Você está na página 1de 25

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

SUSTENTABILIDADE
O desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração a tual,
sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das
futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para
o futuro. (ONU)
Tripé Sust. Meio ambiente, Bem estar Social e Econômico.
3 SUSTENTABILIDADE
Um caminho para a solução dos problemas relacionados com
o lixo é apontado pelo Princípio dos 3R's - Reduzir, Reutilizar
e Reciclar. Fatores associados com estes princípios devem ser
considerados, como o ideal de prevenção e não-geração de
resíduos, somados à adoção de padrões de consumo
sustentável, visando poupar os recursos naturais e conter o
desperdício.

CONCEITO RSA/RSE
 Responsabilidade socioambiental: vem sendo mais utilizado,
podendo referir-se a condutas empresariais, mas também
aplicado a outros tipos de organizações, uma vez que indivíduos
e organizações que atuam em diferentes setores são estimulados
a refletir sobre suas responsabilidades em relação aos desafios
sociais e ambientais do planeta.

 Responsabilidade Social Empresarial ou Corporativa :


forma de gestão que se define pela relação ética e
transparente da empresa com todos os públicos com os quais ela se
relaciona e pelo estabelecimento de metas empresariais
compatíveis com o desenvolvimento sustentável da sociedade,
preservando recursos ambientais e culturais para as gerações
futuras, respeitando a diversidade e promovendo a redução das
desigualdades sociais (ETHOS).
TENSÕES CONTEMP ORÂNEAS
 Como gerir o conflito proveniente das
tensões contemporâneas entre o
público e o privado?

 Como gerir o conflito entre o mundo


social e o mundo dos negócios?

Quais as responsabilidades das


empresas?

P IRÂMIDE DE RESP ONSABILIDADES


FONTE: CAROLL, ARCHIE B. THE PYRAMID OF CORPORATE SOCIAL RESPONSABILITY: TOWARD THE MORAL MANAGEMENT OF
ORGANIZATIONAL STAKEHOLDERS. BUSINESS HORIZONS, J UL-AGO, 1991
RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL
Responsabilidade socioambiental é a responsabilidade que uma empresa,
ou organização tem com a sociedade e com o meio ambiente além das
obrigações legais e econômicas.

 Melo Neto (1999, p.83-85), as empresas utilizam recursos da


sociedade, o que o autor considera "patrimônio da humanidade".
Organização deve "contribuir para a solução dos problemas
sociais".
 As responsabilidades de uma organização, segundo Melo Neto
(1999, p.84), estão diretamente ligadas aos seguintes fatores:
o consumo de recursos naturais;
 a utilização de capitais financeiros e tecnológicos;
o uso da capacidade de t rabalho das pessoas;
e o apoio que a empresa recebe do Estado.
COMO ANALISAR A ÉTICA EMP
RESARIAL
Teoria dos stakeh olders (teoria das partes
interessadas ) COMO ANALISAR A ÉTICA EMP
RESARIAL? Público estratégico e descreve uma pessoa ou grupo que fez um
investimento ou tem ações ou interesse em uma empresa, negócio ou indústria. Stake
- interesse / holders - aquele que possui.

A visão de q u e a empresa só possui


responsabilidade para com seus acionistas é
inadequada (Edward Free m n );

A boa gestão deve considerar todas as partes interessa d


a s na e m presa;

Partes interessadas: (sentido amplo) qualquer grupo ou indivíduo que é capaz de


afetar ou ser afetado pela organização (sentido restrito) grupos que são vitais para o
sucesso e sobrevivência da organização.

COMO ANALISAR A ÉTICA EMPRESARIAL?

 Teoria dos stakeholders (teoria das partes interessadas) É


formado pelos funcionários da empresa, gestores,
gerentes, proprietários, fornecedores, concorrentes,
ONGs, clientes, o Estado, credores, sindicatos e diversas
outras pessoas ou empresa s que estejam relacionadas com
uma determinada ação ou projeto.

 Há uma reciprocidade de interesses entre a empresa e


suas partes interessadas;

 Perspectiva relacional: para esta visão, é importante que


as empresas desenvolvam estratégias e políticas que
propiciem a participação e o diálogo com as partes
interessadas, de modo a poderem melhor conhecer e
responder às expectativas das mesmas
COMO ANALISAR A RSE?
 VISÃO LIBERAL: Responsabilidade Social das empresas é
gerar empregos, lucros e impostos. O social não é de sua
competência específica, deve ser objeto de atuação do Estado e da
Sociedade Civil.

