Você está na página 1de 3

Escola de Ensino Médio e Profissionalizante Júlia Giffoni

ALUNO (A):____________________________________________________ Turma: ___________

Lista de exercícios – 3º ANO

01. (UFAL) Em nosso cotidiano, ocorrem processos que 05. (Makenzie - SP) Em uma manhã de céu azul, um
podem ser endotérmicos ou exotérmicos. Assinale a banhista na praia observa que a areia está muito quente e a
alternativa que contém apenas processos exotérmicos. água do mar está muito fria. À noite, esse mesmo banhista
a) Formação de nuvens; secagem de roupas; queima de observa que a areia da praia está fira e a água do mar está
carvão. morna. O fenômeno observado deve-se ao fato de que:
b) Formação de geada; combustão em motores de a) a densidade da água do mar é menor que a da areia.
automóveis; evaporação da água dos lagos. b) o calor específico da areia é menor que o calor específico
c) Evaporação da água dos lagos; secagem de roupas; da água.
explosão de fogos de artifícios. c) o coeficiente de dilatação térmica da água é maior que o
d) Queima de carvão; formação de geada; derretimento de coeficiente de dilatação térmica da areia.
gelo. d) o calor contido na areia, à noite, propaga-se para a água
e) Combustão em motores de automóveis; explosão de fogos do mar.
de artifício; formação de geada. e) a agitação da água do mar retarda seu resfriamento.

