Você está na página 1de 4

A Nova República

Governo de José Sarney (1985/1990) - O mandato de José Sarney foi marcado pelos altos índices inflacionários e pela
existência de vários planos econômicos: Plano Cruzado (1986), Plano Bresser (1987) e Plano Verão (1989). O plano de maior
repercussão foi o Plano Cruzado, que, procurando conter a inflação determinou: congelamento de todos os preços por um ano;
extinção da correção monetária e a mudança da moeda de Cruzeiro para ser chamada de Cruzado. Isso desestimulou a
poupança e fez com que aumentasse o consumo. Porém os produtos desapareceram das prateleiras.
Por ser um governo de transição democrática, importantes avanços políticos ocorreram, como a convocação de uma
Assembleia Constituinte que elaborou e promulgou a Constituição de 1988 – “Constituição Cidadã”- que estabeleceu as
eleições diretas em todos os níveis; a legalização dos partidos políticos de qualquer tendência; instituição do voto facultativo aos
analfabetos, jovens entre 16 e 18 anos e pessoas acima de 70 anos; fim da censura; garantido o direito de greve e a liberdade
sindical; ampliação dos direitos trabalhistas; intervenção do Estado nos assuntos econômicos e nacionalismo econômico ao
reservar algumas atividades às empresas estatais.
As eleições presidenciais de 1989 - Em 1989 foram realizadas as primeiras eleições diretas para a Presidência da República
desde 1960. Três candidatos destacaram-se na disputa: Fernando Collor de Mello, do Partido da Renovação Nacional (PRN);
Leonel Brizola do Partido Democrático Brasileiro (PDT) e Luís Inácio “Lula” da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT). A
disputa foi para o segundo turno entre Fernando Collor e Lula, com vitória de Collor – graças à imagem de “caçador de
marajás” e de uma plataforma de luta contra a corrupção discursava que com um só tiro acabaria com a inflação e a corrupção.
Faria a modernização do Brasil e de representar os pobres e marginalizados – os “descamisados”.
O governo de Fernando Collor de Mello (1990/92) - Aplicou o plano econômico denominado de Plano Brasil Novo, o qual
extinguiu o Cruzado novo e retornou o Cruzeiro; congelou preços e salários; bloqueio boa parte do dinheiro de aplicações
financeiras e de poupanças por 18 meses. Houve grande número de demissões no setor público, redução nas tarifas de
importação e um tumultuado processo de privatizações. No entanto, as denúncias de corrupção envolvendo o alto escalão do
governo levou o Congresso a formar uma Comissão Parlamentar de Inquérito. O relatório final da CPI apontou ligações do
presidente com Paulo César Farias – amigo e tesoureiro da campanha presidencial. O envolvimento de Collor no chamado
“esquema PC”, em troca de favores governamentais por dinheiro, gerou o processo de impeachment – ou seja, o afastamento
do Presidente da República. Fernando Collor procurou bloquear o processo, porém a população foi às ruas exigindo seu
afastamento (“os caras-pintadas”).O presidente renunciou em 30 de dezembro de 1992, após decisão histórica do Congresso
Nacional no dia anterior pelo seu afastamento. Assume o vice-presidente Itamar Franco.
O governo de Itamar Franco ( 1992/1995) - Realização de um plebiscito em 1993 que deveria estabelecer qual o regime
político (monarquia ou república) e qual a forma de governo (presidencialismo ou parlamentarismo). No dia 21 de abril o
resultado do plebiscito confirmou a manutenção da república presidencialista. No aspecto econômico o mais importante foi
a aplicação do Plano Real, que buscava combater a inflação e estabilizar a economia nacional. O Plano pregava a contenção
dos gastos públicos, privatização de empresas estatais, redução do consumo mediante o aumento da taxa de juros e maior
abertura do mercado aos produtos estrangeiros. O Plano contribuiu para a queda da inflação e aumento do poder aquisitivo e
da capacidade de consumo – em razão da queda dos preços dos produtos face à concorrência estrangeira. A popularidade do
Plano Real auxiliou o ministro da Fazenda de Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, a vencer as eleições 1994.
O governo de Fernando Henrique Cardoso (1995/2002) - Fernando Henrique Cardoso foi o primeiro presidente do Brasil a
conseguir uma reeleição – através de uma mudança constitucional foi aprovada a polêmica Emenda da Reeleição. Seus dois
mandatos são marcados pela aceleração do processo de globalização: a) a criação do Mercosul e a eliminação das barreiras
alfandegárias entre Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai (a formação do bloco obedece várias etapas); b) a privatização de