 VISÃO CRÍTICA: As empresas são vilãs, responsáveis pela


maior parte dos problemas sociais e ambientais e se beneficiam de
um sistema explorador e concentrador de poder e de riquezas.
Apenas amenizam certas evidências do sistema e alcançam
melhorias em alguns campos, mas sem atuar sobre os mecanismos
que geram a exclusão social e a devastação ambiental.

 VISÃO P OLÍTICA: Aqueles que defendem e participam do


movimento da responsabilidade socioambiental das empresas
afirmam que, pelo poder que as empresas concentram, elas não
podem estar à margem do debate político, ambiental e social.

MARCOS DA RSE NO BRASIL


 1981: Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (IBASE –
www.ibase.org), uma das linhas de ação defende posturas éticas e
socialmente responsáveis na atuação das empresas;

 1982: Prêmio ECO – Empresa e Comunidade (www.premioeco.com.br),


pelas Câmaras Americanas de Comércio de São Paulo
(www.amcham.com.br);

 1990: Fundação Abrin q (www.fundabrinq.org.br), Criada por empresas


fabricantes de brinquedos se destaca pelo pioneirismo e pelas iniciativas
de conscientização e mobilização das empresas e da sociedade em torno
de questões relevantes, como o combate ao trabalho infantil;

 1991: Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ), realizado pela Fundação


Nacional da Qualidade (www.fnq.org.br), valoriza como critérios
questões sociais e ambientais e relações das empresas com seu s públicos
de interesse como indicadores de qualidade na gestão empresarial;
MARCOS DA RSE NO BRASIL

 1995: foi fundado o Grupo de Institutos, Fundações e


Empresas (GIFE – www.gife.org.br), o qual desempenha papel-
chave na mobilização empresarial em prol de
questões públicas, reunindo atualmente cerca de 100
organizações de origem empresarial;

 1998: Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade


Social Empresarial (www.ethos.org.br), busca promover
a responsabilidade social empresarial, destacando a
necessidade de traduzir princípios éticos em indicadores e
ferramentas de gestão aplicáveis no cotidiano das
empresas;

 1999: Instituto para o Desenvolvimento do Investimento


Social (IDIS – www.idis.org.br).

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

 Década 1990 em decorrência dos resultados da Primeira e


Segunda Conferências Mundiais da Indústria sobre
gerenciamento ambiental, ocorridas em 1984 e
1991.

 Nos anos subsequentes às conferências surgiram


movimentos cobrando por mudanças socias, científicas e
tecnológicas. Muitas empresas iniciaram uma nova
postura em relação ao meio ambiente refletidas em
importantes decisões e estratégias práticas, segundo o
autor Melo Neto (2001) t a l postura fundamentou -se nos
seguintes parâmetros:
RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

Bom relacionamento com a comunidade;


Bom relacionamento com os organismos ambientais;
 Estabelecimento de uma política ambiental;
 Eficiente sistema de gestão ambiental;
 Garantia de segurança dos empregados e das
comunidades vizinhas;
Uso de tecnologia limpa;
 Elevados investimentos em proteção ambiental;
 Definição de um compromisso ambiental;
 Associação das ações ambientais com os princípios
estabelecidos na carta para o desenvolvimento
sustentável;
 A questão ambiental como valor do negócio;
 Atuação ambiental com base na agenda 21 local;
 Contribuição para o desenvolvimento sustentável
dos municípios circunvizinhos.

REFLEXÃO:
QUE MUNDO QUEREMOS PARA VIVER?

QUE MUNDO QUEREMOS PARA TRABALHAR?

QUE MUNDO QUEREMOS PARA SER?

 ESTAS
RESPOSTAS DEVEM ESTAR PRESENTES
NA GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS

 NASPOLÍTICAS DE RESPONSABILIDADE
SOCIAL/ AMBIENTAL
RESPONSABILIDADE SOCIAL E ÉTICA.

 Ética Empresarial: ramo da ética aplicada que t rata da ação


das empresas como uma questão normativa, baseada em
valores e julgamentos morais.

 Mercado e Sociedade: a relação entre empresas e sociedade é


uma questão contratual, que exige a definição de direitos e
deveres associados a cada ator social, cidadania empresarial
ou de empresa cidadã.

 Gestão de Questões Sociais: problemas sociais são variáveis


consideráveis nas estratégias das empresas como ameaças,
custos ou oportunidades de negócios. Problemas sociais e
ambientais são variáveis consideradas na gestão. Vem
conquistando espaço nos últimos anos.

