Você está na página 1de 64

Curso de Formação

em EaD

Bases conceituais e práticas pedagógicas em


EaD

Professores: Larissa Oliveira, Raíssa Araújo e Ricardo Vilar


Turma Niels Abel
Matemático norueguês da aldeia de Findö, na ilha de Finnöy, um dos
fundadores da matemática moderna e, especialmente, da teoria dos
conjuntos. Embora de curta existência, também foi notável na teoria das
funções integrais, onde demonstrou um teorema binomial que leva seu
nome.

Segundo os historiadores da
matemática, é difícil dizer o que
Abel teria produzido, caso vivesse
mais tempo. O que ele pôde
realizar durante seus dez anos de
produtividade foi algo poucas
vezes visto na história da
humanidade.

http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/NielsHeA.html
http://educacao.uol.com.br/biografias/niels-henrik-abel.jhtm
Equipe da Unidade Teórica

Profa. Larissa Profa. Raíssa Prof. Ricardo

Colaboração: Profa. Nedja Lucena


Tópicos da aula
Esclarecimentos sobre a disciplina e
apresentação da página
Introdução à história da EaD
Elementos importantes no trabalho em
EaD
Perfil do professor nessa modalidade
Nomenclaturas no IFRN
Problemas comuns na plataforma
Organização de disciplinas e atividades
Retorno de atividades
Reflexão sobre situações práticas
Instruções para as atividades a distância.
http://3.bp.blogspot.com/-
o8HVF_npabA/T5AuK2cxdMI/AAAAAAAAAoU/DpzvhIy9Btg/s320/aviso2.jpg
Conteúdos estudados no Curso

Trajetória histórica da Educação a Distância


EaD e educação presencial: aproximações e
distanciamentos
Bases conceituais e características da EaD
Legislação e regulamentação da Educação a
Distância no Brasil
O aluno da EaD: desafios e perspectivas
As tecnologias da informação e da
comunicação em EaD
A função docente e a prática pedagógica na
Educação a Distância
Avaliação da aprendizagem na EaD
Materiais didáticos

Material Didático do Curso


de Formação em EaD
Guia do tutor
Materiais complementares:
vídeos, textos
disponibilizados na
biblioteca e durante o
curso.

http://2.bp.blogspot.com/_YyGceCF8rEk/TFRy9u0JJcI/AAA
AAAAAES8/z3vRtArDwqg/s320/books-pile.jpg
Para iniciar...

http://blog.opovo.com.br/correiotrabalhista/fil
es/2011/11/interroga%C3%A7%C3%A3o.jpg

Educação a distância
ou
Educação à distância?
Você se lembra...
Afinal, o que é
EaD?
Caracteriza-se a educação a distância como
modalidade educacional na qual a mediação
didático-pedagógica nos processos de
ensino e aprendizagem ocorre com a
utilização de meios e tecnologias de
informação e comunicação, com estudantes
e professores desenvolvendo atividades
educativas em lugares e tempos diversos.
(BRASIL, Decreto nº 5.622/05)

http://portalsocial.sedsdh.pe.gov.br/sigas/ead/img/ead.jpg
Você sabia que as primeiras
manifestações de EaD aconteceram na
Antiguidade?
Os povos que se encontravam longe uns dos outros
sentiam necessidade de possibilitar situações de
aprendizagem aos discípulos fisicamente distantes.

Nesse sentido, tanto as cartas de Platão quanto as


epístolas de Paulo no Novo Testamento
caracterizam-se como formas de educação a
distância.
Principais marcos no mundo
Escola de línguas em
Berlim, 1856, fundada
Correspondência por Chales Toussaint
Correspondências nas e
Século XX: Gustav
segunda Guerra s educacionais civilizações grega,
no século XVII e Langeinscheidt
egípcicia e romana
Mundial
Criação da TV em XIX
1950

Open University,
em Londres,
Transformação da 1970 Fernuniversitat,
Athabasca University
Criação da em Hagen, na
do Canadá em
Universidade Alemanha, em
universidade
Nacional de Educação 1975
a distância, em 1975(UNED) na
a Distância
Espanha, em 1972 Universidad
Abierta de
Uned na Costa Venezuela em
Rica, em 1978 1977
Principais marcos no Brasil

Rádio Sociedade do RJ
(1922-1925), organizada
por Roquete Pinto.