empresas estatais e de telefonia. c) A instituição do PROER uma espécie de socorro financeiro às instituições bancárias que
trouxe segurança ao Sistema Financeiro Nacional. No campo político durante a votação da Emenda da Reeleição a oposição
acusou um esquema de corrupção com compra de votos de parlamentares com a finalidade de aprovar lei que instituia
a reeleição. Seria este fato a semente que resultou no escândalo do Mensalão no governo Lula? Em termo de organização
social destaque para a questão fundiária do país e a atuação do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), que
através da ocupação de terras procura agilizar o processo de reforma agrária no país. Criou programas socias como o
Comunidade Solidária e instituíu o programa de transferência de renda: o Bolsa Escola. Os anos de FHC como presidente
foram marcados pela hegemonia do neoliberalismo e antigos e urgente problemas nâo foram solucionados, tais como a
exclusão social, a imensa concentração fundiária e empresarial, a corrupção e os descasos administrativos, ausência de uma
política educacional, desfaçatez na área da saúde e previdência social, a violência urbana, o desemprego, crescimento do
subemprego, concentração de renda e injustiça social. As expectativas da maioria dos brasileiros para o governo do sociólogo
FHC foram frustradas em relação real melhoria das condições de vida principalmente dos mais carentes.
Luiz Inácio Lula da Silva (Lula) 2003 a 2010. - Tornou-se, então, personagem central de uma história da ascensão de um ex-
operário e retirante nordestino no cenário político do país, fundador e dirigente de um dos principais partidos de esquerda do
Brasil e, com muita persistência, disputou e finalmente ganhou a eleição para a presidência da república. Entre as primeiras
medidas tomadas, o Governo Lula anunciou um projeto social destinado à melhoria da alimentação das populações menos
favorecidas o “Fome Zero”. O combate à inflação, a ampliação das exportações e a contenção de despesas foram algumas das
metas buscadas pelo governo. A programa de transferência de renda para a população carente Bolsa Escola do governo FHC
foi repaginado com o nome de Bolsa Família que nada mais é do que uma reedição dos programas assistencialistas tão
comuns na nossa história republicana. Importante ressaltar o Bolsa Família é fator de alavancagam da popularidade de
Lula. O país goza de uma relativa prosperidade econômica apesar da existência de muitas disparidades. A estabilidade da
economia repercutiu na melhoria da imagem do país no exterior. Porem o esquema, que ficou conhecido como “Mensalão”,
instaurou um acalorado debate político que questionava se existia algum tipo de oposição política no país. Apesar das
denuncias que apontavam para o presidente Lula conseguiu reeleger-se para o segundo mandato.
Dilma Roussef (2011) - Primeira mulher a assumir a presidência do Brasil foi eleita no segundo turno das eleições em 2010.
Aproveitando a relativa estabilidade da economia promovida pelo governo do presidente Lula, Dilma contabilizou a popularidade
do seu "padrinho" político para conquistar os votos que a levaram a subir a rampa do Palácio do Planalto. Neste particular Dilma
Roussef fez história, mas o seu governo atravessa uma crise política devido a denuncias de corrupção nas pastas dos 5
ministérios. O conhecimento histórico é o instrumento para analisar, entender e transformar a nossa história. A História pode
conscientizar a todos, para que unidos ou individualmente, possamos ser os agentes históricos e transformar nossa realidade.
.
Verificação da aprendizagem
(ACAFE/SC) Cruzeiro, cruzado, real. O Brasil, em sua história recente passou por diversas reformas monetárias e terríveis
crises econômicas. As tentativas para reverter esse quadro nem sempre obtiveram sucesso. No governo Sarney, o Plano
Cruzado foi um dos mais expressivos planos de estabilização que fracassou.
1. Sobre esse governo e essa realidade econômica, todas as alternativas estão corretas, exceto:
a – Sarney terminou seu governo com uma inflação gigantesca em seus últimos meses de mandato.
b - Dilson Funaro, Ministro da Fazenda de Sarney, foi o principal articulador do Plano Cruzado.
c - Com o congelamento de preços e salários, Sarney convidou os brasileiros e brasileiras a fiscalizar a atuação de
empresários que escondiam mercadorias e cobravam ágio para vender seus produtos.
d– O Plano Cruzado foi uma das primeiras medidas que Sarney tomou logo após ser eleito. Confiscou a poupança, estabilizou
preços e salários e acabou com a inflação. No terceiro ano de seu mandato, o plano fracassou.