RESPONSABILIDADE SOCIAL
 É a percepção de que a função de uma empresa não se esgota
em seus números, em seus negócios, em seus mercados. Ela é
muito maior pois envolve RESPEITO...
- ao meio ambiente;
- ao reforço dos conceitos de cidadania – ouvir o outro;
- ao tratamento justo aos seus funcionários;
- ao relacionamento ético com fornecedores e
Clientes;
- Ao cumprimento dos seus deveres.
RSE/RSA: MOTIVAÇÕES PARA AS EMPRESAS

 valores de fundadores e dirigentes, independentemente de


exigências contratuais ou de possíveis vantagens em
termos de imagem. (Ética Empresarial); -

 Crise, acidente que tenha provocado impactos ambientais


ou uma d e n ú n c i a de exploração de trabalhadores.
Tais fatos tornam-se fontes de pressão por entidades
reguladoras, consumidores e opinião pública, forçando as
empresas a fazerem mudanças em seus processos
produtivos. (Mercado e Sociedade).

RSE/RSA: MOTIVAÇÕES PARA AS EMPRESAS

 empresas que percebem nos desafios sociais e ambientais


boas oportunidades de negócios e voltam suas
estratégias e recursos para a tender necessidades
relacionadas à preservação ambiental e às necessidades
de consumo dos mais pobres, por exemplo. (Gestão de
questões sociais);

 pressões geradas sobre os negócios decorrentes de


problemas ambientais, de segurança, violência, falta de
garantia de direitos, reforçando a percepção de que são
instituições estáveis e democráticas.

Se Deus encheu tua vida de obstáculos, é porque ele acredita na tua capacidade de passar por cada
um!
POR QUE RESPONSABILIDADE SOCIAL...
 BRASIL – SETOR PÚBLICO E PRIVADO: ATITUDES
VALORIZADAS PELO CONSUMIDOR.

- Colabora com escolas, postos de saúde e entidades sociais - 44%


- Contrata deficiente físicos - 42%
- Mantém programas de alfabetização para funcionários -29%
- Adota práticas efetivas de combate à poluição-24%
- Cuida para que sua publicidade não exponha crianças, idosos e
mulheres em situações constrangedoras - 22%

FONTE : PESQUISA ETHOS / VALOR

BRASIL : ATITUDES REJEITADAS PELO CONSUMIDOR


Faz propaganda enganosa - 43%
 Causou danos físicos ou morais aos seus trabalhadores -39%

 Vendeu produtos nocivos à saúde dos consumidores-36%

Polui o ambiente- 33%


 Utiliza mão-de-obra infantil - 31%

 Colaborou com políticos corruptos / subornou agentes


públicos 30%
 Mulheres, crianças e idosos em situações constrangedoras
26%
Sonega impostos - 23%

FONTE : PESQUISA ETHOS / VALOR


AÇÕES EMPRESARIAIS
FILANTROPIA EMPRESARIAL: significa humanitarismo

- ações pontuais periódicas (Campanhas de arrecadação de


bens, roupas e alimentos); ajudar outras pessoas.
- doações, seja em espécies ou produto.

○ CIDADANIA EMPRESARIAL:

- conjunto de ações em prol da sociedade;


- projetos, investimentos sistemáticos; / encaminha
soluções.
RESPONSABILIDADE SOCIAL
CORPORATIVA
Segundo o Instituto Ethos "Responsabilidade social empresarial é a
forma de gestão que se define pela relação ética e transparente
da empresa com todos os públicos com os quais ela se relaciona e pelo
estabelecimento de metas empresariais que impulsionem o
desenvolvimento sustentável da sociedade, preservando recursos
ambientais e culturais para as gerações futuras, respeitando a
diversidade e promovendo a redução das desigualdades sociais. As
enormes carências e desigualdades existentes no país, aliada às
deficiências crônicas do Estado no atendimento das demandas
sociais, conferem maior relevância à responsabilidade social
empresarial. "

 Sistema de gestão empresarial (valores e práticas com todos);


 Desenvolvimento Sustentável / gerações futuras;
 Estratégia de negócios baseada na Ética;
 responsável na diminuição das desigualdades.

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA

“Para que uma instituição possa atender aos próprios interesses e,


ao mesmo tempo, satisfazer os anseios da sociedade, deve
adotar uma política de comunicação que esteja alicerçada em
princípios éticos e morais, ou seja, voltada para a
responsabilidade social.”

