Alimentar e Nutricional (SETSAN). Ministério da Fungao Publica: Diploma Ministerial n” 13772013: Aprova © Quadro de Pessoal do Secretariado da Comissio Nacional de Ttulos Honorifco ¢ Condecoragées. Comissao Interministerial da Fungao Publica Resolugdo n 9/2013: Cra as Carreiras da Actividade de Fisealizagio ¢ Inspecgio ‘Administrativa do Estado e aprova 0s respectivos Quali cadores Profissionas. CONSELHO DE MINISTROS Resolugao n.” 66/2013 4e.20 de Setembro ‘Tornando-se necessério atribuir direitos, para a realizagio dda actividade mineira, no ambito do Projecto Midwest na regio de Neondezi na Provincia de Tete, numa érea de 15.840 ha, nos SOELS oN BOLETIM: PUBLICACAO OFICIAL DA REPUBLICA DE MOCAMBIQUE | SERIE — Numero 76 A REPUBLICA | termos do n.* 1 do artigo 25 da Lei n:* 14/2002, de 26 de Junho, Lei de Minas, o Conselho de Ministros determina Artigo 1. S40 aprovados os termos do Contrato Mineiro, para ‘4 mina de carvio do Projecto Midwest, a ser celebrado com a empresa Midwest Africa, Limitada, na qualidade de ‘Art. 2. 1. Nos termos do Contrato Mineiro, © Conselho de Ministros confere ao titular a) O direito exclusivo de realizar actividade mineira nna Grea da concessdo a céu aberto ou através de lavra subterrnea, relativamente ao carvao, minerais associados a partir de um ou mais depGsitos de carv3o, no subsolo, dentro dos limites da area de contrato; ») O direito de minerar, processar, ransportar, armazenar € comercializar os produtos minerais nos termos do presente Contrato Mineiro. 2. Os direitos conferidos ao Concessionério Mineiro esto sujeitos legislagio aplicdvel e aos termos e condigdes estabelecidos no Contrato Mineiro. Ant. 3. A Concessio Mineira € atribuida por um perfodo iniial de vinte e cinco anos a partir da data efectiva do Contrato Mineiro, sujeita As condiges constantes do Plano de Lavra aprovado pelo Art. 4. delegada ao Ministro que superintende a érea dos recursos minerais a competéncia para assinar o respectivo Contrato Mineiro em representagio do Governo da Replica de Mogambique Art. 5, Compete a0 Ministro que superintende a érea dos recursos minerais apreciar ¢ aprovar as matérias 4 serem submetidas pelo Concessionério Mineiro, nos termos dda Concessio Mincia e do Contrato Mineiro Aprovado pelo Consetho de Ministros, aos 20 de Agosto de 2013, Publique'se 0 Primeiro-Ministro, Alberto Clementino Anténio Vaguina Resolugao n.” 67/2013 {de 20 de Setembro ‘Tornando-se necessério atribuir direitos, para a realizag0 da actividade mineira, no mbito do Projecto Zambeze na Provincia de Tete, numa drea de 9.707.1 ha, nos termos don 1 NDE SETEMBRO DE 2013 Quadro de Pessoal do Secretariado da Comissao Nacional de Titulos Honori 0 e Condecoragses Carreira e Fungoes Departamento Gabinete 40) ge Administragio, Departamento Juridico | 1% Fangio de dircegio, chefiae confianga Sosa da Comino Nacinnl a Tul Hesrag® Onleighes (Chefe de Departamento. Central ‘Assistente (Chefe de Reparigio Central (Chefe de Secretaria Cental Secretdrio Executive Secretdrio de Relagaes Pablicas Subrorat ‘Carreiras de Regime Geral “Técnico Sup. em Administragio Pub. NI “Téenico Superior de NI “Técnico Profssional Técnico ‘Awxilia Administrative ‘Agente de Servigo Auxiliar ‘Subjotal Carreiras de Regime Especial nfo Diferenciadas Técnico Profissional de Tecnologias de Informagio e Comunicagio Sudbtoral Total COMISSAO INTERMINISTERIAL DA FUNGAO PUBLICA Resolugao n.