2. (UNEMAT/MT) - Em 1989, a campanha eleitoral para presidência da República revelou Fernando Collor de Mello como um
candidato que expressava a expectativa de um tempo novo para o Brasil.
Com base nesse tempo político, assinale a alternativa correta:
a – Collor procurou encarnar a modernidade e a justiça social e, apresentando-se como “pai dos pobres”, estatizou as
comunicações e implantou o populismo como estilo de governar o país.
b – Assim como Getúlio Vargas e Jânio Quadros, Fernando Collor ganhou simpatia do eleitorado, graças à desconfiança da
população em relação aos políticos identificados com partidos tradicionais.
c – Um dos pontos positivos do governo Collor foi o sistema de controle das importações e valorização da moeda brasileira que
tinha em vista estimular a produção de riqueza interna para o equilíbrio da balança comercial.
d – O que mais seduziu os eleitores em 1989 foi a propaganda eleitoral de Fernando Collor, denominada de Reformas de Base,
que defendiam as reformas agrária, educacional, tributária, administrativa, bancária e eleitoral.

3. UNESP: Observe a charge e assinale a alternativa


correta.
a) O processo de fechamento político, iniciado durante o
Estado Novo, atingiu seu auge na década de 1960.
b) O Ato Institucional n.o 5 cassou o direito de voto não
só dos analfabetos, como também dos demais
brasileiros.
c) Durante o regime ditatorial dos militares, apesar da
falta de participação política, houve significativo avanço
na distribuição de renda.
d) A Constituição de 1988 assegurou, pela primeira vez
na história brasileira, o direito de voto para os
analfabetos.
4. PUC: A vitória de Fernando Henrique Cardoso nas eleições presidenciais de 1994 teve como fator decisivo a
a) adoção de uma política eficaz de controle da natalidade, visando a conscientizar parcela da população menos favorecida.
b) redução da criminalidade no campo, devido ao programa de reforma agrária que prevê tolerância em relação à invasão de
terras improdutivas no país.
c) implantação do Plano Real, que criou uma moeda estável no país após décadas de inflação.
d) queda do desemprego devido à adoção do piano de estatização e intervenção reguladora do Estado na economia.

5. (UERJ) As mudanças na estrutura demográfica brasileira,


projetadas no gráfico, de natureza quantitativa, exigem do Estado
a implementação de novas políticas sociais.
Uma mudança demográfica evidenciada pelo gráfico e um
adequado programa social para o seu enfrentamento estão
apresentados na seguinte alternativa:
a -redução do total de jovens – promoção da saúde da mulher;
b - declínio do crescimento populacional – planejamento familiar;
c - queda na taxa de fecundidade – requalificação de mão-de-
obra;
d - diminuição do índice de mortalidade – incentivo ao aumento
da natalidade.

6. (UFPE) As mudanças decorrentes da globalização nas últimas duas décadas foram significativas para definir as relações
políticas entre as nações. Estas mudanças contribuíram para alterar a economia brasileira que:
a – Não consegue modernizar sua industrializada e nem competir com as grandes potências da atualidade;
b – teve a ajuda dos EUA para modernizar seu parque industrial, e rompeu sua dependência dos países europeus;
c – conseguiu aumentar suas exportações, garantindo seu desenvolvimento industrial, sem os empréstimos do FMI;
d – cresceu e se modernizou, embora persistam a dependência de empréstimos internacionais e as dificuldades para resolver
suas desigualdades sociais.
7. (UFPE) - No âmbito da economia nacional, o Plano Real:
a – foi criado e executado durante o primeiro governo de Fernando Henrique Cardoso, com amplo apoio da população;
b – prejudicou os trabalhadores assalariados, que tiveram seu poder de compra diminuído;
c – além de ter uma expressiva aceitação popular, contribuiu para a estabilidade política do governo de Fernando Henrique;
d – foi uma criação de Delfim Neto, quando era ministro de Itamar Franco, o que lhe garantiu a eleição como deputado federal.
8. A charge aa lado nos remete às eleições
presidenciais de 1989, vencidas por Fernando
Collor, que governou de 1990 até seu
impeachment em 1992. Uma característica da
política econômica implementada por esse
governo que o diferencia dos anteriores é:
a) estatização das indústrias de base
b) adoção do sistema econômico comunista
c) aumento do número de empresas estatais
d) abertura da economia aos produtos
(NOVAES, Carlos E. e LOBO, César. "História do Brasil para principiantes". São Paulo: Ática, 1999.) estrangeiros
GERAÇÃO COCA-COLA - Letra: Renato Russo
Quando nascemos fomos programados A receber o que vocês nos empurraram Com os enlatados dos USA, de 9 a 6. Desde
pequenos nós comemos lixo Comercial e industrial Mas agora chegou nossa vez Vamos cuspir de volta o lixo em cima de
vocês. Somos os filhos da revolução Somos burgueses sem religião Somos o futuro da nação Geração Coca-Cola. Depois de
vinte anos na escola Não é difícil aprender Todas as manhas do seu jogo sujo Não é assim que tem que ser Vamos fazer
nosso dever de casa E aí então, vocês vão ver Suas crianças derrubando reis Fazer comédia no cinema com as suas leis (...)
QUE PAÍS É ESSE? - Letra: Renato Russo
Nas favelas, no senado Sujeira pra todo lado Ninguém respeita a Constituição Mas todos acreditam no futuro da nação Que
país é esse? (...)
9. PUC: As letras das músicas "Geração Coca-cola" e "Que país é esse?", referem-se a um contexto particular de
transformações na política, na sociedade e na economia brasileira. A sensação de frustração frente às promessas de mudança
e de maior participação popular na política refere-se a qual dos contextos abaixo?
a) A crise institucional causada pela corrupção no governo de João Goulart.
b) A derrota do movimento "Diretas Já" e a eleição indireta para Presidente.
c) A censura e a repressão do governo do último Presidente militar, o General Médici.
d) As privatizações e a globalização da economia brasileira do Governo de FHC.