Fundação do Instituto
Rádio Monitor, em 1939.

Instituto Universal
http://api.ning.com/files/jn-
prIxPzIcWpg4gvoLw8r*sGqxE0i7WOTMVvfpIwR80U
PmFNzNRQsleLQgHR-

Brasileiro, em 1941. fhq3OJR5Xtz8rKbvYLIlf*iSlvNdVt5T4r/RoquetePInto


FotoWordpresssm.jpg
Movimento de Educação de Base (MEB) – RN, em
1959.
Sistema Avançado de Comunicações
Interdisciplinares (Projeto SACI) – INPE – 1967-1974.
Projeto Minerva, em 1970-1980, pela Rádio MEC.
Fundação Padre Landell de Moura, em 1967.
Senac iniciou suas atividades em EaD em 1976.
Associação Brasileira de Tecnologia Educacional
(ABT), em 1980.
Universidade de Brasília (UnB), em 1985.
Programa Um salto para o futuro, em 1991.
Outros marcos

Proinfo (1997); UAB (2005); e-TEC (2007)


Legislação da EaD
Lei O que diz

LDB - Lei nº 9394, de 20 O Artigo 80 incentiva a EaD em todos os níveis


de dezembro de 1996 e modalidades de ensino no Brasil.
Decreto Federal nº 5.622, Regulamenta o Art. 80 da LDB que estabelece
de 19 de dezembro de 2005 as diretrizes e bases da educação nacional
e caracteriza a Educação a Distância como
modalidade educacional.

Portaria Normativa nº 40 de Institui o e-MEC, sistema eletrônico de fluxo


12 de dezembro de 2007 de trabalho e gerenciamento de informações
relativas aos processos de regulação da
Educação Superior no sistema federal de
educação.

Referenciais de Qualidade Define princípios, diretrizes e critérios para


para Educação Superior a as instituições que ofereçam cursos na
Distância modalidade a distância.
Nomenclaturas da modalidade
 Estudo ou educação por correspondência
(Reino Unido)
 Estudo em casa ou educação independente
(EUA)
 Estudos externos (Austrália)
 Tele ensino ou ensino a distância (França)
 Estudo ou ensino a distância (Alemanha)
 Educação a distância (Espanha)
 Tele educação (Portugal)

Na expressão "ensino a distância" a ênfase é dada ao


papel do professor (como alguém que ensina a distância).
No Brasil, adotamos a palavra "educação" que é mais
abrangente, embora nenhuma das expressões seja
perfeitamente adequada.
Canais de interação ao longo
da História
A relação entre tecnologia e
EaD

Qual a relação
entre a
evolução da
tecnologia e o
desenvolviment
o da EaD?
A EaD é uma modalidade que se afirma cada vez mais
como uma tecnologia, “a tecnologia da esperança.”
Com a expansão das TIC, ampliou-se a noção de ensino
que hoje não se restringe apenas à sala de aula
presencial. Essa dinamização tecnológica forçou
também uma redefinição dos planejamentos com vistas
a ampliar e aperfeiçoar métodos de gestão e de
funcionamento dos sistemas de comunicação próprios
do processo de ensino e aprendizagem. (NISKIER, 1999)

http://2.bp.blogspot.com/_M
NjvTyDyXgc/TTnDjf269iI/AAA
AAAAABfc/1fYp4dBoI0Q/s400
/figura_evolucao.jpg
EaD e Educação Presencial (EP)