° 9/2013, {6020 de Setembro Havendo necessidade de criar Carreiras da Actividade de Fiscalizagao e Inspecso Administrativa do Estado, aprovar ‘os respectivos Qualificadores Profissionais e 0 Regulamento das, referidas carreiras, a0 abrigo do disposto nas alineas c) ed) do." L doartigo 4 do Decreto Presidencial n° 12/2008, de 22 de Outubro, Comissio Interministerial da Fungo Pablica, delibera ‘Antigo 1, Saocriadas as Carreras da Actividade de Fiscalizagao ce Inspeogio Administrativa do Estado e aprovados 0s respectivos Qualificadores Profissionais, constantes do Anexo I 3 presente Resolugio, Art. 2. Eaprovado o Regulamento de Carreiras da Actividade de Fiscalizagao e Inspecgio Administrativa do Estado constante do Anexo II presente Resolugao. At 3. Sao extintas as fungBes de Inspector Superior, Inspector Administrativo, Inspector Técnico ¢ 0s respectivos qualificadores profissionais, constantes do Anexo III ao Sistema de Carreiras e Remuneragio, aprovado pelo Decreto n.” 54/2009, de 8 de Setembro, Art. 4. 1. Sdo aprovados os critérios de enquadramento nas carreiras profissionais da actividade de fiscalizagio ¢ inspecgao administrativa do Estado, constantes dos Anexos I, Te IITA presente Resolugao, 2. O enquadramento nas earreiras profissionais da actividade de fiscalizagao ¢ inspecgdo administrativa do Estado dos funciondrios que exercem fungdes de Inspector Superior, Inspector Administrative e Inspector Técnico é de carécter facultativo ¢ efeetiva-se de acordo com 0 previsto no Anexo Il Art. 5. Cabe 3s Unidades Orginicas de Recursos Humanos de cada sector de nivel central, provincial e distrital, proceder a levantamento dos funciondrios que a data da entrada em vigor da presente Resolucdo se encontram enquadrados nas carreiras de Inspeegdo Superior e Inspecg0 Técnica © 0s funcionsrios que exercem as fungdes de Inspector Superior, Inspector Administrativo e Inspector Técnico, elaborar as propostas de listas de enquadramento. Art. 6, As listas de enquadramento devem ser acompanhadas de documentos que comprovam que 0$ funcionérios propostos para integrarem as novas carreiras de actividade de fiscalizagao € inspecedo administrativa estavam enquadrados nas carreiras de inspecedo e exerciam fungdes de inspecgao. Art. 7. As listas de funciondrios enquadrados nas novas ‘carreiras da actividade de fiscalizagdo e inspecgao administrativa, devem ser homologadas pelos dirigentes das instituigdes com ‘competéncia para nomear ¢ posteriormente enviadas ao Tribunal Administrativo para o respectivo visto, devendo 0 proceso de enquadramento ocorter até ao dia 31 de Dezembro de 2014. Art. 8 Os funcionsrios que se encontram, & data de entrada ‘em vigor da presente Resolucao, em actividade nas inspecgdes administrativas gozam do direito de preferéncia no concurs de ingresso para as novas carreiras da actividade de fiscalizagao inspecgio administrativa, ‘Art. 9. A presente Resolugio entra em vigor na data da sua publicagao. Comissio Interministerial da Fungo Péblica, em Maputo, 205, 12de Julho de 2013, ~ A Presidente, Vitéria Dias Diogo. ANEXC Qualificadores Profissionais de Carreiras de Inspeccdo Administrativa do Estado Grupo salarial 13 Inspector Superior Administrativo A Contetido de trabalho + Aconselha sobre a aplicagao uniforme da legislagio relativa as prticas mais recomendadas na actividade inspeetiva: + Avalia e emite pareceres quanto A organizagio © funcionamento dos servigos do aparelho do Estado + Elabora e analisa relatérios de petigoes implementa as decisbes superiores sobre a matéra; + Monitora o desenvolvimento da capacidade técnica dos inspectores sob sua algada; + Coordena © orienta equipas de fiscalizagio e inspecgio administrativa em missGes de trabalho espectficas 4ée maior complexidade; + Inspecciona qualquer local de trabalho onde funcionam instituigSes publicas e verifica os aspectos ligados 2 organizagio, aplicagio da legisla¢ao sobre os procedimentos administrativos, gestio de recursos hhumanos, gestio de documentos e outras matérias regulamentadas e elabora o respectivo relatsr + Alerta sobre aspectos divergentes da aplicagio de leis- Tago prope formas de solugioerespectvas medidas de seguimento; + Faz acompanhamento da implementagdo das decisves deixadas por ouras misses de fscalizacioe inspecgio administrativa e informa sobre © ponto de situagio; + Reporta as