10. (PUC-PR) - A constituição de 1988, escrita pelos membros do Congresso Nacional, que recebera poder constituinte,
consagrou numerosos direitos trabalhistas no seu artigo 7.
Assim sendo, complete as lacunas:
Estabeleceu que a jornada normal de trabalho é de _______ horas semanais e que o pagamento por horas extras será no
mínimo de _______% a mais que a hora normal. A licença à gestante será de _______ dias, concedendo-se ao pai a licença
paternidade de _______ dias. Prevê direito a férias de _______ dias por ano trabalhado (sem faltas injustificadas).
A alternativa que completa corretamente o texto é:
a - 40 – 20 – 140 – 7 – 20 b- 44 – 50 – 120 – 5 – 30
c - 44 – 50 – 110 – 5 – 30 d- 40 – 60 – 120 – 3 – 30
(UFLA/MG) “Em setembro de 1992, após uma 11. Assinale a alternativa que caracteriza
sucessão de escândalos, a Câmara dos Deputados corretamente ações do governo Itamar Franco:
aprovou a abertura de processo contra o então a – Criação de um plano de estabilização
presidente Fernando Collor por vários crimes. Com econômica que estabeleceu uma paridade entre
o afastamento de Collor, Itamar Franco assumiu o a moeda local e o dólar.
cargo como interino e, a partir de 29 de dezembro, b – Confisco da poupança e congelamento das
quando o ex-presidente renunciou à presidência, contas bancárias acima de determinado valor.
em caráter definitivo. Seu governo iniciou-se com c – Criação da Petrobrás e quebra do monopólio
amplo apoio popular e sem oposição, mas do petróleo
enfrentou sérios problemas econômicos legados d – Lançamento do Plano de Metas com
pelos governos anteriores”. Barsa Planeta Internacional Ltda. objetivo de fazer o Brasil crescer 50 anos em 5
12. (FTC/BA) - Os conhecimentos sobre o período compreendido entre o final do século XX e o início deste século, na recente
história do Brasil, possibilitam afirmar:
a – O governo de Ernesto Geisel iniciou a "abertura política lenta, gradual e segura", caracterizada pela aprovação do Pacote de
Abril de 1977, que estabelecia eleições diretas para o Executivo.
b – A década de 80 marcou o índice mais baixo de inflação do Período Republicano, retomando o processo de crescimento
econômico.
c – O apoio da Arena ao movimento das "Diretas Já" foi fundamental para a eleição de Tancredo Neves e José Sarney à
presidência da República.
d – O Plano Cruzado teve como eixo principal o congelamento de preços, o que provocou a explosão do consumo e o
desestímulo à poupança.
13. (ACAFE/SC) Fernando Collor de Melo, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso (FHC) governaram o Brasil entre 1990
e 2002. Sobre esses governos, suas características e contextos, todas as alternativas estão corretas, exceto:
a – Itamar Franco completou o mandato de Collor que sofreu processo de impeachment.
b – FHC reelegeu-se no 1º turno, em 1998, para seu segundo mandato, amparado, em grande parte, pela estabilização
monetária do Plano Real.
d – O Plano Real, projeto econômico que transformou a economia brasileira nos anos 90, foi implantado em 1994, no final do
governo de Itamar Franco e sob a direção de FHC, que era o Ministro da Fazenda.
d – Primeiro presidente eleito pelo voto direto desde a década de 60, Collor tomou posse defendendo o fim da participação do
Brasil no processo de globalização e fim das privatizações.
(UERGS) - A charge abaixo retrata de forma crítica a sociedade 14. A temática dessa charge está Quais estão
brasileira. Considere-a. relacionada à: corretas?
I. Crise econômica, ao desemprego e às
mudanças na política social, que fazem a - Apenas
crescer o número de pobres e "sem-teto"; I
II. Má distribuição de renda e à b - Apenas
concentração da riqueza, que revelam um II
"apartheid social", ilhas de fartura e c - Apenas
bolsões de miséria, os quais compõem o III
mosaico de contrastes da sociedade d - I, II e III
brasileira;
III. Miséria crônica da população brasileira,
resultante de uma estrutura econômica
perversa.

