Você está na página 1de 5

 

RACIOCÍNIO LÓGICO AVANÇADO FCC - Prof. Sérgio Carvalho

AULA  09  

Estatística  Inferencial  

# Intervalo de Confiança

ATENÇÃO: Para resolver a próxima questão, utilize os valores que julgar mais apropriados (observar
sempre a melhor aproximação) da tábua da distribuição normal padrão.

01. (FCC) A tabela abaixo apresenta a distribuição de frequências de uma amostra aleatória de tamanho
100 da variável X, que representa os percentuais de aumento do IPTU do ano de 2013 relativamente ao ano
de 2012, num determinado município.

Classes de X Frequências relativas


6% !----- 10% 0,10
10% !----- 14% 0,22
14% !----- 18% 0,25
18% !----- 22% 0,28
22% !----- 26% 0,15

Suponha que X tem distribuição normal com média desconhecida, 𝜇, e desvio padrão conhecido e igual a
5%. Utilizando para a estimativa pontual de 𝜇 a média aritmética dos 100 valores apresentados (na tabela
acima), calculada considerando que todos os valores incluídos num intervalo de classe são coincidentes com
o ponto médio do intervalo, um intervalo de confiança para 𝜇, com confiança de 95%, é dado por
(A) (15,64% ; 17,64%) (D) (15,34% ; 17,94%)
(B) (15,66% ; 17,62%) (E) (15,68% ; 17,60%)
(C) (15,60% ; 17,68%)

02. (FCC) A vida de determinado equipamento apresenta uma distribuição normal com um desvio-padrão
populacional de 400 horas. Extrai-se uma amostra aleatória de 100 equipamentos e obtém-se uma vida
média de 2.000 horas para este equipamento. Considerando a população de tamanho infinito e a informação
da distribuição normal padrão (Z), que P(Z>1,64)=5%, tem-se um intervalo de confiança de 90% para a
vida média dos equipamentos igual a:
a) [1.800,00; 2.200,00] d) [1.639,20; 2.360,80]
b) [1.967,20; 2.032,80] e) [1.344,00; 2.656,00]
c) [1.934,40; 2.065,60]

03. (FCC) Os salários de todos os 170 empregados de uma empresa apresentam uma distribuição normal
com um desvio padrão igual a R$ 364,00. Uma pesquisa com 49 empregados, selecionados ao acaso,
detectou uma média de R$ 1.560,00 para os salários desta amostra. Com base no resultado desta amostra e
considerando que, na distribuição normal padrão (Z), a probabilidade P(Z>2,05)=2%, obtém-se que o
intervalo de confiança de 96% para a média dos salários da empresa, em R$, é igual a:
a) [R$ 1.453,40; R$ 1.666,60]
b) [R$ 1.461,70; R$ 1.658,40]
c) [R$ 1.169,80; R$ 1.650,20]
d) [R$ 1.478,00; R$ 1.642,00]
e) [R$ 1.486,20; R$ 1.633,80]

04. O peso de crianças recém-nascidas do sexo feminino numa comunidade tem distribuição normal com
média u e desvio padrão desconhecido. Uma amostra de 16 recém-nascidos indicou um peso médio de 3,0
Kg e desvio padrão amostral igual a 0,8 kg. Um intervalo de confiança para u, com coeficiente de confiança
de 96% é dado por:
a) 3,0 ± 0,35
b) 3,0 ± 0,37
c) 3,0 ± 0,41
d) 3,0 ± 0,45
e) 3,0 ± 0,49
www.olaamigos.com.br   1  
 

Para responder a questão abaixo, considere que P(0<Z<1,64)=0,475.

