Você está na página 1de 2

1

PROPRIEDADES COLIGATIVAS
Através da aplicação das Propriedades Coligativas, é possível se
determinar as massas moleculares. Em muitos casos as propriedades de uma
solução podem ser consideradas como sendo as do solvente puro, modificado pela
presença das moléculas do soluto.

Nestes casos o efeito sobre as propriedades do solvente depende do


número de moléculas do soluto presentes, numa certa quantidade de solvente e
não das propriedades específicas do soluto. Assim as alterações nos pontos de
fusão (ou congelação), ebulição e pressão de vapor de uma solução, depende
principalmente do número de partículas implicadas.

Pressão de Vapor

A pressão de vapor aumenta com a temperatura e quanto maior é a


pressão a uma mesma temperatura, mais volátil é o líquido.

Vaporizando-se um líquido no interior de uma câmara barométrica do tipo


Torricelli, até ser atingido o equilíbrio líquido-vapor, o abaixamento da coluna de
mercúrio mede a pressão de vapor à temperatura da experiência.

Um líquido entra em ebulição à temperatura em que a sua pressão de


vapor iguala-se à pressão exterior. Assim, a 100ºC a água tem pressão de vapor
igual a 1 atm. Portanto, a 1 atm a água entra em ponto de ebulição a 100ºC.

As maiorias dos sólidos fundem-se com expansão de volume, o gelo é uma


das poucas exceções, funde-se com contração do volume. O ponto de fusão do
gelo aumenta com a diminuição da pressão, e vice-versa. Para a maioria dos
sólidos, o ponto de fusão aumenta com o aumento da pressão e vice-versa. As
variações dos Pontos de Fusão são insignificantes com a variação de pressão,
porque no equilíbrio sólido-líquido não há participante gasoso.

O ponto de ebulição de todas as substâncias aumenta com o aumento da


pressão e vice-versa. As variações dos Pontos de Ebulição são significativas com
a variação de pressão, porque no equilíbrio líquido-vapor há participante gasoso.
2

Conceito do Método Ebuliométrico de Determinação de Massas Moleculares

As propriedades coligativas podem ser aproveitadas na determinação do


peso molecular de novas substâncias, visto que, se sabe que 1 mol de um
eletrólito não volátil faz abaixar o ponto de congelação de 1000,0 gramas de água
de 1,86ºC e elevar o ponto de ebulição de 0,52 ºC. Para determinar o peso
molecular de uma substância, prepara-se uma solução de uma massa conhecida
da substância em questão, em uma massa também conhecida de água e
determina-se cuidadosamente o ponto de ebulição.

Com os dados calcula-se o peso da substância que seria necessário para


alterar o ponto de congelamento (ou ebulição) de 1000,0 gramas de água de
1,86ºC (ou 0,52ºC). Essa massa (em gramas) é o peso molecular, mudando a
unidade de grama para u.m.a., obtém-se o peso molecular.

Conceito do Método Criométrico de Determinação de Fórmulas Moleculares

O naftaleno (C10H8) funde a 80,1ºC e este ponto de fusão abaixo de 7,0ºC


quando 1 mol de soluto está dissolvido em 1000,0 g de naftaleno. Não apenas o
abaixamento do ponto de congelamento para o naftaleno é maior do que para a
água, mas também muitas substâncias insolúveis na água são solúveis no
naftaleno. Isto significa que ele pode ser usado como solvente para
determinações de peso molecular.