 Objetivo e identificar os principais aspectos relacionados à


Responsabilidade Social

Se Deus encheu tua vida de obstáculos, é porque ele acredita na tua capacidade de passar por cada
um!
TRÊS ESPÉCIES DE EMPRESAS:
Muitas que observam as coisas acontecerem.
 Poucas que fazem com que as coisas aconteçam.

E a maioria que se pergunta: O que foi que aconteceu!

- Empresas atualmente responsável:


Fornecedores;
Socialmente;
Financeiro;
Cliente;

Fundamentos da
Responsabilidade Social

Filantropia Compromisso Social


Motivação Humanitária Sentimento de Responsabilidade
Participação Reativa Participação Proativa
Doador Ações Integradas

A ação é por opção pessoal do dirigente Incorporada na cultura da empresa, a ação


envolve todos os colaboradores

Resultados: gratificação pessoal Resultados: preestabelecidos

Sem preocupação em associar a imagem da Transparência na atuação e busca por


empresa e ação social multiplicar iniciativas

Sem preocupação de relacionar-se com o Contempla-se a ação do Estado, numa


Estado relação de parceria e controle

Fonte: Gaebin apud Kunsch (2002)


A RESPONSABILIDADE SOCIAL ENVOLVE AÇÕES EMPRESARIAIS.

Empregados / Colaboradores capacitados:


- Motivação – Produtividade – Cursos.
Empresas - Responsabilidade Social:
- Preocupação: poluição ar, água, solo;
- Preço/atividades responsáveis do fabricante;

 Códigos de ética;
 Práticas de boa governança corporativa;
 Compromissos públicos assumidos;
 Gestão e prevenção de riscos;
 Mecanismos anticorrupção;
 Diversidade, apoio à minorias;
 Extensão desses compromissos por toda a cadeia produtiva
envolvida na relação com os fornecedores.

As 10 empresas com mais responsabilidade social no mundo


Pesquisa do Reputation Institute mostra que, na avaliação dos consumidores
sobre a reputação de uma empresa, a RS tem peso de 41%

1. 6.

2. 7.

3. 8.

4. 9.

5. 10.
De olho na reputação da empresa e no
papel que ela desempenha na sociedade,
estes profissionais tem a função de
mapear os stakeholders da companhia
(que podem ser desde consumidores
até as comunidades de entorno da
companhia) e como eles se relacionam
com a empresa.

“É mais que cuidar da imagem. É


dimensionar a capacidade de impacto
das atividades da companhia”, diz
Rosmary Delboni, diretora de
responsabilidade social da Key
Associados. “E, então, criar políticas de
relacionamento

CONSEQUÊNCIAS SOCIOAMBIENTAL
 Transparência;
 Estabelecimento de compromissos públicos;
 Envolvimento com instituições que representa m interesses variados;
Capacidade de atrair e manter talentos;
 Alto grau de motivação e comprometimento dos colaboradores;
 Capacidade de lidar com situações de conflito;
Estabelecimento de metas de curto e longo prazo;
 Envolvimento da direção da empresa.

Negativas
 Roubos, assaltos – Migração.
Movimento de responsabilidade social.

Benefícios: diminuição de conflitos, valorização da imagem/marca, maior


capacidade de recrutar talentos, clientes leais, flexibilidade etc.
RSE/RSA: DESAFIOS E LIMITES
 receio de experimentar novas concepções para a gestão dos
negócios;
 existem setores da economia altamente marcados por práticas de
corrupção, exploração de mão-de-obra e de recursos naturais;
 ainda é uma questão menor no cotidiano de muitas empresas;
 ainda há distância entre as práticas predominantes nas empresas
e as recentes transformações conceituais, que incorporam novos
atributos à gestão responsável;
 Entendimento que responsabilidade social significa apoio financeiro
a projetos sociais;
 pessoas que são “ajudadas” pelas empresas não são vistas como
sujeitos de direitos, e sim como receptores de favores;
 Incoerência entre os investimentos socioambientais e as práticas
das empresas no cotidiano;
 As pressões por eficiência, lucratividade, competitividade e
redução de custos são mais fortes do que as pressões por
transparência e respeito aos direitos dos trabalhadores ou ao meio
ambiente;
.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 KREITLON, Maria Priscilla. A Ética nas Relações entre


Empresas e Sociedade: Fundamentos Teóricos da
Responsabilidade Social Empresarial ENAMPAD. 2004.
Curitiba.