05. (FCC) Uma amostra aleatória de tamanho 400 revelou que 64% dos torcedores brasileiros acham que
conquistaremos o hexacampeonato mundial de futebol. O intervalo de 95% de confiança para a proporção
de torcedores na população que acreditam no hexacampeonato é:
a) 64% ± 3,9% d) 64% ± 5,1%
b) 64% ± 4,2% e) 64% ± 5,6%
c) 64% ± 4,7%

06. (FCC) A distribuição dos salários dos empregados de um determinado ramo de atividade é considerada
normal, com uma população de tamanho infinito e um desvio padrão populacional igual a R$ 200,00. Um
estudo com base em uma amostra apresentou um intervalo de confiança de 90%, em R$, igual a [R$
1.883,60; R$ 1.916,40] para a média destes salários. Se na distribuição normal padrão (Z) a probabilidade
P(Z>1,64)=0,05, então o tamanho da amostra referente ao estudo foi de:
a) 64
b) 100
c) 144
d) 225
e) 400

# Teste de Hipóteses:

07. Seja X uma variável aleatória normalmente distribuída com média u representando o salário, em reais,
de determinada categoria profissional. A variância de X é igual a 6.400 (R$)2. Uma amostra aleatória de
tamanho 400 foi extraída da correspondente população considerada de tamanho infinito. A média referente
a esta amostra apresentou um valor igual a R$1.207,00. Um teste estatístico é realizado, sendo formuladas
as hipóteses Ho: u = 1.200,00 (hipótese nula) contra H1: u > R$ 1.200,00 (hipótese alternativa). Considere
que na distribuição normal padrão Z as probabilidades P(Z>1,64)=10% e P(Z>2,33)=2%. Com base no
resultado da amostra, Ho:
a) É rejeitada tanto ao nível de significância de 1% como ao de 5%.
b) Não é rejeitada para qualquer nível de significância superior a 1% e inferior a 5%.
c) É rejeitada para qualquer nível de significância superior a 5%.
d) É rejeitada para qualquer nível de significância inferior a 1%.
e) É rejeitada para qualquer nível de significância, pois R$ 1.207,00 > R$ 1.200,00.

08. (FCC) Seja X uma variável aleatória representando o valor arrecadado de um determinado tributo.
Suponha que X tem distribuição normal (população de tamanho infinito) com média µ e desvio padrão de
500 reais. Desejando-se testar
H0 : µ = 1.000 reais (hipótese nula)
H1 : µ ≠ 1.000 reais (hipótese alternativa)
tomou-se uma amostra aleatória de 400 valores de X, obtendo-se para a média amostral o valor de 1.060
reais. Seja α o nível de significância do teste e suponha que a região de rejeição de H0 é { | Z| > Zα/2},
onde Zα/2 representa o escore da curva normal padrão tal que P(| Z| > Zα/2 ) = α. Tem-se que
(A) Se H0 foi rejeitada, existe um nível de significância β (β > α) tal que H0 não seria rejeitada.
(B) Para qualquer nível de significância α, H0 será rejeitada, uma vez que 1.060 ≠ 1.000.
(C) H0 não será rejeitada para Zα/2 < 3.
(D) H0 será rejeitada para Zα/2 = 2.
(E) Para Zα/2 > 2 , H0 não será rejeitada.

09. (FCC) Uma amostra aleatória de 9 valores de salários extraída de uma população, considerada normal e
de tamanho infinito, apresentou média igual a R$ 800,00 , com um desvio padrão igual a R$ 120,00. Os
registros históricos indicam que a média dos salários da população é igual a R$ 740,00. Deseja-se testar a
hipótese, ao nível de significância α, para testes bicaudais com 8 graus de liberdade. Sabendo-se que Ho foi
rejeitada, tem-se que:
a) αt /2 < 1,5.
b) αt /2 > 1,5.
c) para qualquer nível de significância Ho seria rejeitada, pois (800-740)≠0.
d) o valor da variável do teste (t calculado) obtido através da amostra e necessário para comparação com
-t /2 e t /2 é igual a 0,5.
α α

e) a um nível de significância β, β>α, Ho não teria sido rejeitada.


www.olaamigos.com.br   2  
 

TABELAS ESTATÍSTICAS

z .00 .01 .02 .03 .04 .05 .06 .07 .08 .09
0.0 00,00 00,40 00,80 01,20 01,60 01,99 02,39 02,79 03,19 03,59
0.1 03,98 04,38 04,78 05,17 05,57 05,96 06,36 06,75 07,14 07,53
0.2 07,93 08,32 08,71 09,10 09,48 09,87 10,26 10,64 11,03 11,41
0.3 11,79 12,17 12,55 12,93 13,31 13,68 14,06 14,43 14,80 15,17
0.4 15,54 15,91 16,28 16,64 17,00 17,36 17,72 18,08 18,44 18,79