ANGELI, Folha de São Paulo


.
Eu gostaria que a palavra raça não fosse utilizada para dizer que há Inquiridos os brasileiros não brancos sobre sua
diversidade humana. Ela acaba servindo para exagerar os efeitos das cor, no Censo de 1980, eles responderam que
diferenças aparentes, ou seja, físicas. era:
Não temos o direito de nos basear nas diferenças físicas – a cor da Acastanhada, alva, bem-morena, bronzeada,
pele, o tamanho, os traços do rosto – para dividir a humanidade bugrezinha-escura, burro-quando-foge, cabocla,
hierarquicamente, ou seja, considerando que existem homens cor-de-canela, encerada, meio-branca, morena-
superiores em relação a outros que seriam postos em uma classe clara, morena-roxa, morena-trigueira, mulata,
inferior. (...) Proponho não utilizar a palavra raça. Ela foi tão explorada
pretinha, queimada, rosada, ruço, sarará,
por pessoas más que é melhor substituí-la pelas palavras espécie tostada,...etc, num total de 136 cores declaradas.
humana. (JELLOUN, T. B. O racismo explicado à minha filha. São Paulo: Lettera, 2000.)
(Adaptado de MUNANGA, K. Rediscutindo a
mestiçagem no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1999.)
No primeiro texto, a questão do racismo é tratada de forma teórica, enquanto no segundo apresenta-se informação sobre
este assunto associada à realidade brasileira.
15. (UERJ) - Com base na posição dos autores, é possível concluir que os conceitos sociais referentes a esta questão são
passíveis de crítica pela seguinte razão:
a - Têm origem em tensões psicológicas.
b - Justificam-se por características biológicas.
c – Justificam-se por características físicas
d - Estão carregados de significados ideológicos.

BRASIL 16. (UFMS)Com base na análise da letra da música


apresentada e em seus conhecimentos sobre a história do
Não me convidaram Brasil, pode-se afirmar que:
pra essa festa pobre a - a letra da música expressa o descontentamento da
que os homens armaram juventude brasileira da década de 1980 ao criticar a realidade
pra me convencer socioeconômica e política do país;
a pagar sem ver b - a letra da música retrata o descontentamento da
toda essa droga juventude brasileira exilada no exterior durante a Ditadura
que já vem malhada Militar implantada no Brasil por meio do Golpe Militar de 1964;
antes d’eu nascer [...] c - a letra da música demonstra que, mesmo no período em
Brasil que os militares subiram ao poder, a democracia não deixou
mostra tua cara de ser respeitada no país, pois artistas em geral gozavam de
quero ver quem paga plena liberdade para a manifestação de suas ideias;
pra gente ficar assim d - a letra da música é uma demonstração explícita e
Brasil[...] simbólica da juventude brasileira que manifestou sua
indignação por não ter sido convidada para a festa de
Letra da música Brasil, de Cazuza, Jorge Israel e Nilo comemoração do movimento das diretas, em 1985.
Romano. In: Cazuza, LP Ideologia, 1988.

(UFMT) No final da década de 80 do século XX, o Brasil vivenciou um período de renovação política e afirmação democrática
com a promulgação da Constituição de 1988 e eleições diretas para presidente da República,
em 1989. Sobre esse período, assinale a afirmativa correta.
A - A proibição da existência de Partidos Comunistas no Brasil foi estabelecida pela Constituição de 1988 como a única
restrição de caráter político.
B - A Carta Constitucional de 1988 restabeleceu a democracia no Brasil, garantindo direitos políticos e liberdade de expressão.
C - Dois candidatados disputaram as eleições presidenciais de 1989: Fernando Collor de Mello e Fernando Henrique Cardoso.
D - Em 1990, Fernando Collor de Mello lançou o Plano Real, com o objetivo de promover a abertura econômica e comercial do
país ao sistema internacional.