02. (Vunesp) Em uma cozinha, estão ocorrendo os seguintes 06. (UF – Paraná) Para aquecer 500 g de certa substância de
processos: 20 ºC para 70 ºC, foram necessárias 4.000 calorias. A
I. gás queimando em uma das “bocas” do fogão e capacidade térmica e o calor específico valem
II. água fervendo em uma panela que se encontra sobre essa respectivamente:
“boca” do fogão. a) 8 cal/ ºC e 0,08 cal/g .ºC
Com relação a esses processos, pode-se afirmar que: b) 80 cal/ ºC e 0,16 cal/g. ºC
a) I e II são exotérmicos. c) 90 cal/ ºC e 0,09 cal/g. ºC
b) I é exotérmico e II é endotérmico d) 95 cal/ ºC e 0,15 cal/g. ºC
c) I é endotérmico e II é exotérmico e) 120 cal/ ºC e 0,12 cal/g. ºC
d) I é isotérmico e II é exotérmico
e) I é endotérmico e II é isotérmico 07. Ao fornecer 300 calorias de calor para um corpo,
verifica-se como conseqüência uma variação de temperatura
03. (Fuvest-SP) Um dos métodos industriais de obtenção de igual a 50 ºC. Determine a capacidade térmica desse corpo.
zinco, a partir da blenda de zinco, ZnS, envolvendo quatro
etapas em sequência: 08. (Enem 2000) Ainda hoje, é muito comum as pessoas
I. Aquecimento do minério com oxigênio (do ar utilizarem vasilhames de barro (moringas ou potes de
atmosférico), resultando na formação de óxido de zinco e cerâmica não esmaltada) para conservar água a uma
dióxido de enxofre. temperatura menor do que a do ambiente. Isso ocorre
II. Tratamento, com carvão, a alta temperatura, do óxido de porque:
zinco, resultando na formação de zinco e monóxido de a) o barro isola a água do ambiente, mantendo-a sempre a
carbono. uma temperatura menor que a dele, como se fosse isopor.
III. Resfriamento do zinco formado, que é recolhido no b) o barro tem poder de “gelar” a água pela sua composição
estado líquido. química. Na reação, a água perde calor.
IV. Purificação do zinco por destilação fracionada. Ao final c) o barro é poroso, permitindo que a água passe através
da destilação, o zinco é despejado em moldes, nos quais se dele. Parte dessa água evapora, tomando calor da moringa e
solidifica. do restante da água, que são assim resfriadas.
d) o barro é poroso, permitindo que a água se deposite na
a) Represente por meio de equação química balanceada, a parte de fora da moringa. A água de fora sempre está a uma
primeira etapa do processo. temperatura maior que a de dentro.
b) Indique o elemento que sofreu oxidação e o elemento que e) a moringa é uma espécie de geladeira natural, liberando
sofreu redução, na segunda etapa do processo. substâncias higroscópicas que diminuem naturalmente a
c) Indique, para cada mudança de estado físico que ocorre temperatura da água.
na etapa IV, se ela é exotérmica ou endotérmica.
09. (UECE) Observe o esquema.
04. (FUVEST – SP) Um amolador de facas, ao operar um transformação
esmeril, é atingido por fagulhas incandescentes, mas não se 870 KJ 1000 KJ
queima. Isso acontece porque as fagulhas:
a) tem calor específico muito grande. Entalpia inicial Entalpia final
b) tem temperatura muito baixa. De acordo com o esquema apresentado, podemos dizer que
c) tem capacidade térmica muito pequena. esse processo deverá ser:
d) estão em mudança de estado. a) endotérmico, com ΔH = -1.870 KJ.
e) não transportam energia b) endotérmico e absorver 130 KJ.
EEEP Júlia Giffoni
c) exotérmico e liberar 130 KJ. E) etanol, pois sua combustão completa fornece,
d) exotérmico, com ΔH = +1.870 KJ. aproximadamente, 33,7 MJ de energia por litro de
combustível queimado.
10. (Enem-2009) Nas últimas décadas, o efeito estufa tem-
se intensificado de maneira preocupante, sendo esse efeito 12. (Enem-2011) Um dos problemas dos combustíveis que
muitas vezes atribuído à intensa liberação de CO2 durante a contêm carbono é que sua queima produz dióxido de
queima de combust veis f sseis para geração de energia. O carbono. Portanto, uma característica importante, ao se
quadro tra as entalpias-padrão de combustão a 25 oC escolher um combustível, é analisar seu calor de combustão
(ΔH025) do metano, do butano e do octano. (∆Hoc), definido como a energia liberada na queima
Composto Fórmula Massa ΔH025 completa de um mol de combustível no estado padrão. O
molecular molar (KJ/mol) quadro seguinte relaciona algumas substâncias que contêm
(g/mol) carbono e seu (∆Hoc).
Metano CH4 16 -890 Substâncias Fórmula ∆Hoc
Butano C4H10 58 -2.878 Benzeno C6H6 (l) -3268
Octano C8H18 114 -5.471 Etanol C2H5OH (l) -1366
medida que aumenta a consci ncia sobre os impactos Glicose C6H12O6 (s) -2808
ambientais relacionados ao uso da energia, cresce a Metano CH4 (g) -890
import ncia de se criar pol ticas de incentivo ao uso de Octano C8H18 (l) -5471
combust veis mais eficientes. Nesse sentido, considerando-
se que o metano, o butano e o octano se am representativos Neste contexto, qual dos combustíveis, quando queimado
do gás natural, do gás liquefeito de petr leo ( LP) e da completamente, libera mais dióxido de carbono no ambiente
gasolina, respectivamente, então, a partir dos dados pela mesma quantidade de energia produzida?
fornecidos, é poss vel concluir que, do ponto de vista da A) Benzeno.
quantidade de calor obtido por mol de CO2 gerado, a ordem B) Metano.
crescente desses tr s combust veis é: C) Glicose.
A) gasolina, GLP e gás natural. D) Octano.
B) gás natural, gasolina e GLP. E) Etanol.
C) gasolina, gás natural e GLP.
D) gás natural, GLP e gasolina. 13. (Enem-2015) O aproveitamento de resíduos florestais
E) GLP, gás natural e gasolina. vem se tornando cada dia mais atrativo, pois eles são uma
fonte renovável de energia. A figura representa a queima de
11. (Enem-2010) No que tange à tecnologia de combustíveis um bio- leo extra do do res duo de madeira, sendo ΔH1 a
alternativos, muitos especialistas em energia acreditam que variação de entalpia devido à queima de 1g desse bio-óleo,
os alcoóis vão crescer em importância em um futuro resultando em gás carbônico e água l quida, e ΔH2 a
próximo. Realmente, alcoóis como metanol e etanol têm variação de entalpia envolvida na conversão de 1g de água
encontrado alguns nichos para uso doméstico como no estado gasoso para o estado líquido.
combustíveis há muitas décadas e, recentemente, vêm
obtendo uma aceitação cada vez maior como aditivos ou
mesmo como substitutos para a gasolina em veículos.
Algumas das propriedades físicas desses combustíveis são
mostradas no quadro seguinte.
Álcool Densidade 25 °C Calor de combustão
(g/mL) (KJ/mol)
Metanol (CH4) 0,79 -726
Etanol 0,79 -1367
(C2H5OH)
Dados: Massas molares em g/mol: H = 1,0; C = 12,0; O =
16,0.
A variação de entalpia, em kJ, para a queima de 5 g desse
Considere que, em pequenos volumes, o custo de produção bio-óleo resultando em CO2(gasoso) e H2O(gasoso) é:
de ambos os alcoóis seja o mesmo. Dessa forma, do ponto A) -106.
de vista econômico, é mais vantajoso utilizar. B) -94,0.
A) metanol, pois sua combustão completa fornece, C) -82,0.
aproximadamente, 22,7 kJ de energia por litro de D) -21,2.
combustível queimado. E) -16,4
B) etanol, pois sua combustão completa fornece,
aproximadamente, 29,7 kJ de energia por litro de 14. (Uece 2014) Normalmente uma reação química libera ou
combustível queimado. absorve calor. Esse processo é representado no seguinte
C) metanol, pois sua combustão completa fornece, diagrama, considerando uma reação específica.
aproximadamente, 17,9 MJ de energia por litro de
combustível queimado.
D) etanol, pois sua combustão completa fornece,
aproximadamente, 23,5 MJ de energia por litro de
combustível queimado.
EEEP Júlia Giffoni
20. (PUC-Campinas) De forma simplificada, a reação da
fotossíntese ficaria:
6CO2 + 6H2O → C6H12O6 + 6O2
Dadas as entalpias de formação do CO2 (-94 kcal/mol), da
H20 (-58 kcal/mol), da glicose (-242 kcal/mol), pode-se
concluir que o processo é:
a) endotérmico e a energia envolvida, 115 kcal/mol de
glicose
b) endotérmica e a energia envolvida, 670 kcal/mol de
Com relação a esse processo, assinale a equação química glicose
correta. c) exotérmica e a energia envolvida, 1152 kcal/mol de
a) H2(g) + 1/2O2(g) → H2O(l) – 68,3 Kcal glicose
b) H2O(l) -68,3 Kcal → H2(g) + 1/2O2(g) d) exotérmica e a energia envolvida, 670 kcal/mol de glicose
c) H2O(l) → H2(g) + 1/2O2(g) + 68,3 Kcal e) endotérmica e a energia envolvida, 392 kcal/mol de
d) H2(g) + 1/2O2(g) → H2O(l) + 68,3 Kcal glicose