0.5 19,15 19,50 19,85 20,19 20,54 20,88 21,23 21,57 21,90 22,24
0.6 22,57 22,91 23,24 23,57 23,89 24,22 24,54 24,86 25,17 25,49
0.7 25,80 26,11 26,42 26,73 27,04 27,34 27,64 27,94 28,23 28,52
0.8 28,81 29,10 29,39 29,67 29,95 30,23 30,51 30,78 31,06 31,33
0.9 31,59 31,86 32,12 32,38 32,64 32,90 33,15 33,40 33,65 33,89

1.0 34,13 34,38 34,61 34,85 35,08 35,31 35,54 35,77 35,99 36,21
1.1 36,43 36,65 36,86 37,08 37,29 37,49 37,70 37,90 38,10 38,30
1.2 38,49 38,69 38,69 39,07 39,25 39,44 39,62 39,80 39,97 40,15
1.3 40,32 40,49 40,66 40,82 40,99 41,15 41,31 41,47 41,62 41,77
1.4 41,92 42,07 42,22 42,36 42,51 42,65 42,79 42,92 43,06 43,19

1.5 43,32 43,45 43,57 43,70 43,83 43,94 44,06 44,18 44,29 44,41
1.6 44,52 44,63 44,74 44,84 44,95 45,05 45,15 45,25 45,35 45,45
1.7 45,54 45,64 45,73 45,82 45,91 45,99 46,08 46,16 46,25 46,33
1.8 46,41 46,49 46,56 46,64 46,71 46,78 46,86 46,93 46,99 46,06
1.9 47,13 47,19 47,26 47,32 47,38 47,44 47,50 47,56 47,61 47,67

2.0 47,72 47,78 47,83 47,88 47,93 47,98 48,03 48,08 48,12 48,17
2.1 48,21 48,26 48,30 48,34 48,38 48,42 48,46 48,50 48,54 48,57
2.2 48,61 48,64 48,68 48,71 48,75 48,78 48,81 48,84 48,87 48,90
2.3 48,93 48,96 48,98 49,01 49,04 49,06 49,09 49,11 49,13 49,16
2.4 49,18 49,20 49,22 49,25 49,27 49,29 49,31 49,32 49,34 49,36

2.5 49,38 49,40 49,41 49,43 49,45 49,46 49,48 49,49 49,51 49,52
2.6 49,53 49,55 49,56 49,57 49,59 49,60 49,61 49,62 49,63 49,64
2.7 49,65 49,66 49,67 49,68 49,69 49,70 49,71 49,72 49,73 49,74
2.8 49,74 49,75 49,76 49,77 49,77 49,78 49,79 49,79 49,80 49,81
2.9 49,81 49,82 49,82 49,83 49,84 49,84 49,85 49,85 49,86 49,86

3.0 49,87

4.0 49,997

www.olaamigos.com.br   3  
 

 
Caderno de Prova ’A01’, Tipo 001
Atenção: Para resolver às questões de números 38 a 40, utilize os valores que julgar mais apropriados (observar sempre a melhor
  aproximação) da tábua da distribuição normal padrão.

Tábua da Distribuição normal padrão.

área
tabulada

0 z

segunda decimal de z
z
0,00 0,01 0,02 0,03 0,04 0,05 0,06 0,07 0,08 0,09
0,0 0,5000 0,4960 0,4920 0,4880 0,4840 0,4801 0,4761 0,4721 0,4681 0,4641
0,1 0,4602 0,4562 0,4522 0,4483 0,4443 0,4404 0,4364 0,4325 0,4286 0,4247
0,2 0,4207 0,4168 0,4129 0,4090 0,4052 0,4013 0,3974 0,3936 0,3897 0,3859
0,3 0,3821 0,3783 0,3745 0,3707 0,3669 0,3632 0,3594 0,3557 0,3520 0,3483
0,4 0,3446 0,3409 0,3372 0,3336 0,3300 0,3264 0,3228 0,3192 0,3156 0,3121