Educação a distância e Educação


presencial não são rivais.
Ambas têm completado uma a
outra.
Características da EaD em relação
a EP
O estabelecimento de uma
comunicação predominantemente
assíncrona entre professores e
alunos;
A necessidade de um planejamento
didático mais rigoroso;
A necessidade de materiais
didáticos produzidos
especialmente para esse tipo de
ensino e aprendizagem, visando o
autoaprendizado do aluno;
O estabelecimento de soluções
interativas que minimizem a perda
da afetividade que é criada
naturalmente no contato
presencial, entre outros.
Elementos importantes no
trabalho em EaD

PLANEJAMENTO
TRABALHO EM EQUIPE
COOPERAÇÃO
OBJETIVO
DINAMISMO
PERSISTÊNCIA
COMPROMISSO
ZELO
O profissional da EaD
Nas configurações atuais de Educação,
Moran(2000) assinala que o papel fundamental
do novo professor é o de orientador/mediador:

orientador/mediador intelectual;
orientador/mediador emocional;
orientador/mediador gerencial e
comunicacional
orientador/mediador ético.
O orientador/mediador
intelectual
É aquele que usa os meios tecnológicos
disponíveis para ajudar na escolha das
informações mais importantes para o aluno;
que procura adaptar essas informações aos
seus contextos de vida e ajuda a ampliar o
grau de compreensão de tudo e a integrá-lo
em novas sínteses.
O orientador/mediador
emocional

Mesmo a distância, o
professor tem de
motivar, estimular,
incentivar e organizar
os limites, com
equilíbrio,
credibilidade,
autenticidade e
empatia.
O orientador/mediador
gerencial e comunicacional
É o principal elo entre o aluno, a instituição
e os demais atores envolvidos no processo
de ensino e aprendizagem a distância.
Planeja constantemente e orienta o aluno
para usar as mais variadas formas de
comunicação e expressão.
O orientador ético

Como em qualquer
processo de ensino e
aprendizagem, o
professor a distância tem
também a importante
responsabilidade de
conduzir esse processo
mediante a adoção de
valores e atitudes que
contribuam para o
desenvolvimento de
valores individuais e
coletivos numa
perspectiva ética e
construtiva.
Vantagens de se trabalhar com
EaD

• Organização do tempo e flexibilidade


Vantagens de se trabalhar com
EaD

• Disciplina pessoal
Nomenclatura no IFRN
Coordenador de Curso:
gerencia um curso
Coordenador de tutoria:
organiza o trabalho dos
tutores do curso
Professor conteudista: elabora
o material didático
Professor formador:
responsável por uma disciplina
Coordenador de polo: gerencia
o polo presencial
Tutor presencial: auxilia os
alunos no polo
Tutor a distância: auxilia o
trabalho do professor
formador
O tutor a distância
Na visão tradicional da EaD, o tutor era aquele que
orientava, guiava, dirigia, mas não ensinava o aluno.
A função de ensinar era dos materiais didáticos e o
papel do tutor era somente acompanhar, de modo
funcional, o processo de aprendizagem.

Entretanto, com o aperfeiçoamento dos sistemas de


EaD e com a introdução das novas TIC aos processos
de ensino e aprendizagem a distância, a figura do
tutor ganhou uma nova dimensão. De acompanhante
dos processos de aprendizagem, o tutor passou a
ser o responsável direto pela mediação pedagógica,
de modo que, atualmente, a sua figura do tutor se
confunde com a do professor. Ou melhor: o tutor é
um professor. Mais do que isso, atualmente, na EaD
o tutor deve ser um educador.
E o professor formador?