15. Considerando os seguintes “calores de reação”: 21. Considerando a reação de combustão completa da
N2(g)+ 2O2(g) → 2NO2(g) ΔH = +66 KJ/mol sacarose (C12H22O11) e de acordo com os valores de
2NO(g) + O2(g) → 2NO2(g) ΔH = -113 KJ/mol entalpia padrão de formação a seguir, assinale a alternativa
Calcule o “calor de reação” para o processo: que expressa corretamente o valor de entalpia padrão de
N2(g) + O2(g) → 2NO(g) ΔH = ? formação (em kJ/mol) de um mol de sacarose.
Dados:
16. Calcule o ΔH da reação: ΔH°f (H2O, l) = -286 kJ/mol
P4(s) + 10Cl2(g) → 4PCl5(s) ΔH = ? ΔH°f (CO2, g) = -394 kJ/mol
Utilizando os seguintes dados: ΔH°f (O2, g) = 0 kJ/mol
P4(s) + 6Cl2(g) → 4PCl3(l) ΔH = -1.279 KJ/mol ΔH°combustão (C12H22O11, s) = -5654kJ/mol
PCl3(l) + Cl2(g) → PCl(s) ΔH = -124 KJ/mol
a) 220
17. (Cefet-PR) Considere a seguinte equação: b) 110
c) -1110
2C(graf) + 3H2(g) + 1/2O2(g) → C2H6O(l) d) -2220
e) -4440
Com base na lei de Hess, e utilizando as equações a seguir,
calcule o ΔH da reação e assinale a alternativa que apresenta
a resposta correta.
C(graf) + O2(g) → CO2(g) ΔH = -394 KJ/mol
H2(g) + 1/2O2(g) → H2O(l) ΔH = -286 KJ/mol
C2H6O(l) + 3O2(g) → 2CO2(g) + 3H2O(l) ΔH = -1.368 KJ/mol

a) +278 KJ/mol
b) + 2.048 KJ/mol
c) -278 KJ/mol
d) -2.048KJ/mol
e) -556 KJ/mol

18. Determine a variação de entalpia da seguinte reação:

N2H4(l) + H2(g) → 2NH3(g) ΔH = ?

A partir dos seguintes valores de ΔH:


N2(g) + 2H2(g) → N2H4(l) ΔH = +51 KJ/mol
N2(g) + 3H2(g) → 2NH3(g) ΔH = -92 KJ/mol

19. (UFMS) Calcule a variação de entalpia, ΔH, em


Kcal/mol, da reação:

CO2(g) → C(grafite sólido) + O2(g)

Nas condições ambientais (25 ºC e 1 atm), sabendo que,


nessa condições:
I. C2H6(g) + 7/2O2(g) → 2CO2(g) + 3H2O(l) ΔH = -372,7
Kcal/mol
II. 2C(grafite sólido) + 3H2(g) → C2H6(g) ΔH = -20,2 Kcal/mol
III. H2(g) + 1/2O2(g) → H2O(l) ΔH = -68,3 Kcal/mol
EEEP Júlia Giffoni

Você também pode gostar