Você está na página 1de 2

Resumão de Abd Ag Inflamatório:

Apendicite: Maior parte. Fecalito ou Hiperplasia Linfoide (em criança). USG VPN
alto (apêndice menor ou igual a 5 cm no USG EXCLUI apendicite). Não precisa
de exame de imagem se precoce (menos de 48 horas), se for tardia bom pedir
TC (padrão ouro) para ver complicações (abcessos). Conduta: CIRURGIA (os
casos de drenagem percutânea são raros e não feitos de práxis no Brasil)!
Fase I (catarral, edematosa) ATB profilático na indução e até 24 ou 48 horas
após (Cefoxitina – cefalosporina de segunda geração). Cirurgia LIMPA, mas
CONTAMINADA.
Fase II (fibrinosa, flegmonosa ou supurativa) ATB profilático na indução e até 24
ou 48 horas após (Cefoxitina – cefalosporina de segunda geração). Cirurgia
LIMPA, mas CONTAMINADA.
Fase III (gangrena) ATB terapêutico (cefalo de terceira ou aminoglicosideo ou
quinolona para gram-negativos + clindamicina ou metronidazol para anaeróbios)
E DRENO. Cirurgia Infectada (presença de pus)
Fase IV (necrose perfurada) ATB terapêutico (cefalo de terceira ou
aminoglicosideo ou quinolona para gram-negativos + clindamicina ou
metronidazol para anaeróbios) E LAVAGEM CAVIDADE (laparotomia ou vídeo).
Peritonite difusa. Cirurgia infectada (conteúdo purulento e fecal presente na
cavidade antes mesmo de operar).

Vesícula: colelitíase opera em sintomáticos (exceto risco cirúrgico elevado) e em


vesícula de porcelana, vesícula com má formação congênita (saco duplo),
pólipos na vesícula de alto risco (maiores que 1 cm, ou idosos), anemias
hemolíticas, cálculos grandes maiores que 3 cm.
Colecistite diagnóstico USG, mas padrão ouro pouco feito cintilografia.
ATB terapia sempre (infecção associada em 50 por cento dos casos). Quinolona
+ metronidazol (ou equivalentes). Cirurgia precoce (ou de urgência) 24 a 72
horas (não é emergente, é urgente).

Pâncreatite: maior parte dos casos cálculos e depois álcool (não crônico, mas
libação – consumo abundante de forma pontual). Diagnóstico clínica, TC para
gravidade após 48 horas no grave, fazer USG para ver cálculos (nem sempre
presentes, pois podem ter sido expelidos ou ser alcoólica). Critério Ranson maior
ou igual a 3 e Apache maior ou igual a 8 é grave. Disfunção orgânica maior que
48 horas ou complicação na reabiliteção tmb classifica como grave. A – 0 pontos
sem alteração, B – 1 ponto aumentado difuso, C – 2 pontos edema
peripancreático, D - 3 uma coleção líquida e E - 4 mais de uma coleção ou ar. 0
pontos sem necrose, 2 pontos necrose menor que 30 por cento, 4 pontos entre
30 e 50, 6 maior que 50. Maior que 6 grave. Isso foi o Baltazar.
Tratamento clínico. Se pancreatite necro hemorrágica cirúrgico com laparotomia
e lavagem da cavidade, se infectada ATB (imipenem+cilastatina).

Diverticulite: inflamação do divertículo na borda mesentérica na inserção dos


vasos retos. Diagnóstico com TC, não fazer enema ou colono pq explode.
Diverticulite leve (sem abcessos ou peritonite) ATBterapia e tratamento clínico,
cirurgia ELETIVA só após a terceira diverticulite leve (quando fora do quadro
agudo, 6-8 semanas após). Diverticulite grave - Hinchey 1 abcesso pericólico ou
mesentérico só ATBterapia, talvez drenagem percutânea, Cirugia ELETIVA
APÓS RESOLUÇÃO (6-8 semanas); Hinchey 2 abcesso pélvico drenagem
percutânea fundamental e ATBterapia, cirurgia ELETIVA após resolução;
Hinchey 3 peritonite purulenta generalizada e Hinchey 4 é peritonite fecal
generalizada abertura da cavidade laparotomica e cirurgia EMERGÊNCIA.
Cirurgia Eletiva é retirada da parte com divertículos, normalmente
sigmoidectomia, com anastomose termino-terminal. Cirurgia de Emergência na
técnica de Hartman sigmoidectomia e colectomia esquerda com colostomia
proximal e sutura do reto (sepultamento do reto).