 SCHOMMER, Paula C. e ROCHA, Fabio C. C. As Três Ondas


da Gestão Socialmente Responsável no Brasil: Dilemas,
Oportunidades e Limites. Anais do 31º ENANPAD. Encontro
da Associação Nacional de Pós- Graduação e Pesquisa em
Administração. Rio de Janeiro, 2007.

 . Responsabilidade Socioambiental. MBA em Gestão e


Negócios do Desenvolvimento Regional Sustentável.
Salvador: Consórcio MBA-DRS
UFBA/UFMT/UnB/ UFLA/INEPAD. J an. 2008.
EXERCÍCIOS
CARTA DA TERRA

P REÂMBULO
Estamos diante de um momento crítico na história da Terra,
numa época em que a humanidade deve escolher o seu futuro.
À medida que o mundo torna-se cada vez mais
interdependente e frágil, o futuro reserva, ao mesmo tempo,
grande perigo e grande esperança. Para seguir adiante,
devemos reconhecer que, no meio de uma magnífica
diversidade de culturas e formas de vida, somos uma família
humana e uma comunidade terrestre com um destino comum.
Devemos nos juntar para gerar uma sociedade sustentável
global fundada no respeito pela natureza, nos direitos
humanos universais, na justiça econômica e numa cultura da
paz. Para chegar a este propósito, é imperativo que nós, os
povos da Terra, declaremos nossa responsabilidade uns para
com os outros, com a grande comunidade de vida e com as
futuras gerações.

TERRA, NOSSO LAR

A humanidade é parte de um vasto universo em evolução. A


Terra, nosso lar , é viva como uma comunidade de vida
incomparável. As forças da natureza fazem da existência
uma aventura exigente e incerta, mas a Terra providenciou
as condições essenciais para a evolução da vida. A
capacidade de recuperação da comunidade de vida e o bem-
estar da humanidade dependem da preservação de uma
biosfera saudável com todos seus sistemas ecológicos, uma
rica variedade de plantas e animais, solos férteis, águas
puras e ar limpo. O meio ambiente global com seus recursos
finitos é uma preocupação comum de todos os povos. A
proteção da vitalidade, diversidade e beleza da Terra é um
dever sagrado.
A SITUAÇÃO GLOBAL

Os padrões dominantes de produção e consumo estão


causando devastação ambiental, esgotamento dos
recursos e uma massiva extinção de espécies.
Comunidades estão sendo arruinadas. Os benefícios do
desenvolvimento não estão sendo divididos
equitativamente e a diferença entre ricos e pobres está
aumentando. A injustiça, a pobreza, a ignorância e os
conflitos violentos têm aumentado e são causas de grande
sofrimento. O crescimento sem precedentes da
população humana t em sobrecarregado os sistemas
ecológicos e social. As bases da segurança global estão
ameaçadas. Essas tendências são perigosas, mas não
inevitáveis.

DESAFIOS FUTUROS
A escolha é nossa: formar uma aliança global para cuidar da
Terra e uns dos outros ou arriscar a nossa destruição e a da
diversidade da vida. São necessárias mudanças
fundamentais em nossos valores, instituições e modos de
vida. Devemos entender que, quando as necessidades
básicas forem supridas, o desenvolvimento um ano será
primariamente voltado a ser mais e não a ter mais. Temos o
conhecimento e a tecnologia necessários para abastecer a
todos e reduzir nossos impactos no meio ambiente. O
surgimento de uma sociedade civil global está criando
novas oportunidades para construir um mundo democrático
e humano. Nossos desafios ambientais, econômicos,
políticos, sociais e espirituais estão interligados e juntos
podemos forjar soluções inclusivas.
RESP ONSABILIDADE UNIVERSAL
Para realizar estas aspirações, devemos decidir viver com
um sentido de responsabilidade universal, identificando-
nos com a comunidade terrestre como um todo, bem como
com nossas comunidades locais. Somos, ao mesmo tempo,
cidadãos de nações diferentes e de um mundo no qual as
dimensões local e global estão ligadas. Cada um
compartilha responsabilidade pelo presente e pelo futuro
bem-estar da família humana e de todo o mundo dos seres
vivos. O espírito de solidariedade humana e de
parentesco com toda a vida é fortalecido quando vivemos
com reverência o mistério da existência, com gratidão pelo
dom da vida e com humildade em relação ao lugar que o ser
humano ocupa na natureza .
RESP ONSABILIDADE UNIVERSAL

