Você está na página 1de 2

RESENHA1

Carneiro, Ednardo Chagas.2


Mesquita, Adalberto.3
Ferreira, Franklin. Curso Vida Nova de Teologia Básica: Teologia Sistemática, São Paulo,
Vida Nova, 2013, 286 p.

Franklin Ferreira é Bacharel em teologia pela Escola Superior de Teologia da


Universidade Presbiteriana Mackenzie e Mestre em Teologia pelo Seminário Teológico
Batista do Sul do Brasil. É diretor e professor de Teologia sistemática e história da igreja no
Seminário Martin Bucer, Em São José dos campos, São Paulo.
Este livro de Franklin Ferreira está divido em uma introdução (prolegômeno), sete
capítulos e um apêndice. Foi-nos pedido, que resenhássemos apenas o Prolegômeno e
capítulos um e dois, portanto essa resenha só conterá as devidas partes. No desenvolvimento
deste livro, Franklin tenta nos mostrar a importância da Teologia Sistemática, e também nos
informa de forma resumida algumas doutrinas essenciais da fé cristã, nos apresentando assim,
as doutrinas Ortodoxas e nos alertando as falsas doutrinas, as doutrinas heterodoxas.
No prolegômeno, o Autor irá nos dar uma introdução ao estudo sistemático da
Teologia Cristã. No começo do prolegômeno o autor nos escreve a cerca da cosmovisão, no
sentido mais básico da palavra, cosmovisão é o modo como entendemos ou vemos o mundo.
Também aprendemos já no prolegômeno que todas as pessoas têm pressupostos, todos nós já
defendemos algo antes mesmo de estudá-lo. Mas esses pressupostos são importantes para a fé
cristã.
Depois o autor nos fala a respeito da Teologia Sistemática, e antes de defini-la ele
coloca que teologia no seu sentido mais básico é o estudo de Deus. E a teologia sistemática é
a forma de estudar essa teologia de uma forma sistêmica, organizando-a de forma lógica,
coerente e ordenada. “Em outras palavras, a teologia sistemática funcionará como bóias de
sinalização para uma pregação, um ensino e um aconselhamento que precisam ser
genuinamente evangélicos” (P.32). Por fim ele nos deixa informações a respeito de mistérios,
paradoxos e contradições.
No primeiro capítulo, Franklin vai escrever a respeito da revelação de Deus, na forma
como ele se revela. E ele nos apresenta duas formas de revelações: Geral e Especial. Na
revelação geral ele nos mostra que Deus não fica em silêncio mesmo em meio a natureza
pecaminosa do homem. Ele se comunica de uma forma tal, que os seres humanos podem

1
Resenha apresentada como requisito para obtenção de nota parcial na matéria de Teologia Sistemática I.
2
Estudante do 1°semestre do Curso Livre de Teologia na Escola Teológica Charles Spurgeon.
3
Bacharel em teologia, professor na Escola Teológica Charles Spurgeon.
responder a essa revelação. A revelação geral é apenas informativa. Ou seja, todos os homens
mulheres e demais pessoas já sabem da existência de Deus por meio da revelação geral.
Na revelação especial, Franklin ferreira nos fala que Deus se revela especialmente
para seu povo. Essa revelação especial trás a salvação para aqueles a quem ele se revela,
portanto o homem não pode ser salvo pela revelação geral, somente pela especial. Essa
revelação é possível por meio do espírito santo. As escrituras nos revelam o suficiente para
sermos salvos para a glória de Deus, como diz Franklin. No fim do capitulo ele faz algumas
aplicações envolvendo esses dois tipos de revelação.
No segundo capítulo, intitulado como: Deus trino, Criador e soberano, ele começa nos
escrevendo a cerca da acomodação misericordiosa de Deus à capacidade humana, que ele se
acomoda a uma forma que homem possa entendê-lo. Depois nos fala que Deus ele é ao
mesmo tempo infinito e pessoal, transcendente e imanente e decorre sobre esses títulos. Já no
meio do capítulo Franklin faz uma defesa da trindade, usa alguns argumentos para isso,
utiliza-se de alguns escritos dos pais da igreja. Depois faz uma relação sobre os atributos
divinos, nos apresentando os atributos comunicáveis e os incomunicáveis e nos dando bases
bíblicas para cada atributo.
Desenvolvendo o capítulo o autor nos apresenta um tópico intitulado de “Deus
criador” onde faz uma defesa que a criação é obra do deus trino. Ele passa a nos informar e
nos explicar a respeito da providencia divina, em relação à: Preservação, Concorrência e
governos (elementos na providencia). Por fim nos fala sobre a relação da providencia e da
oração e nos esclarece algumas duvidas a respeito deste tema. Como por exemplo, a própria
relação que há entre elas. Para encerrar o capítulo ele decorre sobre o tema que Deus é pai. E
fala-nos a respeito desta paternidade, encerrando o capítulo com algumas aplicações.
Este livro do Franklin é um livro que contem bastantes informações e ótimo para o
estudo acadêmico. Achei muito enriquecedor a forma de abordagem que ele tem de cada
ensino das escrituras e ele nos apresenta fielmente cada doutrina da fé cristã e nos ensina a
respeito delas. Uma das principais características vantajosa deste livro é a quantidade de
informações que apresenta sobre as doutrinas e a preocupação de nos apresentar os ensinos
contraditórios existentes, e também nos apresentar argumentos refutando esses ensinos.
Esse é um livro importante e divisor de águas na vida de todo aquele que se diz cristão
e ama a Deus e sua palavra, Por tanto, indico este livro para todos que estudam teologia, mas
também para todos que amam a Deus, pois para todo cristão é necessário conhecer a palavra
de Deus e as doutrinas, e este livro nos apresenta tudo isso, sistematicamente e organizado de
forma lógica e ordenada.

Você também pode gostar