0,5 0,3085 0,3050 0,3015 0,2981 0,2946 0,2912 0,2877 0,2842 0,2810 0,2776
0,6 0,2743 0,2709 0,2676 0,2643 0,2611 0,2578 0,2546 0,2514 0,2483 0,2451
0,7 0,2420 0,2389 0,2358 0,2327 0,2296 0,2266 0,2236 0,2206 0,2177 0,2148
0,8 0,2119 0,2090 0,2061 0,2033 0,2005 0,1977 0,1949 0,1922 0,1894 0,1867
0,9 0,1841 0,1814 0,1788 0,1762 0,1736 0,1711 0,1685 0,1660 0,1635 0,1611

1,0 0,1587 0,1562 0,1539 0,1515 0,1492 0,1469 0,1446 0,1423 0,1401 0,1379
1,1 0,1357 0,1335 0,1314 0,1292 0,1271 0,1251 0,1230 0,1210 0,1190 0,1170
1,2 0,1151 0,1131 0,1112 0,1093 0,1075 0,1056 0,1038 0,1020 0,1003 0,0985
1,3 0,0968 0,0951 0,0934 0,0918 0,0901 0,0885 0,0869 0,0853 0,0838 0,0823
1,4 0,0808 0,0793 0,0778 0,0764 0,0749 0,0735 0,0722 0,0708 0,0694 0,0681

1,5 0,0668 0,0655 0,0643 0,0630 0,0618 0,0606 0,0594 0,0582 0,0571 0,0559
1,6 0,0548 0,0537 0,0526 0,0516 0,0505 0,0495 0,0485 0,0475 0,0465 0,0455
1,7 0,0446 0,0436 0,0427 0,0418 0,0409 0,0401 0,0392 0,0384 0,0375 0,0367
1,8 0,0359 0,0352 0,0344 0,0336 0,0329 0,0322 0,0314 0,0307 0,0301 0,0294
1,9 0,0287 0,0281 0,0274 0,0268 0,0262 0,0256 0,0250 0,0244 0,0239 0,0233

2,0 0,0228 0,0222 0,0217 0,0212 0,0207 0,0202 0,0197 0,0192 0,0188 0,0183
2,1 0,0179 0,0174 0,0170 0,0166 0,0162 0,0158 0,0154 0,0150 0,0146 0,0143
2,2 0,0139 0,0136 0,0132 0,0129 0,0125 0,0122 0,0119 0,0116 0,0113 0,0110
2,3 0,0107 0,0104 0,0102 0,0099 0,0096 0,0094 0,0091 0,0089 0,0087 0,0084
2,4 0,0082 0,0080 0,0078 0,0075 0,0073 0,0071 0,0069 0,0068 0,0066 0,0064

2,5 0,0062 0,0060 0,0059 0,0057 0,0055 0,0054 0,0052 0,0051 0,0049 0,0048
2,6 0,0047 0,0045 0,0044 0,0043 0,0041 0,0040 0,0039 0,0038 0,0037 0,0036
2,7 0,0035 0,0034 0,0033 0,0032 0,0031 0,0030 0,0029 0,0028 0,0027 0,0026
2,8 0,0026 0,0025 0,0024 0,0023 0,0023 0,0022 0,0021 0,0021 0,0020 0,0019
2,9 0,0019 0,0018 0,0017 0,0017 0,0016 0,0016 0,0015 0,0015 0,0014 0,0014

 
38. Suponha
  que a variável X represente o valor de determinado tributo que é cobrado mensalmente aos comerciantes, em um determinado
município. Sabe-se que X é uma variável aleatória com distribuição normal com média e desvio padrão dados, respectivamente, por
800 reais e 200 reais. Os comerciantes foram divididos em 3 categorias: baixo faturamento, médio faturamento e alto faturamento. Os
 
valores limites das classes de tributo dependem da categoria de comerciante, são estabelecidos por probabilidades da variável X e
estão apresentados na tabela abaixo:

  Categoria Classes de tributo Probabilidade


Baixo faturamento 0 A P(X < A) = 0,20
  Médio faturamento A B P(A X < B) = 0,70
Alto faturamento B P(X B) = 0,10
www.olaamigos.com.br   4  
Os valores de A e B, em reais, são dados, respectivamente, por

(A) 632 e 1056

(B) 520 e 1100


 

www.olaamigos.com.br   5  

Você também pode gostar