Necessitamos com urgência de uma visão


compartilhada de valores básicos para proporcionar um
fundamento ético à comunidade mundial emergente.
Portanto, juntos na esperança, a firmamos os seguintes
princípios, interdependentes, visando a um modo de
vida sustentável como padrão comum, através dos quais
a conduta de todos os indivíduos, organizações,
empresas, governos e instituições transnacionais será
dirigida e avaliada.
1. A responsabilidade social empresarial consiste em:

A) uma forma de gestão baseada na relação ética e transparente da empresa com todos os públicos com
os quais se relaciona.
B) um sinônimo de filantropia.
C) uma gestão com o pensamento no outro, de forma que o bem-estar da sociedade, e não o lucro, seja
o principal objetivo da empresa.
D) uma forma de gestão pautada, exclusivamente, na relação ética e transparente com os empregados
da organização. E) uma estratégia de marketing.

2. O conceito de Responsabilidade Social Corporativa ( RSC ) expressa o compromisso da empresa com


a adoção e a difusão de valores, conduta e procedimentos que induzam e estimulem o contínuo
aperfeiçoamento dos processos organizacionais para que resultem em melhoria da qualidade de vida
da sociedade. Com base nesse conceito, que pressupõe um estágio avançado de RSC, afirma-se que
essas empresas:

A) adotam a educação ambiental como estratégia de comunicação, voltada para atender às demandas
da comunidade.

B) estimulam os funcionários à prática de voluntariado, com a finalidade de aumentar os ganhos de


capital.

C) implementam ações voltadas para os agentes com os quais interagem em uma perspectiva de longo
prazo.

D) praticam ações voltadas ao seu público interno e familiares, em atendimento à legislação trabalhista.

E) divulgam as ações de RSC que praticam em modelo de relatório aprovado pela diretoria.

3. Um mercado mais competitivo, clientes e comunidades que passam a valorizar cada vez mais a
proteção ambiental e respeito aos direitos humanos são alguns fatores que incitaram as organizações
a realizar investimentos em ações de responsabilidade social. Considerando o contexto acima, afirma-
se que as empresas adotam ações de responsabilidade social com vistas a:

A) gerar riqueza, emprego e renda, mantendo-se dentro da lei.

B) praticar ações altruístas como forma de internalizar custos ambientais.

C) priorizar ações que atendam aos anseios de seus empregados.


D) implementar ações sociais e ambientais que as diferenciem dos concorrentes.

E) divulgar suas ações ambientais e comunitárias em cumprimento à legislação.

4 – Em 1987 a Comissão Mundial Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento conhecida como Comissão
Brundtland emitiu o relatório “Nosso Futuro Comum” que apresenta o Conceito de Desenvolvimento
Sustentável. Escolha a alternativa correta assinalando-a com um [X]:

[ ] – Atender as necessidades da geração futura sem causar dano as gerações atuais.

[ ] – Todos os empreendimentos públicos ou privados devem ser precedidos de EIA – Estudos de


Impacto Ambiental para garantir que não usarão Recursos Não Renováveis e assim assegurar a
capacidade das futuras gerações em atender suas necessidades.

[ ] – Atender as necessidades da geração atual sem causar dano as gerações futuras.

5 – Cite três ou mais variáveis macro ambientais que influenciam a empresa enquanto sistema:

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
--------------------------------------------------------------------------------------------------------

6 – O que representa o “3R”? Dê exemplo para cada um dos elementos:

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
--------------------------------------------------------------------------------------------------------

7. Cite exemplos de atitudes que envolvam a responsabilidade socioambiental?

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------

A SITUAÇÃO GLOBAL
Os padrões dominantes de produção e consumo estão causando devastação ambiental,
esgotamento dos recursos e uma massiva extinção de espécies. Comunidades estão sendo
arruinadas. Os benefícios do desenvolvimento não estão sendo divididos equitativamente e a
diferença entre ricos e pobres está aumentando. A injustiça, a pobreza, a ignorância e os conflitos
violentos têm aumentado e são causas de grande sofrimento. O crescimento sem precedentes da
população humana tem sobrecarregado os sistemas ecológicos e social. As bases da segurança
global estão ameaçadas. Essas tendências são perigosas, mas não inevitáveis.

Diante do texto exposto lido abaixo, construía um texto comentando o seu entendimento: