Você está na página 1de 10

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS

SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA


SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL
DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL

SEQUÊNCIA DE
ATIVIDADES COM O
GÊNERO TEXTUAL PIADA

AGOSTO 2013
INTRODUÇÃO

As piadas fazem parte do cotidiano popular. São transmitidas oralmente e vão


sendo modificadas à medida que são contadas. A finalidade de quem conta uma
piada é provocar graça, fazendo o interlocutor rir de uma história cujo final é
surpreendente.

Nessa sequência, trabalharemos os seguintes eixos e capacidades:

EIXO APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA


- Conhecer o alfabeto
(i) Compreender a categorização gráfica e funcional das letras.

EIXO LEITURA
-Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura.
-Desenvolver capacidades necessárias à leitura com fluência e compreensão:
(i) Identificar as finalidades e funções da leitura em função do
reconhecimento do suporte, do gênero e da contextualização.

EIXO DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE


-Participar das interações cotidianas em sala de aula: escutando com atenção
e compreensão; respondendo as questões propostas pelo professor; expondo
opiniões nos debates com os colegas e com o professor.

EIXO PRODUÇÃO ESCRITA


-Compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções, em
diferentes gêneros.
-Produzir textos escritos de gêneros diversos, adequados aos objetivos, ao
destinatário e ao contexto de circulação.
Desenvolvimento
Atividades de introduzir:
Professor(a):
Inicie esta Sequência Didática apresentando oralmente aos alunos a seguinte
piada

Lelê foi à escola pela 1ª vez. Na volta, mamãe perguntou:


_ Lelê, meu filhinho, que foi que você aprendeu na escola?
E ele:
_ Que eu não sou o Lelê. Sou o Alexandre.
(PINTO, Ziraldo Alves. Literatura Comentada. São Paulo:
Abril Educação, 1982)
A partir dessa contação, discutir com os alunos:

a) Vocês sabem qual é o nome desse gênero textual?


b) Vocês conseguiram entender a graça nessa piada?
c) Qual é a intenção de alguém quando conta uma piada?
d) Você conhece pessoas que costumam contar piadas? Em que situações
elas fazem isso?

Professor(a): é importante salientar para os alunos que a maioria das piadas


não apresenta autor por serem transmitidas oralmente. Entretanto, essa piada
está registrada num livro de anedotas destinadas ao público infantil, cujo
autor é Ziraldo.

Trabalhando os conhecimentos prévios:

Converse com os alunos fazendo os seguintes questionamentos


 Vocês conhecem algumas piadas?
 Todas essas que vocês conhecem podem ser contadas aos colegas? Por
quê?
 Vocês já leram piadas? Onde leram? Ou apenas ouviram? Nesse caso,
quem contou?
 As piadas que vocês conhecem falam sobre o quê?

Professor(a): Nesse momento, faça uma lista dos assuntos no quadro, depois
transcreva para um cartaz para trabalhar algumas capacidades da
Apropriação do Sistema de Escrita.
Ex.:
Animais
Escola
Joãozinho
Médico
Papagaio
Português

C1. Identificação de letras do alfabeto

Fixe o cartaz na parede


- Aponte as palavras para os alunos lerem coletivamente.
- Aponte as palavras para um aluno ler, individualmente.

 Proponha a contagem do número de letras de cada palavra da lista.


 Circular as palavras com 6 letras;
 Grifar com dois traços a palavra que tem o maior número de letras.
 Questionar: “Nessa lista tem alguma palavra que termina com a mesma
letra?”
• (Deixar que os alunos descubram). Vamos sublinhá-las?
• Distribuir o alfabeto móvel e pedir que formem as palavras da lista.
• Pedir para identificarem a 1ª letra de cada palavra.

C2. Uso adequado da página

- Peça para os alunos lerem os nomes (enquanto eles leem, vá passando a


régua em cima de cada palavra lida, mostrando que a leitura é feita da
esquerda para direita e de cima para baixo);
- Peça também para que um aluno (ou um aluno de cada vez) vá até o
cartaz e leia a lista de nomes. Oriente-os a ir passando a régua em cada
palavra como você fez.
- Peça para que identifiquem o primeiro e o último nome da lista (falando
em voz alta ou apontando no texto).
RECONHECIMENTO DO GÊNERO TEXTUAL PIADA

Leitura de texto do gênero

Professor(a): para esse momento de leitura de textos do gênero, selecione


variados materiais que contenham piadas: jornais, almanaques, revistas, livros.
 Organize os alunos em grupos. Cada grupo irá selecionar uma piada no
material disponível para ler e contar para os colegas, indicando onde
encontraram a piada.
 Pedir que registrem, coletivamente, as características da piada que
conseguirem perceber. Esse momento pode ser encaminhado a partir de
questionamentos como:
. Que características se repetiram nas piadas? Palavras, ideias, sinais de
pontuação?
. Que tipo de situação ou assunto foi transformado em piada?
. Por que as piadas nos fazem rir?
 Registrar a conclusão final em papel pardo e fixar, retomando
oportunamente, aprofundando, corrigindo.

Seleção de textos do Gênero

Texto 1

Socorro
Em plena Avenida Paulista, em São Paulo, um homem estranho, olhando de um
lado para o outro, começa a gritar:
- Socorro! Socorro! Socorro!
Começam a chegar muitos curiosos, polícia, bombeiros. E o homem continua:
- Socorro! Socorro!
Aparece, então, uma mulher, o homem sai correndo para abraçá-la e diz:
- Socorro, eu aqui te chamando e aparece todo mundo, menos você. Já estava
ficando preocupado.

C7. Interpretação de informações implícitas em textos


Leia o texto para os alunos, chamando atenção para as questões de
interpretação:
a) Se você visse alguém gritando socorro desesperadamente no meio da
rua, o que imaginaria que estivesse acontecendo?
b) No caso da piada, que pessoas interpretaram o grito “socorro” do mesmo
modo que você?
c) Quais os elementos do texto que nos levam a pensar desse modo?
d) O que faz com que a gente dê risada ao ouvir essa piada?
e) O homem da piada está calmo ou nervoso? Retire do texto
palavras/frases que justifiquem sua resposta.

Trabalhando as Competências:
C8. Coerência e coesão no processamento de textos
C9. Avaliação do leitor em relação aos textos
C10. Implicações do gênero e do suporte na compreensão de textos

Atividades para os alunos


1. Observe o uso dos dois pontos no texto. Em que situações o sinal foi
empregado?

2. E o travessão? Há alguma relação com o emprego dos dois pontos e do


travessão? Explique.

3. Quando se diz em “plena Avenida Paulista”, qual é a ideia que a palavra


plena produz?

4. Na piada, ocorre o emprego do pronome “la” em abraçá-la. A quem se


esse pronome refere?

5. Observe as palavras que estão escritas com letra maiúscula: há


basicamente duas razões para isso. Identifique essas razões e agrupe as
palavras que estão escritas com letra maiúscula pela mesma razão.

6. No texto, são empregados os pronomes eu, te e você. Indique a quem se


refere: No caso dessas atividades, estamos
a) eu:_____________________ explorando os mecanismos de
coesão textual referenciais.
b) te: _____________________ Professor, procure trabalhar a
c) você: ___________________ questão com seus alunos,
explicitando os processos de
repetição, substituição, de
pronominalização e nominalização.

7. Na frase “...eu aqui te chamando e aparece todo mundo...”, a palavra aqui se


refere a que lugar?
Texto 2

Ia ter festa no céu. Quando o urubu avisou o sapo, ele abriu o bocão e disse:
- OOOBAAA!!!
O urubu disse:
- Vai ter muita comida.
E o sapo:
- OOOBBBAAA!!!
O urubu continuou:
- Vai ser uma curtição: música, dança.
Aí o sapo abriu mais ainda a boca:
- OOOOOOOBBBBBAAAAAA!!!
- É, mas só vai entrar quem tem boca pequena.
E o sapo, fazendo biquinho:
- Coitadinho do jacaré.

Fazer leitura do texto com os alunos de diversas maneiras:


.coletiva;
.partilhada;
.em grupos (cada grupo representa um personagem ou o narrador);
.individual.

C6. Localização de informações explícitas em textos


Atividades para o aluno
. De que fala essa piada?
. O que o urubu contou ao sapo que ia ter na festa?
. Quem podia entrar na festa?

C7. Interpretação de informações implícitas em textos


- Copie do texto a primeira palavra pronunciada pelo sapo ao saber que
haveria festa no céu.
- Explique o que significa esta reação do sapo.
- Por que você acha que o autor colocou todas as letras da palavra “oba”, em
letra maiúscula?
- Por que, no decorrer da narrativa, o número de letras da palavra “oba” foi
aumentando?
- Por que o narrador, ao final da piada, comenta que o sapo fez biquinho
para falar?
Trabalhando as Competências:
C8. Coerência e coesão no processamento de textos
C9. Avaliação do leitor em relação aos textos
C10. Implicações do gênero e do suporte na compreensão de textos
1. Marque com lápis de cor, as falas de cada componente desta piada,
sendo:
o De azul as falas do narrador;
o De verde as falas do urubu;
o De vermelho as falas do sapo.

2. Observe o uso dos dois pontos na piada. Por que são empregados?

3. Por que, em algumas frases, existe o travessão depois do espaço do


parágrafo?

4. Marque com um x o gênero textual que foi lido:


( ) Fábula
( ) História em quadrinhos
( ) Piada
( ) Texto científico

5. Marque algumas características da piada:


( ) É engraçada
( ) É uma história real
( ) É uma história fictícia
( ) Tem dados científicos
( ) Tem título
( ) É um texto curto

6. Em algums programas de TV, aparecem contadores de piada. Em que


programas você já viu isso?

7. Depende de como for contada, a piada pode ficar sem graça. Que
artifícios o contador pode usar para que as pessoas achem graça na
piada contada? (Resp.: expressões faciais, gestos, imitar a fala das
personagens...)
8. Formem grupos de 3 alunos para fazer a representação da cena indicada
pela piada. Um será o narrador, outro representará o sapo e outro o
urubu. Cada grupo deverá fazer a representação para os colegas.

Produção Escrita do Gênero


Festival de piadas

Pesquisa do gênero
a) Pedir para as crianças conversarem com os pais, amigos e vizinhos e
trazerem uma piada com a qual tenham se divertido para compartilhar com
os colegas.

b) Organize, juntamente com os alunos, um mural para que possam expor as


piadas que selecionaram e registraram.

c) No momento em que os alunos trouxerem as piadas para fixar no mural,


pode ser feito um momento de contação das piadas trazidas, socializando-
as ao mesmo tempo em que se busca desenvolver a oralidade.

d) Sugerir que cada criança produza uma Piada para realização do Festival
de Piadas convidando colegas de outras salas para apresentação.

Professor, o momento de produção é importante, pois mobiliza as


aprendizagens realizadas no decurso da Sequência Didática. É preciso avaliar
a condição de os alunos produzirem uma piada. Nesse caso, os estudantes
precisarão ter compreendido o mecanismo para se produzir graça. Nessa fase
da Sequência Didática, pode-se retomar as piadas trabalhadas – os diferentes
tipos de piada – e parafraseá-las.

Primeira produção: nessa etapa, a produção caracteriza-se pela


provisoriedade; é um rascunho. Ao produzirem o texto, os estudantes vão se
deparar como conteúdo do qual se apropriaram durante o processo de estudo
do gênero. O professor recolhe os textos e possibilita a eles o necessário
distanciamento para que, ao retornarem ao texto, tenham melhores condições
de avaliá-lo e proceder à correção.
Primeira reescrita (segunda produção): observa-se o texto para verificar a
clareza, a correção, a apresentação, ou seja, se realmente pode ser dado a
público.

Segunda reescrita (terceira produção): o texto passa por mais processo de


leitura e conferência. Sendo considerado pronto, pode circular na instância
definida na apresentação da situação.

CIRCULAÇÃO DO GÊNERO
Nesse momento, retoma-se a proposta inicial e se realiza efetivamente o
estabelecido:
a. Reunir os textos produzidos e/ou selecionados pelos estudantes,
devidamente revisados;
b. Analisar os elementos contextualizadores: quais serão inseridos,
como, onde;
c. Criar a capa do material: quem, como, com cores ou preto e branco,
que informações serão colocadas na capa;
d. Organizar o Festival de Piadas;
e. Convidar os colegas e professores;
f. Definir e organizar o espaço;
g. Realizar o festival (uma mostra do trabalho realizado pelo grupo);
h. Entregar ao professor da biblioteca um livro com as piadas
produzidas e/ou selecionadas pelos estudantes

Material produzido pela


Equipe Central / PIP ATC.
2013

Interesses relacionados