Possui as mesmas atribuições do tutor e


ainda outras, como:

Planejamento da disciplina;
Organização do trabalho dos tutores;
Diálogo direto com a coordenação;
Responsabilidade sobre a disciplina.
O aluno de EaD

O aluno de um curso a distância precisa


desenvolver um princípio que é fundamental
e determinante na sua vida acadêmica: a
autonomia.
Autonomia é um termo de
origem grega cujo significado
está relacionado
com independência,
liberdade ou autossuficiência.
Para isso, ele tem que
desenvolver as capacidades de:
Organizar-se em relação à utilização do tempo
disponível para estudar e a adoção de métodos
objetivos de estudos;

Ter iniciativa para buscar outros conhecimentos,


além daqueles fornecidos pelos professores e
tutores, ou seja, desenvolver a habilidade de
pesquisar constantemente;

Estabelecer interações amplas e constantes, com


professores, tutores, coordenadores e colegas de
turma;

Ser responsável em relação ao cumprimento das


atividades propostas, no sentido de não perder os
prazos estabelecidos, sob o risco de produzir a
descontinuidade dos estudos e começar a perder o
interesse pelo curso.
Problemas mais comuns na
plataforma
• Ausência na plataforma
• Demora na resposta aos alunos
• Respostas evasivas
• Indelicadeza
• Tratamento genérico
• Linguagem inadequada
• Exposição do aluno
• Feedback inadequado das atividades
Esses problemas estão
diretamente relacionados à
evasão

Principais causas da evasão

Insatisfação com o professor/tutor


Complexidade das atividades
Dificuldade de acesso à internet
Dificuldade de uso dos recursos
tecnológicos
Falhas na elaboração/reelaboração do
curso
Orientações para o trabalho
pedagógico
• Frequentar a
plataforma todos os
dias
(distribuir o horário)

• Conhecer o seu
aluno (pergunte
sobre ele)
Responder as dúvidas em até 48h considerando os
dias úteis
(ou explicar que responderá posteriormente)

Fazer comentários no fórum


(se o aluno comentou, ele gostaria de ouvir você também)

Sinalize sua presença na plataforma com


uma mensagem, um comentário no fórum,
a contribuição de algum material extra.
• Evitar letras maiúsculas,
exclamações, etc.
(a linguagem é sua voz, ela
deve ser suavizada através
da própria tipologia /
lembre-se das histórias em
quadrinhos)

• Tratar situações particulares e de nota por


mensagem privada
(evite chamar atenção do aluno em público e resolva
os problemas particulares individualmente)
• Tratar o aluno pelo próprio nome
(o nome é a identidade do aluno, é
importante ele saber que é
reconhecido)

• Em caso de situações difíceis de


resolver, busque o apoio da
coordenação
(problemas de discussão,
comentários agressivos, etc. devem
ser enviados à coordenação)
O cuidado com a disciplina

• Organizar a distribuição das unidades;


• Apresentar informações claras e acessíveis;
• Colocar um fórum para cada unidade ou
fórum de dúvidas central;
• Criar um espaço para o compartilhamento
de sugestões.
Atenção ao layout
Exemplo de fórum
Procurar dar clareza as
instruções de atividades

• Indicar exatamente o que se


pede, inclusive, quanto à
organização e formatação.
• Em caso de atividade de
envio de arquivo único:
deixar claro qual o arquivo
solicitado (Doc, Pdf, Ppt...).
• Atenção para o prazo da
atividade (tempo hábil).
• Solicitar o uso de referências
O retorno das atividades -
Feedback
O feedback pode ser individual, por tarefa e por até por
semana. O feedback precisa acontecer.
No feedback individual é importante indicar que fez a
leitura da atividade, ressaltar pontos fortes e menos
fortes.
O feedback ajuda a nortear a aprendizagem do aluno.
O feedback precisa ser cordial e respeitar o ritmo e o
avanço do aluno.
Refletindo sobre situações
práticas

As situações a seguir são apenas alguns


casos vivenciados no Câmpus EaD. Reflita
sobre elas de modo sistemático,
colocando-se no papel do aluno e do
professor.
ATÉ NOSSO PRÓXIMO ENCONTRO NA
PLATAFORMA!

Um ótimo curso para todos!