inspecgdes especializadas sobre a ocorrencia de irregularidades nas éreas especificas; + Analisa matérias sobre procedimentos e praticas inspectivas ¢ de auditoria interna; + Elabora planos de actividade de inspecgio a submeter 2 apreciagio superior + Elabora programas de formagio técnica e participa na sua implementacao. Requisi + Estar enquadrado na categoria de Inspector Superior Administrative B ha, pelo menos, 3 anos, ter classificacao de desempenho nao inferior a Bom, ros altimos 3 anos e ser aprovado em concurso de promogao, Grupo salarial 13 Inspector Superior Administrativo B Contesido de trabalho + Elabora propostas de plano de actividades de fiscalizagao e inspecgao administrativa e submete a sua aprovagao; + Blabora metodologias de inspecgio € controlo de aces dos sectores de escalao inferior; + Executa planos de actividades de fiscalizagao e inspec ‘administrativa superiormente aprovados; + Coordena e orienta equipas de fiscalizagio e inspegd0 administrativa em misses de trabalho especificas & dde maior complexidade; + Inspecciona qualquer local de trabalho onde funcionam instituigGes puiblicas e verifica os aspectos ligados A organizagio, aplicacio da legislagao sobre 1 SERIE — NUMERO 76 ‘ocedimentos administrativos, pesto de recurso: hhumanos, gestao de documentos ¢ outras matéras regulamentadas e elabora o respectivo relatsrio, + Alerta sobre aspectos divergentes da aplicacao de legis lagioe prope formas de solugao e respectivas medidas de seguimento; + Faz acompanhamento da implementagao das decisoes deixadas pelas missGes de fiscalizagao e inspeceao administrativa e informa sobre o ponto de situaga: + Reporta as inspeceGes especializadas sobre os aspecios divergentes da aplicacio da legislacao: + Elabora programas de formagao técnica e participa na sua implementacao: + Executa outras actividades que the so incumbidas. Requisitos + Estar enquadrado na categoria de Inspector Superior ‘Administrative C ha, pelo menos, 3 anos. ter classifieagao de desempenho nao inferior a Bom, nos ailtimos 3 anos e ser aprovado em concurso de promogao, Grupo salarial 13 Inspector Superior Administrative C Contedido de trabalho + Elabora propostas de plano de actividades de fiscalizacio ¢ inspeccdo administrativa e submete a sua aprovagio: + Elabora metodologias para a realizacao de actividades de fiscalizagao e inspec¢io administrativa e controlo de acgdes dos sectores de escalio inferior; + Executa planos de actividades de fiscalizagao einspecgio ‘administrativa superiormente aprovados; * Inspecciona qualquer local de trabalho onde funcionam Instituigdes piblicas e verifiea os aspectos ligados a organizacao, aplicacdo da legislacao sobre procedimentos administrativos, gestio de recursos hhumanos, gesto de documentos e outras matérias, regulamentadas e elabora 0 respectivo relat6rio; + Alerta sobre aspectos divergentes da aplicagao de legislagio e propde formas de solucao; + Faz acompanhamento da implementacio de decisdes deixadas por outras missbes de fiscalizagao.e inspecgio administrativa ¢ informa sobre 0 ponto de situagai + Reporta as inspeogces especializadas sobre os aspectos ‘especificos divergentes da aplicaglo da legislacZo que rmerecem ateng3o especial; + Participa na elaboragao de programas de formaca0 técnica; + Executa outras actividades que Ihe sto incumbidas. Requisitos + Estar enquadrado na categoria de Inspector Superior ‘Administrativo D ha, pelo menos, 3 anos, ter classifieagao de desempenho nao inferior a Bom, ‘nos tiltimos 3 anos € ser aprovado em concurso de promogiio. Grupo salarial 13 Inspector Superior Administrative D Contedido de trabalho + Executa planos de actividades de fiscalizagio administrativa superiormente aprovados; + Inspeceiona qualquer local de trabalho onde funcionam as instituigdes pUblicas ¢ verifica os aspectos ligados a organizagio, aplicagao da legislagao sobre inspeceio